SlideShare uma empresa Scribd logo
TabelaTabela
PeriódicaPeriódica
Profª.: Joana
Desenvolvimento histórico da
Tabela Periódica
DmitriDmitri MendeleevMendeleev
(1834 -1907 )
• Escreveu em fichas separadas
as propriedades (estado físico, massa,
etc) dos elementos químicos.
• Enquanto arruma as fichas
procurando organizá-las
percebeu que se os
elementos fossem dispostos
em ordem crescente de
MASSA ATÔMICA
algumas propriedades
se repetiam diversas vezes.
H.G.J.H.G.J. MoseleyMoseley
(1887 – 1915)
• Descobriu que as propriedades
dos elementos se relacionava de
forma precisa com o
NÚMERO ATÔMICO.
DmitriDmitri MendeleevMendeleev
HenryHenry MoseleyMoseley Profª.: Joana
Tabela Atual
Na tabela periódica atual
os elementos são organizados
em um retângulo dispostos em
ordem crescentecrescente de
número atômiconúmero atômico.
Profª.: Joana
• A organização é feita de modo que
elementos com propriedades químicas e
físicas semelhantes fiquem em colunas
verticais chamadas de
grupos ou famílias.grupos ou famílias.
• As fileiras horizontais da tabela são os
períodos.períodos.
Profª.: Joana
77
PP
EE
RR
ÍÍ
OO
DD
OO
SS
18 GRUPOS ou FAMÍLIAS18 GRUPOS ou FAMÍLIAS
Profª.: Joana
Grupos ou Famílias
Os elementos representativos
são do grupo A e são
enumerados de 1A a 7A, mais
o grupo 0 (zero).
1A - ALCALINOS
2A – ALCALINOS TERROSOS
3A
4A
5A
6A - CALCOGÊNIOS
7A - HALOGÊNIOS
0 - GASES NOBRES
1A
2A 3A 4A 5A 6A 7A
0
H
H
O hidrogênio não pertence a família
dos ALCALINOS. Profª.: Joana
Série dos Lantanídeos
Série dos Actinídeos
Grupo A - representativos
Grupo B - transição
As configurações eletrônicas e a
Tabela Periódica
pp
11Na
1s22s22p63ss11
20Ca
1s22s22p63s23p64ss22
13Al
1s22s22p63s23pp11
26Fe
1s22s22p63s23p64s23dd66
Profª.: Joana
bloco
bloco
dd
ss
ff
bloco
bloco
Série dos Lantanídeos
Série dos Lantanídeos
Períodos
1º
2º
3º
4º
5º
6º
7º
)
) )
) ) )
) ) ) )
) ) ) ) )
) ) ) ) ) )
) ) ) ) ) ) )
K L M N O P Q
Camadas eletrônicas
ocupadas
Ex.: 3 Li 2) 1)
K L
19K 2) 8 ) 8 ) 1 )Ex.:
K L M N
Li
K
Ex.: 13Al 2) 8 ) 3)
K L M
Al
Obs.:Obs.: Os Gases Nobres (grupo 18)
possuem sempre 8 elétrons na
última camada, esta configuração
proporciona uma estabilidade a
esses elementos e pouca tendência
a reagir.
Profª.: Joana
1
2
18
3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17
METAIS E NÃO METAIS (AMETAIS)
METAL
NÃO-METAL
ou AMETAL
Legenda:
Profª.: Joana
Propriedades Físicas dos METAIS
• São sólidos na temperatura ambiente
– exceto o mercúrio (Hg) que é líquido.
• Conduzem corrente elétrica (eletricidade) e calor.
• Possuem um brilho característico chamado brilho metálico
• São maleáveis, podem ser enrolados ou laminados.
• Podem ser esticados em fios finos (são dúcteis).
• Podem formar ligas (solução de um metal em outro).
Profª.: Joana
Exemplos de METAIS que você conhece:
•• Grupo 1AGrupo 1A
• Lítio (Li)
Encontrado na natureza em minerais
como o Pegmatito.
De onde
vem??
Algumas aplicações.Algumas aplicações.
Profª.: Joana
Baterias e pilhas
Medicamentos
Extraído da natureza da água do
mar na forma de NaCl.
Reator de
lâmpada
Sal de cozinha
(NaCl)
• Sódio (Na)
•• Grupo 1AGrupo 1A De onde
vem??
Algumas aplicações.Algumas aplicações.
Profª.: Joana
•• Grupo 2AGrupo 2A
• Magnésio (Mg)
Obtido de diversos minerais
entre eles a camalita
Liga leve Mg-Si
De onde
vem??
Algumas aplicações.
Profª.: Joana
Fogos de
artifício
Medicamentos
Lâmpada
de flach
•• Grupo 3AGrupo 3A
• Alumínio (Al)
Extraído da natureza do minério
chamado bauxita.
De onde
vem??
Algumas aplicações.
Liga de Al-Si-Fe
Profª.: Joana
•• Grupo 1BGrupo 1B
• Cobre (Cu)
Obtido de diversos minerais
entre eles a malaquita
CuCu
De onde
vem??
Algumas aplicações.
Profª.: Joana
•• Grupo 1BGrupo 1B
• Ferro (Fe)
De onde
vem??
Um dos seus principais
minérios é a hematita
Algumas aplicações.
Profª.: Joana
•• Grupo 1BGrupo 1B
• Prata (Ag)
Ocorre em forma nativa ou
como sulfeto associada aos
minerais de cobre.
De onde
vem??
Algumas aplicações.
Profª.: Joana
Propriedades físicas dos
NÃO-METAI (ametais)
• A maioria é sólidosólido ; o bromo (Br) é líquido e
outros são gasosos (N, O, F, Cl)
• Não conduzem corrente elétrica e calor.
– exceto o carbono (C) que é um bom condutor de
eletricidade.
• No estado sólido são quebradiços e não
possuem brilho.
Profª.: Joana
•• Grupo 5AGrupo 5A
• Nitrogênio (N)
Encontrado livre na atmosfera. É
um dos principais constituintes do
ar atmosférico.ar atmosférico.
NN22
OO22
Nitrogênio líquido usado
na preservação de
sementes e sêmem.
Utilizado na produção
de Ácido Nítrico
Utilizado na produção
da amônia.
HNO3 Utilizado na produção de
fertilizantes
Gás incolor e inodoro se
apresenta como molécula
de N2Algumas aplicações.
Profª.: Joana
•• Grupo 6AGrupo 6A
• Oxigênio (O)
Encontrado livre na
atmosfera.
Gás incolor e reativo se
apresenta como molécula de O2
Ozônio
Oxigênio
Algumas aplicações.
Solda com oxigênio
Liberado na atmosfera
terrestre pelas plantas
durante a fotossíntese.
Oxigênio utilizado
durante cirurgia
Profª.: Joana
Responsável por
manter a combustão
•• Grupo 4AGrupo 4A
• Carbono (C)
Carbono 83-87 %
Hidrogênio 10-14 %
Nitrogênio 0,1-2 %
Oxigênio 0,1-1,5 %
Enxofre 0,5-6 %
Metais < 0,1 % Constituinte vital de todos os seres vivos
(aproximadamente 19,05% da massa do corpo
humano)
Aplicações e
informações.
Principal constituinte dos
hidrocarbonetos que formam o
petróleo.
Carvão é um dos principais
combustíveis atuais .
Profª.: Joana
Grafite e
diamante, formas
alotrópicas do
carbono
•• Grupo 7AGrupo 7A
• Flúor (F)
Extraído do mineral fluorita.
Elemento importante na
formação de dentes e ossos
Gás avermelhado altamente reativo e
tóxico, não sendo encontrado livre na
natureza.
Usados em cremes dentais e
antisépticos bucais
Aplicação de flúor Adição de flúor nas
estações de tratamento
de água para prevenir a
cárie. Profª.: Joana
Metais
• São sólidos na temperatura
ambiente.
– exceto o mercúrio (Hg) que é
líquido.
• Conduzem corrente elétrica e
calor.
• Possuem um brilho característico
chamado brilho metálico
• São maleáveis, podem ser
enrolados ou laminados.
• Podem ser esticados em fios
finos (são dúcteis).
• Podem formar ligas (solução de
um metal em outro).
Não-metais (ametais)
• A maioria esta no estado sólido
• O bromo (Br) é líquido
• Os outros são gases (N, O, F, Cl).
• Não conduzem corrente elétrica
e calor.
– exceto o carbono (C) que é um
bom condutor de eletricidade.
• No estado sólido são quebradiços
e não possuem brilho.
Profª.: Joana
Comparando as propriedades
O comportamento dos METALMETAL e dos
AMETAISAMETAIS, quando se ligam e
formam as diferentes substâncias é
determinado, embora não
exclusivamente, pela quantidade de
elétrons na última camada
eletrônica, chamada de
camada de valênciacamada de valência.
Profª.: Joana
OBS.: A PALAVRA “VALÊNCIA” SIGNIFICA A “CAPACIDADE DE COMBINAÇÃO”
DE CADA ÁTOMO.
Camada de valência dos METAIS
Os metais possuem de 1 a 3 elétrons na última
camada eletrônica.
11 elétrons
Ex.: Ca20
Ex.: Al13
13 elétrons20 elétrons
Ex.: Na11
Profª.: Joana
K = 2 L = 8 M = 1
ÚLTIMA CAMADA
K = 2 L = 8 M = 3K = 2 L = 8 M = 8 N = 2
ÚLTIMA CAMADAÚLTIMA CAMADA
Facilidade em ceder (perderperder) esses elétrons da
última camada para se estabilizar e ficar com a
configuração de um gás nobre, ou seja, 8 elétrons
na camada de valência (Regra do octeto).
Camada de valência dos AMETAIS
Os ametais possuem de 4 a 7 elétrons na última
camada eletrônica.
17 elétrons
Ex.: O8
Ex.: P15
15 elétrons
8 elétrons
Ex.: Cl17
Profª.: Joana
K = 2 L = 8 M = 7 K = 2 L = 6 K = 2 L = 8 M = 5
ÚLTIMA CAMADA ÚLTIMA CAMADA
ÚLTIMA CAMADA
Facilidade em receber (ganharganhar) elétrons na última
camada para se estabilizar e ficar com a
configuração de um gás nobre, ou seja, 8 elétrons
na camada de valência (Regra do octeto).
As substâncias que conhecemos se formam
a partir da união de átomos de elementos
químicos diferentes ou iguais.
Essa união recebe o nome de
Ligação QuímicaLigação Química
Profª.: Joana
Atenção:Atenção: Existem propriedades químicas que influenciam o
comportamento dos elementos para a formação de um determinado
tipo de ligação química, mas isso é assunto para uma outra aula.
Tabela periódica: ordenando o Universo
Os elementos químicos constituem tudo o que existe: o
vivo, o morto e o não vivo, o que vemos, o que não
vemos... Oxigênio, Ferro, Ouro... Todos conhecem sua
importância. Mas Tungstênio, Cádmio, Gálio ... O que é
isso? E se falarmos de lâmpadas incandescentes,
baterias recarregáveis, leds azuis?
Ao conhecermos os elementos, descobrimos que são as
palavras que formam o vocabulário do Universo.
Explore a TABELA PERIÓDICA e descubra os
elementos. http://www.invivo.fiocruz.br/tabela/
FONTE: http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1346&sid=9
Profª.: Joana

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Terra Lua Sol
Terra   Lua  SolTerra   Lua  Sol
Terra Lua Sol
João França
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
Kátia Elias
 
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Karol Maia
 
Reações químicas ppt
Reações químicas pptReações químicas ppt
Reações químicas ppt
professoraludmila
 
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
César Milani
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
Atami Santos
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
Augusto Sérgio Costa Souza
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
Polo UAB de Alagoinhas
 
7. níveis de energia
7. níveis de energia7. níveis de energia
7. níveis de energia
Rebeca Vale
 
Isomeria plana
Isomeria planaIsomeria plana
Isomeria plana
paramore146
 
Metais e Não-Metais
Metais e Não-MetaisMetais e Não-Metais
Metais e Não-Metais
MariaCastanheira1999
 
Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Reações inorgânicas
Reações inorgânicas
Nai Mariano
 
Notações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tiposNotações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tipos
Karol Maia
 
Introdução a Quimica orgânica
Introdução a Quimica orgânicaIntrodução a Quimica orgânica
Introdução a Quimica orgânica
Josenildo Vasconcelos
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
vargastania
 
Jogo 1 trilha do átomo
Jogo 1  trilha do átomoJogo 1  trilha do átomo
Jogo 1 trilha do átomo
E.E.Deputado Jamil Gadia
 
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicosClassificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Profª Alda Ernestina
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
JulianaGimenes
 
BIOQUIMICA
BIOQUIMICABIOQUIMICA
BIOQUIMICA
Kaires Braga
 
Entalpia
EntalpiaEntalpia
Entalpia
Dani Barbosa
 

Mais procurados (20)

Terra Lua Sol
Terra   Lua  SolTerra   Lua  Sol
Terra Lua Sol
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
Entalpia de formação e energia de ligação (2 ano)
 
Reações químicas ppt
Reações químicas pptReações químicas ppt
Reações químicas ppt
 
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
 
7. níveis de energia
7. níveis de energia7. níveis de energia
7. níveis de energia
 
Isomeria plana
Isomeria planaIsomeria plana
Isomeria plana
 
Metais e Não-Metais
Metais e Não-MetaisMetais e Não-Metais
Metais e Não-Metais
 
Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Reações inorgânicas
Reações inorgânicas
 
Notações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tiposNotações reações químicas- tipos
Notações reações químicas- tipos
 
Introdução a Quimica orgânica
Introdução a Quimica orgânicaIntrodução a Quimica orgânica
Introdução a Quimica orgânica
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
 
Jogo 1 trilha do átomo
Jogo 1  trilha do átomoJogo 1  trilha do átomo
Jogo 1 trilha do átomo
 
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicosClassificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
Classificação periódica e propriedades periódicas dos elementos químicos
 
Isomeria
IsomeriaIsomeria
Isomeria
 
BIOQUIMICA
BIOQUIMICABIOQUIMICA
BIOQUIMICA
 
Entalpia
EntalpiaEntalpia
Entalpia
 

Destaque

Func nitrogenadas
Func nitrogenadasFunc nitrogenadas
Func nitrogenadas
con_seguir
 
03 estrutura introdução ciência materiais
03   estrutura introdução ciência materiais03   estrutura introdução ciência materiais
03 estrutura introdução ciência materiais
Breno Felipe Lopes
 
Hidrocarboneto
HidrocarbonetoHidrocarboneto
Hidrocarboneto
kaliandra Lisboa
 
Tabela periodica resumo
Tabela periodica resumoTabela periodica resumo
Tabela periodica resumo
Luana Salgueiro
 
Tabela periódica cas
Tabela periódica casTabela periódica cas
Tabela periódica cas
Reginaldo Santana
 
Resumo de Hidrocarbonetos
Resumo de HidrocarbonetosResumo de Hidrocarbonetos
Resumo de Hidrocarbonetos
Júlio Brasil
 
Aula 01 classificação dos materiais
Aula 01 classificação dos materiaisAula 01 classificação dos materiais
Aula 01 classificação dos materiais
Wilton Batista
 
Ligações químicas iônicas
Ligações químicas iônicasLigações químicas iônicas
Ligações químicas iônicas
Escola Pública/Particular
 
Ciencia dos materiais callister - 7ed port
Ciencia dos materiais callister - 7ed portCiencia dos materiais callister - 7ed port
Ciencia dos materiais callister - 7ed port
Juliana Castelo
 
1.1 ciências dos materiais
1.1   ciências dos materiais1.1   ciências dos materiais
1.1 ciências dos materiais
Laura Fernanda Silveira
 
Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017
Diogo Santos
 
Sandrogreco Aula 3 Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica Quim. Geral
Sandrogreco Aula 3   Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica   Quim. GeralSandrogreco Aula 3   Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica   Quim. Geral
Sandrogreco Aula 3 Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica Quim. Geral
Profª Cristiana Passinato
 
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Eliando Oliveira
 

Destaque (13)

Func nitrogenadas
Func nitrogenadasFunc nitrogenadas
Func nitrogenadas
 
03 estrutura introdução ciência materiais
03   estrutura introdução ciência materiais03   estrutura introdução ciência materiais
03 estrutura introdução ciência materiais
 
Hidrocarboneto
HidrocarbonetoHidrocarboneto
Hidrocarboneto
 
Tabela periodica resumo
Tabela periodica resumoTabela periodica resumo
Tabela periodica resumo
 
Tabela periódica cas
Tabela periódica casTabela periódica cas
Tabela periódica cas
 
Resumo de Hidrocarbonetos
Resumo de HidrocarbonetosResumo de Hidrocarbonetos
Resumo de Hidrocarbonetos
 
Aula 01 classificação dos materiais
Aula 01 classificação dos materiaisAula 01 classificação dos materiais
Aula 01 classificação dos materiais
 
Ligações químicas iônicas
Ligações químicas iônicasLigações químicas iônicas
Ligações químicas iônicas
 
Ciencia dos materiais callister - 7ed port
Ciencia dos materiais callister - 7ed portCiencia dos materiais callister - 7ed port
Ciencia dos materiais callister - 7ed port
 
1.1 ciências dos materiais
1.1   ciências dos materiais1.1   ciências dos materiais
1.1 ciências dos materiais
 
Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017
Caderno do aluno química 1 ano vol 2 2014 2017
 
Sandrogreco Aula 3 Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica Quim. Geral
Sandrogreco Aula 3   Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica   Quim. GeralSandrogreco Aula 3   Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica   Quim. Geral
Sandrogreco Aula 3 Estrutura EletrôNica E Tabela PerióDica Quim. Geral
 
Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
 

Semelhante a Tabela periódica e ligações químicas

Aula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono anoAula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono ano
Professora Raquel
 
Aula 9 tabela periódica nono ano A e B
Aula 9 tabela periódica nono ano A e BAula 9 tabela periódica nono ano A e B
Aula 9 tabela periódica nono ano A e B
Professora Raquel
 
Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)
jorgehenriqueangelim
 
Ligações químicas
Ligações químicasLigações químicas
Ligações químicas
paolazeroum
 
Tabela peridica
Tabela peridicaTabela peridica
Tabela peridica
victor marques
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
Vagner Dias
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
Vagner Dias
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
Enio Silva De Lima
 
Aula 2 ligações químicas (prévia)
Aula 2 ligações químicas (prévia)Aula 2 ligações químicas (prévia)
Aula 2 ligações químicas (prévia)
Bruno Gorzoni
 
Elementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidadeElementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidade
Andrieli Caroline
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
ERlam uales Novaes de Carvalho
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
ERlam uales Novaes de Carvalho
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
ERlam uales Novaes de Carvalho
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
Diana Sartin
 
Ligações químicas
Ligações químicasLigações químicas
Ligações químicas
Roberto Bagatini
 
Forças intermoleculares.ppt
Forças intermoleculares.pptForças intermoleculares.ppt
Forças intermoleculares.ppt
MarcoReisBrugnerotto
 
Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016
Joelson Barral
 
Ligações químicas
Ligações químicas Ligações químicas
Ligações químicas
Andreza Pflanzer
 
Tabelaperiodicpropriedades
TabelaperiodicpropriedadesTabelaperiodicpropriedades
Tabelaperiodicpropriedades
biblioteca da ESFundão
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
Fábio Garcia Ferreira
 

Semelhante a Tabela periódica e ligações químicas (20)

Aula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono anoAula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono ano
 
Aula 9 tabela periódica nono ano A e B
Aula 9 tabela periódica nono ano A e BAula 9 tabela periódica nono ano A e B
Aula 9 tabela periódica nono ano A e B
 
Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)
 
Ligações químicas
Ligações químicasLigações químicas
Ligações químicas
 
Tabela peridica
Tabela peridicaTabela peridica
Tabela peridica
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
 
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
99805816 apostila-quimica-1-tabela-periodica-ifms
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Aula 2 ligações químicas (prévia)
Aula 2 ligações químicas (prévia)Aula 2 ligações químicas (prévia)
Aula 2 ligações químicas (prévia)
 
Elementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidadeElementos quimicos e periodicidade
Elementos quimicos e periodicidade
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
 
Classificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementosClassificacao periodica dos_elementos
Classificacao periodica dos_elementos
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Ligações químicas
Ligações químicasLigações químicas
Ligações químicas
 
Forças intermoleculares.ppt
Forças intermoleculares.pptForças intermoleculares.ppt
Forças intermoleculares.ppt
 
Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016Tabela Periódica ENEM 2016
Tabela Periódica ENEM 2016
 
Ligações químicas
Ligações químicas Ligações químicas
Ligações químicas
 
Tabelaperiodicpropriedades
TabelaperiodicpropriedadesTabelaperiodicpropriedades
Tabelaperiodicpropriedades
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 

Mais de Kátia Elias

Estrutura do texto dissertativo.docx
Estrutura do texto dissertativo.docxEstrutura do texto dissertativo.docx
Estrutura do texto dissertativo.docx
Kátia Elias
 
Século xxi professor x tecnologia
Século xxi     professor x tecnologiaSéculo xxi     professor x tecnologia
Século xxi professor x tecnologia
Kátia Elias
 
Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim - 2012
Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim  -  2012Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim  -  2012
Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim - 2012
Kátia Elias
 
X festival de danças folclóricas 2013
X festival de danças folclóricas     2013X festival de danças folclóricas     2013
X festival de danças folclóricas 2013
Kátia Elias
 
Nosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimentoNosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimento
Kátia Elias
 
Prop. pre..química joana
Prop. pre..química joanaProp. pre..química joana
Prop. pre..química joana
Kátia Elias
 
Power point charges, tiras, quadrinhos, etc
Power point   charges, tiras, quadrinhos, etcPower point   charges, tiras, quadrinhos, etc
Power point charges, tiras, quadrinhos, etc
Kátia Elias
 

Mais de Kátia Elias (7)

Estrutura do texto dissertativo.docx
Estrutura do texto dissertativo.docxEstrutura do texto dissertativo.docx
Estrutura do texto dissertativo.docx
 
Século xxi professor x tecnologia
Século xxi     professor x tecnologiaSéculo xxi     professor x tecnologia
Século xxi professor x tecnologia
 
Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim - 2012
Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim  -  2012Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim  -  2012
Prova bimestral de lp lit - 1º ano - 2º bim - 2012
 
X festival de danças folclóricas 2013
X festival de danças folclóricas     2013X festival de danças folclóricas     2013
X festival de danças folclóricas 2013
 
Nosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimentoNosso espaço em movimento
Nosso espaço em movimento
 
Prop. pre..química joana
Prop. pre..química joanaProp. pre..química joana
Prop. pre..química joana
 
Power point charges, tiras, quadrinhos, etc
Power point   charges, tiras, quadrinhos, etcPower point   charges, tiras, quadrinhos, etc
Power point charges, tiras, quadrinhos, etc
 

Último

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 

Último (20)

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 

Tabela periódica e ligações químicas

  • 2. Desenvolvimento histórico da Tabela Periódica DmitriDmitri MendeleevMendeleev (1834 -1907 ) • Escreveu em fichas separadas as propriedades (estado físico, massa, etc) dos elementos químicos. • Enquanto arruma as fichas procurando organizá-las percebeu que se os elementos fossem dispostos em ordem crescente de MASSA ATÔMICA algumas propriedades se repetiam diversas vezes. H.G.J.H.G.J. MoseleyMoseley (1887 – 1915) • Descobriu que as propriedades dos elementos se relacionava de forma precisa com o NÚMERO ATÔMICO. DmitriDmitri MendeleevMendeleev HenryHenry MoseleyMoseley Profª.: Joana
  • 3. Tabela Atual Na tabela periódica atual os elementos são organizados em um retângulo dispostos em ordem crescentecrescente de número atômiconúmero atômico. Profª.: Joana
  • 4. • A organização é feita de modo que elementos com propriedades químicas e físicas semelhantes fiquem em colunas verticais chamadas de grupos ou famílias.grupos ou famílias. • As fileiras horizontais da tabela são os períodos.períodos. Profª.: Joana
  • 5. 77 PP EE RR ÍÍ OO DD OO SS 18 GRUPOS ou FAMÍLIAS18 GRUPOS ou FAMÍLIAS Profª.: Joana
  • 6. Grupos ou Famílias Os elementos representativos são do grupo A e são enumerados de 1A a 7A, mais o grupo 0 (zero). 1A - ALCALINOS 2A – ALCALINOS TERROSOS 3A 4A 5A 6A - CALCOGÊNIOS 7A - HALOGÊNIOS 0 - GASES NOBRES 1A 2A 3A 4A 5A 6A 7A 0 H H O hidrogênio não pertence a família dos ALCALINOS. Profª.: Joana Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos Grupo A - representativos Grupo B - transição
  • 7. As configurações eletrônicas e a Tabela Periódica pp 11Na 1s22s22p63ss11 20Ca 1s22s22p63s23p64ss22 13Al 1s22s22p63s23pp11 26Fe 1s22s22p63s23p64s23dd66 Profª.: Joana bloco bloco dd ss ff bloco bloco Série dos Lantanídeos Série dos Lantanídeos
  • 8. Períodos 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) ) K L M N O P Q Camadas eletrônicas ocupadas Ex.: 3 Li 2) 1) K L 19K 2) 8 ) 8 ) 1 )Ex.: K L M N Li K Ex.: 13Al 2) 8 ) 3) K L M Al Obs.:Obs.: Os Gases Nobres (grupo 18) possuem sempre 8 elétrons na última camada, esta configuração proporciona uma estabilidade a esses elementos e pouca tendência a reagir. Profª.: Joana 1 2 18 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17
  • 9. METAIS E NÃO METAIS (AMETAIS) METAL NÃO-METAL ou AMETAL Legenda: Profª.: Joana
  • 10. Propriedades Físicas dos METAIS • São sólidos na temperatura ambiente – exceto o mercúrio (Hg) que é líquido. • Conduzem corrente elétrica (eletricidade) e calor. • Possuem um brilho característico chamado brilho metálico • São maleáveis, podem ser enrolados ou laminados. • Podem ser esticados em fios finos (são dúcteis). • Podem formar ligas (solução de um metal em outro). Profª.: Joana
  • 11. Exemplos de METAIS que você conhece: •• Grupo 1AGrupo 1A • Lítio (Li) Encontrado na natureza em minerais como o Pegmatito. De onde vem?? Algumas aplicações.Algumas aplicações. Profª.: Joana Baterias e pilhas Medicamentos
  • 12. Extraído da natureza da água do mar na forma de NaCl. Reator de lâmpada Sal de cozinha (NaCl) • Sódio (Na) •• Grupo 1AGrupo 1A De onde vem?? Algumas aplicações.Algumas aplicações. Profª.: Joana
  • 13. •• Grupo 2AGrupo 2A • Magnésio (Mg) Obtido de diversos minerais entre eles a camalita Liga leve Mg-Si De onde vem?? Algumas aplicações. Profª.: Joana Fogos de artifício Medicamentos Lâmpada de flach
  • 14. •• Grupo 3AGrupo 3A • Alumínio (Al) Extraído da natureza do minério chamado bauxita. De onde vem?? Algumas aplicações. Liga de Al-Si-Fe Profª.: Joana
  • 15. •• Grupo 1BGrupo 1B • Cobre (Cu) Obtido de diversos minerais entre eles a malaquita CuCu De onde vem?? Algumas aplicações. Profª.: Joana
  • 16. •• Grupo 1BGrupo 1B • Ferro (Fe) De onde vem?? Um dos seus principais minérios é a hematita Algumas aplicações. Profª.: Joana
  • 17. •• Grupo 1BGrupo 1B • Prata (Ag) Ocorre em forma nativa ou como sulfeto associada aos minerais de cobre. De onde vem?? Algumas aplicações. Profª.: Joana
  • 18. Propriedades físicas dos NÃO-METAI (ametais) • A maioria é sólidosólido ; o bromo (Br) é líquido e outros são gasosos (N, O, F, Cl) • Não conduzem corrente elétrica e calor. – exceto o carbono (C) que é um bom condutor de eletricidade. • No estado sólido são quebradiços e não possuem brilho. Profª.: Joana
  • 19. •• Grupo 5AGrupo 5A • Nitrogênio (N) Encontrado livre na atmosfera. É um dos principais constituintes do ar atmosférico.ar atmosférico. NN22 OO22 Nitrogênio líquido usado na preservação de sementes e sêmem. Utilizado na produção de Ácido Nítrico Utilizado na produção da amônia. HNO3 Utilizado na produção de fertilizantes Gás incolor e inodoro se apresenta como molécula de N2Algumas aplicações. Profª.: Joana
  • 20. •• Grupo 6AGrupo 6A • Oxigênio (O) Encontrado livre na atmosfera. Gás incolor e reativo se apresenta como molécula de O2 Ozônio Oxigênio Algumas aplicações. Solda com oxigênio Liberado na atmosfera terrestre pelas plantas durante a fotossíntese. Oxigênio utilizado durante cirurgia Profª.: Joana Responsável por manter a combustão
  • 21. •• Grupo 4AGrupo 4A • Carbono (C) Carbono 83-87 % Hidrogênio 10-14 % Nitrogênio 0,1-2 % Oxigênio 0,1-1,5 % Enxofre 0,5-6 % Metais < 0,1 % Constituinte vital de todos os seres vivos (aproximadamente 19,05% da massa do corpo humano) Aplicações e informações. Principal constituinte dos hidrocarbonetos que formam o petróleo. Carvão é um dos principais combustíveis atuais . Profª.: Joana Grafite e diamante, formas alotrópicas do carbono
  • 22. •• Grupo 7AGrupo 7A • Flúor (F) Extraído do mineral fluorita. Elemento importante na formação de dentes e ossos Gás avermelhado altamente reativo e tóxico, não sendo encontrado livre na natureza. Usados em cremes dentais e antisépticos bucais Aplicação de flúor Adição de flúor nas estações de tratamento de água para prevenir a cárie. Profª.: Joana
  • 23. Metais • São sólidos na temperatura ambiente. – exceto o mercúrio (Hg) que é líquido. • Conduzem corrente elétrica e calor. • Possuem um brilho característico chamado brilho metálico • São maleáveis, podem ser enrolados ou laminados. • Podem ser esticados em fios finos (são dúcteis). • Podem formar ligas (solução de um metal em outro). Não-metais (ametais) • A maioria esta no estado sólido • O bromo (Br) é líquido • Os outros são gases (N, O, F, Cl). • Não conduzem corrente elétrica e calor. – exceto o carbono (C) que é um bom condutor de eletricidade. • No estado sólido são quebradiços e não possuem brilho. Profª.: Joana Comparando as propriedades
  • 24. O comportamento dos METALMETAL e dos AMETAISAMETAIS, quando se ligam e formam as diferentes substâncias é determinado, embora não exclusivamente, pela quantidade de elétrons na última camada eletrônica, chamada de camada de valênciacamada de valência. Profª.: Joana OBS.: A PALAVRA “VALÊNCIA” SIGNIFICA A “CAPACIDADE DE COMBINAÇÃO” DE CADA ÁTOMO.
  • 25. Camada de valência dos METAIS Os metais possuem de 1 a 3 elétrons na última camada eletrônica. 11 elétrons Ex.: Ca20 Ex.: Al13 13 elétrons20 elétrons Ex.: Na11 Profª.: Joana K = 2 L = 8 M = 1 ÚLTIMA CAMADA K = 2 L = 8 M = 3K = 2 L = 8 M = 8 N = 2 ÚLTIMA CAMADAÚLTIMA CAMADA Facilidade em ceder (perderperder) esses elétrons da última camada para se estabilizar e ficar com a configuração de um gás nobre, ou seja, 8 elétrons na camada de valência (Regra do octeto).
  • 26. Camada de valência dos AMETAIS Os ametais possuem de 4 a 7 elétrons na última camada eletrônica. 17 elétrons Ex.: O8 Ex.: P15 15 elétrons 8 elétrons Ex.: Cl17 Profª.: Joana K = 2 L = 8 M = 7 K = 2 L = 6 K = 2 L = 8 M = 5 ÚLTIMA CAMADA ÚLTIMA CAMADA ÚLTIMA CAMADA Facilidade em receber (ganharganhar) elétrons na última camada para se estabilizar e ficar com a configuração de um gás nobre, ou seja, 8 elétrons na camada de valência (Regra do octeto).
  • 27. As substâncias que conhecemos se formam a partir da união de átomos de elementos químicos diferentes ou iguais. Essa união recebe o nome de Ligação QuímicaLigação Química Profª.: Joana Atenção:Atenção: Existem propriedades químicas que influenciam o comportamento dos elementos para a formação de um determinado tipo de ligação química, mas isso é assunto para uma outra aula.
  • 28. Tabela periódica: ordenando o Universo Os elementos químicos constituem tudo o que existe: o vivo, o morto e o não vivo, o que vemos, o que não vemos... Oxigênio, Ferro, Ouro... Todos conhecem sua importância. Mas Tungstênio, Cádmio, Gálio ... O que é isso? E se falarmos de lâmpadas incandescentes, baterias recarregáveis, leds azuis? Ao conhecermos os elementos, descobrimos que são as palavras que formam o vocabulário do Universo. Explore a TABELA PERIÓDICA e descubra os elementos. http://www.invivo.fiocruz.br/tabela/ FONTE: http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1346&sid=9 Profª.: Joana