Ditadura militar anos de chumbo

645 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre a ditadura militar e ao que responde aos anos de chumbo durante este período da nossa história brasileira importantíssimo para compreensão da nossa identidade que temos.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
645
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ditadura militar anos de chumbo

  1. 1. Ditadura Militar Anos de Chumbo Prof.: Miguel Marinho 3ºB Alunos: Kelvin F. Diansley C. Thiago L. Gutyerrez O. Tarciso Jr.
  2. 2. Índice Introdução Golpe de Estado no Brasil em 1964 Ditadura Militar MDB e ARENA  Grupos da Resistencia
  3. 3. Introdução • Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985.
  4. 4. Golpe de Estado no Brasil em 1964
  5. 5. Golpe de Estado no Brasil em 1964 • Designa o conjunto de eventos ocorridos em 31 de março de 1964 no Brasil, que culminaram, no dia 1º de abril de 1964, com um golpe de Estado que encerrou o governo do presidente João Goulart. Tanques em frente ao Congresso Nacional patrulham a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, após o golpe militar de 1964.
  6. 6. Ditadura Militar
  7. 7. Ditadura Militar • A ditadura militar no Brasil foi instaurada em 1 de abril de 1964 e durou até 15 de março de 1985.
  8. 8. CASTELLO BRANCO (1964-1967)
  9. 9. COSTA E SILVA (1967-1969)
  10. 10. GOVERNO DA JUNTA MILITAR (31/8/1969-30/10/1969) Aurélio de Lira Tavares (Exército), Augusto Rademaker (Marinha) e Márcio de Sousa e Melo (Aeronáutica).
  11. 11. Emílio Garrastazu Medici (1969-1974)
  12. 12. GEISEL (1974-1979)
  13. 13. FIGUEIREDO (1979-1985)
  14. 14. MDB & ARENA • ARENA - Governista ( Reconstrução Nacional) ou seja, dos militares • MDB - Oposição (Movimento pelas Diretas do Brasil).
  15. 15. MNR (Movimento Nacionalista Revolucionário) • Dentro do próprio exército, cerca de doze militares perseguidos pelo novo poder vigente (regime militar autoritário de direita) se organizaram no MNR, o grupo que teria sido o primeiro a se dedicar às atividades armadas de oposição ao militarismo ditatorial.
  16. 16. Organização Revolucionária Marxista Política Operária POLOP • Paralelamente organizações esquerdistas a POLOP deram origem a grupos cada vez mais radicais de “resistência”, praticando assassinatos políticos, sequestros de embaixadores para troca de prisioneiros políticos, assaltos a bancos e supermercados para financiar as lutas armadas contra o regime militar.
  17. 17. Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR8) • Surgida em 1964 no meio universitário da cidade de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, com o nome de Dissidência do Rio de Janeiro (DI-RJ) foi depois rebatizada em memória ao dia em que Ernesto "Che" Guevara foi capturado, na Bolívia, em 8 de outubro de 1967.
  18. 18. Ação Libertadora Nacional
  19. 19. Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) • Para financiar a luta contra a ditadura militar brasileira a VPR promovia assaltos armados e roubos de banco- denominados de expropriações. A organização participou de assaltos e do sequestro do embaixador suíço Giovanni Enrico Bucher, em dezembro de 1970, e também foi responsável pelo sequestro do consul-geral do Japão em São Paulo, Nobuo Okuchi, em março daquele ano. Esses sequestros ocorreram com o intuito de libertar presos políticos. Também assassinou em 26 de junho de 1968 o soldado Mário Kozel Filho, em um atentado ao Quartel General do II Exército, em São Paulo.
  20. 20. Guerrilha do Araguaia • Guerrilha do Araguaia foi um movimento guerrilheiro existente na região amazônica brasileira, ao longo do rio Araguaia, entre fins da década de 1960 e a primeira metade da década de 1970.
  21. 21. Ação Popular (AP) • A Ação Popular (AP) foi um movimento político nascido em junho de 1962, a partir de um congresso em Belo Horizonte, resultado da atuação dos militantes estudantis da Juventude Universitária Católica (JUC) e de outras agremiações da Ação Católica. • A AP foi acusada do atentado ocorrido em 25 de julho de 1966 no Aeroporto dos Guararapes em Recife - Pernambuco que ocasionou na morte de duas pessoas e 15 feridos.

×