Hidroterapia

11.146 visualizações

Publicada em

seminario apresentado no 4º periodo de fisioterapia /2012

0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.146
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
171
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hidroterapia

  1. 1. Hidroterapia Pediátrica A criança em meio aquático, encontra-se em constante situação de estimulo e aprendizagem. Serão beneficiados pelos mesmos princípios dos pacientes ortopédicos e neurológicos. Com um incentivo a mais que são, jogos e atividades divertidas que prendem o interesse das crianças. Assim, eles terão maiores probabilidades de desenvolver as habilidades.
  2. 2. A hidroterapia ganha ar de brincadeira, tornando os exercícios agradáveis. Estimulando a motivação e auto-confiança da criança. Explorando ao máximo o seu potencial.
  3. 3. Ambiente climatizadoTemperatura - 32 à 35ºc. Promove o relaxamento dos tecidos maisinternos.Possibilita respostas rápidas obtidas naágua.Total liberdade de movimentos.
  4. 4. Na água é possível realizar :Movimentos maiores e melhoresO peso corporal diminui pelaflutuação.Estimulando também aautoconfiança e motivando acriança.
  5. 5. Exercícios Os exercícios são disfarçados como jogos,brincadeiras, onde conseguem chamar atenção da criança. De maneira que ela se desligue dos sintomas da patologia presente. Exercícios esses que as vezes não são possíveis realizá-los no solo.
  6. 6. A hidroterapia é indicada para os seguintes casos: Alterações de coordenação. Perda de equilíbrio. Perda de movimento (porenfraquecimento muscular) Paralisia Contraturas que comprometam areabilitação
  7. 7. Atividades em grupo
  8. 8. Apresentam diversas vantagens A primeira delas é a socialização da criança com os demais. Trabalha as habilidades motoras e comportamentais. O grupo deve ter um numero considerável de 6 a 8 nadadores. Levar em consideração: o tamanho, a profundidade, e a forma da piscina.
  9. 9. Desvantagem A única desvantagem é quando : o grupo é composto somente de criança com o mesmo distúrbio. Com isso o desenvolvimento e a motivação serão lentos.
  10. 10. Atividades individuais
  11. 11. São feitas quando : O paciente necessita de uma atenção maior e especial. Podendo ter uma vantagem no tratamento por ser feito individual.
  12. 12. A terapia aquáticaÉ uma foram de avaliar.Observar os movimentos realizados.Corrigi os seus movimentosnecessários.
  13. 13. Deficiência pediátrica São desordens especificas observadas na infância. Existem vários tipos como : Distúrbios ósseos, articulares, musculares. Comportamentais, sensoriais. Neurológicos, Respiratórios, entre outros.
  14. 14. Metas da Hidroterapia Alivio da dor Aumentar amplitude de movimento Auxilia o relaxamento Melhora a habilidade funcional Diminui as deformidades
  15. 15. A Hidroterapia em Crianças Portadoras de Síndrome de Down. Podem iniciar a hidroterapia com 8 meses de idade, acompanhado pelo responsável que vai proporciona segurança a criança.
  16. 16.  Necessita de um tratamento precoce o qual aborda os aspectos a serem trabalhados como: Tônus postural, equilíbrio, balanço, Integração das modalidades sensoriais. Controle motor e atividade funcional.
  17. 17. Benefícios Através das propriedades físicas da água promove: Adequação do tônus muscular. Fortalecimento muscular, estimulação da motricidade voluntária . Preveni para alterações cardiorrespiratórias. Promove uma maior sociabilidade da criança. Promove a liberdade de movimentos, sendo um ambiente agradável e rico em estímulos. São realizadas atividades lúdicas que envolvem objetivos terapêuticos de forma individual ou em grupo .
  18. 18. A Distrofia Muscular tipo Duchenne (DMD)É a forma mais comum de distrofia muscular com ocorrênciana infância, é uma doença genética de herança recessiva. Adegeneração da fibra muscular ocorre de forma segmentar.
  19. 19. As principais alterações São a diminuição do número de fibras musculares, aumento e atrofia das fibras, necrose, sinais de fagocitose, infiltração gordurosa e aumento do tecido conjuntivo. Os músculos acabam sendo substituídos por tecido adiposo e conjuntivo. Verifica-se certo grau de osteoporose dos ossos longos durante os estágios terminais da doença, sendo devida, provavelmente, à falta de uso. Com a evolução da doença, uma das opções de tratamento é a hidroterapia.
  20. 20.  A hidroterapia realizada em piscina terapêutica é utilizada para manter: A força muscular, a capacidade respiratória, as amplitudes articulares e evitar os encurtamentos musculares. Devido às propriedades físicas da água, a movimentação voluntária e adoção de diversas posturas podem ser facilitadas e os exercícios de alongamento muscular podem ser realizados com o alívio da dor.
  21. 21. ‘’ No solo, a gravidade é um torno que aperta as nossas articulações, comprime a coluna.Mas nós levitamos na piscina [...]’andando nessa água temos a ilusão de poder e liberdade’’. (Suzanne Berger)

×