São Paulo no Cenário do Petróleo & Gás

127 visualizações

Publicada em

Parte da Aula do dia 11/06 aos alunos do Curso de petróleo & Gás do BRSchool

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

São Paulo no Cenário do Petróleo & Gás

  1. 1. Petróleo & Gás em São Paulo Há Quase Um Século São Paulo Tentava Entrar Para o Cenário Petrolífero, Embora Naquela Época Ainda Não Tivesse Tecnologia e Mão de Obra Adequadas A Exploração Era Onshore (em Terra) em Todo o País e, Com a Descoberta da Bacia de Santos Décadas Depois, o Estado Entrou de Vez Para o Cenário de Petróleo & Gás do País Um Estudo de Viabilidade Técnico- Econômica Aprovou o Primeiro Grande Projeto de Produção de Gás Natural na Bacia de Santos: _ o Polo de Gás de Mexilhão Os Constantes Riscos Políticos e as Ameaças da Bolívia em Relação ao Gás Natural Acelerou o Projeto da Construção da Mega Plataforma de Tratamento de Gás em Caraguatatuba Finalmente Chegou a Vez dos Paulistas Aproveitar as Oportunidades de Empregos e Negócios Que Serão Gerados Pelo Setor
  2. 2. Pela Sua Posição Geográfica, o Complexo de Produção Foi Dimensionado Para Receber o Gás Produzido no Campo de Mexilhão e, no Futuro, de Outras Áreas da Bacia de Santos Essa Bacia Começa em Cabo Frio (RJ) e Termina em Florianópolis (SC), Onde São Desenvolvidos Quatro (4) Polos de Produção e, Por Isso, Fluminenses, Paulistas, Paranaenses e Catarinenses Devem se Beneficiar Com a Exploração da Bacia de Santos O Potencial da Bacia de Santos É Responsável Por Uma Produção Diária de 1 Milhão de m³ de Gás Natural e 1.600 Barris de Petróleo no Campo de Merluza (Descoberto nos Anos 80). Atualmente o Desafio é Dar um Salto na Produção, Pois a Reserva de Mexilhão é o Carro-Chefe Que Reduzirá a Dependência Externa do Brasil em Gás
  3. 3. O Plano Diretor Prevê Cinco (5) Polos de Produção: Merluz a Mexilhão BS-500 SUL CENTR OA Descoberta de Petróleo na Camada de Sal no Campo de Tupi Deverá Agregar U$ 20 Bilhões Nas Exportações Através da Extração Total de Até 8 Bilhões de Barris de Petróleo, Cujos Impactos Promoverão Alterações no Câmbio e Nos Preços A Petrobrás é a Operadora Dessa Área (Com 65 % do Campo) e os Seus Sócios (BG Group e Galp Energia) Detém 25 % e 10 % A Camada de Pré-Sal É Uma Faixa Que se Estende ao Longo de 800 km Entre Espírito Santo e Santa Catarina, Abaixo do Leito do Mar Que Engloba Três (3) Grandes Bacias (Espírito Santo, Campos e Santos), Onde o Petróleo Está Abaixo de 7 Mil Metros
  4. 4. Além de TUPI, Outros Campos de Petróleo Já Foram Descobertos no Pré-Sal Como Guará, Bem-Te-Vi, Carioca, Júpiter, Corcovado e Parati Numa Comparação, as Reservas Totais de Petróleo e Gás Brasileiras (14 Bilhões de Barris, em 2007), TUPI Pode Dobrar Esse Volume e Colocaria o Brasil Entre os Sete (7) Maiores Produtores do Mundo A Bacia do Espírito Santo A História do Petróleo na Bacia Capixaba é Curiosa, Pois as Pesquisas se Iniciaram em 1957 e a Primeira Descoberta Ocorreu Apenas em 1969 Nessa época, os Trabalhos Estavam se Desenvolvendo na Bacia de Campos e, Por Isso, se Subordinavam à Cidade de Vitória (ES). Mas, Com o Sucesso Das Descobertas na Bacia de Campos Esses Distritos se Dividiram em Dois (2): _ Macaé (RJ) e São Mateus (ES) Daí, Todo o Potencial Petrolífero Dessa Área Ficou Desacreditado, Chegando-se Até à Ameaças de Fechamento ou Venda de Campos Pouco Lucrativos
  5. 5. Porém, a Perfuração do 1º Poço em Águas Profundas em 2000 (Campo de Jubarte), Representou a “Grande Virada” no Setor Que Parecia Desacreditado O Trabalho da Petrobrás na Região Capixaba Está em Desenvolvimento Com Atuação em Terra Firme, em Águas Rasas, Profundas e Ultra Profundas, Destacando-se:CAMPO de JUBARTE Plataforma Fixa de Peroá CAMPO de GOLFINHO Unidade de CacimbasTerminal Norte Capixaba Estação de Fazenda Alegre

×