AIS
Prof Dr. Eduardo J. S. Honorato
Profa Msc Sônia Lemos
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Desde os anos 70;
 Foucault -> foco no corpo, capitalismo,
 ...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 2) que as condições sociais e econômicas têm um
impacto cr...
Saúde coletiva no Brasil
 segunda metade dos anos 50 – projeto preventista;
 Critica ao modelo biomédico e como resultad...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Segunda Grande Guerra (1939-1945)
 Programa de substituição...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Anos 60 – projetos preventistas, Brasília, GOLPE MILITAR;
 Do...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Para o campo da saúde coletiva, os anos 1970 representam
um m...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 De forma mais detalhada, definia-se a Medicina social como
"[....
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Inicia-se a crítica ao modelo de planejamento dos anos
1960, ...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Na construção da medicina social, a fase que se
estende de 1...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 1980-1986, denominada "político-ideológica", é que
ocorrera...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 1987-1990, denominada político-institucional, com a "consolid...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 1979 – ABRASCO;
 1992 e 1999, a mortalidade infantil caiu de ...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Não se trata de uma perspectiva exclusiva de assuntos
referen...
Saúde Coletiva: Uma História Recente de um
Passado Remoto
 Certamente, a saúde coletiva não somente estabelece
uma crí...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto

825 visualizações

Publicada em

Aula 01 de Atenção Integral a Saúde - AIS - UEA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
825
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto

  1. 1. AIS Prof Dr. Eduardo J. S. Honorato Profa Msc Sônia Lemos
  2. 2. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Desde os anos 70;  Foucault -> foco no corpo, capitalismo,  Medicina deve intervir na política e social;  Problemas de saúde da classe operária – Engles;  Discurso Sanitarista:  1) a saúde das pessoas como um assunto de interesse societário e a obrigação da socieda- - de de proteger e assegurar a saúde de seus membros;
  3. 3. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  2) que as condições sociais e econômicas têm um impacto crucial sobre a saúde e doença e estas devem ser estudadas cientificamente;  3) que as medidas a serem tomadas para a proteção da saúde são tanto sociais como médicas.  Dentre as principais idéias desse médico e reformador socia (Guerin)l, destacam-se as que viam a prática médica como um todo, tanto assim que a medicina social irá englobar desde a fisiologia social até a terapia social, passando pela patologia social e higiene social.
  4. 4. Saúde coletiva no Brasil  segunda metade dos anos 50 – projeto preventista;  Critica ao modelo biomédico e como resultado a criação da medicina preventiva e social  ampliam a perspectiva clínica, como a epidemiologia, as ciências da conduta, a administração de serviços de saúde, a bioestatística.  Instala-se a preocupação com uma perspectiva biopsicossocial do indivíduo e a extensão da atuação pedagógica para fora do hospital, criando trabalhos comunitários.
  5. 5. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Segunda Grande Guerra (1939-1945)  Programa de substituição de importações, que possibilitaria o surgimento de um setor industrial, produtor de manufaturados, permitindo a acu mulação de capital. Ampliava-se a participação estatal e o aumento da produtividade da força de trabalho, num projeto desenvolvimentista no qual a seguridade social e o saneamento se fazem presentes.  O con ceito de controle e a progressiva utilização de antibióticos e técnicas cirúrgicas consolidam a confiança na atenção médica individualizada.
  6. 6. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Anos 60 – projetos preventistas, Brasília, GOLPE MILITAR;  Do ponto de vista do desenvolvimento econômico, os analistas apontam que os anos iniciais de 1970 são de crescimento — "o milagre brasileiro", mas começa a diminuir em 1973, com um aumento da inflação, cuja taxa é de 34,5%, em 1974  Ocorre um aumento da miséria que pode ser constatado com o incremento da mortalidade infantil no estado mais rico da federação, São Paulo, da ordem de 10%; 30% dos municípios da federação não tinham abastecimento de água e o Brasil com o nono PNB do mundo, mas em desnutrição perde apenas para índia, Indonésia, Bangladesh, Paquistão e Filipinas
  7. 7. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Para o campo da saúde coletiva, os anos 1970 representam um momento em que o campo inicia a sua estruturação formal, especialmente na formação de recursos humanos, no avanço das ciências sociais na saúde e no papel da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) no fomento ao desenvolvimento tecnológico e inovação.  A Organização assume que a medicina social tem como objeto a análise das práticas e dos conhecimentos da saúde relacionados com a sociedade
  8. 8. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  De forma mais detalhada, definia-se a Medicina social como "[.. .j uma tentativa de redefinir a posição e o lugar dos objetos dentro da medicina, de fazer demarcações conceituais, colocar em questão quadros teóricos, enfim, trata-se de um movimento ao nível da produção de conhecimentos que ,reformulando as indagações básicas que possibilitaram a emergência da Medicina Preventiva, tenta definir um objeto de estudos nas relações entre o biológico e o psicossocial. A Medicina Social, elegendo como campo de investigação estas relações, tenta estabelecer uma disciplina que se situa nos limites das ciências atuais” (Arouca, 1975).
  9. 9. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Inicia-se a crítica ao modelo de planejamento dos anos 1960, rumo ao planejamento estratégico dos anos 1980  1970 e de grande repercussão para o campo da saúde foi a Declaração I Alma-Atá, em 1978, que fundamentaria muitas das questões sobre a ( saúde nos anos seguintes, especialmente a do direito à saúde, o papel do Estado e a atenção primária como porta de entrada do sistema dej saúde/
  10. 10. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Na construção da medicina social, a fase que se estende de 1974 a 1979, compreende um momento importante na construção teórico- conceitual, com pesquisas sociais, epidemiológicas sobre os determinan tes econômicos da doença e do sistema de saúde, associada à discussão de propostas alternativas ao sistema de saúde vigente.
  11. 11. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  1980-1986, denominada "político-ideológica", é que ocorrera a disseminação das propostas de reforma e aglutinação da coalizão socio-política de sustentação", que se expressam em importantes eventos como a VII Conferência Nacional de Saúde (1979) e a VII Conferência Nacional de Saúde (1986), quando se inicia o processo de reforma da saúde pública.
  12. 12. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  1987-1990, denominada político-institucional, com a "consolidação jurídico- legal e social dos princípios e diretrizes do projeto de reforma setorial", tem como marcos três ocorrências:  - a criação do Suds (Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde),  a Constituição Federal (1988),  Promulgação das Leis Orgânicas de Saúde (8.080 e 8.142)  1990; a fase de 1991-1998, denominada político-administrativa, com as definições específicas das atividades nas esferas governamentais, período em que se realizam a IX e X Conferência Nacional de Saúde (1992 e 1996);  1999/2000, chamada de "complementação jurídico-legal", de caráter técnico- operacional, regulamentação legislativa e normativa do financiamento estável e do múc público-privado (Assistência Domiciliar), organização dos modelos de gestão e de atenção da rede regionalizada de serviços.
  13. 13. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  1979 – ABRASCO;  1992 e 1999, a mortalidade infantil caiu de 44,3 para 34,6 crianças mortas por mil nascidas vivas e o analfabetismo na população de quinze anos ou mais de idade diminuiu de 17,2% para 13,3%  'Dados de 1991 mostram que cerca de 30,7% das famílias brasi- leiras recebiam renda total inferior a dois salários mínimos. No Nordeste, essa proporção atingia 53%. Os 10% mais ricos no Brasil abarcavam 51,7% da renda, enquanto os 10% mais pobres ficavam somente com 0,7%. Cerca de 49,4% das pessoas ocupadas não contribuíam para nenhum instituto de previdência social".
  14. 14. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Não se trata de uma perspectiva exclusiva de assuntos referentes ao ensino, mas de participação efetiva na definição e implementação de uma política de recursos humanos em saúde coletiva, associada a uma análise das condições de saúde da população e de incentivo à pesquisa. Assume uma posição política e técnica, ou seja, a necessidade de reformulação do setor saúde e a concepção da saúde como um direito do cidadão e dever do Estado.
  15. 15. Saúde Coletiva: Uma História Recente de um Passado Remoto  Certamente, a saúde coletiva não somente estabelece uma crítica ao universalismo naturalista do saber médico, mas rompe com a concepção d saúde pública, negando o monopólio do discurso biológico (Birman, 1991).  Ciências sociais e humanas; Epidemiologia e Políticas Públicas e Planejamento;  Saúde Coletiva – campo de práticas e saberes;  Graduação, especialização, residência, pós- graduação.

×