Vícios de linguagem

3.508 visualizações

Publicada em

Barabarismo, Cacofonia, Pleonasmo (tautologia) e Gerundismo.

0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vícios de linguagem

  1. 1. É a possibilidade de dupla interpretação da mensagem “Onde está a cachorra da sua mãe?" (Que cachorra? A mãe ou a cadela criada pela mãe?) "Este líder dirigiu bem sua nação” ("Sua"? Nação da 2ª ou 3ª pessoa (o líder)?).Obs 1: O pronome possessivo "seu(ua)(s)" gera muita confusão por sergeralmente associado ao receptor da mensagem.Obs 2: A preposição "como" também gera confusão com o verbo "comer" na 1ªpessoa do singular. A ambiguidade normalmente é resultado da má organização das palavras na frase.
  2. 2. É a divergência entre pronúncia, grafia, e morfologiaQuebrei a garrafa de vrido (vidro)Fizesse as pazes com tua irmã? (Fizeste)Os cobertores já estão drobados (dobrados)Estou com um pobrema (problema)Assine aqui com sua rúbrica (rubrica)
  3. 3. É um som desagradável ou obsceno formado pela união das sílabas de palavras contíguas."Ele beijou a boca dela.“"Bata com um mamão para mim, porfavor.“"Deixe ir-me já, pois estou atrasado.“"Instrumento para socar alho."
  4. 4. No alto daquele CumePlantei uma roseiraO vento no Cume bateA rosa no Cume cheiraQuando vem a chuva finaSalpicos no Cume caemFormigas no Cume entramAbelhas do Cume saemQuando cai a Chuva grossaA água do Cume desceO barro do Cume escorreo mato no Cume cresceEntão quando cessa a chuvaNo Cume volta a alegriaPois torna a brilhar de novoO sol que no Cume ardia Ouça em: http://www.youtube.com/watch?v=wC6BQTZj2eg
  5. 5. É a repetição inútil e desnecessária de algum termo ou ideia na frase. Esse não é uma figura de linguagem, e sim um vício (defeito) de linguagem.Também denominado pleonasmo de reforço, estilístico ousemântico, é o uso do pleonasmo como figura de linguagem paraenfatizar algo em um texto. Grandes autores usam muito desterecurso. Nos seus textos os pleonasmos não são consideradosvícios de linguagem, e sim pleonasmos literários.
  6. 6. Assista em:http://www.youtube.com/watch?v=7aE6IANa2MU
  7. 7. A grande questão ligada ao uso do gerúndio é que esta forma verbal é amplamente usada de forma incorreta, principalmente em serviços de telemarketing e atendimento ao consumidor.Todos nós já nosdeparamos comsituações nasquais umatendente deuma empresa usao gerúndio deforma abusiva:“O senhor podeestarrespondendo aumquestionário?”; “Nossa empresavai estar lheinformando”, etc.
  8. 8. Vídeo disponível em:http://www.youtube.com/watch?v=KJseoedxnDESérie escrita por FernandaYoung , por Selton Mello eGraziela Moretto(veiculada em 2007, pelaRede Globo)
  9. 9. Esse vício de linguagem tem suas origens na língua inglesa. Seria uma tradução literal doemprego da construção “going to”.Ex: “I am going to do something” (Estou indo fazer algo).
  10. 10. O uso repetitivo do gerúndiotem nome próprio: endorréia.Sim, a palavra é parente dadiarréia, para alegria doshumoristas. Mas a vítima dogerundismo não é o gerúndioisolado, in natura, é aestrutura"vou estar + gerúndio“uma perífrase (locução comduas ou três palavras).(Luiz Costa Pereira Jr. ,revista Língua / )
  11. 11. Vídeo do Jornal da Globo, Edição de 15 de Novembro de 2007Disponível em: http://br.youtube.com/watch?v=0DTp0pnI4-I
  12. 12. Existe uma falsaimpressão de que ogerúndio trazvantagensestilísticas sobreoutros processos, oque não é verdade.
  13. 13. Este vício de linguagem simula a formalidade e evita compromisso com a palavra dada.Ao informar que vamos estar fazendo,nós não dizemos quando vamos concluiro processo, mas que ele está emandamento. Ao ouvir um "vamos estarresolvendo o seu problema", nãosabemos quem vai resolver, nem se vaifazê-lo.
  14. 14. Propaganda veiculada pela TV abertaSetembro, 2007http://www.youtube.com/watch?v=EvTreCnI05Y
  15. 15. O uso adequado dá-se quando queremos comunicar ideia de eventos ou ações simultâneasO gerúndio só é corretamente usadoquando transmite a ideia demovimento, progressão, duração, continuidade. Alguns casos em que ogerúndio é empregado corretamente:- “Em virtude do atraso, estaremosrecebendo o pagamento em contacorrente nos dias 08 e 09 de setembro”- “O que você vai fazer durante o fimde semana? Vai estar viajando?”- “Ele está fazendo a prova agora.” (Por Tiago Dantas Equipe Brasil Escola)

×