SlideShare uma empresa Scribd logo
www.luzdoespiritismo.com
582. Pode-se considerar como
missão a paternidade?
“É, sem contestação possível, uma
verdadeira missão. É ao mesmo
tempo grandíssimo dever e que
envolve, mais do que o pensa o
homem, a sua responsabilidade
quanto ao futuro.

Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
Deus colocou o filho sob a tutela dos
pais, a fim de que estes o dirijam pela
senda do bem, e lhes facilitou a tarefa
dando àquele uma organização débil
e delicada, que o torna propício a
todas as impressões.

Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
Muitos há, no entanto, que mais
cuidam de aprumar as árvores do seu
jardim e de fazê-las dar bons frutos
em abundância, do que de formar o
caráter de seu filho.

Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
Se este vier a sucumbir por culpa
deles, suportarão os desgostos
resultantes dessa queda e
partilharão dos sofrimentos do filho
na vida futura, por não terem feito o
que lhes estava ao alcance para que
ele avançasse na estrada do bem.

Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
583. São responsáveis os pais pelo
transviamento de um filho que
envereda pelo caminho do mal,
apesar dos cuidados que lhe
dispensaram?
“Não; porém, quanto piores forem
as propensões do filho, tanto mais
pesada é a tarefa e tanto maior o
mérito dos pais, se conseguirem
desviá-lo do mau caminho.”
Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 583.
583. a) Se um filho se torna homem
de bem, não obstante a negligência
ou os maus exemplos de seus pais,
tiram estes daí algum proveito?
“Deus é justo.”

Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 583.
Ó espíritas! compreendei agora o
grande papel da Humanidade;
compreendei que, quando produzis
um corpo, a alma que nele encarna
vem do espaço para progredir;
inteirai-vos dos vossos deveres e
ponde todo o vosso amor em
aproximar de Deus essa alma; tal
a missão que vos está confiada e
cuja recompensa recebereis, se
fielmente a comprirdes.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Os vossos cuidados e a educação
que lhe dareis auxiliarão o seu
aperfeiçoamento e o seu bemestar futuro. Lembrai-vos de que a
cada pai e a cada mãe perguntará
Deus: Que fizestes do filho
confiado à vossa guarda?
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Se por culpa Vossa ele se conservou
atrasado, tereis como castigo vê-lo
entre os Espíritos sofredores, quando
de vós dependia que fosse ditoso.

Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Então, vós mesmos, assediados de
remorsos, pedireis vos seja
concedido reparar a vossa falta;
solicitareis, para vós e para ele,
outra encarnação em que o cerqueis
de melhores cuidados e em que ele,
cheio de reconhecimento, vos
retribuirá com o seu amor.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Não escorraceis, pois, a
criancinha que repele sua mãe,
nem a que vos paga com a
ingratidão; não foi o acaso que a
fez assim e que vo-la deu

Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Imperfeita intuição do passado se
revela, do qual podeis deduzir que
um ou outro já odiou muito, ou foi
muito ofendido; que um ou outro
veio para perdoar ou para expiar.

Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Mães! abraçai o filho que vos dá
desgostos e dizei convosco mesmas:
Um de nós dois é culpado. Fazeivos merecedoras dos gozos divinos
que Deus conjugou à maternidade,
ensinando aos vossos filhos que eles
estão na Terra para se aperfeiçoar,
amar e bendizer.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Mas oh! muitas dentre vós, em vez
de eliminar por meio da educação
os maus princípios inatos de
existências anteriores, entretêm e
desenvolvem esses princípios, por
uma culposa fraqueza, ou por
descuido, e, mais tarde, o vosso
coração, ulcerado pela ingratidão
dos vossos filhos, será para vós, já
nesta vida, um começo de expiação.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
A tarefa não é tão difícil quanto
vos possa parecer. Não exige o
saber do mundo. Podem
desempenhá-la assim o ignorante
como o sábio, e o Espiritismo lhe
facilita o desempenho, dando a
conhecer a causa das
imperfeições da alma humana.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Desde pequenina, a criança manifesta
os instintos bons ou maus que traz da
sua existência anterior. A estudá-los
devem os pais aplicar-se. Todos os
males se originam do egoísmo e do
orgulho.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Espreitem, pois, os pais os menores
indícios reveladores do gérmen de
tais vícios e cuidem de combatê-los,
sem esperar que lancem raízes
profundas.

Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Façam como o bom jardineiro, que
corta os rebentos defeituosos à
medida que os vê apontar na árvore.
Se deixarem se desenvolvam o
egoísmo e o orgulho, não se
espantem de serem mais tarde pagos
com a ingratidão.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
Quando os pais hão feito tudo o que
devem pelo adiantamento moral de
seus filhos, se não alcançam êxito,
não têm de que se inculpar a si
mesmos e podem conservar
tranquila a consciência.

Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.
A amargura muito natural que
então lhes advém da
improdutividade de seus esforços,
Deus reserva grande e imensa
consolação, na certeza de que se
trata apenas de um retardamento,
que concedido lhes será concluir
noutra existência a obra agora
começada e que um dia o filho
ingrato os recompensará com seu
amor.
Allan Kardec – O evangelho segundo
o espiritismo, cap. 14, item 9.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9
Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9
Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9
Patricia Farias
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
Divulgador do Espiritismo
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Tiburcio Santos
 
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
Denise Aguiar
 
Bem e mal sofrer
Bem e mal sofrerBem e mal sofrer
Bem e mal sofrer
Helio Cruz
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
home
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Fernando Pinto
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Capítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo ConsoladorCapítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo Consolador
grupodepaisceb
 
Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!
Leonardo Pereira
 
Da Lei de Reprodução
Da Lei de ReproduçãoDa Lei de Reprodução
Da Lei de Reprodução
home
 
Palestra ESE cap17 Sede perfeitos
Palestra ESE cap17 Sede perfeitosPalestra ESE cap17 Sede perfeitos
Palestra ESE cap17 Sede perfeitos
Tiburcio Santos
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
2.7.3 Faculdades morais e intelectuais do homem
2.7.3   Faculdades morais e intelectuais do homem2.7.3   Faculdades morais e intelectuais do homem
2.7.3 Faculdades morais e intelectuais do homem
Marta Gomes
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
Jorge Luiz dos Santos
 
Honrar Pai e Mãe
Honrar Pai e MãeHonrar Pai e Mãe
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Marcos Antônio Alves
 

Mais procurados (20)

Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9
Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9
Livro dos Espiritos 206 Evangelho Cap14 item 9
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
 
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
ESDE - Roteiro complementar. Módulo I, roteiro 5: sorte das crianças depois d...
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
 
Bem e mal sofrer
Bem e mal sofrerBem e mal sofrer
Bem e mal sofrer
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Capítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo ConsoladorCapítulo VI - O Cristo Consolador
Capítulo VI - O Cristo Consolador
 
Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!
 
Da Lei de Reprodução
Da Lei de ReproduçãoDa Lei de Reprodução
Da Lei de Reprodução
 
Palestra ESE cap17 Sede perfeitos
Palestra ESE cap17 Sede perfeitosPalestra ESE cap17 Sede perfeitos
Palestra ESE cap17 Sede perfeitos
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
2.7.3 Faculdades morais e intelectuais do homem
2.7.3   Faculdades morais e intelectuais do homem2.7.3   Faculdades morais e intelectuais do homem
2.7.3 Faculdades morais e intelectuais do homem
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
 
Honrar Pai e Mãe
Honrar Pai e MãeHonrar Pai e Mãe
Honrar Pai e Mãe
 
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
 

Destaque

Missão dos pais
Missão dos paisMissão dos pais
Missão dos pais
Lisete B.
 
Respeito a crença alheia
Respeito a crença alheiaRespeito a crença alheia
Respeito a crença alheia
Graça Maciel
 
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Graça Maciel
 
Raiva
RaivaRaiva
Raiva
Lisete B.
 
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnaçãoOs laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Luciane Belchior
 
Lesões afetivas
Lesões afetivas Lesões afetivas
Lesões afetivas
Rita Bernadete
 
Chico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuelChico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuel
Luciane Belchior
 
Sacrifícios do amor
Sacrifícios do amorSacrifícios do amor
Sacrifícios do amor
Luciane Belchior
 
Caridade
CaridadeCaridade
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentosComo os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Graça Maciel
 
Para refletir
Para refletirPara refletir
Para refletir
Luciane Belchior
 
Como vencer as más paixões
Como vencer as más paixõesComo vencer as más paixões
Como vencer as más paixões
Graça Maciel
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
Graça Maciel
 
Afastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritosAfastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritos
Graça Maciel
 
Obsessão doença moral
Obsessão doença moralObsessão doença moral
Obsessão doença moral
Graça Maciel
 
Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais  Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais
Lucia Verissimo
 
Coragem da fé
Coragem da féCoragem da fé
Coragem da fé
Luciane Belchior
 
Eem passe c4
Eem passe c4Eem passe c4
Eem passe c4
Rita Bernadete
 
Granjear Amigos
Granjear AmigosGranjear Amigos
Granjear Amigos
Graça Maciel
 
V dfilo cap5p_formas_crenca
V dfilo cap5p_formas_crencaV dfilo cap5p_formas_crenca
V dfilo cap5p_formas_crenca
Leonardo Espíndola Espindola Moreira
 

Destaque (20)

Missão dos pais
Missão dos paisMissão dos pais
Missão dos pais
 
Respeito a crença alheia
Respeito a crença alheiaRespeito a crença alheia
Respeito a crença alheia
 
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
 
Raiva
RaivaRaiva
Raiva
 
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnaçãoOs laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnação
 
Lesões afetivas
Lesões afetivas Lesões afetivas
Lesões afetivas
 
Chico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuelChico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuel
 
Sacrifícios do amor
Sacrifícios do amorSacrifícios do amor
Sacrifícios do amor
 
Caridade
CaridadeCaridade
Caridade
 
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentosComo os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
 
Para refletir
Para refletirPara refletir
Para refletir
 
Como vencer as más paixões
Como vencer as más paixõesComo vencer as más paixões
Como vencer as más paixões
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
 
Afastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritosAfastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritos
 
Obsessão doença moral
Obsessão doença moralObsessão doença moral
Obsessão doença moral
 
Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais  Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais
 
Coragem da fé
Coragem da féCoragem da fé
Coragem da fé
 
Eem passe c4
Eem passe c4Eem passe c4
Eem passe c4
 
Granjear Amigos
Granjear AmigosGranjear Amigos
Granjear Amigos
 
V dfilo cap5p_formas_crenca
V dfilo cap5p_formas_crencaV dfilo cap5p_formas_crenca
V dfilo cap5p_formas_crenca
 

Semelhante a Missão dos Pais

Missodospais slide share
Missodospais slide shareMissodospais slide share
Missodospais slide share
Shirley Almeida
 
Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14
Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14
Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14
Patricia Farias
 
14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos Pais14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos Pais
JPS Junior
 
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIVHonrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
Fábio Paiva
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
Patricia Farias
 
A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!
Leonardo Pereira
 
9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe
9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe
9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe
JPS Junior
 
Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01
Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01
Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01
Rafael Alencar
 
Das ocupações e missões dos espíritos!
Das ocupações e missões dos espíritos!Das ocupações e missões dos espíritos!
Das ocupações e missões dos espíritos!
Leonardo Pereira
 
Lição nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.doc
Lição   nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.docLição   nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.doc
Lição nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.doc
Gérson Fagundes da Cunha
 
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
Fernanda Cherobini
 
PATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdf
PATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdfPATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdf
PATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdf
Jorge Teixeira
 
Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13
Leonardo Pereira
 
2.7.6 Da Infancia
2.7.6 Da Infancia2.7.6 Da Infancia
2.7.6 Da Infancia
Marta Gomes
 
Fortalecendo o relacionamento entre pais e filhos
Fortalecendo o relacionamento entre pais e filhosFortalecendo o relacionamento entre pais e filhos
Fortalecendo o relacionamento entre pais e filhos
Vilmar Nascimento
 
Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.
Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.
Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.
José Roberto Cordeiro
 
Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2
Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2
Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Patricia Farias
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar
( Espiritismo)   # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar( Espiritismo)   # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar
( Espiritismo) # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013
Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013
Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013
Thiago Guerino
 

Semelhante a Missão dos Pais (20)

Missodospais slide share
Missodospais slide shareMissodospais slide share
Missodospais slide share
 
Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14
Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14
Livro dos Espíritos Q.582 e ESE cap5 item14
 
14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos Pais14 A Missão dos Pais
14 A Missão dos Pais
 
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIVHonrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
 
A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!
 
9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe
9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe
9 - Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe
 
Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01
Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01
Osverdadeiroslaosdefamilia 130703194530-phpapp01
 
Das ocupações e missões dos espíritos!
Das ocupações e missões dos espíritos!Das ocupações e missões dos espíritos!
Das ocupações e missões dos espíritos!
 
Lição nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.doc
Lição   nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.docLição   nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.doc
Lição nº5 - pais e filhos (ii) (04 de maio de 2013) - 2º tri.doc
 
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
 
PATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdf
PATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdfPATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdf
PATERNIDADE CRISTÃ – Deuteronômio 6.pdf
 
Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13
 
2.7.6 Da Infancia
2.7.6 Da Infancia2.7.6 Da Infancia
2.7.6 Da Infancia
 
Fortalecendo o relacionamento entre pais e filhos
Fortalecendo o relacionamento entre pais e filhosFortalecendo o relacionamento entre pais e filhos
Fortalecendo o relacionamento entre pais e filhos
 
Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.
Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.
Meninos Espirituais. Jr Cordeiro.
 
Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2
Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2
Livro dos Espiritos questao 205 - Evangelho - Apostolos parte 2
 
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar
( Espiritismo)   # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar( Espiritismo)   # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar
( Espiritismo) # - amag ramgis - filhos e nos # constelacao familiar
 
Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013
Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013
Jornal A Família Católica, 2 edição, julho 2013
 

Mais de Graça Maciel

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
Graça Maciel
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
Graça Maciel
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
Graça Maciel
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
Graça Maciel
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
Graça Maciel
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
Graça Maciel
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
Graça Maciel
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Graça Maciel
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
Graça Maciel
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
Graça Maciel
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
Graça Maciel
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
Graça Maciel
 
O homem depois da morte
O homem depois da morte O homem depois da morte
O homem depois da morte
Graça Maciel
 
Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia
Graça Maciel
 

Mais de Graça Maciel (20)

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
 
O homem depois da morte
O homem depois da morte O homem depois da morte
O homem depois da morte
 
Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia
 

Último

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 

Último (16)

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 

Missão dos Pais

  • 2. 582. Pode-se considerar como missão a paternidade? “É, sem contestação possível, uma verdadeira missão. É ao mesmo tempo grandíssimo dever e que envolve, mais do que o pensa o homem, a sua responsabilidade quanto ao futuro. Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
  • 3. Deus colocou o filho sob a tutela dos pais, a fim de que estes o dirijam pela senda do bem, e lhes facilitou a tarefa dando àquele uma organização débil e delicada, que o torna propício a todas as impressões. Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
  • 4. Muitos há, no entanto, que mais cuidam de aprumar as árvores do seu jardim e de fazê-las dar bons frutos em abundância, do que de formar o caráter de seu filho. Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
  • 5. Se este vier a sucumbir por culpa deles, suportarão os desgostos resultantes dessa queda e partilharão dos sofrimentos do filho na vida futura, por não terem feito o que lhes estava ao alcance para que ele avançasse na estrada do bem. Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 582.
  • 6. 583. São responsáveis os pais pelo transviamento de um filho que envereda pelo caminho do mal, apesar dos cuidados que lhe dispensaram? “Não; porém, quanto piores forem as propensões do filho, tanto mais pesada é a tarefa e tanto maior o mérito dos pais, se conseguirem desviá-lo do mau caminho.” Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 583.
  • 7. 583. a) Se um filho se torna homem de bem, não obstante a negligência ou os maus exemplos de seus pais, tiram estes daí algum proveito? “Deus é justo.” Allan Kardec – O Livro dos Espíritos, q. 583.
  • 8. Ó espíritas! compreendei agora o grande papel da Humanidade; compreendei que, quando produzis um corpo, a alma que nele encarna vem do espaço para progredir; inteirai-vos dos vossos deveres e ponde todo o vosso amor em aproximar de Deus essa alma; tal a missão que vos está confiada e cuja recompensa recebereis, se fielmente a comprirdes. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 9. Os vossos cuidados e a educação que lhe dareis auxiliarão o seu aperfeiçoamento e o seu bemestar futuro. Lembrai-vos de que a cada pai e a cada mãe perguntará Deus: Que fizestes do filho confiado à vossa guarda? Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 10. Se por culpa Vossa ele se conservou atrasado, tereis como castigo vê-lo entre os Espíritos sofredores, quando de vós dependia que fosse ditoso. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 11. Então, vós mesmos, assediados de remorsos, pedireis vos seja concedido reparar a vossa falta; solicitareis, para vós e para ele, outra encarnação em que o cerqueis de melhores cuidados e em que ele, cheio de reconhecimento, vos retribuirá com o seu amor. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 12. Não escorraceis, pois, a criancinha que repele sua mãe, nem a que vos paga com a ingratidão; não foi o acaso que a fez assim e que vo-la deu Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 13. Imperfeita intuição do passado se revela, do qual podeis deduzir que um ou outro já odiou muito, ou foi muito ofendido; que um ou outro veio para perdoar ou para expiar. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 14. Mães! abraçai o filho que vos dá desgostos e dizei convosco mesmas: Um de nós dois é culpado. Fazeivos merecedoras dos gozos divinos que Deus conjugou à maternidade, ensinando aos vossos filhos que eles estão na Terra para se aperfeiçoar, amar e bendizer. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 15. Mas oh! muitas dentre vós, em vez de eliminar por meio da educação os maus princípios inatos de existências anteriores, entretêm e desenvolvem esses princípios, por uma culposa fraqueza, ou por descuido, e, mais tarde, o vosso coração, ulcerado pela ingratidão dos vossos filhos, será para vós, já nesta vida, um começo de expiação. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 16. A tarefa não é tão difícil quanto vos possa parecer. Não exige o saber do mundo. Podem desempenhá-la assim o ignorante como o sábio, e o Espiritismo lhe facilita o desempenho, dando a conhecer a causa das imperfeições da alma humana. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 17. Desde pequenina, a criança manifesta os instintos bons ou maus que traz da sua existência anterior. A estudá-los devem os pais aplicar-se. Todos os males se originam do egoísmo e do orgulho. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 18. Espreitem, pois, os pais os menores indícios reveladores do gérmen de tais vícios e cuidem de combatê-los, sem esperar que lancem raízes profundas. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 19. Façam como o bom jardineiro, que corta os rebentos defeituosos à medida que os vê apontar na árvore. Se deixarem se desenvolvam o egoísmo e o orgulho, não se espantem de serem mais tarde pagos com a ingratidão. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 20. Quando os pais hão feito tudo o que devem pelo adiantamento moral de seus filhos, se não alcançam êxito, não têm de que se inculpar a si mesmos e podem conservar tranquila a consciência. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.
  • 21. A amargura muito natural que então lhes advém da improdutividade de seus esforços, Deus reserva grande e imensa consolação, na certeza de que se trata apenas de um retardamento, que concedido lhes será concluir noutra existência a obra agora começada e que um dia o filho ingrato os recompensará com seu amor. Allan Kardec – O evangelho segundo o espiritismo, cap. 14, item 9.