SlideShare uma empresa Scribd logo
5° Rodadas de Inovação. Salvador - Bahia




        www.ecosocial.com.br
Como transformar um problema da sociedade em
        uma oportunidade de negócio?
Como transformar um problema da sociedade em
    uma oportunidade de negócio social?
organização    viva


                         IDENTIDADE     Biografia
                                        Visão

Humano       EU                         Valores
                                        Missão
                                        Objetivos
                                        Metas
                                        Estratégias
            Corpo                       Atemporal
Reino     Emocional
Animal     Anímico           RELAÇÕES     Pessoas
                                          Equipe
                                          Conflitos
                                          Liderança
                                          Decisão
                                          Cultura
           Corpo                          Clima
Reino                                     Atemporal
          Biológico
Vegetal                  PROCESSOS           Rotinas
            Vital                            Técnicas
                                             Profissões
                                             Operação e Sistemas
                                             Procedimentos
                                             Ritmo
 Reino      Corpo                            Tem lugar no tempo
                             RECURSOS
Mineral     Físico                               Infra-estrutura
                                                 Máquinas
                                                 Equipamentos
                                                 Dinheiro
                                                 Tem lugar no espaço
metamorfose                 das         organizações

                                     mundo das idéias &                          trajeto de um
                                        intenções                              “projeto social”

      fase auto-consciente                FOCO EM                  fase ideológica
                                        IDENTIDADE
        “Qual a contribuição e                                  “O que mudar no mundo e
      impacto do meu negócio no                              qual a melhor forma de fazê-lo?”
               mundo?”



          fase integrada                  FOCO EM                 fase mobilizadora
                                         RELAÇÕES
     “Como dar respostas rápidas e                             “Onde atuar concretamente e
        personalizadas para as                               quem se voluntaria nessa causa?”
      necessidades dos clientes?”



         fase estruturada                FOCO EM                   fase competente
                                        PROCESSOS              “Que projetos farão a mudança
     “Como dominar e controlar a
         grande máquina?”                                      acontecer e quais competências
                                                                        precisamos?”

                                         FOCO EM
                                         RECURSOS
          fase pioneira                                         fase auto-sustentável
     “Como sobreviver e crescer?”                              “Como nos sustentar e ampliar
                                                                 nosso impacto a partir do
                                                                 know-how desenvolvido?”


trajeto de uma
“empresa”
                                     mundo das ações e
                                        realizações
metamorfose                            do m e r c a d o e s o c i e d a d e

                                                                                               movimento do 3o setor
                                                                                                     “ONGs”

                                                 mundo das idéias & intenções




                                                              identidade
                                                                foco em
   impulso da                 “Como novas formas de fazer                                                                impulso das
                     1990




                                                                                                             1950
                                                                            “Qual modelo de estado e
auto-consciência e             negócios podem ajudar na
                                                                           sociedade queremos viver?”
                                                                                                                    ideologias e modelos
 sustentabilidade             sustentabilidade do planeta?”                                                             de sociedade




                                                              relações
                                                              foco em
   impulso da                 “Como integrar pessoas aos                   “Qual o real estado do mundo                 impulso das
                     1980




                                                                                                             1970
   motivação,               processos, gerando autonomia e                  atual e que políticas públicas           pesquisas, fóruns e




                                                              relaç
equipe e liderança          ampliando rapidez de entrega?”                     precisam ser criadas?”                 políticas públicas



                                                                                                                         impulso de


                                                              processos
                                                               foco em
    impulso da                                                              “Em quais projetos se podem
                                                                                                                      investimento em
                     1970




                                                                                                             1980
                             “Como fazer mais, com mais
  reengenharia,                                                            confiar recursos para mudança
                            qualidade, em menos tempo?”                     efetiva de realidades locais?”            projetos locais e
    downsizing                                                recursos
                                                                                                                      tecnologia social


                                                                                                                       impulso da
                                                              foco em




                                                                            “Quais as tecnologias sociais
   impulso da
                     1950




                                                                                                             1990
                               “Como transformar matéria
                             prima em produtos acabados?”
                                                                              auto-sutentáveis que irão             auto-consciência e
 industrialização                                                            criar uma nova realidade?”              sustentabilidade

                                                 mundo das ações e realizações

           movimento do 2o setor
               “empresas”
metamorfose                       das          gerações

         consciência            consciência                         consciência                    trabalho e
         do mercado             das organizações                    das gerações                   liderança




                                                                                                 líder servidor
                              foco em identidade                  geração Z ou M
           impulso da
1990




                                                                                                  consciência do
       auto-consciência e       “Qual a contribuição e           trabalho com significado
                                                                                                  parceiro, sócio,
        sustentabilidade          impacto da minha            liberdade, autonomia, doação
                                                                                                    associado,
                               organização no mundo?”          pequeno conectado em rede
                                                                                                     membro


                                foco em relações                      geração Y                 líder facilitador
          impulso da
1980




          motivação,          “Como integrar pessoas aos            qualidade de vida
                                                                                                   consciência
                            processos, gerando maturidade       busca equilibrar trabalho,
       equipe e liderança                                                                         do colaborador
                               e autonomia de decisão?”       família, saúde, estudos, lazer



                                                                      geração X
           impulso da          foco em processos                                                 líder gerente
1970




                                                              mulheres tem igual potencial
         reengenharia,       “Como fazer mais, com mais           homens com nova visão             consciência
           downsizing       qualidade, em menos tempo?”     valor da competência e resultados      do funcionário




                                                                      geração B
                               foco em recursos                                                 líder autocrático
1950




          impulso da
                                                             o trabalho dá valor ao homem
        industrialização     “Como transformar matéria                                             consciência
                                                             conquista com próprio esforço
                                prima em produtos?”                                               do empregado
                                                                 segurança e patrimônio
GRAMEEN BANK *
* Grameen significa "rural" ou "vila" na linguagem Bangla



   problemas da sociedade                                                                oportunidade de negócios
   3o setor: impulso de “ONG”                                                            2o setor: impulso de “empresa”
                                                             negócio social
   • SOCIEDADE: Pessoas acreditam                                 setor 2,5
                                                                                         • Crédito, empréstimo de pequenas
     que são incapazes, que sempre                    • Micro-empréstimos para grupos      quantias, para grupos de co-
     foram pobres e sempre serão                        de mulheres, com foco em gerar     -responsáveis, a juros realmente baixos.
     pobres, não conseguem viver de                     renda, para melhorar a           • Rentável quando atinge grande escala.
     forma digna, são excluídos,                        qualidade de vida.
     miseráveis, ignorados. Não existem                                                  • Remunera-se de forma justa todos que
     para a sociedade.                                • Grupos se reúnem para ajuda        atuam na execução do negócio, em
                                                        mútua. Se uma não paga, todas      coerência com sua competência e função,
   • FAMÍLIA: A mulher não tem                          perdem.                            estrutura enxuta e regras claras para
     capacidades, dinheiro de casa é                                                       entrada, permanência e saída de
     mal investido pelo homem, que                    • Sentimento de que “sou capaz”,     trabalhadores/associados.
     manda.                                             aumenta a auto-estima, inicia
                                                        ciclo de empreendedorismo,       • Todos trabalhadores são donos do
   • MERCADO: Banqueiros não                                                               negócio, não concentra riqueza para uma
                                                        criatividade e desenvolvimento
     emprestam para pobres. Acreditam                                                      pessoa ou grupo de acionistas. Lucro é
                                                        da sociedade.                      todo re-investido no negócio e em novos
     que não é rentável e que nunca
                                                                                           “produtos sociais”
     receberão de volta.



     mudança de paradigma
      • A mulher cuida melhor da família e investe em educação, moradia e saúde.
      • Pobres devolvem com menor inadimplência que ricos, porque sabem que essa é sua única oportunidade de crédito.
      • Empréstimo pode ser um meio de aumentar auto-estima e gerar renda, ajudando pobres a sair da miséria.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caso de estudo banco popular portugal, s.a.
Caso de estudo   banco popular portugal, s.a.Caso de estudo   banco popular portugal, s.a.
Caso de estudo banco popular portugal, s.a.
Marco Oliveira
 
Administração na sociedade atual
Administração na sociedade atualAdministração na sociedade atual
Administração na sociedade atual
Samuel Torres de Freitas Lima
 
Armadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestao
Armadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestaoArmadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestao
Armadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestao
Sustentare Escola de Negócios
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Promovendo um ambiente propício a inovação
Promovendo um ambiente propício a inovaçãoPromovendo um ambiente propício a inovação
Promovendo um ambiente propício a inovação
Inventta
 
Organizações & Sustentabilidade
Organizações & SustentabilidadeOrganizações & Sustentabilidade
Organizações & Sustentabilidade
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1
CETUR
 
Educação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel Cavalcanti
Educação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel CavalcantiEducação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel Cavalcanti
Educação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel Cavalcanti
Abraps - Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável
 
Administração, Gestão e a Tomada de Decisões
Administração, Gestão e a Tomada de DecisõesAdministração, Gestão e a Tomada de Decisões
Administração, Gestão e a Tomada de Decisões
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Organização Contemporânea 1
Organização Contemporânea 1Organização Contemporânea 1
Organização Contemporânea 1
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Módulo IV Aula 4
Módulo IV Aula 4Módulo IV Aula 4
Módulo IV Aula 4
CETUR
 
Além da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter sengeAlém da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter senge
Priscila Alves
 
Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...
Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...
Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...
Line Oleto
 
Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Cap1 talentoparavida
Cap1 talentoparavidaCap1 talentoparavida
Cap1 talentoparavida
Samuel Jose
 
Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...
Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...
Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...
Gebhard Borck
 
A essencia das pessoas altamente eficazes
A essencia das pessoas altamente eficazesA essencia das pessoas altamente eficazes
A essencia das pessoas altamente eficazes
Marcelo Mazzei
 
Módulo IV Aula 8
Módulo IV Aula 8Módulo IV Aula 8
Módulo IV Aula 8
CETUR
 
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula VeraTeoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
edgarklein
 
Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012
Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012
Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012
EXPONOR
 

Mais procurados (20)

Caso de estudo banco popular portugal, s.a.
Caso de estudo   banco popular portugal, s.a.Caso de estudo   banco popular portugal, s.a.
Caso de estudo banco popular portugal, s.a.
 
Administração na sociedade atual
Administração na sociedade atualAdministração na sociedade atual
Administração na sociedade atual
 
Armadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestao
Armadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestaoArmadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestao
Armadilhas da alta_performance_abrh_expo_gestao
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
 
Promovendo um ambiente propício a inovação
Promovendo um ambiente propício a inovaçãoPromovendo um ambiente propício a inovação
Promovendo um ambiente propício a inovação
 
Organizações & Sustentabilidade
Organizações & SustentabilidadeOrganizações & Sustentabilidade
Organizações & Sustentabilidade
 
Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1Módulo IV Aula 1
Módulo IV Aula 1
 
Educação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel Cavalcanti
Educação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel CavalcantiEducação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel Cavalcanti
Educação para o Profissional de Sustentabilidade, por Rachel Cavalcanti
 
Administração, Gestão e a Tomada de Decisões
Administração, Gestão e a Tomada de DecisõesAdministração, Gestão e a Tomada de Decisões
Administração, Gestão e a Tomada de Decisões
 
Organização Contemporânea 1
Organização Contemporânea 1Organização Contemporânea 1
Organização Contemporânea 1
 
Módulo IV Aula 4
Módulo IV Aula 4Módulo IV Aula 4
Módulo IV Aula 4
 
Além da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter sengeAlém da quinta disciplina peter senge
Além da quinta disciplina peter senge
 
Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...
Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...
Analise do-comportamento-das-geracoes-na-busca-da-eficiencia-no-processo-de-l...
 
Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1Perfil Individual - Aula 1
Perfil Individual - Aula 1
 
Cap1 talentoparavida
Cap1 talentoparavidaCap1 talentoparavida
Cap1 talentoparavida
 
Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...
Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...
Keynote (PT): Inovacao na Gestao - Beyond Budgeting: um guia para a revolucao...
 
A essencia das pessoas altamente eficazes
A essencia das pessoas altamente eficazesA essencia das pessoas altamente eficazes
A essencia das pessoas altamente eficazes
 
Módulo IV Aula 8
Módulo IV Aula 8Módulo IV Aula 8
Módulo IV Aula 8
 
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula VeraTeoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
 
Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012
Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012
Das tendências à inovação | Exponor | 24.01.2012
 

Destaque

2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
sewf2012
 
Social3 - negócios sociais para empresas
Social3 - negócios sociais para empresasSocial3 - negócios sociais para empresas
Social3 - negócios sociais para empresas
Social3
 
Social business sep 10 v3 Português
Social business sep 10 v3 PortuguêsSocial business sep 10 v3 Português
Social business sep 10 v3 Português
Sergio Loza
 
O Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios SociaisO Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios Sociais
SODET
 
Negócios Sociais como Inovadores de Ruptura
Negócios Sociais como Inovadores de RupturaNegócios Sociais como Inovadores de Ruptura
Negócios Sociais como Inovadores de Ruptura
Carolina de Andrade
 
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem! Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
Maristela Moura
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo Social
Sara Levy
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo Social
Naianne Dias
 
Empreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio Liceu
Empreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio LiceuEmpreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio Liceu
Empreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio Liceu
Rafael Art
 
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo RibeiroAula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Pablo Ribeiro
 

Destaque (10)

2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
 
Social3 - negócios sociais para empresas
Social3 - negócios sociais para empresasSocial3 - negócios sociais para empresas
Social3 - negócios sociais para empresas
 
Social business sep 10 v3 Português
Social business sep 10 v3 PortuguêsSocial business sep 10 v3 Português
Social business sep 10 v3 Português
 
O Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios SociaisO Desenho de Negócios Sociais
O Desenho de Negócios Sociais
 
Negócios Sociais como Inovadores de Ruptura
Negócios Sociais como Inovadores de RupturaNegócios Sociais como Inovadores de Ruptura
Negócios Sociais como Inovadores de Ruptura
 
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem! Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
Empreendedorismo Social - Quando o lucro é fazer o bem!
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo Social
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo Social
 
Empreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio Liceu
Empreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio LiceuEmpreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio Liceu
Empreendedorismo social - Dinâmica ministrada no Colégio Liceu
 
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo RibeiroAula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
 

Semelhante a Palestra Henrique Pistilli - Negócios Sociais

Marketing 5
Marketing 5Marketing 5
Ancorando uma aprendizagem
Ancorando uma aprendizagemAncorando uma aprendizagem
Ancorando uma aprendizagem
GinasticaMental
 
PALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADE
PALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADEPALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADE
PALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADE
Pedro Urzedo Rocha
 
Criatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionais
Criatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionaisCriatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionais
Criatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionais
Isabel Campos
 
Cadernode rh capitalhumanorddi
Cadernode rh capitalhumanorddiCadernode rh capitalhumanorddi
Cadernode rh capitalhumanorddi
Joydd Mateus
 
Organizações que aprendem
Organizações que aprendemOrganizações que aprendem
Organizações que aprendem
Celia Carvalho
 
Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...
Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...
Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...
Mundo PM
 
Curso Liderança para a Inovação Patriciasafreire
Curso Liderança para a Inovação PatriciasafreireCurso Liderança para a Inovação Patriciasafreire
Curso Liderança para a Inovação Patriciasafreire
Patrícia de Sá Freire, PhD. Eng.
 
Sociologia das organizacoes
Sociologia das organizacoesSociologia das organizacoes
Sociologia das organizacoes
Elizabeth Araújo
 
O ambiente de trabalho do futuro e a transformação digital
O ambiente de trabalho do futuro e a transformação digitalO ambiente de trabalho do futuro e a transformação digital
O ambiente de trabalho do futuro e a transformação digital
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Lidera 5
Lidera 5 Lidera 5
Lidera 5
Instituto_AEC
 
Gestaode pessoas[1]
Gestaode pessoas[1]Gestaode pessoas[1]
Gestaode pessoas[1]
Paulo lemos teixeira
 
Trabalho de coclusão de curso - TCC
Trabalho de coclusão de curso - TCCTrabalho de coclusão de curso - TCC
Trabalho de coclusão de curso - TCC
Jonas Gonçalves
 
Liderando mudanças
Liderando mudançasLiderando mudanças
Liderando mudanças
Daniel de Carvalho Luz
 
O lider e o grupo como o grupo da geração y percebe a gestão do seu lider
O lider e o grupo   como o grupo da geração y percebe a gestão do seu liderO lider e o grupo   como o grupo da geração y percebe a gestão do seu lider
O lider e o grupo como o grupo da geração y percebe a gestão do seu lider
Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos
 
TiB 2010 - Oficina Vanessa Aguiar
TiB 2010 - Oficina Vanessa AguiarTiB 2010 - Oficina Vanessa Aguiar
TiB 2010 - Oficina Vanessa Aguiar
Seminário TiB 2010
 
Ti b oficina_vanessa
Ti b oficina_vanessaTi b oficina_vanessa
Ti b oficina_vanessa
Portal Voluntários Online
 
ADM - Conceitos e Evolução
ADM - Conceitos e EvoluçãoADM - Conceitos e Evolução
ADM - Conceitos e Evolução
Daniel Santos
 
Artigo09 alberto augusto perazzo
Artigo09   alberto augusto perazzo Artigo09   alberto augusto perazzo
Artigo09 alberto augusto perazzo
Denise Antunes
 
Gestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoGestão do Conhecimento
Gestão do Conhecimento
Elvis Fusco
 

Semelhante a Palestra Henrique Pistilli - Negócios Sociais (20)

Marketing 5
Marketing 5Marketing 5
Marketing 5
 
Ancorando uma aprendizagem
Ancorando uma aprendizagemAncorando uma aprendizagem
Ancorando uma aprendizagem
 
PALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADE
PALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADEPALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADE
PALESTRA - MARCA E CONTEMPORANEIDADE
 
Criatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionais
Criatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionaisCriatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionais
Criatividade e Inovação - valores pessoais e organizacionais
 
Cadernode rh capitalhumanorddi
Cadernode rh capitalhumanorddiCadernode rh capitalhumanorddi
Cadernode rh capitalhumanorddi
 
Organizações que aprendem
Organizações que aprendemOrganizações que aprendem
Organizações que aprendem
 
Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...
Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...
Muito Além da Gestão do Conhecimento: liderando contextos capacitantes em org...
 
Curso Liderança para a Inovação Patriciasafreire
Curso Liderança para a Inovação PatriciasafreireCurso Liderança para a Inovação Patriciasafreire
Curso Liderança para a Inovação Patriciasafreire
 
Sociologia das organizacoes
Sociologia das organizacoesSociologia das organizacoes
Sociologia das organizacoes
 
O ambiente de trabalho do futuro e a transformação digital
O ambiente de trabalho do futuro e a transformação digitalO ambiente de trabalho do futuro e a transformação digital
O ambiente de trabalho do futuro e a transformação digital
 
Lidera 5
Lidera 5 Lidera 5
Lidera 5
 
Gestaode pessoas[1]
Gestaode pessoas[1]Gestaode pessoas[1]
Gestaode pessoas[1]
 
Trabalho de coclusão de curso - TCC
Trabalho de coclusão de curso - TCCTrabalho de coclusão de curso - TCC
Trabalho de coclusão de curso - TCC
 
Liderando mudanças
Liderando mudançasLiderando mudanças
Liderando mudanças
 
O lider e o grupo como o grupo da geração y percebe a gestão do seu lider
O lider e o grupo   como o grupo da geração y percebe a gestão do seu liderO lider e o grupo   como o grupo da geração y percebe a gestão do seu lider
O lider e o grupo como o grupo da geração y percebe a gestão do seu lider
 
TiB 2010 - Oficina Vanessa Aguiar
TiB 2010 - Oficina Vanessa AguiarTiB 2010 - Oficina Vanessa Aguiar
TiB 2010 - Oficina Vanessa Aguiar
 
Ti b oficina_vanessa
Ti b oficina_vanessaTi b oficina_vanessa
Ti b oficina_vanessa
 
ADM - Conceitos e Evolução
ADM - Conceitos e EvoluçãoADM - Conceitos e Evolução
ADM - Conceitos e Evolução
 
Artigo09 alberto augusto perazzo
Artigo09   alberto augusto perazzo Artigo09   alberto augusto perazzo
Artigo09 alberto augusto perazzo
 
Gestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoGestão do Conhecimento
Gestão do Conhecimento
 

Mais de Incubadora de Negócios Unifacs

Startup Weekend Salvador
Startup Weekend SalvadorStartup Weekend Salvador
Startup Weekend Salvador
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Final do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACS
Final do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACSFinal do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACS
Final do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACS
Incubadora de Negócios Unifacs
 
A metamorfose da vida nas organizações 2010
A metamorfose da vida nas organizações 2010 A metamorfose da vida nas organizações 2010
A metamorfose da vida nas organizações 2010
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Ações da Incubadora Unifacs 2011
Ações da Incubadora Unifacs 2011Ações da Incubadora Unifacs 2011
Ações da Incubadora Unifacs 2011
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Rede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de Inovação
Rede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de InovaçãoRede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de Inovação
Rede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de Inovação
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...
Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...
Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de InovaçãoSistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...
Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...
Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Thomas Buck - Tecnologias da Informação e Comunicação
Thomas Buck - Tecnologias da Informação e ComunicaçãoThomas Buck - Tecnologias da Informação e Comunicação
Thomas Buck - Tecnologias da Informação e Comunicação
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Lições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney Campello
Lições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney CampelloLições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney Campello
Lições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney Campello
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra
Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra
Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra
Incubadora de Negócios Unifacs
 
Apresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio Marinho
Apresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio MarinhoApresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio Marinho
Apresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio Marinho
Incubadora de Negócios Unifacs
 
O legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio Marinho
O legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio MarinhoO legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio Marinho
O legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio Marinho
Incubadora de Negócios Unifacs
 

Mais de Incubadora de Negócios Unifacs (13)

Startup Weekend Salvador
Startup Weekend SalvadorStartup Weekend Salvador
Startup Weekend Salvador
 
Final do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACS
Final do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACSFinal do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACS
Final do Desafio Brasil 2011 na Bahia - Universidade Salvador UNIFACS
 
A metamorfose da vida nas organizações 2010
A metamorfose da vida nas organizações 2010 A metamorfose da vida nas organizações 2010
A metamorfose da vida nas organizações 2010
 
Ações da Incubadora Unifacs 2011
Ações da Incubadora Unifacs 2011Ações da Incubadora Unifacs 2011
Ações da Incubadora Unifacs 2011
 
Rede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de Inovação
Rede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de InovaçãoRede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de Inovação
Rede Integrada de Transporte - O projeto BRT. 3° Rodadas de Inovação
 
Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...
Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...
Mega eventos : oportunidades e desafios para uma Nova Lógica Urbana, 3° Rodad...
 
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de InovaçãoSistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
Sistema Integrado de Transporte Metropolitano, 3° Rodadas de Inovação
 
Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...
Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...
Alexandre Paupério, Brasil Inovação (BRAIN)- Rodadas de Inovação: Tecnologias...
 
Thomas Buck - Tecnologias da Informação e Comunicação
Thomas Buck - Tecnologias da Informação e ComunicaçãoThomas Buck - Tecnologias da Informação e Comunicação
Thomas Buck - Tecnologias da Informação e Comunicação
 
Lições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney Campello
Lições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney CampelloLições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney Campello
Lições Aprendidas e Oportunidades para a Bahia - Copa 2014 - Ney Campello
 
Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra
Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra
Salvador, Cidade Sede da Copa FIFA Brasil 2014 - Rodrigo Cintra
 
Apresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio Marinho
Apresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio MarinhoApresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio Marinho
Apresentação do Rodadas de Inovação - Incubadora Unifacs, Flávio Marinho
 
O legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio Marinho
O legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio MarinhoO legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio Marinho
O legado empreendedor - 2° Rodadas de Inovação - Flávio Marinho
 

Palestra Henrique Pistilli - Negócios Sociais

  • 1. 5° Rodadas de Inovação. Salvador - Bahia www.ecosocial.com.br
  • 2. Como transformar um problema da sociedade em uma oportunidade de negócio?
  • 3. Como transformar um problema da sociedade em uma oportunidade de negócio social?
  • 4. organização viva IDENTIDADE Biografia Visão Humano EU Valores Missão Objetivos Metas Estratégias Corpo Atemporal Reino Emocional Animal Anímico RELAÇÕES Pessoas Equipe Conflitos Liderança Decisão Cultura Corpo Clima Reino Atemporal Biológico Vegetal PROCESSOS Rotinas Vital Técnicas Profissões Operação e Sistemas Procedimentos Ritmo Reino Corpo Tem lugar no tempo RECURSOS Mineral Físico Infra-estrutura Máquinas Equipamentos Dinheiro Tem lugar no espaço
  • 5. metamorfose das organizações mundo das idéias & trajeto de um intenções “projeto social” fase auto-consciente FOCO EM fase ideológica IDENTIDADE “Qual a contribuição e “O que mudar no mundo e impacto do meu negócio no qual a melhor forma de fazê-lo?” mundo?” fase integrada FOCO EM fase mobilizadora RELAÇÕES “Como dar respostas rápidas e “Onde atuar concretamente e personalizadas para as quem se voluntaria nessa causa?” necessidades dos clientes?” fase estruturada FOCO EM fase competente PROCESSOS “Que projetos farão a mudança “Como dominar e controlar a grande máquina?” acontecer e quais competências precisamos?” FOCO EM RECURSOS fase pioneira fase auto-sustentável “Como sobreviver e crescer?” “Como nos sustentar e ampliar nosso impacto a partir do know-how desenvolvido?” trajeto de uma “empresa” mundo das ações e realizações
  • 6. metamorfose do m e r c a d o e s o c i e d a d e movimento do 3o setor “ONGs” mundo das idéias & intenções identidade foco em impulso da “Como novas formas de fazer impulso das 1990 1950 “Qual modelo de estado e auto-consciência e negócios podem ajudar na sociedade queremos viver?” ideologias e modelos sustentabilidade sustentabilidade do planeta?” de sociedade relações foco em impulso da “Como integrar pessoas aos “Qual o real estado do mundo impulso das 1980 1970 motivação, processos, gerando autonomia e atual e que políticas públicas pesquisas, fóruns e relaç equipe e liderança ampliando rapidez de entrega?” precisam ser criadas?” políticas públicas impulso de processos foco em impulso da “Em quais projetos se podem investimento em 1970 1980 “Como fazer mais, com mais reengenharia, confiar recursos para mudança qualidade, em menos tempo?” efetiva de realidades locais?” projetos locais e downsizing recursos tecnologia social impulso da foco em “Quais as tecnologias sociais impulso da 1950 1990 “Como transformar matéria prima em produtos acabados?” auto-sutentáveis que irão auto-consciência e industrialização criar uma nova realidade?” sustentabilidade mundo das ações e realizações movimento do 2o setor “empresas”
  • 7. metamorfose das gerações consciência consciência consciência trabalho e do mercado das organizações das gerações liderança líder servidor foco em identidade geração Z ou M impulso da 1990 consciência do auto-consciência e “Qual a contribuição e trabalho com significado parceiro, sócio, sustentabilidade impacto da minha liberdade, autonomia, doação associado, organização no mundo?” pequeno conectado em rede membro foco em relações geração Y líder facilitador impulso da 1980 motivação, “Como integrar pessoas aos qualidade de vida consciência processos, gerando maturidade busca equilibrar trabalho, equipe e liderança do colaborador e autonomia de decisão?” família, saúde, estudos, lazer geração X impulso da foco em processos líder gerente 1970 mulheres tem igual potencial reengenharia, “Como fazer mais, com mais homens com nova visão consciência downsizing qualidade, em menos tempo?” valor da competência e resultados do funcionário geração B foco em recursos líder autocrático 1950 impulso da o trabalho dá valor ao homem industrialização “Como transformar matéria consciência conquista com próprio esforço prima em produtos?” do empregado segurança e patrimônio
  • 8. GRAMEEN BANK * * Grameen significa "rural" ou "vila" na linguagem Bangla problemas da sociedade oportunidade de negócios 3o setor: impulso de “ONG” 2o setor: impulso de “empresa” negócio social • SOCIEDADE: Pessoas acreditam setor 2,5 • Crédito, empréstimo de pequenas que são incapazes, que sempre • Micro-empréstimos para grupos quantias, para grupos de co- foram pobres e sempre serão de mulheres, com foco em gerar -responsáveis, a juros realmente baixos. pobres, não conseguem viver de renda, para melhorar a • Rentável quando atinge grande escala. forma digna, são excluídos, qualidade de vida. miseráveis, ignorados. Não existem • Remunera-se de forma justa todos que para a sociedade. • Grupos se reúnem para ajuda atuam na execução do negócio, em mútua. Se uma não paga, todas coerência com sua competência e função, • FAMÍLIA: A mulher não tem perdem. estrutura enxuta e regras claras para capacidades, dinheiro de casa é entrada, permanência e saída de mal investido pelo homem, que • Sentimento de que “sou capaz”, trabalhadores/associados. manda. aumenta a auto-estima, inicia ciclo de empreendedorismo, • Todos trabalhadores são donos do • MERCADO: Banqueiros não negócio, não concentra riqueza para uma criatividade e desenvolvimento emprestam para pobres. Acreditam pessoa ou grupo de acionistas. Lucro é da sociedade. todo re-investido no negócio e em novos que não é rentável e que nunca “produtos sociais” receberão de volta. mudança de paradigma • A mulher cuida melhor da família e investe em educação, moradia e saúde. • Pobres devolvem com menor inadimplência que ricos, porque sabem que essa é sua única oportunidade de crédito. • Empréstimo pode ser um meio de aumentar auto-estima e gerar renda, ajudando pobres a sair da miséria.