SlideShare uma empresa Scribd logo
Linguagem e interação 3a. Série do Ensino Médio  Profa.CLEMILDA
LINGUAGENS: GESTOS O CORPO FALA.
LINGUAGENS: GESTOS O CORPO FALA.
GESTOS E CULTURA EU JURO! ELE ESTÁ BÊBADO! DESCULPA! ACABOU! NADA! PERFEITO!
LINGUAGENS: DANÇA DÉBORA COLKER EM “CASA” (1999) COREOGRAFIA VASOS DO ESPETÁCULO “4 POR 4” (2002) O CORPO FALA.
LINGUAGENS: ESCULTURA “Guiado pela minha primeira inspiração (Dante), imaginei um outro pensador, um homem nu, sentando em uma rocha, os pés encolhidos, ele sonha.O pensamento fértil devagar se desenvolve em seu cérebro. Ele não é mais um pensador, ele é criador.”                           Auguste Rodin A ESCULTURA TATEIA. “O Pensador” (Auguste Rodin)
LINGUAGENS: LITERATURA Vôo Alheias e nossas as palavras voam. Bando de borboletas 	[multicolores, as palavras voam. Voam as palavras  como águias imensas. Como escuros morcegos como negros abutres, as palavras voam. Oh! Alto e baixo em círculos e retas acima de nós, em redor [de nós as palavras voam. E às vezes pousam. (Cecília Meireles) A  POESIA SURPREENDE.
LINGUAGENS: LITERATURA Paulo Leminski - 1982  "Para o zen budismo, a lua na água  é um símbolo da impermanência de todas as coisas.“ Paulo Leminski
LINGUAGENS: MÚSICA ADRIANA CALCANHOTO JOTA QUEST A MÚSICA IRRADIA.
LINGUAGENS: TEATRO Fernanda Montenegro ao lado de Fernando Torres, em cena da peça "Dias Felizes" (1985/6).  O TEATRO ENCENA O VERBAL, O VISUAL E O SONORO.
LINGUAGENS: CINEMA O CINEMA MOVIMENTA. “TEMPOS MODERNOS” “O AUTO DA COMPADECIDA”
LINGUAGENS: PINTURA A PINTURA IMPRIME. "Passeava pela estrada com dois amigos, olhando o pôr-do-sol, quando o céu de repente se tornou vermelho como sangue. Parei, recostei-me na cerca, extremamente cansado - sobre o fiorde preto azulado e a cidade estendiam-se sangue e línguas de fogo. Meus amigos foram andando e eu fiquei, tremendo de medo - podia sentir um grito infinito atravessando a paisagem." (Edvard Munch – “O Grito)
LINGUAGENS: FOTOGRAFIA E DESENHO A FOTOGRAFIA FLAGRA. CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
LINGUAGENS: CHARGE “Rio Balavilha”
LINGUAGENS: QUADRINHOS
LINGUAGENS: TRÂNSITO
LINGUAGEM É... 	... a atividade humana que, nas representações de mundo que constrói, revela aspectos históricos, sociais e culturais. É por meio da linguagem que o ser humano organiza e dá forma às suas experiências. Seu uso ocorre na interação social e pressupõe a existência de interlocutores*. São exemplos de diferentes linguagens utilizadas pelo ser humano as línguas, a pintura, a dança, os logotipos, os quadrinhos, os sistemas gestuais, entre outros. * Interlocutor: cada um dos participantes de um diálogo.
USAMOS A LINGUAGEM PARA... 	...pedir ou transmitir informações na maior parte do tempo, mas, além do intuito comunicativo, a linguagem deve dar conta também das necessidades subjetivas, que se expressam nas palavras, nos sentimentos, nas sensações, nas emoções. “A linguagem é um fato exclusivamente humano, um método de comunicação racional de idéias, emoção e desejos por meio de símbolos produzidos de maneira deliberada.” Rabaça & Barbosa (1987, p. 367)
TIPOS DE LINGUAGEM 	As diferentes linguagens representam uma dada realidade por meio de signos, isto é, de sinais que significam. Assim, dependendo dos sinais utilizados, pode-se falar em duas formas de linguagem:  	1. VERBAL: aquela que utiliza a língua (oral ou escrita), que tem a palavra, ou signos lingüísticos, por sinal.
TIPOS DE LINGUAGEM 	NÃO-VERBAL: aquela que utiliza qualquer código que não seja a palavra, como a música, que tem o som por sinal, a dança, que tem o movimento por sinal, a mímica, que tem o gesto por sinal, a pintura, a fotografia e a escultura, que têm a imagem por sinal etc. “A leitura não-verbal é uma maneira peculiar de ler: visão/leitura, espécie de olhar tátil, multissensível (...). Não se ensina como ler o não-verbal: exige uma leitura, se não desorganizada, pelo menos sem ordem estabelecida, convencional ou sistematizada.” Ferrara (1996, p. 19.)
LÍNGUA E CÓDIGO    	CÓDIGO: sistemas de sinais ou símbolos preestabelecidos entre os interlocutores para comunicar suas idéias.  LÍNGUA: sistema de representação socialmente construído, constituído por signos (sinais que significam) lingüísticos.  TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO, MAS NEM TODO CÓDIGO É UMA LÍNGUA.
O VALOR SIMBÓLICO DA LINGUAGEM 	“As linguagens utilizadas pelos seres humanos pressupõem conhecimento, por parte de seus usuários, do valor simbólico dos seus signos. Se não houvesse acordo com relação a esse valor,  ou seja, se não fosse possível aos usuários de uma mesma linguagem identificar aquilo a que determinado signo faz referência, qualquer interação através da atividade da linguagem ficaria prejudicada, pois não haveria comunicação.” Abaurre & Pontara (2006, p. 3)
O VALOR SOCIAL DA LINGUAGEM 	“Tudo o que ser humano alcançou de crescimento cultural está ligado à linguagem. Sem ela, a cultura não existiria, e os conhecimentos não poderiam ser transmitidos de geração para geração. A linguagem torna possível o desenvolvimento e a transmissão de culturas, bem como o funcionamento eficiente e o controle dos grupos sociais.” Campedelli & Souza (1998, p. 10)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Karen Olivan
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
7 de Setembro
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
Fábio Guimarães
 
Linguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbalLinguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbal
Andreia Jaqueline Bach
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
Kelvin Illitch Santos
 
morfologia
morfologiamorfologia
morfologia
Fernanda Câmara
 
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
GernciadeProduodeMat
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
Heydy Silva
 
Variações Linguísticas
Variações LinguísticasVariações Linguísticas
Variações Linguísticas
7 de Setembro
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
silnog
 
Linguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação ILinguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação I
Jose Arnaldo Silva
 
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+FalaLinguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
jayarruda
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
blogdoalunocefa
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Cláudia Heloísa
 
Gramática
GramáticaGramática
Gramática
Ramilson Saldanha
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
Amelia Barros
 
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIALLINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
Thainá Assunção
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
Marcia Oliveira
 
Literatura brasileira
Literatura brasileiraLiteratura brasileira
Literatura brasileira
Fernando Henning
 

Mais procurados (20)

Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Linguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbalLinguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbal
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
 
morfologia
morfologiamorfologia
morfologia
 
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
 
Variações Linguísticas
Variações LinguísticasVariações Linguísticas
Variações Linguísticas
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Linguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação ILinguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação I
 
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+FalaLinguagem,+LíNgua+E+Fala
Linguagem,+LíNgua+E+Fala
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Gramática
GramáticaGramática
Gramática
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
 
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIALLINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
 
Literatura brasileira
Literatura brasileiraLiteratura brasileira
Literatura brasileira
 

Destaque

Tipos de linguagem
Tipos de linguagemTipos de linguagem
Tipos de linguagem
Glaucivaldo Coelho
 
LÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEMLÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEM
Fatima Andreia Tamanini
 
Tipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagemTipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagem
Lucia Helena Pereira
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
Carina Aguiar
 
Tipos de linguagem (verbal e não verbal)
Tipos de  linguagem (verbal e não verbal)Tipos de  linguagem (verbal e não verbal)
Tipos de linguagem (verbal e não verbal)
IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
 
Comunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não VerbalComunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não Verbal
Andreza Oliveira
 
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminaresLinguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Joyce de Oliveira
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Variedades Linguísticas
Variedades LinguísticasVariedades Linguísticas
Variedades Linguísticas
7 de Setembro
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Éric Santos
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
Jaciara Mota
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem slideFiguras de linguagem slide
Figuras de linguagem slide
Ivana Bastos
 
Lingua e fala
Lingua e falaLingua e fala
Lingua e fala
Jamille Rabelo
 
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenziFiguras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
José Janicki
 
Filosofia - Linguagem
Filosofia - LinguagemFilosofia - Linguagem
Filosofia - Linguagem
Luca Jara
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
efcamargo1968
 
Processos de comunicação
Processos de comunicaçãoProcessos de comunicação
Processos de comunicação
Carina Duarte
 
Linguagem verbal e não verbal aula 03
Linguagem verbal e não verbal   aula 03Linguagem verbal e não verbal   aula 03
Linguagem verbal e não verbal aula 03
Jorge Martins
 
Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333
Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333
Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333
Alexandre Misturini
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
Simone Everton
 

Destaque (20)

Tipos de linguagem
Tipos de linguagemTipos de linguagem
Tipos de linguagem
 
LÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEMLÍNGUA & LINGUAGEM
LÍNGUA & LINGUAGEM
 
Tipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagemTipos de linguagem e funções de linguagem
Tipos de linguagem e funções de linguagem
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
 
Tipos de linguagem (verbal e não verbal)
Tipos de  linguagem (verbal e não verbal)Tipos de  linguagem (verbal e não verbal)
Tipos de linguagem (verbal e não verbal)
 
Comunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não VerbalComunicação Verbal e Não Verbal
Comunicação Verbal e Não Verbal
 
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminaresLinguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Variedades Linguísticas
Variedades LinguísticasVariedades Linguísticas
Variedades Linguísticas
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem slideFiguras de linguagem slide
Figuras de linguagem slide
 
Lingua e fala
Lingua e falaLingua e fala
Lingua e fala
 
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenziFiguras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
 
Filosofia - Linguagem
Filosofia - LinguagemFilosofia - Linguagem
Filosofia - Linguagem
 
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e códigoLinguagem, Adequação da linguagem, língua e código
Linguagem, Adequação da linguagem, língua e código
 
Processos de comunicação
Processos de comunicaçãoProcessos de comunicação
Processos de comunicação
 
Linguagem verbal e não verbal aula 03
Linguagem verbal e não verbal   aula 03Linguagem verbal e não verbal   aula 03
Linguagem verbal e não verbal aula 03
 
Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333
Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333
Cultura, linguagem e ideologia 18t 3333333333
 
Linguagem
LinguagemLinguagem
Linguagem
 

Semelhante a Linguagem

291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
Amelia Barros
 
1 linguagem[1]
1  linguagem[1]1  linguagem[1]
1 linguagem[1]
Sadrak Silva
 
Procedimentos de leitura
Procedimentos de leituraProcedimentos de leitura
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
Elaine Naves
 
Linguagem lingua e código
Linguagem lingua  e códigoLinguagem lingua  e código
Linguagem lingua e código
Paulinha Iacks
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
Milton Kichese
 
elementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptxelementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptx
VictorHacosta
 
1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura
Luan02
 
elementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptxelementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptx
SimoniCarvalho2
 
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 7217302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
Ana Cristina Freitas
 
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 7217302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
Ana Cristina Freitas
 
E trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aulaE trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aula
Marcos Antonio Leopoldino
 
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Elaine Junger
 
Oq que e arte
Oq que e arteOq que e arte
Oq que e arte
cafumilena
 
A literatura surda e a língua de sinais
A literatura surda e a língua de sinaisA literatura surda e a língua de sinais
A literatura surda e a língua de sinais
Guida Gava
 
Linguagem e pensamento.pptx
Linguagem e pensamento.pptxLinguagem e pensamento.pptx
Linguagem e pensamento.pptx
Alexandre Henrique
 
As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda
Cláudia Pereira
 
As Raízes da Cultura Surda
As Raízes da Cultura Surda As Raízes da Cultura Surda
As Raízes da Cultura Surda
Cláudia Pereira
 
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTELiteratura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
CarolineFrancielle
 
CULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULAR
CULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULARCULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULAR
CULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULAR
Rita Almeida
 

Semelhante a Linguagem (20)

291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
 
1 linguagem[1]
1  linguagem[1]1  linguagem[1]
1 linguagem[1]
 
Procedimentos de leitura
Procedimentos de leituraProcedimentos de leitura
Procedimentos de leitura
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
 
Linguagem lingua e código
Linguagem lingua  e códigoLinguagem lingua  e código
Linguagem lingua e código
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
 
elementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptxelementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7c3a3o.pptx
 
1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura1 1 arte e literatura
1 1 arte e literatura
 
elementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptxelementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptx
elementos-da-comunicac3a7cmmmmm3a3o.pptx
 
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 7217302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
 
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 7217302558 Espiritismo Infantil Historia 72
17302558 Espiritismo Infantil Historia 72
 
E trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aulaE trabalhar poesia em sala de aula
E trabalhar poesia em sala de aula
 
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
 
Oq que e arte
Oq que e arteOq que e arte
Oq que e arte
 
A literatura surda e a língua de sinais
A literatura surda e a língua de sinaisA literatura surda e a língua de sinais
A literatura surda e a língua de sinais
 
Linguagem e pensamento.pptx
Linguagem e pensamento.pptxLinguagem e pensamento.pptx
Linguagem e pensamento.pptx
 
As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda As raízes da cultura surda
As raízes da cultura surda
 
As Raízes da Cultura Surda
As Raízes da Cultura Surda As Raízes da Cultura Surda
As Raízes da Cultura Surda
 
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTELiteratura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
 
CULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULAR
CULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULARCULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULAR
CULTURA DE CORDEL_A MULTIPLICIDADE E O SINGULAR
 

Mais de clemildapetrolina

Dom Casmurro
Dom CasmurroDom Casmurro
Dom Casmurro
clemildapetrolina
 
Realismo Dom Casmurro
Realismo Dom CasmurroRealismo Dom Casmurro
Realismo Dom Casmurro
clemildapetrolina
 
Slide Dom Casmurro
Slide Dom CasmurroSlide Dom Casmurro
Slide Dom Casmurro
clemildapetrolina
 
Interpretação De Texto
Interpretação De TextoInterpretação De Texto
Interpretação De Texto
clemildapetrolina
 
Literatura Contemporânea
Literatura  ContemporâneaLiteratura  Contemporânea
Literatura Contemporânea
clemildapetrolina
 
Figuras Linguagem
Figuras LinguagemFiguras Linguagem
Figuras Linguagem
clemildapetrolina
 
Atividade Figuras Linguagens
Atividade Figuras LinguagensAtividade Figuras Linguagens
Atividade Figuras Linguagens
clemildapetrolina
 

Mais de clemildapetrolina (7)

Dom Casmurro
Dom CasmurroDom Casmurro
Dom Casmurro
 
Realismo Dom Casmurro
Realismo Dom CasmurroRealismo Dom Casmurro
Realismo Dom Casmurro
 
Slide Dom Casmurro
Slide Dom CasmurroSlide Dom Casmurro
Slide Dom Casmurro
 
Interpretação De Texto
Interpretação De TextoInterpretação De Texto
Interpretação De Texto
 
Literatura Contemporânea
Literatura  ContemporâneaLiteratura  Contemporânea
Literatura Contemporânea
 
Figuras Linguagem
Figuras LinguagemFiguras Linguagem
Figuras Linguagem
 
Atividade Figuras Linguagens
Atividade Figuras LinguagensAtividade Figuras Linguagens
Atividade Figuras Linguagens
 

Linguagem

  • 1. Linguagem e interação 3a. Série do Ensino Médio Profa.CLEMILDA
  • 2. LINGUAGENS: GESTOS O CORPO FALA.
  • 3. LINGUAGENS: GESTOS O CORPO FALA.
  • 4. GESTOS E CULTURA EU JURO! ELE ESTÁ BÊBADO! DESCULPA! ACABOU! NADA! PERFEITO!
  • 5. LINGUAGENS: DANÇA DÉBORA COLKER EM “CASA” (1999) COREOGRAFIA VASOS DO ESPETÁCULO “4 POR 4” (2002) O CORPO FALA.
  • 6. LINGUAGENS: ESCULTURA “Guiado pela minha primeira inspiração (Dante), imaginei um outro pensador, um homem nu, sentando em uma rocha, os pés encolhidos, ele sonha.O pensamento fértil devagar se desenvolve em seu cérebro. Ele não é mais um pensador, ele é criador.” Auguste Rodin A ESCULTURA TATEIA. “O Pensador” (Auguste Rodin)
  • 7. LINGUAGENS: LITERATURA Vôo Alheias e nossas as palavras voam. Bando de borboletas [multicolores, as palavras voam. Voam as palavras como águias imensas. Como escuros morcegos como negros abutres, as palavras voam. Oh! Alto e baixo em círculos e retas acima de nós, em redor [de nós as palavras voam. E às vezes pousam. (Cecília Meireles) A POESIA SURPREENDE.
  • 8. LINGUAGENS: LITERATURA Paulo Leminski - 1982 "Para o zen budismo, a lua na água é um símbolo da impermanência de todas as coisas.“ Paulo Leminski
  • 9. LINGUAGENS: MÚSICA ADRIANA CALCANHOTO JOTA QUEST A MÚSICA IRRADIA.
  • 10. LINGUAGENS: TEATRO Fernanda Montenegro ao lado de Fernando Torres, em cena da peça "Dias Felizes" (1985/6). O TEATRO ENCENA O VERBAL, O VISUAL E O SONORO.
  • 11. LINGUAGENS: CINEMA O CINEMA MOVIMENTA. “TEMPOS MODERNOS” “O AUTO DA COMPADECIDA”
  • 12. LINGUAGENS: PINTURA A PINTURA IMPRIME. "Passeava pela estrada com dois amigos, olhando o pôr-do-sol, quando o céu de repente se tornou vermelho como sangue. Parei, recostei-me na cerca, extremamente cansado - sobre o fiorde preto azulado e a cidade estendiam-se sangue e línguas de fogo. Meus amigos foram andando e eu fiquei, tremendo de medo - podia sentir um grito infinito atravessando a paisagem." (Edvard Munch – “O Grito)
  • 13. LINGUAGENS: FOTOGRAFIA E DESENHO A FOTOGRAFIA FLAGRA. CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
  • 17. LINGUAGEM É... ... a atividade humana que, nas representações de mundo que constrói, revela aspectos históricos, sociais e culturais. É por meio da linguagem que o ser humano organiza e dá forma às suas experiências. Seu uso ocorre na interação social e pressupõe a existência de interlocutores*. São exemplos de diferentes linguagens utilizadas pelo ser humano as línguas, a pintura, a dança, os logotipos, os quadrinhos, os sistemas gestuais, entre outros. * Interlocutor: cada um dos participantes de um diálogo.
  • 18. USAMOS A LINGUAGEM PARA... ...pedir ou transmitir informações na maior parte do tempo, mas, além do intuito comunicativo, a linguagem deve dar conta também das necessidades subjetivas, que se expressam nas palavras, nos sentimentos, nas sensações, nas emoções. “A linguagem é um fato exclusivamente humano, um método de comunicação racional de idéias, emoção e desejos por meio de símbolos produzidos de maneira deliberada.” Rabaça & Barbosa (1987, p. 367)
  • 19. TIPOS DE LINGUAGEM As diferentes linguagens representam uma dada realidade por meio de signos, isto é, de sinais que significam. Assim, dependendo dos sinais utilizados, pode-se falar em duas formas de linguagem: 1. VERBAL: aquela que utiliza a língua (oral ou escrita), que tem a palavra, ou signos lingüísticos, por sinal.
  • 20. TIPOS DE LINGUAGEM NÃO-VERBAL: aquela que utiliza qualquer código que não seja a palavra, como a música, que tem o som por sinal, a dança, que tem o movimento por sinal, a mímica, que tem o gesto por sinal, a pintura, a fotografia e a escultura, que têm a imagem por sinal etc. “A leitura não-verbal é uma maneira peculiar de ler: visão/leitura, espécie de olhar tátil, multissensível (...). Não se ensina como ler o não-verbal: exige uma leitura, se não desorganizada, pelo menos sem ordem estabelecida, convencional ou sistematizada.” Ferrara (1996, p. 19.)
  • 21. LÍNGUA E CÓDIGO CÓDIGO: sistemas de sinais ou símbolos preestabelecidos entre os interlocutores para comunicar suas idéias. LÍNGUA: sistema de representação socialmente construído, constituído por signos (sinais que significam) lingüísticos. TODA LÍNGUA É UM CÓDIGO, MAS NEM TODO CÓDIGO É UMA LÍNGUA.
  • 22. O VALOR SIMBÓLICO DA LINGUAGEM “As linguagens utilizadas pelos seres humanos pressupõem conhecimento, por parte de seus usuários, do valor simbólico dos seus signos. Se não houvesse acordo com relação a esse valor, ou seja, se não fosse possível aos usuários de uma mesma linguagem identificar aquilo a que determinado signo faz referência, qualquer interação através da atividade da linguagem ficaria prejudicada, pois não haveria comunicação.” Abaurre & Pontara (2006, p. 3)
  • 23. O VALOR SOCIAL DA LINGUAGEM “Tudo o que ser humano alcançou de crescimento cultural está ligado à linguagem. Sem ela, a cultura não existiria, e os conhecimentos não poderiam ser transmitidos de geração para geração. A linguagem torna possível o desenvolvimento e a transmissão de culturas, bem como o funcionamento eficiente e o controle dos grupos sociais.” Campedelli & Souza (1998, p. 10)