O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Estratificação social

902 visualizações

Publicada em

slide que fala sobre a estratificação social, seus tipos e suas teorias.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Estratificação social

  1. 1. ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL
  2. 2. ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL
  3. 3. CONCEITO:  É o processo social por meio do qual, vantagens e recursos, como riqueza, poder e prestígio, são distribuídos sistemática e desigualmente nas sociedade ou entre elas.  Os indivíduos podem ser classificados em categorias como: poder financeiro e político, classe, etnia ou sexo.  Existem três formas de estratificação: castas, estamentos e classes sociais.
  4. 4. FORMAS DE ESTRATIFICAÇÃO:  Castas: rígida forma de estratificação, cujo modelo é a sociedade indiana antiga. A casta é determinada por ocasião do nascimento e não há mobilidade social possível.  Estamento: organização dos indivíduos em estados. Essa forma é menos rígida que as castas e permite mobilidade social. Os estamentos são atribuídos com base no nascimento.  Classes sociais: essa divisão se dá com base em uma conjugação de fatores, como: poder econômico e político, grau de instrução formal, etnia, gênero, capital cultural. Permite a mobilidade social.
  5. 5. TEORIA MARXISTA:  Considera a organização das relações de produção a causa da existência das classes. As relações econômicas desiguais, explicam a existência de diferentes grupos, essa teoria leva em conta: relações de conflito.  Segundo Marx, há três dimensões de desigualdade: classe, que se refere as oportunidades de vida, a capacidade das pessoas de conseguirem o que querem e o que necessitam no mercado; poder e prestígio, que é um recurso cuja distribuição tem de ser desigual a fim de que possa existir.
  6. 6. TEORIA FUNCIONALISTA:  A estratificação é uma consequência necessária na divisão do trabalho. É preciso que os empregos sejam desigualmente remunerados, uma vez que os trabalhadores desempenham funções de diferentes importâncias. Isso induz a concorrência entre os indivíduos, o que permite uma equivalência entre competências e funções.
  7. 7. MOBILIDADE SOCIAL:  Os estudos deste, tem a função de ajudar a pensar as vias e possibilidades de troca, ascensão ou rebaixamento que determinado individuo tem no meio.  Em algumas sociedades, a mobilidade é tida como inexistente, especialmente, quando a posição do individuo é conservada ao longo da sua existência.
  8. 8. DESIGUALDADE SOCIAL:  Fatores hierárquicos de quem tem maior poder, para quem tem menor poder formam essa “pirâmide” de disparidade e restrição da sociedade.  O sistema capitalista contribui diretamente para que este problema perdure, já que prega justamente a vantagem de grandes empresas sobre os empregados.

×