SlideShare uma empresa Scribd logo
Evangeliza - A Vida Futura
Deus
Inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas.
Imortalidade da Alma
Somos em essência espíritos, seres inteligentes da
Criação. O espírito é o princípio inteligente do universo.
Reencarnação
Criado simples e ignorante, o espírito decide e cria o seu
próprio destino usando o livre arbítrio.
Comunicabilidade dos Espíritos
Os espíritos são seres humanos desencarnados. Através
de médiuns podem comunicar-se com o mundo
material.
Pluralidade dos Mundos Habitados
Os diferentes orbes do Universo constituem as diversas
moradas dos espíritos.
Pilatos... perguntou-lhe: És o Rei dos Judeus?
Respondeu-lhe Jesus: Meu reino não é deste
mundo. Se o meu reino fosse deste mundo,
meus servos houvera combatido para
impedir que eu caísse nas mãos dos judeus,
mas por enquanto Meu reino ainda não é
daqui.
Disse-lhe então Pilatos: És, pois, rei?
Jesus lhe respondeu: Tu o dizes; sou rei; não
nasci e não vim a este mundo senão para
dar testemunho da verdade. Todo aquele
que é da Verdade ouve a minha voz.
(João, 18: 33, 36 e 37).
A verdadeira vida não está na terra, mas
no reino dos céus; Pátria Espiritual;
Por enquanto a terra ainda não pertence
ao meu reino (amor, fraternidade, bem,
tolerância, humildade e compaixão ainda
não predominam);
Missão de Jesus: testemunhar a verdade
(verdadeira vida na pátria espiritual. A
Terra é só passagem).
L.E. Q-1018 - Em que sentido se deve entender ... Meu reino não é
deste mundo?
- Em sentido figurado. O Cristo queria dizer que não reina senão
sobre os corações puros e desinteressados. Ele está onde quer que
domine o amor do bem. Ávidos, porém, das coisas deste mundo e
apegados aos bens da Terra, os homens com ele não estão.”
(KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Questão 1018).
Por essas palavras, Jesus claramente se refere à vida futura, que ele
apresenta, em todas as circunstâncias, como a meta a que a
Humanidade irá ter algum dia.
(KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 2).
Os Judeus acreditavam nos Anjos.
Para eles, seres privilegiados da
Criação.
Tinham uma vaga ideia da Vida
Futura.
(KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o
Espiritismo. Cap. 2, Item 3).
O Espiritismo recorda e explica os
ensinamentos de Jesus:
A vida terrena não é um fim em si
mesma, mas um meio, cujo fim é
desenvolver as nossas potencialidades.
Através da reencarnação a vida nos
dá tarefas compatíveis com a nossa
capacidade. Quando as realizamos,
trabalhamos pela nossa evolução
espiritual. (KARDEC, Allan. O Evangelho
Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 2 e 3).
A encarnação é uma passagem, um ponto no total de nossas existências.
Nessa perspectiva, a dor, o sofrimento e todo o tipo de dificuldade têm
curta duração por mais longo que possa parecer. (KARDEC, Allan. O
Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 3).
Através de Jesus aprendemos e entendemos que as reencarnações, desde
o início, são experiências que nos possibilitam a evolução.
“Daí se segue que a importância dada aos bens terrenos está
sempre em razão inversa da fé na vida futura.
[...]fé que acarreta enormes consequências sobre a moralização
dos homens[...]”
(KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 5).
Exemplos Na dúvida da vida futura Na certeza da vida futura
A vida corporal
É o objeto de todos os
pensamentos
É simples passagem
A morte É porta para o nada É porta para a libertação
Os bens da terra São os únicos bens reais São de importância relativa
As tribulações São tormentos angustiosos São incidentes de curta duração
O mal É de grande importância É passageiro
Evangeliza - A Vida Futura
Jesus nos ensina que somos espíritos imortais, criados para a
ventura que só o seu reino nos possibilita. A vida física é
apenas um momento de aprendizado e aperfeiçoamento, na
eternidade.
O reino de que fala Jesus não é de caráter material,
constituído de riqueza e poder: é um reino de paz e
fraternidade, a que têm acesso os espíritos que vivem de
acordo com a lei de Deus.
A reencarnação é uma benção de
Deus que nos permite reparar o
passado, construir o futuro e entender
o presente e através deles desenvolver
os sentimentos do AMOR.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
Marcos Accioly
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
sndteixeira
 
Palestra Espírita - Bem e mal sofrer
Palestra Espírita - Bem e mal sofrerPalestra Espírita - Bem e mal sofrer
Palestra Espírita - Bem e mal sofrer
Divulgador do Espiritismo
 
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueireEvangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
grupodepaisceb
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
Lisete B.
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O Dever
O DeverO Dever
O Dever
CEENA_SS
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
Marcos Antônio Alves
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
Fatoze
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Divulgador do Espiritismo
 
Há muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do paiHá muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do pai
Gianete Rocha
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
Semente de Esperança
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
Jorge Luiz dos Santos
 
Injúrias E Violências
Injúrias E ViolênciasInjúrias E Violências
Injúrias E Violências
Grupo Espírita Cristão
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011
Daniela Azevedo
 
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do PaiHá Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Sergio Menezes
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
alice martins
 

Mais procurados (20)

A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
 
Palestra Espírita - Bem e mal sofrer
Palestra Espírita - Bem e mal sofrerPalestra Espírita - Bem e mal sofrer
Palestra Espírita - Bem e mal sofrer
 
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueireEvangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
O Dever
O DeverO Dever
O Dever
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
 
Há muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do paiHá muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do pai
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
 
Injúrias E Violências
Injúrias E ViolênciasInjúrias E Violências
Injúrias E Violências
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011
 
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do PaiHá Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
 

Semelhante a Evangeliza - A Vida Futura

Meu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.ppt
Meu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.pptMeu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.ppt
Meu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.ppt
JosueMorais3
 
TEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptx
TEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptxTEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptx
TEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptx
RosangeMenezes
 
Meu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoiMeu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoi
Vanda Machado
 
Sentido da Vida
Sentido da VidaSentido da Vida
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Antonino Silva
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Antonino Silva
 
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptxApresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Marta Gomes
 
O Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptx
O Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptxO Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptx
O Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptx
prigaissogordo
 
Além da Morte
Além da MorteAlém da Morte
Além da Morte
Antonino Silva
 
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Ricardo Akerman
 
Apresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptx
Apresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptxApresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptx
Apresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptx
NilsonGuimares3
 
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]gutoFund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Guto Ovsky
 
Sentido da vida 17jul10
Sentido da vida   17jul10Sentido da vida   17jul10
Sentido da vida 17jul10
Fraternidade Hilaríon de Monte Nebo
 
Evolução em dois mundos
Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos
Evolução em dois mundos
EWALDO DE SOUZA
 
Rudimentos.pptx
Rudimentos.pptxRudimentos.pptx
Rudimentos.pptx
PauloMachado141837
 
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5hAs colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
home
 
Planeta terra escola da alma
Planeta terra   escola da almaPlaneta terra   escola da alma
Planeta terra escola da alma
nelmaduarte
 
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
EWALDO DE SOUZA
 
Evangeliza - Jesus
Evangeliza - JesusEvangeliza - Jesus
Evangeliza - Jesus
Antonino Silva
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3
Fernando Pinto
 

Semelhante a Evangeliza - A Vida Futura (20)

Meu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.ppt
Meu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.pptMeu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.ppt
Meu-Reino-Não-e-Deste-Mundo.ppt
 
TEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptx
TEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptxTEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptx
TEMA 3 - O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO - PREFÁCIO E INTRODUÇÃO.pptx
 
Meu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoiMeu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoi
 
Sentido da Vida
Sentido da VidaSentido da Vida
Sentido da Vida
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
 
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptxApresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
 
O Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptx
O Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptxO Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptx
O Caminho para a Vida - fevereiro1.docx.pptx
 
Além da Morte
Além da MorteAlém da Morte
Além da Morte
 
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)Fonte de paz (psicografia chico xavier   espíritos diversos)
Fonte de paz (psicografia chico xavier espíritos diversos)
 
Apresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptx
Apresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptxApresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptx
Apresentação.Meu Reino não é deste mundo.pptx
 
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]gutoFund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
Fund1Mod07Rot3e5-[2012]guto
 
Sentido da vida 17jul10
Sentido da vida   17jul10Sentido da vida   17jul10
Sentido da vida 17jul10
 
Evolução em dois mundos
Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos
Evolução em dois mundos
 
Rudimentos.pptx
Rudimentos.pptxRudimentos.pptx
Rudimentos.pptx
 
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5hAs colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
 
Planeta terra escola da alma
Planeta terra   escola da almaPlaneta terra   escola da alma
Planeta terra escola da alma
 
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
6772163 joao-nunes-maia-espirito-miramez-filosofia-espirita-ii
 
Evangeliza - Jesus
Evangeliza - JesusEvangeliza - Jesus
Evangeliza - Jesus
 
A genese revisao capitulos 1 2 3
A genese revisao capitulos 1 2  3A genese revisao capitulos 1 2  3
A genese revisao capitulos 1 2 3
 

Mais de Antonino Silva

Evangeliza - Religião dos Espíritos - O Teste
Evangeliza - Religião dos Espíritos - O TesteEvangeliza - Religião dos Espíritos - O Teste
Evangeliza - Religião dos Espíritos - O Teste
Antonino Silva
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Antonino Silva
 
Evangeliza - Reconciliação
Evangeliza - ReconciliaçãoEvangeliza - Reconciliação
Evangeliza - Reconciliação
Antonino Silva
 
Evangeliza - Problema do Ser
Evangeliza - Problema do SerEvangeliza - Problema do Ser
Evangeliza - Problema do Ser
Antonino Silva
 
Missão dos Espíritas
Missão dos EspíritasMissão dos Espíritas
Missão dos Espíritas
Antonino Silva
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
Antonino Silva
 
Tecnologia 5G
Tecnologia 5GTecnologia 5G
Tecnologia 5G
Antonino Silva
 
O Método Stutz
O Método StutzO Método Stutz
O Método Stutz
Antonino Silva
 
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios OcultosEvangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
Antonino Silva
 
Evangeliza - A Páscoa
Evangeliza - A PáscoaEvangeliza - A Páscoa
Evangeliza - A Páscoa
Antonino Silva
 
Evangeliza - Quatro Forças do Dinheiro
Evangeliza - Quatro Forças do DinheiroEvangeliza - Quatro Forças do Dinheiro
Evangeliza - Quatro Forças do Dinheiro
Antonino Silva
 
Evangeliza - A Busca
Evangeliza - A BuscaEvangeliza - A Busca
Evangeliza - A Busca
Antonino Silva
 
Evangeliza - Desgraça Real
Evangeliza - Desgraça RealEvangeliza - Desgraça Real
Evangeliza - Desgraça Real
Antonino Silva
 
Evangeliza - O Evangelho de Jesus
Evangeliza - O Evangelho de JesusEvangeliza - O Evangelho de Jesus
Evangeliza - O Evangelho de Jesus
Antonino Silva
 
Evangeliza - A Lei de Amor
Evangeliza - A Lei de AmorEvangeliza - A Lei de Amor
Evangeliza - A Lei de Amor
Antonino Silva
 
Evangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráter
Evangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráterEvangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráter
Evangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráter
Antonino Silva
 
Evangeliza - Mediunidade nos animais
Evangeliza - Mediunidade nos animaisEvangeliza - Mediunidade nos animais
Evangeliza - Mediunidade nos animais
Antonino Silva
 
Evangeliza - As 5 Linguagens do Amor
Evangeliza - As 5 Linguagens do AmorEvangeliza - As 5 Linguagens do Amor
Evangeliza - As 5 Linguagens do Amor
Antonino Silva
 
Evangeliza - Mandalas
Evangeliza - MandalasEvangeliza - Mandalas
Evangeliza - Mandalas
Antonino Silva
 
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueireEvangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Antonino Silva
 

Mais de Antonino Silva (20)

Evangeliza - Religião dos Espíritos - O Teste
Evangeliza - Religião dos Espíritos - O TesteEvangeliza - Religião dos Espíritos - O Teste
Evangeliza - Religião dos Espíritos - O Teste
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
Evangeliza - Reconciliação
Evangeliza - ReconciliaçãoEvangeliza - Reconciliação
Evangeliza - Reconciliação
 
Evangeliza - Problema do Ser
Evangeliza - Problema do SerEvangeliza - Problema do Ser
Evangeliza - Problema do Ser
 
Missão dos Espíritas
Missão dos EspíritasMissão dos Espíritas
Missão dos Espíritas
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
 
Tecnologia 5G
Tecnologia 5GTecnologia 5G
Tecnologia 5G
 
O Método Stutz
O Método StutzO Método Stutz
O Método Stutz
 
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios OcultosEvangeliza - Infortúnios Ocultos
Evangeliza - Infortúnios Ocultos
 
Evangeliza - A Páscoa
Evangeliza - A PáscoaEvangeliza - A Páscoa
Evangeliza - A Páscoa
 
Evangeliza - Quatro Forças do Dinheiro
Evangeliza - Quatro Forças do DinheiroEvangeliza - Quatro Forças do Dinheiro
Evangeliza - Quatro Forças do Dinheiro
 
Evangeliza - A Busca
Evangeliza - A BuscaEvangeliza - A Busca
Evangeliza - A Busca
 
Evangeliza - Desgraça Real
Evangeliza - Desgraça RealEvangeliza - Desgraça Real
Evangeliza - Desgraça Real
 
Evangeliza - O Evangelho de Jesus
Evangeliza - O Evangelho de JesusEvangeliza - O Evangelho de Jesus
Evangeliza - O Evangelho de Jesus
 
Evangeliza - A Lei de Amor
Evangeliza - A Lei de AmorEvangeliza - A Lei de Amor
Evangeliza - A Lei de Amor
 
Evangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráter
Evangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráterEvangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráter
Evangeliza - A disciplina do pensamento e a reforma do caráter
 
Evangeliza - Mediunidade nos animais
Evangeliza - Mediunidade nos animaisEvangeliza - Mediunidade nos animais
Evangeliza - Mediunidade nos animais
 
Evangeliza - As 5 Linguagens do Amor
Evangeliza - As 5 Linguagens do AmorEvangeliza - As 5 Linguagens do Amor
Evangeliza - As 5 Linguagens do Amor
 
Evangeliza - Mandalas
Evangeliza - MandalasEvangeliza - Mandalas
Evangeliza - Mandalas
 
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueireEvangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
Evangeliza - Não coloqueis a candeia debaixo do alqueire
 

Último

13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 

Último (14)

13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 

Evangeliza - A Vida Futura

  • 2. Deus Inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas. Imortalidade da Alma Somos em essência espíritos, seres inteligentes da Criação. O espírito é o princípio inteligente do universo. Reencarnação Criado simples e ignorante, o espírito decide e cria o seu próprio destino usando o livre arbítrio. Comunicabilidade dos Espíritos Os espíritos são seres humanos desencarnados. Através de médiuns podem comunicar-se com o mundo material. Pluralidade dos Mundos Habitados Os diferentes orbes do Universo constituem as diversas moradas dos espíritos.
  • 3. Pilatos... perguntou-lhe: És o Rei dos Judeus? Respondeu-lhe Jesus: Meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, meus servos houvera combatido para impedir que eu caísse nas mãos dos judeus, mas por enquanto Meu reino ainda não é daqui. Disse-lhe então Pilatos: És, pois, rei? Jesus lhe respondeu: Tu o dizes; sou rei; não nasci e não vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da Verdade ouve a minha voz. (João, 18: 33, 36 e 37).
  • 4. A verdadeira vida não está na terra, mas no reino dos céus; Pátria Espiritual; Por enquanto a terra ainda não pertence ao meu reino (amor, fraternidade, bem, tolerância, humildade e compaixão ainda não predominam); Missão de Jesus: testemunhar a verdade (verdadeira vida na pátria espiritual. A Terra é só passagem).
  • 5. L.E. Q-1018 - Em que sentido se deve entender ... Meu reino não é deste mundo? - Em sentido figurado. O Cristo queria dizer que não reina senão sobre os corações puros e desinteressados. Ele está onde quer que domine o amor do bem. Ávidos, porém, das coisas deste mundo e apegados aos bens da Terra, os homens com ele não estão.” (KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Questão 1018).
  • 6. Por essas palavras, Jesus claramente se refere à vida futura, que ele apresenta, em todas as circunstâncias, como a meta a que a Humanidade irá ter algum dia. (KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 2).
  • 7. Os Judeus acreditavam nos Anjos. Para eles, seres privilegiados da Criação. Tinham uma vaga ideia da Vida Futura. (KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 3).
  • 8. O Espiritismo recorda e explica os ensinamentos de Jesus: A vida terrena não é um fim em si mesma, mas um meio, cujo fim é desenvolver as nossas potencialidades. Através da reencarnação a vida nos dá tarefas compatíveis com a nossa capacidade. Quando as realizamos, trabalhamos pela nossa evolução espiritual. (KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 2 e 3).
  • 9. A encarnação é uma passagem, um ponto no total de nossas existências. Nessa perspectiva, a dor, o sofrimento e todo o tipo de dificuldade têm curta duração por mais longo que possa parecer. (KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 3). Através de Jesus aprendemos e entendemos que as reencarnações, desde o início, são experiências que nos possibilitam a evolução.
  • 10. “Daí se segue que a importância dada aos bens terrenos está sempre em razão inversa da fé na vida futura. [...]fé que acarreta enormes consequências sobre a moralização dos homens[...]” (KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. 2, Item 5). Exemplos Na dúvida da vida futura Na certeza da vida futura A vida corporal É o objeto de todos os pensamentos É simples passagem A morte É porta para o nada É porta para a libertação Os bens da terra São os únicos bens reais São de importância relativa As tribulações São tormentos angustiosos São incidentes de curta duração O mal É de grande importância É passageiro
  • 12. Jesus nos ensina que somos espíritos imortais, criados para a ventura que só o seu reino nos possibilita. A vida física é apenas um momento de aprendizado e aperfeiçoamento, na eternidade. O reino de que fala Jesus não é de caráter material, constituído de riqueza e poder: é um reino de paz e fraternidade, a que têm acesso os espíritos que vivem de acordo com a lei de Deus.
  • 13. A reencarnação é uma benção de Deus que nos permite reparar o passado, construir o futuro e entender o presente e através deles desenvolver os sentimentos do AMOR.

Notas do Editor

  1. Um menino tinha uma cicatriz no rosto, as pessoas de seu colégio não falavam com ele e nem sentavam ao seu lado, na realidade quando os colegas de seu colégio o viam franziam a testa devido à cicatriz ser muito feia. Então a turma se reuniu com o professor e foi sugerido que aquele menino da cicatriz não frequentasse mais o colégio, o professor levou o caso à diretoria do colégio. A diretora ouviu e chegou à seguinte conclusão: Que não poderia tirar o menino do colégio, e que conversaria com o menino e ele seria o último a entrar em sala de aula e o primeiro a sair, desta forma nenhum aluno veria o rosto do menino, a não ser que olhasse para trás. O professor achou magnífica a ideia da diretora, sabia que os alunos não olhariam para trás. Levado ao conhecimento do menino a decisão ele prontamente aceitou a imposição do colégio, com uma condição: Que ele compareceria na frente dos alunos em sala de aula, para dizer o por quê daquela CICATRIZ. A turma concordou, e no dia o menino entrou em sala dirigiu-se a frente da sala de aula e começou a relatar: -Sabe turma eu entendo vocês, na realidade esta cicatriz é muito feia, mas foi assim que eu a adquiri: minha mãe era muito pobre e para ajudar na alimentação de casa minha mãe passava roupa para fora, eu tinha por volta de 7 a 8 anos de idade... A turma estava em silêncio atenta a tudo. O menino continuou: além de mim, haviam mais 3 irmãozinhos, um de 4 anos, outro de 2 anos e uma irmãzinha com apenas alguns dias de vida. Silêncio total em sala. ...Um dia não sei como, a nossa casa que era muito simples, feita de madeira começou a pegar fogo, minha mãe correu até o quarto em que estávamos pegou meu irmãozinho de 2 anos no colo, eu e meu outro irmão pelas mãos e nos levou para fora, havia muita fumaça, e estava muito quente... ...Minha mãe colocou-me sentado no chão do lado de fora e disse-me para ficar com eles até ela voltar, pois minha mãe tinha que voltar para pegar minha irmãzinha que continuava lá dentro da casa em chamas. Só que quando minha mãe tentou entrar na casa em chamas as pessoas que estavam ali não deixaram minha mãe buscar minha irmãzinha, eu via minha mãe gritar: "minha filhinha esta lá dentro!" Vi no rosto de minha mãe o desespero, o horror e ela gritava, mas aquelas pessoas não deixaram minha mãe buscar minha irmãzinha... ...Foi aí que decidi. Peguei meu irmão de 2 anos que estava em meu colo e coloquei ele no colo do meu irmãozinho de 4 anos e disse-lhe que não saísse dali até eu voltar. Saí entre as pessoas e quando perceberam eu já tinha entrado na casa. Havia muita fumaça, estava muito quente, mas eu tinha que pegar minha irmãzinha. Eu sabia o quarto em que ela estava. Quando cheguei lá ela estava enrolada em um lençol e chorava muito... ...Neste momento vi caindo alguma coisa, então me joguei em cima dela para protegê-la, e aquela coisa quente encostou em meu rosto... A turma estava quieta atenta ao menino e envergonhada, então o menino continuou: ...Vocês podem achar esta CICATRIZ feia, mas tem alguém lá em casa que acha linda e todo dia quando chego em casa, ela, a minha irmãzinha a beija, porque sabe que é marca de AMOR. Autor desconhecido.
  2. A palavra “reino” evoca a ideia de rei, reinado, pessoa poderosa, senhor de muitos domínios e muitos súditos. Historicamente, há os desmandos registrados pelos detentores de poder, principalmente em países que adotaram a ditadura. Em termos religiosos, o reino transforma-se em Reino de Deus, tema central da pregação de Jesus. Ele ocupa lugar de destaque em várias de suas parábolas - principalmente o grão de mostarda -, a menor das sementes que, depois de plantada, dará a maior das árvores.  Ao tratarmos de meu reino não é deste mundo, tentemos diferenciar o mundo material, o mundo espiritual e o mundo interior.