SlideShare uma empresa Scribd logo
Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016
Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016
Apresentação
Annelise Gripp www.annelisegripp.com.br
@AnneliseGripp
Morvana Bonin www.morvanabonin.org
@morvanabonin
Dinâmica de
Apresentação
Indivíduos e interações mais que
processos e ferramentas
Software em funcionamento mais
que documentação abrangente
Colaboração com o cliente mais
que negociação de contratos
Responder a mudanças mais que
seguir um plano
(Trecho retirado do Manifesto Ágil)
Por que um workshop de XP?
Esse workshop foi criado com a
proposta de ensinar a métodologia
ágil Extreme Programming de uma
forma pratica e associativa de modo a
que os participantes possam ao
térmido do workshop sair
entendendo o conceito de XP e
sabendo dinamicas para poder aplicá-
lo.
O que é XP?
“XP é um jeito leve, eficiente, de baixo-
risco, flexível, preditivo, científico e
divertido de se desenvolver software”
Kent Beck
“XP é uma disciplina, porque existem
coisas que você precisa fazer para dizer
que está fazendo XP.”
Kent Beck
XP é uma metodologia para desenvolvimento de
software ágil, com qualidade e que atenda as
necessidades do cliente.
Uma metodologia voltada para projetos cujos
requisitos mudem com frequência e com equipes
de médio e/ou pequeno tamanho de
desenvolvedores e desenvolvimento incremental.
A XP é organizada em torno de um conjunto de
práticas e valores que atuam perfeitamente para
assegurar um alto retorno do investimento
efetuado pelo cliente. A seguir serão
apresentados os valores e em seguida as práticas.
Risco: O Problema Básico
Mas qual é o problema que o
xp visa resolver?
De acordo Kent Beck, o problema
básico do desenvolvimento de
software é o risco. Segue alguns
exemplos de risco:
Projeto cancelado depois de vários deslizes,
o projeto é cancelado sem ter chegado a fase de
produção.
Deslizes no cronograma o dia de entrega
chega e você tem de dizer ao cliente que o
software não ficará pronto antes de seis meses.
Taxa de erros o software é colocado em fase de
produção, mas a taxa de erros é tão alta que ele não
é usado.
O sistema “azeda” o software é colocado em
produção com sucesso, mas, depois de uns dois anos,
o custo de fazer modificações ou taxa de erros cresce
tanto que o sistema deve ser substituído.
Modificações nos negócios o software é
colocado em fase de produção, mas o problema do
negócio cuja resolução para o software foi projetado
foi substituído seis meses atrás por outro problema
de negócios mais urgente.
Negócio mal compreendido o software é
colocado em produção, mas não resolve o problema
original.
Rotatividade da equipe após dois anos, todos
os bons programadores no projeto começam a odiar
o programa e vão embora.
Falsa riqueza de funções o software tem um
grande número de funções potencialmente
interessantes, as quais foram muito divertidas de
programar, porém nenhuma delas gera dinheiro para o
cliente.
Nossa missão
“Se aceitarmos o risco do projeto como o problema a ser
resolvido, onde vamos procurar a solução? O que
precisamos fazer é inventar um estilo de
desenvolvimento de software que trate desses riscos.
Precisamos comunicar esta
disciplina da maneira mais clara
possível para programadores,
gerentes e clientes.”
Kent Beck
“Um grande mestre até os
Jedi têm. Mas voz todos os
nossos membros têm.”
Yoda - Livro dos Sith
Todo o funcionamento da metodologia
XP se baseia em três regras:
● Valores
● Praticas
● Princípios
Sendo princípios o elo de ligação entre
valores e práticas. Segue-se o princípio
de valores para colocá-lo em prática.
Sendo esse o fundamento da
metodologia XP.
Valores do eXtreme Programming
O eXtreme Programming se baseia
em cinco valores para guiar o
desenvolvimento.
● Comunicação
● Coragem
● Feedback
● Respeito
● Simplicidade
Comunicação
A comunicação é essencial em
projetos de software, pois é a
principal forma de transmitir e
trocar informações e
conhecimentos.
A comunicação está na maioria
das práticas de XP e incentiva
diretamente outro valor essencial
no XP, o feedback.
● Compreensão do
negócio
● Satisfação do cliente
● Integração entre a
equipe
Coragem
XP não tem uma solução mágica para
eliminar esse risco. Ele existe em um
projeto XP, como existe em qualquer
outro. O que muda é a forma de lidar
com ele. Equipes XP acreditam que
errar é natural e quebrar o que vinha
funcionando pode acontecer
eventualmente. É necessário ter
coragem para lidar com esse risco, o
que em XP se traduz em confiança nos
seus mecanismos de proteção.
● Melhoria contínua
● Abraço as mudanças
Feedback
Quanto mais cedo descobrimos um
problema, menos prejuízos ele pode
causar e maiores são as chances de
resolvê-lo de forma barata. Por isso,
projetos XP estabelecem formas de
encurtar ao máximo a defasagem de
tempo entre o momento em que
uma ação é executada e o seu
resultado é observado.
● Retorno do Cliente
● Aprendizado
● Realimentação
Respeito
Respeito é um valor que dá sustentação a todos
os demais. Membros de uma equipe só irão se
preocupar em comunicar-se melhor, por
exemplo, se se importarem uns com os outros.
Respeito é o mais básico de todos os valores. Se
ele não existir em um projeto, não há nada que
possa salvá-lo. Saber ouvir, saber compreender
e respeitar o ponto de vista do outro é essencial
para que um projeto de software seja bem
sucedido.
Texto de Vinícius Manhães Teles
Pessoas que são
respeitadas
sentem-se
valorizadas.
Simplicidade
O XP utiliza o conceito de
simplicidade em inúmeros
aspectos do projeto para assegurar
que a equipe se concentre em
fazer, primeiro, apenas aquilo que
é claramente necessário e evite
fazer o que poderia vir a ser
necessário, mas ainda não se
provou essencial.
● Redução da
complexidade
● Aumento a
Velocidade
Dinâmicas
DÚVIDAS ???
OBRIGADA! =D

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Scrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutosScrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutos
Serge Rehem
 
Gestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times Scrum
Gestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times ScrumGestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times Scrum
Gestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times Scrum
Marcos Garrido
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
André Borgonovo
 
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum MasterGuia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Paulo Lomanto
 
Uma introdução ao SCRUM
Uma introdução ao SCRUMUma introdução ao SCRUM
Uma introdução ao SCRUM
elliando dias
 
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel PimentelScrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Manoel Pimentel Medeiros
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Ludimila Monjardim Casagrande
 
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)
Manoel Pimentel Medeiros
 
Apostila introdutória ao Scrum (V1)
Apostila introdutória ao Scrum (V1)Apostila introdutória ao Scrum (V1)
Apostila introdutória ao Scrum (V1)
Rafael Barbosa Camargo
 
Treinamento de Scrum
Treinamento de ScrumTreinamento de Scrum
Treinamento de Scrum
Luiz Duarte
 
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
Fábio Aguiar
 
Scrum
ScrumScrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
MindMasterBrasil
 
SCRUM - Priorização do backlog
SCRUM  - Priorização do backlogSCRUM  - Priorização do backlog
SCRUM - Priorização do backlog
Marcos Antonio Ferreira Domingues
 
O que é SCRUM
O que é SCRUMO que é SCRUM
Palestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia ScrumPalestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia Scrum
Personal
 
"A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM""A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM"
Renato Gosling
 
Scrum
ScrumScrum
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Lays Lopes
 
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em JuazeiroPalestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Paulo Furtado
 

Mais procurados (20)

Scrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutosScrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutos
 
Gestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times Scrum
Gestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times ScrumGestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times Scrum
Gestão Ágil de Produtos com Lean Startup para times Scrum
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
 
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum MasterGuia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
 
Uma introdução ao SCRUM
Uma introdução ao SCRUMUma introdução ao SCRUM
Uma introdução ao SCRUM
 
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel PimentelScrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
 
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)Scrum -  Framework, Competências e Valores (versão community)
Scrum - Framework, Competências e Valores (versão community)
 
Apostila introdutória ao Scrum (V1)
Apostila introdutória ao Scrum (V1)Apostila introdutória ao Scrum (V1)
Apostila introdutória ao Scrum (V1)
 
Treinamento de Scrum
Treinamento de ScrumTreinamento de Scrum
Treinamento de Scrum
 
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
 
SCRUM - Priorização do backlog
SCRUM  - Priorização do backlogSCRUM  - Priorização do backlog
SCRUM - Priorização do backlog
 
O que é SCRUM
O que é SCRUMO que é SCRUM
O que é SCRUM
 
Palestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia ScrumPalestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia Scrum
 
"A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM""A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM"
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
 
Palestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em JuazeiroPalestra de SCRUM em Juazeiro
Palestra de SCRUM em Juazeiro
 

Semelhante a Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016

Extreme Programming XP
Extreme Programming XPExtreme Programming XP
Extreme Programming XP
Luis Claudio Silva Fernandes
 
eXtreme Programming
eXtreme ProgrammingeXtreme Programming
eXtreme Programming
Rafael Spínola
 
eXtreme Programming (XP)
eXtreme Programming (XP)eXtreme Programming (XP)
eXtreme Programming (XP)
Carlos Henrique Martins da Silva
 
Programacao Extrema
Programacao ExtremaProgramacao Extrema
Programacao Extrema
Robson Silva Espig
 
O uso de metodos ageis no desenvolvimento de software
O uso de metodos ageis no desenvolvimento de softwareO uso de metodos ageis no desenvolvimento de software
O uso de metodos ageis no desenvolvimento de software
Everton vitor
 
Uma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de Projetos
Uma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de ProjetosUma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de Projetos
Uma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de Projetos
Giovani Elísio Silva
 
Conhecendo xp
Conhecendo xpConhecendo xp
Conhecendo xp
Francisco Barroso
 
Extreme programming explicada
Extreme programming explicadaExtreme programming explicada
Extreme programming explicada
Maurício Linhares
 
Extreme Programming Explicada
Extreme Programming ExplicadaExtreme Programming Explicada
Extreme Programming Explicada
Maurício Linhares
 
Leds zeppellin infraestrutura de apoio ao desenvolvimento
Leds zeppellin   infraestrutura de apoio ao desenvolvimentoLeds zeppellin   infraestrutura de apoio ao desenvolvimento
Leds zeppellin infraestrutura de apoio ao desenvolvimento
ledsifes
 
E xtreme programming
E xtreme programmingE xtreme programming
E xtreme programming
Kyllder Medeiros
 
Princípios ágeis - UFRGS 2013
Princípios ágeis - UFRGS 2013Princípios ágeis - UFRGS 2013
Princípios ágeis - UFRGS 2013
Lourenco P Soares
 
Princípios Ágeis
Princípios ÁgeisPrincípios Ágeis
Princípios Ágeis
Lourenco P Soares
 
Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0
Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0
Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0
Juan Bernabó
 
Desenvolvimento Ágil
Desenvolvimento ÁgilDesenvolvimento Ágil
Desenvolvimento Ágil
Gefferson Vivan
 
Extreme Programming (XP) Metodologia Ágil
Extreme Programming (XP) Metodologia ÁgilExtreme Programming (XP) Metodologia Ágil
Extreme Programming (XP) Metodologia Ágil
Jaffer Veronezi
 
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de SoftwareMétodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
alexandre_malaquias
 
Extreme programming (xp) - Resumo
Extreme programming (xp) - ResumoExtreme programming (xp) - Resumo
Extreme programming (xp) - Resumo
Daniel Brandão
 
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de SoftwareMetodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Emerson Henrique
 
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de SoftwareMetodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Luciano Almeida
 

Semelhante a Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016 (20)

Extreme Programming XP
Extreme Programming XPExtreme Programming XP
Extreme Programming XP
 
eXtreme Programming
eXtreme ProgrammingeXtreme Programming
eXtreme Programming
 
eXtreme Programming (XP)
eXtreme Programming (XP)eXtreme Programming (XP)
eXtreme Programming (XP)
 
Programacao Extrema
Programacao ExtremaProgramacao Extrema
Programacao Extrema
 
O uso de metodos ageis no desenvolvimento de software
O uso de metodos ageis no desenvolvimento de softwareO uso de metodos ageis no desenvolvimento de software
O uso de metodos ageis no desenvolvimento de software
 
Uma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de Projetos
Uma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de ProjetosUma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de Projetos
Uma abordagem às Metodologias Ágeis em Gerência de Projetos
 
Conhecendo xp
Conhecendo xpConhecendo xp
Conhecendo xp
 
Extreme programming explicada
Extreme programming explicadaExtreme programming explicada
Extreme programming explicada
 
Extreme Programming Explicada
Extreme Programming ExplicadaExtreme Programming Explicada
Extreme Programming Explicada
 
Leds zeppellin infraestrutura de apoio ao desenvolvimento
Leds zeppellin   infraestrutura de apoio ao desenvolvimentoLeds zeppellin   infraestrutura de apoio ao desenvolvimento
Leds zeppellin infraestrutura de apoio ao desenvolvimento
 
E xtreme programming
E xtreme programmingE xtreme programming
E xtreme programming
 
Princípios ágeis - UFRGS 2013
Princípios ágeis - UFRGS 2013Princípios ágeis - UFRGS 2013
Princípios ágeis - UFRGS 2013
 
Princípios Ágeis
Princípios ÁgeisPrincípios Ágeis
Princípios Ágeis
 
Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0
Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0
Da Gestão 1.0 A Gestão 2.0
 
Desenvolvimento Ágil
Desenvolvimento ÁgilDesenvolvimento Ágil
Desenvolvimento Ágil
 
Extreme Programming (XP) Metodologia Ágil
Extreme Programming (XP) Metodologia ÁgilExtreme Programming (XP) Metodologia Ágil
Extreme Programming (XP) Metodologia Ágil
 
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de SoftwareMétodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
 
Extreme programming (xp) - Resumo
Extreme programming (xp) - ResumoExtreme programming (xp) - Resumo
Extreme programming (xp) - Resumo
 
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de SoftwareMetodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
 
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de SoftwareMetodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software
 

Mais de Annelise Gripp

Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?
Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?
Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?
Annelise Gripp
 
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Annelise Gripp
 
Competências para cultivar inovação na Tecnologia!
Competências para cultivar inovação na Tecnologia!Competências para cultivar inovação na Tecnologia!
Competências para cultivar inovação na Tecnologia!
Annelise Gripp
 
Skills e Squads, como trabalhar? Confira!
Skills e Squads, como trabalhar? Confira!Skills e Squads, como trabalhar? Confira!
Skills e Squads, como trabalhar? Confira!
Annelise Gripp
 
Mentalidade Inovadora em Ação
Mentalidade Inovadora em AçãoMentalidade Inovadora em Ação
Mentalidade Inovadora em Ação
Annelise Gripp
 
Verdades e Mentiras da Agilidade .pdf
Verdades e Mentiras da Agilidade .pdfVerdades e Mentiras da Agilidade .pdf
Verdades e Mentiras da Agilidade .pdf
Annelise Gripp
 
Você cultiva bugs na sua empresa?
Você cultiva bugs na sua empresa?Você cultiva bugs na sua empresa?
Você cultiva bugs na sua empresa?
Annelise Gripp
 
Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...
Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...
Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...
Annelise Gripp
 
Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?
Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?
Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?
Annelise Gripp
 
Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?
Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?
Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?
Annelise Gripp
 
Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?
Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?
Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?
Annelise Gripp
 
BDD - Behavior Driven Development
BDD - Behavior Driven DevelopmentBDD - Behavior Driven Development
BDD - Behavior Driven Development
Annelise Gripp
 
Você busca renovação de carreira???
Você busca renovação de carreira???Você busca renovação de carreira???
Você busca renovação de carreira???
Annelise Gripp
 
World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...
World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...
World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...
Annelise Gripp
 
Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?
Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?
Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?
Annelise Gripp
 
Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?
Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?
Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?
Annelise Gripp
 
Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?
Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?
Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?
Annelise Gripp
 
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!
Annelise Gripp
 
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia
Quando a Cultura DevOps transcede a TecnologiaQuando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia
Annelise Gripp
 
Precisa se agile coach, com urgência!
Precisa se agile coach, com urgência!Precisa se agile coach, com urgência!
Precisa se agile coach, com urgência!
Annelise Gripp
 

Mais de Annelise Gripp (20)

Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?
Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?
Qual a importância de Softskills na era da Inteligência Artificial?
 
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
 
Competências para cultivar inovação na Tecnologia!
Competências para cultivar inovação na Tecnologia!Competências para cultivar inovação na Tecnologia!
Competências para cultivar inovação na Tecnologia!
 
Skills e Squads, como trabalhar? Confira!
Skills e Squads, como trabalhar? Confira!Skills e Squads, como trabalhar? Confira!
Skills e Squads, como trabalhar? Confira!
 
Mentalidade Inovadora em Ação
Mentalidade Inovadora em AçãoMentalidade Inovadora em Ação
Mentalidade Inovadora em Ação
 
Verdades e Mentiras da Agilidade .pdf
Verdades e Mentiras da Agilidade .pdfVerdades e Mentiras da Agilidade .pdf
Verdades e Mentiras da Agilidade .pdf
 
Você cultiva bugs na sua empresa?
Você cultiva bugs na sua empresa?Você cultiva bugs na sua empresa?
Você cultiva bugs na sua empresa?
 
Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...
Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...
Como ser resiliente no ambiente corporativo e manter o foco na entrega de bon...
 
Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?
Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?
Como botar em prática uma Metodologia Híbrida?
 
Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?
Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?
Como a Agilidade pode ajudar a alavancar a Transformação Digital na sua empresa?
 
Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?
Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?
Como lidar com comportamentos que surgem numa Escalada Ágil?
 
BDD - Behavior Driven Development
BDD - Behavior Driven DevelopmentBDD - Behavior Driven Development
BDD - Behavior Driven Development
 
Você busca renovação de carreira???
Você busca renovação de carreira???Você busca renovação de carreira???
Você busca renovação de carreira???
 
World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...
World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...
World Agile Summit 2020 - Health Check: a dinâmica que mede a saúde de um tim...
 
Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?
Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?
Como melhorar o seu currículo utilizando o Linkedin?
 
Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?
Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?
Como liderar pessoas em ambientes colaborativos?
 
Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?
Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?
Como extrair necessidade e entregar valor para seu usuário?
 
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia!
 
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia
Quando a Cultura DevOps transcede a TecnologiaQuando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia
Quando a Cultura DevOps transcede a Tecnologia
 
Precisa se agile coach, com urgência!
Precisa se agile coach, com urgência!Precisa se agile coach, com urgência!
Precisa se agile coach, com urgência!
 

Extreme Programming - Workshop Praticas Jedi XP - LinguÁgil 2016

  • 5. Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas Software em funcionamento mais que documentação abrangente Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos Responder a mudanças mais que seguir um plano (Trecho retirado do Manifesto Ágil)
  • 6. Por que um workshop de XP? Esse workshop foi criado com a proposta de ensinar a métodologia ágil Extreme Programming de uma forma pratica e associativa de modo a que os participantes possam ao térmido do workshop sair entendendo o conceito de XP e sabendo dinamicas para poder aplicá- lo.
  • 7. O que é XP? “XP é um jeito leve, eficiente, de baixo- risco, flexível, preditivo, científico e divertido de se desenvolver software” Kent Beck “XP é uma disciplina, porque existem coisas que você precisa fazer para dizer que está fazendo XP.” Kent Beck
  • 8. XP é uma metodologia para desenvolvimento de software ágil, com qualidade e que atenda as necessidades do cliente. Uma metodologia voltada para projetos cujos requisitos mudem com frequência e com equipes de médio e/ou pequeno tamanho de desenvolvedores e desenvolvimento incremental. A XP é organizada em torno de um conjunto de práticas e valores que atuam perfeitamente para assegurar um alto retorno do investimento efetuado pelo cliente. A seguir serão apresentados os valores e em seguida as práticas.
  • 9. Risco: O Problema Básico Mas qual é o problema que o xp visa resolver? De acordo Kent Beck, o problema básico do desenvolvimento de software é o risco. Segue alguns exemplos de risco:
  • 10. Projeto cancelado depois de vários deslizes, o projeto é cancelado sem ter chegado a fase de produção. Deslizes no cronograma o dia de entrega chega e você tem de dizer ao cliente que o software não ficará pronto antes de seis meses.
  • 11. Taxa de erros o software é colocado em fase de produção, mas a taxa de erros é tão alta que ele não é usado. O sistema “azeda” o software é colocado em produção com sucesso, mas, depois de uns dois anos, o custo de fazer modificações ou taxa de erros cresce tanto que o sistema deve ser substituído.
  • 12. Modificações nos negócios o software é colocado em fase de produção, mas o problema do negócio cuja resolução para o software foi projetado foi substituído seis meses atrás por outro problema de negócios mais urgente. Negócio mal compreendido o software é colocado em produção, mas não resolve o problema original.
  • 13. Rotatividade da equipe após dois anos, todos os bons programadores no projeto começam a odiar o programa e vão embora. Falsa riqueza de funções o software tem um grande número de funções potencialmente interessantes, as quais foram muito divertidas de programar, porém nenhuma delas gera dinheiro para o cliente.
  • 14. Nossa missão “Se aceitarmos o risco do projeto como o problema a ser resolvido, onde vamos procurar a solução? O que precisamos fazer é inventar um estilo de desenvolvimento de software que trate desses riscos. Precisamos comunicar esta disciplina da maneira mais clara possível para programadores, gerentes e clientes.” Kent Beck
  • 15. “Um grande mestre até os Jedi têm. Mas voz todos os nossos membros têm.” Yoda - Livro dos Sith
  • 16. Todo o funcionamento da metodologia XP se baseia em três regras: ● Valores ● Praticas ● Princípios Sendo princípios o elo de ligação entre valores e práticas. Segue-se o princípio de valores para colocá-lo em prática. Sendo esse o fundamento da metodologia XP.
  • 17. Valores do eXtreme Programming O eXtreme Programming se baseia em cinco valores para guiar o desenvolvimento. ● Comunicação ● Coragem ● Feedback ● Respeito ● Simplicidade
  • 18. Comunicação A comunicação é essencial em projetos de software, pois é a principal forma de transmitir e trocar informações e conhecimentos. A comunicação está na maioria das práticas de XP e incentiva diretamente outro valor essencial no XP, o feedback.
  • 19. ● Compreensão do negócio ● Satisfação do cliente ● Integração entre a equipe
  • 20. Coragem XP não tem uma solução mágica para eliminar esse risco. Ele existe em um projeto XP, como existe em qualquer outro. O que muda é a forma de lidar com ele. Equipes XP acreditam que errar é natural e quebrar o que vinha funcionando pode acontecer eventualmente. É necessário ter coragem para lidar com esse risco, o que em XP se traduz em confiança nos seus mecanismos de proteção.
  • 21. ● Melhoria contínua ● Abraço as mudanças
  • 22. Feedback Quanto mais cedo descobrimos um problema, menos prejuízos ele pode causar e maiores são as chances de resolvê-lo de forma barata. Por isso, projetos XP estabelecem formas de encurtar ao máximo a defasagem de tempo entre o momento em que uma ação é executada e o seu resultado é observado.
  • 23. ● Retorno do Cliente ● Aprendizado ● Realimentação
  • 24. Respeito Respeito é um valor que dá sustentação a todos os demais. Membros de uma equipe só irão se preocupar em comunicar-se melhor, por exemplo, se se importarem uns com os outros. Respeito é o mais básico de todos os valores. Se ele não existir em um projeto, não há nada que possa salvá-lo. Saber ouvir, saber compreender e respeitar o ponto de vista do outro é essencial para que um projeto de software seja bem sucedido. Texto de Vinícius Manhães Teles
  • 26. Simplicidade O XP utiliza o conceito de simplicidade em inúmeros aspectos do projeto para assegurar que a equipe se concentre em fazer, primeiro, apenas aquilo que é claramente necessário e evite fazer o que poderia vir a ser necessário, mas ainda não se provou essencial.
  • 27. ● Redução da complexidade ● Aumento a Velocidade