SlideShare uma empresa Scribd logo
E. E. Profª Élia França Cardoso


                                1º dia




_______________________________________________

____2º SIMULADÃO ÉLIA______
                            4º ANO ____

                          Aluno(a)
  _______________________________________________________
ORIENTAÇÕES:

     Verifique no simuado se constam todas as questões (1 a 20) e se há
    falhas troque com o professor aplicador.
    As questões contões contêm 5 (cinco) alternativas, identificadas pelas
    letras A, B, C, D e E.
    Marque no cartão-resposta a alternativa correta. Não esquecendo de
    colocar o nome e a série no cartão-resposta.
    Há somente uma alternativa correta para cada questão.
    Durante o simulado não será permitido a comunicação entre os alunos,
    efetuar empréstimos.



               ESCOLA ESTADUAL PROFª ÉLIA FRANÇA CARDOSO
“Todos educando para o sucesso”
                            SIMULADO – 2º SEMESTRE – 12-11(SEGUNDA)

                                          LÍNGUA PORTUGUESA
    1-Leia com atenção o poema a seguir.

    O Sol e a Neve

    Era
    Uma
    floquinha
    de neve que
    vivia no alto de
    uma montanha Ge-
    lada. Um dia, se apai-
    xonou pelo Sol. E passou
    a flertar descaradamente
    com ele. “Cuidado!”, alerta-
    ram os flocos mais experientes.
    “Você pode se derreter”. Nas a
    nevinha não queria nem saber e con-
    tinuava a olhar para o Sol, que com seus
    raios o queimava de paixão. Ele nem perce-
    bia o quanto se derretia... e ficou ali um bom
    tempo, só se derretendo, se derretendo, quando
    viu, era uma gotinha, uma pequena lágrima se amor
    descendo, com nobreza e delicadeza, a montanha. Lá
    embaixo, um rio esperava por ela.
       (FRATE, Délia – História para acordar)

O que deu início à narrativa foi o fato de a “floquinha”
(A) ter-se apaixonado pelo sol.
(B) ter flertado com o sol.
(C) ter-se derretido com o calor.
(D) ter descido montanha abaixo.
(E) Nenhuma das alternativas.

                                                 Deslumbramento
O professor novo
é um pedaço de mau caminho,
um homem MA-RA-VI-LHO-SO!!!
Pena que é manhoso
e pensa que é dono do mundo.
Pena que é tão sabidão
e não vê um palmo além do seu umbigo.
e das poesias de amor
que gosta tanto de ler
pra desespero das gatinhas.

Se ele fosse mesmo inteligente,
se fosse tão sensível para poesia
adivinharia que sou a mais bonita,
a mais envolvida, a mais atenta,
que sou um lindo poema.

Acho que o tontão me deve achar
uma estúpida criançona!
                                                                                (José, Elias. Cantigas de adolescer.)

2- O texto que você acaba de ler é, quanto à forma:
(A) Um poema.
(B) Uma biografia.
(C) Uma notícia.
(D) Uma dissertação.
(E) Uma crônica.

3- O conteúdo do texto exposto, poeticamente, é:
(A) Uma página de diário.
(B) A narração de uma história.
(C) A caracterização de uma personagem.
(D) Um convite.
(E) Uma entrevista.

4-Sobre a palavra “focinho”, assinale a alternativa correta:
(A) é um verbo
(B) é um substantivo concreto
(C) é um numeral
(D) é um pronome
(E) é um artigo

5- O SEGREDO DA PIPOCA
Você está preocupado se vai conseguir fazer uma pipoca bem crocante? Lá vai uma dica: antes de acender o fogo,
mexa a pipoqueira três vezes para um lado, duas para o outro, dê três sacudidelas.
                                                                          Ciência Hoje das Crianças. Ano 11.Nº 78.
O texto acima serve para:
(A) ensinar como fazer pipoca.
(B) ensinar como se usa uma pipoqueira.
(C) dá uma dica de como fazer uma pipoca crocante.
(D) dá uma dica de como ficar despreocupada.
(E) Nenhuma das respostas.

                                                O cravo e a rosa
           Zé do Cravo se chamava Zé da Silva até que arranjou um cravo no pé, que doía que fazia ele mancar. Foi
aí que ele ganhou o apelido.


6- O pronome ele no texto no texto substitui


(A) o apelido.       (B) Zé do Cravo       (C) o pé            (D) o cravo   (E) a dor


7- Assinale a alternativa cuja as palavras estão escritas corretamente:
(A) massagista - fossa - pesquisar - girassol
(B) masagista - foça – pesquizar – girasol
(C) massajista - fosça – pesquisar – girassou
(D) masajista – fossa – pesquizar - girasol
(E) masçagista – foça - pesquisar - girassol


8- A divisão silábica esta correta na alternativa:
(A) gan-hou
(B) pres-su-po-si-ção
(C) con-sci-ên-ci-a
(D) i-de-i-a
(E) bai-rro

Leia o texto:

                                      A causa da chuva – Millôr Fernandes

Não chovia há muitos e muitos meses, de modo que os animais ficaram inquietos. Uns diziam que ia chover logo,
outros diziam que ainda ia demorar. Mas não chegavam a uma conclusão. - Chove só quando a água cai do telhado
de meu galinheiro - esclareceu a galinha. - Ora, que bobagem! - disse o sapo de dentro da lagoa. - chove quando a
água da lagoa começa a borbulhar suas gotinhas.- Como assim? - disse a lebre. - Está visto que só chove quando as
folhas das árvores começam a deixar cair as gotas d'água que têm dentro. Nesse momento começou a chover. -
Viram? - gritou a galinha. - O telhado de meu galinheiro está pingando. Isso é chuva! - Ora, não vê que a chuva é a
água da lagoa borbulhando? - disse o sapo. - Mas, como assim? - tornou a lebre - Parecem cegos! Não vêem que a
água                       cai                     das                      folhas                     dasárvores?

9- A causa principal da inquietação dos animais percebe-se claramente que era:
(A) A chuva que cai
(B) A falta de chuva
(C) As discussões sobre animais
(D) A conclusão a que chegaram
(E) N.d.a.

10- A resposta ao item anterior é dada pela seguinte frase:
(A) “uns diziam que ia chover”
(B) “outros diziam que ainda ia demorar”
(C) “Mas não chegavam a uma conclusão”
(D) “Não chovia a muitos e muitos anos”
(E) N.d.a.

                                                   HISTÓRIA
11 – O nome que se dá aos três poderes que governam o Estado de Mato Grosso do Sul:
(A) Poder Judiciário - Poder Legislativo – Poder Aquisitivo
(B) Poder Legislativo - Poder Aquisitivo – Poder Executivo
(C) Poder Comunitário - Poder Legislativo – Poder Governamental
(D) Poder Executivo - Poder Governamental – Poder Comunitário
(E) Poder Legislativo - Poder Executivo - Poder Judiciário

12 – Migração é :
(A) mudar de uma casa para a outra.
(B) ação de mudar de um país para o outro.
(C) ação de fazer mudanças de uma bairro pra o outro.
(D) entrar de um estado para outro estado
(E) ação de mudar de uma cidade para outra cidade

                                            GUERRA DO PARAGUAI

                                              Os principais conflitos

        Em 1864, o Brasil invade o Uruguai para afastar do poder o setor blanco radical. Esse grupo convence o
Paraguai      de      que      os     brasileiros     iriam      voltar-se      contra      sua      soberania.
        O exército paraguaio invade o Mato Grosso, em 1864, e a província argentina de Corrientes, em 1865,
iniciando      a       guerra.      Brasil        e      Argentina        defendem        seus       territórios.
        Ao mesmo tempo, inicia uma guerra civil no Uruguai entre blancos e colorados, grupo que vence e tem o
apoio      de       Brasil       e      Argentina.      Uruguai       une-se       ao      bloco         brasileiro.
        Em 1870, o brasileiro duque de Caxias (1803-1880) impede que o Paraguai domine o Mato Grosso. O líder
paraguaio Solano López (1827-1870) morre em batalha, e a guerra termina.
        O Brasil lutou para defender o Mato Grosso (atual Mato Grosso do Sul), invadido pelo Paraguai. Para
entender a guerra, porém, é essencial saber que estavam envolvidos dois blocos de países. De um lado, Brasil,
Argentina e parte do Uruguai. De outro, Paraguai e outro grupo uruguaio. As batalhas começaram em 1864 e se
estenderam por quase seis anos (leia o infográfico). Os conflitos trouxeram grandes prejuízos ao Brasil num
período de crescimento e aumento da exportação e das demandas por infraestrutura. Mesmo com as dificuldades
em lidar com as epidemias, a falta de comunicação e a escassez de alimentos, o bloco do Brasil foi vitorioso, já que
conseguiu evitar que o Paraguai dominasse as terras em disputa.




13- EM QUE ANO O EXÉRCITO PARAGUAIO INVADE O MATO GROSSO?
(A) 1990
(B) 1500
(C) 1800
(D) 1864
(E) NDA

14- EM QUE ANO O BRASILEIRO DUQUE DE CAXIAS IMPEDE QUE O PARAGUAI DOMINE O MATO
GROSSO?
(A) 2012
(B) 1830
(C) 1840
(D) 1870
(E) NDA

15- Quais países formaram a TRIPLICE ALIANÇA para lutar com o Paraguai:
(A) Argentina – Paraguai e Bolívia
(B) Argentina - Brasil e Uruguai
(C) Bolívia - Brasil - Paraguai
(D) Brasil – Paraguai e Uruguai
(E) Paraguai - Uruguai e Bolívia

                                       PRODUÇÃO INTERATIVA
                                                    Rapunzel
Era uma vez um casal que morava em uma casa modesta, junto a um palácio. Perto do palácio, havia um
maravilhoso pomar, cercado por um muro muito alto. Dentro dele, havia um pomar de maçãs.Certo dia, a
esposa pediu ao marido que lhe trouxesse uma das maçãs do pomar. Mesmo com receio, pois sabia que a
dona do castelo era uma feiticeira, resolveu atender o pedido da esposa. Foi à noite até o jardim e
escolheu uma maçã. Bem nesse momento, apareceu a feiticeira do castelo: - ah! Está roubando uma maçã
do meu pomar? Vou castigá-lo! - por favor, não me castigue! - está bem – a feiticeira pensou melhor e
continuou – como você é pobre e não pode me dar riquezas, me prometa seu primeiro filho em troca da
maçã. Como o homem era casado há muito tempo e não tinha filhos, aceitou a proposta da bruxa. Meses
depois, sua esposa ficou grávida e deu à luz uma filhinha linda, de nome Rapunzel. Mesmo muito tristes,
cumpriram a promessa e entregaram a menina à feiticeira. Os anos se passaram e Rapunzel vivia em uma
torre do castelo. Tinha os cabelos muito compridos, pois nunca tinham sido cortados. Então, a feiticeira
fez deles uma longa trança e, por elas, subia e descia da alta torre. Certo dia, um príncipe passava por ali e
percebeu Rapunzel à janela. Falou-lhe, sem perceber a bruxa por perto. Feliz com a nova companhia,
Rapunzel lhe jogou as tranças e ele subiu à torre. Falou para a menina sobre todas as maravilhas do
mundo e ela quis que ele retornasse. Ao descer pelas tranças, a malvada bruxa pegou uma tesoura e
cortou-lhe as tranças. O príncipe caiu da enorme altura e foi parar desmaiado em cima de plantas
espinhentas.
Leia o trecho do Conto Rapunzel acima e responda as questões:
16- Onde o casal da história morava?
(A) Em um palácio
 (B) No pomar
(C) Atrás do muito alto
(D) Em uma casa modesta
(E) Na floresta

17- O que a esposa pediu ao marido?
(A) Para cortar lenha
 (B) Que lhe trouxesse uma das maçãs do pomar.
(C) Que lhe trouxesse uma das laranjas do pomar
(D) Que fosse até o pomar
(E) Para falar com a bruxa

18- Por que a bruxa queria castigar o homem?
(A) Porque ele não tinha riquezas.
 (B) Porque ele não tinha filhos.
(C) Porque ele morava próximo ao palácio.
(D) Porque a feiticeira gostava muito de maçãs.
(E) Porque ele estava roubando maçãs.

19- Como a bruxa fazia para chegar ao alto da torre?
(A) Pela escada.
(B) Com a sua vassoura.
(C) Pelas longas tranças de Rapunzel
(D) Escalando a torre
(E) Através de uma corda.

20- Depois de alguns anos, Rapunzel conheceu um príncipe, que também subia por suas
tranças. O que o príncipe falava para Rapunzel?
(A) Falou para a menina sobre todas as maravilhas do mundo.
(B) Falou para a menina sobre a feiticeira.
(C) Falou para a menina sobre seus pais.
(D) Falou para a menina sobre todas as coisa ruins do mundo.
(E) Falou para a menina sobre a promessa de sei pai.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades sobre a água
Atividades sobre a águaAtividades sobre a água
Atividades sobre a água
BrunaFeSi
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Silvânia Silveira
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
Sonia Amaral
 
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
João Medeiros
 
Avaliação de Matemática
Avaliação de MatemáticaAvaliação de Matemática
Avaliação de Matemática
Kelry Carvalho
 
D14 (5º ano l.p.)
D14 (5º ano   l.p.)D14 (5º ano   l.p.)
D14 (5º ano l.p.)
Cidinha Paulo
 
Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)
Cidinha Paulo
 
Simulado 11 (matemática 5º ano) blog do prof. Warles
Simulado 11 (matemática 5º ano)   blog do prof. WarlesSimulado 11 (matemática 5º ano)   blog do prof. Warles
Simulado 11 (matemática 5º ano) blog do prof. Warles
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
D7 (por descritores port 5º ano)
D7  (por descritores port  5º ano)D7  (por descritores port  5º ano)
D7 (por descritores port 5º ano)
Cidinha Paulo
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA  PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTREAVALIAÇÃO DE LÍNGUA  PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Substantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividadesSubstantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividades
arlan2000
 
Lista de exercícios nº 39
Lista de exercícios nº 39Lista de exercícios nº 39
Lista de exercícios nº 39
Fabíola Freitas
 
Sugestão de atividades de português
Sugestão de atividades de portuguêsSugestão de atividades de português
Sugestão de atividades de português
Raquel Becker
 
Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos
Mary Alvarenga
 
Prova Brasil - Revisão de Língua Portuguesa 5º ano
Prova Brasil  - Revisão de Língua Portuguesa 5º anoProva Brasil  - Revisão de Língua Portuguesa 5º ano
Prova Brasil - Revisão de Língua Portuguesa 5º ano
Mary Alvarenga
 
Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)
Cidinha Paulo
 
Simulado portugues 3º ano)-4 unidade
Simulado portugues   3º ano)-4 unidadeSimulado portugues   3º ano)-4 unidade
Simulado portugues 3º ano)-4 unidade
julliana brito
 
Simulado 16 (port. 5º ano)
Simulado 16 (port. 5º ano)Simulado 16 (port. 5º ano)
Simulado 16 (port. 5º ano)
Cidinha Paulo
 
Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1
Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1
Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1
Crislaine Mota
 
D10 (por descritores port 5º ano)
D10  (por descritores port  5º ano)D10  (por descritores port  5º ano)
D10 (por descritores port 5º ano)
Cidinha Paulo
 

Mais procurados (20)

Atividades sobre a água
Atividades sobre a águaAtividades sobre a água
Atividades sobre a água
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
 
Avaliação de Matemática
Avaliação de MatemáticaAvaliação de Matemática
Avaliação de Matemática
 
D14 (5º ano l.p.)
D14 (5º ano   l.p.)D14 (5º ano   l.p.)
D14 (5º ano l.p.)
 
Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)Simulado 7 (port. 5º ano)
Simulado 7 (port. 5º ano)
 
Simulado 11 (matemática 5º ano) blog do prof. Warles
Simulado 11 (matemática 5º ano)   blog do prof. WarlesSimulado 11 (matemática 5º ano)   blog do prof. Warles
Simulado 11 (matemática 5º ano) blog do prof. Warles
 
D7 (por descritores port 5º ano)
D7  (por descritores port  5º ano)D7  (por descritores port  5º ano)
D7 (por descritores port 5º ano)
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA  PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTREAVALIAÇÃO DE LÍNGUA  PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 1º BIMESTRE
 
Substantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividadesSubstantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividades
 
Lista de exercícios nº 39
Lista de exercícios nº 39Lista de exercícios nº 39
Lista de exercícios nº 39
 
Sugestão de atividades de português
Sugestão de atividades de portuguêsSugestão de atividades de português
Sugestão de atividades de português
 
Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos
 
Prova Brasil - Revisão de Língua Portuguesa 5º ano
Prova Brasil  - Revisão de Língua Portuguesa 5º anoProva Brasil  - Revisão de Língua Portuguesa 5º ano
Prova Brasil - Revisão de Língua Portuguesa 5º ano
 
Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)
 
Simulado portugues 3º ano)-4 unidade
Simulado portugues   3º ano)-4 unidadeSimulado portugues   3º ano)-4 unidade
Simulado portugues 3º ano)-4 unidade
 
Simulado 16 (port. 5º ano)
Simulado 16 (port. 5º ano)Simulado 16 (port. 5º ano)
Simulado 16 (port. 5º ano)
 
Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1
Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1
Prova.pb.linguaportuguesa.4ano.manha.3bim1
 
D10 (por descritores port 5º ano)
D10  (por descritores port  5º ano)D10  (por descritores port  5º ano)
D10 (por descritores port 5º ano)
 

Destaque

Atividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostas
Atividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostasAtividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostas
Atividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostas
Luiza Bussolo
 
Organização dos poderes no âmbito estadual
Organização dos poderes no âmbito estadualOrganização dos poderes no âmbito estadual
Organização dos poderes no âmbito estadual
Letras Mágicas
 
Prova geo
Prova geoProva geo
Prova geo
Luzia Ester
 
Avaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º anoAvaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º ano
Raimunda Mascarenhas B. Melo
 
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 
ATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANO
ATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANOATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANO
ATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANO
Patricia Rezende
 
Sistema EsqueléTico
Sistema EsqueléTicoSistema EsqueléTico
Sistema EsqueléTico
Edson Nascimento dos Santos
 
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. MedeirosHistória de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
João Medeiros
 
Prova Atividade Ensino Fundamental 4ano
Prova Atividade Ensino Fundamental 4anoProva Atividade Ensino Fundamental 4ano
Prova Atividade Ensino Fundamental 4ano
keillacr
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
Isabel Aguiar
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Atividades Diversas Cláudia
 
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
História 2013   3º e 4º bim (4º ano)História 2013   3º e 4º bim (4º ano)
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
smece4e5
 
Atividade avaliativa de história
Atividade avaliativa de históriaAtividade avaliativa de história
Atividade avaliativa de história
Paulo Alves de Araujo
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 

Destaque (15)

Atividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostas
Atividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostasAtividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostas
Atividade de-historia os-tres-poderes-5-ano_respostas
 
Organização dos poderes no âmbito estadual
Organização dos poderes no âmbito estadualOrganização dos poderes no âmbito estadual
Organização dos poderes no âmbito estadual
 
Prova geo
Prova geoProva geo
Prova geo
 
Avaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º anoAvaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º ano
 
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
 
ATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANO
ATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANOATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANO
ATIVIDADES MATEMÁTICA - 5º ANO
 
Sistema EsqueléTico
Sistema EsqueléTicoSistema EsqueléTico
Sistema EsqueléTico
 
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. MedeirosHistória de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
 
Prova Atividade Ensino Fundamental 4ano
Prova Atividade Ensino Fundamental 4anoProva Atividade Ensino Fundamental 4ano
Prova Atividade Ensino Fundamental 4ano
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
 
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
GUERRA DO PARAGUAI 1864-1870
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
 
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
História 2013   3º e 4º bim (4º ano)História 2013   3º e 4º bim (4º ano)
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
 
Atividade avaliativa de história
Atividade avaliativa de históriaAtividade avaliativa de história
Atividade avaliativa de história
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 

Semelhante a Simulado - 4º ano E.F.

Simulado - 5º ano E.F.
Simulado - 5º ano E.F.Simulado - 5º ano E.F.
Simulado - 5º ano E.F.
patrick_matematica
 
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLOWORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Prova de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova Brasil
Prova de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova BrasilProva de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova Brasil
Prova de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova Brasil
Cláudia Santos
 
Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016
Nilda Silva
 
Aval 6ºano 4ºbimestre
Aval 6ºano 4ºbimestreAval 6ºano 4ºbimestre
Aval 6ºano 4ºbimestre
SECRET. DA EDUC.ACARAÚ CE
 
Simulado spaece 1º ano
Simulado spaece 1º anoSimulado spaece 1º ano
Simulado spaece 1º ano
profronaldopompeu
 
ProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º anoProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º ano
Marconildo Viegas
 
Ii atividade nono ano
Ii atividade nono anoIi atividade nono ano
Ii atividade nono ano
SMEdeItabaianinha
 
1º dia 7º ano
1º dia 7º ano1º dia 7º ano
1º dia 7º ano
patrick_matematica
 
Simuladopdf
SimuladopdfSimuladopdf
Simuladopdf
Luciana Souza
 
Prova brasil lp 5º ano
Prova brasil lp   5º anoProva brasil lp   5º ano
Prova brasil lp 5º ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Simulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesaSimulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesa
Professora Anna Paula
 
Ativ. férias 1º ano
Ativ. férias 1º anoAtiv. férias 1º ano
Ativ. férias 1º ano
Hermes Teixeira
 
Aval. global 3º ano gramática
Aval. global 3º ano gramáticaAval. global 3º ano gramática
Aval. global 3º ano gramática
Valderice Costa
 
Língua port 9º sem edição
Língua port 9º  sem ediçãoLíngua port 9º  sem edição
Língua port 9º sem edição
Austonio Santos
 
10 (1)
10 (1)10 (1)
Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011
Alda Cavalcante
 
Avaliação de portugues 2 bimestre
Avaliação de portugues 2 bimestreAvaliação de portugues 2 bimestre
Avaliação de portugues 2 bimestre
Lucyanne Guimaraes
 
Simulado 01 novo
Simulado 01 novoSimulado 01 novo
Simulado 01 novo
Benigno Andrade Vieira
 
IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)
IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)
IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)
Eliasdelimaneto Educação
 

Semelhante a Simulado - 4º ano E.F. (20)

Simulado - 5º ano E.F.
Simulado - 5º ano E.F.Simulado - 5º ano E.F.
Simulado - 5º ano E.F.
 
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLOWORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
 
Prova de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova Brasil
Prova de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova BrasilProva de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova Brasil
Prova de Língua Portuguesa conforme Descritores da Prova Brasil
 
Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016
 
Aval 6ºano 4ºbimestre
Aval 6ºano 4ºbimestreAval 6ºano 4ºbimestre
Aval 6ºano 4ºbimestre
 
Simulado spaece 1º ano
Simulado spaece 1º anoSimulado spaece 1º ano
Simulado spaece 1º ano
 
ProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º anoProfBimestral interpretação 8º ano
ProfBimestral interpretação 8º ano
 
Ii atividade nono ano
Ii atividade nono anoIi atividade nono ano
Ii atividade nono ano
 
1º dia 7º ano
1º dia 7º ano1º dia 7º ano
1º dia 7º ano
 
Simuladopdf
SimuladopdfSimuladopdf
Simuladopdf
 
Prova brasil lp 5º ano
Prova brasil lp   5º anoProva brasil lp   5º ano
Prova brasil lp 5º ano
 
Simulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesaSimulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesa
 
Ativ. férias 1º ano
Ativ. férias 1º anoAtiv. férias 1º ano
Ativ. férias 1º ano
 
Aval. global 3º ano gramática
Aval. global 3º ano gramáticaAval. global 3º ano gramática
Aval. global 3º ano gramática
 
Língua port 9º sem edição
Língua port 9º  sem ediçãoLíngua port 9º  sem edição
Língua port 9º sem edição
 
10 (1)
10 (1)10 (1)
10 (1)
 
Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011
 
Avaliação de portugues 2 bimestre
Avaliação de portugues 2 bimestreAvaliação de portugues 2 bimestre
Avaliação de portugues 2 bimestre
 
Simulado 01 novo
Simulado 01 novoSimulado 01 novo
Simulado 01 novo
 
IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)
IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)
IFCE- Prova Integrado 2013 1 (conhecimentos gerais e redação)
 

Mais de patrick_matematica

2º dia 3º ano E.M.
2º dia 3º ano E.M.2º dia 3º ano E.M.
2º dia 3º ano E.M.
patrick_matematica
 
1º dia 3º ano E.M.
1º dia 3º ano E.M.1º dia 3º ano E.M.
1º dia 3º ano E.M.
patrick_matematica
 
2º dia 2º ano E.M.
2º dia 2º ano E.M.2º dia 2º ano E.M.
2º dia 2º ano E.M.
patrick_matematica
 
1º dia 2º ano E.M.
1º dia 2º ano E.M.1º dia 2º ano E.M.
1º dia 2º ano E.M.
patrick_matematica
 
2º dia 1º ano E.M.
2º dia 1º ano E.M.2º dia 1º ano E.M.
2º dia 1º ano E.M.
patrick_matematica
 
1º dia 1º ano E.M.
1º dia 1º ano E.M.1º dia 1º ano E.M.
1º dia 1º ano E.M.
patrick_matematica
 
2º dia 9º ano
2º dia 9º ano2º dia 9º ano
2º dia 9º ano
patrick_matematica
 
1º dia 9º ano
1º dia 9º ano1º dia 9º ano
1º dia 9º ano
patrick_matematica
 
2º dia 8º ano
2º dia 8º ano2º dia 8º ano
2º dia 8º ano
patrick_matematica
 
1º dia 8º ano
1º dia 8º ano1º dia 8º ano
1º dia 8º ano
patrick_matematica
 
2º dia 7º ano
2º dia 7º ano2º dia 7º ano
2º dia 7º ano
patrick_matematica
 
1º dia 6º ano
1º dia 6º ano1º dia 6º ano
1º dia 6º ano
patrick_matematica
 
2º dia 6º ano
2º dia 6º ano2º dia 6º ano
2º dia 6º ano
patrick_matematica
 
2º dia 5º ano
2º dia 5º ano2º dia 5º ano
2º dia 5º ano
patrick_matematica
 
Simulado - 4º ano E. F..
Simulado - 4º ano E. F..Simulado - 4º ano E. F..
Simulado - 4º ano E. F..
patrick_matematica
 

Mais de patrick_matematica (15)

2º dia 3º ano E.M.
2º dia 3º ano E.M.2º dia 3º ano E.M.
2º dia 3º ano E.M.
 
1º dia 3º ano E.M.
1º dia 3º ano E.M.1º dia 3º ano E.M.
1º dia 3º ano E.M.
 
2º dia 2º ano E.M.
2º dia 2º ano E.M.2º dia 2º ano E.M.
2º dia 2º ano E.M.
 
1º dia 2º ano E.M.
1º dia 2º ano E.M.1º dia 2º ano E.M.
1º dia 2º ano E.M.
 
2º dia 1º ano E.M.
2º dia 1º ano E.M.2º dia 1º ano E.M.
2º dia 1º ano E.M.
 
1º dia 1º ano E.M.
1º dia 1º ano E.M.1º dia 1º ano E.M.
1º dia 1º ano E.M.
 
2º dia 9º ano
2º dia 9º ano2º dia 9º ano
2º dia 9º ano
 
1º dia 9º ano
1º dia 9º ano1º dia 9º ano
1º dia 9º ano
 
2º dia 8º ano
2º dia 8º ano2º dia 8º ano
2º dia 8º ano
 
1º dia 8º ano
1º dia 8º ano1º dia 8º ano
1º dia 8º ano
 
2º dia 7º ano
2º dia 7º ano2º dia 7º ano
2º dia 7º ano
 
1º dia 6º ano
1º dia 6º ano1º dia 6º ano
1º dia 6º ano
 
2º dia 6º ano
2º dia 6º ano2º dia 6º ano
2º dia 6º ano
 
2º dia 5º ano
2º dia 5º ano2º dia 5º ano
2º dia 5º ano
 
Simulado - 4º ano E. F..
Simulado - 4º ano E. F..Simulado - 4º ano E. F..
Simulado - 4º ano E. F..
 

Simulado - 4º ano E.F.

  • 1. E. E. Profª Élia França Cardoso 1º dia _______________________________________________ ____2º SIMULADÃO ÉLIA______ 4º ANO ____ Aluno(a) _______________________________________________________ ORIENTAÇÕES: Verifique no simuado se constam todas as questões (1 a 20) e se há falhas troque com o professor aplicador. As questões contões contêm 5 (cinco) alternativas, identificadas pelas letras A, B, C, D e E. Marque no cartão-resposta a alternativa correta. Não esquecendo de colocar o nome e a série no cartão-resposta. Há somente uma alternativa correta para cada questão. Durante o simulado não será permitido a comunicação entre os alunos, efetuar empréstimos. ESCOLA ESTADUAL PROFª ÉLIA FRANÇA CARDOSO
  • 2. “Todos educando para o sucesso” SIMULADO – 2º SEMESTRE – 12-11(SEGUNDA) LÍNGUA PORTUGUESA 1-Leia com atenção o poema a seguir. O Sol e a Neve Era Uma floquinha de neve que vivia no alto de uma montanha Ge- lada. Um dia, se apai- xonou pelo Sol. E passou a flertar descaradamente com ele. “Cuidado!”, alerta- ram os flocos mais experientes. “Você pode se derreter”. Nas a nevinha não queria nem saber e con- tinuava a olhar para o Sol, que com seus raios o queimava de paixão. Ele nem perce- bia o quanto se derretia... e ficou ali um bom tempo, só se derretendo, se derretendo, quando viu, era uma gotinha, uma pequena lágrima se amor descendo, com nobreza e delicadeza, a montanha. Lá embaixo, um rio esperava por ela. (FRATE, Délia – História para acordar) O que deu início à narrativa foi o fato de a “floquinha” (A) ter-se apaixonado pelo sol. (B) ter flertado com o sol. (C) ter-se derretido com o calor. (D) ter descido montanha abaixo. (E) Nenhuma das alternativas. Deslumbramento O professor novo é um pedaço de mau caminho, um homem MA-RA-VI-LHO-SO!!! Pena que é manhoso e pensa que é dono do mundo. Pena que é tão sabidão e não vê um palmo além do seu umbigo. e das poesias de amor que gosta tanto de ler pra desespero das gatinhas. Se ele fosse mesmo inteligente, se fosse tão sensível para poesia adivinharia que sou a mais bonita, a mais envolvida, a mais atenta,
  • 3. que sou um lindo poema. Acho que o tontão me deve achar uma estúpida criançona! (José, Elias. Cantigas de adolescer.) 2- O texto que você acaba de ler é, quanto à forma: (A) Um poema. (B) Uma biografia. (C) Uma notícia. (D) Uma dissertação. (E) Uma crônica. 3- O conteúdo do texto exposto, poeticamente, é: (A) Uma página de diário. (B) A narração de uma história. (C) A caracterização de uma personagem. (D) Um convite. (E) Uma entrevista. 4-Sobre a palavra “focinho”, assinale a alternativa correta: (A) é um verbo (B) é um substantivo concreto (C) é um numeral (D) é um pronome (E) é um artigo 5- O SEGREDO DA PIPOCA Você está preocupado se vai conseguir fazer uma pipoca bem crocante? Lá vai uma dica: antes de acender o fogo, mexa a pipoqueira três vezes para um lado, duas para o outro, dê três sacudidelas. Ciência Hoje das Crianças. Ano 11.Nº 78. O texto acima serve para: (A) ensinar como fazer pipoca. (B) ensinar como se usa uma pipoqueira. (C) dá uma dica de como fazer uma pipoca crocante. (D) dá uma dica de como ficar despreocupada. (E) Nenhuma das respostas. O cravo e a rosa Zé do Cravo se chamava Zé da Silva até que arranjou um cravo no pé, que doía que fazia ele mancar. Foi aí que ele ganhou o apelido. 6- O pronome ele no texto no texto substitui (A) o apelido. (B) Zé do Cravo (C) o pé (D) o cravo (E) a dor 7- Assinale a alternativa cuja as palavras estão escritas corretamente: (A) massagista - fossa - pesquisar - girassol (B) masagista - foça – pesquizar – girasol (C) massajista - fosça – pesquisar – girassou (D) masajista – fossa – pesquizar - girasol (E) masçagista – foça - pesquisar - girassol 8- A divisão silábica esta correta na alternativa:
  • 4. (A) gan-hou (B) pres-su-po-si-ção (C) con-sci-ên-ci-a (D) i-de-i-a (E) bai-rro Leia o texto: A causa da chuva – Millôr Fernandes Não chovia há muitos e muitos meses, de modo que os animais ficaram inquietos. Uns diziam que ia chover logo, outros diziam que ainda ia demorar. Mas não chegavam a uma conclusão. - Chove só quando a água cai do telhado de meu galinheiro - esclareceu a galinha. - Ora, que bobagem! - disse o sapo de dentro da lagoa. - chove quando a água da lagoa começa a borbulhar suas gotinhas.- Como assim? - disse a lebre. - Está visto que só chove quando as folhas das árvores começam a deixar cair as gotas d'água que têm dentro. Nesse momento começou a chover. - Viram? - gritou a galinha. - O telhado de meu galinheiro está pingando. Isso é chuva! - Ora, não vê que a chuva é a água da lagoa borbulhando? - disse o sapo. - Mas, como assim? - tornou a lebre - Parecem cegos! Não vêem que a água cai das folhas dasárvores? 9- A causa principal da inquietação dos animais percebe-se claramente que era: (A) A chuva que cai (B) A falta de chuva (C) As discussões sobre animais (D) A conclusão a que chegaram (E) N.d.a. 10- A resposta ao item anterior é dada pela seguinte frase: (A) “uns diziam que ia chover” (B) “outros diziam que ainda ia demorar” (C) “Mas não chegavam a uma conclusão” (D) “Não chovia a muitos e muitos anos” (E) N.d.a. HISTÓRIA 11 – O nome que se dá aos três poderes que governam o Estado de Mato Grosso do Sul: (A) Poder Judiciário - Poder Legislativo – Poder Aquisitivo (B) Poder Legislativo - Poder Aquisitivo – Poder Executivo (C) Poder Comunitário - Poder Legislativo – Poder Governamental (D) Poder Executivo - Poder Governamental – Poder Comunitário (E) Poder Legislativo - Poder Executivo - Poder Judiciário 12 – Migração é : (A) mudar de uma casa para a outra. (B) ação de mudar de um país para o outro. (C) ação de fazer mudanças de uma bairro pra o outro. (D) entrar de um estado para outro estado (E) ação de mudar de uma cidade para outra cidade GUERRA DO PARAGUAI Os principais conflitos Em 1864, o Brasil invade o Uruguai para afastar do poder o setor blanco radical. Esse grupo convence o Paraguai de que os brasileiros iriam voltar-se contra sua soberania. O exército paraguaio invade o Mato Grosso, em 1864, e a província argentina de Corrientes, em 1865, iniciando a guerra. Brasil e Argentina defendem seus territórios. Ao mesmo tempo, inicia uma guerra civil no Uruguai entre blancos e colorados, grupo que vence e tem o
  • 5. apoio de Brasil e Argentina. Uruguai une-se ao bloco brasileiro. Em 1870, o brasileiro duque de Caxias (1803-1880) impede que o Paraguai domine o Mato Grosso. O líder paraguaio Solano López (1827-1870) morre em batalha, e a guerra termina. O Brasil lutou para defender o Mato Grosso (atual Mato Grosso do Sul), invadido pelo Paraguai. Para entender a guerra, porém, é essencial saber que estavam envolvidos dois blocos de países. De um lado, Brasil, Argentina e parte do Uruguai. De outro, Paraguai e outro grupo uruguaio. As batalhas começaram em 1864 e se estenderam por quase seis anos (leia o infográfico). Os conflitos trouxeram grandes prejuízos ao Brasil num período de crescimento e aumento da exportação e das demandas por infraestrutura. Mesmo com as dificuldades em lidar com as epidemias, a falta de comunicação e a escassez de alimentos, o bloco do Brasil foi vitorioso, já que conseguiu evitar que o Paraguai dominasse as terras em disputa. 13- EM QUE ANO O EXÉRCITO PARAGUAIO INVADE O MATO GROSSO? (A) 1990 (B) 1500 (C) 1800 (D) 1864 (E) NDA 14- EM QUE ANO O BRASILEIRO DUQUE DE CAXIAS IMPEDE QUE O PARAGUAI DOMINE O MATO GROSSO? (A) 2012 (B) 1830 (C) 1840 (D) 1870 (E) NDA 15- Quais países formaram a TRIPLICE ALIANÇA para lutar com o Paraguai: (A) Argentina – Paraguai e Bolívia (B) Argentina - Brasil e Uruguai (C) Bolívia - Brasil - Paraguai (D) Brasil – Paraguai e Uruguai (E) Paraguai - Uruguai e Bolívia PRODUÇÃO INTERATIVA Rapunzel
  • 6. Era uma vez um casal que morava em uma casa modesta, junto a um palácio. Perto do palácio, havia um maravilhoso pomar, cercado por um muro muito alto. Dentro dele, havia um pomar de maçãs.Certo dia, a esposa pediu ao marido que lhe trouxesse uma das maçãs do pomar. Mesmo com receio, pois sabia que a dona do castelo era uma feiticeira, resolveu atender o pedido da esposa. Foi à noite até o jardim e escolheu uma maçã. Bem nesse momento, apareceu a feiticeira do castelo: - ah! Está roubando uma maçã do meu pomar? Vou castigá-lo! - por favor, não me castigue! - está bem – a feiticeira pensou melhor e continuou – como você é pobre e não pode me dar riquezas, me prometa seu primeiro filho em troca da maçã. Como o homem era casado há muito tempo e não tinha filhos, aceitou a proposta da bruxa. Meses depois, sua esposa ficou grávida e deu à luz uma filhinha linda, de nome Rapunzel. Mesmo muito tristes, cumpriram a promessa e entregaram a menina à feiticeira. Os anos se passaram e Rapunzel vivia em uma torre do castelo. Tinha os cabelos muito compridos, pois nunca tinham sido cortados. Então, a feiticeira fez deles uma longa trança e, por elas, subia e descia da alta torre. Certo dia, um príncipe passava por ali e percebeu Rapunzel à janela. Falou-lhe, sem perceber a bruxa por perto. Feliz com a nova companhia, Rapunzel lhe jogou as tranças e ele subiu à torre. Falou para a menina sobre todas as maravilhas do mundo e ela quis que ele retornasse. Ao descer pelas tranças, a malvada bruxa pegou uma tesoura e cortou-lhe as tranças. O príncipe caiu da enorme altura e foi parar desmaiado em cima de plantas espinhentas. Leia o trecho do Conto Rapunzel acima e responda as questões: 16- Onde o casal da história morava? (A) Em um palácio (B) No pomar (C) Atrás do muito alto (D) Em uma casa modesta (E) Na floresta 17- O que a esposa pediu ao marido? (A) Para cortar lenha (B) Que lhe trouxesse uma das maçãs do pomar. (C) Que lhe trouxesse uma das laranjas do pomar (D) Que fosse até o pomar (E) Para falar com a bruxa 18- Por que a bruxa queria castigar o homem? (A) Porque ele não tinha riquezas. (B) Porque ele não tinha filhos. (C) Porque ele morava próximo ao palácio. (D) Porque a feiticeira gostava muito de maçãs. (E) Porque ele estava roubando maçãs. 19- Como a bruxa fazia para chegar ao alto da torre? (A) Pela escada. (B) Com a sua vassoura. (C) Pelas longas tranças de Rapunzel (D) Escalando a torre (E) Através de uma corda. 20- Depois de alguns anos, Rapunzel conheceu um príncipe, que também subia por suas tranças. O que o príncipe falava para Rapunzel? (A) Falou para a menina sobre todas as maravilhas do mundo. (B) Falou para a menina sobre a feiticeira. (C) Falou para a menina sobre seus pais. (D) Falou para a menina sobre todas as coisa ruins do mundo. (E) Falou para a menina sobre a promessa de sei pai.