SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA SECUNDÁRIA D. JOÃO II




O PROBLEMA DO LIVRE-ARBÍTRIO
DETERMINISMO:

Todos os acontecimentos do mundo fazem parte de
uma cadeia causal, sendo cada um causado por
acontecimentos anteriores

Todos os acontecimentos, inclusivamente escolhas e
acções humanas são o desfecho causal de
acontecimentos anteriores

O que acontece agora resulta necessariamente do
que antes aconteceu
LIVRE ARBÍTRIO:


A acção humana depende da nossa vontade, das
nossas escolhas e deliberações.
O PROBLEMA DO LIVRE ARBÍTRIO :


Somos livres ou determinados?

Podemos acreditar que somos livres e que as nossas
acções são causalmente determinadas?

Como compatibilizar a crença de que todos os
acontecimentos, incluindo as acções, são causalmente
determinados, segundo as leis da natureza, com a
crença de que o Homem é livre e responsável pelas
acções?
Determinismo moderado:
         COMPATIBILISTAS        O mundo é regido por relações causais, mas ainda assim é
                                possível escolher fazer ou não fazer certas acções,
         O livre-arbítrio é     tornando-nos responsáveis por elas.
         compatível com o       Conclusão: o determinismo é verdadeiro, mas não é
         determinismo           incompatível
                                com o livre arbítrio.
                                Determinismo radical:
                                 O determinismo é verdadeiro, pelo que não somos livres
TEORIAS
                                nem responsáveis pelos nossos actos; todos os
 SOBRE
                                acontecimentos (incluindo as acções) ocorrem em cadeias
O
         INCOMPATIBILISTAS      causais que não controlamos; nada acontece por acaso.
LIVRE
ARBÍTRIO                        Conclusão: o livre arbítrio é incompatível com um mundo
         O livre-arbítrio não   regido por leis. A liberdade é uma ilusão.
         é compatível com o     Libertismo:
         determinismo           As nossas acções não são causalmente determinadas, mas
                                também não são aleatórias; nós escolhemos sempre o que
                                fazer, dando início a novas cadeias causais, pois a nossa
                                mente não está sujeita às mesmas leis naturais que o
                                corpo.
                                Somos inteiramente responsáveis pelas nossas acções.
                                Conclusão: o determinismo é falso e temos livre arbítrio.
DETERMINISMO RADICAL


Todos os acontecimentos sem excepção são
causalmente determinados por acontecimentos
anteriores.

As escolhas e acções humanas são acontecimentos

Todas as escolhas humanas e acontecimentos são
causalmente determinadas por acções anteriores

A causalidade nega a liberdade e a responsabilidade.
LIBERTISMO:

Nem todos os acontecimentos estão submetidos ao
mesmo tipo de causalidade,

A causalidade natural rege o mundo físico.

Os agentes humanos são causas de acções que
produzem efeitos no mundo

Essas acções não resultam de acções anteriores

Se há acções livres os seres humanos são
responsabilizáveis por elas

Assim o determinismo é falso e a crença na liberdade e
responsabilidade é verdadeira.
DETERMINISMO MODERADO

Todas as acções têm uma causa

Essas causas ou são externas ou internas

Agimos livremente quando não somos coagidos por
forças exteriores ou interiores

Somos causalmente determinados e também livres e
responsáveis pelo que fazemos

O determinismo é compatível com a liberdade e a
responsabilidade
DETERMINISMO
                    DETERMINISMO   LIBERTISMO
                                                 MODERADO
Todos os
acontecimentos
são determinados        ACEITA      REJEITA        ACEITA
por causas
anteriores
Não há acções
                        ACEITA      REJEITA        REJEITA
livres
Ninguém é
responsável pelas       ACEITA      REJEITA        REJEITA
suas acções
O
                 A CRENÇA NO     A CRENÇA NO   DETERMINISMO É
   TEORIAS
               LIVRE-ARBÍTRIO`É DETERMINISMO É   COMPATÍVEL
 FILOSÓFICAS
                  VERDADEIRA      VERDADEIRA        COM A
                                                  LIBERDADE

DETERMINISMO        NÃO             SIM             NÃO



DETERMINISMO
                    SIM             SIM             SIM
 MODERADO



 LIBERTISMO         SIM             NÃO             NÃO
10ºB

2010/2011


De acordo com o manual – Filosofia 10º ano, Luís Rodrigues,
Plátano Editora

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Determinismo_moderado
Determinismo_moderadoDeterminismo_moderado
Determinismo_moderado
Isabel Moura
 
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humanaDeterminismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
Helena Serrão
 
Rede Concetual da Ação
Rede Concetual da AçãoRede Concetual da Ação
Rede Concetual da Ação
InesTeixeiraDuarte
 
Filosofia 10. ano - o que é a filosofia
Filosofia 10. ano - o que é a filosofiaFilosofia 10. ano - o que é a filosofia
Filosofia 10. ano - o que é a filosofia
Claudia Martinho
 
Filosofia 10º Ano - Os Valores
Filosofia 10º Ano - Os ValoresFilosofia 10º Ano - Os Valores
Filosofia 10º Ano - Os Valores
InesTeixeiraDuarte
 
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º AnoDeterminismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Pedro Francisco
 
Liberdade ou determinismo
Liberdade ou determinismoLiberdade ou determinismo
Liberdade ou determinismo
Julia Martins
 
Teoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawlsTeoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawls
Filazambuja
 
A filosofia moral de kant
A filosofia moral de kantA filosofia moral de kant
A filosofia moral de kant
Filazambuja
 
Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1
Jorge Barbosa
 
Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")
Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")
Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")
Jorge Barbosa
 
falácias informais
falácias informaisfalácias informais
falácias informais
Isabel Moura
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo Moral
Turma Olímpica
 
Kant e Stuart Mill
Kant e Stuart MillKant e Stuart Mill
Kant e Stuart Mill
Joana Filipa Rodrigues
 
Ação humana 10 c 1
Ação humana 10 c  1Ação humana 10 c  1
Ação humana 10 c 1
Isaque Tomé
 
Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)
Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)
Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)
InesTeixeiraDuarte
 
O racionalismo de Descartes
O racionalismo de DescartesO racionalismo de Descartes
O racionalismo de Descartes
Joana Filipa Rodrigues
 
A teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de millA teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de mill
Luis De Sousa Rodrigues
 
Diversas respostas ao problema da natureza dos juízos morais
Diversas respostas ao problema da natureza dos juízos moraisDiversas respostas ao problema da natureza dos juízos morais
Diversas respostas ao problema da natureza dos juízos morais
Luis De Sousa Rodrigues
 
Teoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de KantTeoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de Kant
Jorge Lopes
 

Mais procurados (20)

Determinismo_moderado
Determinismo_moderadoDeterminismo_moderado
Determinismo_moderado
 
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humanaDeterminismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
 
Rede Concetual da Ação
Rede Concetual da AçãoRede Concetual da Ação
Rede Concetual da Ação
 
Filosofia 10. ano - o que é a filosofia
Filosofia 10. ano - o que é a filosofiaFilosofia 10. ano - o que é a filosofia
Filosofia 10. ano - o que é a filosofia
 
Filosofia 10º Ano - Os Valores
Filosofia 10º Ano - Os ValoresFilosofia 10º Ano - Os Valores
Filosofia 10º Ano - Os Valores
 
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º AnoDeterminismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
 
Liberdade ou determinismo
Liberdade ou determinismoLiberdade ou determinismo
Liberdade ou determinismo
 
Teoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawlsTeoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawls
 
A filosofia moral de kant
A filosofia moral de kantA filosofia moral de kant
A filosofia moral de kant
 
Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1
 
Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")
Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")
Determinismo e Liberdade (de acordo c/ manual "Pensar Azul")
 
falácias informais
falácias informaisfalácias informais
falácias informais
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Juizo Moral
 
Kant e Stuart Mill
Kant e Stuart MillKant e Stuart Mill
Kant e Stuart Mill
 
Ação humana 10 c 1
Ação humana 10 c  1Ação humana 10 c  1
Ação humana 10 c 1
 
Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)
Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)
Ética, Direito e Política (Teoria da Justiça de Rawls)
 
O racionalismo de Descartes
O racionalismo de DescartesO racionalismo de Descartes
O racionalismo de Descartes
 
A teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de millA teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de mill
 
Diversas respostas ao problema da natureza dos juízos morais
Diversas respostas ao problema da natureza dos juízos moraisDiversas respostas ao problema da natureza dos juízos morais
Diversas respostas ao problema da natureza dos juízos morais
 
Teoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de KantTeoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de Kant
 

Semelhante a O problema do livre-arbítrio

Determinismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptxDeterminismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptx
CecliaGomes25
 
Filosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismo
Filosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismoFilosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismo
Filosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismo
AnaBeatriz125525
 
Microsoft power point liberdade ou determinismo
Microsoft power point   liberdade ou determinismoMicrosoft power point   liberdade ou determinismo
Microsoft power point liberdade ou determinismo
Julia Martins
 
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
AidaCunha73
 
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
InesTeixeiraDuarte
 
Livre arbítrio
Livre arbítrioLivre arbítrio
Livre arbítrio
Helena Serrão
 
A liberdade
A liberdadeA liberdade
A liberdade
mluisavalente
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
Jorge Barbosa
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Maria Freitas
 
3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx
3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx
3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx
RafaelaQueiros
 
Determinismo e liberdade na ação- Final.pptx
Determinismo e liberdade na ação- Final.pptxDeterminismo e liberdade na ação- Final.pptx
Determinismo e liberdade na ação- Final.pptx
JoanaGomes513884
 
Determinismo e Liberdade na Ação Humana
Determinismo e Liberdade na Ação HumanaDeterminismo e Liberdade na Ação Humana
Determinismo e Liberdade na Ação Humana
Leonidia Afm
 
Determinismo
DeterminismoDeterminismo
Determinismo
Luciano Souza
 
Liberdade e opção pelo bem
Liberdade e opção pelo bemLiberdade e opção pelo bem
Liberdade e opção pelo bem
Henrique Lopes
 
FILOSOFIA: Consciência & Liberdade
FILOSOFIA: Consciência &  LiberdadeFILOSOFIA: Consciência &  Liberdade
FILOSOFIA: Consciência & Liberdade
BlogSJuniinho
 
Angela e carina
Angela e carinaAngela e carina
Angela e carina
colefas
 
A Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrio
A Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrioA Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrio
A Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrio
Adriana Nacif
 
Paulo e carlos
Paulo e carlosPaulo e carlos
Paulo e carlos
colefas
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
Edirlene Fraga
 
AULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMO
AULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMOAULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMO
AULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMO
AnaErikaPiresLeao
 

Semelhante a O problema do livre-arbítrio (20)

Determinismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptxDeterminismo e liberdade na ação humana.pptx
Determinismo e liberdade na ação humana.pptx
 
Filosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismo
Filosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismoFilosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismo
Filosofia_determinismo_radical_10ano_libertismo_determinismo
 
Microsoft power point liberdade ou determinismo
Microsoft power point   liberdade ou determinismoMicrosoft power point   liberdade ou determinismo
Microsoft power point liberdade ou determinismo
 
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
371727802 resumos-teorias-do-livre-arbitrio-e-valores
 
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
Filosofia 10º Ano - O Problema do Livre-Arbítrio
 
Livre arbítrio
Livre arbítrioLivre arbítrio
Livre arbítrio
 
A liberdade
A liberdadeA liberdade
A liberdade
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
 
3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx
3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx
3. Determinismo e Liberdade da ação humana 2.pptx
 
Determinismo e liberdade na ação- Final.pptx
Determinismo e liberdade na ação- Final.pptxDeterminismo e liberdade na ação- Final.pptx
Determinismo e liberdade na ação- Final.pptx
 
Determinismo e Liberdade na Ação Humana
Determinismo e Liberdade na Ação HumanaDeterminismo e Liberdade na Ação Humana
Determinismo e Liberdade na Ação Humana
 
Determinismo
DeterminismoDeterminismo
Determinismo
 
Liberdade e opção pelo bem
Liberdade e opção pelo bemLiberdade e opção pelo bem
Liberdade e opção pelo bem
 
FILOSOFIA: Consciência & Liberdade
FILOSOFIA: Consciência &  LiberdadeFILOSOFIA: Consciência &  Liberdade
FILOSOFIA: Consciência & Liberdade
 
Angela e carina
Angela e carinaAngela e carina
Angela e carina
 
A Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrio
A Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrioA Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrio
A Apologética reformada, as seitas e o livre arbítrio
 
Paulo e carlos
Paulo e carlosPaulo e carlos
Paulo e carlos
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
 
AULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMO
AULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMOAULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMO
AULA SOBRE LIBERDADE - DETERMINISMO/RELATIVISMO
 

Último

0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 

Último (20)

0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 

O problema do livre-arbítrio

  • 1. ESCOLA SECUNDÁRIA D. JOÃO II O PROBLEMA DO LIVRE-ARBÍTRIO
  • 2. DETERMINISMO: Todos os acontecimentos do mundo fazem parte de uma cadeia causal, sendo cada um causado por acontecimentos anteriores Todos os acontecimentos, inclusivamente escolhas e acções humanas são o desfecho causal de acontecimentos anteriores O que acontece agora resulta necessariamente do que antes aconteceu
  • 3. LIVRE ARBÍTRIO: A acção humana depende da nossa vontade, das nossas escolhas e deliberações.
  • 4. O PROBLEMA DO LIVRE ARBÍTRIO : Somos livres ou determinados? Podemos acreditar que somos livres e que as nossas acções são causalmente determinadas? Como compatibilizar a crença de que todos os acontecimentos, incluindo as acções, são causalmente determinados, segundo as leis da natureza, com a crença de que o Homem é livre e responsável pelas acções?
  • 5. Determinismo moderado: COMPATIBILISTAS O mundo é regido por relações causais, mas ainda assim é possível escolher fazer ou não fazer certas acções, O livre-arbítrio é tornando-nos responsáveis por elas. compatível com o Conclusão: o determinismo é verdadeiro, mas não é determinismo incompatível com o livre arbítrio. Determinismo radical: O determinismo é verdadeiro, pelo que não somos livres TEORIAS nem responsáveis pelos nossos actos; todos os SOBRE acontecimentos (incluindo as acções) ocorrem em cadeias O INCOMPATIBILISTAS causais que não controlamos; nada acontece por acaso. LIVRE ARBÍTRIO Conclusão: o livre arbítrio é incompatível com um mundo O livre-arbítrio não regido por leis. A liberdade é uma ilusão. é compatível com o Libertismo: determinismo As nossas acções não são causalmente determinadas, mas também não são aleatórias; nós escolhemos sempre o que fazer, dando início a novas cadeias causais, pois a nossa mente não está sujeita às mesmas leis naturais que o corpo. Somos inteiramente responsáveis pelas nossas acções. Conclusão: o determinismo é falso e temos livre arbítrio.
  • 6. DETERMINISMO RADICAL Todos os acontecimentos sem excepção são causalmente determinados por acontecimentos anteriores. As escolhas e acções humanas são acontecimentos Todas as escolhas humanas e acontecimentos são causalmente determinadas por acções anteriores A causalidade nega a liberdade e a responsabilidade.
  • 7. LIBERTISMO: Nem todos os acontecimentos estão submetidos ao mesmo tipo de causalidade, A causalidade natural rege o mundo físico. Os agentes humanos são causas de acções que produzem efeitos no mundo Essas acções não resultam de acções anteriores Se há acções livres os seres humanos são responsabilizáveis por elas Assim o determinismo é falso e a crença na liberdade e responsabilidade é verdadeira.
  • 8. DETERMINISMO MODERADO Todas as acções têm uma causa Essas causas ou são externas ou internas Agimos livremente quando não somos coagidos por forças exteriores ou interiores Somos causalmente determinados e também livres e responsáveis pelo que fazemos O determinismo é compatível com a liberdade e a responsabilidade
  • 9. DETERMINISMO DETERMINISMO LIBERTISMO MODERADO Todos os acontecimentos são determinados ACEITA REJEITA ACEITA por causas anteriores Não há acções ACEITA REJEITA REJEITA livres Ninguém é responsável pelas ACEITA REJEITA REJEITA suas acções
  • 10. O A CRENÇA NO A CRENÇA NO DETERMINISMO É TEORIAS LIVRE-ARBÍTRIO`É DETERMINISMO É COMPATÍVEL FILOSÓFICAS VERDADEIRA VERDADEIRA COM A LIBERDADE DETERMINISMO NÃO SIM NÃO DETERMINISMO SIM SIM SIM MODERADO LIBERTISMO SIM NÃO NÃO
  • 11. 10ºB 2010/2011 De acordo com o manual – Filosofia 10º ano, Luís Rodrigues, Plátano Editora