SlideShare uma empresa Scribd logo
Reações de
Combustão
Reações de Combustão

• Reação entre um combustível e um
  comburente com libertação de energia.

 Combustível: material que arde

 Comburente: é a substância que
 reage com o combustível (exemplo:
 oxigénio).
Reações de Combustão

combustível + comburente  óxido(s)

 Exemplos:

 ferro (s) + oxigénio (g)  óxido de ferro(s)

Butano(g) + oxigénio(g)  dióxido de carbono(g) + água(l)
Tipos de reações de Combustão

-Combustão lenta:       -Combustão viva:
 combustão sem chama.   liberta energia com
Exemplo:                formação de chama.
corrosão dos metais     Exemplo: Incêndio
(ferrugem)
     - Combustão explosiva: liberta
     energia com formação de chama e
     estrondo.
     Exemplo: fogo de artificio
Reações
ácido-base
Soluções ácidas, básica e neutras

Soluções ácidas:
- Têm sabor azedo;
- São corrosivos e nocivos;
- Reagem com alguns metais, corroendo-os.
- Reagem com calcário libertando CO2;
- Conduzem a corrente elétrica.
Soluções ácidas, básica e neutras

Soluções básicas ou alcalinas:

 - Têm sabor amargo;
 - São escorregadias ao toque;
 - São corrosivos e nocivos;
 - Conduzem a corrente elétrica.
Soluções ácidas, básica e neutras

Soluções neutras:

  - Não são ácidos nem bases.
Indicadores ácido-base

          São substâncias que apresentam
determinada               cor     na        presença       de
soluções ácidas, básicas e neutra.

                     Ácido       Neutra        Básica
Fenolftaleína        Incolor     Incolor     Rosa carmim
Azul de tornessol   Vermelho    Arroxeado     Arroxeado
Indicadores ácido-base

Indicador universal

      Permite graduar com algum rigor o
comportamento         ácido-base       das
soluções aquosas.

ATENÇÃO: o comportamento de ácido e de
bases só se verifica nas soluções aquosas.
Escala de pH

     Escala que, a 25ºC, varia de 0 a 14 e
nos permite identificar o grau de acidez ou
de basicidade.

       Mais ácida            Mais básica

 1                  7                      14
          Ácido                  Base
                        Neutra
Reações ácido-base ou
       reações de neutralização

Ácido (aq) + base (aq)  sal (aq) + água (l)


- Quando se quer diminuir a acidez de uma
solução adiciona-se-lhe uma solução
básica.
- Quando se quer diminuir a basicidade de
uma solução adiciona-se-lhe uma solução
ácida.
Reações
     de
precipitação
A solubilidade dos sais
     Os sais que se dissolvem
facilmente em água são Sais
Solúveis.
    Os sais que praticamente
não se dissolvem em água são
Sais Insolúveis.
Nota: A solubilidade aumenta
com o aumento da temperatura.
A solubilidade dos sais
    Sais              Solúveis              Insolúveis
  Nitratos            TODOS
Carbonatos       Carbonato de sódio       Praticamente
                Carbonato de potássio       TODOS
                Carbonato de amónio
  Sulfatos      Praticamente TODOS       Sulfato de bário
                                        Sulfato de chumbo

  Cloretos      Praticamente TODOS       Cloreto de prata
                                            Cloreto de
                                            mercúrio
Sais de sódio         TODOS
                                        Pág. 110
Reações de precipitação
     As reações de precipitação
ocorrem quando se misturam
dois sais solúveis em água e
originam um sal insolúvel (um
sólido).
    O sal insolúvel chama-se
Precipitado.
Reações de precipitação
    Os reagentes têm elevadas
solubilidades em água.

    Os       produtos      têm
solubilidades muito diferentes,
um é solúvel e o outro é
insolúvel.
Reações de precipitação
  Exemplos:
  Iodeto de + Nitrato de  Nitrato de    + Iodeto de
  potássio(aq) chumbo(aq) potássio(aq)    chumbo(s)

Carbonato de + Cloreto de    Carbonato de + Cloreto de
sódio(aq)      cálcio(aq)     cálcio(s)      sódio(aq)
Reagentes   Produtos
Águas duras
    A dureza de água é devida à
presença de sais de cálcio e de
magnésio.
Como verificar a dureza da água:
    Adicionar sabão a água e
quanto menos espuma formar
mais dura é a água.
Águas duras
    A quantidade dos sais de
cálcio e de magnésio dissolvidos
na água depende dos solos que ela
atravessa.
As águas que atravessam os solos
calcários têm grande concentração
de sais de cálcio e de magnésio e
chamam-se duras.
Lei da conservação das massas
              ou
     Lei de Lavoisier
     Numa reação química, em sistema
fechado,   a   massa      total   mantém-se
constante. A massa total dos reagentes que
se transformam é igual a massa total dos
produtos que se formam.
Velocidade das reações
       químicas
Como avaliar a velocidade das
reações:
-Determinar a quantidade de reagentes
que se consome por unidade de tempo;

-Mede-se o tempo de consumo de um ou
mais reagentes;

-Mede-se a quantidade de produto que se
forma por unidade de tempo;
Fatores que afetam a velocidade
     das reações:
-A concentração: aumenta a concentração dos
                 reagentes, aumenta a
                 velocidade da reação;

-A temperatura: maior a temperatura da
                reação, maior a velocidade
                da reação;
-Grau de divisão: maior o grau de divisão dos
                  reagentes, maior a
                  velocidade da reação;

 -Catalisadores: A adição de catalisadores
                 aumenta a velocidade da
                 reação;
 -Inibidores: A adição de inibidores
              diminui a velocidade da
              reação;
Como escrever uma equação química?

Para escrever uma equação química é necessário:

• Conhecer os reagentes e os produtos da reacção

• Conhecer as respectivas fórmulas químicas

• Acertar a equação química de acordo com a Lei
  de Lavoisier
N2 (g) + 2 O2 (g) → 2 NO2 (g)


C (s) + 2 H2 (g) → CH4 (g)


Cl2 (g) + H2 (g) → 2 HCl (g)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reações ácido base
Reações ácido baseReações ácido base
Reações ácido base
Francisco Moura
 
Aula 7 acidos e bases
Aula 7   acidos e basesAula 7   acidos e bases
Aula 7 acidos e bases
José Vitor Alves
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício MonteiroIntrodução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Maurício Monteiro
 
01. substâncias e misturas
01. substâncias e misturas01. substâncias e misturas
01. substâncias e misturas
Augusto Sérgio Costa Souza
 
Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
Liana Maia
 
Ácidos e bases
Ácidos e basesÁcidos e bases
Ácidos e bases
Atami Santos
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
Larissa Cadorin
 
Seminario de quimica sabao e sabonte
Seminario de quimica sabao e sabonteSeminario de quimica sabao e sabonte
Seminario de quimica sabao e sabonte
Carolayne Carvalho dos Santos
 
Sabões e detergentes
Sabões e detergentesSabões e detergentes
Sabões e detergentes
arceariane87
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
Atami Santos
 
Reações químicas 8º ano, 2014 2015
Reações químicas 8º ano, 2014 2015Reações químicas 8º ano, 2014 2015
Reações químicas 8º ano, 2014 2015
anabela explicaexplica
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
José Nunes da Silva Jr.
 
Soluções ácidas, básicas e neutras
Soluções ácidas, básicas e neutrasSoluções ácidas, básicas e neutras
Soluções ácidas, básicas e neutras
elisabete1977
 
Teste chama 2014
Teste chama 2014Teste chama 2014
Trabalhando com a química dos sabões e detergentes
Trabalhando  com a  química dos sabões  e detergentesTrabalhando  com a  química dos sabões  e detergentes
Trabalhando com a química dos sabões e detergentes
Adrianne Mendonça
 
Aula de gravimetria
Aula de gravimetriaAula de gravimetria
Aula de gravimetria
Endler Marcel Borges
 
Tabela Periódica
Tabela PeriódicaTabela Periódica
Tabela Periódica
Portal do Vestibulando
 
Producao de Sabao e Detergente
Producao de Sabao e Detergente Producao de Sabao e Detergente
Producao de Sabao e Detergente
Rock Dellura
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
Luana Salgueiro
 

Mais procurados (20)

Reações ácido base
Reações ácido baseReações ácido base
Reações ácido base
 
Aula 7 acidos e bases
Aula 7   acidos e basesAula 7   acidos e bases
Aula 7 acidos e bases
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício MonteiroIntrodução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
 
01. substâncias e misturas
01. substâncias e misturas01. substâncias e misturas
01. substâncias e misturas
 
Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
 
Ácidos e bases
Ácidos e basesÁcidos e bases
Ácidos e bases
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
Seminario de quimica sabao e sabonte
Seminario de quimica sabao e sabonteSeminario de quimica sabao e sabonte
Seminario de quimica sabao e sabonte
 
Sabões e detergentes
Sabões e detergentesSabões e detergentes
Sabões e detergentes
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Reações químicas 8º ano, 2014 2015
Reações químicas 8º ano, 2014 2015Reações químicas 8º ano, 2014 2015
Reações químicas 8º ano, 2014 2015
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Soluções ácidas, básicas e neutras
Soluções ácidas, básicas e neutrasSoluções ácidas, básicas e neutras
Soluções ácidas, básicas e neutras
 
Teste chama 2014
Teste chama 2014Teste chama 2014
Teste chama 2014
 
Trabalhando com a química dos sabões e detergentes
Trabalhando  com a  química dos sabões  e detergentesTrabalhando  com a  química dos sabões  e detergentes
Trabalhando com a química dos sabões e detergentes
 
Aula de gravimetria
Aula de gravimetriaAula de gravimetria
Aula de gravimetria
 
Tabela Periódica
Tabela PeriódicaTabela Periódica
Tabela Periódica
 
Producao de Sabao e Detergente
Producao de Sabao e Detergente Producao de Sabao e Detergente
Producao de Sabao e Detergente
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
 

Semelhante a Quimica

Reacções químicas 8ºano
Reacções químicas 8ºanoReacções químicas 8ºano
Reacções químicas 8ºano
adelinoqueiroz
 
Resumo teorico
Resumo teoricoResumo teorico
Resumo teorico
Inês Mota
 
áCidos e bases
áCidos e basesáCidos e bases
áCidos e bases
Inês Mota
 
Acidosbasestitulacao
AcidosbasestitulacaoAcidosbasestitulacao
Acidosbasestitulacao
Dinis Medeiros
 
Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44
Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44
Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44
omeireles
 
Física e química
Física e químicaFísica e química
Física e química
João Duarte
 
Sais
SaisSais
1 Misturas e Soluções
1 Misturas e Soluções1 Misturas e Soluções
1 Misturas e Soluções
Raquel Gastao Daniel
 
funções organicas
funções organicasfunções organicas
funções organicas
Raquel Gastao Daniel
 
Reações ácido base
Reações ácido baseReações ácido base
Reações ácido base
Celestino Silva
 
Física e química
Física e químicaFísica e química
Física e química
João Duarte
 
Ácidos parte 02
Ácidos parte 02Ácidos parte 02
Ácidos parte 02
Elton Santos
 
O que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptx
O que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptxO que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptx
O que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptx
Sílvia Oliveira
 
Tipos de reacções quimicas
Tipos de reacções quimicasTipos de reacções quimicas
Tipos de reacções quimicas
Carlos Lopez Gomes
 
Hidrólise salina solução-tampão e kps.pdf
Hidrólise salina solução-tampão e kps.pdfHidrólise salina solução-tampão e kps.pdf
Hidrólise salina solução-tampão e kps.pdf
LayzzaTardindaSilvaS
 
4a aulaQuímica Gerla.pptx
4a aulaQuímica Gerla.pptx4a aulaQuímica Gerla.pptx
4a aulaQuímica Gerla.pptx
ArionZandonaFilho
 
Reaçoes quimicas
Reaçoes quimicasReaçoes quimicas
Reaçoes quimicas
Adrianne Mendonça
 
solubilidade e precipitação
solubilidade e precipitaçãosolubilidade e precipitação
solubilidade e precipitação
Fersay
 
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
Fagner Aquino
 
ácido base
ácido baseácido base
ácido base
Fersay
 

Semelhante a Quimica (20)

Reacções químicas 8ºano
Reacções químicas 8ºanoReacções químicas 8ºano
Reacções químicas 8ºano
 
Resumo teorico
Resumo teoricoResumo teorico
Resumo teorico
 
áCidos e bases
áCidos e basesáCidos e bases
áCidos e bases
 
Acidosbasestitulacao
AcidosbasestitulacaoAcidosbasestitulacao
Acidosbasestitulacao
 
Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44
Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44
Power point tipos_de_reacoes_quimicas_p_44
 
Física e química
Física e químicaFísica e química
Física e química
 
Sais
SaisSais
Sais
 
1 Misturas e Soluções
1 Misturas e Soluções1 Misturas e Soluções
1 Misturas e Soluções
 
funções organicas
funções organicasfunções organicas
funções organicas
 
Reações ácido base
Reações ácido baseReações ácido base
Reações ácido base
 
Física e química
Física e químicaFísica e química
Física e química
 
Ácidos parte 02
Ácidos parte 02Ácidos parte 02
Ácidos parte 02
 
O que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptx
O que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptxO que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptx
O que são reações de precipitação, sua importância e como evitá-las.pptx
 
Tipos de reacções quimicas
Tipos de reacções quimicasTipos de reacções quimicas
Tipos de reacções quimicas
 
Hidrólise salina solução-tampão e kps.pdf
Hidrólise salina solução-tampão e kps.pdfHidrólise salina solução-tampão e kps.pdf
Hidrólise salina solução-tampão e kps.pdf
 
4a aulaQuímica Gerla.pptx
4a aulaQuímica Gerla.pptx4a aulaQuímica Gerla.pptx
4a aulaQuímica Gerla.pptx
 
Reaçoes quimicas
Reaçoes quimicasReaçoes quimicas
Reaçoes quimicas
 
solubilidade e precipitação
solubilidade e precipitaçãosolubilidade e precipitação
solubilidade e precipitação
 
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
QUÍMICA - FUNÇÕES INORGÂNICAS.
 
ácido base
ácido baseácido base
ácido base
 

Mais de Fisica-Quimica

Matriz 28-maio
Matriz 28-maioMatriz 28-maio
Matriz 28-maio
Fisica-Quimica
 
Unidade 2 energia em movimentos
Unidade 2 energia em movimentosUnidade 2 energia em movimentos
Unidade 2 energia em movimentos
Fisica-Quimica
 
6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismoGuião trabalhos 9º ano eletromagnetismo
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3
Fisica-Quimica
 
Convocatória reunião 19 10-2010
Convocatória reunião 19 10-2010Convocatória reunião 19 10-2010
Convocatória reunião 19 10-2010
Fisica-Quimica
 
Reflexão crítica 11º b
Reflexão crítica 11º bReflexão crítica 11º b
Reflexão crítica 11º b
Fisica-Quimica
 
Pag 167 190
Pag 167 190Pag 167 190
Pag 167 190
Fisica-Quimica
 
5 compostos-carbono
5 compostos-carbono5 compostos-carbono
5 compostos-carbono
Fisica-Quimica
 
1 caracteristicas ondas
1 caracteristicas ondas1 caracteristicas ondas
1 caracteristicas ondas
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobalGuião trabalhos 8º ano mudançaglobal
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal
Fisica-Quimica
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4
Fisica-Quimica
 
Painéis fotovoltaicos
Painéis fotovoltaicosPainéis fotovoltaicos
Painéis fotovoltaicos
Fisica-Quimica
 
Matriz 2-maio
Matriz 2-maioMatriz 2-maio
Matriz 2-maio
Fisica-Quimica
 
4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares
Fisica-Quimica
 
3 geometria-moleculas
3 geometria-moleculas3 geometria-moleculas
3 geometria-moleculas
Fisica-Quimica
 

Mais de Fisica-Quimica (20)

Matriz 28-maio
Matriz 28-maioMatriz 28-maio
Matriz 28-maio
 
Unidade 2 energia em movimentos
Unidade 2 energia em movimentosUnidade 2 energia em movimentos
Unidade 2 energia em movimentos
 
6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos
 
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo2
 
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismoGuião trabalhos 9º ano eletromagnetismo
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo
 
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3
Guião trabalhos 9º ano eletromagnetismo3
 
Convocatória reunião 19 10-2010
Convocatória reunião 19 10-2010Convocatória reunião 19 10-2010
Convocatória reunião 19 10-2010
 
Reflexão crítica 11º b
Reflexão crítica 11º bReflexão crítica 11º b
Reflexão crítica 11º b
 
Pag 167 190
Pag 167 190Pag 167 190
Pag 167 190
 
5 compostos-carbono
5 compostos-carbono5 compostos-carbono
5 compostos-carbono
 
1 caracteristicas ondas
1 caracteristicas ondas1 caracteristicas ondas
1 caracteristicas ondas
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal5
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal3
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal2
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobalGuião trabalhos 8º ano mudançaglobal
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal
 
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4
Guião trabalhos 8º ano mudançaglobal4
 
Painéis fotovoltaicos
Painéis fotovoltaicosPainéis fotovoltaicos
Painéis fotovoltaicos
 
Matriz 2-maio
Matriz 2-maioMatriz 2-maio
Matriz 2-maio
 
4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares
 
3 geometria-moleculas
3 geometria-moleculas3 geometria-moleculas
3 geometria-moleculas
 

Quimica

  • 2. Reações de Combustão • Reação entre um combustível e um comburente com libertação de energia. Combustível: material que arde Comburente: é a substância que reage com o combustível (exemplo: oxigénio).
  • 3. Reações de Combustão combustível + comburente  óxido(s) Exemplos: ferro (s) + oxigénio (g)  óxido de ferro(s) Butano(g) + oxigénio(g)  dióxido de carbono(g) + água(l)
  • 4. Tipos de reações de Combustão -Combustão lenta: -Combustão viva: combustão sem chama. liberta energia com Exemplo: formação de chama. corrosão dos metais Exemplo: Incêndio (ferrugem) - Combustão explosiva: liberta energia com formação de chama e estrondo. Exemplo: fogo de artificio
  • 6. Soluções ácidas, básica e neutras Soluções ácidas: - Têm sabor azedo; - São corrosivos e nocivos; - Reagem com alguns metais, corroendo-os. - Reagem com calcário libertando CO2; - Conduzem a corrente elétrica.
  • 7. Soluções ácidas, básica e neutras Soluções básicas ou alcalinas: - Têm sabor amargo; - São escorregadias ao toque; - São corrosivos e nocivos; - Conduzem a corrente elétrica.
  • 8. Soluções ácidas, básica e neutras Soluções neutras: - Não são ácidos nem bases.
  • 9. Indicadores ácido-base São substâncias que apresentam determinada cor na presença de soluções ácidas, básicas e neutra. Ácido Neutra Básica Fenolftaleína Incolor Incolor Rosa carmim Azul de tornessol Vermelho Arroxeado Arroxeado
  • 10. Indicadores ácido-base Indicador universal Permite graduar com algum rigor o comportamento ácido-base das soluções aquosas. ATENÇÃO: o comportamento de ácido e de bases só se verifica nas soluções aquosas.
  • 11. Escala de pH Escala que, a 25ºC, varia de 0 a 14 e nos permite identificar o grau de acidez ou de basicidade. Mais ácida Mais básica 1 7 14 Ácido Base Neutra
  • 12.
  • 13. Reações ácido-base ou reações de neutralização Ácido (aq) + base (aq)  sal (aq) + água (l) - Quando se quer diminuir a acidez de uma solução adiciona-se-lhe uma solução básica. - Quando se quer diminuir a basicidade de uma solução adiciona-se-lhe uma solução ácida.
  • 14. Reações de precipitação
  • 15. A solubilidade dos sais Os sais que se dissolvem facilmente em água são Sais Solúveis. Os sais que praticamente não se dissolvem em água são Sais Insolúveis. Nota: A solubilidade aumenta com o aumento da temperatura.
  • 16. A solubilidade dos sais Sais Solúveis Insolúveis Nitratos TODOS Carbonatos Carbonato de sódio Praticamente Carbonato de potássio TODOS Carbonato de amónio Sulfatos Praticamente TODOS Sulfato de bário Sulfato de chumbo Cloretos Praticamente TODOS Cloreto de prata Cloreto de mercúrio Sais de sódio TODOS Pág. 110
  • 17. Reações de precipitação As reações de precipitação ocorrem quando se misturam dois sais solúveis em água e originam um sal insolúvel (um sólido). O sal insolúvel chama-se Precipitado.
  • 18. Reações de precipitação Os reagentes têm elevadas solubilidades em água. Os produtos têm solubilidades muito diferentes, um é solúvel e o outro é insolúvel.
  • 19. Reações de precipitação Exemplos: Iodeto de + Nitrato de  Nitrato de + Iodeto de potássio(aq) chumbo(aq) potássio(aq) chumbo(s) Carbonato de + Cloreto de  Carbonato de + Cloreto de sódio(aq) cálcio(aq) cálcio(s) sódio(aq)
  • 20. Reagentes Produtos
  • 21. Águas duras A dureza de água é devida à presença de sais de cálcio e de magnésio. Como verificar a dureza da água: Adicionar sabão a água e quanto menos espuma formar mais dura é a água.
  • 22. Águas duras A quantidade dos sais de cálcio e de magnésio dissolvidos na água depende dos solos que ela atravessa. As águas que atravessam os solos calcários têm grande concentração de sais de cálcio e de magnésio e chamam-se duras.
  • 23. Lei da conservação das massas ou Lei de Lavoisier Numa reação química, em sistema fechado, a massa total mantém-se constante. A massa total dos reagentes que se transformam é igual a massa total dos produtos que se formam.
  • 25. Como avaliar a velocidade das reações: -Determinar a quantidade de reagentes que se consome por unidade de tempo; -Mede-se o tempo de consumo de um ou mais reagentes; -Mede-se a quantidade de produto que se forma por unidade de tempo;
  • 26. Fatores que afetam a velocidade das reações: -A concentração: aumenta a concentração dos reagentes, aumenta a velocidade da reação; -A temperatura: maior a temperatura da reação, maior a velocidade da reação;
  • 27. -Grau de divisão: maior o grau de divisão dos reagentes, maior a velocidade da reação; -Catalisadores: A adição de catalisadores aumenta a velocidade da reação; -Inibidores: A adição de inibidores diminui a velocidade da reação;
  • 28. Como escrever uma equação química? Para escrever uma equação química é necessário: • Conhecer os reagentes e os produtos da reacção • Conhecer as respectivas fórmulas químicas • Acertar a equação química de acordo com a Lei de Lavoisier
  • 29. N2 (g) + 2 O2 (g) → 2 NO2 (g) C (s) + 2 H2 (g) → CH4 (g) Cl2 (g) + H2 (g) → 2 HCl (g)