SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC
   Centro de Ciências da Administração – ESAG
      Mestrado Profissional em Administração
       Sociologia Econômica e Organizações



                   Seminário
     Investimento Social Privado




             Anderson Giovani da Silva
                      Agosto
                       2009
Seminário                                   Conceito
                                            Características
Investimento Social Privado                 Tendências




   Philanthropy

                              Filantropia


               Investimento
              Social Privado

   É o uso voluntário e planejado de recursos
privados em para iniciativas de interesse público
  por parte de indivíduos, empresas, famílias...
Seminário                                 Conceito
                                          Características
Investimento Social Privado               Tendências




                              Fonte: LANDIM, 1999
Seminário                                                      Conceito
                                                               Características
Investimento Social Privado                                    Tendências



  •80% dos brasileiros estão envolvidos de alguma maneira com
  investimento social privado ou caridade (1998)
  •21% doa dinheiro para instituições (1998)
  •Os brasileiros preferem apoiar causas de assitência social, crianças e
  jovens
  •Os investidores sociais normalmente tem um relacionamento próximo
  com a liderança da ONG que apoiam
  •Preferem não se envolver. Normalmente não acompanham o
  resultado de seu investimento
  •Não registram os valores doados (nem os financeiros, nem in kind)

                         Fonte: LANDIM & SCALON, 2000; SCHLITHLER et al 2008.
Seminário                                                    Conceito
                                                             Características
Investimento Social Privado                                  Tendências




 •59% das empresas brasileiras estão envolvidas de alguma maneira
 com investimento social privado ou caridade (em 1999-2001)
 •Elas apoiam tradicionalmente educação e assistência social para
 crianças e jovens
 •Movimento entre as empresas é forte e sofisticado (Ethos/GIFE)
 •Peer-pressure tem um importante papel motivacional
 •Os incentivos fiscais, embora poucos em comparação com outros
 países, dão mais opções para empresas que para indivíduos


                                             Fonte: PELIANO, 2001
Seminário                                                 Conceito
                                                          Características
Investimento Social Privado                               Tendências




   A partir da década de 90, com o sucesso financeiro dos negócios
         “.com” (res)surgiram alguns “movimentos”, a saber:



                       Scientific Philanthropy


  Strategic Philanthropy                   Philanthrocapitalism

                                          Venture Philanthropy
    Mission Related Investment
Referências


LANDIM, Leilah (1999) Chapter 20 – Brazil. In: SALAMON, L; ANHEIER H.; et al (1999).
   Global Civil Society: Dimensions of the Nonprofit Sector. Johns Hopkins Center for Civil
   Society Studies, Baltimore, MD.
LANDIM, L.; SCALON, M. C.(2000). Doações e trabalho voluntário no Brasil – uma
   pesquisa. Rio de Janeiro: 7 letras.
PELIANO, Anna Maria T. M. (coord) (2001). Bondade ou Interesse? Como e por que as
   empresas atuam na área social. Brasília: IPEA, 2001.
SCHLITHLER, C.; KISIL, M.; CORREIA, T.O. (2008). Descobrindo o investidor social local:
   perfil e características. Sao Paulo: IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do
   Investimento Social.
SILVA, Anderson G.; STECCANELLA, Daniele (2007) La responsabilità sociale di un
   filantropo di ventura / The social responsibility of a venture philanthropist. In: Giving, temi
   e ricerche di filantropia e innovazione sociale. Magazine Director: Giuliana Gemelli.
   Bononia University Press, Bologna 2007.
SILVA, Anderson G. (2007) Venture Philanthropy in Detail. Tese apresentada ao Master in
   International Studies in Philanthropy and Social Entrepreneurship. Università di Bologna.
SILVA, Anderson G. (2009) Brazilian Community Foundations as Vehicles for Philanthropy:
   Strategies to Engage Small and Non-Traditional Donors. Paper produzido para o
   Emerging Leaders International Fellowship Program/CUNY. Spring 2009.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSCIDIS
 
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07taniamaciel
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade SocialProf. Leonardo Rocha
 
Desafios da gestão organizações do terceiro setor
Desafios da gestão organizações do terceiro setorDesafios da gestão organizações do terceiro setor
Desafios da gestão organizações do terceiro setorulissesporto
 
Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!Fundação Semear
 
Empreendedorismo social no Brasil - Heiko Spitzeck
Empreendedorismo social no Brasil - Heiko SpitzeckEmpreendedorismo social no Brasil - Heiko Spitzeck
Empreendedorismo social no Brasil - Heiko SpitzeckFundação Dom Cabral - FDC
 
Conferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo SocialConferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo SocialVitorino Seixas
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...IDIS
 
Negocios com impacto social
Negocios com impacto socialNegocios com impacto social
Negocios com impacto socialRenato Antunes
 
Empreendedorismo social
Empreendedorismo socialEmpreendedorismo social
Empreendedorismo socialRogerio Terra
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro SetorAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro SetorProf. Leonardo Rocha
 
PEC-EJA: Associativismo
PEC-EJA: AssociativismoPEC-EJA: Associativismo
PEC-EJA: Associativismoejaes
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialSara Levy
 

Mais procurados (19)

Apresentação CAIS - Centro de Apoio a Inovação Social
Apresentação CAIS - Centro de Apoio a Inovação SocialApresentação CAIS - Centro de Apoio a Inovação Social
Apresentação CAIS - Centro de Apoio a Inovação Social
 
Investimento social privado
Investimento social privadoInvestimento social privado
Investimento social privado
 
Fis2 marcos kisil e paulo cesar coelho
Fis2 marcos kisil e paulo cesar coelhoFis2 marcos kisil e paulo cesar coelho
Fis2 marcos kisil e paulo cesar coelho
 
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
10 dicas para verificar a confiabilidade de uma OSC
 
Case Artemísia apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Artemísia apresentado no Café com Investidores de Impacto SocialCase Artemísia apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
Case Artemísia apresentado no Café com Investidores de Impacto Social
 
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade SocialAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Realidade Social
 
Desafios da gestão organizações do terceiro setor
Desafios da gestão organizações do terceiro setorDesafios da gestão organizações do terceiro setor
Desafios da gestão organizações do terceiro setor
 
Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!Faça parte da Fundação Semear!
Faça parte da Fundação Semear!
 
Filantropia e Investimentos Sociais
Filantropia e Investimentos SociaisFilantropia e Investimentos Sociais
Filantropia e Investimentos Sociais
 
CAIS - Centro de Apoio à Inovação Social 2013
CAIS - Centro de Apoio à Inovação Social 2013CAIS - Centro de Apoio à Inovação Social 2013
CAIS - Centro de Apoio à Inovação Social 2013
 
Empreendedorismo social no Brasil - Heiko Spitzeck
Empreendedorismo social no Brasil - Heiko SpitzeckEmpreendedorismo social no Brasil - Heiko Spitzeck
Empreendedorismo social no Brasil - Heiko Spitzeck
 
Conferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo SocialConferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo Social
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
 
Negocios com impacto social
Negocios com impacto socialNegocios com impacto social
Negocios com impacto social
 
Empreendedorismo social
Empreendedorismo socialEmpreendedorismo social
Empreendedorismo social
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro SetorAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Terceiro Setor
 
PEC-EJA: Associativismo
PEC-EJA: AssociativismoPEC-EJA: Associativismo
PEC-EJA: Associativismo
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo Social
 

Semelhante a Investimento Social Privado

Administracao e-o-terceiro-setor
Administracao e-o-terceiro-setorAdministracao e-o-terceiro-setor
Administracao e-o-terceiro-setorAugusto Canuto
 
Investimento Social Privado como Agente de Desenvolvimento
Investimento Social Privado como Agente de DesenvolvimentoInvestimento Social Privado como Agente de Desenvolvimento
Investimento Social Privado como Agente de DesenvolvimentoBruno Rabelo
 
Negocios impacto 1212 share
Negocios impacto 1212 shareNegocios impacto 1212 share
Negocios impacto 1212 shareMichel Freller
 
Grandes campanhas 0612 a
Grandes campanhas 0612 aGrandes campanhas 0612 a
Grandes campanhas 0612 aMichel Freller
 
fundacaosemear.ppt
fundacaosemear.pptfundacaosemear.ppt
fundacaosemear.pptThayanne5
 
fundacaosemear.ppt
fundacaosemear.pptfundacaosemear.ppt
fundacaosemear.ppt858969
 
Planejamento estratégico em filantropia gestão de planejamento 2010
Planejamento estratégico em filantropia   gestão de planejamento 2010Planejamento estratégico em filantropia   gestão de planejamento 2010
Planejamento estratégico em filantropia gestão de planejamento 2010Adauto César
 
CAIS-Centro de Apoio a Inovacao Social
CAIS-Centro de Apoio a Inovacao SocialCAIS-Centro de Apoio a Inovacao Social
CAIS-Centro de Apoio a Inovacao SocialCarolina de Andrade
 
Negocios impacto 1212 sha
Negocios impacto 1212 shaNegocios impacto 1212 sha
Negocios impacto 1212 shaMichel Freller
 
Apresentacao Institucional
Apresentacao InstitucionalApresentacao Institucional
Apresentacao InstitucionalIDIS
 
Geração dialogos 0912_share
Geração dialogos 0912_shareGeração dialogos 0912_share
Geração dialogos 0912_shareMichel Freller
 
Princípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialPrincípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialEmmanoel Messias
 
Geração dialogos 0212
Geração dialogos 0212Geração dialogos 0212
Geração dialogos 0212Michel Freller
 
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...IDIS
 
Voluntariado Corporativo - Dialogus Consultoria
Voluntariado Corporativo - Dialogus ConsultoriaVoluntariado Corporativo - Dialogus Consultoria
Voluntariado Corporativo - Dialogus ConsultoriaDialogus Consultoria
 
Captação salesianos 1012
Captação salesianos 1012Captação salesianos 1012
Captação salesianos 1012Michel Freller
 

Semelhante a Investimento Social Privado (20)

Investidor Web
Investidor WebInvestidor Web
Investidor Web
 
Administracao e-o-terceiro-setor
Administracao e-o-terceiro-setorAdministracao e-o-terceiro-setor
Administracao e-o-terceiro-setor
 
Editais 1112 shareb
Editais 1112 sharebEditais 1112 shareb
Editais 1112 shareb
 
Investimento Social Privado como Agente de Desenvolvimento
Investimento Social Privado como Agente de DesenvolvimentoInvestimento Social Privado como Agente de Desenvolvimento
Investimento Social Privado como Agente de Desenvolvimento
 
Editais 0712 slide
Editais 0712 slideEditais 0712 slide
Editais 0712 slide
 
Negocios impacto 1212 share
Negocios impacto 1212 shareNegocios impacto 1212 share
Negocios impacto 1212 share
 
Grandes campanhas 0612 a
Grandes campanhas 0612 aGrandes campanhas 0612 a
Grandes campanhas 0612 a
 
fundacaosemear.ppt
fundacaosemear.pptfundacaosemear.ppt
fundacaosemear.ppt
 
fundacaosemear.ppt
fundacaosemear.pptfundacaosemear.ppt
fundacaosemear.ppt
 
Planejamento estratégico em filantropia gestão de planejamento 2010
Planejamento estratégico em filantropia   gestão de planejamento 2010Planejamento estratégico em filantropia   gestão de planejamento 2010
Planejamento estratégico em filantropia gestão de planejamento 2010
 
CAIS-Centro de Apoio a Inovacao Social
CAIS-Centro de Apoio a Inovacao SocialCAIS-Centro de Apoio a Inovacao Social
CAIS-Centro de Apoio a Inovacao Social
 
Negocios impacto 1212 sha
Negocios impacto 1212 shaNegocios impacto 1212 sha
Negocios impacto 1212 sha
 
Apresentacao Institucional
Apresentacao InstitucionalApresentacao Institucional
Apresentacao Institucional
 
Introdução a Captação de Recursos
Introdução a Captação de RecursosIntrodução a Captação de Recursos
Introdução a Captação de Recursos
 
Geração dialogos 0912_share
Geração dialogos 0912_shareGeração dialogos 0912_share
Geração dialogos 0912_share
 
Princípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialPrincípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo Social
 
Geração dialogos 0212
Geração dialogos 0212Geração dialogos 0212
Geração dialogos 0212
 
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
 
Voluntariado Corporativo - Dialogus Consultoria
Voluntariado Corporativo - Dialogus ConsultoriaVoluntariado Corporativo - Dialogus Consultoria
Voluntariado Corporativo - Dialogus Consultoria
 
Captação salesianos 1012
Captação salesianos 1012Captação salesianos 1012
Captação salesianos 1012
 

Mais de Mauricio Serafim

Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...
Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...
Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...Mauricio Serafim
 
Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...
Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...
Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...Mauricio Serafim
 
Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...
Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...
Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...Mauricio Serafim
 
Plano de Ensino - Sociologia Econômica e Organizações
Plano de Ensino - Sociologia Econômica e OrganizaçõesPlano de Ensino - Sociologia Econômica e Organizações
Plano de Ensino - Sociologia Econômica e OrganizaçõesMauricio Serafim
 
O uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisas
O uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisasO uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisas
O uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisasMauricio Serafim
 
Administração e política (Poliarquia e Elitismo)
Administração e  política (Poliarquia e Elitismo)Administração e  política (Poliarquia e Elitismo)
Administração e política (Poliarquia e Elitismo)Mauricio Serafim
 
From rationality to relationality
From rationality to relationalityFrom rationality to relationality
From rationality to relationalityMauricio Serafim
 
Oikonomia como referencial para as organizações econômicas
Oikonomia como referencial para as organizações econômicasOikonomia como referencial para as organizações econômicas
Oikonomia como referencial para as organizações econômicasMauricio Serafim
 
1 plano ensino tga pub 2011.1 (mauricio serafim)
1 plano ensino   tga pub 2011.1 (mauricio serafim)1 plano ensino   tga pub 2011.1 (mauricio serafim)
1 plano ensino tga pub 2011.1 (mauricio serafim)Mauricio Serafim
 
Aula 4 (15.03.2010) - Coproducao Esag
Aula 4 (15.03.2010) - Coproducao EsagAula 4 (15.03.2010) - Coproducao Esag
Aula 4 (15.03.2010) - Coproducao EsagMauricio Serafim
 
Aula 2 (01 03 2010) - Coproducao Esag
Aula 2 (01 03 2010) - Coproducao  EsagAula 2 (01 03 2010) - Coproducao  Esag
Aula 2 (01 03 2010) - Coproducao EsagMauricio Serafim
 
Coproducao - Plano de ensino
Coproducao - Plano de ensinoCoproducao - Plano de ensino
Coproducao - Plano de ensinoMauricio Serafim
 
O Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De Pesquisas
O Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De PesquisasO Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De Pesquisas
O Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De PesquisasMauricio Serafim
 

Mais de Mauricio Serafim (20)

Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...
Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...
Economia criativa ou indústria criativa: Delimitação de um Conceito em Constr...
 
Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...
Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...
Artigo - As organizações religiosas e suas relações: Uma análise a partir da ...
 
Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...
Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...
Artigo - Captação de recursos não reembolsáveis: dificuldades e limitações da...
 
Plano de Ensino - Sociologia Econômica e Organizações
Plano de Ensino - Sociologia Econômica e OrganizaçõesPlano de Ensino - Sociologia Econômica e Organizações
Plano de Ensino - Sociologia Econômica e Organizações
 
O uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisas
O uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisasO uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisas
O uso de redes sociais no desenvolvimento de pesquisas
 
Administração e política (Poliarquia e Elitismo)
Administração e  política (Poliarquia e Elitismo)Administração e  política (Poliarquia e Elitismo)
Administração e política (Poliarquia e Elitismo)
 
From rationality to relationality
From rationality to relationalityFrom rationality to relationality
From rationality to relationality
 
Oikonomia como referencial para as organizações econômicas
Oikonomia como referencial para as organizações econômicasOikonomia como referencial para as organizações econômicas
Oikonomia como referencial para as organizações econômicas
 
1 plano ensino tga pub 2011.1 (mauricio serafim)
1 plano ensino   tga pub 2011.1 (mauricio serafim)1 plano ensino   tga pub 2011.1 (mauricio serafim)
1 plano ensino tga pub 2011.1 (mauricio serafim)
 
EdC - agire agapico
EdC - agire agapicoEdC - agire agapico
EdC - agire agapico
 
Aula 7 - Karl Polanyi
Aula 7 - Karl PolanyiAula 7 - Karl Polanyi
Aula 7 - Karl Polanyi
 
Aula 7 - karl polanyi
Aula 7 - karl polanyiAula 7 - karl polanyi
Aula 7 - karl polanyi
 
Show - Talentos ESAG
Show - Talentos ESAGShow - Talentos ESAG
Show - Talentos ESAG
 
Convite conferencia
Convite conferenciaConvite conferencia
Convite conferencia
 
Aula 4 (15.03.2010) - Coproducao Esag
Aula 4 (15.03.2010) - Coproducao EsagAula 4 (15.03.2010) - Coproducao Esag
Aula 4 (15.03.2010) - Coproducao Esag
 
Teoria - alguns tópicos
Teoria - alguns tópicosTeoria - alguns tópicos
Teoria - alguns tópicos
 
Aula 2 (01 03 2010) - Coproducao Esag
Aula 2 (01 03 2010) - Coproducao  EsagAula 2 (01 03 2010) - Coproducao  Esag
Aula 2 (01 03 2010) - Coproducao Esag
 
Coproducao - Plano de ensino
Coproducao - Plano de ensinoCoproducao - Plano de ensino
Coproducao - Plano de ensino
 
O Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De Pesquisas
O Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De PesquisasO Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De Pesquisas
O Uso De Tecnologias No Desenvolvimento De Pesquisas
 
Consumo Consciente
Consumo ConscienteConsumo Consciente
Consumo Consciente
 

Último

b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfRenandantas16
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxEduardoRodriguesOliv2
 
Objeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios deObjeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios derafaelventura53
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...imostorept
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...E-Commerce Brasil
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerMarina Evangelista
 
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxDROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxednamonteiro13
 

Último (7)

b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 
Objeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios deObjeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios de
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
 
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxDROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
 

Investimento Social Privado

  • 1. Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC Centro de Ciências da Administração – ESAG Mestrado Profissional em Administração Sociologia Econômica e Organizações Seminário Investimento Social Privado Anderson Giovani da Silva Agosto 2009
  • 2. Seminário Conceito Características Investimento Social Privado Tendências Philanthropy Filantropia Investimento Social Privado É o uso voluntário e planejado de recursos privados em para iniciativas de interesse público por parte de indivíduos, empresas, famílias...
  • 3. Seminário Conceito Características Investimento Social Privado Tendências Fonte: LANDIM, 1999
  • 4. Seminário Conceito Características Investimento Social Privado Tendências •80% dos brasileiros estão envolvidos de alguma maneira com investimento social privado ou caridade (1998) •21% doa dinheiro para instituições (1998) •Os brasileiros preferem apoiar causas de assitência social, crianças e jovens •Os investidores sociais normalmente tem um relacionamento próximo com a liderança da ONG que apoiam •Preferem não se envolver. Normalmente não acompanham o resultado de seu investimento •Não registram os valores doados (nem os financeiros, nem in kind) Fonte: LANDIM & SCALON, 2000; SCHLITHLER et al 2008.
  • 5. Seminário Conceito Características Investimento Social Privado Tendências •59% das empresas brasileiras estão envolvidas de alguma maneira com investimento social privado ou caridade (em 1999-2001) •Elas apoiam tradicionalmente educação e assistência social para crianças e jovens •Movimento entre as empresas é forte e sofisticado (Ethos/GIFE) •Peer-pressure tem um importante papel motivacional •Os incentivos fiscais, embora poucos em comparação com outros países, dão mais opções para empresas que para indivíduos Fonte: PELIANO, 2001
  • 6. Seminário Conceito Características Investimento Social Privado Tendências A partir da década de 90, com o sucesso financeiro dos negócios “.com” (res)surgiram alguns “movimentos”, a saber: Scientific Philanthropy Strategic Philanthropy Philanthrocapitalism Venture Philanthropy Mission Related Investment
  • 7. Referências LANDIM, Leilah (1999) Chapter 20 – Brazil. In: SALAMON, L; ANHEIER H.; et al (1999). Global Civil Society: Dimensions of the Nonprofit Sector. Johns Hopkins Center for Civil Society Studies, Baltimore, MD. LANDIM, L.; SCALON, M. C.(2000). Doações e trabalho voluntário no Brasil – uma pesquisa. Rio de Janeiro: 7 letras. PELIANO, Anna Maria T. M. (coord) (2001). Bondade ou Interesse? Como e por que as empresas atuam na área social. Brasília: IPEA, 2001. SCHLITHLER, C.; KISIL, M.; CORREIA, T.O. (2008). Descobrindo o investidor social local: perfil e características. Sao Paulo: IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social. SILVA, Anderson G.; STECCANELLA, Daniele (2007) La responsabilità sociale di un filantropo di ventura / The social responsibility of a venture philanthropist. In: Giving, temi e ricerche di filantropia e innovazione sociale. Magazine Director: Giuliana Gemelli. Bononia University Press, Bologna 2007. SILVA, Anderson G. (2007) Venture Philanthropy in Detail. Tese apresentada ao Master in International Studies in Philanthropy and Social Entrepreneurship. Università di Bologna. SILVA, Anderson G. (2009) Brazilian Community Foundations as Vehicles for Philanthropy: Strategies to Engage Small and Non-Traditional Donors. Paper produzido para o Emerging Leaders International Fellowship Program/CUNY. Spring 2009.