SlideShare uma empresa Scribd logo
LINGUAGEM E LÍNGUA Uma relação entre usuários
LINGUAGEM Linguagem é uma atividade humana que, nas representações de mundo que constrói, revela aspectos históricos, sociais e culturais.  É por meio da linguagem que o ser humano organiza e dá forma às suas experiências.  Seu uso ocorre na interação social e pressupõe a existência de interlocutores.
EXEMPLOS DE LINGUAGEM Língua
LÍNGUAS
PINTURA
DANÇA
LOGOTIPOS
QUADRINHOS
GESTOS
MÚSICA
LÍNGUA  É um sistema de representação socialmente construído, constituído por signos linguísticos. SIGNIFICANTE SIGNIFICADO Cão (português) Dog (inglês) Chien (francês) Cane  (italiano)
SIGNO LINGUÍSTICO As linguagens utilizadas pelos seres humanos pressupõem conhecimento, por parte de seus usuários, do valo simbólico dos seus signos; É um acordo entre os usuários – o contrário impossibilita a comunicação.
SIGNO LINGUÍSTICO Unidade de significação que possui dupla face: SIGNIFICANTE Suporte para uma ideia;  sequência de sons que se combinam para formar palavras; SIGNIFICADO  Conceito; A própria ideia ou conteúdo intelectual.
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO CONTEXTO EMISSOR  MENSAGEM  RECEPTOR CANAL CÓDIGO
OS ELEMENTOS E AS FUNÇÕES DA LINGUAGEM EMISSOR – FUNÇÃO EMOTIVA;EXPRESSIVA -  1 CONTEXTO – FUNÇÃO REFERENCIAL RECEPTOR – FUNÇÃO CONATIVA; APELATIVA CANAL –  FUNÇÃO FÁTICA CÓDIGO – FUNÇÃO METALINGUÍSTICA MENSAGEM – FUNÇÃO POÉTICA
FUNÇÃO EMOTIVA Por meio dessa função, o emissor imprime no texto as marcas de sua atitude pessoal: emoções, opiniões, avaliações. Podemos sentir no texto a presença do emissor (que pode ser clara ou sutil). Está presentes nas cartas pessoais, resenhas críticas, na poesia confessional, nas canções sentimentais
FUNÇÃO REFERENCIAL Referente é  o objeto ou situação de que a mensagem trata. A função referencial privilegia justamente o referente da mensagem, buscando transmitir informações objetivas sobre ele. Valoriza-se, assim, o objeto ou a situação de que trata a mensagem, sem que haja manifestações pessoais ou persuasivas. Está nos textos de caráter científico e em muitos textos jornalísticos.
FUNÇÃO CONATIVA A palavra conativo provém do latim conatus, que significa “esforço ou ação que procura impor-se a uma resistência”. Essa função procura organizar o texto de forma a que se imponha sobre o receptor da mensagem, persuadindo-o, seduzindo-o. nas mensagens em que predomina essa função (como por exemplo as publicitárias), busca-se envolver o leitor com o conteúdo transmitido, levando-o a adotar  este ou aquele comportamento
FUNÇÃO FÁTICA A palavra fático vem do grego phátis, que significa “ruído, rumor”. Foi utilizada inicialmente para designar certas formas que se usam para chamar a atenção (psiu, ahn, ei). Essa função ocorre quando a mensagem se orienta sobre o canal de comunicação ou contato, buscando verificar e fortalecer sua eficiência. Para ela contribuem nos textos escritos desde a disposição gráfica sobre o papel até a seleção vocabular e as estruturas de frase utilizadas.
FUNÇÃO METALINGUÍSTICA Quando a linguagem se volta sobre si mesma, transformando-se em seu próprio referente.  Os textos metalinguísticos têm sua mensagem orientada para os elementos do código, explicando-os, definindo-os ou analisando-os. É isso que acontece nos dicionários, nos textos que estudam ou interpretam outros textos, nos poemas que falam da própria poesia, nas canções que falam de outras canções ou de como se fazem canções.
FUNÇÃO POÉTICA Quando a mensagem é elaborada de forma inovadora e imprevista, utilizando combinações sonoras ou rítmicas, jogos de imagens ou de ideias. Nessa função, a linguagem é manipulada de forma pouco convencional, capaz de despertar no leitor surpresa e prazer estético.  Predomina na poesia, mas pode também ser encontrada em textos publicitários, em determinadas formas jornalísticas e populares (crônicas e provérbios)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Linguagem e língua
Linguagem e línguaLinguagem e língua
Linguagem e língua
Maninho Walker
 
TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...
TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...
TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...
Joyce Nascimento
 
Tipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagemTipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagem
Lucia Helena Pereira
 
Linguagem comunicação e interação
Linguagem comunicação e interaçãoLinguagem comunicação e interação
Linguagem comunicação e interação
Margarete Nogueira
 
Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1
Maninho Walker
 
LÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEMLÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEM
Fatima Andreia Tamanini
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Éric Santos
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
Seduc/AM
 
AULA 1 - LINGUAGEM
AULA 1 - LINGUAGEMAULA 1 - LINGUAGEM
AULA 1 - LINGUAGEM
aulasdejornalismo
 
Língua(s), linguagens e comunicação
Língua(s), linguagens e comunicaçãoLíngua(s), linguagens e comunicação
Língua(s), linguagens e comunicação
ArnaldoSobrinho
 
Interpretação de texto
Interpretação de textoInterpretação de texto
Interpretação de texto
Cicero Luciano
 
Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas.
Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas. Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas.
Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas.
Ailton Moreira
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
7 de Setembro
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
efcamargo1968
 
Lingua e fala
Lingua e falaLingua e fala
Lingua e fala
Jamille Rabelo
 
português instrumental
  português instrumental  português instrumental
português instrumental
Jhosafá de Kastro
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
Flávio Ferreira
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
Jirede Abisai
 
Slides oficina tp 2
Slides  oficina tp 2Slides  oficina tp 2
Slides oficina tp 2
Sadiasoares
 

Mais procurados (20)

Linguagem e língua
Linguagem e línguaLinguagem e língua
Linguagem e língua
 
TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...
TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...
TCC AS CONCEPÇÕES DE LÍNGUAGEM: Diagnóstico para proposta de intervenção no c...
 
Tipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagemTipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagem
 
Linguagem comunicação e interação
Linguagem comunicação e interaçãoLinguagem comunicação e interação
Linguagem comunicação e interação
 
Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1
 
LÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEMLÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEM
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
 
AULA 1 - LINGUAGEM
AULA 1 - LINGUAGEMAULA 1 - LINGUAGEM
AULA 1 - LINGUAGEM
 
Língua(s), linguagens e comunicação
Língua(s), linguagens e comunicaçãoLíngua(s), linguagens e comunicação
Língua(s), linguagens e comunicação
 
Interpretação de texto
Interpretação de textoInterpretação de texto
Interpretação de texto
 
Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas.
Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas. Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas.
Concepções de linguagem e sua implicação para o ensino de línguas.
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
 
Lingua e fala
Lingua e falaLingua e fala
Lingua e fala
 
português instrumental
  português instrumental  português instrumental
português instrumental
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
 
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
 
Linguagem, língua e fala
Linguagem, língua e falaLinguagem, língua e fala
Linguagem, língua e fala
 
Slides oficina tp 2
Slides  oficina tp 2Slides  oficina tp 2
Slides oficina tp 2
 

Destaque

Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Bovary16
 
Funções da linguagem slides
Funções da linguagem slidesFunções da linguagem slides
Funções da linguagem slides
nunesmaril
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Karen Olivan
 
Linguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbalLinguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbal
Andreia Jaqueline Bach
 
Comunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não VerbalComunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não Verbal
Andreza Oliveira
 
Linguagem verbal e não verbal aula 03
Linguagem verbal e não verbal   aula 03Linguagem verbal e não verbal   aula 03
Linguagem verbal e não verbal aula 03
Jorge Martins
 
Lenitaaa
LenitaaaLenitaaa
Signolingustico 130722180318-phpapp02
Signolingustico 130722180318-phpapp02Signolingustico 130722180318-phpapp02
Signolingustico 130722180318-phpapp02
Gabriel Henrique
 
A leitura
A leituraA leitura
A leitura
na educação
 
Claudia pre alfa
Claudia pre alfaClaudia pre alfa
Claudia pre alfa
Abner Silvio
 
Leitura e producao textual
Leitura e producao textualLeitura e producao textual
Leitura e producao textual
MARYBACELA
 
Linguagens, c¢digos e suas tecnologias
Linguagens, c¢digos e suas tecnologiasLinguagens, c¢digos e suas tecnologias
Linguagens, c¢digos e suas tecnologias
jullyvi
 
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
Aline Gomes
 
As funções da linguagem
As funções da linguagemAs funções da linguagem
As funções da linguagem
Gleice Solozabal
 
diferentes tipos de textos
diferentes tipos de textosdiferentes tipos de textos
diferentes tipos de textos
Marcia Silva
 
Linguagens, códigos e suas tecnologias gabarito
Linguagens, códigos e suas tecnologias gabaritoLinguagens, códigos e suas tecnologias gabarito
Linguagens, códigos e suas tecnologias gabarito
fsolidaria
 
Teoria textual - interlocutor e contexto
Teoria textual - interlocutor e contextoTeoria textual - interlocutor e contexto
Teoria textual - interlocutor e contexto
ProfFernandaBraga
 
Interlocução e Contexto
Interlocução e ContextoInterlocução e Contexto
Interlocução e Contexto
ProfFernandaBraga
 
Morfologia - Pronome
Morfologia - PronomeMorfologia - Pronome
Morfologia - Pronome
Sadrak Silva
 
Atitudes Comunicacionais e Efeitos no Interlocutor
Atitudes Comunicacionais e Efeitos no InterlocutorAtitudes Comunicacionais e Efeitos no Interlocutor
Atitudes Comunicacionais e Efeitos no Interlocutor
Gabriela Duarte
 

Destaque (20)

Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Funções da linguagem slides
Funções da linguagem slidesFunções da linguagem slides
Funções da linguagem slides
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
 
Linguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbalLinguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbal
 
Comunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não VerbalComunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não Verbal
 
Linguagem verbal e não verbal aula 03
Linguagem verbal e não verbal   aula 03Linguagem verbal e não verbal   aula 03
Linguagem verbal e não verbal aula 03
 
Lenitaaa
LenitaaaLenitaaa
Lenitaaa
 
Signolingustico 130722180318-phpapp02
Signolingustico 130722180318-phpapp02Signolingustico 130722180318-phpapp02
Signolingustico 130722180318-phpapp02
 
A leitura
A leituraA leitura
A leitura
 
Claudia pre alfa
Claudia pre alfaClaudia pre alfa
Claudia pre alfa
 
Leitura e producao textual
Leitura e producao textualLeitura e producao textual
Leitura e producao textual
 
Linguagens, c¢digos e suas tecnologias
Linguagens, c¢digos e suas tecnologiasLinguagens, c¢digos e suas tecnologias
Linguagens, c¢digos e suas tecnologias
 
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
4 Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
 
As funções da linguagem
As funções da linguagemAs funções da linguagem
As funções da linguagem
 
diferentes tipos de textos
diferentes tipos de textosdiferentes tipos de textos
diferentes tipos de textos
 
Linguagens, códigos e suas tecnologias gabarito
Linguagens, códigos e suas tecnologias gabaritoLinguagens, códigos e suas tecnologias gabarito
Linguagens, códigos e suas tecnologias gabarito
 
Teoria textual - interlocutor e contexto
Teoria textual - interlocutor e contextoTeoria textual - interlocutor e contexto
Teoria textual - interlocutor e contexto
 
Interlocução e Contexto
Interlocução e ContextoInterlocução e Contexto
Interlocução e Contexto
 
Morfologia - Pronome
Morfologia - PronomeMorfologia - Pronome
Morfologia - Pronome
 
Atitudes Comunicacionais e Efeitos no Interlocutor
Atitudes Comunicacionais e Efeitos no InterlocutorAtitudes Comunicacionais e Efeitos no Interlocutor
Atitudes Comunicacionais e Efeitos no Interlocutor
 

Semelhante a Linguagem e língua 97

Figuras de linguagem apresentação
Figuras de linguagem   apresentaçãoFiguras de linguagem   apresentação
Figuras de linguagem apresentação
Zenia Ferreira
 
Figuras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
Figuras de linguagem - Profª. Zenia FerreiraFiguras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
Figuras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
Antonio Luiz
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Pedro Barros
 
Tecnico em edificações senai matéria para prova resumão português
Tecnico em edificações senai matéria para prova resumão portuguêsTecnico em edificações senai matéria para prova resumão português
Tecnico em edificações senai matéria para prova resumão português
Mil Pereira
 
Filosofia - Linguagem
Filosofia - LinguagemFilosofia - Linguagem
Filosofia - Linguagem
Luca Jara
 
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º AnoProfª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.pptTEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
evandro163685
 
FUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptx
FUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptxFUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptx
FUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptx
JESSICAALVES771115
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
Lilian Lima
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Ruddy's Santos
 
Apostila jurídica
Apostila jurídicaApostila jurídica
Apostila jurídica
moisesvictormagalhaes
 
Funções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason limaFunções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason lima
jasonrplima
 
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais PompeuLinguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Alexandre Cavalcanti
 
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdfLINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
IgorMarquez3
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
professorakathia
 
Leitura e produção
Leitura e produçãoLeitura e produção
Leitura e produção
Kelly Ariane Buás Bráz
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Sadrak Silva
 
Texto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literárioTexto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literário
Don Veneziani
 
Texto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literárioTexto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literário
vinivs
 

Semelhante a Linguagem e língua 97 (20)

Figuras de linguagem apresentação
Figuras de linguagem   apresentaçãoFiguras de linguagem   apresentação
Figuras de linguagem apresentação
 
Figuras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
Figuras de linguagem - Profª. Zenia FerreiraFiguras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
Figuras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Tecnico em edificações senai matéria para prova resumão português
Tecnico em edificações senai matéria para prova resumão portuguêsTecnico em edificações senai matéria para prova resumão português
Tecnico em edificações senai matéria para prova resumão português
 
Filosofia - Linguagem
Filosofia - LinguagemFilosofia - Linguagem
Filosofia - Linguagem
 
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º AnoProfª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
Profª Márcia Lídia | Gramática | Aulas 21 e 22 | 1º Ano
 
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.pptTEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
TEORIA-DA-COMUNICAÇÃO.ppt
 
FUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptx
FUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptxFUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptx
FUNÇÕES DA LINGUAGEM.pptx
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Apostila jurídica
Apostila jurídicaApostila jurídica
Apostila jurídica
 
Funções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason limaFunções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason lima
 
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais PompeuLinguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
Linguagem e teoria da comunicação gestão.-Thais Pompeu
 
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdfLINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
 
Leitura e produção
Leitura e produçãoLeitura e produção
Leitura e produção
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Texto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literárioTexto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literário
 
Texto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literárioTexto literário e texto não literário
Texto literário e texto não literário
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

Linguagem e língua 97

  • 1. LINGUAGEM E LÍNGUA Uma relação entre usuários
  • 2. LINGUAGEM Linguagem é uma atividade humana que, nas representações de mundo que constrói, revela aspectos históricos, sociais e culturais. É por meio da linguagem que o ser humano organiza e dá forma às suas experiências. Seu uso ocorre na interação social e pressupõe a existência de interlocutores.
  • 11. LÍNGUA É um sistema de representação socialmente construído, constituído por signos linguísticos. SIGNIFICANTE SIGNIFICADO Cão (português) Dog (inglês) Chien (francês) Cane (italiano)
  • 12. SIGNO LINGUÍSTICO As linguagens utilizadas pelos seres humanos pressupõem conhecimento, por parte de seus usuários, do valo simbólico dos seus signos; É um acordo entre os usuários – o contrário impossibilita a comunicação.
  • 13. SIGNO LINGUÍSTICO Unidade de significação que possui dupla face: SIGNIFICANTE Suporte para uma ideia; sequência de sons que se combinam para formar palavras; SIGNIFICADO Conceito; A própria ideia ou conteúdo intelectual.
  • 14. ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO CONTEXTO EMISSOR MENSAGEM RECEPTOR CANAL CÓDIGO
  • 15. OS ELEMENTOS E AS FUNÇÕES DA LINGUAGEM EMISSOR – FUNÇÃO EMOTIVA;EXPRESSIVA - 1 CONTEXTO – FUNÇÃO REFERENCIAL RECEPTOR – FUNÇÃO CONATIVA; APELATIVA CANAL – FUNÇÃO FÁTICA CÓDIGO – FUNÇÃO METALINGUÍSTICA MENSAGEM – FUNÇÃO POÉTICA
  • 16. FUNÇÃO EMOTIVA Por meio dessa função, o emissor imprime no texto as marcas de sua atitude pessoal: emoções, opiniões, avaliações. Podemos sentir no texto a presença do emissor (que pode ser clara ou sutil). Está presentes nas cartas pessoais, resenhas críticas, na poesia confessional, nas canções sentimentais
  • 17. FUNÇÃO REFERENCIAL Referente é o objeto ou situação de que a mensagem trata. A função referencial privilegia justamente o referente da mensagem, buscando transmitir informações objetivas sobre ele. Valoriza-se, assim, o objeto ou a situação de que trata a mensagem, sem que haja manifestações pessoais ou persuasivas. Está nos textos de caráter científico e em muitos textos jornalísticos.
  • 18. FUNÇÃO CONATIVA A palavra conativo provém do latim conatus, que significa “esforço ou ação que procura impor-se a uma resistência”. Essa função procura organizar o texto de forma a que se imponha sobre o receptor da mensagem, persuadindo-o, seduzindo-o. nas mensagens em que predomina essa função (como por exemplo as publicitárias), busca-se envolver o leitor com o conteúdo transmitido, levando-o a adotar este ou aquele comportamento
  • 19. FUNÇÃO FÁTICA A palavra fático vem do grego phátis, que significa “ruído, rumor”. Foi utilizada inicialmente para designar certas formas que se usam para chamar a atenção (psiu, ahn, ei). Essa função ocorre quando a mensagem se orienta sobre o canal de comunicação ou contato, buscando verificar e fortalecer sua eficiência. Para ela contribuem nos textos escritos desde a disposição gráfica sobre o papel até a seleção vocabular e as estruturas de frase utilizadas.
  • 20. FUNÇÃO METALINGUÍSTICA Quando a linguagem se volta sobre si mesma, transformando-se em seu próprio referente. Os textos metalinguísticos têm sua mensagem orientada para os elementos do código, explicando-os, definindo-os ou analisando-os. É isso que acontece nos dicionários, nos textos que estudam ou interpretam outros textos, nos poemas que falam da própria poesia, nas canções que falam de outras canções ou de como se fazem canções.
  • 21. FUNÇÃO POÉTICA Quando a mensagem é elaborada de forma inovadora e imprevista, utilizando combinações sonoras ou rítmicas, jogos de imagens ou de ideias. Nessa função, a linguagem é manipulada de forma pouco convencional, capaz de despertar no leitor surpresa e prazer estético. Predomina na poesia, mas pode também ser encontrada em textos publicitários, em determinadas formas jornalísticas e populares (crônicas e provérbios)