SlideShare uma empresa Scribd logo
UBERIZAÇÃO
DAS
RELAÇÕES DE
TRABALHO
O QUE É UBERIZAÇÃO?
A uberização do trabalho é uma evolução das relações trabalhistas em que
o contratado soluciona uma demanda específica e temporária de uma
empresa ou pessoa.
A tecnologia entra como plataforma para negociação, mas nem sempre
como empresa intermediadora.
A própria Uber, que é a inspiração para o termo uberização, é um ótimo
exemplo dessa relação já que suas principais atividades são conectar
passageiros e motoristas, e, fazer a precificação do serviço. Ou seja, ela
não é especialista no transporte como uma transportadora, por exemplo.
Vale dizer, no entanto, que a uberização não é rígida em relação a
precificação. Embora algumas empresas que adotam o modelo usem
algoritmos para definir carga horária e preços dos serviços, o valor cobrado
pode ser negociado a critério do prestador de serviço e empresa.
QUAIS OS 7
PRINCIPAIS
BENEFÍCIOS
DA
UBERIZAÇÃ
O?
Entender a uberização como modelo de relação comercial é o primeiro passo para
compreender seus principais benefícios para a empresa e os profissionais do mercado de
trabalho.
1. Autonomia
Depois da definição do escopo da contratação, dar autonomia para um profissional
contratado no modelo da uberização garante que ele possa criar um pensamento
independente, colocar suas experiências à favor da resolução, além de enxergar o
problema com diferentes abordagens.
A autonomia criativa, no entanto, não deve interferir no escopo da demanda nem no
prazo de sua execução, ou seja, é importante negociar esse equilíbrio.
2.
FLEXIBILID
ADE
O trabalho flexível permite que uma startup contrate o
melhor especialista para sua demanda, afinal de contas,
ele poderá trabalhar em diferentes projetos ao fazer sua
gestão do tempo.
Além do encaixe na agenda de um talento profissional e
suas preferências pessoais sobre qual horário e como
trabalhar, a contratação flexível também é uma forma de
economia para os pequenos negócios.
Contratar esse mesmo profissional como colaborador
efetivo poderia estourar o orçamento da folha de
pessoal, não é mesmo?
3. MERITOCRACIA
Com muitos profissionais disponíveis no mercado, existe um aumento natural da competição,
não só pelo número de concorrentes por uma mesma demanda, mas, também, pela
legitimação de quem é mais ou menos qualificado.
Nesse sentido, mesmo que alguns profissionais “rifem” suas horas de trabalho para
conseguirem os trabalhos, as empresas focadas em qualidade vão contratar aqueles que
correspondem às suas exigências, independentemente de qual seja o valor do trabalho.
4. DESBUROCRATIZAÇÃO
Indiscutivelmente, é muito mais simples contratar um profissional no modelo uberizado.
Processos seletivos, exames admissionais, pagamentos de tributos, dentre outros
processos, são eliminados.
Isso encurta a distância entre a escolha do profissional ideal e o início de suas
contribuições para o desenvolvimento do negócio.
5. APRIMORAMENTO CONTÍNUO
A economia digital e sua concorrência também exige que os profissionais estejam em
constante aprimoramento, seja por meios formais, seja pelas experiências que adquirem
ao trabalhar em diferentes projetos.
Essa riqueza de conhecimento e seu compartilhamento, é claro, favorecem ainda mais o
processo inovador para criar novas soluções.
6.
TRANSPARÊN
CIA
A hipercomunicação gera transparência, ou seja,
todos os profissionais podem ser vistos, notados
e comparados em plataformas ou marketplace de
oferta de trabalhos sob demanda.
Isso garante que os profissionais possam ser
valorizados por seus diferenciais e também que
os contratantes encontrem justamente o perfil de
especialista que precisam.
7.
AMPLIAÇÃO
DE
MERCADO
DE ATUAÇÃO
E
CONTRATAÇ
ÃO
Um mercado sem intermediários aumenta ainda mais a
possibilidade de contratação de um profissional, independente
de onde ele esteja.
Um médico em Sorocaba pode contratar uma secretária virtual
que mora em Vitória e oferece seu trabalho de acordo com a
necessidade em uma plataforma desenvolvida em Fortaleza por
uma startup cadastrada em um escritório virtual.
Tudo isso funciona perfeita e legalmente dentro da economia
digital.
VANTAGENS E DESVANTAGENS
Prós…
Alternativa para o
desemprego
Liberdade para
escolher horários e
tarefas
Flexibilidade
Você é seu próprio
chefe
Foco em resultados
Possibilidade de
aumentar a renda
Mais tempo para a
vida pessoal
• E contras
• Falta de estabilidade
• Sem salário fixo
• Depende do esforço ativo do
trabalhador
• Perda de garantias trabalhistas da CLT
• Falta de legislação
• Possível precarização do trabalho
• Falta de remuneração por hora extra
DICAS PARA
O
PROFISSIO
NAL LIDAR
COM A
UBERIZAÇÃ
O
#1 Organize-se: você vai precisar saber administrar bem seu tempo, seus recursos
recursos e suas reservas financeiras.
#2 Saiba o valor do seu trabalho: não adianta cobrar um preço muito baixo para
ser competitivo e não ter retorno financeiro.
#3 Proteja-se: como autônomo, você pode extrapolar limites de carga de trabalho
trabalho que podem ser prejudiciais a sua saúde. Além disso, não vai ter legislação
que te ampare da mesma forma que um trabalhador formal, nas questões
trabalhistas.
#4 Firme contratos: Para deixar claro o serviço que você vai oferecer a uma
empresa e a contrapartida dela, é ideal assinar um contrato de prestação de
serviço autônomo ou de trabalho intermitente, dependendo do tipo de vínculo
acordado.
OBSERVAÇÕES
Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos
(Dieese), dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mostram que
as ocupações autônomas com maior participação de mulheres no Brasil são:
comerciantes de lojas e vendedores em domicílios, especialistas em tratamentos de
beleza e costureiras.Os dados não diferenciam quem trabalha com empresas por
meio da intermediação de aplicativos, mas talvez ajudem a explicar um fenômeno
mais recente dentro da uberização: o surgimento de serviços de aplicativo de
trabalhos conhecidos como “tipicamente femininos”, já caracterizados pela
informalidade.
Para a socióloga Ludmila Costhek Abílio, pesquisadora da uberização e das mulheres
em relações informais de trabalho, toda grande transformação que envolve a
flexibilização das relações de trabalho tem início entre trabalhadoras do sexo
feminino. “No fundo, as questões mais contemporâneas do mundo do trabalho
começam com as mulheres, principalmente as com baixa qualificação e rendimento.
Elas são socialmente invisíveis, estão à margem do mundo do trabalho. Mas, quando
você olha para elas, vê características que depois acabam se generalizando em um
contexto de precarização”, explica.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sociologia - Cidadania
Sociologia - CidadaniaSociologia - Cidadania
Sociologia - Cidadania
Edenilson Morais
 
Sociedade contemporânea e suas transformações
Sociedade contemporânea e suas transformaçõesSociedade contemporânea e suas transformações
Sociedade contemporânea e suas transformações
Luan Ismar
 
Cidadania no brasil
Cidadania no brasilCidadania no brasil
Cidadania no brasil
Isabela Espíndola
 
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesMercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Benjamim Garcia Netto
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
CidadaniaCidadania
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Carmem Rocha
 
Aula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização socialAula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização social
Fábio Nogueira, PhD
 
CULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADECULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADE
Alexandre Ramos
 
Contextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalhoContextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalho
Arare Carvalho Júnior
 
O mundo do trabalho
O mundo do trabalhoO mundo do trabalho
O mundo do trabalho
Colegio
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
Alison Nunes
 
187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt
187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt
187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt
FlaviaRenata11
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
Paula Meyer Piagentini
 
Clássicos da sociologia
Clássicos da sociologiaClássicos da sociologia
Clássicos da sociologia
Luciano Carvalho
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
Juliana Corvino de Araújo
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
Marcos Alencar
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Prof. Noe Assunção
 
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalhoImpacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Leandra Tognin
 

Mais procurados (20)

Sociologia - Cidadania
Sociologia - CidadaniaSociologia - Cidadania
Sociologia - Cidadania
 
Sociedade contemporânea e suas transformações
Sociedade contemporânea e suas transformaçõesSociedade contemporânea e suas transformações
Sociedade contemporânea e suas transformações
 
Cidadania no brasil
Cidadania no brasilCidadania no brasil
Cidadania no brasil
 
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesMercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
 
Aula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização socialAula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização social
 
CULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADECULTURA E SOCIEDADE
CULTURA E SOCIEDADE
 
Contextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalhoContextualização do mundo do trabalho
Contextualização do mundo do trabalho
 
O mundo do trabalho
O mundo do trabalhoO mundo do trabalho
O mundo do trabalho
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt
187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt
187831269-PLANEJAMENTO-E-ORGANIZACAO-DO-TRABALHO.ppt
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
Clássicos da sociologia
Clássicos da sociologiaClássicos da sociologia
Clássicos da sociologia
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
 
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalhoImpacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
 

Semelhante a Uberização

Recrutamento Digital e-book
Recrutamento Digital e-bookRecrutamento Digital e-book
Recrutamento Digital e-book
Edward Lange
 
Portifolio
PortifolioPortifolio
Portifolio
Andréia Cruz
 
AULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negocios
AULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negociosAULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negocios
AULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negocios
MateusSerraRodrigues1
 
MILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVO
MILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVOMILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVO
MILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVO
HAROLDOLIMA4
 
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
Marcelo Krug
 
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
BIBrasil
 
Human Force Online
Human Force OnlineHuman Force Online
Human Force Online
João Nuno Calado
 
Contratar mas com cuidado
Contratar mas com cuidadoContratar mas com cuidado
Contratar mas com cuidado
Cosmo Palasio
 
Cenários do mundo do trabalho
Cenários do mundo do trabalhoCenários do mundo do trabalho
Cenários do mundo do trabalho
Dayane Kajan
 
Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014
Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014
Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014
Priscila Novacek Biagini
 
TERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDE
TERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDETERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDE
TERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDE
AnaCampos219
 
Desenvolvedor empreendedor
Desenvolvedor empreendedorDesenvolvedor empreendedor
Desenvolvedor empreendedor
Alessandro Coutinho
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
niltonpedreira
 
Alfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscos
Alfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscosAlfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscos
Alfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscos
alfredobottone
 
Cargos, Salários e Remunerações
Cargos, Salários e Remunerações Cargos, Salários e Remunerações
Cargos, Salários e Remunerações
Unichristus Centro Universitário
 
Guia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdf
Guia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdfGuia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdf
Guia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdf
Rodrigo Oliveira
 
palestra-sobre-marketing-de-relacionamento.ppt
palestra-sobre-marketing-de-relacionamento.pptpalestra-sobre-marketing-de-relacionamento.ppt
palestra-sobre-marketing-de-relacionamento.ppt
PriclesRamos1
 
Jc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocacia
Jc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocaciaJc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocacia
Jc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocacia
Raoni Dornelles Leães
 
Consultoria trabalhista na administração de pessoal
Consultoria trabalhista na administração de pessoalConsultoria trabalhista na administração de pessoal
Consultoria trabalhista na administração de pessoal
B&R Consultoria Empresarial
 
Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...
Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...
Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...
Interidade Cursos Online - Consultoria - Mentoria - Produção Digital
 

Semelhante a Uberização (20)

Recrutamento Digital e-book
Recrutamento Digital e-bookRecrutamento Digital e-book
Recrutamento Digital e-book
 
Portifolio
PortifolioPortifolio
Portifolio
 
AULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negocios
AULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negociosAULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negocios
AULA 1.pdf design thinking e inovação de novos negocios
 
MILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVO
MILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVOMILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVO
MILLENNIUM CONTABILIDADE INFORMATIVO
 
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
 
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...A22   paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
A22 paper - perfil business intelligence - o trabalho em consultorias e a r...
 
Human Force Online
Human Force OnlineHuman Force Online
Human Force Online
 
Contratar mas com cuidado
Contratar mas com cuidadoContratar mas com cuidado
Contratar mas com cuidado
 
Cenários do mundo do trabalho
Cenários do mundo do trabalhoCenários do mundo do trabalho
Cenários do mundo do trabalho
 
Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014
Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014
Boletim informativo | Biagini Advogados _ Maio 2014
 
TERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDE
TERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDETERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDE
TERCEIRIZAÇÃO DE RECURSO HUMANO NA ÁREA DE SAÚDE
 
Desenvolvedor empreendedor
Desenvolvedor empreendedorDesenvolvedor empreendedor
Desenvolvedor empreendedor
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
 
Alfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscos
Alfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscosAlfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscos
Alfredo Bottone - Tercerização como parceria estratégica sem riscos
 
Cargos, Salários e Remunerações
Cargos, Salários e Remunerações Cargos, Salários e Remunerações
Cargos, Salários e Remunerações
 
Guia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdf
Guia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdfGuia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdf
Guia-definitivo-de-marketing-digital-para-Advogados-1.pdf
 
palestra-sobre-marketing-de-relacionamento.ppt
palestra-sobre-marketing-de-relacionamento.pptpalestra-sobre-marketing-de-relacionamento.ppt
palestra-sobre-marketing-de-relacionamento.ppt
 
Jc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocacia
Jc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocaciaJc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocacia
Jc ebook-como-manter-a-produtividade-de-um-escritorio-de-advocacia
 
Consultoria trabalhista na administração de pessoal
Consultoria trabalhista na administração de pessoalConsultoria trabalhista na administração de pessoal
Consultoria trabalhista na administração de pessoal
 
Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...
Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...
Passo 5 7 como fazer o primeiro produto digital e gerar recurso para marketin...
 

Mais de Adriano Alves de Souza

FATO X OPINIÃO.pptx
FATO X OPINIÃO.pptxFATO X OPINIÃO.pptx
FATO X OPINIÃO.pptx
Adriano Alves de Souza
 
Funções da linguagem.ppt
Funções da linguagem.pptFunções da linguagem.ppt
Funções da linguagem.ppt
Adriano Alves de Souza
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
Adriano Alves de Souza
 
DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.doc
DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.docDISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.doc
DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.doc
Adriano Alves de Souza
 
COESÃO POR PRONOMES.ppt
COESÃO POR PRONOMES.pptCOESÃO POR PRONOMES.ppt
COESÃO POR PRONOMES.ppt
Adriano Alves de Souza
 
Apometria
ApometriaApometria
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-201606171906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
Adriano Alves de Souza
 
Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020 Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020
Adriano Alves de Souza
 
Arte espirita
Arte espiritaArte espirita
Arte espirita
Adriano Alves de Souza
 
Prolegomenos
ProlegomenosProlegomenos
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Adriano Alves de Souza
 
4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)
4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)
4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)
Adriano Alves de Souza
 
Adolescente
AdolescenteAdolescente
Aula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercíciosAula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercícios
Adriano Alves de Souza
 
Análise de poemas
Análise de poemasAnálise de poemas
Análise de poemas
Adriano Alves de Souza
 
Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...
Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...
Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...
Adriano Alves de Souza
 
Apresentação paraíso
Apresentação paraíso Apresentação paraíso
Apresentação paraíso
Adriano Alves de Souza
 
Monteiro Lobato
Monteiro LobatoMonteiro Lobato
Monteiro Lobato
Adriano Alves de Souza
 

Mais de Adriano Alves de Souza (18)

FATO X OPINIÃO.pptx
FATO X OPINIÃO.pptxFATO X OPINIÃO.pptx
FATO X OPINIÃO.pptx
 
Funções da linguagem.ppt
Funções da linguagem.pptFunções da linguagem.ppt
Funções da linguagem.ppt
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
 
DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.doc
DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.docDISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.doc
DISTRIBUIÇÃO DA PONTUAÇÃO DE REDAÇÃO.doc
 
COESÃO POR PRONOMES.ppt
COESÃO POR PRONOMES.pptCOESÃO POR PRONOMES.ppt
COESÃO POR PRONOMES.ppt
 
Apometria
ApometriaApometria
Apometria
 
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-201606171906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
1906 texto do artigo-5343-1-10-20160617
 
Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020 Figuras de linguagem 2020
Figuras de linguagem 2020
 
Arte espirita
Arte espiritaArte espirita
Arte espirita
 
Prolegomenos
ProlegomenosProlegomenos
Prolegomenos
 
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
 
4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)
4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)
4 prticamedinica-perisprito-110324150330-phpapp02 (1)
 
Adolescente
AdolescenteAdolescente
Adolescente
 
Aula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercíciosAula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercícios
 
Análise de poemas
Análise de poemasAnálise de poemas
Análise de poemas
 
Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...
Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...
Doc participante evt_2953_1450092056951_k-comissao-permanente-cdh-20151214_ex...
 
Apresentação paraíso
Apresentação paraíso Apresentação paraíso
Apresentação paraíso
 
Monteiro Lobato
Monteiro LobatoMonteiro Lobato
Monteiro Lobato
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 

Uberização

  • 2. O QUE É UBERIZAÇÃO? A uberização do trabalho é uma evolução das relações trabalhistas em que o contratado soluciona uma demanda específica e temporária de uma empresa ou pessoa. A tecnologia entra como plataforma para negociação, mas nem sempre como empresa intermediadora. A própria Uber, que é a inspiração para o termo uberização, é um ótimo exemplo dessa relação já que suas principais atividades são conectar passageiros e motoristas, e, fazer a precificação do serviço. Ou seja, ela não é especialista no transporte como uma transportadora, por exemplo. Vale dizer, no entanto, que a uberização não é rígida em relação a precificação. Embora algumas empresas que adotam o modelo usem algoritmos para definir carga horária e preços dos serviços, o valor cobrado pode ser negociado a critério do prestador de serviço e empresa.
  • 3. QUAIS OS 7 PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DA UBERIZAÇÃ O? Entender a uberização como modelo de relação comercial é o primeiro passo para compreender seus principais benefícios para a empresa e os profissionais do mercado de trabalho. 1. Autonomia Depois da definição do escopo da contratação, dar autonomia para um profissional contratado no modelo da uberização garante que ele possa criar um pensamento independente, colocar suas experiências à favor da resolução, além de enxergar o problema com diferentes abordagens. A autonomia criativa, no entanto, não deve interferir no escopo da demanda nem no prazo de sua execução, ou seja, é importante negociar esse equilíbrio.
  • 4. 2. FLEXIBILID ADE O trabalho flexível permite que uma startup contrate o melhor especialista para sua demanda, afinal de contas, ele poderá trabalhar em diferentes projetos ao fazer sua gestão do tempo. Além do encaixe na agenda de um talento profissional e suas preferências pessoais sobre qual horário e como trabalhar, a contratação flexível também é uma forma de economia para os pequenos negócios. Contratar esse mesmo profissional como colaborador efetivo poderia estourar o orçamento da folha de pessoal, não é mesmo?
  • 5. 3. MERITOCRACIA Com muitos profissionais disponíveis no mercado, existe um aumento natural da competição, não só pelo número de concorrentes por uma mesma demanda, mas, também, pela legitimação de quem é mais ou menos qualificado. Nesse sentido, mesmo que alguns profissionais “rifem” suas horas de trabalho para conseguirem os trabalhos, as empresas focadas em qualidade vão contratar aqueles que correspondem às suas exigências, independentemente de qual seja o valor do trabalho.
  • 6. 4. DESBUROCRATIZAÇÃO Indiscutivelmente, é muito mais simples contratar um profissional no modelo uberizado. Processos seletivos, exames admissionais, pagamentos de tributos, dentre outros processos, são eliminados. Isso encurta a distância entre a escolha do profissional ideal e o início de suas contribuições para o desenvolvimento do negócio.
  • 7. 5. APRIMORAMENTO CONTÍNUO A economia digital e sua concorrência também exige que os profissionais estejam em constante aprimoramento, seja por meios formais, seja pelas experiências que adquirem ao trabalhar em diferentes projetos. Essa riqueza de conhecimento e seu compartilhamento, é claro, favorecem ainda mais o processo inovador para criar novas soluções.
  • 8. 6. TRANSPARÊN CIA A hipercomunicação gera transparência, ou seja, todos os profissionais podem ser vistos, notados e comparados em plataformas ou marketplace de oferta de trabalhos sob demanda. Isso garante que os profissionais possam ser valorizados por seus diferenciais e também que os contratantes encontrem justamente o perfil de especialista que precisam.
  • 9. 7. AMPLIAÇÃO DE MERCADO DE ATUAÇÃO E CONTRATAÇ ÃO Um mercado sem intermediários aumenta ainda mais a possibilidade de contratação de um profissional, independente de onde ele esteja. Um médico em Sorocaba pode contratar uma secretária virtual que mora em Vitória e oferece seu trabalho de acordo com a necessidade em uma plataforma desenvolvida em Fortaleza por uma startup cadastrada em um escritório virtual. Tudo isso funciona perfeita e legalmente dentro da economia digital.
  • 10. VANTAGENS E DESVANTAGENS Prós… Alternativa para o desemprego Liberdade para escolher horários e tarefas Flexibilidade Você é seu próprio chefe Foco em resultados Possibilidade de aumentar a renda Mais tempo para a vida pessoal • E contras • Falta de estabilidade • Sem salário fixo • Depende do esforço ativo do trabalhador • Perda de garantias trabalhistas da CLT • Falta de legislação • Possível precarização do trabalho • Falta de remuneração por hora extra
  • 11. DICAS PARA O PROFISSIO NAL LIDAR COM A UBERIZAÇÃ O #1 Organize-se: você vai precisar saber administrar bem seu tempo, seus recursos recursos e suas reservas financeiras. #2 Saiba o valor do seu trabalho: não adianta cobrar um preço muito baixo para ser competitivo e não ter retorno financeiro. #3 Proteja-se: como autônomo, você pode extrapolar limites de carga de trabalho trabalho que podem ser prejudiciais a sua saúde. Além disso, não vai ter legislação que te ampare da mesma forma que um trabalhador formal, nas questões trabalhistas. #4 Firme contratos: Para deixar claro o serviço que você vai oferecer a uma empresa e a contrapartida dela, é ideal assinar um contrato de prestação de serviço autônomo ou de trabalho intermitente, dependendo do tipo de vínculo acordado.
  • 12. OBSERVAÇÕES Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) mostram que as ocupações autônomas com maior participação de mulheres no Brasil são: comerciantes de lojas e vendedores em domicílios, especialistas em tratamentos de beleza e costureiras.Os dados não diferenciam quem trabalha com empresas por meio da intermediação de aplicativos, mas talvez ajudem a explicar um fenômeno mais recente dentro da uberização: o surgimento de serviços de aplicativo de trabalhos conhecidos como “tipicamente femininos”, já caracterizados pela informalidade.
  • 13. Para a socióloga Ludmila Costhek Abílio, pesquisadora da uberização e das mulheres em relações informais de trabalho, toda grande transformação que envolve a flexibilização das relações de trabalho tem início entre trabalhadoras do sexo feminino. “No fundo, as questões mais contemporâneas do mundo do trabalho começam com as mulheres, principalmente as com baixa qualificação e rendimento. Elas são socialmente invisíveis, estão à margem do mundo do trabalho. Mas, quando você olha para elas, vê características que depois acabam se generalizando em um contexto de precarização”, explica.