parafina

6.564 visualizações

Publicada em

encontrado na net

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
86
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

parafina

  1. 1. BANHO DE PARAFINA
  2. 2. Banho de parafina Contém uma mistura de cera e óleo mineral, na proporção de sete partes de cera para uma parte de óleo (7:1).
  3. 3. Temperatura Temperatura: 47,7º a 52,2º C para extremidades superiores 45º a 49º C para extremidades inferiores (porque a circulação é menos eficiente.
  4. 4. A parafina é sentida como mais fria e mais tolerável que a água à mesma temperatura. È uma forma de calor superficial usada para oferecer calor em áreas pequenas e de formas irregulares: Mãos, dedos, punhos e pés.
  5. 5. Efeitos sobre o ciclo de resposta à lesão Além dos efeitos da aplicação do calor, a parafina aumenta a perspiração na área tratada e amacia e umedece a pele.
  6. 6. Métodos de aplicação Imersão Luva (revestimento) Enfaixamento
  7. 7. Observação: Para evitar a contaminação da mistura, a parte do corpo a ser tratada deve ser cuidadosamente limpa e seca antes do tratamento.
  8. 8. Banho de imersão Maior probabilidade de queimaduras (acompanhar o paciente cuidadosamente) 1 – mergulhar a área a ser tratada na parafina e depois retire-a e deixe secar. 2 – repetir este procedimento de 6 a 12 vezes.
  9. 9. 3 – em seguida, o paciente mergulha e mantém a área a ser tratada na parafina, durante o tempo de tratamento ( 15 a 20 minutos) 4 – instrua o paciente a não movimentar as articulações que estão dentro da parafina. 5 – após o tratamento, retire a parafina endurecida e devolva-a para a unidade de aquecimento.
  10. 10. Luva ou revestimento É o método mais seguro 1 - mergulhar a área a ser tratada na parafina e depois retire-a e deixe secar. 2 – repetir este procedimento de 7 a 12 vezes. 3 – após a última retirada, cubra a extremidade com um saco plástico, folha de alumínio. Em seguida, enrole uma toalha ao retor da área
  11. 11. 4 – se indicado, a parte do corpo pode ser elevada. 5 – após o tratamento, remova a toalha e as camadas internas. Retire a parafina endurecida e devolva-a para a unidade de aquecimento.
  12. 12. Enfaixamento 1 – mergulhe uma faixa dentro da parafina. 2 – envolva a área a ser tratada com esta faixa. 3 – cubra a extremidade com um saco plástico e em seguida enrole uma toalha ao redor da área a ser tratada.
  13. 13. Precauções A sensação da parafina é enganosa quanto à real temperatura de aplicação. A temperatura da parafina é suficiente para causar queimaduras. Evite usar parafina em pessoas que usam as mãos para atividades de preensão.
  14. 14. O óleo mineral na mistura da parafina tende a tornar as mãos escorregadias, dificultando as tarefas.
  15. 15. Indicações Quadros inflamatórios crônicos ou sub-agudos Limitação do movimento após a imobilização
  16. 16. Contra-indicações Feridas abertas: a parafina e o óleo mineral irritam os tecidos Infecções cutâneas Perda sensorial Doença vascular periférica

×