SlideShare uma empresa Scribd logo
Luiz Otavio Medeiros
O que é referência?
        
O que é referência?
             
 Tudo.
O que é referência?
        
O que é referência?
              
 Insumo básico para a criação publicitária.
O que é referência?
              
 Insumo básico para a criação publicitária.



Publicidade = Conhecimento específico do produto +
conhecimento geral sobre a vida e os fatos.
O que é referência?
              
 Insumo básico para a criação publicitária.



Publicidade = Conhecimento específico do produto +
conhecimento geral sobre a vida e os fatos.
O que é referência?
              
 A melhor definição de referência vem da Biologia.
O que é referência?
              
 Gene inutilizado.
O que é referência?
              
 Gene inutilizado.



Uma mudança no meio pode torná-lo útil.
O que é referência?
             
 Não se esqueça, somos animais.



O amanhã desconhecido: acúmulo de informações com
ou sem causa.
Referência x Cópia
        
Referência x Cópia
              
 Linha tênue, até porque nada é 100% novo, inédito.
Referência x Cópia
              
 Linha tênue, até porque nada é 100% novo, inédito.



Referência: pega algo do mundo e
reconstrói/resignifica na sua ideia.
Cópia: pega algo do mundo e reutiliza sob o mesmo
foco e mesma ideia.
Referência x Cópia
             
 http://www.joelapompe.net/
Referência x Cópia
              
 Teve uma ideia? Joga no Google.
Entendeu ou quer que
    eu desenhe?
         
Entendeu ou quer que
      eu desenhe?
           
 As referências segmentam épocas, lugares e pessoas.
Entendeu ou quer que
      eu desenhe?
           
 Nada é mais brasileiro do que as referências
  brasileiras.
Entendeu ou quer que
      eu desenhe?
           
 Nada é mais brasileiro do que as referências
  brasileiras.



A importância da linguagem de uma época + cultura
local para o entendimento do criativo.
Entendeu ou quer que
      eu desenhe?
           
 Antropofagia.



Oswald de Andrade, 1928.
Entendeu ou quer que
      eu desenhe?
           
 Antropofagia.



Deglutição da cultura do outro externo (europeia,
americana) e do outro interno (ameríndios,
afrodescendentes). Digeri-lo sob a forma de uma arte
tipicamente brasileira.

Devoração Crítica.
Entendeu ou quer que
       eu desenhe?
            
 Para trabalhar com referências é preciso ter crítica.
Quedê as referências?
         
Quedê as referências?
            
 As referências estão em todo lugar.
Quedê as referências?
         
Quedê as referências?
         
Quedê as referências?
         
Quedê as referências?
            
“Faltou luz, mas era dia, o sol invadiu a sala.
Fez da TV um espelho refletindo o que a gente
esquecia.
Faltou luz, mas era dia, dia.
Faltou luz, mas era dia, dia, dia.
O som das crianças brincando nas ruas,
Como se fosse um quintal.
A cerveja gelada na esquina,
Como se espantasse o mal”.
                                                  O Rappa
Tá, e como brinca disso?
           
Tá, e como brinca disso?
           
 Essa é a parte legal:
Tá, e como brinca disso?
           
 Essa é a parte legal: não faço a mínima ideia.
Tá, e como brinca disso?
           
 Essa é a parte legal: não faço a mínima ideia.



Você pode fazer o que quiser com ela, desde que faça
sentido com a sua ideia.
Tá, e como brinca disso?
           
 Essa é a parte legal: não faço a mínima ideia.



Você pode fazer o que quiser com ela, desde que faça
sentido com a sua ideia.
Tá, e como brinca disso?
           
 Era uma vez um gorila gigantesco que foi capturado
  em uma ilha inexplorada e levado para New York.
Tá, e como brinca disso?
           
Tá, e como brinca disso?
           
 Mesmo selecionando uma referência, você ainda tem
  milhares de maneiras de trabalhar com ela.
Tá, e como brinca disso?
           
 Mesmo selecionando uma referência, você ainda tem
  milhares de maneiras de trabalhar com ela.



Você pode fazer isso...
Tá, e como brinca disso?
           
Tá, e como brinca disso?
           
Tá, e como brinca disso?
           
Tá, e como brinca disso?
           
Tá, e como brinca disso?
           
 Ou seja, a melhor maneira de se trabalhar com uma
  referência é a que mais valorize sua ideia.
Tá, e como brinca disso?
           
 Ou seja, a melhor maneira de se trabalhar com uma
  referência é a que mais valorize sua ideia.
Referências
    
Referências
                  
 Podem ser bem diretas, escancaradas.
Referências
    
Referências
    
Referências
                   
 Podem ser indiretas ou só fazer citações.
Referências
    
Referências
    
Referências
                  
 O que importa é: referências são muito maiores do
  que apenas filmes, livros e artistas.
Referências
Referências
Referências
Referências
    
Referências
    
Referências
    
Referências
                 
 Referências são muito maiores mesmo.
Referências
                  
 Imaginário coletivo.



Apesar de existirem mudanças em como certas coisas
são vistas por diferentes culturas, a essência das
construções do imaginário são as mesmas para todos os
seres humanos.
Referências
                  
 Imaginário coletivo.



Apesar de existirem mudanças em como certas coisas
são vistas por diferentes culturas, a essência das
construções do imaginário são as mesmas para todos
os seres humanos.
Referências
                   
 Imaginário coletivo.



Apesar de existirem mudanças em como certas coisas
são vistas por diferentes culturas, os arquétipos são os
mesmos para todos os seres humanos.
Referências
                   
 Imaginário coletivo.

Os três arquétipos:
Referências
                   
 Imaginário coletivo.

Os três arquétipos:

A sombra.
Referências
                   
 Imaginário coletivo.

Os três arquétipos:

A sombra.
A anima.
Referências
                     
 Imaginário coletivo.

Os três arquétipos:

A sombra.
A anima.
O velho sábio.
Referências
                  
 Imaginário coletivo.

Então:

Anima + água = lavar a alma.
Como chegar até uma
    referência?
         
Como chegar até uma
       referência?
            
 Dá trabalho.
Como chegar até uma
       referência?
            
 Do mesmo jeito que se chega a quase tudo em
  publicidade...
Como chegar até uma
       referência?
            
 Suor e sangue.
Como chegar até uma
       referência?
            
 Suor e sangue.



Pensar, pensar, pensar.
Como chegar até uma
       referência?
            
 Suor e sangue.



Pensar, pensar, pensar.
        e/ou
Codificação seletiva.
Como chegar até uma
       referência?
            
 Eu sei que é pesado, mas lembre-se: você deve fazer
  publicidade pelo processo e não pelo fim.
Clichê
  
Clichê
                      
 Referência reutilizada incontáveis vezes.
Clichê
                      
 Referência reutilizada incontáveis vezes.



Perde seu brilho e o cheirinho de novo.
Clichê
                      
 Não crucifique o clichê.



Ele pode ser um ótimo ponto de partida para situar o
público. Mas você precisa desconstruí-lo.
Clichê
  
Dicas para brincar de
    referências...
         
Dicas para brincar de
       referências...
            
 Referências tem um grande motivo: público-alvo.
Dicas para brincar de
       referências...
            
 Referências tem um grande motivo: público-alvo.



São uma ótima maneira de segmentar, chamar a
atenção e falar com seu público.
Dicas para brincar de
        referências...
             
 Referências tem um grande motivo: público-alvo.



São uma ótima maneira de segmentar, chamar a
atenção e falar com seu público.

Suas referências devem vir dele.
Suas referências devem ser para ele.
Dicas para brincar de
    referências...
         
Dicas para brincar de
    referências...
         
Dicas para brincar de
        referências...
             
 Resignificar referências.
Dicas para brincar de
        referências...
             
 Resignificar referências.



Analogia: perceber estruturas iguais em assuntos
diferentes.
Dicas para brincar de
        referências...
             
 Resignificar referências.



Analogia: perceber estruturas iguais em assuntos
diferentes.

O criativo sempre olha para o mundo como se fosse a
primeira vez.
Dicas para brincar de
    referências...
         
Dicas para brincar de
    referências...
         
Dicas para brincar de
    referências...
         
Dicas para brincar de
       referências...
            
 Acumular referências.
Dicas para brincar de
        referências...
             
 Acumular referências.



Para saber trabalhar com referências, você precisa ver
muitas referências.
Dicas para brincar de
        referências...
             
 Acumular referências.



Para saber trabalhar com referências, você precisa ver
muitas referências.

Ou seja, GUARDEM REFERÊNCIAS.
Tá, é só isso?
      
Tá, é só isso?
                   
 Não, você precisa incluir a publicidade nessa
  brincadeira.
Tá, é só isso?
                   
 É preciso ter referências de peças que já foram feitas.

Como é a pegada publicitária? Quais são as
possibilidades que eu tenho ao criar uma peça? O que já
foi feito? O que é novo? O que é arriscado?

Formar uma cabeça publicitária.
Desenvolver senso crítico.
Tá, é só isso?
                   
 De publicitários.

Quem são os principais? Por onde eles passaram?
Como chegaram lá?
Ficha técnica das peças.

Se não fizer isso por eles, faça pela esperança de que
alguém esteja correndo atrás do seu nome quando for
você quem estiver fazendo grandes peças.
Tá, é só isso?
                   
 De agências de publicidade.

Quais são as principais? Como começaram? Como elas
funcionam?
Ficha técnica das peças.

Se não fizer isso por elas, faça pela esperança de que
alguém saiba o que é Almap BBDO quando você estiver
trabalhando na Almap BBDO.
Tá, é só isso?
                   
 De prêmios da publicidade.

Quais são os principais? Onde acontecem? Como eles
funcionam?



Diferencie o que é foda do que é bom.
Tá, é só isso?
                   
 Da história da publicidade.

Como nasceu? O que é a revolução criativa? Quando
surgiu o planejamento?



É exatamente como estudar qualquer outro curso, só
que mais legal.
Última coisa
     
Última coisa
                  
 Vocês estão imersos em referências. Aproveitem.
Última coisa
                  
 Vocês estão imersos em referências. Aproveitem.



UnB.
Última coisa
                  
 Vocês estão imersos em referências. Aproveitem.



UnB.

Email da Dois.
É hora das referências
         
Coisas que já li, coisas
    que ainda quero ler
            
 Redação publicitária (Tânia Hoff)
 Redação publicitária: a prática na prática (Zeca
  Martins)
 Redação publicitária: sedução pela palavra (Celso
  Figueiredo)
 O slogan (Olivier Reboul)
 A arte dos slogans: as técnicas de construção das
  frases de efeito do texto publicitário (Luiz Carlos
  Iasbeck)
Coisas que já li, coisas
   que ainda quero ler
           
 Design para quem não é design (Robin Willians)
 Direção de arte em propaganda (Newton César)
 Fundamentos da comunicação visual (Ellen Lupton)
 Pensar com tipos (Ellen Lupton)
 O grid: construção e desconstrução (Timothy
  Samara)
Coisas que já li, coisas
    que ainda quero ler
            
 Técnica para produção de ideias (James Webb
  Young)
 Hey whipple, squeeze this (Luke Sullivan)
 Raciocínio criativo na publicidade (Stalimir Vieira)
 Criação na propaganda impressa (João Vicente
  Bertomeu)
 Introdução à retórica (Olivier Reboul)
 Manual do estagiário (Eugênio Mohallem)
Coisas que já li, coisas
    que ainda quero ler
            
 A arte de escrever (Arthur Schopenhauer)
 A arte da ficção (David Lodge)
 Razões para bater num sujeito de óculos (Eugênio
  Mohallem)
 Todos do Luiz Fernando Veríssimo
 O Auto da Compadecida (Ariano Suassuna)

 George Orwell, Aldous Huxley, Alan Lightman,
  Asimov, Ernest Hemingway...
Coisas que já li, coisas
    que ainda quero ler
            
 Resumindo: leia contos, crônicas, romances,
  reportagens de todos os assuntos, autores e épocas.
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 Anuários
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 Revistas

 http://www.meioemensagem.com.br/
 http://www.proxxima.com.br/
 http://www.luerzersarchive.net/
 http://www.zupi.com.br/
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 TV

 Reclame - Multishow
 Ad Factory - Management TV
 Ad Persuasion - Management TV
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 Sites e blogs

 http://www.putasacada.com.br/
 http://sotitulos.wordpress.com/
 http://twitter.com/alltypeads
 http://twitter.com/baitatitulo
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 http://abduzeedo.com/
 http://chocoladesign.com/
 http://www.fromupnorth.com/
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 http://www.canneslions.com/
 http://comunicadores.info/
 http://www.brainstorm9.com.br/
 http://ccsp.com.br/
 http://adsoftheworld.com/
 http://www.ibelieveinadv.com/
 http://ihaveanidea.org/home.php
 http://labomboneracriativa.blogspot.com.br/
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 http://www.bluebus.com.br/
 http://comoequetala.com.br/
 http://www.ted.com/
 http://ossobu.co/
 http://updateordie.com/blog/
 http://www.thecoolhunter.net/
 http://pontoeletronico.me
 http://doisnovesemnome.wordpress.com/
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 http://inspire.2ia.pl/
 http://www.likecool.com/
 http://thisadvertisinglife.tumblr.com/
 http://9gag.com/
 http://www.desencannes.com/
 Agências de publicidade
Coisas que vejo sempre,
coisas que quero ver mais
            
 Resumindo: salve tudo isso nos favoritos ou siga no
  Twitter ou no Facebook.
Pra terminar
                  
 Essa é minha última palestra de treinamento na
  Doisnovemeia.

 Por isso, quero deixar pra vocês o que pra mim é o
  mais importante para se trabalhar não só com
  publicidade, mas com qualquer trabalho criativo.
Pra terminar
                   
 “Criatividade é o transbordar da sensibilidade”.

 Apaixonem-se.
Muito obrigado
               
 Luiz Otavio Medeiros
 Diretor de Criação
 luizotavio@doisnovemeia.com.br
 @luizotaviosm

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direção de Arte Publicitária - Intro
Direção de Arte Publicitária - IntroDireção de Arte Publicitária - Intro
Direção de Arte Publicitária - Intro
Doisnovemeia Publicidade
 
Redação Publicitária
Redação PublicitáriaRedação Publicitária
Redação Publicitária
Heitor Albernaz
 
O que é redação publicitária
O que é redação publicitáriaO que é redação publicitária
O que é redação publicitária
Josué Brazil
 
Do criador à Criatura: Os passos do Processo Criativo
Do criador à Criatura: Os passos do Processo CriativoDo criador à Criatura: Os passos do Processo Criativo
Do criador à Criatura: Os passos do Processo Criativo
Hugo Lopes
 
Criação e criatividade na campanha
Criação e criatividade na campanhaCriação e criatividade na campanha
Criação e criatividade na campanha
Ciro Gusatti
 
Redacao Publicitária
Redacao PublicitáriaRedacao Publicitária
Redacao Publicitária
Doisnovemeia Publicidade
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
Moises Ribeiro
 
280712 Missa SP
280712 Missa SP280712 Missa SP
280712 Missa SP
Mutato
 
Mala direta
Mala diretaMala direta
O que não usar na redação publicitária
O que não usar na redação publicitáriaO que não usar na redação publicitária
O que não usar na redação publicitária
Samira Avelar
 
300612 missa SP
300612 missa SP300612 missa SP
300612 missa SP
Mutato
 
Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...
Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...
Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...
Diego Motta
 
Código de cultura SPR
Código de cultura SPRCódigo de cultura SPR
Código de cultura SPR
Bruna Becker Coutinho
 
Redacao Publicitaria
Redacao PublicitariaRedacao Publicitaria
Redacao Publicitaria
Romolo Megda
 
LC 03 Movimento Perceptivo
LC 03 Movimento PerceptivoLC 03 Movimento Perceptivo
LC 03 Movimento Perceptivo
Odair Tuono
 
Você & Sua Marca SP / Julho 2015
Você & Sua Marca SP / Julho 2015Você & Sua Marca SP / Julho 2015
Você & Sua Marca SP / Julho 2015
Victor L. Pontes
 
Título e Slogan
Título e SloganTítulo e Slogan
Título e Slogan
Doisnovemeia Publicidade
 
Negócios criativos e o tal do design
Negócios criativos e o tal do design Negócios criativos e o tal do design
Negócios criativos e o tal do design
Victor L. Pontes
 
Presentation1
Presentation1Presentation1

Mais procurados (19)

Direção de Arte Publicitária - Intro
Direção de Arte Publicitária - IntroDireção de Arte Publicitária - Intro
Direção de Arte Publicitária - Intro
 
Redação Publicitária
Redação PublicitáriaRedação Publicitária
Redação Publicitária
 
O que é redação publicitária
O que é redação publicitáriaO que é redação publicitária
O que é redação publicitária
 
Do criador à Criatura: Os passos do Processo Criativo
Do criador à Criatura: Os passos do Processo CriativoDo criador à Criatura: Os passos do Processo Criativo
Do criador à Criatura: Os passos do Processo Criativo
 
Criação e criatividade na campanha
Criação e criatividade na campanhaCriação e criatividade na campanha
Criação e criatividade na campanha
 
Redacao Publicitária
Redacao PublicitáriaRedacao Publicitária
Redacao Publicitária
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
 
280712 Missa SP
280712 Missa SP280712 Missa SP
280712 Missa SP
 
Mala direta
Mala diretaMala direta
Mala direta
 
O que não usar na redação publicitária
O que não usar na redação publicitáriaO que não usar na redação publicitária
O que não usar na redação publicitária
 
300612 missa SP
300612 missa SP300612 missa SP
300612 missa SP
 
Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...
Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...
Pílulas do dia seguinte - Doses de criatividade para colocar em prática a par...
 
Código de cultura SPR
Código de cultura SPRCódigo de cultura SPR
Código de cultura SPR
 
Redacao Publicitaria
Redacao PublicitariaRedacao Publicitaria
Redacao Publicitaria
 
LC 03 Movimento Perceptivo
LC 03 Movimento PerceptivoLC 03 Movimento Perceptivo
LC 03 Movimento Perceptivo
 
Você & Sua Marca SP / Julho 2015
Você & Sua Marca SP / Julho 2015Você & Sua Marca SP / Julho 2015
Você & Sua Marca SP / Julho 2015
 
Título e Slogan
Título e SloganTítulo e Slogan
Título e Slogan
 
Negócios criativos e o tal do design
Negócios criativos e o tal do design Negócios criativos e o tal do design
Negócios criativos e o tal do design
 
Presentation1
Presentation1Presentation1
Presentation1
 

Destaque

Ideia Criativas
Ideia CriativasIdeia Criativas
Ideia Criativas
guest5cb0a8
 
Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7
Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7
Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7
Luiz Felipe Barros
 
O slogan
O sloganO slogan
O slogan
Josué Brazil
 
I'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it Breakup
I'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it BreakupI'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it Breakup
I'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it Breakup
Kyle Soucy
 
Linkedin I
Linkedin ILinkedin I
Linkedin I
Noemí Roig
 
Digital storytelling
Digital storytellingDigital storytelling
Digital storytelling
vmlgraca
 
Visual Design with Data
Visual Design with DataVisual Design with Data
Visual Design with Data
Seth Familian
 
3 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 2017
3 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 20173 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 2017
3 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 2017
Drift
 
Build Features, Not Apps
Build Features, Not AppsBuild Features, Not Apps
Build Features, Not Apps
Natasha Murashev
 
How to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your NicheHow to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your Niche
Leslie Samuel
 

Destaque (10)

Ideia Criativas
Ideia CriativasIdeia Criativas
Ideia Criativas
 
Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7
Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7
Storytelling, Transmedia, ARG - ESPM Marketing Digital - Aula 7
 
O slogan
O sloganO slogan
O slogan
 
I'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it Breakup
I'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it BreakupI'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it Breakup
I'm Sorry. I Can't. Don't Hate Me. The Post-it Breakup
 
Linkedin I
Linkedin ILinkedin I
Linkedin I
 
Digital storytelling
Digital storytellingDigital storytelling
Digital storytelling
 
Visual Design with Data
Visual Design with DataVisual Design with Data
Visual Design with Data
 
3 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 2017
3 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 20173 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 2017
3 Things Every Sales Team Needs to Be Thinking About in 2017
 
Build Features, Not Apps
Build Features, Not AppsBuild Features, Not Apps
Build Features, Not Apps
 
How to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your NicheHow to Become a Thought Leader in Your Niche
How to Become a Thought Leader in Your Niche
 

Semelhante a Referências

Referências
ReferênciasReferências
Referências
Luiz Otavio Medeiros
 
Processo Criativo
Processo CriativoProcesso Criativo
Processo Criativo
Luiz Otavio Medeiros
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
Moises Ribeiro
 
Hello ideas
Hello ideasHello ideas
Hello ideas
imhugo .com
 
10licoes como criar_boas_apresentacoes
10licoes como criar_boas_apresentacoes10licoes como criar_boas_apresentacoes
10licoes como criar_boas_apresentacoes
Rui Lourenço
 
Uma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebrosUma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebros
Raimundo Rodrigues
 
Uma mente dois_crebros_1
Uma mente dois_crebros_1Uma mente dois_crebros_1
Uma mente dois_crebros_1
Funvic - Fundação de Ensino de Mococa
 
Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.
Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.
Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.
MARYNÊS FREIXO PEREIRA
 
Uma mente dois_cérebros_1
Uma mente dois_cérebros_1Uma mente dois_cérebros_1
Uma mente dois_cérebros_1
Cristhiano Da Costa Herrera
 
UMA MENTE DOIS CEREBROS
UMA MENTE DOIS CEREBROSUMA MENTE DOIS CEREBROS
UMA MENTE DOIS CEREBROS
Washington Ferreira
 
Uma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebrosUma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebros
Jose Pinto Cardoso
 
Uma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebrosUma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebros
Mô...Moema Anita Conceição
 
Uma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebrosUma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebros
Luiz Carlos Dias
 
Webquest bullying
Webquest bullyingWebquest bullying
Webquest bullying
Instituto Crescer
 
fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...
fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...
fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...
ABCR
 
Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012
Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012
Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012
BirutaIdeiasMirabolantes
 
Uma mente e dois cérebros
Uma mente e dois cérebrosUma mente e dois cérebros
Uma mente e dois cérebros
JNR
 
bullying urgent
bullying urgentbullying urgent
bullying urgent
Manuela Isidro
 
Apresentações Criativas
Apresentações CriativasApresentações Criativas
Apresentações Criativas
Patrícia Oliveira
 
23169.pptx
23169.pptx23169.pptx
23169.pptx
AssisTeixeira2
 

Semelhante a Referências (20)

Referências
ReferênciasReferências
Referências
 
Processo Criativo
Processo CriativoProcesso Criativo
Processo Criativo
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
 
Hello ideas
Hello ideasHello ideas
Hello ideas
 
10licoes como criar_boas_apresentacoes
10licoes como criar_boas_apresentacoes10licoes como criar_boas_apresentacoes
10licoes como criar_boas_apresentacoes
 
Uma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebrosUma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebros
 
Uma mente dois_crebros_1
Uma mente dois_crebros_1Uma mente dois_crebros_1
Uma mente dois_crebros_1
 
Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.
Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.
Nosso cérebro...nosso aliado, ou não.
 
Uma mente dois_cérebros_1
Uma mente dois_cérebros_1Uma mente dois_cérebros_1
Uma mente dois_cérebros_1
 
UMA MENTE DOIS CEREBROS
UMA MENTE DOIS CEREBROSUMA MENTE DOIS CEREBROS
UMA MENTE DOIS CEREBROS
 
Uma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebrosUma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebros
 
Uma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebrosUma mente dois cerebros
Uma mente dois cerebros
 
Uma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebrosUma mente dois cérebros
Uma mente dois cérebros
 
Webquest bullying
Webquest bullyingWebquest bullying
Webquest bullying
 
fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...
fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...
fabcr22_apresentação_Destravando a criatividade: tire projetos e conteúdos da...
 
Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012
Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012
Semanário |15 a 21 de Outubro de 2012
 
Uma mente e dois cérebros
Uma mente e dois cérebrosUma mente e dois cérebros
Uma mente e dois cérebros
 
bullying urgent
bullying urgentbullying urgent
bullying urgent
 
Apresentações Criativas
Apresentações CriativasApresentações Criativas
Apresentações Criativas
 
23169.pptx
23169.pptx23169.pptx
23169.pptx
 

Mais de Doisnovemeia Publicidade

Almanaquedecriaçãopromoçao
AlmanaquedecriaçãopromoçaoAlmanaquedecriaçãopromoçao
Almanaquedecriaçãopromoçao
Doisnovemeia Publicidade
 
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília dfAgencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Doisnovemeia Publicidade
 
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília dfAgencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Doisnovemeia Publicidade
 
7º Almanaque de Criação
7º Almanaque de Criação7º Almanaque de Criação
7º Almanaque de Criação
Doisnovemeia Publicidade
 
VI Almanaque de Criação
VI Almanaque de CriaçãoVI Almanaque de Criação
VI Almanaque de Criação
Doisnovemeia Publicidade
 
Palestra Identidade visual
Palestra Identidade visualPalestra Identidade visual
Palestra Identidade visual
Doisnovemeia Publicidade
 
ARG e Advergame
ARG e AdvergameARG e Advergame
ARG e Advergame
Doisnovemeia Publicidade
 
Palestra Redação WEB
Palestra Redação WEBPalestra Redação WEB
Palestra Redação WEB
Doisnovemeia Publicidade
 
Palestra de Cor - Lucas Marques
Palestra de Cor - Lucas MarquesPalestra de Cor - Lucas Marques
Palestra de Cor - Lucas Marques
Doisnovemeia Publicidade
 
Mercado e Concorrência
Mercado e ConcorrênciaMercado e Concorrência
Mercado e Concorrência
Doisnovemeia Publicidade
 
Mídias tradicionais
Mídias tradicionaisMídias tradicionais
Mídias tradicionais
Doisnovemeia Publicidade
 
Público Alvo
Público AlvoPúblico Alvo
Palestra endomarketing
Palestra endomarketingPalestra endomarketing
Palestra endomarketing
Doisnovemeia Publicidade
 
Palestramktmix
PalestramktmixPalestramktmix
Palestramktmix
Doisnovemeia Publicidade
 
Palestra de materiais
Palestra de materiaisPalestra de materiais
Palestra de materiais
Doisnovemeia Publicidade
 
Palestra de materiais
Palestra de materiaisPalestra de materiais
Palestra de materiais
Doisnovemeia Publicidade
 
Palestra Marketing de Conteúdo
Palestra Marketing de ConteúdoPalestra Marketing de Conteúdo
Palestra Marketing de Conteúdo
Doisnovemeia Publicidade
 
Papéis, impressão e acabamento
Papéis, impressão e acabamentoPapéis, impressão e acabamento
Papéis, impressão e acabamento
Doisnovemeia Publicidade
 
PCM, Etapas e Empresa
PCM, Etapas e EmpresaPCM, Etapas e Empresa
PCM, Etapas e Empresa
Doisnovemeia Publicidade
 
Marketing Viral
Marketing ViralMarketing Viral
Marketing Viral
Doisnovemeia Publicidade
 

Mais de Doisnovemeia Publicidade (20)

Almanaquedecriaçãopromoçao
AlmanaquedecriaçãopromoçaoAlmanaquedecriaçãopromoçao
Almanaquedecriaçãopromoçao
 
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília dfAgencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
 
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília dfAgencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
Agencia doisnovemeia. cliente almanaque de criação. promo brasília df
 
7º Almanaque de Criação
7º Almanaque de Criação7º Almanaque de Criação
7º Almanaque de Criação
 
VI Almanaque de Criação
VI Almanaque de CriaçãoVI Almanaque de Criação
VI Almanaque de Criação
 
Palestra Identidade visual
Palestra Identidade visualPalestra Identidade visual
Palestra Identidade visual
 
ARG e Advergame
ARG e AdvergameARG e Advergame
ARG e Advergame
 
Palestra Redação WEB
Palestra Redação WEBPalestra Redação WEB
Palestra Redação WEB
 
Palestra de Cor - Lucas Marques
Palestra de Cor - Lucas MarquesPalestra de Cor - Lucas Marques
Palestra de Cor - Lucas Marques
 
Mercado e Concorrência
Mercado e ConcorrênciaMercado e Concorrência
Mercado e Concorrência
 
Mídias tradicionais
Mídias tradicionaisMídias tradicionais
Mídias tradicionais
 
Público Alvo
Público AlvoPúblico Alvo
Público Alvo
 
Palestra endomarketing
Palestra endomarketingPalestra endomarketing
Palestra endomarketing
 
Palestramktmix
PalestramktmixPalestramktmix
Palestramktmix
 
Palestra de materiais
Palestra de materiaisPalestra de materiais
Palestra de materiais
 
Palestra de materiais
Palestra de materiaisPalestra de materiais
Palestra de materiais
 
Palestra Marketing de Conteúdo
Palestra Marketing de ConteúdoPalestra Marketing de Conteúdo
Palestra Marketing de Conteúdo
 
Papéis, impressão e acabamento
Papéis, impressão e acabamentoPapéis, impressão e acabamento
Papéis, impressão e acabamento
 
PCM, Etapas e Empresa
PCM, Etapas e EmpresaPCM, Etapas e Empresa
PCM, Etapas e Empresa
 
Marketing Viral
Marketing ViralMarketing Viral
Marketing Viral
 

Referências

  • 2. O que é referência? 
  • 3. O que é referência?   Tudo.
  • 4. O que é referência? 
  • 5. O que é referência?   Insumo básico para a criação publicitária.
  • 6. O que é referência?   Insumo básico para a criação publicitária. Publicidade = Conhecimento específico do produto + conhecimento geral sobre a vida e os fatos.
  • 7. O que é referência?   Insumo básico para a criação publicitária. Publicidade = Conhecimento específico do produto + conhecimento geral sobre a vida e os fatos.
  • 8. O que é referência?   A melhor definição de referência vem da Biologia.
  • 9. O que é referência?   Gene inutilizado.
  • 10. O que é referência?   Gene inutilizado. Uma mudança no meio pode torná-lo útil.
  • 11. O que é referência?   Não se esqueça, somos animais. O amanhã desconhecido: acúmulo de informações com ou sem causa.
  • 13. Referência x Cópia   Linha tênue, até porque nada é 100% novo, inédito.
  • 14. Referência x Cópia   Linha tênue, até porque nada é 100% novo, inédito. Referência: pega algo do mundo e reconstrói/resignifica na sua ideia. Cópia: pega algo do mundo e reutiliza sob o mesmo foco e mesma ideia.
  • 15. Referência x Cópia   http://www.joelapompe.net/
  • 16. Referência x Cópia   Teve uma ideia? Joga no Google.
  • 17. Entendeu ou quer que eu desenhe? 
  • 18. Entendeu ou quer que eu desenhe?   As referências segmentam épocas, lugares e pessoas.
  • 19. Entendeu ou quer que eu desenhe?   Nada é mais brasileiro do que as referências brasileiras.
  • 20. Entendeu ou quer que eu desenhe?   Nada é mais brasileiro do que as referências brasileiras. A importância da linguagem de uma época + cultura local para o entendimento do criativo.
  • 21. Entendeu ou quer que eu desenhe?   Antropofagia. Oswald de Andrade, 1928.
  • 22. Entendeu ou quer que eu desenhe?   Antropofagia. Deglutição da cultura do outro externo (europeia, americana) e do outro interno (ameríndios, afrodescendentes). Digeri-lo sob a forma de uma arte tipicamente brasileira. Devoração Crítica.
  • 23. Entendeu ou quer que eu desenhe?   Para trabalhar com referências é preciso ter crítica.
  • 25. Quedê as referências?   As referências estão em todo lugar.
  • 29. Quedê as referências?  “Faltou luz, mas era dia, o sol invadiu a sala. Fez da TV um espelho refletindo o que a gente esquecia. Faltou luz, mas era dia, dia. Faltou luz, mas era dia, dia, dia. O som das crianças brincando nas ruas, Como se fosse um quintal. A cerveja gelada na esquina, Como se espantasse o mal”. O Rappa
  • 30. Tá, e como brinca disso? 
  • 31. Tá, e como brinca disso?   Essa é a parte legal:
  • 32. Tá, e como brinca disso?   Essa é a parte legal: não faço a mínima ideia.
  • 33. Tá, e como brinca disso?   Essa é a parte legal: não faço a mínima ideia. Você pode fazer o que quiser com ela, desde que faça sentido com a sua ideia.
  • 34. Tá, e como brinca disso?   Essa é a parte legal: não faço a mínima ideia. Você pode fazer o que quiser com ela, desde que faça sentido com a sua ideia.
  • 35. Tá, e como brinca disso?   Era uma vez um gorila gigantesco que foi capturado em uma ilha inexplorada e levado para New York.
  • 36. Tá, e como brinca disso? 
  • 37. Tá, e como brinca disso?   Mesmo selecionando uma referência, você ainda tem milhares de maneiras de trabalhar com ela.
  • 38. Tá, e como brinca disso?   Mesmo selecionando uma referência, você ainda tem milhares de maneiras de trabalhar com ela. Você pode fazer isso...
  • 39. Tá, e como brinca disso? 
  • 40. Tá, e como brinca disso? 
  • 41.
  • 42. Tá, e como brinca disso? 
  • 43.
  • 44.
  • 45. Tá, e como brinca disso? 
  • 46.
  • 47. Tá, e como brinca disso?   Ou seja, a melhor maneira de se trabalhar com uma referência é a que mais valorize sua ideia.
  • 48. Tá, e como brinca disso?   Ou seja, a melhor maneira de se trabalhar com uma referência é a que mais valorize sua ideia.
  • 50. Referências   Podem ser bem diretas, escancaradas.
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 57. Referências   Podem ser indiretas ou só fazer citações.
  • 60.
  • 61. Referências   O que importa é: referências são muito maiores do que apenas filmes, livros e artistas.
  • 65.
  • 69. Referências   Referências são muito maiores mesmo.
  • 70. Referências   Imaginário coletivo. Apesar de existirem mudanças em como certas coisas são vistas por diferentes culturas, a essência das construções do imaginário são as mesmas para todos os seres humanos.
  • 71. Referências   Imaginário coletivo. Apesar de existirem mudanças em como certas coisas são vistas por diferentes culturas, a essência das construções do imaginário são as mesmas para todos os seres humanos.
  • 72. Referências   Imaginário coletivo. Apesar de existirem mudanças em como certas coisas são vistas por diferentes culturas, os arquétipos são os mesmos para todos os seres humanos.
  • 73. Referências   Imaginário coletivo. Os três arquétipos:
  • 74. Referências   Imaginário coletivo. Os três arquétipos: A sombra.
  • 75. Referências   Imaginário coletivo. Os três arquétipos: A sombra. A anima.
  • 76. Referências   Imaginário coletivo. Os três arquétipos: A sombra. A anima. O velho sábio.
  • 77. Referências   Imaginário coletivo. Então: Anima + água = lavar a alma.
  • 78. Como chegar até uma referência? 
  • 79. Como chegar até uma referência?   Dá trabalho.
  • 80. Como chegar até uma referência?   Do mesmo jeito que se chega a quase tudo em publicidade...
  • 81. Como chegar até uma referência?   Suor e sangue.
  • 82. Como chegar até uma referência?   Suor e sangue. Pensar, pensar, pensar.
  • 83. Como chegar até uma referência?   Suor e sangue. Pensar, pensar, pensar. e/ou Codificação seletiva.
  • 84. Como chegar até uma referência?   Eu sei que é pesado, mas lembre-se: você deve fazer publicidade pelo processo e não pelo fim.
  • 86. Clichê   Referência reutilizada incontáveis vezes.
  • 87. Clichê   Referência reutilizada incontáveis vezes. Perde seu brilho e o cheirinho de novo.
  • 88. Clichê   Não crucifique o clichê. Ele pode ser um ótimo ponto de partida para situar o público. Mas você precisa desconstruí-lo.
  • 90. Dicas para brincar de referências... 
  • 91. Dicas para brincar de referências...   Referências tem um grande motivo: público-alvo.
  • 92. Dicas para brincar de referências...   Referências tem um grande motivo: público-alvo. São uma ótima maneira de segmentar, chamar a atenção e falar com seu público.
  • 93. Dicas para brincar de referências...   Referências tem um grande motivo: público-alvo. São uma ótima maneira de segmentar, chamar a atenção e falar com seu público. Suas referências devem vir dele. Suas referências devem ser para ele.
  • 94.
  • 95.
  • 96.
  • 97. Dicas para brincar de referências... 
  • 98. Dicas para brincar de referências... 
  • 99. Dicas para brincar de referências...   Resignificar referências.
  • 100. Dicas para brincar de referências...   Resignificar referências. Analogia: perceber estruturas iguais em assuntos diferentes.
  • 101. Dicas para brincar de referências...   Resignificar referências. Analogia: perceber estruturas iguais em assuntos diferentes. O criativo sempre olha para o mundo como se fosse a primeira vez.
  • 102. Dicas para brincar de referências... 
  • 103. Dicas para brincar de referências... 
  • 104. Dicas para brincar de referências... 
  • 105.
  • 106.
  • 107.
  • 108. Dicas para brincar de referências...   Acumular referências.
  • 109. Dicas para brincar de referências...   Acumular referências. Para saber trabalhar com referências, você precisa ver muitas referências.
  • 110. Dicas para brincar de referências...   Acumular referências. Para saber trabalhar com referências, você precisa ver muitas referências. Ou seja, GUARDEM REFERÊNCIAS.
  • 111. Tá, é só isso? 
  • 112. Tá, é só isso?   Não, você precisa incluir a publicidade nessa brincadeira.
  • 113. Tá, é só isso?   É preciso ter referências de peças que já foram feitas. Como é a pegada publicitária? Quais são as possibilidades que eu tenho ao criar uma peça? O que já foi feito? O que é novo? O que é arriscado? Formar uma cabeça publicitária. Desenvolver senso crítico.
  • 114. Tá, é só isso?   De publicitários. Quem são os principais? Por onde eles passaram? Como chegaram lá? Ficha técnica das peças. Se não fizer isso por eles, faça pela esperança de que alguém esteja correndo atrás do seu nome quando for você quem estiver fazendo grandes peças.
  • 115. Tá, é só isso?   De agências de publicidade. Quais são as principais? Como começaram? Como elas funcionam? Ficha técnica das peças. Se não fizer isso por elas, faça pela esperança de que alguém saiba o que é Almap BBDO quando você estiver trabalhando na Almap BBDO.
  • 116. Tá, é só isso?   De prêmios da publicidade. Quais são os principais? Onde acontecem? Como eles funcionam? Diferencie o que é foda do que é bom.
  • 117. Tá, é só isso?   Da história da publicidade. Como nasceu? O que é a revolução criativa? Quando surgiu o planejamento? É exatamente como estudar qualquer outro curso, só que mais legal.
  • 119. Última coisa   Vocês estão imersos em referências. Aproveitem.
  • 120. Última coisa   Vocês estão imersos em referências. Aproveitem. UnB.
  • 121. Última coisa   Vocês estão imersos em referências. Aproveitem. UnB. Email da Dois.
  • 122. É hora das referências 
  • 123. Coisas que já li, coisas que ainda quero ler   Redação publicitária (Tânia Hoff)  Redação publicitária: a prática na prática (Zeca Martins)  Redação publicitária: sedução pela palavra (Celso Figueiredo)  O slogan (Olivier Reboul)  A arte dos slogans: as técnicas de construção das frases de efeito do texto publicitário (Luiz Carlos Iasbeck)
  • 124. Coisas que já li, coisas que ainda quero ler   Design para quem não é design (Robin Willians)  Direção de arte em propaganda (Newton César)  Fundamentos da comunicação visual (Ellen Lupton)  Pensar com tipos (Ellen Lupton)  O grid: construção e desconstrução (Timothy Samara)
  • 125. Coisas que já li, coisas que ainda quero ler   Técnica para produção de ideias (James Webb Young)  Hey whipple, squeeze this (Luke Sullivan)  Raciocínio criativo na publicidade (Stalimir Vieira)  Criação na propaganda impressa (João Vicente Bertomeu)  Introdução à retórica (Olivier Reboul)  Manual do estagiário (Eugênio Mohallem)
  • 126. Coisas que já li, coisas que ainda quero ler   A arte de escrever (Arthur Schopenhauer)  A arte da ficção (David Lodge)  Razões para bater num sujeito de óculos (Eugênio Mohallem)  Todos do Luiz Fernando Veríssimo  O Auto da Compadecida (Ariano Suassuna)  George Orwell, Aldous Huxley, Alan Lightman, Asimov, Ernest Hemingway...
  • 127. Coisas que já li, coisas que ainda quero ler   Resumindo: leia contos, crônicas, romances, reportagens de todos os assuntos, autores e épocas.
  • 128. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   Anuários
  • 129. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   Revistas  http://www.meioemensagem.com.br/  http://www.proxxima.com.br/  http://www.luerzersarchive.net/  http://www.zupi.com.br/
  • 130. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   TV  Reclame - Multishow  Ad Factory - Management TV  Ad Persuasion - Management TV
  • 131. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   Sites e blogs  http://www.putasacada.com.br/  http://sotitulos.wordpress.com/  http://twitter.com/alltypeads  http://twitter.com/baitatitulo
  • 132. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   http://abduzeedo.com/  http://chocoladesign.com/  http://www.fromupnorth.com/
  • 133. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   http://www.canneslions.com/  http://comunicadores.info/  http://www.brainstorm9.com.br/  http://ccsp.com.br/  http://adsoftheworld.com/  http://www.ibelieveinadv.com/  http://ihaveanidea.org/home.php  http://labomboneracriativa.blogspot.com.br/
  • 134. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   http://www.bluebus.com.br/  http://comoequetala.com.br/  http://www.ted.com/  http://ossobu.co/  http://updateordie.com/blog/  http://www.thecoolhunter.net/  http://pontoeletronico.me  http://doisnovesemnome.wordpress.com/
  • 135. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   http://inspire.2ia.pl/  http://www.likecool.com/  http://thisadvertisinglife.tumblr.com/  http://9gag.com/  http://www.desencannes.com/  Agências de publicidade
  • 136. Coisas que vejo sempre, coisas que quero ver mais   Resumindo: salve tudo isso nos favoritos ou siga no Twitter ou no Facebook.
  • 137. Pra terminar   Essa é minha última palestra de treinamento na Doisnovemeia.  Por isso, quero deixar pra vocês o que pra mim é o mais importante para se trabalhar não só com publicidade, mas com qualquer trabalho criativo.
  • 138. Pra terminar   “Criatividade é o transbordar da sensibilidade”.  Apaixonem-se.
  • 139. Muito obrigado   Luiz Otavio Medeiros  Diretor de Criação  luizotavio@doisnovemeia.com.br  @luizotaviosm