SlideShare uma empresa Scribd logo
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial
Visio®
Versão 6
Modelagem de
Processos de
Negócios com
BPMN e
MS Visio®
Rildo Santos (@rildosan)
rildo.santos@etecnologia.com.br
skype: rildo.f.santos
http://rildosan.com/(11) 99123-5358
(11)99962-4260
www.etcnologia.com.br
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 2
Comentário inicial:
O Tutorial Visio® é sobre a modelagem de processos, que é segundo passo da metodologia Process-
M3® (1º. Mapeamento, 2º. Modelagem e 3º. Melhoria).
A modelagem ajuda a entender os processos de negócio, permite ver todos os recursos envolvidos,
as dependências e limitações de cada processo.
Contudo, para modelar os processos, é preciso conhecer Gestão por Processo (BPM), saber escolher
uma notação adequada e selecionar a ferramenta “certa”, estes são fatores críticos.
A BPMN é uma notação gráfica e visual, reconhecida como padrão para desenho de processo, para
aumentar produtividade devemos utilizar uma boa ferramenta.
A ferramenta certa é aquela que depois, da Análise de Custo versus Benefício, é a que melhor atende as
necessidades do negócio.
Neste tutorial apresentamos como a ferramenta MS Visio® e a notação BPMN podem facilitar a
modelagem dos processos do negócio.
Tutorial Visio ®
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 3
Sobre o autor: Rildo F. Santos (@rildosan)
Coach, Consultor, Instrutor, Palestrante e Professor de Gestão de Negócios, Inovação, Processo e Tecnologia e
Métodos Ágeis
Minha Experiência:
Tenho mais de 10.000 horas de experiência em Gestão de Negócios, Gestão de Inovação, Governança e Engenharia de
Software. Formado em Administração de Empresas, Pós-Graduado em Didática do Ensino Superior e Mestre em Engenharia
de Software pela Universidade Mackenzie.
Fui instrutor de Tecnologia de Orientação a Objetos, UML e Linguagem Java na Sun Microsystems e na IBM.
Conheço Métodos Ágeis (SCRUM, Lead, FDD e XP), Arquitetura de Software, SOA (Arquitetura Orientado a Serviço),
RUP/UP - Processo Unificado, Business Intelligence, Gestão de Risco de TI entre outras tecnologias.
Sou professor de curso de MBA da Fiap e fui professor de pós-graduação da Fasp e IBTA.
Possuo fortes conhecimentos de Gestão de Negócio (Inteligência de Negócio, Gestão por Processo, Inovação, Gestão de
Projetos e GRC - Governance, Risk and Compliance), SOX, Basel II e PCI;
E experiência na implementação de Governança de TI e Gerenciamento de Serviços de TI. Conhecimento dos principais
frameworks e padrões: ITIL, Cobit, ISO 27001 e ISO 15999;
Desempenhei diversos papéis como: Estrategista de Negócio, Gerente de Negócio, Gerente de Projeto, Arquiteto de Software,
Projetista de Software e Analista de Sistema em diversos segmentos: Financeiro, Telecomunicações, Seguro, Saúde,
Comunicação, Segurança Pública, Fazenda, Tecnologia, Varejo, Distribuição, Energia e Petróleo e Gás.
Possuo as certificações: CSM - Certified SCRUM Master, CSPO - Certified SCRUM Product Owner , SUN Java Certified
Instrutor, ITIL Foundation e sou Instrutor Oficial de Cobit Foundation e Cobit Games;
Sou membro do IIBA-International Institute of Business Analysis (Canada)
Onde me encontrar:
rildo.santos@etecnologia.com.br
Blog: http://rildosan.blogspot.com/
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 4
1 - Escolhendo a ferramenta certa
2 - Explorando o Visio®. O Tutorial
3 - Estudo de Caso (e um exercício)
4 – Um exemplo
Conteúdo, as vamos por partes:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 5
1ª Parte: Escolhendo a ferramenta certa
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 6
Escolhendo a ferramenta certa:
Vamos ver as ferramentas de
modelagem de processo...
Existem diversas ferramentas para modelagem de processo disponíveis no mercado, para
escolher a ferramenta “certa” (aquela que vai atender às necessidades reais da empresa),
é preciso definir alguns critérios.
- Fazer um análise de custo versus benefícios
- Considerar a cultura da empresa, principalmente o conhecimento das pessoas que
estarão envolvidas diretamente com a modelagem dos processos.
- Considerar o orçamento para aquisição da ferramenta e o treinamento (importante para
extrair o melhor da ferramenta)
Veja a lista de ferramentas que compliance BPMN -
http://www.bpmn.org/BPMN_Supporters.htm
Pensei em algo mais simples...
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 7
Escolhendo a ferramenta certa:
Intalio Designer
www.intalio.com
BizAgi Process Modeler
www.bizagi.com/
Tibco Business Studio
As não
pagas..
http://developer.tibco.com/business_studio/
ARIS - IDS Scheer AG WebSphere Business Modeler (WBM)
Provides a process modeling tool enabling
testing and validation of business processes
Oracle BPM Studio
Oracle Suite
Software AG
Oracle
As pagas..
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 8
MS Visio®
Ferramenta de “desenho” de processos como: MS Visio
Escolhendo a ferramenta certa:
O Visio® é um aplicativo para criação de
diagramas para o ambiente Windows. O
ponto forte do Visio é a diversidade de
diagramas.
O Visio pode ser utilizado para gerar
diagramas de diversos tipos, BPMN*,
EPC, fluxograma, TQM e etc.
Alternativa
* Necessário o Stencil
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 9
Principais Características de uma Ferramenta:
Vamos avaliar
a ferramenta de
modelagem
Veremos as seguintes características:
- Suporte ao BPMN
- Suporte a outras notações (EPC, Fluxograma)
- Recurso de publicação Web
- Recurso de exportação/importação de modelos (suporte
a XMI)
- Controle de versão dos modelos
- Modelagem (desenho de processo)
- Simulação de Processo;
- Suporte a BPEL
- Suporte a XPDL
- Suporte a colaboração;
- Suporte a documentação de apoio (planilha, gráficos,
documentos word e etc.)
- Suporte a Regra de Negócio (BRE – Business Rules
Engine ou BRM – Business Rules Management);
- Suporte a SOA (Arquitetura Orientada a Serviço);
- Suporte a Gestão de Risco;
- Suporte a BAM (Business Activity Monitoring –
Monitoramento das Atividades de Negócio).
Itens que o Visio ® tem suporte
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 10
Sobre Microsoft MS Visio®
O Microsoft Visio é um aplicativo para criação de diagramas para o ambiente Windows. O ponto forte do Visio são os
diagramas técnicos e profissionais, com imagens vetoriais, que podem ser ampliados e manipulados com facilidade. O
Visio pode ser utilizado para gerar diagramas de diversos tipos, como organogramas, fluxogramas, modelagem de dados
(usando UML ou outra notação gráfica qualquer), diagramas de redes, plantas baixas, cartazes, etc.
O Visio pode ser considerado um intermediário entre um programa de CAD (especializado em desenho vetorial de alta
precisão para engenharia) e um programa de desenho artístico vetorial, como o Adobe Illustrator. Na comparação com
essas ferramentas mais especializadas, as funcionalidades do Visio são bem inferiores; não é tão preciso quando o
AutoCAD, e não oferece recursos artísticos como o Illustrator. Porém, a flexibilidade, a simplicidade de uso e qualidade
das ferramentas o tornam uma ferramenta excelente para aplicações rápidas, rascunhos, e diagramas de uso pessoal ou
profissional.
O Visio está disponível em duas edições: Standard e Professional. A interface é idêntica, mas a edição "profissional"
oferece recursos automatizados para diagramas mais avançados, além da funcionalidade de integração com dados de
outros aplicativos, que podem ser apresentados graficamente.
O produto foi desenvolvido pela Visio Corporation, uma empresa independente que foi adquirida em 2000 pela Microsoft.
Desde então, o Visio foi incorporado ao pacote de ferramentas de produtividade.
Sobre o MS Visio®:
Ferramenta para Modelar (desenhar ) os Processos:
Para desenhar (ou modelar) os processos podemos utilizar diversas ferramentas, deste o lápis e o
papel até softwares sofisticados . Se a opção for software isto tem a ver produtividade , facilidade de
uso e custo de aquisição.
Uma boa análise de Custo x Benefício pode ajudar na determinação de qual é a “ferramenta certa”.
Entre as diversas ferramentas (softwares) apresentarei a MS Visio®, que é uma ferramenta “paga”,
simples, mas que permite modelar (desenhar), documentar e publicar os processos de forma
rápida e objetiva.
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
MS Visio®, Principais Características:
11
- Suporte a BPMN versão 1.1 (necessário o Stencil);
- Publicação de modelo no formato Web (isto nós amamos)
- Suporte a XML (XML Stencil, XML Drawing...)
- Não existe versão para Linux ou MAC (isto nós não gostamos);
- Possibilidade de “anexar” documentos, planilhas e etc.
- Suporte a diversos tipos de notações: EPC, TQM e Fluxograma
- Suporte ao idioma português (isto nós amamos);
- Fácil de aprender (baixa curva de aprendizado)
O que faltou na ferramenta:
- Suporte nativo a notação BPMN
- Simulação de processos
- Validação de modelos (diagramas)
- Suporte a BPEL (Business Process Execution Language);
- Suporte a XPDL (XML Process Definition Language);
Versão que foi utilizada neste tutorial MS Visio 2003
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Advertência. Para usar ferramenta têm pré-requisitos:
12
Siga em frente
(sinal verde).
Veja o Tutorial “Notação BPMN v.
1.2”, leia e estude a notação
primeiro e depois volte nesta parte.
Você conhece BPM
(Gestão por Processo
de Negócio) ?
SIM Não
Então veja o eBook sobre Gestão
por Processo de Negócio antes de
continuar este tutorial
Você conhece a
notação BPMN versão
1.2 ?
SIM Não
http://www.slideshare.net/Ridlo/notao-bpmn-v-12
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 13
2ª Parte: Explorando o Visio. O tutorial
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 14
O que é Modelagem de Processos ? É a elaboração de um/ou mais ou diagramas e/ou mapa do processo
de negócio, documentação que define o resultado (saída do processo) e descreve eventos, características,
exceções, regras, papéis, responsabilidades, atividades, tarefas e as informações que fluem entre elas.
[Um pouco de teoria] O que é Modelagem de Processos ?
Após o Mapeamento, inicia-se o trabalho de modelagem. O primeiro documento resultante deste
trabalho é o Mapa de Processos, o objetivo deste mapa é fornecer uma única visão dos processos da
empresa (ou do contexto do mapeamento), seus relacionamentos, atividades/tarefas, stakeholders,
papéis e responsabilidades e o fluxo de valor dos processos.
Exemplo:MapadeProcessodoHotel:
O Mapa de processos deve ser apresentado em uma linguagem gráfica que seja simples e que facilite o
entendimento de todos os envolvidos e que permita:
- Exibir os detalhes dos processos de modo gradual e controlado;
- Encorajar precisão na descrição do processo;
- Focar a atenção nas interfaces entre os processos e
- Prover uma análise de processos poderosa e consistente com o vocabulário de negócio
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 15
Abordagem para o Mapeamento e Modelagem de Processos:
Melhores Práticas:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 16
[Um pouco de teoria] Exemplo da abordagem Top Down:
Fazer a Decomposição do Processo:
A decomposição do processo facilita entendimento, reduz a complexidade e identificação dos
seus sub-processos e/ou as atividades.
PCP[1]
Produção
de produto
Entrega
de produto
Efetivação
de Pedido
Atividades
Macro
Processos
Enviar para PCPGerar OPRegistrar PedidoCadastrar Cliente
Produção de Produtos
sob Encomenda
Tarefas
Processos
Solicitar dados
do Cliente
Registrar o
cliente
[1] Planejamento e Controle da Produção
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 17
MS Visio. Começando a trabalhar com MS Visio
Menu: Arquivo > Novo > Ponto de Partida
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 18
MS Visio. Modelos em Destaques:
Modelo EPC
Cria diagrama de Cadeia de Processos
acionados por evento para documentar
processos. Muito utilizado para documentar
os processos do ERP SAP R/3
Modelo de fluxograma básico
Cria fluxogramas, diagramas (hierárquico
e controle de
informações, planejamento)
Modelo de fluxograma multifuncional
Cria fluxograma separado por unidade
funcional, por exemplo: departamentos e
unidades de negócios
Modelo de Diagrama de Fluxo de Trabalho
Criar diagrama de fluxo de informações,
automação e redesenho Documenta processos
Six Sigma e ISO 9000.
Modelo de Diagrama de Causa e
Efeito (Espinha de peixe / Ishikawa)
Cria diagrama de Causa e Efeito, pode
ser utilizado para resolver problemas
e/ou para fazer melhoria no processo
Modelo de Diagrama UML
Cria modelo e diagramas para
Desenvolvimento de Software. O Diagrama
de Atividade também ser utilizado para
desenho de processos
Modelo de Mapa de Fluxo de Valor
Cria mapas de fluxo de valor para
demonstrar a movimentação de materiais e
informações em um processo de fabricação
Lean
Modelo de Diagrama TQM
Cria diagrama de fluxo de processos de
causa e efeito, descrentes e
multifuncionais para redesenho de
processo, Gestão de Qualidade Total
(TQM) e melhoria continua.
Pode documentar processos Six Sigma e
ISO 9000
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 19
MS Visio. Selecionando um modelo (diagrama):
Faça a seleção clicando no
diagrama/fluxograma
Selecione uma pasta, elas
contém os diagramas...
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 20
MS Visio. Começando a desenhar:
Área de desenho
Elementos da notação fluxograma
(formas)
1 - Para começar o desenho
arraste e solte os elementos
2 – Para conectar (ligar) os
elementos use a ferramenta conectar
Pontos de conexão
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 21
MS Visio. Fluxograma Multifuncional:
Selecione a orientação
1
2
Desenhe o processo3
Papel ou
Unidade funcional
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 22
MS Visio. Menus de Opções: Formatar e Forma
Para fazer formatação da forma (elemento)
ou simplesmente copiar, colar ou recorta você
pode chamar o Menu Pop-up.
Como fazer:
1 - Selecione o elemento (forma)
2 - Clique no botão direito do mouse
3 - Selecione a opção no Menu
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 23
MS Visio. Menus de Opções: Dados
2
1
Para adicionar dados, fazer formatação da forma (elemento) utilize o Menu Pop-UP(1) ou barra
de menu no item Dados(2).
Opcionalmente você também poderá
chamar Dados da Forma através da
opção: Propriedade
3
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 24
MS Visio. Editando e Adicionando Dados:
2
3
1
Edição
1
Edição
1
Edição
1
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 25
MS Visio. Adicionando Bordas e Títulos:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 26
Notação:
A notação permite fazer a representação gráfica das atividades, tarefas, responsabilidades
papéis e fluxo de trabalho do processo.
A Notação do Processo geralmente também define os seguintes elementos:
- Objetivo o processo;
- Especifica as entradas;
- Especifica as saídas;
- Recursos consumidos;
- Atividades feitas em alguma ordem (Fluxo de Trabalho) e
- Eventos que conduzem o processo.
1 ato de notar, de representar algo
por meio de símbolos ou caracteres.
2 sistema de representação gráfica
de elementos de determinado campo
de conhecimento (por exemplo:
música, lógica, matemática, química
etc.).
3 símbolo ou conjunto de símbolos ou
caracteres com que é feita essa
representação.
Alguns exemplos de notações:
- EPC
- Fluxograma;
- BPMN
O que é notação ?
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 27
Notação: EPC
EPC (Event-Driven Process Chain), que pertence à arquitetura ARIS (Architecture of
Integrated Information Systems).
EPC habilita a modelagem de processo como uma sequência lógica de funções.
Considerando EPC como um processo que pode ser entendido como a quantidade de
funções que são disparadas por um ou mais eventos.
A EPC foi desenvolvida em uma colaboração da empresa IDS (que desenvolveu a ARIS Toolset) com a
SAP AG, sendo o componente chave de modelagem de business process do SAP R/3. A principal crítica
com relação a este tipo de ferramenta é sobre seu alto custo, a complexidade de utilização e a barreira
que este tipo de ferramenta impõe à participação de todos os membros da equipe. Ela dificulta a atividade
de "mão na massa", distanciando um pouco as pessoas do modelo gerado.
Falha
identificada
Investigar
soluções
Escolher
método
de resolução
Determinar
recursos
necessários
Solicitar
aprovação
do orçamento
Implanta
a solução
Falha
corrigida
Exemplos:
Nota: Neste tutorial não abordaremos o EPC, apenas o citamos para demonstrar que Visio tem suporte a mais de
uma notação.
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 28
O BPMN fornece uma notação para expressar os processos de negócio em um único diagrama de
processo de negócio (Business Process Diagram – BPD).
Fornece uma notação que compreensível por todos os usuários, analistas e técnicos.
Garante que linguagens projetadas para a execução de processos de negócio, tais como o BPEL4WS e
o BPML sejam visualmente expressas com uma notação comum.
Simbologia do BPMN:
http://www.bpmn.org/
Notação. BPMN:
Um dos objetivos da BPMN é criar
um mecanismo simples para o
desenvolvimento dos modelos
processos de negócio e facilitar o
entendimento de todas as pessoas
envolvidas com o processo.
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 29
Faça download da especificação: http://www.bpmn.org
Notação. BPMN:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 30
Confirmar
Reserva
Tratar falha
Verificar
reserva
do hotel
Verificar
reserva
do vôo
Verificar
pagamento
Verificar novamente
Fazer
Confirmação
+Receive
Reply
Um exemplo comentado do “Processo Confirmar Reserva”:
Não
Pago ?
Sim
Início
+
sub-processo
atividade
exceção
grupo
final
junção
condição
Comentário:
Você pode pode começar a desenhar os processos utilizando os elementos básicos do BPMN, eles
também são conhecidas como “core elements”, e depois e evoluir para parte mais avançada,
conhecida como “full elements”.
Notação. BPMN:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 31
Elementos do BPMN:
A especificação BPMN é divida em três áreas:
– Core Elements
– Full Elements
– Atributtes
• Atributtes (Atributos):
– Conjunto de propriedades e informações de cada elemento (informações no formato texto)
Exemplo:
• Nome
• Tipo
• Status
• Descrição
• Escopo
• Métricas
• Indicadores
• Dono (Process Owner)
• Patrocinador (Sponsor)
• Freqüência
• Papéis
etc...
• Core Elements:
– Conjunto de elementos comuns e simplificados, capazes de modelarem a maior parte dos processos
das empresas.
• Full Elements:
– Conjunto de todos os elementos da especificação, inclusive “Core Elements”, capazes de modelarem
qualquer processo de negócio.
Notação. BPMN:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 32
Business Process Diagram (BPD)
O BPMN fornece uma notação para expressar os processos de negócio em um único diagrama de
processo de negócio (Business Process Diagram – BPD).
Processo:
Para o BPMN, processo é uma atividade realizada por uma empresa e composta por uma série de
etapas e controles que permitem o fluxo de informações;
O conceito de processo é extremamente hierárquico, iniciando “macro-processos” e indo até o nível de
tarefa (menor nível dentro de processo);
Processo de Negócio (business process) é conceituado como uma série de atividades que são
realizadas por uma ou mais empresas;
Atributos: Nome, Tipo (abstrato, privado ou colaboração) e Status (Ativo, Inativo,Cancelado, Pronto,
Completado e etc.) e Performers (executante) um ou mais executantes podem ser inscritos. O
atributo performers (executantes) define o recurso que será responsável pelo processo. O executante
pode ser na forma de um indivíduo específico, um grupo, um papel funcional ou uma posição ou uma
empresa.
Um BPD, é o local para modelar o processo de negócio que pode ser formado por um ou mais
processos; Estes processos dentro do processo de negócio podem ser formados por sub-processos;
Processo 1
Processo de Negócio
Processo 2
BPD
Notação. BPMN:
Principais Atributos: ID (identificador único), Nome (descrição do diagrama), Versão (número da versão
do diagrama) e Autor (nome do autor).
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 33
Fluxograma
início
Material
suficiente ?
Efetivar
Pedido
Planeja a
Produção
Solicita a
compra de
material
Não
Sim
Produzir o
Produto
Entregar o
Produto
fim
Descrição:
- O fluxograma é muito simples. Uma retângulo é usado
para indicar um passo do processamento. Um losango
representa uma condição e as setas mostram a
orientação do fluxo de controle.
Exemplos:
Primeira
tarefa
Segunda
Tarefa
Primeira
tarefa
Segunda
tarefa
Terceira
tarefa
Condição
verdadeira falsa
Exemplos:
Vantagens Desvantagens
- Baixo custo
- Fácil entendimento
- Descreve trilhas de decisão
- Muito orientada a procedimentos
- Modelos não são detalhados
- Comunicação dos modelos difícil
- Pouca informação do processo/ modelo
Notação: Fluxograma
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 34
Visio. Desenhando um diagrama com a notação Fluxograma:
Crie uma nova página
1
2 Desenhe Subprocesso
Atividade
Decisão
Direção do fluxo
Inicio/Fim
Principais Elementos
dados
documento
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 35
Criando um link entre o Processo e Subprocesso
Menu: Inserir > Hiperlink
Selecione o elemento1
2
3 Informe o endereço
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 36
Visualizar as Formas:
Forma que formas serão exibidas
(com mais detalhes e com menos)
As forma exibidas com
símbolo e rotulo (texto)
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 37
Um pouco de capricho
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 38
Publicando os arquivos na Web:
Menu > Salvar como Página da Web1
Selecione a pasta salva os arquivos2
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 39
Publicando os arquivos na Web
Barra de
Navegação
Dica: A navegação fica melhor no Internet Explorer (IE)
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 40
MS Visio. Customizando um Estêncil (Elementos)
Menu: Arquivo > Formas > Novo Estêncil1
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 41
Selecione como os ícones serão exibidos
2
Marque todos os elementos que você
quer copiar no novo estêncil e copie.3
Marque todos os elementos que você
quer copiar no novo estêncil e copie.3
MS Visio. Customizando um Estêncil (Elementos):
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 42
Edição
Cole todos os elementos44 Cole todos os elementos4
A edição permite você apagar
elementos e troca os rótulos
5
Ainda na edição salve o novo
estêncil com um novo que seja
apropriado, exemplo: Meu
Fluxo
6
MS Visio. Customizando um Estêncil (Elementos):
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 43
MS Visio. Utilizando um Estêncil Customizado
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 44
BPMN (Business Process Modeling Notation)
Visio®
MS Visio. Utilizando a notação BPMN:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 45
MS Visio. Modelos:
Modelo EPC
Cria diagrama de Cadeia de Processos
acionados por evento para documentar
processos. Muito utilizado para documentar
os processos do ERP SAP R/3
Modelo de fluxograma básico
Cria fluxogramas, diagramas (hierárquico
e controle de
informações, planejamento)
Modelo de fluxograma multifuncional
Cria fluxograma separado por unidade
funcional, por exemplo: departamentos e
unidades de negócios
Modelo de Diagrama de Fluxo de Trabalho
Criar diagrama de fluxo de informações,
automação e redesenho Documenta processos
Six Sigma e ISO 9000.
Modelo de Diagrama de Causa e
Efeito (Espinha de peixe / Ishikawa)
Cria diagrama de Causa e Efeito, pode
ser utilizado para resolver problemas
e/ou para fazer melhoria no processo
Modelo de Diagrama UML
Cria modelo e diagramas para
Desenvolvimento de Software. O Diagrama
de Atividade também ser utilizado para
desenho de processos
Modelo de Mapa de Fluxo de Valor
Cria mapas de fluxo de valor para
demonstrar a movimentação de materiais e
informações em um processo de fabricação
Lean
Modelo de Diagrama TQM
Cria diagrama de fluxo de processos de
causa e efeito, descrentes e
multifuncionais para redesenho de
processo, Gestão de Qualidade Total
(TQM) e melhoria continua.
Pode documentar processos Six Sigma e
ISO 9000
MS Visio tem suporte nativo a notação BPMN ?
Não. Mas existem duas formas para adicionar suporte a notação BPMN no Visio
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 46
MS Visio: Adicionar BPMN Estêncil
Menu: Arquivo > Formas > Abrir Estêncil1
Localize o arquivo
...DocumentsMy Shapes
Abra o arquivo
2
1º
1
Necessário o
Stencil BPMN
Primeira
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 47
Os elementos da notação
BPMN
MS Visio. Adicionar BPMN Estêncil (Suporte a BPMN)
1º
3
Primeira
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 48
Menu de barra: Arquivo > Novo > Novo Desenho
2º
MS Visio. Suporte BPMN:
Segunda
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 49
1 – Formas, Pesquisar formas: Digite BPMN e clique no
botão verde ou tecle <enter>
2 – Aguarde a pesquisa
3 – Resultado da pesquisa deve ser os elementos da notação
BPMN.
MS Visio. Suporte BPMN, Pesquisar Formas:
2º
1
2
3
Segunda
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 50
MS Visio. Suporte BPMN, Salvar como [O novo estêncil]
2º
4
4 – Chame o menu: Barra BPMN, botão direito do mouse, selecione a opção Salvar
como...
5 – Dê um nome para o estêncil e clique no botão salvar
5Segunda
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 51
MS Visio. Suporte BPMN
Pronto
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 52
MS Visio. Desenhado um processo com a notação BPMN
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 53
3ª Parte: Estudo de caso e um exercício
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Processo de Reserva:
O Cenário atual:
O Hotel Paradise precisa melhorar seu processo de reserva para reduzir os prejuízo
financeiros decorrente de “no show” de clientes.
O "no-show“ são aquelas situações onde o cliente faz reserva, mas não comparece para
fazer o Check-in, gerando prejuízo para hotel.
O Processo:
A reserva de apartamentos inicia quando o cliente entra em contato com Setor de Reserva
e solicita uma reserva da apartamento.
O cliente informa o período entre datas, tipo de apartamento e quantidade de pessoas.
O agente de reserva verifica a disponibilidade de apartamento, se houver, ele faz a
reserva, caso contrário ele oferece alternativa de tipo de apartamento e datas para o
cliente se o cliente aceitar a reserva será feita.
Para fazer a reserva o agente solicita os dados do cliente. E depois confirmar a reserva.
Estudo de Caso: Processo de Reserva:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 55
Road Map
Apresentação,
Validação
e Aprovação
do modelo (TO-BE)
Mapear os
processos
Entender
Modelo
(AS-IS
Modelo
(TO-BE)
Análise de Processo
Metodologia Process-M3® (1º. Mapeamento, 2º. Modelagem e 3º. Melhoria)
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Road Map
Após o Mapeamento de Processo, entra a fase
da Análise de Processo esta fase é composta pelas atividades:
1 - Entender o cenário atual:
Técnicas que podem ser utilizadas:
- Entrevistas e preenchimento de questionário de apoio
- Reuniões e Workshops
- Coleta de documentos
- Observação de campo
2 - Fazer modelo AS-IS (do processo):
Desenhar o processo utilizando uma notação que seja comum a cultura da empresa (neste
caso será usada a notação BPMN)
3 - Fazer modelo TO-BE (proposta de melhoria)
Desenhar o processo (proposta de melhoria)
Apresentar a proposta de melhoria
Estudo de Caso: Processo de Reserva:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Estudo de Caso: Exemplo de Questionário de Apoio
Questionário de Apoio:
P: Qual é o evento que inicia o processo ?
R: Solicitação de reserva
P: Quando o processo acaba (qual é o resultado esperado) ?
R: Reserva confirmada.
P: Quem são os participantes ?
R: Ciente (papel de negócio) e Setor de Reserva do Hotel (Entidade de negócio)
P: Quais são os executantes ?
R: Executantes: Agente de Reserva
P: Quais são as funções de negócios que estão envolvidas no processo?
R: Fazer reserva de apartamento.
P: Quais são as principais atividades e tarefas ?
R: Receber solicitação, verificar disponibilidade de apartamento, oferecer
alternativas, Fazer a reserva e Confirmar a reserva
P: Quais são as restrições ?
R: Indisponibilidade de apartamentos
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial: Adicionar os participantes
1 – Adicionando os participantes ao diagrama:
- Ciente (papel de negócio)
- Hotel (Entidade de negócio)
1
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 59
Processo:
O BPMN pode modelar os tipos de processo:
– Processo interno (Private (Internal) Business Process)
– Processo abstrato (Abstract (Public) Process)
– Processo de colaboração (Collaboration (Global) Process)
Processo Interno:
É o tipo de processo mais comum, composto por
uma série de atividades que são realizadas
unicamente dentro de uma empresa.
O fluxo da sequência do processo é contido dentro
do Pool e não pode cruzar os limites do Pool.
Receber
Ordem de
Serviço
Fazer o
Setup de
máquina
Executar
Ordem de
Serviço
Fábrica1
Processos Abstratos:
Muitas vezes, o processo inclui atividades que são
realizadas fora da empresa (realizado por
terceiros, por exemplo) e não temos gerência sobre
a execução destas atividades
Utilizamos um modelo abstrato para representar
uma “entidade” independente, com processos
próprios, mas que não podemos modelar (por não
conhecer o processo) ou não nos interessa modelá-
lo;
No exemplo ao lado o Fornecedor faz o beneficiamento
da matéria prima, entretanto, é um processo interno do
fornecedor, o qual não é conhecido, ele deve ser
modelado como um processo abstrato (caixa preta).
Receber
Ordem de
Serviço
Fazer o
Setup de
máquina
Executar
Ordem de
Serviço
Fábrica1Fornecedor
Tutorial: Definir os tipos dos processos
2
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 60
Processos de Colaboração:
Descrevem processos B2B e as interações entre
duas ou mais entidades de negócio.
Os diagramas processos são geralmente de um
ponto de vista global.
As interações são descritas como as seqüências de
atividades e as trocas de mensagens entre os
participantes.
Processar
Pedido
Solicitar
Entrega
Encerrar
Pedido
LojaAEntregador
Processar
Entrega
+
No exemplo ao lado o Entregador, Empresa que é
responsável por fazer a entrega, neste caso este
processo é conhecido e de domínio da Loja A (que
realiza a venda), logo ele deverá ser modelado
(desenhado) explicitamente, ou seja com detalhes.
Processo:
O BPMN pode modelar os tipos de processo:
– Processo interno (Private (Internal) Business Process)
– Processo abstrato (Abstract (Public) Process)
– Processo de colaboração (Collaboration (Global) Process)
Tutorial: Definir os tipos dos processos
2
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial: Definir os tipos dos processos
Cliente: Conhecemos (ou temos domínio) o processo do participante cliente
Resposta: Não. Temos nenhum domínio sobre este processo. Logo podemos
considerar que ele é um Processo Abstrato.
Setor de Reserva do Hotel: Conhecemos este processo, logo ele será um Processo
Interno.
2
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial: Iniciar o desenho do diagrama
Olhando a pergunta e a resposta do Questionário de Apoio, fica fácil saber
quando o processo inicia. Veja a questão:
P: Qual é o evento que inicia o processo ?
R: Solicitação de reserva
3
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial: Iniciar o desenho do diagrama
A tarefa Verificar disponibilidade de apartamento resultará em uma decisão com
duas opções possíveis para a sequência do fluxo, contudo somente uma opção será
seguindo por vez.
A primeira Opção: Existe disponibilidade e a segunda: Não existe disponibilidade,
para representar estes caminhos usaremos o elemento “gateway”
4
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial: Iniciar o desenho do diagrama
A tarefa Verificar disponibilidade de apartamento resultará em uma decisão com
duas opções possíveis para a sequência do fluxo, contudo somente uma opção será
seguindo por vez.
A primeira Opção: Existe disponibilidade e a segunda: Não existe disponibilidade,
para representar estes caminhos usaremos o elemento “gateway”
4
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial: O Diagrama (Modelo AS-IS) completo.
5
Agora temos o diagrama do processo de Reserva (Modelo AS-IS) por completo.
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 66
Tutorial: O Modelo TO-BE
Para reduzir as despesas operacionais (riscos operacionais), exemplo:
"no-show". O hotel resolveu que no ato da reserva o cliente deverá
fazer um depósito de 20% do valor da reserva.
E que somente após o depósito efetivado será confirmado a reserva.
Este depósito deve em no máximo 2 dias após solicitação de reserva.
Caso o depósito não seja feito a reserva será cancelada.
Departamentos do hotel envolvidos:
-Setor de Reserva e Financeiro
-Instituição Financeira:
- Banco
Você seria capaz de desenhar
o Modelo TO-BE ?
Desafio
Envie seu modelo (TO-BE) para nós..
rildo.santos@etecnologia.com.br
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 67
4ª Parte – Um exemplo completo
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 68
Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo:
http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/
Clique no elemento
reserva para navegar
Este é um exemplo de Mapa de Processo
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 69
Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo:
http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/
Clique no link veros Diagramas do
processo reserva para navegar
Este é um exemplo
de como pode organizar
a documentação de um
processo
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/reserva.htm
Este é um Diagrama exemplo.
Clique no sub-processo de cor
verde reserva para navegar
Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/reserva.htm
Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo:
Este é um Diagrama exemplo.
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
O Fim...
72
Que saber mais, conhecer mais a ferramenta, explorar todos os recursos:
Entre em contato temos um Treinamento especifico sobre a ferramenta MS Visio®:
:: Mapeamento e Modelagem de Processos com BMPN e MS Visio®
:: entre em contato: rildo.santos@etecnologia.com.br
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Nossos Serviços de Consultoria:
Serviços de Consultoria:
- Mapeamento, Modelagem e Melhoria de Processos de Negócio
- Implementação de Escritório de Processos
- BPM Coach
- Green BPM
73
Sustentabilidade
Ambiental
Gestão de
Inovação
Processos
Agile
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Formação de Analista de Processo de Negócio
74
Veja mais detalhes
Curso tem uma abordagem prática que facilita o aprendizado da Gestão
por Processo. Durante a formação será desenvolvido exercícios e um
estudo de caso que abrange todo o ciclo de vida BPM.
Será demonstrado como utilizar técnicas para mapear, modelar com a
BPMN, analisar e melhorar os processos de negócio.
Este curso de formação tem como objetivo capacitar as pessoas como Analista de Processo de
Negócio.
Fazendo este curso você aprenderá:
- Fundamentos e Conceitos Avançados da Gestão por Processo de Negócio (BPM)
- A notação BPMN
- Ciclo Vida BPM
- Fazer o alinhamento dos processos com a estratégia
- Entender o planejamento estratégico, BSC e cadeia de Valor
- Fazer mapeamento de processo e as principais técnicas
- Fazer modelagem e processo e as principais técnicas
- Fazer análise e melhoria de processo e as principais técnicas
- Usar a ferramenta BizAgi Process Modeler® para diagramar, documentar e publicar processos
- Criar a documentação de processo
- Escrever regras de negócios
- Entender que são politica, normas e procedimentos e quando usa-las
- Utilizar a Metodologia BPI (Business Process Improvement), que é a metodologia para
mapeamento, modelagem e melhoria de processos que será empregada durante o curso.
- Como e quando usar o Guia BPM CBOK®
No final da formação você estará pronto para atuar em projetos BPM.
www.etecnologia.com.br | etecnologia@etecnologia.com.br
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Comunidade eTecnologia. Quer Mais ?
http://etecnologia.ning.com/
75
Gostou quer mais, gostaria de receber outros materiais sobre o mesmo tema e novas versões deste
material...
Venha para fazer parte da comunidade eTecnologia, clique: http://etecnologia.ning.com
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 76
Notas:
Marcas Registradas:
Todos os termos mencionados e reconhecidos como Marca Registrada e/ou comercial são de
responsabilidade de seus proprietários. O autor informa não estar associada a nenhum produto e/ou
fornecedor apresentado neste material. No decorrer deste, imagens, nomes de produtos e fabricantes
podem ter sido utilizados, e desde já o autor informa que o uso é apenas ilustrativo e/ou educativo, não
visando ao lucro, favorecimento ou desmerecimento do produto/fabricante.
Melhoria e Revisão:
Este material esta em processo constante de revisão e melhoria, se você encontrou algum problema
ou erro envie um para e-mail nós.
Criticas e Sugestões:
Nós estamos abertos para receber criticas e sugestões que possam melhorar o material, por favor
envie um e-mail para nós.
Rildo F dos Santos (rildo.santos@etecnologia.com.br)
Imagens:
Google, Flickr e Banco de Imagem.
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 77
Licença:
rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS
TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios
Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013
Tutorial
Visio®
Versão 6
Modelagem de
Processos de
Negócios com
BPMN e
MS Visio®
Rildo Santos (@rildosan)
rildo.santos@etecnologia.com.br
skype: rildo.f.santos
http://rildosan.com/(11) 99123-5358
(11)99962-4260
www.etcnologia.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Process Design Thinking
Process Design ThinkingProcess Design Thinking
Process Design Thinking
Rildo (@rildosan) Santos
 
Mpsbr
MpsbrMpsbr
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - IniciaçãoGerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Paulo Junior
 
Modelagem de Processos
Modelagem de ProcessosModelagem de Processos
Modelagem de Processos
Thiago Andress
 
Gerenciamento de riscos do projeto
Gerenciamento de riscos do projetoGerenciamento de riscos do projeto
Gerenciamento de riscos do projeto
Wellington Oliveira
 
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Paula Martins
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
Marcos Abreu
 
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplinaSistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Slides MPS-BR
Slides MPS-BRSlides MPS-BR
Slides MPS-BR
alinebicudo
 
Processos organizacionais 03
Processos organizacionais 03Processos organizacionais 03
Processos organizacionais 03
José Claudemiro Oliveira
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
AULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMIAULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMI
Daniela Brauner
 
Aula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de SoftwareAula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de Software
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Cobit
CobitCobit
Cobit
TI Infnet
 
Visão por Processos
Visão por ProcessosVisão por Processos
Visão por Processos
Q2 Management
 
Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)
Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)
Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)
Rildo (@rildosan) Santos
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
Coelho Assessoria
 
Aula 1 Modelagem De Processos
Aula 1   Modelagem De ProcessosAula 1   Modelagem De Processos
Aula 1 Modelagem De Processos
Marcos Barato
 
Aula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias ÁgeisAula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias Ágeis
Mauricio Cesar Santos da Purificação
 
Fluxograma processo - desenvolvimento de software
Fluxograma   processo - desenvolvimento de softwareFluxograma   processo - desenvolvimento de software
Fluxograma processo - desenvolvimento de software
Aragon Vieira
 

Mais procurados (20)

Process Design Thinking
Process Design ThinkingProcess Design Thinking
Process Design Thinking
 
Mpsbr
MpsbrMpsbr
Mpsbr
 
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - IniciaçãoGerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - Iniciação
 
Modelagem de Processos
Modelagem de ProcessosModelagem de Processos
Modelagem de Processos
 
Gerenciamento de riscos do projeto
Gerenciamento de riscos do projetoGerenciamento de riscos do projeto
Gerenciamento de riscos do projeto
 
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum Metodologia agil & fundamentos do Scrum
Metodologia agil & fundamentos do Scrum
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
 
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplinaSistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
 
Slides MPS-BR
Slides MPS-BRSlides MPS-BR
Slides MPS-BR
 
Processos organizacionais 03
Processos organizacionais 03Processos organizacionais 03
Processos organizacionais 03
 
Gestao De Projetos
Gestao De ProjetosGestao De Projetos
Gestao De Projetos
 
AULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMIAULA02 - Gerência de Projetos - PMI
AULA02 - Gerência de Projetos - PMI
 
Aula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de SoftwareAula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de Software
 
Cobit
CobitCobit
Cobit
 
Visão por Processos
Visão por ProcessosVisão por Processos
Visão por Processos
 
Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)
Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)
Agile BPM (Gestão por Processo Ágil)
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
 
Aula 1 Modelagem De Processos
Aula 1   Modelagem De ProcessosAula 1   Modelagem De Processos
Aula 1 Modelagem De Processos
 
Aula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias ÁgeisAula - Metodologias Ágeis
Aula - Metodologias Ágeis
 
Fluxograma processo - desenvolvimento de software
Fluxograma   processo - desenvolvimento de softwareFluxograma   processo - desenvolvimento de software
Fluxograma processo - desenvolvimento de software
 

Destaque

Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de NegócioTutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Rildo (@rildosan) Santos
 
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business StudioModelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Rildo (@rildosan) Santos
 
Análise, Simulação e Melhoria de Processo com WBM
Análise, Simulação e Melhoria de Processo com WBMAnálise, Simulação e Melhoria de Processo com WBM
Análise, Simulação e Melhoria de Processo com WBM
Rildo (@rildosan) Santos
 
Gestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introdução
Gestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introduçãoGestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introdução
Gestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introdução
Rildo (@rildosan) Santos
 
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - CompletoCurso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Fernando Dantas
 
MS Project 2010 Iniciante
MS Project 2010 InicianteMS Project 2010 Iniciante
MS Project 2010 Iniciante
Mauricio Bellesa Lobo, PMP
 
Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...
Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...
Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...
Caio Moreno
 

Destaque (7)

Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de NegócioTutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
 
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business StudioModelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
 
Análise, Simulação e Melhoria de Processo com WBM
Análise, Simulação e Melhoria de Processo com WBMAnálise, Simulação e Melhoria de Processo com WBM
Análise, Simulação e Melhoria de Processo com WBM
 
Gestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introdução
Gestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introduçãoGestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introdução
Gestão de Serviços de TI com a ITIL. Uma introdução
 
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - CompletoCurso de Microsoft Project 2010 - Completo
Curso de Microsoft Project 2010 - Completo
 
MS Project 2010 Iniciante
MS Project 2010 InicianteMS Project 2010 Iniciante
MS Project 2010 Iniciante
 
Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...
Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...
Curso Gratuito Online Desmistificando BI (Business Intelligence) Open Source ...
 

Semelhante a Tutorial Visio Modelagem de Processos

Metastorm ProVision
Metastorm ProVisionMetastorm ProVision
Metastorm ProVision
Wlademir Pinto da Silva ✔
 
Tutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgi
Tutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgiTutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgi
Tutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgi
Rildo (@rildosan) Santos
 
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Rildo (@rildosan) Santos
 
Mudando a Cultura de uma Organização para o Pensamento Ágil
Mudando a Cultura de umaOrganização para o Pensamento ÁgilMudando a Cultura de umaOrganização para o Pensamento Ágil
Mudando a Cultura de uma Organização para o Pensamento Ágil
Luiz C. Parzianello
 
Engenharia De Software
Engenharia De SoftwareEngenharia De Software
Engenharia De Software
Felipe Goulart
 
Webinar projetos e ti - business intelligence - como fazer
Webinar   projetos e ti - business intelligence - como fazerWebinar   projetos e ti - business intelligence - como fazer
Webinar projetos e ti - business intelligence - como fazer
Projetos e TI
 
Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...
Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...
Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...
GrupoMENTHOR
 
FabricioDoi
FabricioDoiFabricioDoi
FabricioDoi
Fabrício Doi . '.
 
20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli
20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli
20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli
Carlos Eduardo Capparelli
 
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo? Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Venícios Gustavo
 
SA-Business Intelligence
SA-Business IntelligenceSA-Business Intelligence
SA-Business Intelligence
Anderson Pereira CBPP®, CAPM®, CQIA®
 
Analise de Requisitos Software
Analise de Requisitos SoftwareAnalise de Requisitos Software
Analise de Requisitos Software
Rildo (@rildosan) Santos
 
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Rildo (@rildosan) Santos
 
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...
tdc-globalcode
 
Desenhando Componentes de Software com UML
Desenhando Componentes de Software com UMLDesenhando Componentes de Software com UML
Desenhando Componentes de Software com UML
Rildo (@rildosan) Santos
 
Projetos Digitais v.1.13 from 2013
Projetos Digitais v.1.13 from 2013Projetos Digitais v.1.13 from 2013
Projetos Digitais v.1.8 from 2010
Projetos Digitais v.1.8 from 2010Projetos Digitais v.1.8 from 2010
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia EmpresarialPortais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Marcelo Pimenta (menta90)
 
Es 09
Es 09Es 09
SEBRAETEC - Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPM
SEBRAETEC -  Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPMSEBRAETEC -  Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPM
SEBRAETEC - Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPM
Ambiente Livre
 

Semelhante a Tutorial Visio Modelagem de Processos (20)

Metastorm ProVision
Metastorm ProVisionMetastorm ProVision
Metastorm ProVision
 
Tutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgi
Tutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgiTutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgi
Tutorial BizAgi - Modelagem de Processos com BPMN e BizAgi
 
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
Engenharia de Software Ágil (Scrum e FDD)
 
Mudando a Cultura de uma Organização para o Pensamento Ágil
Mudando a Cultura de umaOrganização para o Pensamento ÁgilMudando a Cultura de umaOrganização para o Pensamento Ágil
Mudando a Cultura de uma Organização para o Pensamento Ágil
 
Engenharia De Software
Engenharia De SoftwareEngenharia De Software
Engenharia De Software
 
Webinar projetos e ti - business intelligence - como fazer
Webinar   projetos e ti - business intelligence - como fazerWebinar   projetos e ti - business intelligence - como fazer
Webinar projetos e ti - business intelligence - como fazer
 
Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...
Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...
Palestra sobre a Metodologia para Apoio à Decisão, Gerência e Implantação de ...
 
FabricioDoi
FabricioDoiFabricioDoi
FabricioDoi
 
20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli
20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli
20141128-Carlos-Eduardo-Capparelli
 
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo? Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
 
SA-Business Intelligence
SA-Business IntelligenceSA-Business Intelligence
SA-Business Intelligence
 
Analise de Requisitos Software
Analise de Requisitos SoftwareAnalise de Requisitos Software
Analise de Requisitos Software
 
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
Engenharia de Software 100% Agil (SCRUM, FDD e XP)
 
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...
TDC2018SP | Trilha Arquitetura Corporativa - Consigo aplicar o TOGAF em empre...
 
Desenhando Componentes de Software com UML
Desenhando Componentes de Software com UMLDesenhando Componentes de Software com UML
Desenhando Componentes de Software com UML
 
Projetos Digitais v.1.13 from 2013
Projetos Digitais v.1.13 from 2013Projetos Digitais v.1.13 from 2013
Projetos Digitais v.1.13 from 2013
 
Projetos Digitais v.1.8 from 2010
Projetos Digitais v.1.8 from 2010Projetos Digitais v.1.8 from 2010
Projetos Digitais v.1.8 from 2010
 
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia EmpresarialPortais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
 
Es 09
Es 09Es 09
Es 09
 
SEBRAETEC - Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPM
SEBRAETEC -  Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPMSEBRAETEC -  Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPM
SEBRAETEC - Inteligência Empresarial com CRM BI ECM e BPM
 

Mais de Rildo (@rildosan) Santos

Feedback. Arte de dar e receber feedback
Feedback. Arte de dar e receber feedbackFeedback. Arte de dar e receber feedback
Feedback. Arte de dar e receber feedback
Rildo (@rildosan) Santos
 
Minicurso Meça o que importa com OKR
Minicurso Meça o que importa com OKRMinicurso Meça o que importa com OKR
Minicurso Meça o que importa com OKR
Rildo (@rildosan) Santos
 
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Rildo (@rildosan) Santos
 
Meça o que importa com OKR
Meça o que importa com OKRMeça o que importa com OKR
Meça o que importa com OKR
Rildo (@rildosan) Santos
 
Scrum Experience
Scrum ExperienceScrum Experience
Scrum Experience
Rildo (@rildosan) Santos
 
Minicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem Híbrida
Minicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem HíbridaMinicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem Híbrida
Minicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem Híbrida
Rildo (@rildosan) Santos
 
Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)
Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)
Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)
Rildo (@rildosan) Santos
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Rildo (@rildosan) Santos
 
Jornada de Aprendizado Lean BPM
Jornada de Aprendizado Lean BPM Jornada de Aprendizado Lean BPM
Jornada de Aprendizado Lean BPM
Rildo (@rildosan) Santos
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
Rildo (@rildosan) Santos
 
Tutorial Scrum Experience
Tutorial Scrum Experience Tutorial Scrum Experience
Tutorial Scrum Experience
Rildo (@rildosan) Santos
 
Guia BPM CBOK(R)
Guia BPM CBOK(R)Guia BPM CBOK(R)
Guia BPM CBOK(R)
Rildo (@rildosan) Santos
 
Gestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de ProjetosGestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de Projetos
Rildo (@rildosan) Santos
 
Scrum Master em ação
Scrum Master em açãoScrum Master em ação
Scrum Master em ação
Rildo (@rildosan) Santos
 
Transformação Ágil
Transformação ÁgilTransformação Ágil
Transformação Ágil
Rildo (@rildosan) Santos
 
Service Design Thinking
Service Design Thinking Service Design Thinking
Service Design Thinking
Rildo (@rildosan) Santos
 
Gestão de Projetos Ágeis
Gestão de Projetos ÁgeisGestão de Projetos Ágeis
Gestão de Projetos Ágeis
Rildo (@rildosan) Santos
 
Scrum, o tutorial definitivo
Scrum, o tutorial definitivo Scrum, o tutorial definitivo
Scrum, o tutorial definitivo
Rildo (@rildosan) Santos
 
Feedback Canvas
Feedback CanvasFeedback Canvas
Feedback Canvas
Rildo (@rildosan) Santos
 
Business Design Thinking
Business Design ThinkingBusiness Design Thinking
Business Design Thinking
Rildo (@rildosan) Santos
 

Mais de Rildo (@rildosan) Santos (20)

Feedback. Arte de dar e receber feedback
Feedback. Arte de dar e receber feedbackFeedback. Arte de dar e receber feedback
Feedback. Arte de dar e receber feedback
 
Minicurso Meça o que importa com OKR
Minicurso Meça o que importa com OKRMinicurso Meça o que importa com OKR
Minicurso Meça o que importa com OKR
 
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
 
Meça o que importa com OKR
Meça o que importa com OKRMeça o que importa com OKR
Meça o que importa com OKR
 
Scrum Experience
Scrum ExperienceScrum Experience
Scrum Experience
 
Minicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem Híbrida
Minicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem HíbridaMinicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem Híbrida
Minicurso Gestão Ágil de Projetos com Abordagem Híbrida
 
Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)
Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)
Digital Business Design (Design de Negócios Digitais)
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
 
Jornada de Aprendizado Lean BPM
Jornada de Aprendizado Lean BPM Jornada de Aprendizado Lean BPM
Jornada de Aprendizado Lean BPM
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
 
Tutorial Scrum Experience
Tutorial Scrum Experience Tutorial Scrum Experience
Tutorial Scrum Experience
 
Guia BPM CBOK(R)
Guia BPM CBOK(R)Guia BPM CBOK(R)
Guia BPM CBOK(R)
 
Gestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de ProjetosGestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de Projetos
 
Scrum Master em ação
Scrum Master em açãoScrum Master em ação
Scrum Master em ação
 
Transformação Ágil
Transformação ÁgilTransformação Ágil
Transformação Ágil
 
Service Design Thinking
Service Design Thinking Service Design Thinking
Service Design Thinking
 
Gestão de Projetos Ágeis
Gestão de Projetos ÁgeisGestão de Projetos Ágeis
Gestão de Projetos Ágeis
 
Scrum, o tutorial definitivo
Scrum, o tutorial definitivo Scrum, o tutorial definitivo
Scrum, o tutorial definitivo
 
Feedback Canvas
Feedback CanvasFeedback Canvas
Feedback Canvas
 
Business Design Thinking
Business Design ThinkingBusiness Design Thinking
Business Design Thinking
 

Último

Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
João de Paula Ribeiro Neto
 
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 

Último (6)

Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
 
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 

Tutorial Visio Modelagem de Processos

  • 1. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial Visio® Versão 6 Modelagem de Processos de Negócios com BPMN e MS Visio® Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br skype: rildo.f.santos http://rildosan.com/(11) 99123-5358 (11)99962-4260 www.etcnologia.com.br
  • 2. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 2 Comentário inicial: O Tutorial Visio® é sobre a modelagem de processos, que é segundo passo da metodologia Process- M3® (1º. Mapeamento, 2º. Modelagem e 3º. Melhoria). A modelagem ajuda a entender os processos de negócio, permite ver todos os recursos envolvidos, as dependências e limitações de cada processo. Contudo, para modelar os processos, é preciso conhecer Gestão por Processo (BPM), saber escolher uma notação adequada e selecionar a ferramenta “certa”, estes são fatores críticos. A BPMN é uma notação gráfica e visual, reconhecida como padrão para desenho de processo, para aumentar produtividade devemos utilizar uma boa ferramenta. A ferramenta certa é aquela que depois, da Análise de Custo versus Benefício, é a que melhor atende as necessidades do negócio. Neste tutorial apresentamos como a ferramenta MS Visio® e a notação BPMN podem facilitar a modelagem dos processos do negócio. Tutorial Visio ®
  • 3. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 3 Sobre o autor: Rildo F. Santos (@rildosan) Coach, Consultor, Instrutor, Palestrante e Professor de Gestão de Negócios, Inovação, Processo e Tecnologia e Métodos Ágeis Minha Experiência: Tenho mais de 10.000 horas de experiência em Gestão de Negócios, Gestão de Inovação, Governança e Engenharia de Software. Formado em Administração de Empresas, Pós-Graduado em Didática do Ensino Superior e Mestre em Engenharia de Software pela Universidade Mackenzie. Fui instrutor de Tecnologia de Orientação a Objetos, UML e Linguagem Java na Sun Microsystems e na IBM. Conheço Métodos Ágeis (SCRUM, Lead, FDD e XP), Arquitetura de Software, SOA (Arquitetura Orientado a Serviço), RUP/UP - Processo Unificado, Business Intelligence, Gestão de Risco de TI entre outras tecnologias. Sou professor de curso de MBA da Fiap e fui professor de pós-graduação da Fasp e IBTA. Possuo fortes conhecimentos de Gestão de Negócio (Inteligência de Negócio, Gestão por Processo, Inovação, Gestão de Projetos e GRC - Governance, Risk and Compliance), SOX, Basel II e PCI; E experiência na implementação de Governança de TI e Gerenciamento de Serviços de TI. Conhecimento dos principais frameworks e padrões: ITIL, Cobit, ISO 27001 e ISO 15999; Desempenhei diversos papéis como: Estrategista de Negócio, Gerente de Negócio, Gerente de Projeto, Arquiteto de Software, Projetista de Software e Analista de Sistema em diversos segmentos: Financeiro, Telecomunicações, Seguro, Saúde, Comunicação, Segurança Pública, Fazenda, Tecnologia, Varejo, Distribuição, Energia e Petróleo e Gás. Possuo as certificações: CSM - Certified SCRUM Master, CSPO - Certified SCRUM Product Owner , SUN Java Certified Instrutor, ITIL Foundation e sou Instrutor Oficial de Cobit Foundation e Cobit Games; Sou membro do IIBA-International Institute of Business Analysis (Canada) Onde me encontrar: rildo.santos@etecnologia.com.br Blog: http://rildosan.blogspot.com/
  • 4. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 4 1 - Escolhendo a ferramenta certa 2 - Explorando o Visio®. O Tutorial 3 - Estudo de Caso (e um exercício) 4 – Um exemplo Conteúdo, as vamos por partes:
  • 5. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 5 1ª Parte: Escolhendo a ferramenta certa
  • 6. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 6 Escolhendo a ferramenta certa: Vamos ver as ferramentas de modelagem de processo... Existem diversas ferramentas para modelagem de processo disponíveis no mercado, para escolher a ferramenta “certa” (aquela que vai atender às necessidades reais da empresa), é preciso definir alguns critérios. - Fazer um análise de custo versus benefícios - Considerar a cultura da empresa, principalmente o conhecimento das pessoas que estarão envolvidas diretamente com a modelagem dos processos. - Considerar o orçamento para aquisição da ferramenta e o treinamento (importante para extrair o melhor da ferramenta) Veja a lista de ferramentas que compliance BPMN - http://www.bpmn.org/BPMN_Supporters.htm Pensei em algo mais simples...
  • 7. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 7 Escolhendo a ferramenta certa: Intalio Designer www.intalio.com BizAgi Process Modeler www.bizagi.com/ Tibco Business Studio As não pagas.. http://developer.tibco.com/business_studio/ ARIS - IDS Scheer AG WebSphere Business Modeler (WBM) Provides a process modeling tool enabling testing and validation of business processes Oracle BPM Studio Oracle Suite Software AG Oracle As pagas..
  • 8. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 8 MS Visio® Ferramenta de “desenho” de processos como: MS Visio Escolhendo a ferramenta certa: O Visio® é um aplicativo para criação de diagramas para o ambiente Windows. O ponto forte do Visio é a diversidade de diagramas. O Visio pode ser utilizado para gerar diagramas de diversos tipos, BPMN*, EPC, fluxograma, TQM e etc. Alternativa * Necessário o Stencil
  • 9. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 9 Principais Características de uma Ferramenta: Vamos avaliar a ferramenta de modelagem Veremos as seguintes características: - Suporte ao BPMN - Suporte a outras notações (EPC, Fluxograma) - Recurso de publicação Web - Recurso de exportação/importação de modelos (suporte a XMI) - Controle de versão dos modelos - Modelagem (desenho de processo) - Simulação de Processo; - Suporte a BPEL - Suporte a XPDL - Suporte a colaboração; - Suporte a documentação de apoio (planilha, gráficos, documentos word e etc.) - Suporte a Regra de Negócio (BRE – Business Rules Engine ou BRM – Business Rules Management); - Suporte a SOA (Arquitetura Orientada a Serviço); - Suporte a Gestão de Risco; - Suporte a BAM (Business Activity Monitoring – Monitoramento das Atividades de Negócio). Itens que o Visio ® tem suporte
  • 10. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 10 Sobre Microsoft MS Visio® O Microsoft Visio é um aplicativo para criação de diagramas para o ambiente Windows. O ponto forte do Visio são os diagramas técnicos e profissionais, com imagens vetoriais, que podem ser ampliados e manipulados com facilidade. O Visio pode ser utilizado para gerar diagramas de diversos tipos, como organogramas, fluxogramas, modelagem de dados (usando UML ou outra notação gráfica qualquer), diagramas de redes, plantas baixas, cartazes, etc. O Visio pode ser considerado um intermediário entre um programa de CAD (especializado em desenho vetorial de alta precisão para engenharia) e um programa de desenho artístico vetorial, como o Adobe Illustrator. Na comparação com essas ferramentas mais especializadas, as funcionalidades do Visio são bem inferiores; não é tão preciso quando o AutoCAD, e não oferece recursos artísticos como o Illustrator. Porém, a flexibilidade, a simplicidade de uso e qualidade das ferramentas o tornam uma ferramenta excelente para aplicações rápidas, rascunhos, e diagramas de uso pessoal ou profissional. O Visio está disponível em duas edições: Standard e Professional. A interface é idêntica, mas a edição "profissional" oferece recursos automatizados para diagramas mais avançados, além da funcionalidade de integração com dados de outros aplicativos, que podem ser apresentados graficamente. O produto foi desenvolvido pela Visio Corporation, uma empresa independente que foi adquirida em 2000 pela Microsoft. Desde então, o Visio foi incorporado ao pacote de ferramentas de produtividade. Sobre o MS Visio®: Ferramenta para Modelar (desenhar ) os Processos: Para desenhar (ou modelar) os processos podemos utilizar diversas ferramentas, deste o lápis e o papel até softwares sofisticados . Se a opção for software isto tem a ver produtividade , facilidade de uso e custo de aquisição. Uma boa análise de Custo x Benefício pode ajudar na determinação de qual é a “ferramenta certa”. Entre as diversas ferramentas (softwares) apresentarei a MS Visio®, que é uma ferramenta “paga”, simples, mas que permite modelar (desenhar), documentar e publicar os processos de forma rápida e objetiva.
  • 11. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 MS Visio®, Principais Características: 11 - Suporte a BPMN versão 1.1 (necessário o Stencil); - Publicação de modelo no formato Web (isto nós amamos) - Suporte a XML (XML Stencil, XML Drawing...) - Não existe versão para Linux ou MAC (isto nós não gostamos); - Possibilidade de “anexar” documentos, planilhas e etc. - Suporte a diversos tipos de notações: EPC, TQM e Fluxograma - Suporte ao idioma português (isto nós amamos); - Fácil de aprender (baixa curva de aprendizado) O que faltou na ferramenta: - Suporte nativo a notação BPMN - Simulação de processos - Validação de modelos (diagramas) - Suporte a BPEL (Business Process Execution Language); - Suporte a XPDL (XML Process Definition Language); Versão que foi utilizada neste tutorial MS Visio 2003
  • 12. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Advertência. Para usar ferramenta têm pré-requisitos: 12 Siga em frente (sinal verde). Veja o Tutorial “Notação BPMN v. 1.2”, leia e estude a notação primeiro e depois volte nesta parte. Você conhece BPM (Gestão por Processo de Negócio) ? SIM Não Então veja o eBook sobre Gestão por Processo de Negócio antes de continuar este tutorial Você conhece a notação BPMN versão 1.2 ? SIM Não http://www.slideshare.net/Ridlo/notao-bpmn-v-12
  • 13. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 13 2ª Parte: Explorando o Visio. O tutorial
  • 14. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 14 O que é Modelagem de Processos ? É a elaboração de um/ou mais ou diagramas e/ou mapa do processo de negócio, documentação que define o resultado (saída do processo) e descreve eventos, características, exceções, regras, papéis, responsabilidades, atividades, tarefas e as informações que fluem entre elas. [Um pouco de teoria] O que é Modelagem de Processos ? Após o Mapeamento, inicia-se o trabalho de modelagem. O primeiro documento resultante deste trabalho é o Mapa de Processos, o objetivo deste mapa é fornecer uma única visão dos processos da empresa (ou do contexto do mapeamento), seus relacionamentos, atividades/tarefas, stakeholders, papéis e responsabilidades e o fluxo de valor dos processos. Exemplo:MapadeProcessodoHotel: O Mapa de processos deve ser apresentado em uma linguagem gráfica que seja simples e que facilite o entendimento de todos os envolvidos e que permita: - Exibir os detalhes dos processos de modo gradual e controlado; - Encorajar precisão na descrição do processo; - Focar a atenção nas interfaces entre os processos e - Prover uma análise de processos poderosa e consistente com o vocabulário de negócio
  • 15. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 15 Abordagem para o Mapeamento e Modelagem de Processos: Melhores Práticas:
  • 16. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 16 [Um pouco de teoria] Exemplo da abordagem Top Down: Fazer a Decomposição do Processo: A decomposição do processo facilita entendimento, reduz a complexidade e identificação dos seus sub-processos e/ou as atividades. PCP[1] Produção de produto Entrega de produto Efetivação de Pedido Atividades Macro Processos Enviar para PCPGerar OPRegistrar PedidoCadastrar Cliente Produção de Produtos sob Encomenda Tarefas Processos Solicitar dados do Cliente Registrar o cliente [1] Planejamento e Controle da Produção
  • 17. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 17 MS Visio. Começando a trabalhar com MS Visio Menu: Arquivo > Novo > Ponto de Partida
  • 18. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 18 MS Visio. Modelos em Destaques: Modelo EPC Cria diagrama de Cadeia de Processos acionados por evento para documentar processos. Muito utilizado para documentar os processos do ERP SAP R/3 Modelo de fluxograma básico Cria fluxogramas, diagramas (hierárquico e controle de informações, planejamento) Modelo de fluxograma multifuncional Cria fluxograma separado por unidade funcional, por exemplo: departamentos e unidades de negócios Modelo de Diagrama de Fluxo de Trabalho Criar diagrama de fluxo de informações, automação e redesenho Documenta processos Six Sigma e ISO 9000. Modelo de Diagrama de Causa e Efeito (Espinha de peixe / Ishikawa) Cria diagrama de Causa e Efeito, pode ser utilizado para resolver problemas e/ou para fazer melhoria no processo Modelo de Diagrama UML Cria modelo e diagramas para Desenvolvimento de Software. O Diagrama de Atividade também ser utilizado para desenho de processos Modelo de Mapa de Fluxo de Valor Cria mapas de fluxo de valor para demonstrar a movimentação de materiais e informações em um processo de fabricação Lean Modelo de Diagrama TQM Cria diagrama de fluxo de processos de causa e efeito, descrentes e multifuncionais para redesenho de processo, Gestão de Qualidade Total (TQM) e melhoria continua. Pode documentar processos Six Sigma e ISO 9000
  • 19. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 19 MS Visio. Selecionando um modelo (diagrama): Faça a seleção clicando no diagrama/fluxograma Selecione uma pasta, elas contém os diagramas...
  • 20. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 20 MS Visio. Começando a desenhar: Área de desenho Elementos da notação fluxograma (formas) 1 - Para começar o desenho arraste e solte os elementos 2 – Para conectar (ligar) os elementos use a ferramenta conectar Pontos de conexão
  • 21. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 21 MS Visio. Fluxograma Multifuncional: Selecione a orientação 1 2 Desenhe o processo3 Papel ou Unidade funcional
  • 22. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 22 MS Visio. Menus de Opções: Formatar e Forma Para fazer formatação da forma (elemento) ou simplesmente copiar, colar ou recorta você pode chamar o Menu Pop-up. Como fazer: 1 - Selecione o elemento (forma) 2 - Clique no botão direito do mouse 3 - Selecione a opção no Menu
  • 23. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 23 MS Visio. Menus de Opções: Dados 2 1 Para adicionar dados, fazer formatação da forma (elemento) utilize o Menu Pop-UP(1) ou barra de menu no item Dados(2). Opcionalmente você também poderá chamar Dados da Forma através da opção: Propriedade 3
  • 24. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 24 MS Visio. Editando e Adicionando Dados: 2 3 1 Edição 1 Edição 1 Edição 1
  • 25. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 25 MS Visio. Adicionando Bordas e Títulos:
  • 26. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 26 Notação: A notação permite fazer a representação gráfica das atividades, tarefas, responsabilidades papéis e fluxo de trabalho do processo. A Notação do Processo geralmente também define os seguintes elementos: - Objetivo o processo; - Especifica as entradas; - Especifica as saídas; - Recursos consumidos; - Atividades feitas em alguma ordem (Fluxo de Trabalho) e - Eventos que conduzem o processo. 1 ato de notar, de representar algo por meio de símbolos ou caracteres. 2 sistema de representação gráfica de elementos de determinado campo de conhecimento (por exemplo: música, lógica, matemática, química etc.). 3 símbolo ou conjunto de símbolos ou caracteres com que é feita essa representação. Alguns exemplos de notações: - EPC - Fluxograma; - BPMN O que é notação ?
  • 27. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 27 Notação: EPC EPC (Event-Driven Process Chain), que pertence à arquitetura ARIS (Architecture of Integrated Information Systems). EPC habilita a modelagem de processo como uma sequência lógica de funções. Considerando EPC como um processo que pode ser entendido como a quantidade de funções que são disparadas por um ou mais eventos. A EPC foi desenvolvida em uma colaboração da empresa IDS (que desenvolveu a ARIS Toolset) com a SAP AG, sendo o componente chave de modelagem de business process do SAP R/3. A principal crítica com relação a este tipo de ferramenta é sobre seu alto custo, a complexidade de utilização e a barreira que este tipo de ferramenta impõe à participação de todos os membros da equipe. Ela dificulta a atividade de "mão na massa", distanciando um pouco as pessoas do modelo gerado. Falha identificada Investigar soluções Escolher método de resolução Determinar recursos necessários Solicitar aprovação do orçamento Implanta a solução Falha corrigida Exemplos: Nota: Neste tutorial não abordaremos o EPC, apenas o citamos para demonstrar que Visio tem suporte a mais de uma notação.
  • 28. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 28 O BPMN fornece uma notação para expressar os processos de negócio em um único diagrama de processo de negócio (Business Process Diagram – BPD). Fornece uma notação que compreensível por todos os usuários, analistas e técnicos. Garante que linguagens projetadas para a execução de processos de negócio, tais como o BPEL4WS e o BPML sejam visualmente expressas com uma notação comum. Simbologia do BPMN: http://www.bpmn.org/ Notação. BPMN: Um dos objetivos da BPMN é criar um mecanismo simples para o desenvolvimento dos modelos processos de negócio e facilitar o entendimento de todas as pessoas envolvidas com o processo.
  • 29. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 29 Faça download da especificação: http://www.bpmn.org Notação. BPMN:
  • 30. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 30 Confirmar Reserva Tratar falha Verificar reserva do hotel Verificar reserva do vôo Verificar pagamento Verificar novamente Fazer Confirmação +Receive Reply Um exemplo comentado do “Processo Confirmar Reserva”: Não Pago ? Sim Início + sub-processo atividade exceção grupo final junção condição Comentário: Você pode pode começar a desenhar os processos utilizando os elementos básicos do BPMN, eles também são conhecidas como “core elements”, e depois e evoluir para parte mais avançada, conhecida como “full elements”. Notação. BPMN:
  • 31. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 31 Elementos do BPMN: A especificação BPMN é divida em três áreas: – Core Elements – Full Elements – Atributtes • Atributtes (Atributos): – Conjunto de propriedades e informações de cada elemento (informações no formato texto) Exemplo: • Nome • Tipo • Status • Descrição • Escopo • Métricas • Indicadores • Dono (Process Owner) • Patrocinador (Sponsor) • Freqüência • Papéis etc... • Core Elements: – Conjunto de elementos comuns e simplificados, capazes de modelarem a maior parte dos processos das empresas. • Full Elements: – Conjunto de todos os elementos da especificação, inclusive “Core Elements”, capazes de modelarem qualquer processo de negócio. Notação. BPMN:
  • 32. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 32 Business Process Diagram (BPD) O BPMN fornece uma notação para expressar os processos de negócio em um único diagrama de processo de negócio (Business Process Diagram – BPD). Processo: Para o BPMN, processo é uma atividade realizada por uma empresa e composta por uma série de etapas e controles que permitem o fluxo de informações; O conceito de processo é extremamente hierárquico, iniciando “macro-processos” e indo até o nível de tarefa (menor nível dentro de processo); Processo de Negócio (business process) é conceituado como uma série de atividades que são realizadas por uma ou mais empresas; Atributos: Nome, Tipo (abstrato, privado ou colaboração) e Status (Ativo, Inativo,Cancelado, Pronto, Completado e etc.) e Performers (executante) um ou mais executantes podem ser inscritos. O atributo performers (executantes) define o recurso que será responsável pelo processo. O executante pode ser na forma de um indivíduo específico, um grupo, um papel funcional ou uma posição ou uma empresa. Um BPD, é o local para modelar o processo de negócio que pode ser formado por um ou mais processos; Estes processos dentro do processo de negócio podem ser formados por sub-processos; Processo 1 Processo de Negócio Processo 2 BPD Notação. BPMN: Principais Atributos: ID (identificador único), Nome (descrição do diagrama), Versão (número da versão do diagrama) e Autor (nome do autor).
  • 33. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 33 Fluxograma início Material suficiente ? Efetivar Pedido Planeja a Produção Solicita a compra de material Não Sim Produzir o Produto Entregar o Produto fim Descrição: - O fluxograma é muito simples. Uma retângulo é usado para indicar um passo do processamento. Um losango representa uma condição e as setas mostram a orientação do fluxo de controle. Exemplos: Primeira tarefa Segunda Tarefa Primeira tarefa Segunda tarefa Terceira tarefa Condição verdadeira falsa Exemplos: Vantagens Desvantagens - Baixo custo - Fácil entendimento - Descreve trilhas de decisão - Muito orientada a procedimentos - Modelos não são detalhados - Comunicação dos modelos difícil - Pouca informação do processo/ modelo Notação: Fluxograma
  • 34. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 34 Visio. Desenhando um diagrama com a notação Fluxograma: Crie uma nova página 1 2 Desenhe Subprocesso Atividade Decisão Direção do fluxo Inicio/Fim Principais Elementos dados documento
  • 35. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 35 Criando um link entre o Processo e Subprocesso Menu: Inserir > Hiperlink Selecione o elemento1 2 3 Informe o endereço
  • 36. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 36 Visualizar as Formas: Forma que formas serão exibidas (com mais detalhes e com menos) As forma exibidas com símbolo e rotulo (texto)
  • 37. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 37 Um pouco de capricho
  • 38. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 38 Publicando os arquivos na Web: Menu > Salvar como Página da Web1 Selecione a pasta salva os arquivos2
  • 39. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 39 Publicando os arquivos na Web Barra de Navegação Dica: A navegação fica melhor no Internet Explorer (IE)
  • 40. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 40 MS Visio. Customizando um Estêncil (Elementos) Menu: Arquivo > Formas > Novo Estêncil1
  • 41. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 41 Selecione como os ícones serão exibidos 2 Marque todos os elementos que você quer copiar no novo estêncil e copie.3 Marque todos os elementos que você quer copiar no novo estêncil e copie.3 MS Visio. Customizando um Estêncil (Elementos):
  • 42. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 42 Edição Cole todos os elementos44 Cole todos os elementos4 A edição permite você apagar elementos e troca os rótulos 5 Ainda na edição salve o novo estêncil com um novo que seja apropriado, exemplo: Meu Fluxo 6 MS Visio. Customizando um Estêncil (Elementos):
  • 43. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 43 MS Visio. Utilizando um Estêncil Customizado
  • 44. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 44 BPMN (Business Process Modeling Notation) Visio® MS Visio. Utilizando a notação BPMN:
  • 45. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 45 MS Visio. Modelos: Modelo EPC Cria diagrama de Cadeia de Processos acionados por evento para documentar processos. Muito utilizado para documentar os processos do ERP SAP R/3 Modelo de fluxograma básico Cria fluxogramas, diagramas (hierárquico e controle de informações, planejamento) Modelo de fluxograma multifuncional Cria fluxograma separado por unidade funcional, por exemplo: departamentos e unidades de negócios Modelo de Diagrama de Fluxo de Trabalho Criar diagrama de fluxo de informações, automação e redesenho Documenta processos Six Sigma e ISO 9000. Modelo de Diagrama de Causa e Efeito (Espinha de peixe / Ishikawa) Cria diagrama de Causa e Efeito, pode ser utilizado para resolver problemas e/ou para fazer melhoria no processo Modelo de Diagrama UML Cria modelo e diagramas para Desenvolvimento de Software. O Diagrama de Atividade também ser utilizado para desenho de processos Modelo de Mapa de Fluxo de Valor Cria mapas de fluxo de valor para demonstrar a movimentação de materiais e informações em um processo de fabricação Lean Modelo de Diagrama TQM Cria diagrama de fluxo de processos de causa e efeito, descrentes e multifuncionais para redesenho de processo, Gestão de Qualidade Total (TQM) e melhoria continua. Pode documentar processos Six Sigma e ISO 9000 MS Visio tem suporte nativo a notação BPMN ? Não. Mas existem duas formas para adicionar suporte a notação BPMN no Visio
  • 46. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 46 MS Visio: Adicionar BPMN Estêncil Menu: Arquivo > Formas > Abrir Estêncil1 Localize o arquivo ...DocumentsMy Shapes Abra o arquivo 2 1º 1 Necessário o Stencil BPMN Primeira
  • 47. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 47 Os elementos da notação BPMN MS Visio. Adicionar BPMN Estêncil (Suporte a BPMN) 1º 3 Primeira
  • 48. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 48 Menu de barra: Arquivo > Novo > Novo Desenho 2º MS Visio. Suporte BPMN: Segunda
  • 49. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 49 1 – Formas, Pesquisar formas: Digite BPMN e clique no botão verde ou tecle <enter> 2 – Aguarde a pesquisa 3 – Resultado da pesquisa deve ser os elementos da notação BPMN. MS Visio. Suporte BPMN, Pesquisar Formas: 2º 1 2 3 Segunda
  • 50. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 50 MS Visio. Suporte BPMN, Salvar como [O novo estêncil] 2º 4 4 – Chame o menu: Barra BPMN, botão direito do mouse, selecione a opção Salvar como... 5 – Dê um nome para o estêncil e clique no botão salvar 5Segunda
  • 51. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 51 MS Visio. Suporte BPMN Pronto
  • 52. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 52 MS Visio. Desenhado um processo com a notação BPMN
  • 53. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 53 3ª Parte: Estudo de caso e um exercício
  • 54. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Processo de Reserva: O Cenário atual: O Hotel Paradise precisa melhorar seu processo de reserva para reduzir os prejuízo financeiros decorrente de “no show” de clientes. O "no-show“ são aquelas situações onde o cliente faz reserva, mas não comparece para fazer o Check-in, gerando prejuízo para hotel. O Processo: A reserva de apartamentos inicia quando o cliente entra em contato com Setor de Reserva e solicita uma reserva da apartamento. O cliente informa o período entre datas, tipo de apartamento e quantidade de pessoas. O agente de reserva verifica a disponibilidade de apartamento, se houver, ele faz a reserva, caso contrário ele oferece alternativa de tipo de apartamento e datas para o cliente se o cliente aceitar a reserva será feita. Para fazer a reserva o agente solicita os dados do cliente. E depois confirmar a reserva. Estudo de Caso: Processo de Reserva:
  • 55. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 55 Road Map Apresentação, Validação e Aprovação do modelo (TO-BE) Mapear os processos Entender Modelo (AS-IS Modelo (TO-BE) Análise de Processo Metodologia Process-M3® (1º. Mapeamento, 2º. Modelagem e 3º. Melhoria)
  • 56. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Road Map Após o Mapeamento de Processo, entra a fase da Análise de Processo esta fase é composta pelas atividades: 1 - Entender o cenário atual: Técnicas que podem ser utilizadas: - Entrevistas e preenchimento de questionário de apoio - Reuniões e Workshops - Coleta de documentos - Observação de campo 2 - Fazer modelo AS-IS (do processo): Desenhar o processo utilizando uma notação que seja comum a cultura da empresa (neste caso será usada a notação BPMN) 3 - Fazer modelo TO-BE (proposta de melhoria) Desenhar o processo (proposta de melhoria) Apresentar a proposta de melhoria Estudo de Caso: Processo de Reserva:
  • 57. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Estudo de Caso: Exemplo de Questionário de Apoio Questionário de Apoio: P: Qual é o evento que inicia o processo ? R: Solicitação de reserva P: Quando o processo acaba (qual é o resultado esperado) ? R: Reserva confirmada. P: Quem são os participantes ? R: Ciente (papel de negócio) e Setor de Reserva do Hotel (Entidade de negócio) P: Quais são os executantes ? R: Executantes: Agente de Reserva P: Quais são as funções de negócios que estão envolvidas no processo? R: Fazer reserva de apartamento. P: Quais são as principais atividades e tarefas ? R: Receber solicitação, verificar disponibilidade de apartamento, oferecer alternativas, Fazer a reserva e Confirmar a reserva P: Quais são as restrições ? R: Indisponibilidade de apartamentos
  • 58. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial: Adicionar os participantes 1 – Adicionando os participantes ao diagrama: - Ciente (papel de negócio) - Hotel (Entidade de negócio) 1
  • 59. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 59 Processo: O BPMN pode modelar os tipos de processo: – Processo interno (Private (Internal) Business Process) – Processo abstrato (Abstract (Public) Process) – Processo de colaboração (Collaboration (Global) Process) Processo Interno: É o tipo de processo mais comum, composto por uma série de atividades que são realizadas unicamente dentro de uma empresa. O fluxo da sequência do processo é contido dentro do Pool e não pode cruzar os limites do Pool. Receber Ordem de Serviço Fazer o Setup de máquina Executar Ordem de Serviço Fábrica1 Processos Abstratos: Muitas vezes, o processo inclui atividades que são realizadas fora da empresa (realizado por terceiros, por exemplo) e não temos gerência sobre a execução destas atividades Utilizamos um modelo abstrato para representar uma “entidade” independente, com processos próprios, mas que não podemos modelar (por não conhecer o processo) ou não nos interessa modelá- lo; No exemplo ao lado o Fornecedor faz o beneficiamento da matéria prima, entretanto, é um processo interno do fornecedor, o qual não é conhecido, ele deve ser modelado como um processo abstrato (caixa preta). Receber Ordem de Serviço Fazer o Setup de máquina Executar Ordem de Serviço Fábrica1Fornecedor Tutorial: Definir os tipos dos processos 2
  • 60. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 60 Processos de Colaboração: Descrevem processos B2B e as interações entre duas ou mais entidades de negócio. Os diagramas processos são geralmente de um ponto de vista global. As interações são descritas como as seqüências de atividades e as trocas de mensagens entre os participantes. Processar Pedido Solicitar Entrega Encerrar Pedido LojaAEntregador Processar Entrega + No exemplo ao lado o Entregador, Empresa que é responsável por fazer a entrega, neste caso este processo é conhecido e de domínio da Loja A (que realiza a venda), logo ele deverá ser modelado (desenhado) explicitamente, ou seja com detalhes. Processo: O BPMN pode modelar os tipos de processo: – Processo interno (Private (Internal) Business Process) – Processo abstrato (Abstract (Public) Process) – Processo de colaboração (Collaboration (Global) Process) Tutorial: Definir os tipos dos processos 2
  • 61. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial: Definir os tipos dos processos Cliente: Conhecemos (ou temos domínio) o processo do participante cliente Resposta: Não. Temos nenhum domínio sobre este processo. Logo podemos considerar que ele é um Processo Abstrato. Setor de Reserva do Hotel: Conhecemos este processo, logo ele será um Processo Interno. 2
  • 62. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial: Iniciar o desenho do diagrama Olhando a pergunta e a resposta do Questionário de Apoio, fica fácil saber quando o processo inicia. Veja a questão: P: Qual é o evento que inicia o processo ? R: Solicitação de reserva 3
  • 63. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial: Iniciar o desenho do diagrama A tarefa Verificar disponibilidade de apartamento resultará em uma decisão com duas opções possíveis para a sequência do fluxo, contudo somente uma opção será seguindo por vez. A primeira Opção: Existe disponibilidade e a segunda: Não existe disponibilidade, para representar estes caminhos usaremos o elemento “gateway” 4
  • 64. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial: Iniciar o desenho do diagrama A tarefa Verificar disponibilidade de apartamento resultará em uma decisão com duas opções possíveis para a sequência do fluxo, contudo somente uma opção será seguindo por vez. A primeira Opção: Existe disponibilidade e a segunda: Não existe disponibilidade, para representar estes caminhos usaremos o elemento “gateway” 4
  • 65. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial: O Diagrama (Modelo AS-IS) completo. 5 Agora temos o diagrama do processo de Reserva (Modelo AS-IS) por completo.
  • 66. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 66 Tutorial: O Modelo TO-BE Para reduzir as despesas operacionais (riscos operacionais), exemplo: "no-show". O hotel resolveu que no ato da reserva o cliente deverá fazer um depósito de 20% do valor da reserva. E que somente após o depósito efetivado será confirmado a reserva. Este depósito deve em no máximo 2 dias após solicitação de reserva. Caso o depósito não seja feito a reserva será cancelada. Departamentos do hotel envolvidos: -Setor de Reserva e Financeiro -Instituição Financeira: - Banco Você seria capaz de desenhar o Modelo TO-BE ? Desafio Envie seu modelo (TO-BE) para nós.. rildo.santos@etecnologia.com.br
  • 67. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 67 4ª Parte – Um exemplo completo
  • 68. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 68 Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo: http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/ Clique no elemento reserva para navegar Este é um exemplo de Mapa de Processo
  • 69. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 69 Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo: http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/ Clique no link veros Diagramas do processo reserva para navegar Este é um exemplo de como pode organizar a documentação de um processo
  • 70. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/reserva.htm Este é um Diagrama exemplo. Clique no sub-processo de cor verde reserva para navegar Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo:
  • 71. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 http://www.etecnologia.com.br/processos/exemplo/reserva.htm Faça um tour virtual pelo Mapa de Processo: Este é um Diagrama exemplo.
  • 72. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 O Fim... 72 Que saber mais, conhecer mais a ferramenta, explorar todos os recursos: Entre em contato temos um Treinamento especifico sobre a ferramenta MS Visio®: :: Mapeamento e Modelagem de Processos com BMPN e MS Visio® :: entre em contato: rildo.santos@etecnologia.com.br
  • 73. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Nossos Serviços de Consultoria: Serviços de Consultoria: - Mapeamento, Modelagem e Melhoria de Processos de Negócio - Implementação de Escritório de Processos - BPM Coach - Green BPM 73 Sustentabilidade Ambiental Gestão de Inovação Processos Agile
  • 74. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Formação de Analista de Processo de Negócio 74 Veja mais detalhes Curso tem uma abordagem prática que facilita o aprendizado da Gestão por Processo. Durante a formação será desenvolvido exercícios e um estudo de caso que abrange todo o ciclo de vida BPM. Será demonstrado como utilizar técnicas para mapear, modelar com a BPMN, analisar e melhorar os processos de negócio. Este curso de formação tem como objetivo capacitar as pessoas como Analista de Processo de Negócio. Fazendo este curso você aprenderá: - Fundamentos e Conceitos Avançados da Gestão por Processo de Negócio (BPM) - A notação BPMN - Ciclo Vida BPM - Fazer o alinhamento dos processos com a estratégia - Entender o planejamento estratégico, BSC e cadeia de Valor - Fazer mapeamento de processo e as principais técnicas - Fazer modelagem e processo e as principais técnicas - Fazer análise e melhoria de processo e as principais técnicas - Usar a ferramenta BizAgi Process Modeler® para diagramar, documentar e publicar processos - Criar a documentação de processo - Escrever regras de negócios - Entender que são politica, normas e procedimentos e quando usa-las - Utilizar a Metodologia BPI (Business Process Improvement), que é a metodologia para mapeamento, modelagem e melhoria de processos que será empregada durante o curso. - Como e quando usar o Guia BPM CBOK® No final da formação você estará pronto para atuar em projetos BPM. www.etecnologia.com.br | etecnologia@etecnologia.com.br
  • 75. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Comunidade eTecnologia. Quer Mais ? http://etecnologia.ning.com/ 75 Gostou quer mais, gostaria de receber outros materiais sobre o mesmo tema e novas versões deste material... Venha para fazer parte da comunidade eTecnologia, clique: http://etecnologia.ning.com
  • 76. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 76 Notas: Marcas Registradas: Todos os termos mencionados e reconhecidos como Marca Registrada e/ou comercial são de responsabilidade de seus proprietários. O autor informa não estar associada a nenhum produto e/ou fornecedor apresentado neste material. No decorrer deste, imagens, nomes de produtos e fabricantes podem ter sido utilizados, e desde já o autor informa que o uso é apenas ilustrativo e/ou educativo, não visando ao lucro, favorecimento ou desmerecimento do produto/fabricante. Melhoria e Revisão: Este material esta em processo constante de revisão e melhoria, se você encontrou algum problema ou erro envie um para e-mail nós. Criticas e Sugestões: Nós estamos abertos para receber criticas e sugestões que possam melhorar o material, por favor envie um e-mail para nós. Rildo F dos Santos (rildo.santos@etecnologia.com.br) Imagens: Google, Flickr e Banco de Imagem.
  • 77. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 77 Licença:
  • 78. rildo.santos@etecnologia.com.brVersão 6 | RFS TutorialVisio®,ModelagemdeProcessosdeNegócios Todos os direitos reservados e protegidos © 2006 e 2013 Tutorial Visio® Versão 6 Modelagem de Processos de Negócios com BPMN e MS Visio® Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br skype: rildo.f.santos http://rildosan.com/(11) 99123-5358 (11)99962-4260 www.etcnologia.com.br