SlideShare uma empresa Scribd logo
FUNÇÕES DA
LINGUAGEM
ELEMENTOS DA
        COMUNICAÇÃO
• Emissor – emite, codifica a mensagem
• Receptor – recebe, decodifica a mensagem
• Mensagem- conteúdo transmitido pelo emissor
• Código – conjunto de signos usado na transmissão e recepção
  da mensagem
• Referente – contexto relacionado a emissor e receptor
• Canal – meio pelo qual circula a mensagem

Obs: as atitudes e reações dos comunicantes são também
  referentes e exercem influência sobre a comunicação.
Funções da Linguagem
    O emissor, ao transmitir uma mensagem, sempre tem um objetivo: informar
    algo, demonstrar seus sentimentos, ou convencer alguém a fazer algo, entre
    outros; consequentemente, a linguagem passa a ter uma função, que são as
    seguintes:
•   Função Referencial
•   Função Conativa
•   Função Emotiva
•   Função Metalinguística
•   Função Fática
•   Função Poética
Obs: em um mesmo contexto, duas ou
 mais funções podem ocorrer
 simultaneamente: uma poesia em que
 o autor discorra sobre o que ele
 sente ao escrever poesias tem as
 linguagens poética, emotiva e
 metalingüística ao mesmo tempo.
Função Referencial
• Quando o objetivo do emissor é
  informar, ocorre a função
  referencial, também chamada de
  denotativa ou de informativa. São
  exemplos de função denotativa a
  linguagem jornalística e a científica.
• Ex: Numa cesta de vime temos um
  cacho de uvas, duas laranjas, dois
  limões, uma maçã vermelha e uma
  pêra.
Função Referencial
• Centralizada no referente.
• Quando o emissor procura oferecer informações
  da realidade.
• Objetiva.
• Direta.
• Denotativa.
• Prevalecendo a 3ª pessoa do singular.
• Linguagem usada nas notícias de jornal e livros
  científicos.
Função Conativa
  Ocorre a função conativa, ou apelativa, quando o
  emissor tenta convencer o recepto a praticar
  determinada ação. É comum o uso do verbo no
  Imperativo, como “Compre aqui e concorra a
  este lindo carro”.

• “Compre aqui...” é a tentativa do emissor de
  convencer o receptor a praticar a ação de comprar
  ali.
Função Conativa
• Centraliza-se no receptor.
• O emissor procura influenciar o
  comportamento do receptor.
• Como o emissor se dirige ao receptor, é
  comum o uso de tu e você, ou nome da
  pessoa, além dos vocativos e imperativo.
• Usada nos discursos, sermões e
  propagandas que se dirigem diretamente ao
  consumidor.
Função Emotiva
Quando o emissor demonstra seus
 sentimentos ou emite suas opiniões ou
 sensações a respeito de algum
 assunto ou pessoa, acontece a função
 emotiva, também chamada de
 expressiva.
• Ex: Nós o amamos muito, Romário!!
Função Emotiva
• Centralizada no emissor, revelando
  sua opinião, sua emoção.
• Nela prevalece a 1ª pessoa do
  singular, interjeições e exclamações.
• É a linguagem das biografias,
  memórias, poesias líricas e cartas de
  amor.
Função Metalingüística
É a utilização do código para falar
dele mesmo: uma pessoa falando do
ato de falar, outra escrevendo sobre
o ato de escrever, palavras que
explicam o significado de outra
palavra.
• Ex: Escrevo porque gosto de
  escrever. Ao passar as idéias para o
  papel, sinto-me realizada...
Função Metalingüística
• Centralizada no código, usando linguagem para
  falar dela mesma.
• A poesia que fala da poesia, da sua função e do
  poeta, um texto que comenta outro texto.
• Principalmente dicionários são repositórios de
  metalinguagem.

Obs: em um mesmo texto podem aparecer várias
  funções da linguagem. O importante é saber qual a
  função predominante no texto, para então defini-
  lo.
Função Fática
A função fática ocorre, quando o
 emissor testa o canal de comunicação,
 a fim de observar se o receptor o
 entendeu. São perguntas como “não é
 mesmo?”, “você está entendendo?”,
 “cê tá ligado?”, ou frases como “alô!”,
 “oi”.
• Ex: Alô Houston! A missão foi
  cumprida, ok? Devo voltar à nave?
  Alguém me ouve? Alô!!
Função Fática
• Centralizada no canal, tendo como
  objetivo prolongar ou não o contato
  com o receptor, ou testar a eficiência
  do canal.
• Linguagem das falas telefônicas,
  saudações e similares.
Função Poética
É a linguagem das obras literárias,
principalmente das poesias, em que as
palavras são escolhidas e dispostas
de maneira que se tornem singulares.
• Ex:
            CLÍMAX
        No peito a mata
         aperta o pranto
        do olhar do louco
          pra meia-lua.
               (...)
Função Poética
• Centralizada na mensagem, revelando
  recursos imaginativos criados pelo emissor.
• Afetiva, sugestiva, conotativa, ela é
  metafórica. Valorizam-se as palavras, suas
  combinações.
• É a linguagem figurada apresentada em
  obras literárias, letras de música, em
  algumas propagandas, etc.
Qual é a função?
Nesse eu confio.

Esse eu garanto.
Beba Coca-cola

Esponja 3M. Agora com
     anti-bactérias
Shhhhhhh!

          Psiu!

Você sabe o que é injeção
        eletrônica?
Agora é a sua vez...


Escreva duas frases para
      cada função.
Até mais...



              Profª-Cassia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIAAULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
aulasdejornalismo
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Morfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes GramaticaisMorfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes Gramaticais
Portal do Vestibulando
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Cláudia Heloísa
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
whybells
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
Maurício Marques
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Características do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitárioCaracterísticas do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitário
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Pontuacao
PontuacaoPontuacao
Pontuacao
Flávio Ferreira
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Adrielle Itaparica
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Cynthia Funchal
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
Elizabeth Vicente da Silva
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
Aliffer Murillo Laguna
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
Fábio Guimarães
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
Faell Vasconcelos
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
Kelvin Illitch Santos
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Jose Manuel Alho
 

Mais procurados (20)

AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIAAULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
AULA 3 - COESÃO E COERÊNCIA
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Morfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes GramaticaisMorfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes Gramaticais
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Características do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitárioCaracterísticas do anúncio publicitário
Características do anúncio publicitário
 
Pontuacao
PontuacaoPontuacao
Pontuacao
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 

Semelhante a 10.funções da linguagem

FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).pptFUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
CAMILACRISTINASILVAB
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercícios
Sônia Sochiarelli
 
Funções da linguagem 3
Funções da linguagem   3Funções da linguagem   3
Funções da linguagem 3
nixsonmachado
 
Funcões da linguagem
Funcões da linguagemFuncões da linguagem
Funcões da linguagem
Aguinaldo Do Carmo
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Renata Haratani
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
nixsonmachado
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
Lilian Lima
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Ruddy's Santos
 
figuras de linguagem.ppt
figuras de linguagem.pptfiguras de linguagem.ppt
figuras de linguagem.ppt
SecretariaMundeEduca
 
Funções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason limaFunções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason lima
jasonrplima
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Pedro Barros
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Maria De Lourdes Ramos
 
Funções linguísticas
Funções linguísticasFunções linguísticas
Funções linguísticas
paulozac2012
 
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para EnemRevisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
Rogério Souza
 
Funções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason LimaFunções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason Lima
jasonrplima
 
Funções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptxFunções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptx
Luana Lopes Martins
 
funcoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdffuncoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdf
Rogério Martins
 
Elementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptx
Elementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptxElementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptx
Elementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptx
Caroline Assis
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Verônica Carvalho
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Sadrak Silva
 

Semelhante a 10.funções da linguagem (20)

FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).pptFUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
FUNÇÕES DA LINGUAGEM (1).ppt
 
Funções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercíciosFunções da linguagem com exercícios
Funções da linguagem com exercícios
 
Funções da linguagem 3
Funções da linguagem   3Funções da linguagem   3
Funções da linguagem 3
 
Funcões da linguagem
Funcões da linguagemFuncões da linguagem
Funcões da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções de linguagem
Funções de linguagemFunções de linguagem
Funções de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
figuras de linguagem.ppt
figuras de linguagem.pptfiguras de linguagem.ppt
figuras de linguagem.ppt
 
Funções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason limaFunções da linguagem - Professor Jason lima
Funções da linguagem - Professor Jason lima
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções linguísticas
Funções linguísticasFunções linguísticas
Funções linguísticas
 
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para EnemRevisão sobre funções da linguagem para Enem
Revisão sobre funções da linguagem para Enem
 
Funções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason LimaFunções da linguagem - professor Jason Lima
Funções da linguagem - professor Jason Lima
 
Funções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptxFunções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptx
 
funcoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdffuncoes da linguagem.pdf
funcoes da linguagem.pdf
 
Elementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptx
Elementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptxElementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptx
Elementos da Comunicação e Funções da linguagem.pptx
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 

Mais de Ana Castro

Humanismo
HumanismoHumanismo
Humanismo
Ana Castro
 
Verbos
Verbos Verbos
Verbos
Ana Castro
 
RANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIA
RANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIARANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIA
RANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIA
Ana Castro
 
Análise do Sermão da Sexagésima
Análise do Sermão da SexagésimaAnálise do Sermão da Sexagésima
Análise do Sermão da Sexagésima
Ana Castro
 
Tipos de argumentos
Tipos de argumentosTipos de argumentos
Tipos de argumentos
Ana Castro
 
Tenda dos Milagres -
Tenda dos Milagres -Tenda dos Milagres -
Tenda dos Milagres -
Ana Castro
 
Identidade baiana: Mazelas sociais x Turismo
Identidade baiana: Mazelas sociais x TurismoIdentidade baiana: Mazelas sociais x Turismo
Identidade baiana: Mazelas sociais x Turismo
Ana Castro
 
Sertão da Bahia
Sertão da BahiaSertão da Bahia
Sertão da Bahia
Ana Castro
 
9. funções da linguagem delimitar o texto literário
9. funções da linguagem   delimitar o texto literário9. funções da linguagem   delimitar o texto literário
9. funções da linguagem delimitar o texto literário
Ana Castro
 
Funcoes da-linguagem
Funcoes da-linguagemFuncoes da-linguagem
Funcoes da-linguagem
Ana Castro
 
Princípios da arte através dos tempos
Princípios da arte através dos temposPrincípios da arte através dos tempos
Princípios da arte através dos tempos
Ana Castro
 
Competências básicas para o ensino de arte
Competências básicas para o ensino de arteCompetências básicas para o ensino de arte
Competências básicas para o ensino de arte
Ana Castro
 
Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
Ana Castro
 
Concordância verbal sujeito simples
Concordância verbal   sujeito simplesConcordância verbal   sujeito simples
Concordância verbal sujeito simples
Ana Castro
 
Pronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosPronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativos
Ana Castro
 
Pronomes possessivos
Pronomes possessivosPronomes possessivos
Pronomes possessivos
Ana Castro
 
Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
Ana Castro
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Ana Castro
 
Romantismo versus realismo
Romantismo versus realismoRomantismo versus realismo
Romantismo versus realismo
Ana Castro
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
Ana Castro
 

Mais de Ana Castro (20)

Humanismo
HumanismoHumanismo
Humanismo
 
Verbos
Verbos Verbos
Verbos
 
RANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIA
RANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIARANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIA
RANKING ENEM 2014 - NRE 20 - BAHIA
 
Análise do Sermão da Sexagésima
Análise do Sermão da SexagésimaAnálise do Sermão da Sexagésima
Análise do Sermão da Sexagésima
 
Tipos de argumentos
Tipos de argumentosTipos de argumentos
Tipos de argumentos
 
Tenda dos Milagres -
Tenda dos Milagres -Tenda dos Milagres -
Tenda dos Milagres -
 
Identidade baiana: Mazelas sociais x Turismo
Identidade baiana: Mazelas sociais x TurismoIdentidade baiana: Mazelas sociais x Turismo
Identidade baiana: Mazelas sociais x Turismo
 
Sertão da Bahia
Sertão da BahiaSertão da Bahia
Sertão da Bahia
 
9. funções da linguagem delimitar o texto literário
9. funções da linguagem   delimitar o texto literário9. funções da linguagem   delimitar o texto literário
9. funções da linguagem delimitar o texto literário
 
Funcoes da-linguagem
Funcoes da-linguagemFuncoes da-linguagem
Funcoes da-linguagem
 
Princípios da arte através dos tempos
Princípios da arte através dos temposPrincípios da arte através dos tempos
Princípios da arte através dos tempos
 
Competências básicas para o ensino de arte
Competências básicas para o ensino de arteCompetências básicas para o ensino de arte
Competências básicas para o ensino de arte
 
Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
 
Concordância verbal sujeito simples
Concordância verbal   sujeito simplesConcordância verbal   sujeito simples
Concordância verbal sujeito simples
 
Pronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosPronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativos
 
Pronomes possessivos
Pronomes possessivosPronomes possessivos
Pronomes possessivos
 
Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Romantismo versus realismo
Romantismo versus realismoRomantismo versus realismo
Romantismo versus realismo
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
 

10.funções da linguagem

  • 2. ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO • Emissor – emite, codifica a mensagem • Receptor – recebe, decodifica a mensagem • Mensagem- conteúdo transmitido pelo emissor • Código – conjunto de signos usado na transmissão e recepção da mensagem • Referente – contexto relacionado a emissor e receptor • Canal – meio pelo qual circula a mensagem Obs: as atitudes e reações dos comunicantes são também referentes e exercem influência sobre a comunicação.
  • 3. Funções da Linguagem O emissor, ao transmitir uma mensagem, sempre tem um objetivo: informar algo, demonstrar seus sentimentos, ou convencer alguém a fazer algo, entre outros; consequentemente, a linguagem passa a ter uma função, que são as seguintes: • Função Referencial • Função Conativa • Função Emotiva • Função Metalinguística • Função Fática • Função Poética
  • 4. Obs: em um mesmo contexto, duas ou mais funções podem ocorrer simultaneamente: uma poesia em que o autor discorra sobre o que ele sente ao escrever poesias tem as linguagens poética, emotiva e metalingüística ao mesmo tempo.
  • 5. Função Referencial • Quando o objetivo do emissor é informar, ocorre a função referencial, também chamada de denotativa ou de informativa. São exemplos de função denotativa a linguagem jornalística e a científica.
  • 6. • Ex: Numa cesta de vime temos um cacho de uvas, duas laranjas, dois limões, uma maçã vermelha e uma pêra.
  • 7. Função Referencial • Centralizada no referente. • Quando o emissor procura oferecer informações da realidade. • Objetiva. • Direta. • Denotativa. • Prevalecendo a 3ª pessoa do singular. • Linguagem usada nas notícias de jornal e livros científicos.
  • 8. Função Conativa Ocorre a função conativa, ou apelativa, quando o emissor tenta convencer o recepto a praticar determinada ação. É comum o uso do verbo no Imperativo, como “Compre aqui e concorra a este lindo carro”. • “Compre aqui...” é a tentativa do emissor de convencer o receptor a praticar a ação de comprar ali.
  • 9. Função Conativa • Centraliza-se no receptor. • O emissor procura influenciar o comportamento do receptor. • Como o emissor se dirige ao receptor, é comum o uso de tu e você, ou nome da pessoa, além dos vocativos e imperativo. • Usada nos discursos, sermões e propagandas que se dirigem diretamente ao consumidor.
  • 10. Função Emotiva Quando o emissor demonstra seus sentimentos ou emite suas opiniões ou sensações a respeito de algum assunto ou pessoa, acontece a função emotiva, também chamada de expressiva.
  • 11. • Ex: Nós o amamos muito, Romário!!
  • 12. Função Emotiva • Centralizada no emissor, revelando sua opinião, sua emoção. • Nela prevalece a 1ª pessoa do singular, interjeições e exclamações. • É a linguagem das biografias, memórias, poesias líricas e cartas de amor.
  • 13. Função Metalingüística É a utilização do código para falar dele mesmo: uma pessoa falando do ato de falar, outra escrevendo sobre o ato de escrever, palavras que explicam o significado de outra palavra.
  • 14. • Ex: Escrevo porque gosto de escrever. Ao passar as idéias para o papel, sinto-me realizada...
  • 15. Função Metalingüística • Centralizada no código, usando linguagem para falar dela mesma. • A poesia que fala da poesia, da sua função e do poeta, um texto que comenta outro texto. • Principalmente dicionários são repositórios de metalinguagem. Obs: em um mesmo texto podem aparecer várias funções da linguagem. O importante é saber qual a função predominante no texto, para então defini- lo.
  • 16. Função Fática A função fática ocorre, quando o emissor testa o canal de comunicação, a fim de observar se o receptor o entendeu. São perguntas como “não é mesmo?”, “você está entendendo?”, “cê tá ligado?”, ou frases como “alô!”, “oi”.
  • 17. • Ex: Alô Houston! A missão foi cumprida, ok? Devo voltar à nave? Alguém me ouve? Alô!!
  • 18. Função Fática • Centralizada no canal, tendo como objetivo prolongar ou não o contato com o receptor, ou testar a eficiência do canal. • Linguagem das falas telefônicas, saudações e similares.
  • 19. Função Poética É a linguagem das obras literárias, principalmente das poesias, em que as palavras são escolhidas e dispostas de maneira que se tornem singulares.
  • 20. • Ex: CLÍMAX No peito a mata aperta o pranto do olhar do louco pra meia-lua. (...)
  • 21. Função Poética • Centralizada na mensagem, revelando recursos imaginativos criados pelo emissor. • Afetiva, sugestiva, conotativa, ela é metafórica. Valorizam-se as palavras, suas combinações. • É a linguagem figurada apresentada em obras literárias, letras de música, em algumas propagandas, etc.
  • 22. Qual é a função?
  • 23. Nesse eu confio. Esse eu garanto.
  • 24. Beba Coca-cola Esponja 3M. Agora com anti-bactérias
  • 25. Shhhhhhh! Psiu! Você sabe o que é injeção eletrônica?
  • 26. Agora é a sua vez... Escreva duas frases para cada função.
  • 27. Até mais... Profª-Cassia