SlideShare uma empresa Scribd logo
É PERMITIDO REPREENDER OS
         OUTROS?




Se eu não sou perfeito, será que eu tenho
  direito de repreender o meu próximo?
Cada um de nós deve trabalhar pelo progreso
de todos. (filhos, pais, amigos, afetos,
desafetos, irmãos de sangue e de ideal,…)
           “Fazei tudo como se fosse para o Senhor.”

Deveis fazer com moderação para um fim útil,
e não, pelo prazer de denegrir.

OBS: Nós temos que aprender a divergir sem
dissentir(sentir diferente)

OBS: Temos o péssimo hábito de somente nos
aproximarmos do “amigo” que sempre
concorda conosco.
Livro Fonte Viva-
Emmanuel

“ Cada qual tem o
seu enigma, a
sua necessidade
e a sua dor e não
é justo aumentar
as aflições do
vizinho com a
carga de nossas
inquietações.”
Ex: Dr. Adão Nonato, quando vou
parar de ser castigada por Deus?
Nunca. Porque Ele não castiga,
Ele educa por mil meios e modos.
A exteriorização da queixa desencoraja;
  O verbo áspero castiga;
  A observação maldizente confunde. Emmanuel
Discutir com                                        95% de todo
quem perdeu                                         Dinheiro no
A cabeça é                                          Mundo está nas
perder a                                            Mãos de 1% das
cabeça                                              pessoas
também




NÃO PEÇA A DEUS FARDOS MAIS LEVES, MAS SIM OMBROS MAIS FORTES
Quando você se
reporta a
tragédia, você a
revitaliza.
Joanna de Ângelis
Livro Filho de Deus
Será repreensível notarem-se as imperfeições
  dos outros, quando daí nenhum proveito
          possa resultar para eles?

 Tudo depende da intenção.

 O erro está na observação que
 redunde em detrimento do
 próximo, desacreditando-o e
 expandindo um sentimento de
 malevolência e a satisfação de
 apanhar os outros em falta.
O falatório infeliz exala um miasma pestilencial como um vaso pútrido.
Joanna de Ângelis
Haverá casos em que convenha se
       desvende o mal de outrem?
  É muito delicada esta questão
  e, para resolvê-la, necessário
  se torna apelar para a
  caridade bem compreendida.

  Desmascarar a hipocrisia e a
  mentira pode constituir um
  dever, mas antes é prudente
  pesar a soma das vantagens
  e dos inconvenientes.
Exemplo do meu chefe que roubava ferramentas
LIVRO PAULO E ESTEVÃO
A criatura envenenada no
mal é qual recipiente de
vinagre, que necessita
ser esvaziado pouco a
pouco.
É necessário voltar atrás
e transpor abismos,
porque os grandes
sentimentos nunca
povoam a alma de uma
só vez, em sua beleza
integral.
COMO ABIGAIL REPREENDEU PAULO
 QUANDO ESTE SENTIU-SE SÓ, AFLITO E
  REJEITADO PELA FAMÍLIA E AMIGOS?
“Paulo, não te detenhas no
passado.Quem haverá no Mundo
isento de erros?Só Jesus foi puro”

É preciso ser fiel a Deus com a
CONFIANÇA INESGOTÁVEL E
FÉ ATIVA ao serviço do TODO
PODEROSO, ainda que o Mundo
inteiro se volte contra ti, possuirias
o tesouro inesgotável do coração
fiel.
Continuação…
Quanto mais esvaziar-te dos pensamentos do
Mundo, mais Jesus encherá teu espírito de
claridades imortais.

Concorda com Jesus e trabalha.

Toda elevação é difícil, mas somente aí
encontramos a vitória real.

Para a certeza da vitória é preciso:
DAR - AMAR - TRABALHAR - ESPERAR -
 PERDOAR
Estevão, o amigo de todos os minutos,
     também repreendeu Paulo de Tarso
           orientando-o e dizendo:
 →Se paralisarmos a marcha nos lances difíceis,
 ficaremos com os tropeços e não com o Cristo.

→Ninguém encontrará fechada as portas da
 oportunidade, porque é o próprio Todo-
 Poderoso quem no-las abre.

→É preciso caminhar para onde se encontre os
 obstáculos e vencê-los, para que o Mestre seja
 conhecido e glorificado, pois estamos numa
 batalha e é necessário não desprezar as
Até Jesus fez a Paulo uma advertência
         serena e carinhosa
 “Não temas,
 prossegue
 ensinando a
 verdade e não
 te cales,
 porque eu
 estarei
 contigo.”
é Permitido Repreender Os Outros

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
Leonardo Pereira
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Divulgador do Espiritismo
 
Jesus o medico das almas
Jesus  o medico das almasJesus  o medico das almas
Jesus o medico das almas
Claudio Macedo
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
Sergio Menezes
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
igmateus
 
O homem de bem
O homem de bemO homem de bem
O homem de bem
Dalila Melo
 
Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.
Tatiana Mendes
 
Infortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestraInfortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestra
Débora Homobono
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
Anderson Dias
 
Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores
Daniane Bornea Friedl
 
Suicidio na visão espirita
Suicidio  na visão espiritaSuicidio  na visão espirita
Suicidio na visão espirita
Lisete B.
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
Izabel Cristina Fonseca
 
A afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a DoçuraA afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a Doçura
igmateus
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
Dalila Melo
 
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Divulgador do Espiritismo
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
Lorena Dias
 
Amem seus inimigos
Amem seus inimigosAmem seus inimigos
Amem seus inimigos
Eduardo Ottonelli Pithan
 

Mais procurados (20)

Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
 
Jesus o medico das almas
Jesus  o medico das almasJesus  o medico das almas
Jesus o medico das almas
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
 
O homem de bem
O homem de bemO homem de bem
O homem de bem
 
Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.
 
Infortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestraInfortunios ocultos palestra
Infortunios ocultos palestra
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
 
Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores
 
Suicidio na visão espirita
Suicidio  na visão espiritaSuicidio  na visão espirita
Suicidio na visão espirita
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
 
A afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a DoçuraA afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a Doçura
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
 
Amem seus inimigos
Amem seus inimigosAmem seus inimigos
Amem seus inimigos
 

Destaque

Comportamento do próximo
Comportamento do próximoComportamento do próximo
Comportamento do próximo
grupodepaisceb
 
Indulgencia - Apresentação
Indulgencia - ApresentaçãoIndulgencia - Apresentação
Indulgencia - Apresentação
Lauro K. Saito
 
Nao julgueis-nao-julgados
Nao julgueis-nao-julgadosNao julgueis-nao-julgados
Nao julgueis-nao-julgados
Maisa Gabriela Souto Lima
 
Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"
Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"
Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"
Leonardo Pereira
 
Paz e Lutas
Paz e LutasPaz e Lutas
Paz e Lutas
Renato Cardoso
 
Indulgência
IndulgênciaIndulgência
Indulgência
Stenio Cleber
 
Na luz da indulgência
Na luz da indulgênciaNa luz da indulgência
Na luz da indulgência
Leonardo Pereira
 
Bem aventurados aqueles que são misericordiosos
Bem aventurados aqueles que são misericordiososBem aventurados aqueles que são misericordiosos
Bem aventurados aqueles que são misericordiosos
grupodepaisceb
 
Indulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.netIndulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.net
Fórum Espírita
 
Capítulo XVI - Evangelho Segundo o Espiritismo
Capítulo XVI - Evangelho Segundo o EspiritismoCapítulo XVI - Evangelho Segundo o Espiritismo
Capítulo XVI - Evangelho Segundo o Espiritismo
grupodepaisceb
 
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiososPalestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Tiburcio Santos
 
As 7 Verdades Do Bambu
As 7 Verdades Do BambuAs 7 Verdades Do Bambu
As 7 Verdades Do Bambu
Anjovison .
 

Destaque (12)

Comportamento do próximo
Comportamento do próximoComportamento do próximo
Comportamento do próximo
 
Indulgencia - Apresentação
Indulgencia - ApresentaçãoIndulgencia - Apresentação
Indulgencia - Apresentação
 
Nao julgueis-nao-julgados
Nao julgueis-nao-julgadosNao julgueis-nao-julgados
Nao julgueis-nao-julgados
 
Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"
Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"
Estudos do evangelho "Bem aventurados os misericordiosos "resumo"
 
Paz e Lutas
Paz e LutasPaz e Lutas
Paz e Lutas
 
Indulgência
IndulgênciaIndulgência
Indulgência
 
Na luz da indulgência
Na luz da indulgênciaNa luz da indulgência
Na luz da indulgência
 
Bem aventurados aqueles que são misericordiosos
Bem aventurados aqueles que são misericordiososBem aventurados aqueles que são misericordiosos
Bem aventurados aqueles que são misericordiosos
 
Indulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.netIndulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.net
 
Capítulo XVI - Evangelho Segundo o Espiritismo
Capítulo XVI - Evangelho Segundo o EspiritismoCapítulo XVI - Evangelho Segundo o Espiritismo
Capítulo XVI - Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiososPalestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
Palestra ESE cap 10 Bem-aventurados os misericordiosos
 
As 7 Verdades Do Bambu
As 7 Verdades Do BambuAs 7 Verdades Do Bambu
As 7 Verdades Do Bambu
 

Semelhante a é Permitido Repreender Os Outros

é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
Grupo Espírita Cristão
 
Minutos desabedoria
Minutos desabedoriaMinutos desabedoria
Minutos desabedoria
jmpcard
 
163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás
163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás
163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás
Aline Angélica Pinheiro
 
Francisco cândido xavier emmanuel - assim vencerás
Francisco cândido xavier   emmanuel - assim vencerásFrancisco cândido xavier   emmanuel - assim vencerás
Francisco cândido xavier emmanuel - assim vencerás
Francisco Baptista
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - PiedadeSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Ricardo Azevedo
 
Luzes do amanhecer 01 - tia neiva com som
Luzes do amanhecer   01 - tia neiva com somLuzes do amanhecer   01 - tia neiva com som
Luzes do amanhecer 01 - tia neiva com som
Cristiano Patricio
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - Murmurações
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - MurmuraçõesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - Murmurações
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - Murmurações
Ricardo Azevedo
 
Decepções
DecepçõesDecepções
Decepções
Dalila Melo
 
Felicidade E Infelicidade Relativa
Felicidade E  Infelicidade  RelativaFelicidade E  Infelicidade  Relativa
Felicidade E Infelicidade Relativa
Sergio Menezes
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
Clea Alves
 
Incompatibilidade de genios
Incompatibilidade de geniosIncompatibilidade de genios
Incompatibilidade de genios
Home
 
( Espiritismo) # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
( Espiritismo)   # - africa espirita - doutrina espirita e consolo( Espiritismo)   # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
( Espiritismo) # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Minutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de Hoje
Minutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de HojeMinutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de Hoje
Minutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de Hoje
Sergio Luiz , Palestrante Espírita - Professor, Cientista Social e Jornalista
 
Não estás deprimido
Não estás deprimidoNão estás deprimido
Não estás deprimido
Dr. Walter Cury
 
Minutos de sabedoria 2
Minutos de sabedoria 2Minutos de sabedoria 2
Minutos de sabedoria 2
José Queirós
 
Minutos de sabedoria
Minutos de sabedoriaMinutos de sabedoria
Minutos de sabedoria
Gi Menezes
 
Dor e bênção
Dor e bênçãoDor e bênção
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - InimigosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Ricardo Azevedo
 
Pensar Diferente
Pensar DiferentePensar Diferente
Pensar Diferente
joao_baptista99
 
(Raio De Luz) Dom Por Excelencia
(Raio De Luz) Dom Por Excelencia(Raio De Luz) Dom Por Excelencia
(Raio De Luz) Dom Por Excelencia
Corolário .
 

Semelhante a é Permitido Repreender Os Outros (20)

é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
 
Minutos desabedoria
Minutos desabedoriaMinutos desabedoria
Minutos desabedoria
 
163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás
163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás
163 chico-xavier-emmanuel-assim vencerás
 
Francisco cândido xavier emmanuel - assim vencerás
Francisco cândido xavier   emmanuel - assim vencerásFrancisco cândido xavier   emmanuel - assim vencerás
Francisco cândido xavier emmanuel - assim vencerás
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - PiedadeSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
 
Luzes do amanhecer 01 - tia neiva com som
Luzes do amanhecer   01 - tia neiva com somLuzes do amanhecer   01 - tia neiva com som
Luzes do amanhecer 01 - tia neiva com som
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - Murmurações
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - MurmuraçõesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - Murmurações
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 75 - Murmurações
 
Decepções
DecepçõesDecepções
Decepções
 
Felicidade E Infelicidade Relativa
Felicidade E  Infelicidade  RelativaFelicidade E  Infelicidade  Relativa
Felicidade E Infelicidade Relativa
 
Aflito, Porem Bem Aventurado
Aflito,  Porem Bem Aventurado Aflito,  Porem Bem Aventurado
Aflito, Porem Bem Aventurado
 
Incompatibilidade de genios
Incompatibilidade de geniosIncompatibilidade de genios
Incompatibilidade de genios
 
( Espiritismo) # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
( Espiritismo)   # - africa espirita - doutrina espirita e consolo( Espiritismo)   # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
( Espiritismo) # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
 
Minutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de Hoje
Minutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de HojeMinutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de Hoje
Minutos de sabedoria - Clic e Leia a Sua Mensagem de Hoje
 
Não estás deprimido
Não estás deprimidoNão estás deprimido
Não estás deprimido
 
Minutos de sabedoria 2
Minutos de sabedoria 2Minutos de sabedoria 2
Minutos de sabedoria 2
 
Minutos de sabedoria
Minutos de sabedoriaMinutos de sabedoria
Minutos de sabedoria
 
Dor e bênção
Dor e bênçãoDor e bênção
Dor e bênção
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - InimigosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 137 - Inimigos
 
Pensar Diferente
Pensar DiferentePensar Diferente
Pensar Diferente
 
(Raio De Luz) Dom Por Excelencia
(Raio De Luz) Dom Por Excelencia(Raio De Luz) Dom Por Excelencia
(Raio De Luz) Dom Por Excelencia
 

Mais de Grupo Espírita Cristão

SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do CorpoSeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
Grupo Espírita Cristão
 
Retribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O BemRetribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O Bem
Grupo Espírita Cristão
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
Grupo Espírita Cristão
 
Finalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãOFinalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
Fraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E EcumenismoFraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E Ecumenismo
Grupo Espírita Cristão
 
Ante Os Pequeninos
Ante Os PequeninosAnte Os Pequeninos
Ante Os Pequeninos
Grupo Espírita Cristão
 
A BençãO Do Trabalho
A BençãO Do TrabalhoA BençãO Do Trabalho
A BençãO Do Trabalho
Grupo Espírita Cristão
 
A AçãO Da Amizade
A AçãO Da AmizadeA AçãO Da Amizade
A AçãO Da Amizade
Grupo Espírita Cristão
 
A Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas VirtudesA Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas Virtudes
Grupo Espírita Cristão
 
Anjos E DemôNios
Anjos E DemôNiosAnjos E DemôNios
Anjos E DemôNios
Grupo Espírita Cristão
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
Grupo Espírita Cristão
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Um Grande Homem
Um Grande HomemUm Grande Homem
Um Grande Homem
Grupo Espírita Cristão
 
Senhor
SenhorSenhor
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
O  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R OO  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R O
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
Grupo Espírita Cristão
 
O L I V R O D A V I D A
O  L I V R O  D A  V I D AO  L I V R O  D A  V I D A
O L I V R O D A V I D A
Grupo Espírita Cristão
 
G E N E S I S
G E N E S I SG E N E S I S
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M OM E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
Grupo Espírita Cristão
 

Mais de Grupo Espírita Cristão (20)

SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do CorpoSeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
 
Retribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O BemRetribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O Bem
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
 
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
 
Finalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãOFinalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãO
 
Fraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E EcumenismoFraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E Ecumenismo
 
Ante Os Pequeninos
Ante Os PequeninosAnte Os Pequeninos
Ante Os Pequeninos
 
A BençãO Do Trabalho
A BençãO Do TrabalhoA BençãO Do Trabalho
A BençãO Do Trabalho
 
A AçãO Da Amizade
A AçãO Da AmizadeA AçãO Da Amizade
A AçãO Da Amizade
 
A Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas VirtudesA Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas Virtudes
 
Anjos E DemôNios
Anjos E DemôNiosAnjos E DemôNios
Anjos E DemôNios
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
Um Grande Homem
Um Grande HomemUm Grande Homem
Um Grande Homem
 
Senhor
SenhorSenhor
Senhor
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
O  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R OO  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R O
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
 
O L I V R O D A V I D A
O  L I V R O  D A  V I D AO  L I V R O  D A  V I D A
O L I V R O D A V I D A
 
G E N E S I S
G E N E S I SG E N E S I S
G E N E S I S
 
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M OM E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
 

Último

Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
MasaCalixto2
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (18)

Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 

é Permitido Repreender Os Outros

  • 1. É PERMITIDO REPREENDER OS OUTROS? Se eu não sou perfeito, será que eu tenho direito de repreender o meu próximo?
  • 2. Cada um de nós deve trabalhar pelo progreso de todos. (filhos, pais, amigos, afetos, desafetos, irmãos de sangue e de ideal,…) “Fazei tudo como se fosse para o Senhor.” Deveis fazer com moderação para um fim útil, e não, pelo prazer de denegrir. OBS: Nós temos que aprender a divergir sem dissentir(sentir diferente) OBS: Temos o péssimo hábito de somente nos aproximarmos do “amigo” que sempre concorda conosco.
  • 3. Livro Fonte Viva- Emmanuel “ Cada qual tem o seu enigma, a sua necessidade e a sua dor e não é justo aumentar as aflições do vizinho com a carga de nossas inquietações.” Ex: Dr. Adão Nonato, quando vou parar de ser castigada por Deus? Nunca. Porque Ele não castiga, Ele educa por mil meios e modos.
  • 4. A exteriorização da queixa desencoraja; O verbo áspero castiga; A observação maldizente confunde. Emmanuel Discutir com 95% de todo quem perdeu Dinheiro no A cabeça é Mundo está nas perder a Mãos de 1% das cabeça pessoas também NÃO PEÇA A DEUS FARDOS MAIS LEVES, MAS SIM OMBROS MAIS FORTES
  • 5. Quando você se reporta a tragédia, você a revitaliza. Joanna de Ângelis Livro Filho de Deus
  • 6. Será repreensível notarem-se as imperfeições dos outros, quando daí nenhum proveito possa resultar para eles? Tudo depende da intenção. O erro está na observação que redunde em detrimento do próximo, desacreditando-o e expandindo um sentimento de malevolência e a satisfação de apanhar os outros em falta.
  • 7. O falatório infeliz exala um miasma pestilencial como um vaso pútrido. Joanna de Ângelis
  • 8. Haverá casos em que convenha se desvende o mal de outrem? É muito delicada esta questão e, para resolvê-la, necessário se torna apelar para a caridade bem compreendida. Desmascarar a hipocrisia e a mentira pode constituir um dever, mas antes é prudente pesar a soma das vantagens e dos inconvenientes. Exemplo do meu chefe que roubava ferramentas
  • 9. LIVRO PAULO E ESTEVÃO A criatura envenenada no mal é qual recipiente de vinagre, que necessita ser esvaziado pouco a pouco. É necessário voltar atrás e transpor abismos, porque os grandes sentimentos nunca povoam a alma de uma só vez, em sua beleza integral.
  • 10. COMO ABIGAIL REPREENDEU PAULO QUANDO ESTE SENTIU-SE SÓ, AFLITO E REJEITADO PELA FAMÍLIA E AMIGOS? “Paulo, não te detenhas no passado.Quem haverá no Mundo isento de erros?Só Jesus foi puro” É preciso ser fiel a Deus com a CONFIANÇA INESGOTÁVEL E FÉ ATIVA ao serviço do TODO PODEROSO, ainda que o Mundo inteiro se volte contra ti, possuirias o tesouro inesgotável do coração fiel.
  • 11. Continuação… Quanto mais esvaziar-te dos pensamentos do Mundo, mais Jesus encherá teu espírito de claridades imortais. Concorda com Jesus e trabalha. Toda elevação é difícil, mas somente aí encontramos a vitória real. Para a certeza da vitória é preciso: DAR - AMAR - TRABALHAR - ESPERAR - PERDOAR
  • 12. Estevão, o amigo de todos os minutos, também repreendeu Paulo de Tarso orientando-o e dizendo: →Se paralisarmos a marcha nos lances difíceis, ficaremos com os tropeços e não com o Cristo. →Ninguém encontrará fechada as portas da oportunidade, porque é o próprio Todo- Poderoso quem no-las abre. →É preciso caminhar para onde se encontre os obstáculos e vencê-los, para que o Mestre seja conhecido e glorificado, pois estamos numa batalha e é necessário não desprezar as
  • 13. Até Jesus fez a Paulo uma advertência serena e carinhosa “Não temas, prossegue ensinando a verdade e não te cales, porque eu estarei contigo.”