Textualidade e a construção dos sentidos

532 visualizações

Publicada em

Textualidade e a construção dos sentidos do texto na interação

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
532
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Textualidade e a construção dos sentidos

  1. 1. Textualidade e a Construção dos Sentidos do Texto na Interação Candidato: Marcelo Pires Dias
  2. 2. O que é um texto? Unidade linguística superior à frase; Successão ou combinação de frases; Cadeia de pronominalizações ininterruptas; Cadeia de isotopias; Complexo de proposições semânticas;
  3. 3. “Trata-se de uma atividade consicente, criativa, que compreende o desenvolvimento de estratégias concretas de ação e a escolha de meios adequados à realização dos objetivos. (KOCH, 2011). “(…) qualquer produção linguística, falada ou escrita. De qualquer tamanho, que possa fazer sentido numa situação de comunicação humana, isto é, numa situação de interlocução.” (COSTA VAL, 2004)
  4. 4. O que é textualidade? “ Conjunto de características que fazem com que um texto seja um texto, e não apenas uma sequência de frases.”
  5. 5. Textualidade (o que faz um texto ser um texto) TextualidadeCoesão Coerência Intertextualidade Intencionalidade Informatividade Situacionalidade
  6. 6. Fatores responsáveis pela Textualidade
  7. 7. Coesão Conceito semântico referente às relações de sentido que se estabelecem entre os enunciados que compõem o texto. - Vá buscar as crianças na escola. Elas saem às 17h. - Já avaliei os trabalhos. Alguns são excelentes. [COESÃO GRAMATICAL] Dois navios foram atingidos pelo fogo inimigo. Diante dos estragos, a esquadra fez-se ao largo. [COESÃO LEXICAL]
  8. 8. Coerência “Isso faz sentido…é coerente!” “Aquilo não faz sentido…não é coerente!” A coerência não se encontra no texto, mas constrói-se a partir dele, em dada situação comunicativa, com base em uma série de fatores de ordem semântica cognitiva, pragmática e interacional.
  9. 9. Intencionalidade Empenho do produtor em construir um discurso coerente, coeso e capaz de satisfazer os objetivos que tem em mente numa determinada situação comunicativa.
  10. 10. Situacionalidade Elementos responsáveis pela pertinência e relevância do texto quanto ao contexto em que ocorre. Adequação do texto à situação sociocomunicativa. É importante para o produtor saber com que conhecimentos do recebedor ele pode contar e que, portanto, não precisa explicitar no seu discurso. ASPECTOS: contexto sócio-histórico-cultural; grau de formalidade; regras de polidez; variedade linguística empregada.
  11. 11. Informatividade O interesse do recebedor pelo texto vai depender do grau de informatividade de que o último é portador. Medida na qual as ocorrências de um texto são esperadas ou não, conhecidas ou não, no plano conceitual e no formal.
  12. 12. Intertextualidade Fatores que fazem a utilização de um texto dependente do conhecimento de outro (s) texto (s). A intertextualidade é elemento constituinte e constitutivo do processo de escrita/leitura e compreende as diversas maneiras pelas quais a produção/recepção de um dado texto depende de conhecimento de outros textos por parte dos interlocutores, ou seja, dos diversos tipos de relações que um texto mantém com outros textos” (KOCH, 2006, p.87)
  13. 13. Outros fatores Contextualização (Ancoragem do texto em determinada situação comunicativa) a) Contextualizadores: data, local, assinatura, diagramação, recursos gráficos, etc. b) Prospectivos: título, nome do autor, início do texto, etc.
  14. 14. Consistência e relevância - Enunciados verdadeiros e não contraditórios; - Enunciados relevantes. • Focalização - Permite determinar o significado conforme o foco que é dado no texto. • Conhecimento compartilhado - Equilibrio entre o implícito e o explícito dentro do texto.
  15. 15. Para concluir…
  16. 16. Referências COSTA VAL, M.G. Redação e textualidade. São Paulo: Cortez, 2004. KOCH, I. G. V. Introdução à linguística textual: trajetória e grandes temas. São Paulo: Martins Fontes, 2009.
  17. 17. Obrigado!

×