SlideShare uma empresa Scribd logo
OS “TUDO” DE PAULO DE TARSO
A contribuição de outros personagens desta história real, vem confirmar a necessidade e a universalidade da lei de cooperação. E, para verificar a amplitude desse conceito, recordemos que Jesus, cuja misericórdia e poder abrangiam tudo, procurou a companhia de doze auxiliares a fim de empreender a renovação do mundo. Aliás, sem, cooperação, não poderia existir amor; e o amor é a força de Deus, que equilibra o Universo. Oferecendo pois, este humilde trabalho aos nossos irmãos da Terra, formulamos votos para que o exemplo do Grande Convertido, se faça mais claro em nossos corações, afim de que cada discípulo, possa entender quanto lhe compete trabalhar e sofrer, por amor a Jesus Cristo.  EMMANUEL 8-7- 1941
            Saulo adquiriu todo o estilo do perfeito fariseu apegado a lei e a tradição. Rígido e cheio de zelo.              Tomado de feroz ódio contra Jesus e seus seguidores, pois considerava-os blasfemadores.             Em sua fisionomia cheia de virilidade e máscula beleza, os traços israelitas, fixavam-se particularmente nos olhos profundos próprios dos temperamentos apaixonados e indomáveis, ricos de agudeza e resolução.
 
Saulo consolando Abigail dizia-lhe: Dar-te-ei meu coração dedicado e sincero. Abigail, meu espírito estava possuído somente do amor à Lei e a meus Pais. Minha mocidade tem sido inquieta, mas pura.            Não te oferecerei um coração sem perfume. Desde os primeiros dias de minha juventude, conheci companheiros que me convidaram a lhes seguir os passos incertos na embriaguez dos sentidos, precursora da morte de nossas preocupações mais nobres neste mundo. Nunca traí o ideal Divino que me vibra na alma.
 
 
   _Saulo!... Saulo!.... porque me persegues?            _Quem sois vós Senhor?            _Eu sou Jesus!... Não recalcitres contra os aguilhões.            Saulo compreendeu e chorou.            Sim, ele era a ovelha perdida, Jesus era o Pastor amigo que carinhosamente procurava salvá-lo.            _Senhor!... Que quereis que eu faça?
     A conselho de Ananias, procurou o deserto para meditar, porque  tudo o que é de Deus, reclama grande paz e profunda compreensão. Além do mais há ainda a necessidade do sofrimento. Só a dor, nos ensina a sermos humanos. É preciso morrer para o mundo, para que o Cristo viva em nós.....
  Todo esforço na tarefa Cristã não poderá ser esquecido. Mas a iluminação do Espírito, deve estar em primeiro lugar.   Porque se o homem trouxer o Cristo no coração, o quadro das necessidades, será modificado. Então restringir o Evangelho a Jerusalém, é condená-lo à extinção.
 
Conhecendo que o Discípulo terá de experimentar as sensações da "Porta Estreita" nunca se deixou empolgar pelo desânimo. Paulo escreveu então aos Corintios.  “ Somos todos do Cristo e o Cristo é de Deus. Por isso, permaneceis todos unidos na CARIDADE.”
 
 
TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE PAULO SABIA QUE SEM O CRISTO NÃO PODIA FAZER NADA; ELE TE FORTALECE PARA VOCÊ CARREGAR AS PROVAS E FAZER O CERTO; E VOCÊ FAZER O CERTO É DEIXAR MANIFESTAR O POTENCIAL DIVINO QUE EXISTE EM VOCÊ.
Efésios 5:20 Em TUDO dai graças a Deus em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Como dar graças até pelas desgraças ? O problema, via de regra, é um desafio que você veio a esta vida para enfrentar. E se você for capaz de enfrentá-lo adequadamente, você desenvolverá qualidades que esse desafio se propôs a desenvolver em você.
O PROBLEMA É UM DESAFIO ; O DESAFIO É UMA OPORTUNIDADE DE DESENVOLVIMENTO; QUE VAI SE CONFIGURAR NUMA BÊNÇÃO. EX: ALGUÉM VAI NA ACADEMIA PROCURAR UMA REDE PARA DESCANSAR ? NÃO. VAI PAGAR PARA MALHAR, SUAR, SE CANSAR PARA BUSCAR BEM-ESTAR FÍSICO, AUMENTAR A AUTO-ESTIMA E, POR CONSEQUÊNCIA, BEM ESTAR ESPIRITUAL. NA VIDA É DIFERENTE, QUANDO ELA EXIGE DE VOCÊ UM POUCO MAIS DE MALHAÇÃO, VOCÊ SE QUEIXA COMO UMA PESSOA MIMADA E NÃO QUER FAZER NA VIDA O QUE SE PROPÔS ANTES DE REENCARNAR.
Romanos 8:28 Tudo concorre para o bem daqueles que amam ao Senhor; Como acreditar que uma doença como o câncer concorre para o  bem de alguém? Via de regra para limpar o perispírito temos 2 saídas: Tudo que plantares serás obrigado a colher; O amor cobre a multidão dos pecados.
1° Corintios 2, 14 e 15 O homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, mas o homem que é espiritual discerne bem TUDO, pois temos a mente do Cristo. Paulo dizia também : “Já não sou mais eu que vivo, mas o Cristo que vive em mim. “ Não vos conformeis com o Mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento.” ex: parábola dos talentos
1°Corintios 3: 21 e 23 Ninguém se glorie nos homens sábios, porque TUDO é vosso; seja o Mundo, ou a vida, ou a morte; TUDO é vosso e vós de Cristo, e Cristo de Deus. OBS: nada nos pertence.
1°Corintios 6:12 Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém. Ensinando assim a combater as imoralidades sexuais, porque quem se une ao Senhor é uno com Ele. OBS: Corintios era a cidade mundial da prostituição e nesta ele escreveu o poema mais lindo sobre o amor.
1°Corintios 9: 22 e 23 Fiz-me fraco para os fracos, fiz-me TUDO para todos e por todos os meios chegar a salvar alguns. Ora, TUDO faço por causa do Evangelho, para dele tornar-me co-participante.
1°Corintios 10:31 Fazei TUDO para a Glória de Deus
1°Corintios 13:7 O amor TUDO sofre; O amor TUDO crê; O amor TUDO espera; O amor TUDO Suporta. A poda de uma planta traz dor a ela, mas se bem feita, vai fazê-la produzir muito mais e fortalecê-la.
2°Corintios 4:15 Pois TUDO é por amor de vós, para que a graça multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para a glória de Deus. OBS de josé carlos de Lucca- “Deus não faz nada por nós, mas sim através de nós”
Gálatas 6:7 Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer, pois TUDO o que o homem semear, isso também ceifará.
Filipenses 4: 6 a 8 Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes, em TUDO sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração com ações de graças.
Continuação de Filipenses A Paz de Deus excede todo entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Jesus. Quanto ao mais irmãos, TUDO o que é verdadeiro TUDO o que é honesto TUDO o que é justo TUDO o que é puro TUDO o que é amável TUDO o que é de boa fama Se há alguma virtude e algum louvor, nisso pensai e praticai e o Deus de Paz será convosco. Ex: funcionária que não mentiu, Mesmo sendo obrigada pelo patrão.
Colossenses 3:23 Tudo quanto fizerdes, fazei-o como se fosse para o Senhor e não aos homens. Porque na verdade não estamos aqui para fazer nada por nós e sim para o Criador, pq. fazendo p/ o Criador se faz p/ o Universo e por você mesmo, por isso amar a Deus sobre todas as coisas.
1°Tessalonicenses 5:21 Ponde TUDO à prova, mas retém o que é bom. OBS:  Não é ter curiosidade com o mal e experimentá-lo, mas sim observar se todos os espíritos são de Deus.
2° Timóteo 2: 9 e 10 Fui preso como malfeitor, mas a palavra de Deus não está presa; Por isso, TUDO suporto por amor dos eleitos…
Tito 2:7 Para que a palavra de Deus não seja blasfemada, em TUDO dê o exemplo com boas obras.
Se você Espírita tem experimentado, na sua vida pessoal naufrágios, apedrejamentos e golpes diversos; não deixe de conhecer a vida de Paulo de Tarso, pois nela Jesus nos ensinou a sabedoria da Paz interior e da comunhão de seu amor, mostrando-nos que…. TUDO É POSSÍVEL.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptxA parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptx
M.R.L
 
Fé humana e fé divina!
Fé humana e fé divina!Fé humana e fé divina!
Fé humana e fé divina!
Leonardo Pereira
 
Jesus na casa de zaqueu
Jesus na casa de zaqueuJesus na casa de zaqueu
Jesus na casa de zaqueu
Victor Sancho
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Izabel Cristina Fonseca
 
A pregação de Jesus - n.18
A pregação de Jesus  - n.18A pregação de Jesus  - n.18
A pregação de Jesus - n.18
Graça Maciel
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
Leonardo Pereira
 
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – lili
Roseli Lemes
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
Ricardo Azevedo
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
Graça Maciel
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
Anderson Dias
 
Capítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo ConsoladorCapítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo Consolador
grupodepaisceb
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
Luciane Belchior
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiososPalestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Divulgador do Espiritismo
 
Estudos do evangelho18
Estudos do evangelho18Estudos do evangelho18
Estudos do evangelho18
Leonardo Pereira
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhor
igmateus
 
A Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na CodificaçãoA Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na Codificação
igmateus
 
Se a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-a
Se a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-aSe a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-a
Se a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-a
Izabel Cristina Fonseca
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
paikachambi
 
Palestra a reencarnacao
Palestra   a reencarnacaoPalestra   a reencarnacao
Palestra a reencarnacao
Victor Passos
 
Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!
Dalila Melo
 

Mais procurados (20)

A parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptxA parabola da figueira.pptx
A parabola da figueira.pptx
 
Fé humana e fé divina!
Fé humana e fé divina!Fé humana e fé divina!
Fé humana e fé divina!
 
Jesus na casa de zaqueu
Jesus na casa de zaqueuJesus na casa de zaqueu
Jesus na casa de zaqueu
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
 
A pregação de Jesus - n.18
A pregação de Jesus  - n.18A pregação de Jesus  - n.18
A pregação de Jesus - n.18
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
 
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – lili
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
 
Capítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo ConsoladorCapítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo Consolador
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiososPalestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
Palestra Espírita - Bem aventurados os misericordiosos
 
Estudos do evangelho18
Estudos do evangelho18Estudos do evangelho18
Estudos do evangelho18
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhor
 
A Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na CodificaçãoA Existência de Deus na Codificação
A Existência de Deus na Codificação
 
Se a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-a
Se a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-aSe a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-a
Se a vossa mao e motivo de escandalo, cortai-a
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Palestra a reencarnacao
Palestra   a reencarnacaoPalestra   a reencarnacao
Palestra a reencarnacao
 
Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!Obreiros do senhor!
Obreiros do senhor!
 

Destaque

Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém
Tudo me é lícito, mas nem tudo me convémTudo me é lícito, mas nem tudo me convém
Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém
Cemica Missionários da Caridade
 
Paulo vida e_obra
Paulo vida e_obraPaulo vida e_obra
Paulo vida e_obra
ricardosantista
 
Palestra 17 paulo e estevão
Palestra 17 paulo   e   estevãoPalestra 17 paulo   e   estevão
Palestra 17 paulo e estevão
Jose Ferreira Almeida
 
“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”
“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”
“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”
JUERP
 
Aula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convem
Aula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convemAula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convem
Aula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convem
Mocidade Espírita União Fraternal
 
Paulo Apostolo de Cristo Jesus
Paulo  Apostolo de Cristo JesusPaulo  Apostolo de Cristo Jesus
Paulo Apostolo de Cristo Jesus
virginiacarisioscalia
 
Senhor que queres que eu faça?
Senhor que queres que eu faça?Senhor que queres que eu faça?
Senhor que queres que eu faça?
Ana Cláudia Leal Felgueiras
 
Escolhas e Atitudes
Escolhas e AtitudesEscolhas e Atitudes
Escolhas e Atitudes
Idéias Luz
 
A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO
A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO
A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO
Suely Anjos
 
Lei Do Retorno
Lei Do RetornoLei Do Retorno
Lei Do Retorno
Grupo Espírita Cristão
 
Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014
Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014
Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014
grupodepaisceb
 
137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7
137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7
137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7
Robson Tavares Fernandes
 
Charles ferguson ball a vida e os tempos do apóstolo paulo
Charles ferguson ball   a vida e os tempos do apóstolo pauloCharles ferguson ball   a vida e os tempos do apóstolo paulo
Charles ferguson ball a vida e os tempos do apóstolo paulo
Ibpaz Coxipo
 
Lição 01 - A Epístola aos Romanos
Lição 01 - A Epístola aos RomanosLição 01 - A Epístola aos Romanos
Lição 01 - A Epístola aos Romanos
Regio Davis
 
A Conversão de Paulo
A Conversão de PauloA Conversão de Paulo
Segundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futuros
Segundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futurosSegundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futuros
Segundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futuros
CeiClarencio
 
Evangeliza - Paulo de Tarso
Evangeliza - Paulo de TarsoEvangeliza - Paulo de Tarso
Evangeliza - Paulo de Tarso
Antonino Silva
 
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o EspiritismoAs Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
Antonino Silva
 
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de JesusEADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Decisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferençaDecisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferença
Eid Marques
 

Destaque (20)

Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém
Tudo me é lícito, mas nem tudo me convémTudo me é lícito, mas nem tudo me convém
Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém
 
Paulo vida e_obra
Paulo vida e_obraPaulo vida e_obra
Paulo vida e_obra
 
Palestra 17 paulo e estevão
Palestra 17 paulo   e   estevãoPalestra 17 paulo   e   estevão
Palestra 17 paulo e estevão
 
“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”
“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”
“Tudo é lícito, mas nem tudo convém”
 
Aula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convem
Aula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convemAula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convem
Aula M2 - (19/04/12) - Tudo me é lícito, mas nem tudo me convem
 
Paulo Apostolo de Cristo Jesus
Paulo  Apostolo de Cristo JesusPaulo  Apostolo de Cristo Jesus
Paulo Apostolo de Cristo Jesus
 
Senhor que queres que eu faça?
Senhor que queres que eu faça?Senhor que queres que eu faça?
Senhor que queres que eu faça?
 
Escolhas e Atitudes
Escolhas e AtitudesEscolhas e Atitudes
Escolhas e Atitudes
 
A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO
A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO
A CONVERSÃO DE PAULO DE TARSO
 
Lei Do Retorno
Lei Do RetornoLei Do Retorno
Lei Do Retorno
 
Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014
Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014
Sexualidade à luz do Espiritismo_30ago2014
 
137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7
137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7
137 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_romanos-parte_7
 
Charles ferguson ball a vida e os tempos do apóstolo paulo
Charles ferguson ball   a vida e os tempos do apóstolo pauloCharles ferguson ball   a vida e os tempos do apóstolo paulo
Charles ferguson ball a vida e os tempos do apóstolo paulo
 
Lição 01 - A Epístola aos Romanos
Lição 01 - A Epístola aos RomanosLição 01 - A Epístola aos Romanos
Lição 01 - A Epístola aos Romanos
 
A Conversão de Paulo
A Conversão de PauloA Conversão de Paulo
A Conversão de Paulo
 
Segundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futuros
Segundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futurosSegundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futuros
Segundo Módulo - Aula 15 - Penas e gozos futuros
 
Evangeliza - Paulo de Tarso
Evangeliza - Paulo de TarsoEvangeliza - Paulo de Tarso
Evangeliza - Paulo de Tarso
 
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o EspiritismoAs Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
 
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de JesusEADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
EADE - O Calvário, a Crucificação e a Ressureição de Jesus
 
Decisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferençaDecisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferença
 

Semelhante a Os Tudo De Paulo De Tarso

FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida CristãFOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
ibmalphaville
 
Reconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.pptReconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.ppt
Vanda Machado
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Paulo De Tarso Fernandes
 
melhor-de-Deus
  melhor-de-Deus  melhor-de-Deus
melhor-de-Deus
antonio ferreira
 
13385265 melhor-de-deus
13385265 melhor-de-deus13385265 melhor-de-deus
13385265 melhor-de-deus
antonio ferreira
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
Antonio Ferreira
 
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
Antonio Ferreira
 
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
Antonio Ferreira
 
Primeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDFPrimeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDF
Lucas Martins
 
51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros
pohlos
 
Folheto Cristão
Folheto CristãoFolheto Cristão
Folheto Cristão
ibramada
 
Apostila discipulado
Apostila discipuladoApostila discipulado
Apostila discipulado
Adriana Ferreira
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdfAs 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdf
Freekidstories
 
Desenvolvendo a auto aceitação
Desenvolvendo a auto aceitaçãoDesenvolvendo a auto aceitação
Desenvolvendo a auto aceitação
Marcio Duarte
 
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
INOVAR CLUB
 
12 mentiras
12 mentiras12 mentiras
Treinamento PPT
Treinamento PPTTreinamento PPT
Treinamento PPT
Daniel LKTS
 
Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa
Mas não é assim o dom gratuito como a ofensaMas não é assim o dom gratuito como a ofensa
Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa
antonio ferreira
 
Aconselhados por deus lição 3
Aconselhados por deus   lição 3Aconselhados por deus   lição 3
Aconselhados por deus lição 3
Silvana Mara
 

Semelhante a Os Tudo De Paulo De Tarso (20)

FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida CristãFOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
 
Reconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.pptReconhece cristao l.ppt
Reconhece cristao l.ppt
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
 
melhor-de-Deus
  melhor-de-Deus  melhor-de-Deus
melhor-de-Deus
 
13385265 melhor-de-deus
13385265 melhor-de-deus13385265 melhor-de-deus
13385265 melhor-de-deus
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx
 
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
 
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
 
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
7681835 voce-pode-ter-o-melhor-das-bencaos-de-deus
 
Primeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDFPrimeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDF
 
51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros51. devemos amar uns aos outros
51. devemos amar uns aos outros
 
Folheto Cristão
Folheto CristãoFolheto Cristão
Folheto Cristão
 
Apostila discipulado
Apostila discipuladoApostila discipulado
Apostila discipulado
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdfAs 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 10 - Testificação.pdf
 
Desenvolvendo a auto aceitação
Desenvolvendo a auto aceitaçãoDesenvolvendo a auto aceitação
Desenvolvendo a auto aceitação
 
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
7 biblia do_discipulado_-_galatas_e_efesios
 
12 mentiras
12 mentiras12 mentiras
12 mentiras
 
Treinamento PPT
Treinamento PPTTreinamento PPT
Treinamento PPT
 
Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa
Mas não é assim o dom gratuito como a ofensaMas não é assim o dom gratuito como a ofensa
Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa
 
Aconselhados por deus lição 3
Aconselhados por deus   lição 3Aconselhados por deus   lição 3
Aconselhados por deus lição 3
 

Mais de Grupo Espírita Cristão

Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Grupo Espírita Cristão
 
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do CorpoSeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
Grupo Espírita Cristão
 
Retribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O BemRetribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O Bem
Grupo Espírita Cristão
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
Grupo Espírita Cristão
 
Finalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãOFinalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
Fraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E EcumenismoFraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E Ecumenismo
Grupo Espírita Cristão
 
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
Grupo Espírita Cristão
 
Ante Os Pequeninos
Ante Os PequeninosAnte Os Pequeninos
Ante Os Pequeninos
Grupo Espírita Cristão
 
A BençãO Do Trabalho
A BençãO Do TrabalhoA BençãO Do Trabalho
A BençãO Do Trabalho
Grupo Espírita Cristão
 
A AçãO Da Amizade
A AçãO Da AmizadeA AçãO Da Amizade
A AçãO Da Amizade
Grupo Espírita Cristão
 
A Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas VirtudesA Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas Virtudes
Grupo Espírita Cristão
 
Anjos E DemôNios
Anjos E DemôNiosAnjos E DemôNios
Anjos E DemôNios
Grupo Espírita Cristão
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
Grupo Espírita Cristão
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Um Grande Homem
Um Grande HomemUm Grande Homem
Um Grande Homem
Grupo Espírita Cristão
 
Senhor
SenhorSenhor
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
Grupo Espírita Cristão
 
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
O  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R OO  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R O
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
Grupo Espírita Cristão
 

Mais de Grupo Espírita Cristão (20)

Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
 
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do CorpoSeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
 
Retribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O BemRetribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O Bem
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
 
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
 
Finalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãOFinalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãO
 
Fraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E EcumenismoFraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E Ecumenismo
 
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
 
Ante Os Pequeninos
Ante Os PequeninosAnte Os Pequeninos
Ante Os Pequeninos
 
A BençãO Do Trabalho
A BençãO Do TrabalhoA BençãO Do Trabalho
A BençãO Do Trabalho
 
A AçãO Da Amizade
A AçãO Da AmizadeA AçãO Da Amizade
A AçãO Da Amizade
 
A Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas VirtudesA Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas Virtudes
 
Anjos E DemôNios
Anjos E DemôNiosAnjos E DemôNios
Anjos E DemôNios
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
Um Grande Homem
Um Grande HomemUm Grande Homem
Um Grande Homem
 
Senhor
SenhorSenhor
Senhor
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
 
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
O  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R OO  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R O
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
 

Último

2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 

Último (20)

2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 

Os Tudo De Paulo De Tarso

  • 1. OS “TUDO” DE PAULO DE TARSO
  • 2. A contribuição de outros personagens desta história real, vem confirmar a necessidade e a universalidade da lei de cooperação. E, para verificar a amplitude desse conceito, recordemos que Jesus, cuja misericórdia e poder abrangiam tudo, procurou a companhia de doze auxiliares a fim de empreender a renovação do mundo. Aliás, sem, cooperação, não poderia existir amor; e o amor é a força de Deus, que equilibra o Universo. Oferecendo pois, este humilde trabalho aos nossos irmãos da Terra, formulamos votos para que o exemplo do Grande Convertido, se faça mais claro em nossos corações, afim de que cada discípulo, possa entender quanto lhe compete trabalhar e sofrer, por amor a Jesus Cristo. EMMANUEL 8-7- 1941
  • 3.             Saulo adquiriu todo o estilo do perfeito fariseu apegado a lei e a tradição. Rígido e cheio de zelo.            Tomado de feroz ódio contra Jesus e seus seguidores, pois considerava-os blasfemadores.            Em sua fisionomia cheia de virilidade e máscula beleza, os traços israelitas, fixavam-se particularmente nos olhos profundos próprios dos temperamentos apaixonados e indomáveis, ricos de agudeza e resolução.
  • 4.  
  • 5. Saulo consolando Abigail dizia-lhe: Dar-te-ei meu coração dedicado e sincero. Abigail, meu espírito estava possuído somente do amor à Lei e a meus Pais. Minha mocidade tem sido inquieta, mas pura.            Não te oferecerei um coração sem perfume. Desde os primeiros dias de minha juventude, conheci companheiros que me convidaram a lhes seguir os passos incertos na embriaguez dos sentidos, precursora da morte de nossas preocupações mais nobres neste mundo. Nunca traí o ideal Divino que me vibra na alma.
  • 6.  
  • 7.  
  • 8.    _Saulo!... Saulo!.... porque me persegues?            _Quem sois vós Senhor?            _Eu sou Jesus!... Não recalcitres contra os aguilhões.            Saulo compreendeu e chorou.            Sim, ele era a ovelha perdida, Jesus era o Pastor amigo que carinhosamente procurava salvá-lo.            _Senhor!... Que quereis que eu faça?
  • 9.      A conselho de Ananias, procurou o deserto para meditar, porque tudo o que é de Deus, reclama grande paz e profunda compreensão. Além do mais há ainda a necessidade do sofrimento. Só a dor, nos ensina a sermos humanos. É preciso morrer para o mundo, para que o Cristo viva em nós.....
  • 10.   Todo esforço na tarefa Cristã não poderá ser esquecido. Mas a iluminação do Espírito, deve estar em primeiro lugar. Porque se o homem trouxer o Cristo no coração, o quadro das necessidades, será modificado. Então restringir o Evangelho a Jerusalém, é condená-lo à extinção.
  • 11.  
  • 12. Conhecendo que o Discípulo terá de experimentar as sensações da "Porta Estreita" nunca se deixou empolgar pelo desânimo. Paulo escreveu então aos Corintios. “ Somos todos do Cristo e o Cristo é de Deus. Por isso, permaneceis todos unidos na CARIDADE.”
  • 13.  
  • 14.  
  • 15. TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE PAULO SABIA QUE SEM O CRISTO NÃO PODIA FAZER NADA; ELE TE FORTALECE PARA VOCÊ CARREGAR AS PROVAS E FAZER O CERTO; E VOCÊ FAZER O CERTO É DEIXAR MANIFESTAR O POTENCIAL DIVINO QUE EXISTE EM VOCÊ.
  • 16. Efésios 5:20 Em TUDO dai graças a Deus em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Como dar graças até pelas desgraças ? O problema, via de regra, é um desafio que você veio a esta vida para enfrentar. E se você for capaz de enfrentá-lo adequadamente, você desenvolverá qualidades que esse desafio se propôs a desenvolver em você.
  • 17. O PROBLEMA É UM DESAFIO ; O DESAFIO É UMA OPORTUNIDADE DE DESENVOLVIMENTO; QUE VAI SE CONFIGURAR NUMA BÊNÇÃO. EX: ALGUÉM VAI NA ACADEMIA PROCURAR UMA REDE PARA DESCANSAR ? NÃO. VAI PAGAR PARA MALHAR, SUAR, SE CANSAR PARA BUSCAR BEM-ESTAR FÍSICO, AUMENTAR A AUTO-ESTIMA E, POR CONSEQUÊNCIA, BEM ESTAR ESPIRITUAL. NA VIDA É DIFERENTE, QUANDO ELA EXIGE DE VOCÊ UM POUCO MAIS DE MALHAÇÃO, VOCÊ SE QUEIXA COMO UMA PESSOA MIMADA E NÃO QUER FAZER NA VIDA O QUE SE PROPÔS ANTES DE REENCARNAR.
  • 18. Romanos 8:28 Tudo concorre para o bem daqueles que amam ao Senhor; Como acreditar que uma doença como o câncer concorre para o bem de alguém? Via de regra para limpar o perispírito temos 2 saídas: Tudo que plantares serás obrigado a colher; O amor cobre a multidão dos pecados.
  • 19. 1° Corintios 2, 14 e 15 O homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, mas o homem que é espiritual discerne bem TUDO, pois temos a mente do Cristo. Paulo dizia também : “Já não sou mais eu que vivo, mas o Cristo que vive em mim. “ Não vos conformeis com o Mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento.” ex: parábola dos talentos
  • 20. 1°Corintios 3: 21 e 23 Ninguém se glorie nos homens sábios, porque TUDO é vosso; seja o Mundo, ou a vida, ou a morte; TUDO é vosso e vós de Cristo, e Cristo de Deus. OBS: nada nos pertence.
  • 21. 1°Corintios 6:12 Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém. Ensinando assim a combater as imoralidades sexuais, porque quem se une ao Senhor é uno com Ele. OBS: Corintios era a cidade mundial da prostituição e nesta ele escreveu o poema mais lindo sobre o amor.
  • 22. 1°Corintios 9: 22 e 23 Fiz-me fraco para os fracos, fiz-me TUDO para todos e por todos os meios chegar a salvar alguns. Ora, TUDO faço por causa do Evangelho, para dele tornar-me co-participante.
  • 23. 1°Corintios 10:31 Fazei TUDO para a Glória de Deus
  • 24. 1°Corintios 13:7 O amor TUDO sofre; O amor TUDO crê; O amor TUDO espera; O amor TUDO Suporta. A poda de uma planta traz dor a ela, mas se bem feita, vai fazê-la produzir muito mais e fortalecê-la.
  • 25. 2°Corintios 4:15 Pois TUDO é por amor de vós, para que a graça multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para a glória de Deus. OBS de josé carlos de Lucca- “Deus não faz nada por nós, mas sim através de nós”
  • 26. Gálatas 6:7 Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer, pois TUDO o que o homem semear, isso também ceifará.
  • 27. Filipenses 4: 6 a 8 Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes, em TUDO sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração com ações de graças.
  • 28. Continuação de Filipenses A Paz de Deus excede todo entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Jesus. Quanto ao mais irmãos, TUDO o que é verdadeiro TUDO o que é honesto TUDO o que é justo TUDO o que é puro TUDO o que é amável TUDO o que é de boa fama Se há alguma virtude e algum louvor, nisso pensai e praticai e o Deus de Paz será convosco. Ex: funcionária que não mentiu, Mesmo sendo obrigada pelo patrão.
  • 29. Colossenses 3:23 Tudo quanto fizerdes, fazei-o como se fosse para o Senhor e não aos homens. Porque na verdade não estamos aqui para fazer nada por nós e sim para o Criador, pq. fazendo p/ o Criador se faz p/ o Universo e por você mesmo, por isso amar a Deus sobre todas as coisas.
  • 30. 1°Tessalonicenses 5:21 Ponde TUDO à prova, mas retém o que é bom. OBS: Não é ter curiosidade com o mal e experimentá-lo, mas sim observar se todos os espíritos são de Deus.
  • 31. 2° Timóteo 2: 9 e 10 Fui preso como malfeitor, mas a palavra de Deus não está presa; Por isso, TUDO suporto por amor dos eleitos…
  • 32. Tito 2:7 Para que a palavra de Deus não seja blasfemada, em TUDO dê o exemplo com boas obras.
  • 33. Se você Espírita tem experimentado, na sua vida pessoal naufrágios, apedrejamentos e golpes diversos; não deixe de conhecer a vida de Paulo de Tarso, pois nela Jesus nos ensinou a sabedoria da Paz interior e da comunhão de seu amor, mostrando-nos que…. TUDO É POSSÍVEL.