SlideShare uma empresa Scribd logo
compreensão textual
Implícitos e compreensão textual
           Manoel Neves
INTRODUÇÃO!
implícitos e compreensão textual
REFERÊNCIAS!
                                         implícitos e compreensão textual
Nesta	
  aula,	
  trabalha-­‐se	
  com	
  os	
  implícitos	
  e	
  mostra-­‐se	
  como	
  sua	
  percepção	
  auxilia	
  a	
  interpretar.	
  	
  
     A	
  bibliografia	
  elementar	
  está	
  no	
  livro	
  Introdução	
  à	
  semân0ca,	
  do	
  professor	
  Rodolfo	
  Ilari.	
  
TIPOS DE IMPLÍCITOS!
            implícitos e compreensão textual
              existem	
  três	
  categorias	
  de	
  implícitos:	
  




posto	
  e	
  pressuposto	
               implicaturas	
  conversacionais	
  

                           acarretamento	
  
POSTO E PRESSUPOSTO!
 implícitos e compreensão textual
POSTO E PRESSUPOSTO!
                                   implícitos e compreensão textual
                                                           posto
                                     o	
  que	
  se	
  fala,	
  afirma,	
  em	
  um	
  texto;	
  

                                                   pressuposto
           aquilo	
  que	
  se	
  pode	
  inferir	
  do	
  texto	
  a	
  parFr	
  de	
  marcadores	
  linguísFcos;	
  

                                                     marcador
o	
  marcador	
  é	
  uma	
  palavra	
  ou	
  sequência	
  de	
  palavras	
  que	
  permite[m]	
  fazer	
  inferências.	
  
POSTO E PRESUPOSTO!
                                 implícitos e compreensão textual
                  POSTO                                                              PRESSUPOSTO

         Pedro	
  parou	
  de	
  fumar.	
                                              Pedro	
  fumava	
  antes.	
  
 O	
  presidente	
  está	
  menos	
  popular.	
                           O	
  presidente	
  antes	
  era	
  mais	
  popular.	
  
Ivonaldo	
  parou	
  de	
  bater	
  na	
  mulher.	
                        Ivonaldo	
  é	
  casado	
  e	
  baFa	
  na	
  mulher.	
  

                                                   marcadores
                                       parou	
  de;	
  está	
  menos;	
  parou	
  de	
  
ACARRETAMENTO!
implícitos e compreensão textual
ACARRETAMENTO!
                                         implícitos e compreensão textual
a	
  verdade	
  de	
  uma	
  sentença	
  acarreta	
  a	
  verdade	
  de	
  outra,	
  apenas	
  pela	
  significação	
  de	
  suas	
  palavras;
            trata-­‐se	
  de	
  uma	
  pressuposição	
  sem	
  marcadores	
  linguísFcos,	
  mas	
  sim	
  semânFcos.	
  
ACARRETAMENTO!
implícitos e compreensão textual

         enunciado
         Tico	
  é	
  um	
  pardal.	
  

      acarretamento
        Tico	
  é	
  um	
  ser	
  vivo.	
  
         Tico	
  é	
  um	
  animal.	
  
        Tico	
  é	
  um	
  pássaro.	
  
ACARRETAMENTO!
implícitos e compreensão textual

              enunciado
  O	
  garoto	
  conseguiu	
  pagar	
  a	
  conta.	
  

         acarretamento
         O	
  garoto	
  pagou	
  a	
  conta.	
  
PRESSUPOSIÇÃO E ACARRETAMENTO!
                                            implícitos e compreensão textual
                                                         EX-­‐PAQUITA	
  DESMENTE	
  
A	
  ex-­‐paquita	
  Roberta	
  Cipriani	
  desmente	
  rumores	
  do	
  final	
  de	
  seu	
  noivado	
  com	
  Diogo	
  Boni,	
  filho	
  
do	
   atual	
   condutor	
   da	
   Rede	
   Globo	
   de	
   televisão,	
   José	
   Bonifácio	
   de	
   Oliveira	
   Sobrinho.	
   Ela	
   me	
  
garanFu	
   que	
   está	
   muito	
   bem	
   com	
   o	
   rapaz,	
   e	
   que	
   passaram	
   o	
   Carnaval	
   juninos	
   em	
   Angra	
   dos	
  
Reis.	
  
                                                  Jornal de Jundiaí, 8 de março de 2000.	
  


                                                         acarretamento
                                                   O	
  pai	
  de	
  Diogo	
  Boni	
  ainda	
  vive.	
  

                                                            pressupostos
                                            Roberta	
  Cipriani	
  foi	
  paquita,	
  no	
  passado;	
  
                           Roberta	
  Cipriani	
  e	
  Diogo	
  Boni	
  ficaram	
  noivos	
  há	
  algum	
  tempo;	
  
                              O	
  pai	
  de	
  Diogo	
  Boni	
  é	
  José	
  Bonifácio	
  de	
  Oliveira	
  Sobrinho;	
  
                José	
  Bonifácio	
  de	
  Oliveira	
  Sobrinho	
  trabalha	
  na	
  Rede	
  Globo	
  como	
  consultor;	
  
                         Correram	
  boatos	
  de	
  que	
  Roberta	
  e	
  Diogo	
  terminaram	
  o	
  noivado.	
  
PRESSUPOSIÇÃO E ACARRETAMENTO!
                implícitos e compreensão textual
               DOIS	
  ADESIVOS	
  AFIXADOS	
  A	
  UM	
  CARRO	
  
                                         Deus	
  é	
  fiel.	
  
                   Porque	
  para	
  Deus	
  nada	
  é	
  impossível.	
  
   ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica. São Paulo: Contexto, 2001.	
  


                             acarretamentos
                  é	
  impossível	
  ser	
  fiel,	
  se	
  não	
  se	
  é	
  Deus;	
  
  a	
  fidelidade	
  é	
  uma	
  caracterísFca	
  exclusiva	
  dos	
  seres	
  divinos.	
  
PRESSUPOSIÇÃO E ACARRETAMENTO!
                 implícitos e compreensão textual
                             ANÚNCIO	
  DE	
  UMA	
  LOJA	
  
 Não	
  se	
  deixe	
  explorar	
  pela	
  concorrência.	
  Compre	
  em	
  nossa	
  loja.	
  
     ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica. São Paulo: Contexto, 2001.	
  


                             acarretamentos
                       todas	
  as	
  lojas	
  exploram	
  o	
  cliente;	
  
                         seja	
  explorado	
  por	
  nossa	
  loja!	
  
PROBLEMAS DE ACARRETAMENTO!
                                    implícitos e compreensão textual
O	
  acarretamento	
  opera	
  pelo	
  princípio	
  da	
  dedução.	
  Posto	
  isso,	
  pode	
  implicar	
  dois	
  problemas:	
  
                  generalização	
                                                           silogismo	
  
IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS!
     implícitos e compreensão textual
IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS!
                                        implícitos e compreensão textual
Trata-­‐se	
  de	
  uma	
  mensagem	
  que	
  contém	
  indiretas;	
  
Propõem	
  ao	
  interlocutor	
  uma	
  informação	
  irrelevante,	
  e	
  o	
  obriga	
  a	
  “re-­‐contar”	
  toda	
  uma	
  história	
  
de	
  modo	
  que	
  uma	
  informação	
  irrelevante	
  ganhe	
  um	
  senFdo.	
  
AS IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS!
                                               implícitos e compreensão textual
                                                                        UM	
  TEXTO	
  
“A”	
  é	
  um	
  professor	
  de	
  filosofia	
  recém-­‐formado.	
  Querendo	
  obter	
  emprego	
  em	
  uma	
  determinada	
  
Universidade,	
   vai	
   a	
   um	
   de	
   seus	
   anFgos	
   professores,	
   “B”,	
   e	
   pede-­‐lhe	
   que	
   mande	
   uma	
   carta	
  
recomendando-­‐o	
   para	
   o	
   emprego	
   a	
   “C”,	
   o	
   diretor	
   de	
   tal	
   Universidade.	
   “B”	
   escreve	
   uma	
   carta	
  
nos	
   seguintes	
   termos:	
   “A”	
   tem	
   excelente	
   caligrafia	
   e	
   até	
   hoje	
   não	
   foi	
   preso.	
   “C”	
   lê	
   a	
   carta	
   e	
  
conclui	
  que	
  “A”	
  não	
  é	
  aproveitável.	
  
                                ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica. São Paulo: Contexto, 2001.	
  


                                     as implicaturas conversacionais
informações	
  fornecidas	
  por	
  “B”	
  [candidato	
  ainda	
  não	
  foi	
  preso;	
  boa	
  caligrafia]	
  não	
  são	
  relevantes;	
  
 se	
  “B”	
  optou	
  por	
  dar	
  essas	
  informações	
  em	
  uma	
  carta	
  de	
  recomendação	
  é	
  porque	
  julga	
  elas	
  são	
  
                             as	
  únicas	
  informações	
  posiFvas	
  que	
  pode	
  fornecer	
  sobre	
  “A”;	
  
               conclusão:	
  para	
  “B”,	
  “A”	
  não	
  possui	
  qualidades	
  melhores	
  que	
  o	
  recomendem.	
  
IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS!
                                   implícitos e compreensão textual




                                        Jornal de Jundiaí, 8 de março de 2000.	
  


                                                   implicação
Encontrar	
  um	
  homem	
  que	
  goste	
  de	
  ajudar	
  em	
  casa	
  é	
  tão	
  comum	
  quanto	
  nevar	
  no	
  verão.	
  
IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS!
                          implícitos e compreensão textual




                                           implicação
É	
  comum	
  cobrar	
  um	
  preço	
  mais	
  alto	
  se	
  se	
  está	
  vendendo	
  algo	
  para	
  turistas.	
  
AS MÁXIMAS CONVERSACIONAIS!
    implícitos e compreensão textual
MÁXIMAS CONVERSACIONAIS!
                               implícitos e compreensão textual
um	
  texto	
  coeso	
  e	
  coerente,	
  para	
  produzir	
  senFdo,	
  deveria	
  atender	
  a	
  três	
  requisitos:	
  




                         perFnência	
                                       relevância	
  

                                           suficiência	
  de	
  ideias	
  
MÁXIMAS CONVERSACIONAIS!
                               implícitos e compreensão textual
                        Diga	
  apenas	
  aquilo	
  que	
  você	
  julga	
  ser	
  verdadeiro;	
  
              Diga	
  as	
  coisas	
  que	
  você	
  quer	
  dizer	
  da	
  melhor	
  maneira	
  possível;	
  
Evite	
  ser	
  prolixo,	
  confuso	
  ou	
  demasiadamente	
  rebuscado	
  na	
  escolha	
  do	
  vocabulário.	
  
QUESTÃO DE VESTIBULAR!
  implícitos e compreensão textual
QUESTÃO DE VESTIBULAR!
                                                    implícitos e compreensão textual
Pressupostos	
   são	
   conteúdos	
   implícitos	
   que	
   decorrem	
   de	
   uma	
   palavra	
   ou	
   expressão	
   presente	
   no	
  
ato	
  de	
  fala	
  produzido.	
  O	
  pressuposto	
  é	
  indiscu`vel	
  tanto	
  para	
  o	
  falante	
  quanto	
  para	
  o	
  ouvinte,
                                                                                                                                          	
  
pois	
  decorre,	
  necessariamente,	
  de	
  um	
  marcador	
  lingüísFco,	
  diferentemente	
  de	
  outros	
  implícitos               	
  
(os	
  subentendidos),	
  que	
  dependem	
  do	
  contexto,	
  da	
  situação	
  de	
  comunicação.	
  
                 FIORIN,	
  J.	
  L.	
  O	
  dito	
  pelo	
  não	
  dito.	
  In:	
  Língua	
  Portuguesa,	
  ano	
  I,	
  n.	
  6,	
  2006.	
  p.	
  36-­‐37.	
  (Adaptado)	
  
QUESTÃO DE VESTIBULAR!
       implícitos e compreensão textual
          Petrobrás	
  é	
  víFma	
  de	
  novos	
  furtos.
                                                          	
  
            O Tempo, Belo Horizonte, 8 mar. 2008.

Dengue	
  vira	
  risco	
  de	
  epidemia	
  em	
  Belo	
  Horizonte.
                                                                    	
  
            O Tempo, Belo Horizonte, 8 mar. 2008.
QUESTÃO DE VESTIBULAR!
                                       implícitos e compreensão textual
(UFMG)	
   Com	
   base	
   nas	
   informações	
   dadas	
   acima	
   e	
   considerando	
   essas	
   duas	
   manchetes	
   de	
  
jornal,	
  INDIQUE:	
  
a)	
  os	
  pressupostos	
  que	
  delas	
  se	
  depreendem;	
  
b)	
  os	
  marcadores	
  lingüísFcos	
  responsáveis	
  pela	
  instauração	
  desses	
  conteúdos	
  implícitos.	
  
SOLUÇÃO COMENTADA!
                     implícitos e compreensão textual
                  01.	
  PETROBRÁS	
  É	
  VÍTIMA	
  DE	
  NOVOS	
  FURTOS.
                                                                          	
  
pressuposto	
                    A	
  Petrobrás	
  já	
  foi	
  víFma	
  de	
  roubos	
  anteriormente.	
  
 marcador	
                                                     Novos	
  
                  02.	
  DENGUE	
  VIRA	
  RISCO	
  DE	
  EPIDEMIA	
  EM	
  BH.
                                                                              	
  
pressuposto	
                   A	
  dengue	
  não	
  era	
  risco	
  de	
  epidemia	
  anteriormente.	
  
 marcador	
                                                       Vira	
  

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Morfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes GramaticaisMorfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes Gramaticais
Portal do Vestibulando
 
Denotação e conotação
Denotação e conotaçãoDenotação e conotação
Denotação e conotação
Professora Francisca Martins
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Valeria Nunes
 
O que é texto
O que é textoO que é texto
O que é texto
Patrícia Rabelo Goulart
 
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - MarcuschiGêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gabriela Pileggi
 
Texto Argumentativo
Texto Argumentativo Texto Argumentativo
Texto Argumentativo
Fernanda Monteiro
 
Gênero Cronica
Gênero Cronica Gênero Cronica
Gênero Cronica
Lineia Bertollo
 
Orações Coordenadas Assindéticas e Sindéticas
Orações Coordenadas Assindéticas e SindéticasOrações Coordenadas Assindéticas e Sindéticas
Orações Coordenadas Assindéticas e Sindéticas
Caroline Capellari
 
Entrevista jornalistica
Entrevista jornalisticaEntrevista jornalistica
Entrevista jornalistica
Facebook e google
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Conectivos
ConectivosConectivos
Conectivos
Andreza Silva
 
O Substantivo
 O Substantivo O Substantivo
O Substantivo
Milena Silva
 
Entre a norma culta e a norma padrão
Entre a norma culta e a norma padrãoEntre a norma culta e a norma padrão
Entre a norma culta e a norma padrão
Thiago Soares
 
9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...
9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...
9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...
Angélica Manenti
 
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUALCOMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
nehemiasj
 
Informações Implícitas
Informações ImplícitasInformações Implícitas
Informações Implícitas
Taïs Bressane
 
Diferença entre tese e argumento
Diferença entre tese e argumentoDiferença entre tese e argumento
Diferença entre tese e argumento
cristina resende
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
whybells
 
Texto normativo - 8º ano.pptx
Texto normativo - 8º ano.pptxTexto normativo - 8º ano.pptx
Texto normativo - 8º ano.pptx
NathliaFajardo
 
Nova gramática do português contemporâneo .pdf
Nova gramática do português contemporâneo .pdfNova gramática do português contemporâneo .pdf
Nova gramática do português contemporâneo .pdf
Edna Bezerra
 

Mais procurados (20)

Morfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes GramaticaisMorfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes Gramaticais
 
Denotação e conotação
Denotação e conotaçãoDenotação e conotação
Denotação e conotação
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
O que é texto
O que é textoO que é texto
O que é texto
 
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - MarcuschiGêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi
 
Texto Argumentativo
Texto Argumentativo Texto Argumentativo
Texto Argumentativo
 
Gênero Cronica
Gênero Cronica Gênero Cronica
Gênero Cronica
 
Orações Coordenadas Assindéticas e Sindéticas
Orações Coordenadas Assindéticas e SindéticasOrações Coordenadas Assindéticas e Sindéticas
Orações Coordenadas Assindéticas e Sindéticas
 
Entrevista jornalistica
Entrevista jornalisticaEntrevista jornalistica
Entrevista jornalistica
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Conectivos
ConectivosConectivos
Conectivos
 
O Substantivo
 O Substantivo O Substantivo
O Substantivo
 
Entre a norma culta e a norma padrão
Entre a norma culta e a norma padrãoEntre a norma culta e a norma padrão
Entre a norma culta e a norma padrão
 
9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...
9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...
9º ano E. F. II - Período Simples e Composto, Período Composto por Subordinaç...
 
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUALCOMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
 
Informações Implícitas
Informações ImplícitasInformações Implícitas
Informações Implícitas
 
Diferença entre tese e argumento
Diferença entre tese e argumentoDiferença entre tese e argumento
Diferença entre tese e argumento
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Texto normativo - 8º ano.pptx
Texto normativo - 8º ano.pptxTexto normativo - 8º ano.pptx
Texto normativo - 8º ano.pptx
 
Nova gramática do português contemporâneo .pdf
Nova gramática do português contemporâneo .pdfNova gramática do português contemporâneo .pdf
Nova gramática do português contemporâneo .pdf
 

Destaque

Análise performativa jose luiz braga 03022013
Análise performativa jose luiz braga 03022013Análise performativa jose luiz braga 03022013
Análise performativa jose luiz braga 03022013
COMPOL - Grupo de Pesquisa Comunicação Pública e Política
 
Slide implicito e explicito
Slide implicito e explicitoSlide implicito e explicito
Slide implicito e explicito
Vera Moreira Matos
 
Pressuposto, subentendido e ironia
Pressuposto, subentendido e ironiaPressuposto, subentendido e ironia
Pressuposto, subentendido e ironia
Josué Brazil
 
Pressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendidoPressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendido
Marília Magalhães
 
Inferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendidoInferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendido
Ana Lúcia Moura Neves
 
FUVEST 2014
FUVEST 2014FUVEST 2014
FUVEST 2014
Felipe Alves
 
Power point interativo coperaçao
Power point interativo coperaçaoPower point interativo coperaçao
Power point interativo coperaçao
Adrodalla
 
Dica fuvest 2014
Dica fuvest 2014Dica fuvest 2014
Dica fuvest 2014
José Marcelo Cangemi
 
Deixis e anafora_10o
Deixis e anafora_10oDeixis e anafora_10o
Deixis e anafora_10o
ameliapadrao
 
452 an 06_novembro_2013.ok
452 an 06_novembro_2013.ok452 an 06_novembro_2013.ok
452 an 06_novembro_2013.ok
Roberto Rabat Chame
 
Textualização do discurso argumentativo
Textualização do discurso argumentativoTextualização do discurso argumentativo
Textualização do discurso argumentativo
ma.no.el.ne.ves
 
Predicação verbal
Predicação verbal Predicação verbal
Predicação verbal
Sâmara Souza de Azevedo
 
Verbos transitivos e intransitivos
Verbos transitivos e intransitivos Verbos transitivos e intransitivos
Verbos transitivos e intransitivos
Freshia Mendoza
 
Aula iii teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...
Aula iii   teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...Aula iii   teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...
Aula iii teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...
Professor Gleidison Carvalho
 
Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...
Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...
Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...
ma.no.el.ne.ves
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuais
Rogério Souza
 
Textualização do discurso narrativo
Textualização do discurso narrativoTextualização do discurso narrativo
Textualização do discurso narrativo
ma.no.el.ne.ves
 
A Geração de Orpheu
A Geração de OrpheuA Geração de Orpheu
A Geração de Orpheu
complementoindirecto
 
Mecanismos de estruturação textual.
Mecanismos de estruturação textual.Mecanismos de estruturação textual.
Mecanismos de estruturação textual.
LeYa
 
Acarretamento e pressuposição
Acarretamento e pressuposiçãoAcarretamento e pressuposição
Acarretamento e pressuposição
Miquéias Vitorino
 

Destaque (20)

Análise performativa jose luiz braga 03022013
Análise performativa jose luiz braga 03022013Análise performativa jose luiz braga 03022013
Análise performativa jose luiz braga 03022013
 
Slide implicito e explicito
Slide implicito e explicitoSlide implicito e explicito
Slide implicito e explicito
 
Pressuposto, subentendido e ironia
Pressuposto, subentendido e ironiaPressuposto, subentendido e ironia
Pressuposto, subentendido e ironia
 
Pressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendidoPressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendido
 
Inferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendidoInferências - pressuposto e subentendido
Inferências - pressuposto e subentendido
 
FUVEST 2014
FUVEST 2014FUVEST 2014
FUVEST 2014
 
Power point interativo coperaçao
Power point interativo coperaçaoPower point interativo coperaçao
Power point interativo coperaçao
 
Dica fuvest 2014
Dica fuvest 2014Dica fuvest 2014
Dica fuvest 2014
 
Deixis e anafora_10o
Deixis e anafora_10oDeixis e anafora_10o
Deixis e anafora_10o
 
452 an 06_novembro_2013.ok
452 an 06_novembro_2013.ok452 an 06_novembro_2013.ok
452 an 06_novembro_2013.ok
 
Textualização do discurso argumentativo
Textualização do discurso argumentativoTextualização do discurso argumentativo
Textualização do discurso argumentativo
 
Predicação verbal
Predicação verbal Predicação verbal
Predicação verbal
 
Verbos transitivos e intransitivos
Verbos transitivos e intransitivos Verbos transitivos e intransitivos
Verbos transitivos e intransitivos
 
Aula iii teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...
Aula iii   teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...Aula iii   teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...
Aula iii teorias dos atos de fala, teoria da atividade verbal e postulados ...
 
Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...
Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...
Prova de Língua Portuguesa da CESGRANRIO resolvida e comentada: Petrobrás-201...
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuais
 
Textualização do discurso narrativo
Textualização do discurso narrativoTextualização do discurso narrativo
Textualização do discurso narrativo
 
A Geração de Orpheu
A Geração de OrpheuA Geração de Orpheu
A Geração de Orpheu
 
Mecanismos de estruturação textual.
Mecanismos de estruturação textual.Mecanismos de estruturação textual.
Mecanismos de estruturação textual.
 
Acarretamento e pressuposição
Acarretamento e pressuposiçãoAcarretamento e pressuposição
Acarretamento e pressuposição
 

Mais de ma.no.el.ne.ves

Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: LiteraturaSegunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasSegunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasSegunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação FísicaSegunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualSegunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisSegunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: ArtesSegunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
ma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: LiteraturaENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: Literatura
ma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e TecnologiasENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
ma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileiras
ma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos GramaticaisENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação FísicaENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação Física
ma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão TextualENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão Textual
ma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Artes
ENEM-2019: ArtesENEM-2019: Artes
ENEM-2019: Artes
ma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e InternetTerceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
ma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: LiteraturaTerceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
ma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação FísicaTerceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
ma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão TextualTerceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
ma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: ArtesTerceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
ma.no.el.ne.ves
 
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
ma.no.el.ne.ves
 

Mais de ma.no.el.ne.ves (20)

Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: LiteraturaSegunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasSegunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasSegunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação FísicaSegunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualSegunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisSegunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: ArtesSegunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
 
ENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: LiteraturaENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: Literatura
 
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e TecnologiasENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
 
ENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileiras
 
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos GramaticaisENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
 
ENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação FísicaENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação Física
 
ENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão TextualENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão Textual
 
ENEM-2019: Artes
ENEM-2019: ArtesENEM-2019: Artes
ENEM-2019: Artes
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e InternetTerceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: LiteraturaTerceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação FísicaTerceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão TextualTerceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: ArtesTerceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
 
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
 

Implícitos e compreensão textual

  • 1. compreensão textual Implícitos e compreensão textual Manoel Neves
  • 3. REFERÊNCIAS! implícitos e compreensão textual Nesta  aula,  trabalha-­‐se  com  os  implícitos  e  mostra-­‐se  como  sua  percepção  auxilia  a  interpretar.     A  bibliografia  elementar  está  no  livro  Introdução  à  semân0ca,  do  professor  Rodolfo  Ilari.  
  • 4. TIPOS DE IMPLÍCITOS! implícitos e compreensão textual existem  três  categorias  de  implícitos:   posto  e  pressuposto   implicaturas  conversacionais   acarretamento  
  • 5. POSTO E PRESSUPOSTO! implícitos e compreensão textual
  • 6. POSTO E PRESSUPOSTO! implícitos e compreensão textual posto o  que  se  fala,  afirma,  em  um  texto;   pressuposto aquilo  que  se  pode  inferir  do  texto  a  parFr  de  marcadores  linguísFcos;   marcador o  marcador  é  uma  palavra  ou  sequência  de  palavras  que  permite[m]  fazer  inferências.  
  • 7. POSTO E PRESUPOSTO! implícitos e compreensão textual POSTO PRESSUPOSTO Pedro  parou  de  fumar.   Pedro  fumava  antes.   O  presidente  está  menos  popular.   O  presidente  antes  era  mais  popular.   Ivonaldo  parou  de  bater  na  mulher.   Ivonaldo  é  casado  e  baFa  na  mulher.   marcadores parou  de;  está  menos;  parou  de  
  • 9. ACARRETAMENTO! implícitos e compreensão textual a  verdade  de  uma  sentença  acarreta  a  verdade  de  outra,  apenas  pela  significação  de  suas  palavras; trata-­‐se  de  uma  pressuposição  sem  marcadores  linguísFcos,  mas  sim  semânFcos.  
  • 10. ACARRETAMENTO! implícitos e compreensão textual enunciado Tico  é  um  pardal.   acarretamento Tico  é  um  ser  vivo.   Tico  é  um  animal.   Tico  é  um  pássaro.  
  • 11. ACARRETAMENTO! implícitos e compreensão textual enunciado O  garoto  conseguiu  pagar  a  conta.   acarretamento O  garoto  pagou  a  conta.  
  • 12. PRESSUPOSIÇÃO E ACARRETAMENTO! implícitos e compreensão textual EX-­‐PAQUITA  DESMENTE   A  ex-­‐paquita  Roberta  Cipriani  desmente  rumores  do  final  de  seu  noivado  com  Diogo  Boni,  filho   do   atual   condutor   da   Rede   Globo   de   televisão,   José   Bonifácio   de   Oliveira   Sobrinho.   Ela   me   garanFu   que   está   muito   bem   com   o   rapaz,   e   que   passaram   o   Carnaval   juninos   em   Angra   dos   Reis.   Jornal de Jundiaí, 8 de março de 2000.   acarretamento O  pai  de  Diogo  Boni  ainda  vive.   pressupostos Roberta  Cipriani  foi  paquita,  no  passado;   Roberta  Cipriani  e  Diogo  Boni  ficaram  noivos  há  algum  tempo;   O  pai  de  Diogo  Boni  é  José  Bonifácio  de  Oliveira  Sobrinho;   José  Bonifácio  de  Oliveira  Sobrinho  trabalha  na  Rede  Globo  como  consultor;   Correram  boatos  de  que  Roberta  e  Diogo  terminaram  o  noivado.  
  • 13. PRESSUPOSIÇÃO E ACARRETAMENTO! implícitos e compreensão textual DOIS  ADESIVOS  AFIXADOS  A  UM  CARRO   Deus  é  fiel.   Porque  para  Deus  nada  é  impossível.   ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica. São Paulo: Contexto, 2001.   acarretamentos é  impossível  ser  fiel,  se  não  se  é  Deus;   a  fidelidade  é  uma  caracterísFca  exclusiva  dos  seres  divinos.  
  • 14. PRESSUPOSIÇÃO E ACARRETAMENTO! implícitos e compreensão textual ANÚNCIO  DE  UMA  LOJA   Não  se  deixe  explorar  pela  concorrência.  Compre  em  nossa  loja.   ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica. São Paulo: Contexto, 2001.   acarretamentos todas  as  lojas  exploram  o  cliente;   seja  explorado  por  nossa  loja!  
  • 15. PROBLEMAS DE ACARRETAMENTO! implícitos e compreensão textual O  acarretamento  opera  pelo  princípio  da  dedução.  Posto  isso,  pode  implicar  dois  problemas:   generalização   silogismo  
  • 16. IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual
  • 17. IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual Trata-­‐se  de  uma  mensagem  que  contém  indiretas;   Propõem  ao  interlocutor  uma  informação  irrelevante,  e  o  obriga  a  “re-­‐contar”  toda  uma  história   de  modo  que  uma  informação  irrelevante  ganhe  um  senFdo.  
  • 18. AS IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual UM  TEXTO   “A”  é  um  professor  de  filosofia  recém-­‐formado.  Querendo  obter  emprego  em  uma  determinada   Universidade,   vai   a   um   de   seus   anFgos   professores,   “B”,   e   pede-­‐lhe   que   mande   uma   carta   recomendando-­‐o   para   o   emprego   a   “C”,   o   diretor   de   tal   Universidade.   “B”   escreve   uma   carta   nos   seguintes   termos:   “A”   tem   excelente   caligrafia   e   até   hoje   não   foi   preso.   “C”   lê   a   carta   e   conclui  que  “A”  não  é  aproveitável.   ILARI, Rodolfo. Introdução à semântica. São Paulo: Contexto, 2001.   as implicaturas conversacionais informações  fornecidas  por  “B”  [candidato  ainda  não  foi  preso;  boa  caligrafia]  não  são  relevantes;   se  “B”  optou  por  dar  essas  informações  em  uma  carta  de  recomendação  é  porque  julga  elas  são   as  únicas  informações  posiFvas  que  pode  fornecer  sobre  “A”;   conclusão:  para  “B”,  “A”  não  possui  qualidades  melhores  que  o  recomendem.  
  • 19. IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual Jornal de Jundiaí, 8 de março de 2000.   implicação Encontrar  um  homem  que  goste  de  ajudar  em  casa  é  tão  comum  quanto  nevar  no  verão.  
  • 20. IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual implicação É  comum  cobrar  um  preço  mais  alto  se  se  está  vendendo  algo  para  turistas.  
  • 21. AS MÁXIMAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual
  • 22. MÁXIMAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual um  texto  coeso  e  coerente,  para  produzir  senFdo,  deveria  atender  a  três  requisitos:   perFnência   relevância   suficiência  de  ideias  
  • 23. MÁXIMAS CONVERSACIONAIS! implícitos e compreensão textual Diga  apenas  aquilo  que  você  julga  ser  verdadeiro;   Diga  as  coisas  que  você  quer  dizer  da  melhor  maneira  possível;   Evite  ser  prolixo,  confuso  ou  demasiadamente  rebuscado  na  escolha  do  vocabulário.  
  • 24. QUESTÃO DE VESTIBULAR! implícitos e compreensão textual
  • 25. QUESTÃO DE VESTIBULAR! implícitos e compreensão textual Pressupostos   são   conteúdos   implícitos   que   decorrem   de   uma   palavra   ou   expressão   presente   no   ato  de  fala  produzido.  O  pressuposto  é  indiscu`vel  tanto  para  o  falante  quanto  para  o  ouvinte,   pois  decorre,  necessariamente,  de  um  marcador  lingüísFco,  diferentemente  de  outros  implícitos   (os  subentendidos),  que  dependem  do  contexto,  da  situação  de  comunicação.   FIORIN,  J.  L.  O  dito  pelo  não  dito.  In:  Língua  Portuguesa,  ano  I,  n.  6,  2006.  p.  36-­‐37.  (Adaptado)  
  • 26. QUESTÃO DE VESTIBULAR! implícitos e compreensão textual Petrobrás  é  víFma  de  novos  furtos.   O Tempo, Belo Horizonte, 8 mar. 2008. Dengue  vira  risco  de  epidemia  em  Belo  Horizonte.   O Tempo, Belo Horizonte, 8 mar. 2008.
  • 27. QUESTÃO DE VESTIBULAR! implícitos e compreensão textual (UFMG)   Com   base   nas   informações   dadas   acima   e   considerando   essas   duas   manchetes   de   jornal,  INDIQUE:   a)  os  pressupostos  que  delas  se  depreendem;   b)  os  marcadores  lingüísFcos  responsáveis  pela  instauração  desses  conteúdos  implícitos.  
  • 28. SOLUÇÃO COMENTADA! implícitos e compreensão textual 01.  PETROBRÁS  É  VÍTIMA  DE  NOVOS  FURTOS.   pressuposto   A  Petrobrás  já  foi  víFma  de  roubos  anteriormente.   marcador   Novos   02.  DENGUE  VIRA  RISCO  DE  EPIDEMIA  EM  BH.   pressuposto   A  dengue  não  era  risco  de  epidemia  anteriormente.   marcador   Vira