Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi

304 visualizações

Publicada em

Apresentação do capítulo 2. GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LÍNGUA do livro Produção textual, análise de gêneros e compreensão de Marcuschi

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gêneros textuais no ensino de língua - Marcuschi

  1. 1. Gêneros textuais no ensino de língua Luiz Antonio Marcuschi Aluna: Maria Gabriela Pileggi
  2. 2. Gênero textual – o que não é x o que é  Não é algo novo, mas está na moda;  Não é um modelo estanque com estruturas rígidas.;  Não se pode tratar independentemente de sua realidade social e de suas relações com as atividades humanas;  Sua determinação não se dá pela forma, se dá por sua função;  Não é fruto de invenção individual.
  3. 3. O que é:  Entidade dinâmica – limites e demarcação se tornam fluidos;  Entidade comunicativa;  Forma verbal de ação social;  Forma de inserção e controle social no dia-a-dia;  Necessário para a interlocução humana.
  4. 4. Perspectivas no Brasil e no mundo hoje  Perspectiva sócio-histórica e dialógica;  Perspectiva comunicativa;  Perspectiva sistêmico-funcional;  Perspectiva sociorretórica de caráter etnográfico voltada para o ensino de segunda língua;  Perspectiva interacionista e sociodiscursiva de caráter psicolinguístico e atenção didática voltada para língua materna;  Perspectiva de análise crítica;  Perspectiva sociorretórica/sócio-histórica e cultural.
  5. 5. Tipo textual x gênero textual x domínio discursivo  Tipo textual: está relacionado ao modo como o texto é organizado, com seu processo de construção teórica. Tem número limitado de categorias, dentre elas: narração, argumentação, exposição, descrição, injunção.
  6. 6. Tipo textual x gênero textual x domínio discursivo  Gênero textual: é o texto materializado, segue padrões sociocomunicativos característicos definidos de acordo com sua função, objetivo e estilo. Alguns exemplos: bilhete, reportagem, piada, conferência.
  7. 7. Tipo textual x gênero textual x domínio discursivo  Domínio discursivo: dá origem a vários gêneros. Está mais para uma esfera da atividade humana do que para um princípio de classificação. Por exemplo: discurso jurídico, discurso jornalístico, etc
  8. 8. Critérios para nomear os gêneros  Forma estrutural;  Propósito comunicativo;  Conteúdo;  Meio de transmissão;  Papéis dos interlocutores;  Contexto situacional.
  9. 9. Suportes  É um lugar (físico ou virtual);  Tem formato específico;  Serve para fixar e mostrar o texto;  Importante não confundir suporte com gênero. Por exemplo, outdoor ou livro didático.
  10. 10. Gêneros na oralidade  Um saber comum – e intuitivo – a todos os falantes os orienta sobre que gênero cabe melhor em cada interação comunicativa;  Segundo Heinemann & Viehweger (1991), os falantes têm à disposição três esferas do saber, que agem de forma interativa: o saber linguístico, o saber enciclopédico e o saber interacional.
  11. 11. Gêneros e os PCNs  Há gêneros mais adequados para a produção e gêneros mais adequados para a leitura;  São considerados apenas os gêneros com realização linguística mais formal e não os mais praticados nas atividades linguísticas cotidianas;  Confusão entre oralidade e escrita
  12. 12. Gêneros e os PCNs  Há mais sugestões de gêneros para atividades de compreensão do que para atividades de produção;  Gêneros mais comuns ao cotidiano não são trabalhados, como: receitas, bulas, bilhetes, anúncios, etc.
  13. 13. Sequências didáticas – Dolz & Schneuwly  É um conjunto de atividades escolares organizadas em torno de um gênero textual oral ou escrito (2004);  Noção de gênero como um instrumento de comunicação;  Ideia central – criar situações reais com contextos que permitam reproduzir a situação conreta de produção textual.

×