Introdução
• O termo Autismo vem do grego “autós” que significa de “ si
mesmo”;
• O que é Autismo?
• Autismo é um transtor...
Historicidade:
• Em 1906, Pouller introduziu o termo Autista na
literatura psiquiátrica;
• Em 1943, o psiquiatra Leo Kaner...
Etiologia
• A origem do Autismo ainda é desconhecida;
• O Autismo não ocorre por fatores emocionais, como
insistiam os psi...
Características Comuns
• Não estabelece contato com os olhos;
• Parece surdo;
• Pode começar a desenvolver a linguagem, ma...
Diagnóstico
• Um dos critérios do diagnostico são os três principais
sintomas sintomas já vistos;
• O diagnostico do autis...
Prevalência
• Duas a cada mil crianças tem algum distúrbio autístico;
• Sendo este distúrbio quatro vezes mais comuns em m...
Tratamento
• O tratamento do transtorno Autista oscila conforme a
gravidade e o quadro clínico do indivíduo;
• Os sintomas...
Condições que podem estar associadas ao
Autismo
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

Agitação;
Agressividade;
Auto - agressão
Ausência...
Transtornos que podem estar ligados ao
Autismo
•
•
•
•
•
•
•

Transtorno de alimentação;
Transtorno de ansiedade;
Transtor...
Método Teacch
• É um Método comportamentalista que apresenta uma
programação individualizada á criança autista com
base no...
Considerações Finais
• Ao concluirmos o presente estudo, tivemos como
objetivo analisar as características básicas dos
Aut...
Referências Bibliográficas
• ARAÚJO, C.A Teorias Cognitivas e Afetivas. São Paulo:
Editora Memnon, 1995.
• BALLONE, G.J. A...
Autismo aula
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Autismo aula

2.492 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.492
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
80
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Autismo aula

  1. 1. Introdução • O termo Autismo vem do grego “autós” que significa de “ si mesmo”; • O que é Autismo? • Autismo é um transtorno invasivo do desenvolvimento,isto é, algo que faz parte da constituição do indivíduo e afeta a sua evolução. Manifesta-se antes dos três (3) anos e persiste durante a vida adulta. • Basicamente, três fatores indicam a presença do Autismo infantil: 1) problemas de relacionamento social, 2) dificuldades de comunicação, 3)atividades e interesses repetitivos.
  2. 2. Historicidade: • Em 1906, Pouller introduziu o termo Autista na literatura psiquiátrica; • Em 1943, o psiquiatra Leo Kaner publica estudos intitulados “Distúrbios Autísticos do contato afetivo”; • Em 1944, O pediatra austríaco Hans Asperger, em Viena, discreveu crianças que tinham dificuldades de integrar-se socialmente em grupos, e denominou essa condição como “psicopatia autística”. • Surge a síndrome de Asperger.
  3. 3. Etiologia • A origem do Autismo ainda é desconhecida; • O Autismo não ocorre por fatores emocionais, como insistiam os psicanalistas, mas pode ser agravados por eles; • O autismo é um distúrbio congênito; • As causas podem ser viroses gestacionais, Quadros de hipoxia (déficit de oxigenação no parto), a presença do x frágil, rubéola, toxoplasmose, etc.
  4. 4. Características Comuns • Não estabelece contato com os olhos; • Parece surdo; • Pode começar a desenvolver a linguagem, mas interromper o processo repentinamente e sem retorno; • Age como se não tomasse conhecimento do que acontece com os outros; • Usa as pessoas como ferramentas; • É inacessível perante a tentativa de comunicação das outras pessoas; • Mostra-se insensível a ferimentos, podendo a ferir-se intencionalmente. • Mostra interesses incomuns.
  5. 5. Diagnóstico • Um dos critérios do diagnostico são os três principais sintomas sintomas já vistos; • O diagnostico do autista é clínico, e não poderá ser feito com base em testes e escalas de avaliação; • Recomenda-se usar um instrumento de avaliação para identificar a presença de retardo mental (RM); • A evidencia de epilepsia nestes indivíduos varia de 11% a 42%; Já as convulsões podem se desenvolver na adolescência;
  6. 6. Prevalência • Duas a cada mil crianças tem algum distúrbio autístico; • Sendo este distúrbio quatro vezes mais comuns em meninos do que meninas; • O risco de recorrência desse transtorno na mesma família chega ser 200 vezes maior do que na população em geral; • A maior incidência de riscos é entre irmãos; • Cerca de 50% dos portadores desse distúrbio tem QI inferior a 50, e 95% abaixo de 100; • Autistas com Retardo Mental (RM) são mais propensos a se mutilar.
  7. 7. Tratamento • O tratamento do transtorno Autista oscila conforme a gravidade e o quadro clínico do indivíduo; • Os sintomas geralmente persistem a vida toda; • A Fonoterapia è indicada, juntamente com a terapia ocupacional e a fisioterapia; • O tratamento medicamentoso as vezes é útil, pois algumas drogas inibem o comportamento agressivo e auto-destrutivo; • Não há medicação específica para esse distúrbio. • O Autismo não tem cura .
  8. 8. Condições que podem estar associadas ao Autismo • • • • • • • • • • • • Agitação; Agressividade; Auto - agressão Ausência de medo; Déficits de atenção, audição, percepção e visão. Epilepsia; Esquizofrenia; Hipertividade; Impulsividade Disfunções corticais; Retardo mental; Temor excessivo a objetos inofensivos.
  9. 9. Transtornos que podem estar ligados ao Autismo • • • • • • • Transtorno de alimentação; Transtorno de ansiedade; Transtorno de linguagem; Transtorno de movimento estereotipado; Transtorno de tique; Transtorno de humor / afetivo; Transtorno de sono.
  10. 10. Método Teacch • É um Método comportamentalista que apresenta uma programação individualizada á criança autista com base no conhecimento do funcionamento desta criança. • Este método é desenvolvido com os seguintes pontos: Espaço físico, tempo e material bem delimitado; • A estrutura da sala de aula TEACCH : Locais para atividades com o terapeuta, locais para atividades em grupos, local para lanche, local para tempo livre.
  11. 11. Considerações Finais • Ao concluirmos o presente estudo, tivemos como objetivo analisar as características básicas dos Autistas, considerando os transtornos invasivos do seu desenvolvimento. • Consideramos como desafios nesse estudo, a definição da etiologia que conclui sobre a psicogênese desse transtorno, além do processo de inclusão escolar desse alunado. Não basta o tratamento clínico, mas há de se considerar o desafio da inclusão escolar e social desse alunado.
  12. 12. Referências Bibliográficas • ARAÚJO, C.A Teorias Cognitivas e Afetivas. São Paulo: Editora Memnon, 1995. • BALLONE, G.J. Autismo Infantil. Pesquisa na WEB. • CAMARGO JR., Walter. Transtornos Invasivos do Desenvolvimento. São Paulo; Harbra, 2002. • LEWIS, M.. Tratado da Psiquiatria da Infância e da Adolescência. Porto Alegre. Artes Médicas, 1995.

×