SlideShare uma empresa Scribd logo
QUESTÕES DO PRÉ-SAL
             PERGUNTAS & RESPOSTAS




A camada do pré-sal já foi manchete,
polêmica e até bandeira da próxima
campanha presidencial. Apesar dos
bilhões   de   barris    de   petróleo
alardeados pelo governo, que estão
supostamente       encobertos      por
espessas camadas de sal abaixo do
leito do mar brasileiro, muito do que
se falou até hoje são meras
conjecturas.

O que realmente significa o pré-sal para o país? Como essa riqueza
será explorada? Quais são as garantias de que a extração de
petróleo nessas áreas é um bom investimento? Essas e outras
respostas irão ajudar você a entender a questão.
02        allencar rodriguez



     1. O que é o pré-sal e onde ele está situado?
     2. Qual é o potencial de exploração de pré-sal no Brasil?
     3. Quanto representa esse potencial em nível mundial?
     4. Como o Brasil vai explorar essa riqueza?
     5. Quanto deverá custar o projeto?
     6. Há alguma garantia que justifique o investimento?
     7. Quais são os riscos desse investimento?
     8. Onde será usado o dinheiro obtido com a exploração?
     9. O que acontecerá com os contratos de concessão do local já licitados e
     assinados?



1. O que é o pré-sal e onde ele está situado?

  É uma porção do subsolo que se encontra sob uma camada de sal situada
alguns quilômetros abaixo do leito do mar. Acredita-se que a camada do pré-sal,
formada há 150 milhões de anos, possui grandes reservatórios de óleo leve (de
melhor qualidade e que produz petróleo mais fino). De acordo com os resultados
obtidos através de perfurações de poços, as rochas do pré-sal se estendem por
800 quilômetros do litoral brasileiro, desde Santa Catarina até o Espírito Santo, e
chegam a atingir até 200 quilômetros de largura.


2. Qual é o potencial de exploração de pré-sal no Brasil?

   Estima-se que a camada do pré-sal contenha o equivalente a cerca de 1,6
trilhão de metros cúbicos de gás e óleo. O número supera em mais de cinco
vezes as reservas atuais do país. Só no campo de Tupi (porção fluminense da
Bacia de Santos), haveria cerca de 10 bilhões de barris de petróleo, o suficiente
para elevar as reservas de petróleo e gás da Petrobras em até 60%.



3. Quanto representa esse potencial em nível mundial?

  Caso a expectativa seja confirmada, o Brasil ficaria entre os seis países que
possuem as maiores reservas de petróleo do mundo, atrás somente de Arábia
Saudita, Irã, Iraque, Kuwait e Emirados Árabes.
artigo de opinião - pré-sal                          03

4. Como o Brasil vai explorar essa riqueza?

  A grande polêmica está justamente na tecnologia que será necessária para a
extração. O Brasil ainda não dispõe de recursos necessários para retirar o óleo de
camadas tão profundas e terá que alugar ou comprar de outros países. O campo
de Tupi, por exemplo, se encontra a 300 quilômetros do litoral, a uma
profundidade de 7.000 metros e sob 2.000 metros de sal. É de lá e dos blocos
contíguos que o governo espera que vá jorrar 10 bilhões de barris de petróleo.


5. Quanto deverá custar o projeto?

   Devido à falta de informações sobre os campos, ainda é muito cedo para se ter
uma estimativa concreta de custos. No entanto, alguns estudos já dão uma ideia
do tamanho do desafio. Uma pesquisa elaborada pelo banco USB Pactual, por
exemplo, diz que seriam necessários 600 bilhões de dólares (45% do produto
interno bruto brasileiro) para extrair os 50 bilhões de barris estimados para os
blocos de exploração de Tupi, Júpiter e Pão de Açúcar (apenas 13% da área do
pré-sal). A Petrobras já é mais modesta em suas previsões. Para a companhia, o
custo até se aproxima dos 600 bilhões de dólares, mas engloba as seis áreas já
licitadas em que é a operadora: Tupi e Iara, Bem-Te-Vi, Carioca e Guará, Parati,
Júpiter e Carambá.


6. Há alguma garantia que justifique o investimento?

  Testes realizados pela Petrobras em maio e junho deste ano mostraram que
ainda não estão totalmente superados os desafios tecnológicos para explorar a
nova riqueza. A produção no bloco de Tupi ficou abaixo dos 15.000 barris de
petróleo que a Petrobras esperava extrair por dia durante o teste de longa
duração.


7. Quais são os riscos desse investimento?

Fora o risco de não haver os alardeados bilhões de barris de petróleo no pré-sal,
a Petrobras ainda poderá enfrentar outros problemas. Existe a chance de a
rocha-reservatório, que armazena o petróleo e os gás em seus poros, não se
prestar à produção em larga escala a longo prazo com a tecnologia existente
hoje. Como a rocha geradora de petróleo em Tupi possui uma formação
heterogênea, talvez também sejam necessárias tecnologias distintas em cada
parte do campo. Além disso, há o receio de que a alta concentração de dióxido
de carbono presente no petróleo do local possa danificar as instalações.
04         allencar rodriguez


8. Onde será usado o dinheiro obtido com a exploração?

  Os recursos obtidos pela União com a renda do petróleo serão destinados ao
Novo Fundo Social (NFS), que realizará investimentos no Brasil e no exterior com
o objetivo de evitar a chamada "doença holandesa", quando o excessivo ingresso
de moeda estrangeira gera forte apreciação cambial, enfraquecendo o setor
industrial. De acordo com o governo federal, a implantação deste fundo será
articulada com uma política industrial voltada as áreas de petróleo e gás natural,
criando uma cadeia de fornecedores de bens e serviços nas indústrias de
petróleo, refino e petroquímico. Parte das receitas oriundas dos investimentos do
fundo irá retornar à União, que aplicará os recursos em programas de combate à
pobreza, em inovação científica e tecnológica e em educação.



9. O que acontecerá com os contratos de concessão do local já licitados e
assinados?

Embora tenha inicialmente se falado na desapropriação de blocos já licitados na
camada do pré-sal, o governo já anunciou que serão garantidos os resultados
dos leilões anteriores e honrados os contratos firmados. Porém, não haverá mais
concessão de novos blocos à iniciativa privada ou à Petrobrás na área do pré-sal.
Ao invés disso, será adotado o regime de partilha de produção, com a criação de
uma empresa estatal, mas não operacional, para gerir os contratos de
exploração.

REFLEXÃO:


  A descoberta do pré-sal torna o Brasil uns dos 8 países com as maiores reservas do
mundo, isso provavelmente vai fazer que o Brasil entre para a OPEP, com isso a
visibilidade do Brasil, vai aumentar muito, por isso teremos que investir mais em forças
armadas, para aumentar a dissuasão, ou seja, para que os outros países percebam que
uma tentativa de roubar essas riquezas pode custar caro, ainda mais porque elas estão
algumas vezes fora dos limites das águas continentais brasileiras, e nada impede que
outro país reclame os recursos.


  O outro motivo é a questão ambiental, afinal o país já deveria ter evoluído para parar
de queimar combustíveis fosseis, e de fato o pré-sal vai ser queimado, o que pode fazer
que o Brasil invista menos em combustíveis renováveis, já que temos um grande
potencial nesse tipo de energia também. Mas não podemos esquecer que o petróleo não
é necessariamente poluente, e 50% dos produtos que consumimos tem algum
componente(embalagem, etc) que são feitos a partir dos derivados do petróleo.
artigo de opinião - pré-sal                               05


  O que causa o problema principal é queimar o petróleo, não reciclar produtos
(plásticos, pneus, etc). o petróleo é um recurso de muito valor, não só pela energia, ele
pode ser utilizado para fazer fertilizantes, plásticos, remédios, e muitos outros produtos
essenciais, então, nem tudo isso pode ser substituído com facilidade.



              Pré-sal é colocado em cheque por questões ambientais

          Especialistas ficam divididos entre riqueza e sustentabilidade

   Quando anunciada a descoberta das reservas petrolíferas a milhares de quilômetros de
distância da superfície, as Bacias de Campos e de Santos tornaram-se uma grande
promessa para geração de riqueza e de energia para o Brasil. O governo utilizou a
descoberta como bandeira política, frisando as novas gerações de emprego e a elevação
do Brasil como potência petrolífera. Entretanto, pouco se tem falado sobre os impactos
ambientais e as possíveis conseqüências negativas que a exploração pode ocasionar.
   O principal problema gerado pela exploração seria a transferência de uma grande
quantidade de carbono, retida por milhões de anos, da camada pré-sal para a superfície.
Tal fato contribuiria com o aumento do efeito estufa e as mudanças climáticas no
planeta. Além dos impactos causados pela extração, o consumo de combustível fóssil
pelos meios de transporte é conhecido como um dos principais canais de poluição
atmosférica, devido à emissão de gás carbônico.
   Segundo o geógrafo e professor Jules Marcelo Soto, da Universidade Vale do Itajaí
(Univali – Santa Catarina), o investimento do Brasil na prospecção do Pré-sal entra em
contra-senso com as questões de sustentabilidade em pauta. Isso porque, enquanto o
mundo está buscando alternativas energéticas, o Brasil passa a defender o petróleo
como algo fundamental e prioritário.
Por outro lado, as reservas de petróleo do Pré-sal (também conhecido como Subsal)
elevarão o país como uma potência petrolífera de destaque internacional. O país, além
de gerar novos postos de empregos, será auto-suficiente na produção de combustíveis
fósseis e vai lucrar amplamente com a venda de barris a um preço relativamente caro.
   Para o Brasil, explorar essa nova fonte será um desafio, já que quase toda a
tecnologia envolvida é nova, experimental ou ainda nem foi desenvolvida. Segundo o
economista Pedro Addler, a exploração na camada Pré-sal incentivará o investimento em
novas pesquisas. “O Brasil buscará novos profissionais formados e capacitados para
desenvolverem tecnologias inovadoras de exploração, contribuindo para a geração de
riquezas para o país”, afirma o economista, que mesmo apoiando o projeto, não
descarta os impactos ambientais previstos.
06           allencar rodriguez



  DE  POSSE    DESSE   CONHECIMENTO    –   SIGA OS
PROCEDIMENTOS ABAIXO E TENTE CONSTRUIR UMA REDAÇÃO
DO GÊNERO ARTIGO DE OPINIÃO CONFORME SEGUE:


 ARTIGO DE OPINIÃO

 ◊ Texto que expõe o posicionamento do autor diante de um assunto. Esse
 posicionamento e fundamentado em argumentos diante de seu PONTO de VISTA. A
 característica desse texto opinativo é o da PERSUASÃO numa linguagem objetiva
 onde aparecem os contextos imperativos do tipo (exija – ajude – favoreça –
 faça). O Artigo de Opinião geralmente é escrito em primeira pessoa, pois o texto
 detém marcas pessoais do autor. Portanto, o artigo de opinião tem a intenção de
 convencer     seus   interlocutores   e   para   isso   precisa   apresentar   argumentos
 convincentes fundamentados em dados verdadeiros e opiniões verdadeiras.

 Para produzir um artigo de opinião siga as orientações abaixo:

 ◊ Após a leitura do texto fonte (que pode ser uma notícia de jornal, revista, etc.)
 faça um projeto de texto contextualizando suas opiniões e seus argumentos
 (OPAR). Fundamente seu ponto de vista de acordo com o propósito pedido nas
 instruções da prova.
 ◊ Na construção textual, leve em consideração o interlocutor, isto é, use uma
 linguagem adequada a quem irá ler à sua opinião. Contudo, a linguagem deve ser
 direta, incisiva, enérgica e convincente.
 ◊ Escolha os argumentos que são inerentes ao propósito da proposta do texto a
 ser produzido.
 ◊ Ao iniciar o texto construa um enunciado expressando a idéia central do texto o
 qual você vai defender com a expressão de suas opiniões e as argumentações.
 ◊ Na conclusão de seu texto trabalhe o mesmo contexto da redação argumentativa
 o qual você está habituado. Isto é, articule a sua linha de pensamento
 argumentativa em função do propósito do texto pedido.
 ◊ Crie um título que desperte a curiosidade do leitor fazendo uso da linguagem
 imperativa.
artigo de opinião - pré-sal                             07




TEXTO 1


  Coloque-se na posição de um autoridade do setor de energia que foi
convidado(a) por um importante jornal de grande circulação do país a escrever um
artigo de opinião com base na leitura do texto abaixo. Seu texto deverá,
necessariamente:

a) Indicar    dois (2) argumentos presentes no texto contrário à idéia da
exploração   do pré-sal
e
b) Indicar    dois (2) argumentos presentes no texto favorável à idéia da
exploração   do pré-sal.

O pré-sal do Brasil


  O pré-sal tem sido alvo de muitos debates entre os políticos governantes de
diversos países. A grande quantidade de petróleo encontrados em alguns estados
pode colocar o Brasil na lista dos maiores produtores e exportadores de petróleo do
mundo. A camada pré-sal é um gigantesco reservatório de Petróleo e gás natural,
localizado nas Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo (região litorânea entre os
estados de Santa Catarina e o Espírito Santo). Estas reservas estão localizadas
abaixo da camada de sal (que podem ter até 2 km de espessura). Portanto, se
localizam de 5 a 7 mil metros abaixo do nível do mar.


  Ainda não se sabe a quantidade total de petróleo e gás natural contidos na
camada pré-sal, sabe-se apenas que em poucos lugares no mundo a quantidade é
encontrada. No Campo de Tupi, por exemplo, estima-se que as reservas são de 5 a
8 bilhões de barris de petróleo. Acredita-se que, somente por volta de 2016, estas
reservas estejam sendo exploradas em larga escala. Enquanto isso, o governo
brasileiro começa a discutir o modelo de exploração que será aplicado. Em
setembro de 2008, a Petrobras, através da plataforma P-34 no Campo de Jubarte,
começou a explorar petróleo da camada pré-sal em quantidade reduzida.
08         allencar rodriguez



   Essa grande quantidade de petróleo, já chamou a atenção de outros países,
 como os EUA por exemplo. Entre os dias 19 e 20 de março o Brasil receberá a visita
 do Presidente americano Barack Obama, que terá como interesse favorecer as
 empresas americanas de extração de petróleo instaladas no Brasil, principalmente
 aquelas que fornecem equipamentos para os setores de petróleo e infraestrutura. A
 GE, por exemplo, um dos maiores conglomerados americanos, já fechou acordo
 com a Presidente     Dilma, em Brasília, onde      o grupo    americano   anunciou
 investimentos de R$ 550 milhões nos próximos dois anos no Brasil e que prevê
 “aumentar” as suas relações com a Petrobras.


   Ainda existem divergências entre os Governadores dos estados na partilha do
 pré-sal, mas alguns deles já demonstram disposto a dividirem em quantidade maior
 os lucros com o pré-sal, como o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande
 que procurou o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN) onde Casa
 Grande pediu apoio para a aprovação do projeto de lei que divide os royalties do
 petróleo da camada pré-sal entre todos os estados e municípios brasileiros.


   Nos próximos anos o Brasil crescerá muito, resta agora esperar e ver como os
 lucros do pré-sal poderão ser bem investidos em áreas ainda muito necessitadas
 como educação, saúde e segurança


                                       Adaptado de mundohoje.com.br, 25/02/2011
COME TO THIS HOUSE AND BRING EVERY PEOPLE
        WWW.KATCAVERNUM.COM.BR
   WWW.KATCAVERNUM.COM.BR/AVALLON
     WWW.TWITTER.COM/KATCAVERNUM
 WWW.SLIDESHARE.COM ALLENCAR RODRIGUEZ
      FACEBOOK: ALLENCAR RODRIGUEZ
     FACEBOOK: S.O.S BARÃO GERALDO
       GOOGLE: ALLENCAR RODRIGUEZ

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

14h40 marcio remedio 23 08 leme
14h40 marcio remedio 23 08 leme 14h40 marcio remedio 23 08 leme
14h40 marcio remedio 23 08 leme
slides-mci
 
09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea
09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea
09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea
slides-mci
 
Petróleo no brasil
Petróleo no brasilPetróleo no brasil
Petróleo no brasil
Salageo Cristina
 
Petrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-Sal
Petrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-SalPetrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-Sal
Petrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-Sal
Palácio do Planalto
 
6 11-2012-geopolitica-do-petroleo
6 11-2012-geopolitica-do-petroleo6 11-2012-geopolitica-do-petroleo
6 11-2012-geopolitica-do-petroleo
Alexandre Quadrado
 
01 Aula a História do Petróleo no Brasil
01 Aula a História do Petróleo no Brasil01 Aula a História do Petróleo no Brasil
01 Aula a História do Petróleo no Brasil
Homero Alves de Lima
 
Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio
Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio
Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio
Salageo Cristina
 
Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...
Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...
Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...
Cléber Figueiredo Beda de Ávila
 
Encontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleo
Encontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleoEncontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleo
Encontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleo
Bruno Pereira Marques
 
Perspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 Resumido
Perspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 ResumidoPerspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 Resumido
Perspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 Resumido
Aloizio Mercadante
 
RIO OIL & GAS
RIO OIL & GASRIO OIL & GAS
RIO OIL & GAS
André Luiz Bernardes
 
Petróleo e Gás - Etec de Suzano
Petróleo e Gás - Etec de SuzanoPetróleo e Gás - Etec de Suzano
Petróleo e Gás - Etec de Suzano
Elcio Almeida
 
11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás
11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás
11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás
ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis
 
Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...
Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...
Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...
ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis
 
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à Petrobras
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à PetrobrasColuna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à Petrobras
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à Petrobras
Júlia Dutra
 
Marco Regulatório do Pré-sal -
Marco Regulatório do Pré-sal -Marco Regulatório do Pré-sal -
Marco Regulatório do Pré-sal -
Palácio do Planalto
 
09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea
09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea
09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea
slides-mci
 
Rodadas de Licitação 2017
Rodadas de Licitação 2017Rodadas de Licitação 2017
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Petrobras
 
A Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do PetróleoA Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do Petróleo
Léo Miranda
 

Mais procurados (20)

14h40 marcio remedio 23 08 leme
14h40 marcio remedio 23 08 leme 14h40 marcio remedio 23 08 leme
14h40 marcio remedio 23 08 leme
 
09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea
09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea
09h10 mr elaine petersohn 22 08 pedra da gavea
 
Petróleo no brasil
Petróleo no brasilPetróleo no brasil
Petróleo no brasil
 
Petrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-Sal
Petrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-SalPetrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-Sal
Petrobras produz 500 mil barris diários de petróleo do Pré-Sal
 
6 11-2012-geopolitica-do-petroleo
6 11-2012-geopolitica-do-petroleo6 11-2012-geopolitica-do-petroleo
6 11-2012-geopolitica-do-petroleo
 
01 Aula a História do Petróleo no Brasil
01 Aula a História do Petróleo no Brasil01 Aula a História do Petróleo no Brasil
01 Aula a História do Petróleo no Brasil
 
Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio
Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio
Vamos falar de petróleo, aula de geografia para alunos de ensino médio
 
Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...
Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...
Petróleo no Brasil - Do inicio da exploração até o novo marco regulatório do ...
 
Encontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleo
Encontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleoEncontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleo
Encontros interdisciplinares da fcsh geopolitica do petroleo
 
Perspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 Resumido
Perspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 ResumidoPerspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 Resumido
Perspectivas Economia Petróleo - Outubro 2009 Resumido
 
RIO OIL & GAS
RIO OIL & GASRIO OIL & GAS
RIO OIL & GAS
 
Petróleo e Gás - Etec de Suzano
Petróleo e Gás - Etec de SuzanoPetróleo e Gás - Etec de Suzano
Petróleo e Gás - Etec de Suzano
 
11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás
11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás
11ª Rodada de Licitações para exploração & produção de óleo e gás
 
Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...
Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...
Perspectivas para o Gás Natural e o Plano Plurianual de Geologia & Geofísica ...
 
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à Petrobras
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à PetrobrasColuna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à Petrobras
Coluna do Senador Aécio Neves da Folha - De volta à Petrobras
 
Marco Regulatório do Pré-sal -
Marco Regulatório do Pré-sal -Marco Regulatório do Pré-sal -
Marco Regulatório do Pré-sal -
 
09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea
09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea
09h10 marcelo simas 23 09 pedra da gavea
 
Rodadas de Licitação 2017
Rodadas de Licitação 2017Rodadas de Licitação 2017
Rodadas de Licitação 2017
 
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
 
A Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do PetróleoA Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do Petróleo
 

Destaque

Proposta de artigo de opinião
Proposta de artigo de opiniãoProposta de artigo de opinião
Proposta de artigo de opinião
ma.no.el.ne.ves
 
O artigo de opinião
O artigo de opiniãoO artigo de opinião
O artigo de opinião
ma.no.el.ne.ves
 
Modelo pré-projeto de monografia
Modelo pré-projeto de monografiaModelo pré-projeto de monografia
Modelo pré-projeto de monografia
Wagner Cipri
 
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
Kátia Silva da Costa
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
7 de Setembro
 
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opiniãoDiferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Elaine Maia
 
Como escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opiniãoComo escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opinião
Cícero Nogueira
 

Destaque (7)

Proposta de artigo de opinião
Proposta de artigo de opiniãoProposta de artigo de opinião
Proposta de artigo de opinião
 
O artigo de opinião
O artigo de opiniãoO artigo de opinião
O artigo de opinião
 
Modelo pré-projeto de monografia
Modelo pré-projeto de monografiaModelo pré-projeto de monografia
Modelo pré-projeto de monografia
 
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
 
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opiniãoDiferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
 
Como escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opiniãoComo escrever artigos de opinião
Como escrever artigos de opinião
 

Semelhante a Unicamp 2 vestibular 2012 - prática de redação - gênero artigo de opinião - tema pré-sal

1234
12341234
1234
12341234
Pré-Sal
Pré-SalPré-Sal
Pré-Sal
elismarasouza
 
Pré sal presente futuro
Pré sal presente futuroPré sal presente futuro
Pré sal presente futuro
marcosbellacruz
 
Petroleo e gas
Petroleo e gasPetroleo e gas
Apresentação pré sal
Apresentação pré salApresentação pré sal
Apresentação pré sal
Ana Lu Ribeiro
 
Corrida para o mar - os desafios tecnológicos e ambientais do pré-sal
Corrida para o mar -  os desafios tecnológicos e ambientais do pré-salCorrida para o mar -  os desafios tecnológicos e ambientais do pré-sal
Corrida para o mar - os desafios tecnológicos e ambientais do pré-sal
Robson Peixoto
 
Slides final 7
Slides   final 7Slides   final 7
Slides final 7
Tuan Pedro
 
Nota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrella
Nota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrellaNota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrella
Nota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrella
Editora 247
 
AULA 01 - origem do petróleo no fundo do mar
AULA 01 - origem do petróleo no fundo do marAULA 01 - origem do petróleo no fundo do mar
AULA 01 - origem do petróleo no fundo do mar
JairGaldino4
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1
takahico
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1
takahico
 
São Paulo no Cenário do Petróleo & Gás
São Paulo no Cenário do Petróleo & GásSão Paulo no Cenário do Petróleo & Gás
São Paulo no Cenário do Petróleo & Gás
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 
A defesa do pré sal e a soberania nacional
A defesa do pré sal e a soberania nacionalA defesa do pré sal e a soberania nacional
SLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com Investidores
SLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com InvestidoresSLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com Investidores
SLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com Investidores
Viviane Davico
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Bruna Azevedo
 
Apresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-sal
Apresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-salApresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-sal
Apresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-sal
Aloizio Mercadante
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
eunamahcado
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
eunamahcado
 

Semelhante a Unicamp 2 vestibular 2012 - prática de redação - gênero artigo de opinião - tema pré-sal (20)

1234
12341234
1234
 
1234
12341234
1234
 
Pré-Sal
Pré-SalPré-Sal
Pré-Sal
 
Pré sal presente futuro
Pré sal presente futuroPré sal presente futuro
Pré sal presente futuro
 
Petroleo e gas
Petroleo e gasPetroleo e gas
Petroleo e gas
 
Apresentação pré sal
Apresentação pré salApresentação pré sal
Apresentação pré sal
 
Corrida para o mar - os desafios tecnológicos e ambientais do pré-sal
Corrida para o mar -  os desafios tecnológicos e ambientais do pré-salCorrida para o mar -  os desafios tecnológicos e ambientais do pré-sal
Corrida para o mar - os desafios tecnológicos e ambientais do pré-sal
 
Slides final 7
Slides   final 7Slides   final 7
Slides final 7
 
Nota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrella
Nota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrellaNota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrella
Nota tecnica ildo_s_auer e guilherme estrella
 
AULA 01 - origem do petróleo no fundo do mar
AULA 01 - origem do petróleo no fundo do marAULA 01 - origem do petróleo no fundo do mar
AULA 01 - origem do petróleo no fundo do mar
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1
 
São Paulo no Cenário do Petróleo & Gás
São Paulo no Cenário do Petróleo & GásSão Paulo no Cenário do Petróleo & Gás
São Paulo no Cenário do Petróleo & Gás
 
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
 
A defesa do pré sal e a soberania nacional
A defesa do pré sal e a soberania nacionalA defesa do pré sal e a soberania nacional
A defesa do pré sal e a soberania nacional
 
SLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com Investidores
SLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com InvestidoresSLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com Investidores
SLK Óleo e Gás - Trabalho MBA - Relacionamento com Investidores
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Apresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-sal
Apresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-salApresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-sal
Apresentação do Governo Federal: Marco Regulatório do Pré-sal
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
 

Mais de Katcavenum

01 apostila passo a passo refugiados
01   apostila passo a passo refugiados01   apostila passo a passo refugiados
01 apostila passo a passo refugiados
Katcavenum
 
Apostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidadeApostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidade
Katcavenum
 
Cartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia iiCartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia ii
Katcavenum
 
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmicaA essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
Katcavenum
 
Compilação redação enem temas 2013
Compilação redação enem temas 2013Compilação redação enem temas 2013
Compilação redação enem temas 2013
Katcavenum
 
Apostila editorial slideshare
Apostila  editorial slideshareApostila  editorial slideshare
Apostila editorial slideshare
Katcavenum
 
Nightfall wishes natasha
Nightfall wishes natashaNightfall wishes natasha
Nightfall wishes natasha
Katcavenum
 
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuaisVest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Katcavenum
 
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemasVest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
Katcavenum
 
Unicamp 3 vestibular 2012 gênero editorial - prática de redação - tema pré-sal
Unicamp 3 vestibular 2012   gênero editorial - prática de redação - tema pré-salUnicamp 3 vestibular 2012   gênero editorial - prática de redação - tema pré-sal
Unicamp 3 vestibular 2012 gênero editorial - prática de redação - tema pré-sal
Katcavenum
 
Vestibular 2012 a redação do enem
Vestibular 2012   a redação do enemVestibular 2012   a redação do enem
Vestibular 2012 a redação do enem
Katcavenum
 
Unicamp probabilidade
Unicamp probabilidadeUnicamp probabilidade
Unicamp probabilidade
Katcavenum
 
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pigUnicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
Katcavenum
 
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opiniãoUnicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
Katcavenum
 
Freud além da alma
Freud além da almaFreud além da alma
Freud além da alma
Katcavenum
 
Cria cuervos
Cria cuervosCria cuervos
Cria cuervos
Katcavenum
 
Vest 2012 redação padrão fuvest resumida
Vest 2012 redação padrão fuvest resumidaVest 2012 redação padrão fuvest resumida
Vest 2012 redação padrão fuvest resumida
Katcavenum
 
Vest 2012 redação padrão fuvest
Vest 2012   redação padrão fuvestVest 2012   redação padrão fuvest
Vest 2012 redação padrão fuvest
Katcavenum
 
VEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊS
VEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊSVEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊS
VEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊS
Katcavenum
 
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
Katcavenum
 

Mais de Katcavenum (20)

01 apostila passo a passo refugiados
01   apostila passo a passo refugiados01   apostila passo a passo refugiados
01 apostila passo a passo refugiados
 
Apostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidadeApostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidade
 
Cartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia iiCartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia ii
 
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmicaA essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
 
Compilação redação enem temas 2013
Compilação redação enem temas 2013Compilação redação enem temas 2013
Compilação redação enem temas 2013
 
Apostila editorial slideshare
Apostila  editorial slideshareApostila  editorial slideshare
Apostila editorial slideshare
 
Nightfall wishes natasha
Nightfall wishes natashaNightfall wishes natasha
Nightfall wishes natasha
 
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuaisVest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
Vest 2012 unicamp 5 os finalmentes vários gêneros textuais
 
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemasVest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
 
Unicamp 3 vestibular 2012 gênero editorial - prática de redação - tema pré-sal
Unicamp 3 vestibular 2012   gênero editorial - prática de redação - tema pré-salUnicamp 3 vestibular 2012   gênero editorial - prática de redação - tema pré-sal
Unicamp 3 vestibular 2012 gênero editorial - prática de redação - tema pré-sal
 
Vestibular 2012 a redação do enem
Vestibular 2012   a redação do enemVestibular 2012   a redação do enem
Vestibular 2012 a redação do enem
 
Unicamp probabilidade
Unicamp probabilidadeUnicamp probabilidade
Unicamp probabilidade
 
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pigUnicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
 
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opiniãoUnicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
 
Freud além da alma
Freud além da almaFreud além da alma
Freud além da alma
 
Cria cuervos
Cria cuervosCria cuervos
Cria cuervos
 
Vest 2012 redação padrão fuvest resumida
Vest 2012 redação padrão fuvest resumidaVest 2012 redação padrão fuvest resumida
Vest 2012 redação padrão fuvest resumida
 
Vest 2012 redação padrão fuvest
Vest 2012   redação padrão fuvestVest 2012   redação padrão fuvest
Vest 2012 redação padrão fuvest
 
VEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊS
VEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊSVEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊS
VEST 2012 Redação padrão fuvest + DICAS DE PORTUGUÊS
 
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
 

Último

História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 

Último (20)

História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 

Unicamp 2 vestibular 2012 - prática de redação - gênero artigo de opinião - tema pré-sal

  • 1. QUESTÕES DO PRÉ-SAL PERGUNTAS & RESPOSTAS A camada do pré-sal já foi manchete, polêmica e até bandeira da próxima campanha presidencial. Apesar dos bilhões de barris de petróleo alardeados pelo governo, que estão supostamente encobertos por espessas camadas de sal abaixo do leito do mar brasileiro, muito do que se falou até hoje são meras conjecturas. O que realmente significa o pré-sal para o país? Como essa riqueza será explorada? Quais são as garantias de que a extração de petróleo nessas áreas é um bom investimento? Essas e outras respostas irão ajudar você a entender a questão.
  • 2. 02 allencar rodriguez 1. O que é o pré-sal e onde ele está situado? 2. Qual é o potencial de exploração de pré-sal no Brasil? 3. Quanto representa esse potencial em nível mundial? 4. Como o Brasil vai explorar essa riqueza? 5. Quanto deverá custar o projeto? 6. Há alguma garantia que justifique o investimento? 7. Quais são os riscos desse investimento? 8. Onde será usado o dinheiro obtido com a exploração? 9. O que acontecerá com os contratos de concessão do local já licitados e assinados? 1. O que é o pré-sal e onde ele está situado? É uma porção do subsolo que se encontra sob uma camada de sal situada alguns quilômetros abaixo do leito do mar. Acredita-se que a camada do pré-sal, formada há 150 milhões de anos, possui grandes reservatórios de óleo leve (de melhor qualidade e que produz petróleo mais fino). De acordo com os resultados obtidos através de perfurações de poços, as rochas do pré-sal se estendem por 800 quilômetros do litoral brasileiro, desde Santa Catarina até o Espírito Santo, e chegam a atingir até 200 quilômetros de largura. 2. Qual é o potencial de exploração de pré-sal no Brasil? Estima-se que a camada do pré-sal contenha o equivalente a cerca de 1,6 trilhão de metros cúbicos de gás e óleo. O número supera em mais de cinco vezes as reservas atuais do país. Só no campo de Tupi (porção fluminense da Bacia de Santos), haveria cerca de 10 bilhões de barris de petróleo, o suficiente para elevar as reservas de petróleo e gás da Petrobras em até 60%. 3. Quanto representa esse potencial em nível mundial? Caso a expectativa seja confirmada, o Brasil ficaria entre os seis países que possuem as maiores reservas de petróleo do mundo, atrás somente de Arábia Saudita, Irã, Iraque, Kuwait e Emirados Árabes.
  • 3. artigo de opinião - pré-sal 03 4. Como o Brasil vai explorar essa riqueza? A grande polêmica está justamente na tecnologia que será necessária para a extração. O Brasil ainda não dispõe de recursos necessários para retirar o óleo de camadas tão profundas e terá que alugar ou comprar de outros países. O campo de Tupi, por exemplo, se encontra a 300 quilômetros do litoral, a uma profundidade de 7.000 metros e sob 2.000 metros de sal. É de lá e dos blocos contíguos que o governo espera que vá jorrar 10 bilhões de barris de petróleo. 5. Quanto deverá custar o projeto? Devido à falta de informações sobre os campos, ainda é muito cedo para se ter uma estimativa concreta de custos. No entanto, alguns estudos já dão uma ideia do tamanho do desafio. Uma pesquisa elaborada pelo banco USB Pactual, por exemplo, diz que seriam necessários 600 bilhões de dólares (45% do produto interno bruto brasileiro) para extrair os 50 bilhões de barris estimados para os blocos de exploração de Tupi, Júpiter e Pão de Açúcar (apenas 13% da área do pré-sal). A Petrobras já é mais modesta em suas previsões. Para a companhia, o custo até se aproxima dos 600 bilhões de dólares, mas engloba as seis áreas já licitadas em que é a operadora: Tupi e Iara, Bem-Te-Vi, Carioca e Guará, Parati, Júpiter e Carambá. 6. Há alguma garantia que justifique o investimento? Testes realizados pela Petrobras em maio e junho deste ano mostraram que ainda não estão totalmente superados os desafios tecnológicos para explorar a nova riqueza. A produção no bloco de Tupi ficou abaixo dos 15.000 barris de petróleo que a Petrobras esperava extrair por dia durante o teste de longa duração. 7. Quais são os riscos desse investimento? Fora o risco de não haver os alardeados bilhões de barris de petróleo no pré-sal, a Petrobras ainda poderá enfrentar outros problemas. Existe a chance de a rocha-reservatório, que armazena o petróleo e os gás em seus poros, não se prestar à produção em larga escala a longo prazo com a tecnologia existente hoje. Como a rocha geradora de petróleo em Tupi possui uma formação heterogênea, talvez também sejam necessárias tecnologias distintas em cada parte do campo. Além disso, há o receio de que a alta concentração de dióxido de carbono presente no petróleo do local possa danificar as instalações.
  • 4. 04 allencar rodriguez 8. Onde será usado o dinheiro obtido com a exploração? Os recursos obtidos pela União com a renda do petróleo serão destinados ao Novo Fundo Social (NFS), que realizará investimentos no Brasil e no exterior com o objetivo de evitar a chamada "doença holandesa", quando o excessivo ingresso de moeda estrangeira gera forte apreciação cambial, enfraquecendo o setor industrial. De acordo com o governo federal, a implantação deste fundo será articulada com uma política industrial voltada as áreas de petróleo e gás natural, criando uma cadeia de fornecedores de bens e serviços nas indústrias de petróleo, refino e petroquímico. Parte das receitas oriundas dos investimentos do fundo irá retornar à União, que aplicará os recursos em programas de combate à pobreza, em inovação científica e tecnológica e em educação. 9. O que acontecerá com os contratos de concessão do local já licitados e assinados? Embora tenha inicialmente se falado na desapropriação de blocos já licitados na camada do pré-sal, o governo já anunciou que serão garantidos os resultados dos leilões anteriores e honrados os contratos firmados. Porém, não haverá mais concessão de novos blocos à iniciativa privada ou à Petrobrás na área do pré-sal. Ao invés disso, será adotado o regime de partilha de produção, com a criação de uma empresa estatal, mas não operacional, para gerir os contratos de exploração. REFLEXÃO: A descoberta do pré-sal torna o Brasil uns dos 8 países com as maiores reservas do mundo, isso provavelmente vai fazer que o Brasil entre para a OPEP, com isso a visibilidade do Brasil, vai aumentar muito, por isso teremos que investir mais em forças armadas, para aumentar a dissuasão, ou seja, para que os outros países percebam que uma tentativa de roubar essas riquezas pode custar caro, ainda mais porque elas estão algumas vezes fora dos limites das águas continentais brasileiras, e nada impede que outro país reclame os recursos. O outro motivo é a questão ambiental, afinal o país já deveria ter evoluído para parar de queimar combustíveis fosseis, e de fato o pré-sal vai ser queimado, o que pode fazer que o Brasil invista menos em combustíveis renováveis, já que temos um grande potencial nesse tipo de energia também. Mas não podemos esquecer que o petróleo não é necessariamente poluente, e 50% dos produtos que consumimos tem algum componente(embalagem, etc) que são feitos a partir dos derivados do petróleo.
  • 5. artigo de opinião - pré-sal 05 O que causa o problema principal é queimar o petróleo, não reciclar produtos (plásticos, pneus, etc). o petróleo é um recurso de muito valor, não só pela energia, ele pode ser utilizado para fazer fertilizantes, plásticos, remédios, e muitos outros produtos essenciais, então, nem tudo isso pode ser substituído com facilidade. Pré-sal é colocado em cheque por questões ambientais Especialistas ficam divididos entre riqueza e sustentabilidade Quando anunciada a descoberta das reservas petrolíferas a milhares de quilômetros de distância da superfície, as Bacias de Campos e de Santos tornaram-se uma grande promessa para geração de riqueza e de energia para o Brasil. O governo utilizou a descoberta como bandeira política, frisando as novas gerações de emprego e a elevação do Brasil como potência petrolífera. Entretanto, pouco se tem falado sobre os impactos ambientais e as possíveis conseqüências negativas que a exploração pode ocasionar. O principal problema gerado pela exploração seria a transferência de uma grande quantidade de carbono, retida por milhões de anos, da camada pré-sal para a superfície. Tal fato contribuiria com o aumento do efeito estufa e as mudanças climáticas no planeta. Além dos impactos causados pela extração, o consumo de combustível fóssil pelos meios de transporte é conhecido como um dos principais canais de poluição atmosférica, devido à emissão de gás carbônico. Segundo o geógrafo e professor Jules Marcelo Soto, da Universidade Vale do Itajaí (Univali – Santa Catarina), o investimento do Brasil na prospecção do Pré-sal entra em contra-senso com as questões de sustentabilidade em pauta. Isso porque, enquanto o mundo está buscando alternativas energéticas, o Brasil passa a defender o petróleo como algo fundamental e prioritário. Por outro lado, as reservas de petróleo do Pré-sal (também conhecido como Subsal) elevarão o país como uma potência petrolífera de destaque internacional. O país, além de gerar novos postos de empregos, será auto-suficiente na produção de combustíveis fósseis e vai lucrar amplamente com a venda de barris a um preço relativamente caro. Para o Brasil, explorar essa nova fonte será um desafio, já que quase toda a tecnologia envolvida é nova, experimental ou ainda nem foi desenvolvida. Segundo o economista Pedro Addler, a exploração na camada Pré-sal incentivará o investimento em novas pesquisas. “O Brasil buscará novos profissionais formados e capacitados para desenvolverem tecnologias inovadoras de exploração, contribuindo para a geração de riquezas para o país”, afirma o economista, que mesmo apoiando o projeto, não descarta os impactos ambientais previstos.
  • 6. 06 allencar rodriguez DE POSSE DESSE CONHECIMENTO – SIGA OS PROCEDIMENTOS ABAIXO E TENTE CONSTRUIR UMA REDAÇÃO DO GÊNERO ARTIGO DE OPINIÃO CONFORME SEGUE: ARTIGO DE OPINIÃO ◊ Texto que expõe o posicionamento do autor diante de um assunto. Esse posicionamento e fundamentado em argumentos diante de seu PONTO de VISTA. A característica desse texto opinativo é o da PERSUASÃO numa linguagem objetiva onde aparecem os contextos imperativos do tipo (exija – ajude – favoreça – faça). O Artigo de Opinião geralmente é escrito em primeira pessoa, pois o texto detém marcas pessoais do autor. Portanto, o artigo de opinião tem a intenção de convencer seus interlocutores e para isso precisa apresentar argumentos convincentes fundamentados em dados verdadeiros e opiniões verdadeiras. Para produzir um artigo de opinião siga as orientações abaixo: ◊ Após a leitura do texto fonte (que pode ser uma notícia de jornal, revista, etc.) faça um projeto de texto contextualizando suas opiniões e seus argumentos (OPAR). Fundamente seu ponto de vista de acordo com o propósito pedido nas instruções da prova. ◊ Na construção textual, leve em consideração o interlocutor, isto é, use uma linguagem adequada a quem irá ler à sua opinião. Contudo, a linguagem deve ser direta, incisiva, enérgica e convincente. ◊ Escolha os argumentos que são inerentes ao propósito da proposta do texto a ser produzido. ◊ Ao iniciar o texto construa um enunciado expressando a idéia central do texto o qual você vai defender com a expressão de suas opiniões e as argumentações. ◊ Na conclusão de seu texto trabalhe o mesmo contexto da redação argumentativa o qual você está habituado. Isto é, articule a sua linha de pensamento argumentativa em função do propósito do texto pedido. ◊ Crie um título que desperte a curiosidade do leitor fazendo uso da linguagem imperativa.
  • 7. artigo de opinião - pré-sal 07 TEXTO 1 Coloque-se na posição de um autoridade do setor de energia que foi convidado(a) por um importante jornal de grande circulação do país a escrever um artigo de opinião com base na leitura do texto abaixo. Seu texto deverá, necessariamente: a) Indicar dois (2) argumentos presentes no texto contrário à idéia da exploração do pré-sal e b) Indicar dois (2) argumentos presentes no texto favorável à idéia da exploração do pré-sal. O pré-sal do Brasil O pré-sal tem sido alvo de muitos debates entre os políticos governantes de diversos países. A grande quantidade de petróleo encontrados em alguns estados pode colocar o Brasil na lista dos maiores produtores e exportadores de petróleo do mundo. A camada pré-sal é um gigantesco reservatório de Petróleo e gás natural, localizado nas Bacias de Santos, Campos e Espírito Santo (região litorânea entre os estados de Santa Catarina e o Espírito Santo). Estas reservas estão localizadas abaixo da camada de sal (que podem ter até 2 km de espessura). Portanto, se localizam de 5 a 7 mil metros abaixo do nível do mar. Ainda não se sabe a quantidade total de petróleo e gás natural contidos na camada pré-sal, sabe-se apenas que em poucos lugares no mundo a quantidade é encontrada. No Campo de Tupi, por exemplo, estima-se que as reservas são de 5 a 8 bilhões de barris de petróleo. Acredita-se que, somente por volta de 2016, estas reservas estejam sendo exploradas em larga escala. Enquanto isso, o governo brasileiro começa a discutir o modelo de exploração que será aplicado. Em setembro de 2008, a Petrobras, através da plataforma P-34 no Campo de Jubarte, começou a explorar petróleo da camada pré-sal em quantidade reduzida.
  • 8. 08 allencar rodriguez Essa grande quantidade de petróleo, já chamou a atenção de outros países, como os EUA por exemplo. Entre os dias 19 e 20 de março o Brasil receberá a visita do Presidente americano Barack Obama, que terá como interesse favorecer as empresas americanas de extração de petróleo instaladas no Brasil, principalmente aquelas que fornecem equipamentos para os setores de petróleo e infraestrutura. A GE, por exemplo, um dos maiores conglomerados americanos, já fechou acordo com a Presidente Dilma, em Brasília, onde o grupo americano anunciou investimentos de R$ 550 milhões nos próximos dois anos no Brasil e que prevê “aumentar” as suas relações com a Petrobras. Ainda existem divergências entre os Governadores dos estados na partilha do pré-sal, mas alguns deles já demonstram disposto a dividirem em quantidade maior os lucros com o pré-sal, como o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande que procurou o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN) onde Casa Grande pediu apoio para a aprovação do projeto de lei que divide os royalties do petróleo da camada pré-sal entre todos os estados e municípios brasileiros. Nos próximos anos o Brasil crescerá muito, resta agora esperar e ver como os lucros do pré-sal poderão ser bem investidos em áreas ainda muito necessitadas como educação, saúde e segurança Adaptado de mundohoje.com.br, 25/02/2011
  • 9. COME TO THIS HOUSE AND BRING EVERY PEOPLE WWW.KATCAVERNUM.COM.BR WWW.KATCAVERNUM.COM.BR/AVALLON WWW.TWITTER.COM/KATCAVERNUM WWW.SLIDESHARE.COM ALLENCAR RODRIGUEZ FACEBOOK: ALLENCAR RODRIGUEZ FACEBOOK: S.O.S BARÃO GERALDO GOOGLE: ALLENCAR RODRIGUEZ