SlideShare uma empresa Scribd logo
Beneficência exclusiva
20. É acertada a beneficência,
quando praticada
exclusivamente entre pessoas da
mesma opinião, da mesma
crença, ou do mesmo partido?
S. Luís. (Paris, l860).
ESE, c. 13, item 20.
Não, porquanto precisamente
o espírito de seita e de
partido é que precisa ser
abolido, visto que são irmãos
todos os homens.
- S. Luís. (Paris, l860.)
ESE, c. 13, item 20.
O verdadeiro cristão vê somente
irmãos em seus semelhantes e
não procura saber, antes de
socorrer o necessitado, qual a
sua crença, ou a sua opinião,
seja sobre o que for.
- S. Luís. (Paris, l860.)
ESE, c. 13, item 20.
Obedeceria o cristão, porventura,
ao preceito de Jesus Cristo,
segundo o qual devemos amar os
nossos inimigos, se repelisse o
desgraçado, por professar uma
crença diferente da sua?
- S. Luís. (Paris, l860.)
ESE, c. 13, item 20.
Socorra-o, portanto, sem lhe pedir
contas à consciência, pois, se for um
inimigo da religião, esse será o meio
de conseguir que ele a ame;
repelindo-o, faria que a odiasse.
- S. Luís. (Paris, l860.)
ESE, c. 13, item 20.
O homem de bem
Respeita nos outros todas as
convicções sinceras e não
lança anátema aos que como
ele não pensam.
Allan Kardec - ESE,
c. 17, item 3.
Referente a Jesus:
Quanto aos que não os quisessem
receber, nem ouvir, recomendou ele
porventura aos apóstolos que os
amaldiçoassem, que se lhes
impusessem, que usassem de violência
e de constrangimento para os
converterem?
Allan Kardec - ESE, c. 25, item 11.
Não; mandou, pura e simplesmente,
que se fossem embora, à procura de
pessoas de boa vontade.
Allan Kardec - ESE, c. 25, item 11.
O mesmo diz hoje o Espiritismo a
seus adeptos: não violenteis nenhuma
consciência; a ninguém forceis para
que deixe a sua crença, a fim de
adotar a vossa; não anatematizeis os
que não pensem como vós; acolhei os
que venham ter convosco e deixai
tranquilos os que vos repelem.
Allan Kardec - ESE, c. 25, item 11.
Lembrai-vos das palavras do Cristo.
Outrora, o céu era tomado com
violência; hoje o é pela brandura.

Allan Kardec - ESE, c. 25, ítem 11.
839. É repreensível escandalizar na sua crença
aquele que não pensa como nós?
– É falta de caridade e
ofende a liberdade de
pensamento.
Allan Kardec – LE, 839.
840. Será atentar contra a liberdade de consciência
impor restrições às crenças que provocam
problemas à sociedade?
– Podem-se reprimir os
atos, mas a crença íntima
é inacessível.

Allan Kardec – LE, 840.
☼ Reprimir os atos exteriores de
uma crença quando ela ocasiona
um prejuízo qualquer aos outros
não é atentar contra a liberdade
de consciência, porque a
repressão não impede a pessoa
de manter a crença.
Nota de Allan Kardec – LE, 840.
841. Deve-se, em respeito à liberdade
de consciência, deixar que se
propaguem doutrinas nocivas e
pode-se, sem prejudicar essa
liberdade, procurar trazer de volta ao
caminho da verdade aqueles que se
perderam ao admitir falsos
princípios?
Allan Kardec – LE, 841.
– Certamente que sim; e até mesmo
se deve. Mas ensinai a exemplo de
Jesus, pela doçura e persuasão, e
não pela força, o que seria pior que
a crença daquele a quem se quer
convencer.

Allan Kardec – LE, 841.
Se há algo que seja permitido impor
é o bem e a fraternidade. Mas não
acreditamos que o meio de levá-los a
admitir seja agindo com violência: a
convicção não se impõe.
Allan Kardec – LE, 841.
842. Todas as doutrinas têm a pretensão de ser a única
expressão da verdade; como se pode reconhecer a que
tem o direito de se posicionar assim?
– Será aquela que faz mais homens
de bem e menos hipócritas, ou seja,
pela prática da lei de amor e de
caridade em sua maior pureza e
sua aplicação mais abrangente.
Allan Kardec – LE, 842.
A esse sinal reconheceis que uma
doutrina é boa, já que toda doutrina
que semear a desunião e estabelecer
uma demarcação entre os filhos de
Deus só pode ser falsa e nociva.
Allan Kardec – LE, 842.
Fonte: Allan Kardec - ESE, c. 13,
item 20; c. 17, item 3; c. 25, item 11.
Allan Kardec – LE, 839 A 842.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon pptNão se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Silvânio Barcelos
 
As três Revelações
As três RevelaçõesAs três Revelações
As três Revelações
Graça Maciel
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
Louis Oliver
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
Denise Aguiar
 
Os superiores e os inferiores
Os superiores e os inferioresOs superiores e os inferiores
Os superiores e os inferiores
Izabel Cristina Fonseca
 
A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.
LUCAS CANAVARRO
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
Sergio Menezes
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
Divulgador do Espiritismo
 
Roteiro 7 a terra - mundo de expiação e provas
Roteiro 7   a terra - mundo de expiação e provasRoteiro 7   a terra - mundo de expiação e provas
Roteiro 7 a terra - mundo de expiação e provas
Bruno Cechinel Filho
 
Visão espírita da atualidade
Visão espírita da atualidadeVisão espírita da atualidade
Visão espírita da atualidade
Izabel Cristina Fonseca
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
paikachambi
 
A páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espíritaA páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espírita
Graça Maciel
 
Simpatias e antipatias terrenas
Simpatias e antipatias terrenasSimpatias e antipatias terrenas
Simpatias e antipatias terrenas
Ana Cláudia Leal Felgueiras
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesus
home
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
Izabel Cristina Fonseca
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefa
umecamaqua
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
Ronaldo Pereira Rodrigues
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
Helio Cruz
 

Mais procurados (20)

Não se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon pptNão se pode servir a deus e a mamon ppt
Não se pode servir a deus e a mamon ppt
 
As três Revelações
As três RevelaçõesAs três Revelações
As três Revelações
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
 
Os superiores e os inferiores
Os superiores e os inferioresOs superiores e os inferiores
Os superiores e os inferiores
 
A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
 
Roteiro 7 a terra - mundo de expiação e provas
Roteiro 7   a terra - mundo de expiação e provasRoteiro 7   a terra - mundo de expiação e provas
Roteiro 7 a terra - mundo de expiação e provas
 
Visão espírita da atualidade
Visão espírita da atualidadeVisão espírita da atualidade
Visão espírita da atualidade
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
 
A páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espíritaA páscoa na visão espírita
A páscoa na visão espírita
 
Simpatias e antipatias terrenas
Simpatias e antipatias terrenasSimpatias e antipatias terrenas
Simpatias e antipatias terrenas
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesus
 
A felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundoA felicidade não é deste mundo
A felicidade não é deste mundo
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefa
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
 

Destaque

Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
Izabel Cristina Fonseca
 
Destruição 2
Destruição 2Destruição 2
Destruição 2
Izabel Cristina Fonseca
 
Paraiso, inferno
Paraiso, infernoParaiso, inferno
Paraiso, inferno
Izabel Cristina Fonseca
 
Afastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritosAfastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritos
Graça Maciel
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
Graça Maciel
 
Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7
Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7
Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7
Graça Maciel
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
Divulgador do Espiritismo
 
A prece
A prece A prece
A prece
Graça Maciel
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
Graça Maciel
 
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Graça Maciel
 

Destaque (10)

Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
Destruição 2
Destruição 2Destruição 2
Destruição 2
 
Paraiso, inferno
Paraiso, infernoParaiso, inferno
Paraiso, inferno
 
Afastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritosAfastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritos
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
 
Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7
Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7
Moisés e sua missão - os hebreus na terra prometida n.7
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
 
A prece
A prece A prece
A prece
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
 
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
 

Semelhante a Respeito a crença alheia

Coragem da fé
Coragem da féCoragem da fé
Coragem da fé
Graça Maciel
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Patricia Farias
 
LE 475 e ESE cap3 item19
LE 475 e ESE cap3 item19LE 475 e ESE cap3 item19
LE 475 e ESE cap3 item19
Patricia Farias
 
Profecia Para Nossos Dias
Profecia Para Nossos DiasProfecia Para Nossos Dias
Profecia Para Nossos Dias
Edilson Gomes
 
Desfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismoDesfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismo
Graça Maciel
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
Patricia Farias
 
Fé vitoriosa
Fé vitoriosaFé vitoriosa
Fé vitoriosa
Helio Cruz
 
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos  Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
manumino
 
MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1
MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1
MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1
Uma Luz além do Mundo
 
Adventistas do setimo dia ii
Adventistas do setimo dia iiAdventistas do setimo dia ii
Adventistas do setimo dia ii
Edilson Gomes
 
Reconciliação com os adversarios
Reconciliação com os adversariosReconciliação com os adversarios
Reconciliação com os adversarios
Rivaldo Guedes Corrêa. Jr
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
Graça Maciel
 
Preces Gerais - Oração Dominical
Preces Gerais - Oração DominicalPreces Gerais - Oração Dominical
Preces Gerais - Oração Dominical
Eduardo Henrique Marçal
 
Livro ebook-o-escandalo-da-cruz
Livro ebook-o-escandalo-da-cruzLivro ebook-o-escandalo-da-cruz
Livro ebook-o-escandalo-da-cruz
jackson santos
 
11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos
JPS Junior
 
Reflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdf
Reflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdfReflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdf
Reflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdf
Pedro Siena
 
Amem seus inimigos
Amem seus inimigosAmem seus inimigos
Amem seus inimigos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOSESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
Patricia Farias
 
Viveras para sempre
Viveras para sempreViveras para sempre
Viveras para sempre
Ailton Guimaraes
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
Graça Maciel
 

Semelhante a Respeito a crença alheia (20)

Coragem da fé
Coragem da féCoragem da fé
Coragem da fé
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
 
LE 475 e ESE cap3 item19
LE 475 e ESE cap3 item19LE 475 e ESE cap3 item19
LE 475 e ESE cap3 item19
 
Profecia Para Nossos Dias
Profecia Para Nossos DiasProfecia Para Nossos Dias
Profecia Para Nossos Dias
 
Desfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismoDesfrutar a luz do espiritismo
Desfrutar a luz do espiritismo
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
 
Fé vitoriosa
Fé vitoriosaFé vitoriosa
Fé vitoriosa
 
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos  Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
 
MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1
MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1
MENSAGEM DO GRAAL"NA LUZ DA VERDADE" - ABDRUSCHIN - VOL1
 
Adventistas do setimo dia ii
Adventistas do setimo dia iiAdventistas do setimo dia ii
Adventistas do setimo dia ii
 
Reconciliação com os adversarios
Reconciliação com os adversariosReconciliação com os adversarios
Reconciliação com os adversarios
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 
Preces Gerais - Oração Dominical
Preces Gerais - Oração DominicalPreces Gerais - Oração Dominical
Preces Gerais - Oração Dominical
 
Livro ebook-o-escandalo-da-cruz
Livro ebook-o-escandalo-da-cruzLivro ebook-o-escandalo-da-cruz
Livro ebook-o-escandalo-da-cruz
 
11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos
 
Reflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdf
Reflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdfReflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdf
Reflexoes Cristas Cristianismo e Cultura (Encontro 2 de 8).pdf
 
Amem seus inimigos
Amem seus inimigosAmem seus inimigos
Amem seus inimigos
 
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOSESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
 
Viveras para sempre
Viveras para sempreViveras para sempre
Viveras para sempre
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
 

Mais de Graça Maciel

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
Graça Maciel
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
Graça Maciel
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
Graça Maciel
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
Graça Maciel
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
Graça Maciel
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
Graça Maciel
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
Graça Maciel
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
Graça Maciel
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Graça Maciel
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
Graça Maciel
 
Missão dos Pais
Missão dos PaisMissão dos Pais
Missão dos Pais
Graça Maciel
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
Graça Maciel
 
O homem depois da morte
O homem depois da morte O homem depois da morte
O homem depois da morte
Graça Maciel
 
Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia
Graça Maciel
 
Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1
Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1
Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1
Graça Maciel
 

Mais de Graça Maciel (20)

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
 
Missão dos Pais
Missão dos PaisMissão dos Pais
Missão dos Pais
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
 
O homem depois da morte
O homem depois da morte O homem depois da morte
O homem depois da morte
 
Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia
 
Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1
Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1
Desmascarar a hipocrisia e a mentira - parte 1
 

Último

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 

Último (11)

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 

Respeito a crença alheia

  • 1.
  • 2. Beneficência exclusiva 20. É acertada a beneficência, quando praticada exclusivamente entre pessoas da mesma opinião, da mesma crença, ou do mesmo partido? S. Luís. (Paris, l860). ESE, c. 13, item 20.
  • 3. Não, porquanto precisamente o espírito de seita e de partido é que precisa ser abolido, visto que são irmãos todos os homens. - S. Luís. (Paris, l860.) ESE, c. 13, item 20.
  • 4. O verdadeiro cristão vê somente irmãos em seus semelhantes e não procura saber, antes de socorrer o necessitado, qual a sua crença, ou a sua opinião, seja sobre o que for. - S. Luís. (Paris, l860.) ESE, c. 13, item 20.
  • 5. Obedeceria o cristão, porventura, ao preceito de Jesus Cristo, segundo o qual devemos amar os nossos inimigos, se repelisse o desgraçado, por professar uma crença diferente da sua? - S. Luís. (Paris, l860.) ESE, c. 13, item 20.
  • 6. Socorra-o, portanto, sem lhe pedir contas à consciência, pois, se for um inimigo da religião, esse será o meio de conseguir que ele a ame; repelindo-o, faria que a odiasse. - S. Luís. (Paris, l860.) ESE, c. 13, item 20.
  • 7. O homem de bem Respeita nos outros todas as convicções sinceras e não lança anátema aos que como ele não pensam. Allan Kardec - ESE, c. 17, item 3.
  • 8. Referente a Jesus: Quanto aos que não os quisessem receber, nem ouvir, recomendou ele porventura aos apóstolos que os amaldiçoassem, que se lhes impusessem, que usassem de violência e de constrangimento para os converterem? Allan Kardec - ESE, c. 25, item 11.
  • 9. Não; mandou, pura e simplesmente, que se fossem embora, à procura de pessoas de boa vontade. Allan Kardec - ESE, c. 25, item 11.
  • 10. O mesmo diz hoje o Espiritismo a seus adeptos: não violenteis nenhuma consciência; a ninguém forceis para que deixe a sua crença, a fim de adotar a vossa; não anatematizeis os que não pensem como vós; acolhei os que venham ter convosco e deixai tranquilos os que vos repelem. Allan Kardec - ESE, c. 25, item 11.
  • 11. Lembrai-vos das palavras do Cristo. Outrora, o céu era tomado com violência; hoje o é pela brandura. Allan Kardec - ESE, c. 25, ítem 11.
  • 12. 839. É repreensível escandalizar na sua crença aquele que não pensa como nós? – É falta de caridade e ofende a liberdade de pensamento. Allan Kardec – LE, 839.
  • 13. 840. Será atentar contra a liberdade de consciência impor restrições às crenças que provocam problemas à sociedade? – Podem-se reprimir os atos, mas a crença íntima é inacessível. Allan Kardec – LE, 840.
  • 14. ☼ Reprimir os atos exteriores de uma crença quando ela ocasiona um prejuízo qualquer aos outros não é atentar contra a liberdade de consciência, porque a repressão não impede a pessoa de manter a crença. Nota de Allan Kardec – LE, 840.
  • 15. 841. Deve-se, em respeito à liberdade de consciência, deixar que se propaguem doutrinas nocivas e pode-se, sem prejudicar essa liberdade, procurar trazer de volta ao caminho da verdade aqueles que se perderam ao admitir falsos princípios? Allan Kardec – LE, 841.
  • 16. – Certamente que sim; e até mesmo se deve. Mas ensinai a exemplo de Jesus, pela doçura e persuasão, e não pela força, o que seria pior que a crença daquele a quem se quer convencer. Allan Kardec – LE, 841.
  • 17. Se há algo que seja permitido impor é o bem e a fraternidade. Mas não acreditamos que o meio de levá-los a admitir seja agindo com violência: a convicção não se impõe. Allan Kardec – LE, 841.
  • 18. 842. Todas as doutrinas têm a pretensão de ser a única expressão da verdade; como se pode reconhecer a que tem o direito de se posicionar assim? – Será aquela que faz mais homens de bem e menos hipócritas, ou seja, pela prática da lei de amor e de caridade em sua maior pureza e sua aplicação mais abrangente. Allan Kardec – LE, 842.
  • 19. A esse sinal reconheceis que uma doutrina é boa, já que toda doutrina que semear a desunião e estabelecer uma demarcação entre os filhos de Deus só pode ser falsa e nociva. Allan Kardec – LE, 842.
  • 20. Fonte: Allan Kardec - ESE, c. 13, item 20; c. 17, item 3; c. 25, item 11. Allan Kardec – LE, 839 A 842.