SlideShare uma empresa Scribd logo
PAULO FREIRE
Paulo Freire Paulo Reglus Neves  Freire, nasceu no dia 19  de setembro de 1921, no  Recife,  Pernambuco,  uma  das  regiões  mais pobres do país, onde logo  cedo pôde  experimentar as  dificuldades  de  sobrevivência  das  classes  populares.  Trabalhou inicialmente no  SESI (Serviço Social da Indústria) e no Serviço de Extensão Cultural da Universidade do Recife.  Ele foi quase tudo o que deve ser como educador, de professor de escola a criador de idéias e "métodos". Sua filosofia educacional expressou-se primeiramente em 1958 na sua tese de concurso para a universidade do Recife, e, mais tarde, como professor de História e Filosofia da Educação daquela Universidade, bem como em suas primeiras experiências de alfabetização.  A coragem de pôr em prática um autêntico trabalho de educação que identifica a alfabetização com um processo de conscientização, capacitando o oprimido tanto para a aquisição dos instrumentos de leitura e escrita quanto para a sua libertação fez dele um dos primeiros brasileiros a serem exilados.
Paulo Freire  aplicou publicamente seu método, pela primeira vez no Centro de Cultura Dona Olegarinha, um Círculo de Cultura do Movimento de Cultura Popular (Recife). João Goulart, presidente na época, convidou Paulo Freire para organizar uma campanha nacional de Alfabetização, com o golpe de 64 toda essa mobilização social foi reprimida e Paulo Freire foi considerado subversivo, foi preso e depois exilado. Assim, como o seu grande projeto, substituído pelo MOBRAL.
Etapas do método 1- Etapa da Investigação –  busca conjunta entre professor e aluno das palavras e temas mais significativos da vida do aluno, dentro de seu universo vocabular e da comunidade onde ele vive.  2- Etapa de Tematização –  momento da tomada de consciência  do mundo, através dos significados sociais dos temas e palavras.  3- Etapa de Problematização –  etapa em que o professor  desafia e inspira o aluno a superar a visão mágica e acrítica  do mundo, para uma postura conscientizada.
O MÉTODO As palavras geradoras –  de acordo com a realidade em que os alunos estão inseridos, de acordo com o seu universo vocabular, podendo variar de 18 a 23 palavras. Sendo apresentadas por cartazes com imagens.  Silabação –  cada palavra geradora passa a ser estudada através da divisão silábica. Cada sílaba se desdobra.  As palavras novas –  do desdobramento se forma palavras novas.  A conscientização –  Paulo Freire acredita que alfabetizar um adulto é promover a conscientização, e compreensão e conhecimento da realidade social, e não apenas um processo de codificação e decodificação.
PAULO FREIRE Algumas palavras do nosso mestre Paulo  Freire para analisar alguns aspectos  sobre  o  ser  professor,  a escola,  o  projeto  pedagógico  e os  papéis  e espaços do professor e da escola na sociedade.
Para a Escola Cidadã que, segundo Paulo Freire, é  aquela que se assume como um centro de direitos e de deveres (...) que viabiliza a  cidadania  de quem está nela e de quem vem a ela (...) que se exercita na construção da cidadania de quem usa o seu espaço. Que é coerente com a liberdade, com o seu discurso formador, libertador. (...) que, brigando para ser ela mesma, luta para que os educandos-educadores também sejam eles mesmos. E, como ninguém pode ser só, é uma  escola de comunidade , de companheirismo (...) de produção comum do saber e da  liberdade  (...) que não pode ser jamais licenciosa nem jamais autoritária. É uma escola que vive a experiência tensa da democracia (GADOTTI e ROMÃO, 1997: Quarta capa)
A Leitura do Mundo educa nossos olhos a ver  além   das cadeiras   e   carteiras , educando a sensibilidade, a “curiosidade epistemológica”, as emoções, a intuição.  Nenhuma formação docente verdadeira pode fazer-se alheada, de um lado, do exercício da criticidade que implica a  promoção   da   curiosidade   ingênua   à   curiosidade epistemológica , e de outro, sem o reconhecimento do valor das emoções, da sensibilidade, da  afetividade , da intuição ou adivinhação. Conhecer não é, de fato, adivinhar, mas tem algo que ver, de vez em quando, com adivinhar, com intuir. O importante, não resta dúvida, é não pararmos satisfeitos ao nível das intuições, mas submetê-las à análise metodicamente rigorosa de nossa curiosidade epistemológica. Não é possível também formação docente indiferente à boniteza e à decência que estar no mundo, com o mundo e com os outros, substantivamente, exige de nós. Não há prática docente verdadeira que não seja ela mesma um ensaio estético e ético (FREIRE, 1997:51).
"A prática político-pedagógica dos educadores progressistas ocorre numa sociedade desafiada pela globalização da economia, pela fome, pela pobreza, pela tradicionalidade, pela modernidade e até pós-modernidade, pelo  autoritarismo, pela  democracia,  pela  violência,  pela impunidade pelo cinismo, pela apatia, pela desesperança, mas também pela esperança." Paulo Freire
Com todas as idéias, de Freire que influenciaram o pensamento pedagógico, cabe a nos educadores refletir sobre essas expectativas reformulando e adaptando ao contexto da nossa comunidade escolar.  A pós-modernidade e a fragmentação social são vetores que constituem uma das nossa problemáticas atuais. Vamos refletir sobre  o nosso contexto e assim como Freire estaremos contribuindo para o desenvolvimento da Pedagogia.
OBRIGADO A TODOS POR EXCELENTE MOMENTOS!!  2006 foi um ano de conquista para todos e que 2007 o sucesso continue radiante! Glauber Henrique de Moraes  Licenciado em Geografia e acadêmico do curso de Pedagogia da UFRGS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Eja metodologia políticas públicas de eja
Eja   metodologia políticas públicas de ejaEja   metodologia políticas públicas de eja
Eja metodologia políticas públicas de eja
Paulo Sérgio
 
Slide tendências pedagógicas
Slide   tendências pedagógicasSlide   tendências pedagógicas
Slide tendências pedagógicas
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
NASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULO
NASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULONASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULO
NASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULO
Sandra Lourenco
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
Ulisses Vakirtzis
 
Histórico da EJA
Histórico da EJAHistórico da EJA
Histórico da EJA
Camila Silva
 
Paulo freire
Paulo freire Paulo freire
Paulo freire
pibidsociais
 
A Escola Nova
A Escola Nova A Escola Nova
A Escola Nova
Hudson Frota
 
Paulo freire ppt
Paulo freire pptPaulo freire ppt
Paulo freire ppt
sandrinavalente
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
Gustavo Braga
 
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
 Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
Danilo Ladeia
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
Elizangela Quintela Miranda Costa
 
Como surgiu a didática
Como surgiu a didáticaComo surgiu a didática
Como surgiu a didática
Karina Mareci
 
TENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR
TENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLARTENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR
TENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR
Andrea Maria de Jesus
 
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline VenturaEducação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 
Tendência progressista libertária
Tendência progressista libertáriaTendência progressista libertária
Tendência progressista libertária
GoretteFonseca2
 
Formação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercícioFormação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercício
Shirley Lauria
 
Projeto político pedagógico da escola slide 1
Projeto político pedagógico da escola slide 1Projeto político pedagógico da escola slide 1
Projeto político pedagógico da escola slide 1
Kaio Maluf
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
Cléo Lima
 
Eja
EjaEja
A função Social da Escola
A função Social da EscolaA função Social da Escola
A função Social da Escola
nadjelena
 

Mais procurados (20)

Eja metodologia políticas públicas de eja
Eja   metodologia políticas públicas de ejaEja   metodologia políticas públicas de eja
Eja metodologia políticas públicas de eja
 
Slide tendências pedagógicas
Slide   tendências pedagógicasSlide   tendências pedagógicas
Slide tendências pedagógicas
 
NASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULO
NASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULONASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULO
NASCEM OS ESTUDOS SOBRE O CURRÍCULO
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
 
Histórico da EJA
Histórico da EJAHistórico da EJA
Histórico da EJA
 
Paulo freire
Paulo freire Paulo freire
Paulo freire
 
A Escola Nova
A Escola Nova A Escola Nova
A Escola Nova
 
Paulo freire ppt
Paulo freire pptPaulo freire ppt
Paulo freire ppt
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
 
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
 Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
 
Como surgiu a didática
Como surgiu a didáticaComo surgiu a didática
Como surgiu a didática
 
TENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR
TENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLARTENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR
TENDÊNCIAS PEDAGOGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR
 
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline VenturaEducação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
 
Tendência progressista libertária
Tendência progressista libertáriaTendência progressista libertária
Tendência progressista libertária
 
Formação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercícioFormação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercício
 
Projeto político pedagógico da escola slide 1
Projeto político pedagógico da escola slide 1Projeto político pedagógico da escola slide 1
Projeto político pedagógico da escola slide 1
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
 
Eja
EjaEja
Eja
 
A função Social da Escola
A função Social da EscolaA função Social da Escola
A função Social da Escola
 

Destaque

Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
Sandra Maria Straube
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
elianinha
 
Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos
Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos
Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos
Kivya Damasceno
 
Paulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantesPaulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantes
Ana Jorge
 
Filosofo Paulo Freire
Filosofo Paulo FreireFilosofo Paulo Freire
Filosofo Paulo Freire
magdasimone
 
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo FreireTemas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Liany Avila
 
Método
 Método Método
Método
Fatinha Bretas
 
Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01
Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01
Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01
Silvânia Silveira
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
Eloiza Moura
 
The Moderization Perspective
The Moderization PerspectiveThe Moderization Perspective
The Moderization Perspective
Stephanie Dongon
 
Freinet
Freinet Freinet
Trab paulo freire
Trab paulo freireTrab paulo freire
Trab paulo freire
Felipe Mago
 
Paulo Freire Powerpoint Presentation
Paulo Freire Powerpoint PresentationPaulo Freire Powerpoint Presentation
Paulo Freire Powerpoint Presentation
guest490138
 
The New Modernization Perspective
The New Modernization PerspectiveThe New Modernization Perspective
The New Modernization Perspective
Stephanie Dongon
 
AULA FREINET
AULA FREINETAULA FREINET
AULA FREINET
duducanti
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Compartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freireCompartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freire
Noemi da silva
 
metodos da alfabetização
metodos da alfabetizaçãometodos da alfabetização
metodos da alfabetização
clayton Clayton
 
Paulo Freire - review
Paulo Freire - reviewPaulo Freire - review
Paulo Freire - review
Edward.Said
 
Paulo freire slide 4
Paulo freire   slide 4Paulo freire   slide 4
Paulo freire slide 4
semnazarenovirtual
 

Destaque (20)

Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
 
Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos
Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos
Método de Alfabetização Paulo Freire - Angicos
 
Paulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantesPaulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantes
 
Filosofo Paulo Freire
Filosofo Paulo FreireFilosofo Paulo Freire
Filosofo Paulo Freire
 
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo FreireTemas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
 
Método
 Método Método
Método
 
Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01
Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01
Ritinhabonitinha 121213135023-phpapp01
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
 
The Moderization Perspective
The Moderization PerspectiveThe Moderization Perspective
The Moderization Perspective
 
Freinet
Freinet Freinet
Freinet
 
Trab paulo freire
Trab paulo freireTrab paulo freire
Trab paulo freire
 
Paulo Freire Powerpoint Presentation
Paulo Freire Powerpoint PresentationPaulo Freire Powerpoint Presentation
Paulo Freire Powerpoint Presentation
 
The New Modernization Perspective
The New Modernization PerspectiveThe New Modernization Perspective
The New Modernization Perspective
 
AULA FREINET
AULA FREINETAULA FREINET
AULA FREINET
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
 
Compartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freireCompartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freire
 
metodos da alfabetização
metodos da alfabetizaçãometodos da alfabetização
metodos da alfabetização
 
Paulo Freire - review
Paulo Freire - reviewPaulo Freire - review
Paulo Freire - review
 
Paulo freire slide 4
Paulo freire   slide 4Paulo freire   slide 4
Paulo freire slide 4
 

Semelhante a Paulo Freire

Paulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didáticaPaulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didática
andreapaula2014
 
Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna
Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna
Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna
IsabellaKiffer
 
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.pptMaria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
CliderleneSousa
 
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Gilvana Santos Sena
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
Ailton Adriano
 
Paulo freire e a escola da ponte
Paulo freire e a escola da pontePaulo freire e a escola da ponte
Paulo freire e a escola da ponte
Priscila Aristimunha
 
Paulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompleto
Paulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompletoPaulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompleto
Paulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompleto
Maria do Carmo Assis CVB
 
AD1 Didática
AD1 DidáticaAD1 Didática
AD1 Didática
Pauline Araújo
 
Paulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distânciaPaulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distância
Margareth Desmarais
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
Fabio Delano
 
Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332
Priscila Aristimunha
 
Conceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no BrasilConceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no Brasil
Livia Rodrigues
 
29039 tendências pedagógicas
29039 tendências pedagógicas29039 tendências pedagógicas
29039 tendências pedagógicas
Mimos Artesanais
 
Tendências pedagógicas texto
Tendências pedagógicas   textoTendências pedagógicas   texto
Tendências pedagógicas texto
diegocn
 
Resumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografiaResumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografia
Novautos Noticias
 
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptxUENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
FernandaLima290989
 
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
GluciaGarciaDaSilva
 
41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital
41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital
41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital
Kualo Kala
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
drycaaa
 
Conhecendo paulo freire uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...
Conhecendo paulo freire   uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...Conhecendo paulo freire   uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...
Conhecendo paulo freire uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...
Priscila Aristimunha
 

Semelhante a Paulo Freire (20)

Paulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didáticaPaulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didática
 
Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna
Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna
Isabella Kiffer Xavier - Didatica - Itaperuna
 
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.pptMaria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
 
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
 
Paulo freire e a escola da ponte
Paulo freire e a escola da pontePaulo freire e a escola da ponte
Paulo freire e a escola da ponte
 
Paulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompleto
Paulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompletoPaulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompleto
Paulo freire-pedagogia-do-oprimido-doc-livrocompleto
 
AD1 Didática
AD1 DidáticaAD1 Didática
AD1 Didática
 
Paulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distânciaPaulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distância
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
 
Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332
 
Conceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no BrasilConceituação da Educação Popular no Brasil
Conceituação da Educação Popular no Brasil
 
29039 tendências pedagógicas
29039 tendências pedagógicas29039 tendências pedagógicas
29039 tendências pedagógicas
 
Tendências pedagógicas texto
Tendências pedagógicas   textoTendências pedagógicas   texto
Tendências pedagógicas texto
 
Resumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografiaResumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografia
 
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptxUENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
 
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
 
41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital
41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital
41915 teoricos paulo_freire_e_freinet_ana_vital
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
 
Conhecendo paulo freire uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...
Conhecendo paulo freire   uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...Conhecendo paulo freire   uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...
Conhecendo paulo freire uma introdução à vida e à obra do patrono da educaç...
 

Mais de Glauber Moraes

Blogs_colaborativos_no_ensino_de_geografia
Blogs_colaborativos_no_ensino_de_geografiaBlogs_colaborativos_no_ensino_de_geografia
Blogs_colaborativos_no_ensino_de_geografia
Glauber Moraes
 
Apresentacaocongresso2012 emef drglenioperes
Apresentacaocongresso2012 emef drglenioperesApresentacaocongresso2012 emef drglenioperes
Apresentacaocongresso2012 emef drglenioperes
Glauber Moraes
 
Tribo 2009 Glenioperes
Tribo 2009 GlenioperesTribo 2009 Glenioperes
Tribo 2009 Glenioperes
Glauber Moraes
 
GráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais E
GráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais EGráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais E
GráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais E
Glauber Moraes
 
Portfolioeixo3 Glauberhenriquedemoraes
Portfolioeixo3 GlauberhenriquedemoraesPortfolioeixo3 Glauberhenriquedemoraes
Portfolioeixo3 Glauberhenriquedemoraes
Glauber Moraes
 
GlobalizaçãO
GlobalizaçãOGlobalizaçãO
GlobalizaçãO
Glauber Moraes
 

Mais de Glauber Moraes (6)

Blogs_colaborativos_no_ensino_de_geografia
Blogs_colaborativos_no_ensino_de_geografiaBlogs_colaborativos_no_ensino_de_geografia
Blogs_colaborativos_no_ensino_de_geografia
 
Apresentacaocongresso2012 emef drglenioperes
Apresentacaocongresso2012 emef drglenioperesApresentacaocongresso2012 emef drglenioperes
Apresentacaocongresso2012 emef drglenioperes
 
Tribo 2009 Glenioperes
Tribo 2009 GlenioperesTribo 2009 Glenioperes
Tribo 2009 Glenioperes
 
GráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais E
GráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais EGráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais E
GráFicos Das Entrevistas Realizadas Com Os Pais E
 
Portfolioeixo3 Glauberhenriquedemoraes
Portfolioeixo3 GlauberhenriquedemoraesPortfolioeixo3 Glauberhenriquedemoraes
Portfolioeixo3 Glauberhenriquedemoraes
 
GlobalizaçãO
GlobalizaçãOGlobalizaçãO
GlobalizaçãO
 

Paulo Freire

  • 2. Paulo Freire Paulo Reglus Neves Freire, nasceu no dia 19 de setembro de 1921, no Recife, Pernambuco, uma das regiões mais pobres do país, onde logo cedo pôde experimentar as dificuldades de sobrevivência das classes populares. Trabalhou inicialmente no SESI (Serviço Social da Indústria) e no Serviço de Extensão Cultural da Universidade do Recife. Ele foi quase tudo o que deve ser como educador, de professor de escola a criador de idéias e "métodos". Sua filosofia educacional expressou-se primeiramente em 1958 na sua tese de concurso para a universidade do Recife, e, mais tarde, como professor de História e Filosofia da Educação daquela Universidade, bem como em suas primeiras experiências de alfabetização. A coragem de pôr em prática um autêntico trabalho de educação que identifica a alfabetização com um processo de conscientização, capacitando o oprimido tanto para a aquisição dos instrumentos de leitura e escrita quanto para a sua libertação fez dele um dos primeiros brasileiros a serem exilados.
  • 3. Paulo Freire aplicou publicamente seu método, pela primeira vez no Centro de Cultura Dona Olegarinha, um Círculo de Cultura do Movimento de Cultura Popular (Recife). João Goulart, presidente na época, convidou Paulo Freire para organizar uma campanha nacional de Alfabetização, com o golpe de 64 toda essa mobilização social foi reprimida e Paulo Freire foi considerado subversivo, foi preso e depois exilado. Assim, como o seu grande projeto, substituído pelo MOBRAL.
  • 4. Etapas do método 1- Etapa da Investigação – busca conjunta entre professor e aluno das palavras e temas mais significativos da vida do aluno, dentro de seu universo vocabular e da comunidade onde ele vive. 2- Etapa de Tematização – momento da tomada de consciência do mundo, através dos significados sociais dos temas e palavras. 3- Etapa de Problematização – etapa em que o professor desafia e inspira o aluno a superar a visão mágica e acrítica do mundo, para uma postura conscientizada.
  • 5. O MÉTODO As palavras geradoras – de acordo com a realidade em que os alunos estão inseridos, de acordo com o seu universo vocabular, podendo variar de 18 a 23 palavras. Sendo apresentadas por cartazes com imagens. Silabação – cada palavra geradora passa a ser estudada através da divisão silábica. Cada sílaba se desdobra. As palavras novas – do desdobramento se forma palavras novas. A conscientização – Paulo Freire acredita que alfabetizar um adulto é promover a conscientização, e compreensão e conhecimento da realidade social, e não apenas um processo de codificação e decodificação.
  • 6. PAULO FREIRE Algumas palavras do nosso mestre Paulo Freire para analisar alguns aspectos sobre o ser professor, a escola, o projeto pedagógico e os papéis e espaços do professor e da escola na sociedade.
  • 7. Para a Escola Cidadã que, segundo Paulo Freire, é aquela que se assume como um centro de direitos e de deveres (...) que viabiliza a cidadania de quem está nela e de quem vem a ela (...) que se exercita na construção da cidadania de quem usa o seu espaço. Que é coerente com a liberdade, com o seu discurso formador, libertador. (...) que, brigando para ser ela mesma, luta para que os educandos-educadores também sejam eles mesmos. E, como ninguém pode ser só, é uma escola de comunidade , de companheirismo (...) de produção comum do saber e da liberdade (...) que não pode ser jamais licenciosa nem jamais autoritária. É uma escola que vive a experiência tensa da democracia (GADOTTI e ROMÃO, 1997: Quarta capa)
  • 8. A Leitura do Mundo educa nossos olhos a ver além das cadeiras e carteiras , educando a sensibilidade, a “curiosidade epistemológica”, as emoções, a intuição. Nenhuma formação docente verdadeira pode fazer-se alheada, de um lado, do exercício da criticidade que implica a promoção da curiosidade ingênua à curiosidade epistemológica , e de outro, sem o reconhecimento do valor das emoções, da sensibilidade, da afetividade , da intuição ou adivinhação. Conhecer não é, de fato, adivinhar, mas tem algo que ver, de vez em quando, com adivinhar, com intuir. O importante, não resta dúvida, é não pararmos satisfeitos ao nível das intuições, mas submetê-las à análise metodicamente rigorosa de nossa curiosidade epistemológica. Não é possível também formação docente indiferente à boniteza e à decência que estar no mundo, com o mundo e com os outros, substantivamente, exige de nós. Não há prática docente verdadeira que não seja ela mesma um ensaio estético e ético (FREIRE, 1997:51).
  • 9. "A prática político-pedagógica dos educadores progressistas ocorre numa sociedade desafiada pela globalização da economia, pela fome, pela pobreza, pela tradicionalidade, pela modernidade e até pós-modernidade, pelo autoritarismo, pela democracia, pela violência, pela impunidade pelo cinismo, pela apatia, pela desesperança, mas também pela esperança." Paulo Freire
  • 10. Com todas as idéias, de Freire que influenciaram o pensamento pedagógico, cabe a nos educadores refletir sobre essas expectativas reformulando e adaptando ao contexto da nossa comunidade escolar. A pós-modernidade e a fragmentação social são vetores que constituem uma das nossa problemáticas atuais. Vamos refletir sobre o nosso contexto e assim como Freire estaremos contribuindo para o desenvolvimento da Pedagogia.
  • 11. OBRIGADO A TODOS POR EXCELENTE MOMENTOS!! 2006 foi um ano de conquista para todos e que 2007 o sucesso continue radiante! Glauber Henrique de Moraes Licenciado em Geografia e acadêmico do curso de Pedagogia da UFRGS