Pintura 1: uma introdução.

1.091 visualizações

Publicada em

Slides para aula introdutória à pintura.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.091
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
85
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pintura 1: uma introdução.

  1. 1. Pintura 1. Cristina Canale Ricardo Macêdo
  2. 2. 1. Algumas definições de pintura “Pintura é uma técnica que utiliza pigmentos em forma líquida para colorir uma superfície, atribuindo tons e texturas, esta superfície pode ser tela, papel ou parede. A pintura é diferente do desenho por usar pigmentos líquidos.” Patrícia Lopes – Brasil Escola “Em um sentido mais específico, é a arte de pintar uma superfície, tais como papel, tela, ou uma parede (pintura mural ou de afrescos).” – Wikipedia. “A pintura é uma forma de manifestação artística existente há muito tempo na História da humanidade, como revelam as pinturas rupestres, feitas por homens pré-históricos em rochas ou cavernas.” Mundo Educação.
  3. 3. 2. Alguns gêneros de pintura. Pintura de gênero. Casamento camponês. Pieter Bruegel. Óleo s/ tela. 114x164 cm . 1568. http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo912/pintura-de-g% C3%AAnero
  4. 4. Pintura de paisagem. As lavadeiras. Almeida Júnior. Óleo s/ tela. 1875. http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo363/pintura-de- paisagem
  5. 5. Natureza morta. Melão e melancia. 1860. Agostinho da Motta. http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa22177/agost inho-da-motta Retrato. Auto – retrato. Eliseu Visconti. 1910 http://enciclopedia.itaucultural.org.br/term o364/retrato
  6. 6. Pintura histórica. Coroação de D. Pedro II - 1845 Manuel de Araújo Porto-Alegre. http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo327/pintura-historica
  7. 7. Abstração Jackson Pollock. Um (Número 31, 1950). Óleo e tinta esmaltada sobre tela, 2,69 x 5,32 m.
  8. 8. Abstração biomórfica (sub-gênero). Juan Miró. Pintura. 1933. Óleo sobre tela, 1,83 x 1,96 m.
  9. 9. 3. Materiais de pintura . Tintas – tinta acrílica. Tinta sintética solúvel em água, pode ser usada em camadas espessas ou finas, permitindo realizar técnicas da pintura a óleo e da aquarela. Secagem muito rápida (em oposição à tinta óleo), em trabalhos com camadas espessas, possui um odor menos intenso e não causa tantos danos a saúde, por não possuir metais pesados, como o cobalto e o chumbo da pintura a óleo. http://pt.wikipedia.org/wiki/Tinta_acr%C3%ADlica
  10. 10. Daniel Senise. Piscina 2. 2010. Médium acrílico e resíduos sobre tecido em colagem sobre madeira, 185 x 290 cm http://www.danielsenise.com/daniel-senise/obras/imagens.asp?pagina=27&tipo=v00
  11. 11. 3.1. Tinta à óleo. A tinta a óleo é uma tinta de secagem lenta que consiste numa mistura de partículas de pigmento em suspensão num óleo secante, sendo o mais comum, o óleo de linhaça. A viscosidade da tinta pode ser alterada pela adição de solvente tal como a Terebentina ou Éter de petróleo. Pode ser adicionado Verniz para aumentar o brilho do filme de tinta a óleo seco. As tintas a óleo têm sido usadas na Europa desde o Século XII para decoração simples e adoptadas largamente a partir do inicio do Século XIV, como meio de expressão artística. http://pt.wikipedia.org/wiki/Tinta_a_%C3%B3leo
  12. 12. 3.2. Aquarela. Técnica de pintura na qual os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água. Os suportes utilizados na aguarela são muito variados, embora o mais comum seja o papel com elevada gramatura. http://pt.wikipedia.org/wiki/Aguarela Joseph Zbukvic. Aquarela.2010 http://jzbukvic.com/
  13. 13. Mariusz Szmerdt. Aquarela. 2012. http://fineartamerica.com/profiles/mariusz-szmerdt.html.
  14. 14. 3.3.Técnica mista. Cristina Canale. Moll, 2010. Técnica mista sobe tela. 140x 165 cm. “Consiste basicamente na mistura de técnicas, como óleo s/ papel, óleo e acrílica s/ tela, óleo com colagem, etc. algo que não tem fim, só se extinguindo quando acaba o “estoque” de criatividade de cada artista.” Mena Barreto.
  15. 15. 4.Materiais de pintura - pincéis. 4.1. Tipos de pincéis utilizados para pintura: Chatos: Chato longo (Stroke) - A Chato curto (Short Bright) - D Quadrado (Bright) - C Plano (Flat) Língua de gato (Filbert) - E Chanfrado (Angular) Leque (Fan) - G Trincha (Paint brush) - R Trincha longa (Spalter) Pelenesa (Gilder's Tip) Redondos: Redondo (Round) Redondo curto (Spotter) Redondo longo (Liner) Ponta chata (Showcard) Chanfrado (Striper) - F Pituá (Mop) Broxa ou Batedor (Stencil) Gafo (Pipe)
  16. 16. 4.2. Pincéis de pêlo e de cerdas sintéticas. Os de pêlos podem ser naturais – qualquer cabelo macio ou cerda animal, como de porco ou marta. Os pêlos naturais mais utilizados: marta Kolinsky (os mais caros e raros), marta vermelha, doninha, marta russa, orelha de porco, texugo, mangusto, quati, esquilo, orelha de boi, camelo, pônei (para pincéis escolares), de cabra (para pincéis baratos e de maquiagem) e crina de cavalo (somente para escovas). Os sintéticos são feitos de filamentos de nylon trabalhado (extrudado). Os cabos dos pincéis artísticos são feitos comumente de madeira, mas há os mais baratos, moldados em plástico. Muitos cabos fabricados em série são de madeira crua não-tratada; cabos de melhor qualidade obtêm-se com madeira de lei tratada. A madeira é selada e laqueada para dar ao cabo um alto brilho e acabamento à prova d'água, que protege contra sujeira e inchamento. Os cabos curtos servem para aquarela, guache e nanquim, enquanto que os cabos longos destinam-se a tinta a óleo e acrílica. http://pt.wikipedia.org/wiki/Pincel
  17. 17. 4.3. Paleta ou Godê para depositar as tintas. As paletas e godês são importantes no sentido de fornecer um espaço para a mistura e depósito das cores. Paleta de Van Gogh. Paleta sintética atual.
  18. 18. Paleta de Paul Gauguin. Paleta de Delacroix.
  19. 19. Na escola, a cuba de gelo dá um ótimo godê.
  20. 20. 4.4. Médiums para pintura, solventes, vernizes, etc. Os materiais como secantes, vernizes, médiuns à óleo ou a base d’água podem ser usados a partir de uma variada gama de necessidades, sejam elas: dar brilho à pintura, fazê-la secar mais rápida, escurecê-la, tirar seu brilho, engrossar sua tinta (para conseguir empastos), diluir a tinta, etc. São ferramentas técnicas que objetivam enriquecer o processo de pintura.
  21. 21. 4.5. Exemplos de alguns vernizes para tinta acrílica. Verniz Fosco para retirar o brilho da pintura. Verniz brilhante para evidenciar ainda mais o brilho . Atualmente há o verniz em spray, muito usado nos desenhos feitos com carvão.
  22. 22. 4.6. Material de segurança do trabalho. Aqui é necessário fazer uma observação em relação ao uso de alguns desses materiais, que são em sua maioria, tóxicos. É bom utilizar máscaras, principalmente quanto ao uso intenso de thinner, água raz, tintas de base esmaltada, vernizes à base de óleo, betume, etc. Cuide de sua saúde. Há vários modelos de máscaras, para pinturas, para poeira, para névoa, essas geralmente vem com filtro. Há também as mais simples, sem filtro .
  23. 23. Vamos ver algumas pinturas para averiguar as técnicas provenientes desses materiais?
  24. 24. 5. Suportes para pintura. As telas e os papéis (em gramatura maior), são os suportes mais comuns utilizados atualmente. Contudo, os suportes para pintura são variados, indo das chapas de madeira até placas de vidro, acetato e mdfs. As telas geralmente são esticadas em chassis de madeira em dimensões variáveis. O tecido pode ser de vários tipos, tais como linho, algodão, lona, seda, etc.
  25. 25. 6. Alguns outros instrumentos para pintura. Tipos de espátulas em vários tamanhos. Rolos.
  26. 26. A pintura espatulada é uma pintura de empasto, ou seja: grossa e com marcas da espátula no suporte.
  27. 27. 6.1. Os bastões à óleo são também uma opção para pinturas mistas (pinturas que misturam várias técnicas). Podem ser usados durante ou depois de a pintura secar.
  28. 28. http://reproarte.com/es/ - Site para pesquisas sobre períodos da pintura http://www.cristinacanale.com/ - Site da pintora Cristina Canale https://pinturauno.files.wordpress.com/2013/09/la-pintura-encarnada-didi-huberman- 1.pdf - Livro de Didi Huberman. A pintura sobre outro paradigma. http://www.infoescola.com/pintura/tecnicas-de-pintura/ - sobre técnicas de pintura.

×