SlideShare uma empresa Scribd logo
Gerenciamento Ágil de
Projetos com Scrum
Apresentação
• Ludimila Monjardim Casagrande, fundadora da Apoema Cursos, é
Empreteca, certificada como Programadora Java pela Sun e como
Professional Scrum Master e Professional Scrum Product Owner
pela Scrum.org e obteve recentemente a certificação Agile Scrum
Foundation da EXIN.
• É Mestre em Ciência da Computação pela USP e graduada, também em
Ciência da Computação, pela Universidade Federal de Viçosa. Possui 16
anos de experiência profissional, sendo que durante 10 anos atuou como
professora de cursos de Graduação e de Pós-Graduação, na área de
Computação, em Campinas e em Vitória.
• Já trabalhou em projetos para empresas nacionais e internacionais como
Motorola, IBM, Votorantim Celulose e Papel (VCP), eWise,
PayWithMyBank, entre outras. Atuou também durante 7 anos como líder,
gerente de projetos de software ou como Scrum Master.
©2017 Apoema
2
Tópicos
• Reflexão Inicial
– O que é um projeto bem sucedido?
– Por que os projetos falham?
– Problemas comuns
– O que desejamos?
• O framework Scrum
– Características
– Papéis e eventos
– Por que a agilidade é importante?
3
©2017 Apoema
Reflexão
O que é um projeto
bem sucedido?
4
©2017 Apoema
Reflexão
Por que os projetos falham?
Quais são os problemas mais comuns
no desenvolvimento de projetos?
O que normalmente reduz a
produtividade, provoca atrasos ou
impede o alcance dos objetivos?
5
©2017 Apoema
Projeto
• Projeto é um esforço temporário, com um
início e um término definidos, empreendido
para criar um produto, serviço ou resultado
exclusivo, com metas estabelecidas dentro de
parâmetros de escopo, prazo, custo e
qualidade.
− PMBOK
6
©2017 Apoema
Projeto
As abordagens ágeis vão além...
e afirmam que um projeto bem
sucedido é aquele que traz resultados,
satisfaz as necessidades e agrega valor
ao negócio do cliente.
7
©2017 Apoema
Estatísticas
Fonte: Standish Group 2015 Chaos Report - Q&A with Jennifer Lynch
https://www.infoq.com/articles/standish-chaos-2015
Pesquisa incluindo 10.000 projetos ao redor do mundo.
Uma definição nova de sucesso foi considerada:
no prazo, no custo e com resultados satisfatórios.
O Standish Group possui uma base de
50.000 projetos ao redor do mundo.
8
©2017 Apoema
Fatores de Sucesso
9
©2017 Apoema
Estatísticas
10
©2017 Apoema
Estatísticas
Pesquisa considerando a definição antiga de sucesso:
no prazo, no custo e cobrindo todo o escopo.
11
©2017 Apoema
Problemas Comuns
• Falhas ou falta de comunicação:
– Requisitos incompletos ou mal definidos;
• Ausência de estabelecimento de metas;
• Falta de planejamento;
• Falta de controle/monitoramento;
• Erros nas estimativas;
• Ausência de visibilidade/previsibilidade;
12
©2017 Apoema
Problemas Comuns
• Falta de comprometimento ou de iniciativa de
membros da equipe;
• Pouco envolvimento do cliente;
• Sensação de pouco progresso por parte do cliente;
• Feedback do cliente somente no final do processo;
• Dificuldade para acomodar mudanças;
• Custo alto de mudanças.
13
©2017 Apoema
O que desejamos?
• Desenvolver projetos:
– De forma mais organizada;
– De forma mais ágil/eficiente (usando melhor os recursos);
– De forma mais planejada;
– De forma mais controlada;
– Com criatividade e inovação;
– Sabendo exatamente onde queremos chegar;
– Sabendo o que e como fazer para alcançar os nossos
objetivos;
– Alcançando os resultados/objetivos esperados.
14
©2017 Apoema
Scrum
• Framework estrutural usado para gerenciar o
desenvolvimento de produtos complexos desde o início de
1990.
• Scrum não é uma metodologia, um processo ou uma técnica
para construir produtos - é um framework dentro do qual
você pode empregar vários processos ou técnicas.
• Principal objetivo: entregar produtos com o mais alto valor
possível.
• Não é específico para a área de TI, embora seja mais
conhecido e utilizado para o desenvolvimento de software.
©2017 Apoema
15
Principais Características
Incremental e
iterativo
O Scrum emprega uma
abordagem iterativa e
incremental para
aperfeiçoar a previsibilidade
e o controle de riscos.
Há evolução do sistema a
cada iteração.
Empirismo
Scrum é fundamentado nas
teorias empíricas de
controle de processo, ou
empirismo.
O empirismo afirma que o
conhecimento vem da
experiência e de tomada de
decisões baseadas no que é
conhecido.
©2017 Apoema
16
Modelo Clássico ou em Cascata
• Modelo
sequencial
linear:
©2017 Apoema
17
Modelo Incremental e Iterativo
©2017 Apoema
18
O Framework Scrum
©2017 Apoema
19
Desenvolvimento em Ciclos
©2017 Apoema
20
Reunião de
Planejamento
Reunião Diária
...
Reunião Diária
Reunião de
Revisão
Reunião de
Retrospectiva
Reunião de
Planejamento
Reunião Diária
...
Reunião Diária
Reunião de
Revisão
Reunião de
Retrospectiva
Reunião de
Planejamento
Reunião Diária
...
Reunião Diária
Reunião de
Revisão
Reunião de
Retrospectiva
Ciclo 1 Ciclo 2 Ciclo 3
Teoria do Scrum
• Três pilares apoiam a implementação de
controle de processo empírico:
– Transparência;
– Inspeção e
– Adaptação.
©2017 Apoema
21
Papéis do Scrum
• Os papéis do Scrum são:
Product Owner
Scrum Master
Developer
(Development Team)
©2017 Apoema
22
Equipes Ágeis
• Multifuncionais;
• Auto organizadas;
• Buscam a comunicação eficaz;
• Orientadas à excelência;
– Buscam a melhoria contínua;
• Focados nos objetivos técnicos e de negócios;
• Criativas, inovadoras e motivadas;
• Comprometidas e responsáveis.
23
©2017 Apoema
Monitorando o Progresso da Sprint
©2017 Apoema
24
 O quadro de tarefas ou
quadro Kanban é utilizado
para gerenciar e monitorar
as tarefas de maneira visual,
prática e rápida.
 É importante que toda a
equipe possa a qualquer
momento ter uma visão de
como está a Sprint, o que
está em andamento, o que
ainda não foi iniciado e o
que já foi concluído.
Fonte: 03 dicas valiosas para a implantação
de métodos ágeis na sua organização. Vitor
Massari.
Kanban Board ou Quadro Kanban
©2017 Apoema
25
Burndown Chart do Jira
©2017 Apoema
26
Gráfico de Velocidade do Jira
©2017 Apoema
27
Planejado x Realizado
Pontos x Sprint
Observar se o
erro não está no
planejamento
Gráfico de Versão do Jira
©2017 Apoema
28
Por que a agilidade é importante?
• Ciclos de desenvolvimento curtos:
– Aumentam a visibilidade, a previsibilidade e o controle;
– Garantem que a inspeção e a adaptação ocorram pelo
menos a cada mês;
– Limitam o risco ao custo de um mês corrido.
Sabemos que falhas na definição dos requisitos levam ao
desenvolvimento incorreto do produto. Normalmente descobrimos
essas falhas ao recebermos o feedback do cliente.
No Scrum, as falhas são identificadas em, no máximo, 30 dias.
©2017 Apoema
29
Outras Vantagens
• Aplicar o modo de pensar ágil significa aceitar mudanças.
Devido ao modo flexível de trabalho, as Sprints e
reuniões diárias contínuas deixam espaço constante para
ajustar o produto ou para mudar o curso do projeto.
• No final, o projeto resultará em um produto de alta
qualidade que está de acordo com as necessidades do
cliente.
• A equipe ágil se organiza de tal forma que a informação é
comunicada no tempo correto a todos os
colaboradores envolvidos.
©2017 Apoema
30
O Scrum e o Mercado
• O uso de métodos ágeis como uma abordagem para
gerenciamento de projetos tem aumentado
significativamente nos últimos anos.
• Uma pesquisa do PMI (Project Management Institute)
demonstra o valor que métodos ágeis podem ter na
redução de defeitos do produto, melhorando a
produtividade da equipe, melhoria na entrega e aumento
do valor comercial.
©2017 Apoema
31
Scrum é uma forma de gerenciamento comprovada!
Outras Fontes e Referências
• Scrum Guide. The definitive guide to Scrum:
The rules of the game. 2016.
Ken Schwaber, Jeff Sutherland.
• Scrum: A arte de fazer o dobro do trabalho na
metade do tempo. Leya, 2016.
Jeff Sutherland.
• Scrum: Gestão ágil para projetos de sucesso.
Rafael Sabbagh. Casa do Código.
©2017 Apoema
32
OBRIGADA!
Ludimila Monjardim Casagrande
ludimila.casagrande@apoemacursos.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Scrum 101
Scrum 101Scrum 101
Scrum 101
beLithe
 
Scrum
ScrumScrum
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKAula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Daniela Brauner
 
A Fábrica de Aviões
A Fábrica de AviõesA Fábrica de Aviões
A Fábrica de Aviões
Leandro Faria
 
Gestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com ScrumGestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com Scrum
Igor Macaubas
 
Gestão ágil de projetos com Scrum
Gestão ágil de projetos com ScrumGestão ágil de projetos com Scrum
Gestão ágil de projetos com Scrum
Blog Eu na TI
 
Gestão de projetos
Gestão de projetosGestão de projetos
Gestão de projetos
Clayton Oliveira
 
Gestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de ProjetosGestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de Projetos
Rildo (@rildosan) Santos
 
Treinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetosTreinamento em gestão de projetos
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
Eduardo Bregaida
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
Rildo (@rildosan) Santos
 
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business AgilityFlaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
AndyBarbosa2
 
Scrum Master em ação
Scrum Master em açãoScrum Master em ação
Scrum Master em ação
Rildo (@rildosan) Santos
 
Scrum
ScrumScrum
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gerenciamento de integração de projetos
Gerenciamento de integração de projetosGerenciamento de integração de projetos
Gerenciamento de integração de projetos
Júnior Rodrigues
 
Aula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias ÁgeisAula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias Ágeis
Mauricio Cesar Santos da Purificação
 
Gestao agil de projetos
Gestao agil de projetosGestao agil de projetos
Gestao agil de projetos
Adriano Tavares
 
Aula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de ProjetosAula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de Projetos
Fernando Dantas
 
Agile scrum fundamentals
Agile scrum fundamentalsAgile scrum fundamentals
Agile scrum fundamentals
Deniz Gungor
 

Mais procurados (20)

Scrum 101
Scrum 101Scrum 101
Scrum 101
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKAula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
 
A Fábrica de Aviões
A Fábrica de AviõesA Fábrica de Aviões
A Fábrica de Aviões
 
Gestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com ScrumGestao agil de projetos com Scrum
Gestao agil de projetos com Scrum
 
Gestão ágil de projetos com Scrum
Gestão ágil de projetos com ScrumGestão ágil de projetos com Scrum
Gestão ágil de projetos com Scrum
 
Gestão de projetos
Gestão de projetosGestão de projetos
Gestão de projetos
 
Gestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de ProjetosGestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de Projetos
 
Treinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetosTreinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetos
 
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
 
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business AgilityFlaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
Flaps Model Thinking - Um voo rumo a Business Agility
 
Scrum Master em ação
Scrum Master em açãoScrum Master em ação
Scrum Master em ação
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestao De Projetos
 
Gerenciamento de integração de projetos
Gerenciamento de integração de projetosGerenciamento de integração de projetos
Gerenciamento de integração de projetos
 
Aula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias ÁgeisAula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias Ágeis
 
Gestao agil de projetos
Gestao agil de projetosGestao agil de projetos
Gestao agil de projetos
 
Aula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de ProjetosAula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de Projetos
 
Agile scrum fundamentals
Agile scrum fundamentalsAgile scrum fundamentals
Agile scrum fundamentals
 

Semelhante a Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum

Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Rosa Sampaio
 
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
Rosa Sampaio
 
[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...
[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...
[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...
ITSS Tecnologia
 
Entregando Software com Valor
Entregando Software com ValorEntregando Software com Valor
Entregando Software com Valor
Maicon Carlos Pereira
 
SGEi9 Consultoria em Gestão de Projetos
SGEi9 Consultoria em Gestão de ProjetosSGEi9 Consultoria em Gestão de Projetos
SGEi9 Consultoria em Gestão de Projetos
SGEi9 Consultoria em Gestão de Projetos
 
Treinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / ScrumTreinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / Scrum
Alessandro Rodrigues, CSM, SFC
 
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do ConhecimentoMétodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Claudia Hofart Guzzo
 
Web aula: ágil x tradicional - projetos híbridos
Web aula: ágil x tradicional - projetos híbridosWeb aula: ágil x tradicional - projetos híbridos
Web aula: ágil x tradicional - projetos híbridos
Projetos e TI
 
Processos Ágeis
Processos Ágeis Processos Ágeis
Processos Ágeis
ProfThiagoAAlves
 
Artigo sixsigma
Artigo sixsigmaArtigo sixsigma
Artigo sixsigma
Marco Fontes
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
Lisiane Morais
 
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Rafael de Oliveira
 
Paletra lean seis sigma lideranca
Paletra lean seis sigma   liderancaPaletra lean seis sigma   lideranca
Paletra lean seis sigma lideranca
Ana C S Zeferino
 
Agile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketing
Agile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketingAgile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketing
Agile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketing
MJV Technology & Innovation Brasil
 
Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012
Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012
Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012
Alejandro Olchik
 
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Agile Think® Share
 
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
André Vidal
 
Desenvolvimento ágil pensando além
Desenvolvimento ágil   pensando alémDesenvolvimento ágil   pensando além
Desenvolvimento ágil pensando além
ilegra
 
Agile explicacao 18
Agile explicacao 18Agile explicacao 18
Agile explicacao 18
Júlio Ferreira
 
Treinamento Agile Coach
Treinamento Agile CoachTreinamento Agile Coach
Treinamento Agile Coach
Silas Serpa
 

Semelhante a Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum (20)

Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
 
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
 
[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...
[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...
[APRESENTAÇÃO] SCRUM: Como Utilizar Métodos Ágeis para Conquistar Alta Produt...
 
Entregando Software com Valor
Entregando Software com ValorEntregando Software com Valor
Entregando Software com Valor
 
SGEi9 Consultoria em Gestão de Projetos
SGEi9 Consultoria em Gestão de ProjetosSGEi9 Consultoria em Gestão de Projetos
SGEi9 Consultoria em Gestão de Projetos
 
Treinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / ScrumTreinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / Scrum
 
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do ConhecimentoMétodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
 
Web aula: ágil x tradicional - projetos híbridos
Web aula: ágil x tradicional - projetos híbridosWeb aula: ágil x tradicional - projetos híbridos
Web aula: ágil x tradicional - projetos híbridos
 
Processos Ágeis
Processos Ágeis Processos Ágeis
Processos Ágeis
 
Artigo sixsigma
Artigo sixsigmaArtigo sixsigma
Artigo sixsigma
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
 
Paletra lean seis sigma lideranca
Paletra lean seis sigma   liderancaPaletra lean seis sigma   lideranca
Paletra lean seis sigma lideranca
 
Agile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketing
Agile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketingAgile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketing
Agile Marketing - Descubra como aumentar os resultados do seu time de marketing
 
Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012
Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012
Sofware Kaizen - Aceleradora Ágil - Apresentacao agile brazil 2012
 
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
 
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
Cursos Agile Think - Feature Driven Development (FDD) - 4/4
 
Desenvolvimento ágil pensando além
Desenvolvimento ágil   pensando alémDesenvolvimento ágil   pensando além
Desenvolvimento ágil pensando além
 
Agile explicacao 18
Agile explicacao 18Agile explicacao 18
Agile explicacao 18
 
Treinamento Agile Coach
Treinamento Agile CoachTreinamento Agile Coach
Treinamento Agile Coach
 

Mais de Ludimila Monjardim Casagrande

POO - 23 - Coleções da API do Java
POO -  23 - Coleções da API do Java POO -  23 - Coleções da API do Java
POO - 23 - Coleções da API do Java
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 22 - Tratamento de Exceções em Java
POO - 22 - Tratamento de Exceções em JavaPOO - 22 - Tratamento de Exceções em Java
POO - 22 - Tratamento de Exceções em Java
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 21 - Java e Banco de Dados
POO - 21 - Java e Banco de DadosPOO - 21 - Java e Banco de Dados
POO - 21 - Java e Banco de Dados
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 20 - Wrapper Classes
POO - 20 - Wrapper ClassesPOO - 20 - Wrapper Classes
POO - 20 - Wrapper Classes
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 19 - Elementos Estáticos
POO - 19 - Elementos EstáticosPOO - 19 - Elementos Estáticos
POO - 19 - Elementos Estáticos
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de Métodos
POO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de MétodosPOO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de Métodos
POO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de Métodos
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 17 - Interfaces
POO - 17 - InterfacesPOO - 17 - Interfaces
POO - 17 - Interfaces
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 16 - Polimorfismo
POO - 16 - PolimorfismoPOO - 16 - Polimorfismo
POO - 16 - Polimorfismo
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 15 - Passagem de Argumentos
POO - 15 - Passagem de ArgumentosPOO - 15 - Passagem de Argumentos
POO - 15 - Passagem de Argumentos
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 14 - Vetores
POO - 14 - VetoresPOO - 14 - Vetores
POO - 14 - Vetores
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 13 - Arrays em Java
POO - 13 - Arrays em JavaPOO - 13 - Arrays em Java
POO - 13 - Arrays em Java
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 12 - A Classe Object
POO - 12 - A Classe ObjectPOO - 12 - A Classe Object
POO - 12 - A Classe Object
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 11 - Prática de Herança
POO - 11 - Prática de HerançaPOO - 11 - Prática de Herança
POO - 11 - Prática de Herança
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 10 - Herança
POO - 10 - HerançaPOO - 10 - Herança
POO - 10 - Herança
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 09 - Entradas e Saídas em Java
POO - 09 - Entradas e Saídas em JavaPOO - 09 - Entradas e Saídas em Java
POO - 09 - Entradas e Saídas em Java
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 08 - Prática de Encapsulamento
POO - 08 - Prática de EncapsulamentoPOO - 08 - Prática de Encapsulamento
POO - 08 - Prática de Encapsulamento
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 07 - Operadores do Java
POO - 07 - Operadores do  JavaPOO - 07 - Operadores do  Java
POO - 07 - Operadores do Java
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 05 - Ambiente de Desenvolvimento
POO - 05 - Ambiente de DesenvolvimentoPOO - 05 - Ambiente de Desenvolvimento
POO - 05 - Ambiente de Desenvolvimento
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 04 - Variávies em Java
POO - 04 - Variávies em JavaPOO - 04 - Variávies em Java
POO - 04 - Variávies em Java
Ludimila Monjardim Casagrande
 
POO - 06 - Encapsulamento
POO - 06 - EncapsulamentoPOO - 06 - Encapsulamento
POO - 06 - Encapsulamento
Ludimila Monjardim Casagrande
 

Mais de Ludimila Monjardim Casagrande (20)

POO - 23 - Coleções da API do Java
POO -  23 - Coleções da API do Java POO -  23 - Coleções da API do Java
POO - 23 - Coleções da API do Java
 
POO - 22 - Tratamento de Exceções em Java
POO - 22 - Tratamento de Exceções em JavaPOO - 22 - Tratamento de Exceções em Java
POO - 22 - Tratamento de Exceções em Java
 
POO - 21 - Java e Banco de Dados
POO - 21 - Java e Banco de DadosPOO - 21 - Java e Banco de Dados
POO - 21 - Java e Banco de Dados
 
POO - 20 - Wrapper Classes
POO - 20 - Wrapper ClassesPOO - 20 - Wrapper Classes
POO - 20 - Wrapper Classes
 
POO - 19 - Elementos Estáticos
POO - 19 - Elementos EstáticosPOO - 19 - Elementos Estáticos
POO - 19 - Elementos Estáticos
 
POO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de Métodos
POO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de MétodosPOO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de Métodos
POO - 18 - Sobrecarga e Sobreposição de Métodos
 
POO - 17 - Interfaces
POO - 17 - InterfacesPOO - 17 - Interfaces
POO - 17 - Interfaces
 
POO - 16 - Polimorfismo
POO - 16 - PolimorfismoPOO - 16 - Polimorfismo
POO - 16 - Polimorfismo
 
POO - 15 - Passagem de Argumentos
POO - 15 - Passagem de ArgumentosPOO - 15 - Passagem de Argumentos
POO - 15 - Passagem de Argumentos
 
POO - 14 - Vetores
POO - 14 - VetoresPOO - 14 - Vetores
POO - 14 - Vetores
 
POO - 13 - Arrays em Java
POO - 13 - Arrays em JavaPOO - 13 - Arrays em Java
POO - 13 - Arrays em Java
 
POO - 12 - A Classe Object
POO - 12 - A Classe ObjectPOO - 12 - A Classe Object
POO - 12 - A Classe Object
 
POO - 11 - Prática de Herança
POO - 11 - Prática de HerançaPOO - 11 - Prática de Herança
POO - 11 - Prática de Herança
 
POO - 10 - Herança
POO - 10 - HerançaPOO - 10 - Herança
POO - 10 - Herança
 
POO - 09 - Entradas e Saídas em Java
POO - 09 - Entradas e Saídas em JavaPOO - 09 - Entradas e Saídas em Java
POO - 09 - Entradas e Saídas em Java
 
POO - 08 - Prática de Encapsulamento
POO - 08 - Prática de EncapsulamentoPOO - 08 - Prática de Encapsulamento
POO - 08 - Prática de Encapsulamento
 
POO - 07 - Operadores do Java
POO - 07 - Operadores do  JavaPOO - 07 - Operadores do  Java
POO - 07 - Operadores do Java
 
POO - 05 - Ambiente de Desenvolvimento
POO - 05 - Ambiente de DesenvolvimentoPOO - 05 - Ambiente de Desenvolvimento
POO - 05 - Ambiente de Desenvolvimento
 
POO - 04 - Variávies em Java
POO - 04 - Variávies em JavaPOO - 04 - Variávies em Java
POO - 04 - Variávies em Java
 
POO - 06 - Encapsulamento
POO - 06 - EncapsulamentoPOO - 06 - Encapsulamento
POO - 06 - Encapsulamento
 

Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum

  • 2. Apresentação • Ludimila Monjardim Casagrande, fundadora da Apoema Cursos, é Empreteca, certificada como Programadora Java pela Sun e como Professional Scrum Master e Professional Scrum Product Owner pela Scrum.org e obteve recentemente a certificação Agile Scrum Foundation da EXIN. • É Mestre em Ciência da Computação pela USP e graduada, também em Ciência da Computação, pela Universidade Federal de Viçosa. Possui 16 anos de experiência profissional, sendo que durante 10 anos atuou como professora de cursos de Graduação e de Pós-Graduação, na área de Computação, em Campinas e em Vitória. • Já trabalhou em projetos para empresas nacionais e internacionais como Motorola, IBM, Votorantim Celulose e Papel (VCP), eWise, PayWithMyBank, entre outras. Atuou também durante 7 anos como líder, gerente de projetos de software ou como Scrum Master. ©2017 Apoema 2
  • 3. Tópicos • Reflexão Inicial – O que é um projeto bem sucedido? – Por que os projetos falham? – Problemas comuns – O que desejamos? • O framework Scrum – Características – Papéis e eventos – Por que a agilidade é importante? 3 ©2017 Apoema
  • 4. Reflexão O que é um projeto bem sucedido? 4 ©2017 Apoema
  • 5. Reflexão Por que os projetos falham? Quais são os problemas mais comuns no desenvolvimento de projetos? O que normalmente reduz a produtividade, provoca atrasos ou impede o alcance dos objetivos? 5 ©2017 Apoema
  • 6. Projeto • Projeto é um esforço temporário, com um início e um término definidos, empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo, com metas estabelecidas dentro de parâmetros de escopo, prazo, custo e qualidade. − PMBOK 6 ©2017 Apoema
  • 7. Projeto As abordagens ágeis vão além... e afirmam que um projeto bem sucedido é aquele que traz resultados, satisfaz as necessidades e agrega valor ao negócio do cliente. 7 ©2017 Apoema
  • 8. Estatísticas Fonte: Standish Group 2015 Chaos Report - Q&A with Jennifer Lynch https://www.infoq.com/articles/standish-chaos-2015 Pesquisa incluindo 10.000 projetos ao redor do mundo. Uma definição nova de sucesso foi considerada: no prazo, no custo e com resultados satisfatórios. O Standish Group possui uma base de 50.000 projetos ao redor do mundo. 8 ©2017 Apoema
  • 11. Estatísticas Pesquisa considerando a definição antiga de sucesso: no prazo, no custo e cobrindo todo o escopo. 11 ©2017 Apoema
  • 12. Problemas Comuns • Falhas ou falta de comunicação: – Requisitos incompletos ou mal definidos; • Ausência de estabelecimento de metas; • Falta de planejamento; • Falta de controle/monitoramento; • Erros nas estimativas; • Ausência de visibilidade/previsibilidade; 12 ©2017 Apoema
  • 13. Problemas Comuns • Falta de comprometimento ou de iniciativa de membros da equipe; • Pouco envolvimento do cliente; • Sensação de pouco progresso por parte do cliente; • Feedback do cliente somente no final do processo; • Dificuldade para acomodar mudanças; • Custo alto de mudanças. 13 ©2017 Apoema
  • 14. O que desejamos? • Desenvolver projetos: – De forma mais organizada; – De forma mais ágil/eficiente (usando melhor os recursos); – De forma mais planejada; – De forma mais controlada; – Com criatividade e inovação; – Sabendo exatamente onde queremos chegar; – Sabendo o que e como fazer para alcançar os nossos objetivos; – Alcançando os resultados/objetivos esperados. 14 ©2017 Apoema
  • 15. Scrum • Framework estrutural usado para gerenciar o desenvolvimento de produtos complexos desde o início de 1990. • Scrum não é uma metodologia, um processo ou uma técnica para construir produtos - é um framework dentro do qual você pode empregar vários processos ou técnicas. • Principal objetivo: entregar produtos com o mais alto valor possível. • Não é específico para a área de TI, embora seja mais conhecido e utilizado para o desenvolvimento de software. ©2017 Apoema 15
  • 16. Principais Características Incremental e iterativo O Scrum emprega uma abordagem iterativa e incremental para aperfeiçoar a previsibilidade e o controle de riscos. Há evolução do sistema a cada iteração. Empirismo Scrum é fundamentado nas teorias empíricas de controle de processo, ou empirismo. O empirismo afirma que o conhecimento vem da experiência e de tomada de decisões baseadas no que é conhecido. ©2017 Apoema 16
  • 17. Modelo Clássico ou em Cascata • Modelo sequencial linear: ©2017 Apoema 17
  • 18. Modelo Incremental e Iterativo ©2017 Apoema 18
  • 20. Desenvolvimento em Ciclos ©2017 Apoema 20 Reunião de Planejamento Reunião Diária ... Reunião Diária Reunião de Revisão Reunião de Retrospectiva Reunião de Planejamento Reunião Diária ... Reunião Diária Reunião de Revisão Reunião de Retrospectiva Reunião de Planejamento Reunião Diária ... Reunião Diária Reunião de Revisão Reunião de Retrospectiva Ciclo 1 Ciclo 2 Ciclo 3
  • 21. Teoria do Scrum • Três pilares apoiam a implementação de controle de processo empírico: – Transparência; – Inspeção e – Adaptação. ©2017 Apoema 21
  • 22. Papéis do Scrum • Os papéis do Scrum são: Product Owner Scrum Master Developer (Development Team) ©2017 Apoema 22
  • 23. Equipes Ágeis • Multifuncionais; • Auto organizadas; • Buscam a comunicação eficaz; • Orientadas à excelência; – Buscam a melhoria contínua; • Focados nos objetivos técnicos e de negócios; • Criativas, inovadoras e motivadas; • Comprometidas e responsáveis. 23 ©2017 Apoema
  • 24. Monitorando o Progresso da Sprint ©2017 Apoema 24  O quadro de tarefas ou quadro Kanban é utilizado para gerenciar e monitorar as tarefas de maneira visual, prática e rápida.  É importante que toda a equipe possa a qualquer momento ter uma visão de como está a Sprint, o que está em andamento, o que ainda não foi iniciado e o que já foi concluído. Fonte: 03 dicas valiosas para a implantação de métodos ágeis na sua organização. Vitor Massari.
  • 25. Kanban Board ou Quadro Kanban ©2017 Apoema 25
  • 26. Burndown Chart do Jira ©2017 Apoema 26
  • 27. Gráfico de Velocidade do Jira ©2017 Apoema 27 Planejado x Realizado Pontos x Sprint Observar se o erro não está no planejamento
  • 28. Gráfico de Versão do Jira ©2017 Apoema 28
  • 29. Por que a agilidade é importante? • Ciclos de desenvolvimento curtos: – Aumentam a visibilidade, a previsibilidade e o controle; – Garantem que a inspeção e a adaptação ocorram pelo menos a cada mês; – Limitam o risco ao custo de um mês corrido. Sabemos que falhas na definição dos requisitos levam ao desenvolvimento incorreto do produto. Normalmente descobrimos essas falhas ao recebermos o feedback do cliente. No Scrum, as falhas são identificadas em, no máximo, 30 dias. ©2017 Apoema 29
  • 30. Outras Vantagens • Aplicar o modo de pensar ágil significa aceitar mudanças. Devido ao modo flexível de trabalho, as Sprints e reuniões diárias contínuas deixam espaço constante para ajustar o produto ou para mudar o curso do projeto. • No final, o projeto resultará em um produto de alta qualidade que está de acordo com as necessidades do cliente. • A equipe ágil se organiza de tal forma que a informação é comunicada no tempo correto a todos os colaboradores envolvidos. ©2017 Apoema 30
  • 31. O Scrum e o Mercado • O uso de métodos ágeis como uma abordagem para gerenciamento de projetos tem aumentado significativamente nos últimos anos. • Uma pesquisa do PMI (Project Management Institute) demonstra o valor que métodos ágeis podem ter na redução de defeitos do produto, melhorando a produtividade da equipe, melhoria na entrega e aumento do valor comercial. ©2017 Apoema 31 Scrum é uma forma de gerenciamento comprovada!
  • 32. Outras Fontes e Referências • Scrum Guide. The definitive guide to Scrum: The rules of the game. 2016. Ken Schwaber, Jeff Sutherland. • Scrum: A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo. Leya, 2016. Jeff Sutherland. • Scrum: Gestão ágil para projetos de sucesso. Rafael Sabbagh. Casa do Código. ©2017 Apoema 32