KARL MARX
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX.
Viveu num momento de intensas turbulências geradas pela
Revolução Industrial.
F...
Materialismo Dialético – Questionar o idealismo como
base organizacional do mundo. Marx afirma que é o mundo
real, a econ...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
“São os homens que produzem as suas representações, as suas idéias
etc., mas os ho...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
Alienação – fundamentada na atividade humana –
trabalho = significa separação, ci...
Características da Alienação:
1) O trabalhador relaciona-se com o produto de seu
trabalho como algo alheio a ele, que o d...
“Hoje em dia, tudo parece levar em seu seio sua própria
contradição. Vemos que as máquinas, dotadas da
propriedade maravi...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
Ao invés do trabalho humanizar e possibilitar a
realização humana ele aliena, apr...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
Uma característica fundamental da sociedade
capitalista é a transformação de tudo...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
O que faz com que os homens não percebam a sua
“coisificação” e não reajam a tal ...
Luta de classes – A luta de classes para Marx seria o motor
da história – perspectiva do conflito. Quando Marx diz isso,
...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
O aumento das desigualdades e injustiças possibilitaria a
emergência do proletari...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
“Com efeito, desde o momento em que o trabalho
começa a ser repartido, cada indiví...
Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
• Determinação da vida social por parte da ordem
econômica de uma sociedade – cern...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula Karl Marx

299 visualizações

Publicada em

Aula introdutória sobre Karl Marx

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula Karl Marx

  1. 1. KARL MARX
  2. 2. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX. Viveu num momento de intensas turbulências geradas pela Revolução Industrial. Foi numa Europa agitada e cheia de problemas que emerge o marxismo, proposta elaborada por Karl Marx e Friederich Engels. Marx foi um grande crítico do capitalismo; pai do Socialismo e do Comunismo – Revolucionário e questionador da legitimidade do modo de produção capitalista. Foi a partir de uma triste realidade social (o enriquecimento e o avanço técnico de uma parte da população x empobrecimento da classe operária) que estes autores escrevem suas principais obras: Manifesto do Partido Comunista e a Ideologia Alemã.
  3. 3. Materialismo Dialético – Questionar o idealismo como base organizacional do mundo. Marx afirma que é o mundo real, a economia e as relações de produção que determinam o que o homem pensa. Materialismo Histórico – É a aplicação do materialismo dialético ao campo da história. É a explicação da história por fatores materiais, ou seja, econômicos. Marx inverte o processo do senso comum que pretende explicar a história pela ação dos grandes homens ou pela intervenção divina. No lugar das idéias ou dos Deuses estão os fatos materiais; no lugar dos heróis, a luta de classes. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
  4. 4. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX “São os homens que produzem as suas representações, as suas idéias etc., mas os homens reais, atuantes, e tais como foram condicionados por um determinado desenvolvimento das suas forças produtivas e do modo de relações que lhe corresponde, incluindo até as formas mais amplas que estas possam tomar. A consciência nunca pode ser mais do que o ser consciente, e o ser dos homens é o seu processo da vida real [...] Assim, a moral, a religião , a metafísica e qualquer outra ideologia, tal como as formas de consciência que lhes correspondem, perdem imediatamente toda a aparência de autonomia. Não têm história, não têm desenvolvimento; serão, antes, os homens que, desenvolvendo a sua produção material e as suas relações materiais, transformam, com esta realidade que lhes é própria, o seu pensamento e os produtos deste pensamento. Não é a consciência que determina a vida, mas sim a vida que determina a consciência.” (Karl Marx)
  5. 5. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX Alienação – fundamentada na atividade humana – trabalho = significa separação, cisão. A alienação tem origem na vida econômica: quando o operário vende no mercado sua força de trabalho, o produto que resulta do seu esforço não mais lhe pertence e adquire existência independente dele.
  6. 6. Características da Alienação: 1) O trabalhador relaciona-se com o produto de seu trabalho como algo alheio a ele, que o domina. 2) A atividade do trabalhador não está sob seu domínio, ele a percebe como estranha a si próprio. 3) A vida produtiva do ser humano torna-se apenas meio de vida para o trabalhador, ou seja, seu trabalho, que deveria ser sua atividade vital consciente, deixa de ser livre e passa a ser unicamente meio para que sobreviva. O HOMEM TRANSFORMA-SE EM UMA MÁQUINA SEM ESPÍRITO. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
  7. 7. “Hoje em dia, tudo parece levar em seu seio sua própria contradição. Vemos que as máquinas, dotadas da propriedade maravilhosa de encurtar e fazer mais frutífero o trabalho humano, provocam a fome e o esgotamento do trabalhador. As fontes de riqueza recém-descobertas convertem-se, por arte de um estranho malefício, em fontes de privações. Os triunfos da arte parecem adquiridos ao preço de qualidades morais. O domínio do homem sobre a natureza é cada vez maior; mas ao mesmo tempo, o homem se converte em escravo de outros homens ou de sua própria infâmia [...]” (Karl Marx) Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
  8. 8. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX Ao invés do trabalho humanizar e possibilitar a realização humana ele aliena, aprisiona e escraviza o homem. O trabalhador trabalha para garantir seu salário e para gerar o excedente de capital. Este excedente é o que Marx chama de Mais-valia, que é uma forma de riqueza que se opõe à classe trabalhadora – É o valor que o operário cria além do valor de sua força de trabalho e que é apropriado pelo capitalista.
  9. 9. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX Uma característica fundamental da sociedade capitalista é a transformação de tudo em mercadoria. Fetichismo da mercadoria – A mercadoria existe como realidade autônoma e como determinante na vida dos homens. Produz-se a grande inversão em que o homem se torna coisa (reificação, res = coisa) e a mercadoria se anima, se humaniza.
  10. 10. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX O que faz com que os homens não percebam a sua “coisificação” e não reajam a tal exploração são as Ideologias presentes na sociedade: as ideologias da igualdade, de que as pessoas não se esforçam... A ideologia porta a tentativa de fazer com que o ponto de vista particular da classe que exerce a dominação (política) apareça para todos os sujeitos sociais e políticos como universal, e não como interesse particular de uma determinada classe [...] É assim que a ideologia é produzida: é mentira com ares de verdade, é defesa de interesses particulares com ares de interesses públicos [...] (Marilena Chauí. O que é ideologia).
  11. 11. Luta de classes – A luta de classes para Marx seria o motor da história – perspectiva do conflito. Quando Marx diz isso, ele está afirmando a existência de diversas contradições numa estrutura classista. Ele corrobora com o antagonismo de interesses existentes entre duas grandes classes – burguesia e proletariado. Marx acreditava que aqueles que detêm o capital, os capitalistas, formam uma classe dominante, enquanto a massa da população constitui uma classe de trabalhadores assalariados, ou uma classe operária. A divisão do trabalho ou a divisão dos indivíduos em diversas atividades, era o que possibilitava a divisão dos indivíduos em classes. Esta divisão em classes gera opressão e alienação. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX
  12. 12. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX O aumento das desigualdades e injustiças possibilitaria a emergência do proletariado que assumiria um papel revolucionário. As classes oprimidas seriam os agentes transformadores da ordem (classe em si x classe para si). As principais transformações e modificações do mundo são impulsionadas pela luta de classes. Assim chegaríamos ao Comunismo – fim da história (Comunismo primitivo – Sociedade Escravista – Feudalismo – Capitalismo – Socialismo – Comunismo Científico (dissolução do Estado)).
  13. 13. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX “Com efeito, desde o momento em que o trabalho começa a ser repartido, cada indivíduo tem uma esfera de atividade exclusiva que lhe é imposta e da qual não pode sair; é caçador, pescador, pastor ou crítico e não pode deixar de o ser se não quiser perder seus meios de subsistência. Na sociedade comunista, porém, onde cada indivíduo pode aperfeiçoar-se no campo que lhe aprouver, não tendo por isso uma esfera de atividades exclusiva, é a sociedade que regula a produção geral e me possibilita fazer hoje uma coisa, amanhã outra, caçar de manhã, pescar a tarde, pastorear à noite, fazer crítica depois da refeição, e tudo isso a meu bel-prazer, sem por isso me tornar exclusivamente caçador, pescador ou crítico.” (Karl Marx)
  14. 14. Karl Marx - Filósofo Alemão do séc. XIX • Determinação da vida social por parte da ordem econômica de uma sociedade – cerne do pensamento marxista – A forma como o homem produz sua vida material é a forma como os homens são. Mudanças só são possíveis com mudanças no sistema econômico. • A nossa forma de pensar é determinada pelo capitalismo, ou pelo sistema vigente.

×