SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
Ocorreu quando as máquinas a vapor foram substituídas por
máquinas movidas por energia elétrica ou por derivados do petróleo.
Permitiu o aumento nos níveis de produção (quantidade de
produtos fabricados).
Barateou os preços dos produtos, permitindo assim, que mais pessoas
entrassem na dinâmica do capitalismo (consumo de produtos
manufaturados).
Intensificou a divisão do trabalho dentro das fábricas (o trabalhador
perde a noção de sua produtividade em relação ao produto final).
SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
Favorece

Fortalecimento do capitalismo financeiro e monopolista.
Nesta fase o capitalismo não está ligado a
quantidade de produtos ou de ouro, mas
sim em moeda, dinheiro e a exportação de
capitais ou inflação.
Os países mais
industrializados procuram
monopolizar o mercado
(países ou colônias só
poderiam comprar produtos
manufaturados de um
determinado país).
SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Fortalecimento do capitalismo financeiro e monopolista.

Divisão Internacional do Trabalho (D.I.T.)
Cada país ou colônia tem seu papel bem definido (imposto)
dentro da dinâmica da economia mundial.
SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
Gera
FORTALECIMENTO DO CAPITALISMO FINANCEIRO E MONOPOLISTA
Gera
DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (D.I.T.)

IMPERIALISMO

Resulta

Ter um maior número de países ou colônias para as
quais possa vender seus produtos manufaturados,
exportar capitais e receber matéria-prima.


1ª potência econômica do mundo:
 Dominava grande parte das trocas comerciais
mundiais
 Tinha a maior parte da frota marítima do mundo
 Tinha a maior parte da produção industrial
 A maior parte dos investimentos mundiais eram
europeus








Econômicas: procura de matérias-primas (para as
indústrias européias) e de novos locais para escoar
os produtos europeus
Políticas: desejo de afirmação política e de
aumento do poder militar
Culturais: os europeus consideravam que tinham a
missão de civilizar os povos não europeus
(consideravam-se superiores, tendo, portanto, um
sentimento racista)
Aumento do peso demográfico da Europa graças à
melhoria das condições de vida; escoamento de
excedente populacional.







Viagens de exploradores no interior de África,
continente até então praticamente desconhecido
(presença dos europeus até então limitava-se ao
litoral)
Conferência de Berlim (1884-1885):
Objetivo: regularizar a ocupação de África e
prevenir mal entendidos e conflitos
Medidas: princípio da ocupação efetiva
O IMPERIALISMO

A Revolução Industrial do século XVIII
(Grã-Bretanha)

O capitalismo - tem como
características - o surgimento
de crises cíclicas
(superprodução industrial)
além da necessidade de
busca de novos locais para a
aplicação de capitais.

Estimula a divulgação do
liberalismo econômico
influenciando a
independência de países da
América Latina.

Neste caso a idéia de independência apresentase como forma de reorganização do mercado
mundial - principalmente - nos aspectos
relacionados ao fornecimento de matéria
prima.
Aparecimento do capital
financeiro

A busca de matérias primas em maior quantidade e menor preço: Com este
objetivo acentua-se o domínio de regiões ainda não controlada pelo
capitalismo.
CARACTERÍSTICAS DO IMPERIALISMO

MONOPOLISTA
Concentração da produção em
grandes empresas com milhares
de operários.
Com o monopólio
acabam por surgir
disputas entre as
potências, originando
guerras e disputas
imperialistas. A política
econômica dos estados
industrializados é
aplicada - através das
empresas internacionais
- nos países mais
pobres.

Esta característica de
monopólio industrial também
é notado no setor bancário
fortalecendo o capital
financeiro
O sistema de controle imperialista criou - nos países dominados um modelo econômico caracterizado por:
* Políticas econômicas nacionais voltadas para as necessidades dos grupos
monopolistas
* Atraso no processo de
industrialização
Dependência dos produtos
industrializados produzidos nos
mesmos países consumidores da
matéria prima
* Dependência do capital financeiro
dos países imperialistas para
saneamento dos deficts decorrentes
da balança comercial desfavorável.

A diferença entre os preços dos
produtos primários e
industrializados e eventual
desvalorização das mercadorias
exportadas geravam uma
dependência direta dos países
colonizados.
Segunda Revolução Industrial

Fortalecimento do capitalismo
financeiro e monopolista

Imperialismo

Motivo Geral

Divisão Internacional do Trabalho

A Grande Guerra
Igual
Primeira Guerra Mundial – 1914/1918
Primeira Guerra Mundial – 1914/1918

Não esquecer o motivo geral

Motivos específicos:

1º - A derrota francesa na guerra franco-prussiana, no
fim da qual se deu a unificação alemã, resultou na
anexação da Alsácia-Lorena pela Alemanha. Essa região
era grande produtora de carvão e ferro, necessários para
a indústria do aço.
Obs. Guerra Franco-Prussiana = Napoleão e o
Império Prussiano deu origem a Alemanha
Disputa entre Alemanha x França.

Disputa entre Alemanha
x Inglaterra.

2º - No início do século XX a indústria alemã produzia
mais e com mais qualidade que a Inglaterra. Produtos
alemães eram vendidos a preços menores e os
mercados ingleses viam-se prejudicados, com seus
lucros diminuindo.
Primeira Guerra Mundial – 1914/1918
Motivos específicos:

3º - França e Inglaterra praticamente controlavam a
grande maioria das colônias asiáticas e africanas. A
Alemanha e a Itália ambicionavam participar desse rico
sistema de exploração.
Disputa entre Alemanha e Itália x Inglaterra e França.

Disputa entre a Rússia x
Império Austro-Húngaro.

4º - O czar da Rússia defendia o pan-eslavismo:
pretendia reunir todos os povos eslavos sob seu
comando. Na verdade essa medida era uma justificativa
para os interesses imperialistas da Rússia, que passou a
apoiar os movimentos nacionalistas eslavos que
pretendiam separar-se do império Austro-Húngaro.
Obs. Czar = governante da Rússia e pan = união
pan-eslavismo = união dos eslavos.
Primeira Guerra Mundial – 1914/1918
Preparação

Corrida armamentista de todas as grandes nações da
Europa
Formação de Alianças

Tríplice Entende: Rússia, Inglaterra e França
Obs. Em 1917 a Rússia deixa a Guerra e o Estados Unidos entram do
lado da Tríplice Entente. Também participam desse grupo o Brasil e o
Japão. Essa Aliança se formou para se manter o que tinha.
Tríplice Aliança: Alemanha, Itália e Império Austro-Húngaro.
Obs. No decorrer da guerra a Itália deixa essa aliança, pois recebeu a
promessa da Inglaterra e da França, de que receberia territórios na
África.
Primeira Guerra Mundial – 1914/1918
Início
Motivo Geral

Motivos específicos

Assassinato de Francisco Ferdinando
herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro

Germânico
Preparação
Eslavos
Primeira Guerra Mundial – 1914/1918
Início
Motivo Geral

Motivos específicos

Assassinato de Francisco Ferdinando
herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro

Preparação

Fases:

Germânico

Eslavos

1ª - 1914 – Guerra de Movimento
- Superioridade militar alemã que invade a Bélgica e a França
até a Batalha do Marne, em que o exército francês expulsa os
alemães de seu território.
2ª - 1915/1918 – Guerra de Trincheiras
- Exército de ambos os lados constroem trincheiras, uso de
novos equipamentos como aviões, tanques e gases tóxicos.
Início da guerra naval.
3ª - 1917 – Ano de mudanças
- A Rússia sai da guerra em função da Revolução Socialista e
o Estados Unidos entram na guerra do lado dos ingleses e
franceses.
Primeira Guerra Mundial – 1914/1918
Início

Fases

Motivo Geral

Motivos específicos

Assassinato de Francisco Ferdinando
herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro

Preparação

Germânico

Eslavos

Fim: A Alemanha para não ter seu território invadido, aceita se render e a
assumir a culpa pela guerra.
Tratado de Versalhes: A Alemanha se comprometia a pagar indenizações
aos países europeus prejudicados pela guerra.
Conseqüências: Mudanças sociais, Mudança do eixo econômico da
Europa para o Estados Unidos, O Mapa europeu foi redesenhado
(socialismo), fim dos grandes impérios (Austro-Húngaro, Rússia e TurcoOtomano), fortalecimento econômico, político e militar dos Estados
Unidos e finalização da Alemanha.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A era do imperialismo
A era do imperialismoA era do imperialismo
A era do imperialismo
Juliana_hst
 
A civilização industrial
A civilização industrialA civilização industrial
A civilização industrial
cattonia
 
Industrialização e Imperialismo
Industrialização e ImperialismoIndustrialização e Imperialismo
Industrialização e Imperialismo
eduardodemiranda
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
Isaquel Silva
 
Imperialismo 9º anos silvana
Imperialismo   9º anos silvanaImperialismo   9º anos silvana
Imperialismo 9º anos silvana
Íris Ferreira
 

Mais procurados (20)

Crise de 29
Crise de 29Crise de 29
Crise de 29
 
C30 slides
C30 slidesC30 slides
C30 slides
 
A Era do Imperialismo
A Era do ImperialismoA Era do Imperialismo
A Era do Imperialismo
 
A era do imperialismo
A era do imperialismoA era do imperialismo
A era do imperialismo
 
A civilização industrial
A civilização industrialA civilização industrial
A civilização industrial
 
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o anoSegunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
 
3º ano cap 1 industrialização e imperialismo
3º ano  cap 1 industrialização e imperialismo3º ano  cap 1 industrialização e imperialismo
3º ano cap 1 industrialização e imperialismo
 
Industrialização e Imperialismo
Industrialização e ImperialismoIndustrialização e Imperialismo
Industrialização e Imperialismo
 
A 2ª Revolução Industrial
A 2ª Revolução IndustrialA 2ª Revolução Industrial
A 2ª Revolução Industrial
 
Industrialização e Imperialismo
Industrialização e ImperialismoIndustrialização e Imperialismo
Industrialização e Imperialismo
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
 
Expansão Industrial
Expansão IndustrialExpansão Industrial
Expansão Industrial
 
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
1ª GUERRA E CRISE DE 1929.
 
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritadaAtividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
 
A Civilização Industrial no século XIX
A Civilização Industrial no século XIXA Civilização Industrial no século XIX
A Civilização Industrial no século XIX
 
O Arranque Industrial
O Arranque IndustrialO Arranque Industrial
O Arranque Industrial
 
RevoluçAo Industrial
RevoluçAo IndustrialRevoluçAo Industrial
RevoluçAo Industrial
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
 
Imperialismo 9º anos silvana
Imperialismo   9º anos silvanaImperialismo   9º anos silvana
Imperialismo 9º anos silvana
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 

Destaque

A segunda revolução industrial
A segunda revolução industrialA segunda revolução industrial
A segunda revolução industrial
Nelia Salles Nantes
 
Revolução industrial 3
Revolução industrial 3Revolução industrial 3
Revolução industrial 3
Tamara Silva
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Italo Colares
 
Segunda revolução industrial slide
Segunda revolução industrial slideSegunda revolução industrial slide
Segunda revolução industrial slide
Erica Borges
 
Expansão da revolução industrial
Expansão da revolução industrialExpansão da revolução industrial
Expansão da revolução industrial
maria40
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
marcusejoao
 

Destaque (20)

Segunda revolução industrial
Segunda revolução industrialSegunda revolução industrial
Segunda revolução industrial
 
2º fase da revolução industrial
2º fase da revolução    industrial2º fase da revolução    industrial
2º fase da revolução industrial
 
2ª revolução industrial
2ª revolução industrial2ª revolução industrial
2ª revolução industrial
 
Trabalho de geo
Trabalho de geoTrabalho de geo
Trabalho de geo
 
Segunda revolução industrial
Segunda revolução industrialSegunda revolução industrial
Segunda revolução industrial
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
REVOLUÇÃO INDUSTRIALREVOLUÇÃO INDUSTRIAL
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
 
Slides revolução industrial
Slides revolução industrialSlides revolução industrial
Slides revolução industrial
 
A segunda revolução industrial
A segunda revolução industrialA segunda revolução industrial
A segunda revolução industrial
 
A Terceira Revolução Industrial. Robotization, 3D Printing and Social Manufa...
A Terceira Revolução Industrial. Robotization, 3D Printing  and Social Manufa...A Terceira Revolução Industrial. Robotization, 3D Printing  and Social Manufa...
A Terceira Revolução Industrial. Robotization, 3D Printing and Social Manufa...
 
Revolução industrial 3
Revolução industrial 3Revolução industrial 3
Revolução industrial 3
 
revolução industrial
revolução industrialrevolução industrial
revolução industrial
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
 
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. MedeirosPrimeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
 
Segunda revolução industrial slide
Segunda revolução industrial slideSegunda revolução industrial slide
Segunda revolução industrial slide
 
2ª revolução industrial
2ª revolução industrial2ª revolução industrial
2ª revolução industrial
 
Expansão da revolução industrial
Expansão da revolução industrialExpansão da revolução industrial
Expansão da revolução industrial
 
Revolução Industrial: As Novas Tecnologias
Revolução Industrial: As Novas TecnologiasRevolução Industrial: As Novas Tecnologias
Revolução Industrial: As Novas Tecnologias
 
Revolução industrial 1, 2 e 3
Revolução industrial 1, 2 e 3Revolução industrial 1, 2 e 3
Revolução industrial 1, 2 e 3
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
 

Semelhante a segunda revolução industrial a 1 guerra

Slides conferencia de berlim 1
Slides   conferencia de berlim 1Slides   conferencia de berlim 1
Slides conferencia de berlim 1
Chagna
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
Diego Avendaño
 
O Mundo No Breve SéCulo Xx 2º Mc
O Mundo No Breve SéCulo Xx   2º McO Mundo No Breve SéCulo Xx   2º Mc
O Mundo No Breve SéCulo Xx 2º Mc
ProfMario De Mori
 
Imperialismo e colonialismos
Imperialismo e colonialismosImperialismo e colonialismos
Imperialismo e colonialismos
danizinhaw
 
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
SanineSantos
 

Semelhante a segunda revolução industrial a 1 guerra (20)

Aula 6- 9º HIS - Primeira Guerra Mundial.pptx
Aula 6- 9º HIS - Primeira Guerra Mundial.pptxAula 6- 9º HIS - Primeira Guerra Mundial.pptx
Aula 6- 9º HIS - Primeira Guerra Mundial.pptx
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Imperialismo e I Guerra Mundial (1914–1918)
Imperialismo e I Guerra Mundial (1914–1918)Imperialismo e I Guerra Mundial (1914–1918)
Imperialismo e I Guerra Mundial (1914–1918)
 
Slides conferencia de berlim 1
Slides   conferencia de berlim 1Slides   conferencia de berlim 1
Slides conferencia de berlim 1
 
Revisão: Século XX
Revisão: Século XXRevisão: Século XX
Revisão: Século XX
 
Aula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismoAula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismo
 
Apostila 3ª fase - Sagrado
Apostila 3ª fase - SagradoApostila 3ª fase - Sagrado
Apostila 3ª fase - Sagrado
 
Aula de acacia e hellen imperialismo
Aula de acacia e hellen   imperialismoAula de acacia e hellen   imperialismo
Aula de acacia e hellen imperialismo
 
Apostila eja unid. 8
Apostila eja unid. 8Apostila eja unid. 8
Apostila eja unid. 8
 
História contemporânea
História contemporâneaHistória contemporânea
História contemporânea
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
 
Imperialismo e Primeira Grande Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Grande Guerra MundialImperialismo e Primeira Grande Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Grande Guerra Mundial
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
O Mundo No Breve SéCulo Xx 2º Mc
O Mundo No Breve SéCulo Xx   2º McO Mundo No Breve SéCulo Xx   2º Mc
O Mundo No Breve SéCulo Xx 2º Mc
 
Imperialismo e colonialismos
Imperialismo e colonialismosImperialismo e colonialismos
Imperialismo e colonialismos
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
Primeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismoPrimeira guerra mundial e imperialismo
Primeira guerra mundial e imperialismo
 
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
1.1- O imperialismo do século XIX - Resumo geral.pdf
 
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
A Segunda Revolução Industrial - Expansão do Capitalismo e Concentração de Ca...
 

Mais de Marcelo Ferreira Boia (20)

Hebreus fenicios e persas
Hebreus fenicios e persasHebreus fenicios e persas
Hebreus fenicios e persas
 
Africa antes-dos-europeus
Africa antes-dos-europeusAfrica antes-dos-europeus
Africa antes-dos-europeus
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Era Vargas 1
Era Vargas 1Era Vargas 1
Era Vargas 1
 
Era Vargas
Era Vargas Era Vargas
Era Vargas
 
O nazi fascismo
O nazi fascismo O nazi fascismo
O nazi fascismo
 
O nazi fascismo
O nazi fascismo O nazi fascismo
O nazi fascismo
 
Crise de 1929 oficial
Crise de 1929 oficial Crise de 1929 oficial
Crise de 1929 oficial
 
O que é conhecimento
O que é conhecimentoO que é conhecimento
O que é conhecimento
 
Brasil colonia 2
Brasil colonia 2 Brasil colonia 2
Brasil colonia 2
 
Processo de colonização do brasil
Processo de colonização do brasilProcesso de colonização do brasil
Processo de colonização do brasil
 
Brasil colnia 2
Brasil colnia 2 Brasil colnia 2
Brasil colnia 2
 
America espanhola
America espanhola America espanhola
America espanhola
 
America espanhola (1)
America espanhola (1)America espanhola (1)
America espanhola (1)
 
Reformas religiosas
Reformas religiosas Reformas religiosas
Reformas religiosas
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
A formacao das monarquias nacionais
A formacao das monarquias nacionais A formacao das monarquias nacionais
A formacao das monarquias nacionais
 
Primeira guerra-mundial
Primeira guerra-mundialPrimeira guerra-mundial
Primeira guerra-mundial
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
 

Último

Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 

segunda revolução industrial a 1 guerra

  • 2. SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Ocorreu quando as máquinas a vapor foram substituídas por máquinas movidas por energia elétrica ou por derivados do petróleo. Permitiu o aumento nos níveis de produção (quantidade de produtos fabricados). Barateou os preços dos produtos, permitindo assim, que mais pessoas entrassem na dinâmica do capitalismo (consumo de produtos manufaturados). Intensificou a divisão do trabalho dentro das fábricas (o trabalhador perde a noção de sua produtividade em relação ao produto final).
  • 3.
  • 4. SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Favorece Fortalecimento do capitalismo financeiro e monopolista. Nesta fase o capitalismo não está ligado a quantidade de produtos ou de ouro, mas sim em moeda, dinheiro e a exportação de capitais ou inflação. Os países mais industrializados procuram monopolizar o mercado (países ou colônias só poderiam comprar produtos manufaturados de um determinado país).
  • 5.
  • 6. SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Fortalecimento do capitalismo financeiro e monopolista. Divisão Internacional do Trabalho (D.I.T.) Cada país ou colônia tem seu papel bem definido (imposto) dentro da dinâmica da economia mundial.
  • 7.
  • 8.
  • 9. SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Gera FORTALECIMENTO DO CAPITALISMO FINANCEIRO E MONOPOLISTA Gera DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (D.I.T.) IMPERIALISMO Resulta Ter um maior número de países ou colônias para as quais possa vender seus produtos manufaturados, exportar capitais e receber matéria-prima.
  • 10.
  • 11.  1ª potência econômica do mundo:  Dominava grande parte das trocas comerciais mundiais  Tinha a maior parte da frota marítima do mundo  Tinha a maior parte da produção industrial  A maior parte dos investimentos mundiais eram europeus
  • 12.     Econômicas: procura de matérias-primas (para as indústrias européias) e de novos locais para escoar os produtos europeus Políticas: desejo de afirmação política e de aumento do poder militar Culturais: os europeus consideravam que tinham a missão de civilizar os povos não europeus (consideravam-se superiores, tendo, portanto, um sentimento racista) Aumento do peso demográfico da Europa graças à melhoria das condições de vida; escoamento de excedente populacional.
  • 13.     Viagens de exploradores no interior de África, continente até então praticamente desconhecido (presença dos europeus até então limitava-se ao litoral) Conferência de Berlim (1884-1885): Objetivo: regularizar a ocupação de África e prevenir mal entendidos e conflitos Medidas: princípio da ocupação efetiva
  • 14. O IMPERIALISMO A Revolução Industrial do século XVIII (Grã-Bretanha) O capitalismo - tem como características - o surgimento de crises cíclicas (superprodução industrial) além da necessidade de busca de novos locais para a aplicação de capitais. Estimula a divulgação do liberalismo econômico influenciando a independência de países da América Latina. Neste caso a idéia de independência apresentase como forma de reorganização do mercado mundial - principalmente - nos aspectos relacionados ao fornecimento de matéria prima. Aparecimento do capital financeiro A busca de matérias primas em maior quantidade e menor preço: Com este objetivo acentua-se o domínio de regiões ainda não controlada pelo capitalismo.
  • 15. CARACTERÍSTICAS DO IMPERIALISMO MONOPOLISTA Concentração da produção em grandes empresas com milhares de operários. Com o monopólio acabam por surgir disputas entre as potências, originando guerras e disputas imperialistas. A política econômica dos estados industrializados é aplicada - através das empresas internacionais - nos países mais pobres. Esta característica de monopólio industrial também é notado no setor bancário fortalecendo o capital financeiro
  • 16. O sistema de controle imperialista criou - nos países dominados um modelo econômico caracterizado por: * Políticas econômicas nacionais voltadas para as necessidades dos grupos monopolistas * Atraso no processo de industrialização Dependência dos produtos industrializados produzidos nos mesmos países consumidores da matéria prima * Dependência do capital financeiro dos países imperialistas para saneamento dos deficts decorrentes da balança comercial desfavorável. A diferença entre os preços dos produtos primários e industrializados e eventual desvalorização das mercadorias exportadas geravam uma dependência direta dos países colonizados.
  • 17.
  • 18. Segunda Revolução Industrial Fortalecimento do capitalismo financeiro e monopolista Imperialismo Motivo Geral Divisão Internacional do Trabalho A Grande Guerra Igual Primeira Guerra Mundial – 1914/1918
  • 19. Primeira Guerra Mundial – 1914/1918 Não esquecer o motivo geral Motivos específicos: 1º - A derrota francesa na guerra franco-prussiana, no fim da qual se deu a unificação alemã, resultou na anexação da Alsácia-Lorena pela Alemanha. Essa região era grande produtora de carvão e ferro, necessários para a indústria do aço. Obs. Guerra Franco-Prussiana = Napoleão e o Império Prussiano deu origem a Alemanha Disputa entre Alemanha x França. Disputa entre Alemanha x Inglaterra. 2º - No início do século XX a indústria alemã produzia mais e com mais qualidade que a Inglaterra. Produtos alemães eram vendidos a preços menores e os mercados ingleses viam-se prejudicados, com seus lucros diminuindo.
  • 20. Primeira Guerra Mundial – 1914/1918 Motivos específicos: 3º - França e Inglaterra praticamente controlavam a grande maioria das colônias asiáticas e africanas. A Alemanha e a Itália ambicionavam participar desse rico sistema de exploração. Disputa entre Alemanha e Itália x Inglaterra e França. Disputa entre a Rússia x Império Austro-Húngaro. 4º - O czar da Rússia defendia o pan-eslavismo: pretendia reunir todos os povos eslavos sob seu comando. Na verdade essa medida era uma justificativa para os interesses imperialistas da Rússia, que passou a apoiar os movimentos nacionalistas eslavos que pretendiam separar-se do império Austro-Húngaro. Obs. Czar = governante da Rússia e pan = união pan-eslavismo = união dos eslavos.
  • 21. Primeira Guerra Mundial – 1914/1918 Preparação Corrida armamentista de todas as grandes nações da Europa Formação de Alianças Tríplice Entende: Rússia, Inglaterra e França Obs. Em 1917 a Rússia deixa a Guerra e o Estados Unidos entram do lado da Tríplice Entente. Também participam desse grupo o Brasil e o Japão. Essa Aliança se formou para se manter o que tinha. Tríplice Aliança: Alemanha, Itália e Império Austro-Húngaro. Obs. No decorrer da guerra a Itália deixa essa aliança, pois recebeu a promessa da Inglaterra e da França, de que receberia territórios na África.
  • 22. Primeira Guerra Mundial – 1914/1918 Início Motivo Geral Motivos específicos Assassinato de Francisco Ferdinando herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro Germânico Preparação Eslavos
  • 23. Primeira Guerra Mundial – 1914/1918 Início Motivo Geral Motivos específicos Assassinato de Francisco Ferdinando herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro Preparação Fases: Germânico Eslavos 1ª - 1914 – Guerra de Movimento - Superioridade militar alemã que invade a Bélgica e a França até a Batalha do Marne, em que o exército francês expulsa os alemães de seu território. 2ª - 1915/1918 – Guerra de Trincheiras - Exército de ambos os lados constroem trincheiras, uso de novos equipamentos como aviões, tanques e gases tóxicos. Início da guerra naval. 3ª - 1917 – Ano de mudanças - A Rússia sai da guerra em função da Revolução Socialista e o Estados Unidos entram na guerra do lado dos ingleses e franceses.
  • 24.
  • 25. Primeira Guerra Mundial – 1914/1918 Início Fases Motivo Geral Motivos específicos Assassinato de Francisco Ferdinando herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro Preparação Germânico Eslavos Fim: A Alemanha para não ter seu território invadido, aceita se render e a assumir a culpa pela guerra. Tratado de Versalhes: A Alemanha se comprometia a pagar indenizações aos países europeus prejudicados pela guerra. Conseqüências: Mudanças sociais, Mudança do eixo econômico da Europa para o Estados Unidos, O Mapa europeu foi redesenhado (socialismo), fim dos grandes impérios (Austro-Húngaro, Rússia e TurcoOtomano), fortalecimento econômico, político e militar dos Estados Unidos e finalização da Alemanha.