SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
A ciência utiliza experimentos para
descrever e explicar o mundo que vivemos.
Vemos fenômenos naturais todos os dias,
são eles os que ocorrem na natureza.
A importância da Ciência
 A ciência tem um papel importante no nosso
cotidiano, ela nos ajuda a nos entendermos.
Sabendo como o nosso corpo funciona, nós
podemos tomar um melhor cuidado dele. Ela
nos ajuda a entendermos o meio ambiente, e
isso nos ajuda melhorar a qualidade dele, e
conserva-lo para futuras gerações. A ciência
deixa a nossa vida mais confortável, nós
inventamos várias máquinas para nos ajudar a
trabalhar mais rápido e eficientemente.
Uso e benefícios da Ciência na nossa vida
 Em Casa
 Instalações como a energia elétrica e água de torneira torna a nossa vida mais confortável.
 Aparelhos como máquina de lavar, micro-ondas, forno elétrico e aspirador de pó nos
ajudam a fazer as tarefas de casa mais rápido.
 Comunicação
 A comunicação é mais fácil e rápida com o uso da televisão, telefone, computador
 Comunicação global agora é possível através do uso de satélites de comunicação e
internet.
 Transporte
 O transporte público moderno como trens urbanos e ônibus ajudam a reduzir o
congestionamento nas cidades.
 O melhor design de ruas e rodovias aumentam a segurança dos motoristas.
 Construções
 Prédios e construções agora são construídos com materiais mais fortes, como o aço,
concreto, e vidro reforçado.
 Maquinários como tratores, guindastes, são muito usados em construções.
 Agricultura
 Máquinas são usadas para fazer o trabalho pesado como aração e colheita.
 Melhora de plantas, novas técnicas agrícolas, fertilizantes e inseticidas contribuem
para o crescimento de produção agrícola no mundo.
 Medicina
 Novas doenças podem ser curadas com a criação de novas drogas, vacinas,
antibióticos, e a invenção de melhores cirurgias e equipamentos.
 Doenças agora são diagnosticadas e detectadas com antecedência através de
vários testes e o uso de utensílios como Raio-X e ultrassom.
 Carreras na Ciência
 A ciência oferece várias oportunidades de carreira de acordo com o
interesse de cada um.
 Médico: Treinado para o uso de práticas da ciência medicinal.
 Veterinário: Médico para animais.
 Farmacêutico: Pessoa que fabrica drogas medicinais e aconselha o seu
uso.
 Engenheiro: Uma pessoa qualificada que projeta, desenvolve ou mantém
motores, edifícios, pontes ou estradas.
 Arquiteto: Projeta edifícios e aconselha na sua construção.
 Químico: estudo de produtos químicos.
A Ciência se divide em várias áreas de estudo
 Biologia: Estudo da vida.
 Física: Estudo da matéria, força, energia e movimento.
 Química: Estudo de compostos e propriedades químicas das substâncias.
 Astronomia: Estudo de planetas e estrelas.
 Geologia: Estudo das pedras, minerais e a estrutura do universo.
 Meteorologia: Estudo do clima.
 Bioquímica: Estudo de processos químicos em organismos vivos.
Nicolau Copérnico
 Nicolau Copérnico (1473-1543) A partir de suas observações do céu a
olho nu, pois a luneta ainda não havia sido inventada, o polonês Nicolau
Copérnico fez uma descoberta que causou a primeira grande revolução
em nossa concepção do universo. Estudioso de astronomia, matemática e
medicina, ele escreveu "Sobre as Revoluções das Esferas Celestes", na qual
afirmou que a Terra gira em torno de seu próprio eixo uma vez por dia e
em torno do Sol uma vez por ano. Numa época em que os dogmas da
então poderosa Igreja Católica afirmavam que a Terra ficava parada no
espaço e era o centro do universo, a descoberta de Copérnico era
fantástica e ousada. Sua concepção de heliocentrismo, ainda que
imperfeita, pois previa órbitas circulares dos planetas em torno do Sol,
quando na verdade elas são elípticas, iniciou um fabuloso processo de
descobertas astronômicas e físicas nas décadas a seguir.
Galileu Galilei
 Galileu Galilei (1564-1642) O italiano Galileu Galilei foi um dos primeiros a
perceber como a matemática aplicada aos fenômenos naturais nos
propicia um poder extraordinário para compreender o que acontece no
cosmo. Algumas décadas depois de Copérnico ter concebido o sistema
heliocêntrico, Galilei o confirmou após dedicar sua vida à pesquisa, à
observação dos planetas, aos cálculos e ao aperfeiçoamento do
telescópio. Além da concepção heliocêntrica, Galilei cometeria outra
heresia ao contestar os pensamentos inquestionáveis de Aristóteles sobre o
movimento. Mas foi sua afirmação de que a Terra, assim como os outros
planetas conhecidos, giravam em torno do Sol que o levou ao tribunal da
Santa Inquisição. Para escapar da morte na fogueira, Galilei assinou uma
declaração na qual se considerava um pecador por tal afirmação. No
entanto, após tê-la assinado, ele teria murmurado: "Mas ela gira".
Johannes Kepler
 Johannes Kepler (1571-1628) Contemporâneo de Galileu Galilei, foi
responsável por descobrir que a volta que os planetas dão em torno do Sol
é elíptica e não circular como acreditavam Copérnico e Galilei. Na
dedicação a matemática euclidiana afirmando que geometria e Deus.
talento matemático do alemão Kepler o levou a trabalhar ao lado do
nobre dinamarquês e matemático imperial Tycho Brahe. O dinamarquês
possuía observações astronômicas muito mais precisas do que qualquer
um naquela época e elas foram fundamentais para as conclusões de
Kepler. observado por Brahe, levou Kepler a descobrir que as órbitas dos
planetas em torno do Sol eram elípticas. E ele foi além. O alemão
desenvolveu as três leis fundamentais dos movimentos planetários e com
isso fundou a astronomia moderna.
Isaac Newton
 Isaac Newton (1642-1727) O legado de Copérnico, Galilei e Kepler foi
fundamental para que o inglês Isaac Newton desenvolvesse suas ideias
sobre gravitação universal, uma audaciosa suposição que mudou o
destino da ciência. Ainda jovem, Newton desenvolveu o cálculo, uma das
mais importantes áreas da matemática moderna, além de ter elaborado
o conceito de força e a teoria mecânica. O cálculo possibilitou a Newton
ter as técnicas necessárias para suas descobertas a respeito da gravidade.
A primeira de suas três famosas leis diz que um corpo permanece em
repouso ou em movimento uniforme ao longo de uma linha reta, a menos
que sofra ação de uma força externa (lei da inércia). A segunda afirma
que o efeito de uma força contínua sobre um corpo inicialmente em
repouso ou em movimento uniforme é fazê-lo acelerar. E a terceira diz que
se um corpo exerce uma força sobre o outro, o segundo exercerá ao
mesmo tempo força oposta e da mesma intensidade sobre o primeiro.
Newton, ao combinar teoria mecânica e matemática, explicou como o
mundo funciona e como é possível calcular o que acontece nele.
Antoine Laurent Lavoisier
 Antoine Laurent Lavoisier (1743-1794) Apesar de cursar direito na
faculdade, eram as aulas de ciência que interessavam ao nobre francês
Antoine Lavoisier. Foi esse interesse que o levou a escrever "Tratado
Elementar da Química", obra que marcou a fundação da química
moderna. Sua contribuição mais famosa e importante é a lei da
conservação da matéria, na qual afirma que na natureza nada se cria,
nada se perde, tudo se transforma. O cientista foi responsável também por
elaborar a nomenclatura das substâncias químicas e pela descoberta de
que a água é uma substância composta, formada por hidrogênio e
oxigênio, uma afirmação que contrariava um dos princípios aristotélicos
até então em vigor, que pressupunha que a água era uma substância
impossível de se decompor. Ligado à nobreza e ao governo monárquico,
Lavoisier foi morto na guilhotina durante a Revolução Francesa.
Charles Darwin
 Charles Darwin (1809-1882) Antes dele, a ciência já havia mostrado que a
Terra não era o centro do universo. Com as descobertas de Charles Darwin
um novo e definitivo golpe foi desferido nos dogmas religiosos e nos mitos
de criação divina do cosmo e do ser humano. Se dependesse de seu pai,
Darwin teria concluído os cursos de medicina ou teologia, mas o interesse
do inglês por botânica o fez embarcar na expedição que o navio HSM
Beagle fez para a América do Sul, numa missão de pesquisa científica. Foi
durante essa viagem que ele fez as observações que o levariam a
desenvolver a revolucionaria teoria da evolução das espécies. Suas
conclusões mostravam que a humanidade era somente um passo a mais
num processo evolutivo de sobrevivência e de seleção natural. Até hoje a
ideia de que o homem descende do macaco é a mais ousada já
desenvolvida pela ciência. A revolução que colocava o ser humano no
seu devido lugar no universo, iniciada por Copérnico, estava concluída
com a publicação de “Sobre a origem das espécies por meio da seleção
natural”, de Charles Darwin.
Louis Pasteur
 Louis Pasteur (1822-1895) Sua descoberta da ação dos microorganismos
teve impactante consequência tanto na química como na medicina. O
francês Louis Pasteur ao investigar os processos de fermentação do vinho e
da cerveja descobriu que eles ocorriam devido a ação de
microorganismos que se encontram no ar. Isso o fez compreender que os
microorganismos eram responsáveis também por moléstias contagiosas. As
descobertas de Pasteur o levaram a criar métodos para evitar a ação
desses nocivos agentes externos tanto nos alimentos, com a criação do
processo de pasteurização, como nos seres humanos, com o
desenvolvimento de medidas profiláticas na medicina e a criação das
vacinas, como a anti-rábica. A contribuição de Pasteur possibilitou
estabelecer uma nova e melhor perspectiva de vida para a humanidade.
Sigmund Freud
 Sigmund Freud (1856-1939) No final do século 19, o homem já conhecia
bastante sobre o funcionamento do universo e do corpo humano. Mas
não sabia muito sobre a principal ferramenta que utilizava nessas
descobertas: a mente. Graças às investigações científicas experimentais
de um médico neurologista austríaco isso mudou radicalmente. Sigmund
Freud desenvolveu um conjunto de teorias e práticas clínicas para
compreender os problemas mentais que nos afligem. O resultado foi a
criação da psicanálise, ao mesmo tempo campo de estudo e tratamento
que mostram que são fatores psicológicos e não orgânicos os causadores
de muitos males que acometem a mente humana. O desenvolvimento da
psicanálise por Freud possibilitou o tratamento de uma série de desordens
mentais, como histerias, neuroses e depressões. Suas descobertas e
pensamentos influenciaram boa parte da produção intelectual, das
ciências humanas às artes, desde o início do século 20.
Albert Einstein
 Albert Einstein (1879-1955) Quando Albert Einstein nasceu fazia quase dois
séculos que Isaac Newton havia provado que tempo e espaço eram
absolutos e não tinham nenhuma relação com coisas exteriores. Desde
então acreditava-se que o tempo fluía de modo equitativo e o espaço
permanecia sempre semelhante e inamovível. Essas certezas cairiam por
terra com as ideias de Einstein. O cientista alemão supôs que não há nada
que se possa chamar de movimento absoluto. Segundo Einstein, toda
velocidade é relativa ao referencial específico que a define. Assim, se há
movimento relativo, o tempo e o espaço se tornam relativos e o tempo é
tão intrinsecamente ligado ao espaço que se torna uma quarta dimensão
dele. Com sua Teoria da Relatividade, Einstein provocou uma revolução
na nossa visão sobre o universo. Suas ideias anunciaram o fim da física
clássica e o início da era da física quântica e da energia nuclear.
Niels Bohr
 Niels Bohr (1885-1962) Ele solucionou um dos maiores enigmas da ciência:
o da estrutura atômica. E fez isso ao usar um então inovador campo do
conhecimento científico: a física quântica. O dinamarquês Niels Bohr,
ganhador do Nobel de Física de 1922, começou suas revolucionárias
descobertas ainda jovem. Quando estudava na Universidade de
Copenhague, Bohr compreendeu em um de seus experimentos que as
regras da física clássica não se aplicavam aos níveis subatômicos.
Segundo ele, para entender o que acontecia dentro de um átomo, era
necessário desenvolver uma nova física. Ao aplicar a teoria quântica do
alemão Max Planck, Bohr mostrou que ela era essencial para explicar os
fenômenos subatômicos. Suas descobertas levaram ao desenvolvimento
da mecânica quântica e à precisa explicação do que acontecia numa
fissão nuclear.
História da Ciência
Desde os primórdios o ser humano procura
respostas para fenômenos que o mesmo
desconhece. Por muitas vezes ocorreu o
“equívoco” de atribuirmos a seres divinos a
responsabilidade por fenômenos que insidiam
em nosso ambiente, onde suas causas eram
desconhecidas por todos.
No entanto havia uma corrente filosófica que
procurava através do método por assim dizer
“lógico” explicar esses fenômenos, esses filósofos
que compartilhavam dessa ideologia estudavam a
filosofia natural, nome pela qual ficou conhecida
essa corrente, hoje mais conhecida como ciência.
Com o passar dos anos os métodos utilizados por
essas pessoas para explicar os fenômenos foram se
aprimorando, bem como suas conclusões foram
sustentando cada vez mais seus pilares.
Durante a idade média houve uma
perseguição por parte da igreja
católica a esses indivíduos que
apreciavam o racional e não o divino,
tal episodio ficou conhecido como, A
Santa Inquisição. Milhares de pessoas
foram mortas por ousarem questionar
as doutrinas impostas pela igreja.
Mas ao passo que havia a
perseguição havia as pessoas
determinadas a seguirem com suas
pesquisas e descobertas, utilizando
muito da experimentação para
comprovar suas teorias, deve-se
grande destaque a nomes como
Galileu Galilei que manteve sua ideia
diante de tal imposição.
Deve-se citar também Sir Isaac Newton,
que teve grande contribuição para ciência
com suas descobertas no campo da
matemática e da física, Newton viveu após
o período de Galileu, entre os anos de
(1642-1724).
Atualmente a ciência caminha a passos
largos, com um desenvolvimento
exponencial nas mais diversas áreas do
conhecimento, levando a humanidade a
um nível de crescimento jamais antes
sonhado, hoje as pesquisas mais
avançadas concentram-se na
nanotecnologia e na física quântica,
conhecimentos jamais sonhados a
décadas passadas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Astronomia
AstronomiaAstronomia
Astronomia
guize
 
História da física web
História da física webHistória da física web
História da física web
Jamilly Andrade
 
Desenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológicoDesenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológico
João Martins
 
Ciencia Patricio
Ciencia PatricioCiencia Patricio
Ciencia Patricio
jmbpatricio
 
Inicio da vida
Inicio da vida Inicio da vida
Inicio da vida
Stinky_000
 
Isaac Newton - Biografia
Isaac Newton - BiografiaIsaac Newton - Biografia
Isaac Newton - Biografia
Caio Germanotta
 
Isaac Newton e sua contribuição na História da Matemática
Isaac Newton e sua contribuição na História da MatemáticaIsaac Newton e sua contribuição na História da Matemática
Isaac Newton e sua contribuição na História da Matemática
Elton Ribeiro da Cruz
 
O método das ciências
O método das ciênciasO método das ciências
O método das ciências
Iarley Brito
 

Mais procurados (20)

Ciência, tecnologia, sociedade e ambiente
Ciência, tecnologia, sociedade e ambienteCiência, tecnologia, sociedade e ambiente
Ciência, tecnologia, sociedade e ambiente
 
Historia das ciencias fisicas e quimicas 1
Historia das ciencias fisicas e quimicas 1Historia das ciencias fisicas e quimicas 1
Historia das ciencias fisicas e quimicas 1
 
4 as revoluções da modernidade - agrícola, religiosa e científica
4   as revoluções da modernidade - agrícola, religiosa e científica4   as revoluções da modernidade - agrícola, religiosa e científica
4 as revoluções da modernidade - agrícola, religiosa e científica
 
Energia angela
Energia angelaEnergia angela
Energia angela
 
Astronomia
AstronomiaAstronomia
Astronomia
 
História da física web
História da física webHistória da física web
História da física web
 
Carlos Burke - ENSAIO SOBRE CONTRADIÇÃO. Civilização e Natureza: aquecimento ...
Carlos Burke - ENSAIO SOBRE CONTRADIÇÃO. Civilização e Natureza: aquecimento ...Carlos Burke - ENSAIO SOBRE CONTRADIÇÃO. Civilização e Natureza: aquecimento ...
Carlos Burke - ENSAIO SOBRE CONTRADIÇÃO. Civilização e Natureza: aquecimento ...
 
Calculoda idadedos astros
Calculoda idadedos astrosCalculoda idadedos astros
Calculoda idadedos astros
 
7ª SéRie Origem Vida
7ª SéRie   Origem Vida7ª SéRie   Origem Vida
7ª SéRie Origem Vida
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Desenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológicoDesenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológico
 
Ciencia Patricio
Ciencia PatricioCiencia Patricio
Ciencia Patricio
 
Inicio da vida
Inicio da vida Inicio da vida
Inicio da vida
 
Nathalia rodrigues pereira
Nathalia rodrigues pereiraNathalia rodrigues pereira
Nathalia rodrigues pereira
 
Isaac Newton - Biografia
Isaac Newton - BiografiaIsaac Newton - Biografia
Isaac Newton - Biografia
 
Quimica 1EM 1BIM
Quimica 1EM 1BIM Quimica 1EM 1BIM
Quimica 1EM 1BIM
 
Folder cosmologia
Folder cosmologiaFolder cosmologia
Folder cosmologia
 
Isaac Newton e sua contribuição na História da Matemática
Isaac Newton e sua contribuição na História da MatemáticaIsaac Newton e sua contribuição na História da Matemática
Isaac Newton e sua contribuição na História da Matemática
 
O método das ciências
O método das ciênciasO método das ciências
O método das ciências
 
O que é fisica
O que é fisicaO que é fisica
O que é fisica
 

Destaque (20)

Trabalho de filosofia 11
Trabalho de filosofia 11Trabalho de filosofia 11
Trabalho de filosofia 11
 
Apresentação1 31mp
Apresentação1 31mpApresentação1 31mp
Apresentação1 31mp
 
Política pâmela 31 mp
Política pâmela 31 mpPolítica pâmela 31 mp
Política pâmela 31 mp
 
Pós modernidade bianca 31 mp
Pós modernidade bianca 31 mpPós modernidade bianca 31 mp
Pós modernidade bianca 31 mp
 
Filo 1 3
Filo 1 3Filo 1 3
Filo 1 3
 
Michii 24 tp
Michii 24 tpMichii 24 tp
Michii 24 tp
 
Lindas 31mp
Lindas 31mpLindas 31mp
Lindas 31mp
 
Filosofia 31mp
Filosofia 31mpFilosofia 31mp
Filosofia 31mp
 
Projeto social carla brino 31 mp
Projeto social carla brino 31 mpProjeto social carla brino 31 mp
Projeto social carla brino 31 mp
 
Filosofia pós moderna 31mp 31
Filosofia pós moderna 31mp 31Filosofia pós moderna 31mp 31
Filosofia pós moderna 31mp 31
 
Cristiele e eduarda
Cristiele e eduardaCristiele e eduarda
Cristiele e eduarda
 
Mão acolhedora schayane 31 mp
Mão acolhedora schayane 31 mpMão acolhedora schayane 31 mp
Mão acolhedora schayane 31 mp
 
Juliaaaaa 31m p2015
Juliaaaaa 31m p2015Juliaaaaa 31m p2015
Juliaaaaa 31m p2015
 
Trabalho de filosofia erick 11 mp
Trabalho de filosofia erick 11 mpTrabalho de filosofia erick 11 mp
Trabalho de filosofia erick 11 mp
 
Estética na filosofia laura 31 m
Estética na filosofia laura 31 mEstética na filosofia laura 31 m
Estética na filosofia laura 31 m
 
Cultura 11
Cultura 11Cultura 11
Cultura 11
 
Filosofia pós moderna 31mp bianca
Filosofia pós moderna 31mp biancaFilosofia pós moderna 31mp bianca
Filosofia pós moderna 31mp bianca
 
Filosofia pós moderna 31 mp
Filosofia pós moderna 31 mpFilosofia pós moderna 31 mp
Filosofia pós moderna 31 mp
 
Ana
AnaAna
Ana
 
Cultura 11 4
Cultura 11 4Cultura 11 4
Cultura 11 4
 

Semelhante a Filosofia sociologia 3 trimestre

O método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimentoO método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimento
Diogo.Verissimo
 
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docxAvanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Maria Sequeira
 
Novos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xixNovos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xix
maria40
 
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patriciaOs novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
ceufaias
 
Historia da ciência - Inércia
Historia da ciência - InérciaHistoria da ciência - Inércia
Historia da ciência - Inércia
Alexandre Abdalla
 
( Espiritismo) # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...
( Espiritismo)   # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...( Espiritismo)   # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...
( Espiritismo) # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 

Semelhante a Filosofia sociologia 3 trimestre (20)

Historia da fisica
Historia da fisica Historia da fisica
Historia da fisica
 
O método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimentoO método experimental e o progresso do conhecimento
O método experimental e o progresso do conhecimento
 
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docxAvanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
 
A Revolução cientifica e o conhecimento do Homem e da Natureza
A Revolução cientifica e o conhecimento do Homem e da NaturezaA Revolução cientifica e o conhecimento do Homem e da Natureza
A Revolução cientifica e o conhecimento do Homem e da Natureza
 
Cienciatecnologiasociedadeeambiente
CienciatecnologiasociedadeeambienteCienciatecnologiasociedadeeambiente
Cienciatecnologiasociedadeeambiente
 
Física 1º ano parte 1
Física 1º ano   parte 1Física 1º ano   parte 1
Física 1º ano parte 1
 
História da ciência
História da ciênciaHistória da ciência
História da ciência
 
Paradigmas do Pensamento Ocidental
Paradigmas do Pensamento OcidentalParadigmas do Pensamento Ocidental
Paradigmas do Pensamento Ocidental
 
Os grandes cientistas acreditavam em Deus
Os grandes cientistas acreditavam em DeusOs grandes cientistas acreditavam em Deus
Os grandes cientistas acreditavam em Deus
 
Trabalho de Metodologia
Trabalho de MetodologiaTrabalho de Metodologia
Trabalho de Metodologia
 
Ética, revoluções cientificas e Iluminismo.pptx
Ética, revoluções cientificas  e Iluminismo.pptxÉtica, revoluções cientificas  e Iluminismo.pptx
Ética, revoluções cientificas e Iluminismo.pptx
 
Novos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xixNovos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xix
 
A síntese newtoniana
A síntese newtonianaA síntese newtoniana
A síntese newtoniana
 
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patriciaOs novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
 
UM SENTIDO PARA A VIDA
UM SENTIDO PARA A VIDAUM SENTIDO PARA A VIDA
UM SENTIDO PARA A VIDA
 
Historia da ciência - Inércia
Historia da ciência - InérciaHistoria da ciência - Inércia
Historia da ciência - Inércia
 
( Espiritismo) # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...
( Espiritismo)   # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...( Espiritismo)   # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...
( Espiritismo) # - alvaro chirispino - o livro dos espiritos no contexto do...
 
BIO 141 - Módulos 1 e 2 (Origem da Vida).pdf
BIO 141 - Módulos 1 e 2 (Origem da Vida).pdfBIO 141 - Módulos 1 e 2 (Origem da Vida).pdf
BIO 141 - Módulos 1 e 2 (Origem da Vida).pdf
 
O que é biologia?
O que é biologia?O que é biologia?
O que é biologia?
 
oquebiologia-160907132454 (1).pdf
oquebiologia-160907132454 (1).pdfoquebiologia-160907132454 (1).pdf
oquebiologia-160907132454 (1).pdf
 

Mais de alemisturini

Projeto social milena paola 24 tp
Projeto social milena paola 24 tpProjeto social milena paola 24 tp
Projeto social milena paola 24 tp
alemisturini
 
Um minuto sem o celular alessandra 21 mp
Um minuto sem o celular alessandra 21 mpUm minuto sem o celular alessandra 21 mp
Um minuto sem o celular alessandra 21 mp
alemisturini
 
Trabalho mito a ciencias julia 14 tp
Trabalho mito a ciencias julia 14 tpTrabalho mito a ciencias julia 14 tp
Trabalho mito a ciencias julia 14 tp
alemisturini
 
Trabalho de filo kauane 26 tp
Trabalho de filo kauane 26 tpTrabalho de filo kauane 26 tp
Trabalho de filo kauane 26 tp
alemisturini
 
Projeto social alessandra f 25 tp
Projeto social alessandra f 25 tpProjeto social alessandra f 25 tp
Projeto social alessandra f 25 tp
alemisturini
 
Menos lixo mais vida! ashlei 24 tp
Menos lixo mais vida! ashlei 24 tpMenos lixo mais vida! ashlei 24 tp
Menos lixo mais vida! ashlei 24 tp
alemisturini
 
Apresentaçãooficinas nicoleto 22 mp
Apresentaçãooficinas nicoleto 22 mpApresentaçãooficinas nicoleto 22 mp
Apresentaçãooficinas nicoleto 22 mp
alemisturini
 
Apresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tp
Apresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tpApresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tp
Apresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tp
alemisturini
 
Do mito à ciência tumelero 12 mp
Do mito à ciência tumelero 12 mpDo mito à ciência tumelero 12 mp
Do mito à ciência tumelero 12 mp
alemisturini
 
Ong para mães solteiras gravidas araldi 12 mp
Ong para mães solteiras gravidas araldi 12 mpOng para mães solteiras gravidas araldi 12 mp
Ong para mães solteiras gravidas araldi 12 mp
alemisturini
 
Do mito a ciência tainá 14 tp
Do mito a ciência tainá 14 tpDo mito a ciência tainá 14 tp
Do mito a ciência tainá 14 tp
alemisturini
 
Projeto social poletti 14 tp
Projeto social poletti 14 tpProjeto social poletti 14 tp
Projeto social poletti 14 tp
alemisturini
 

Mais de alemisturini (20)

Tecnologias nas escolas by alexandre misturini 360 pro2018
Tecnologias nas escolas by alexandre misturini 360 pro2018Tecnologias nas escolas by alexandre misturini 360 pro2018
Tecnologias nas escolas by alexandre misturini 360 pro2018
 
Café filosofico2 .doc
Café filosofico2 .docCafé filosofico2 .doc
Café filosofico2 .doc
 
Café filosofico2 .doc
Café filosofico2 .docCafé filosofico2 .doc
Café filosofico2 .doc
 
Projeto social milena paola 24 tp
Projeto social milena paola 24 tpProjeto social milena paola 24 tp
Projeto social milena paola 24 tp
 
Um minuto sem o celular alessandra 21 mp
Um minuto sem o celular alessandra 21 mpUm minuto sem o celular alessandra 21 mp
Um minuto sem o celular alessandra 21 mp
 
Trabalho mito a ciencias julia 14 tp
Trabalho mito a ciencias julia 14 tpTrabalho mito a ciencias julia 14 tp
Trabalho mito a ciencias julia 14 tp
 
Trabalho de filo kauane 26 tp
Trabalho de filo kauane 26 tpTrabalho de filo kauane 26 tp
Trabalho de filo kauane 26 tp
 
Projeto social alessandra f 25 tp
Projeto social alessandra f 25 tpProjeto social alessandra f 25 tp
Projeto social alessandra f 25 tp
 
Menos lixo mais vida! ashlei 24 tp
Menos lixo mais vida! ashlei 24 tpMenos lixo mais vida! ashlei 24 tp
Menos lixo mais vida! ashlei 24 tp
 
Kalita 26 tp
Kalita 26 tpKalita 26 tp
Kalita 26 tp
 
Apresentaçãooficinas nicoleto 22 mp
Apresentaçãooficinas nicoleto 22 mpApresentaçãooficinas nicoleto 22 mp
Apresentaçãooficinas nicoleto 22 mp
 
Apresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tp
Apresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tpApresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tp
Apresentação do microsoft power point filosofia poletto 26tp
 
Do mito à ciência tumelero 12 mp
Do mito à ciência tumelero 12 mpDo mito à ciência tumelero 12 mp
Do mito à ciência tumelero 12 mp
 
Help 2 tumelero 12 mp
Help 2 tumelero 12 mpHelp 2 tumelero 12 mp
Help 2 tumelero 12 mp
 
Ong para mães solteiras gravidas araldi 12 mp
Ong para mães solteiras gravidas araldi 12 mpOng para mães solteiras gravidas araldi 12 mp
Ong para mães solteiras gravidas araldi 12 mp
 
Projeto social laura 32 mp
Projeto social laura 32 mpProjeto social laura 32 mp
Projeto social laura 32 mp
 
Do mito a ciência tainá 14 tp
Do mito a ciência tainá 14 tpDo mito a ciência tainá 14 tp
Do mito a ciência tainá 14 tp
 
Mito e ciencia 14 tp
Mito e ciencia 14 tpMito e ciencia 14 tp
Mito e ciencia 14 tp
 
Projeto social tainá 14 tp
Projeto social tainá 14 tpProjeto social tainá 14 tp
Projeto social tainá 14 tp
 
Projeto social poletti 14 tp
Projeto social poletti 14 tpProjeto social poletti 14 tp
Projeto social poletti 14 tp
 

Último

Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
FLAVIA LEZAN
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 

Filosofia sociologia 3 trimestre

  • 1.
  • 2. A ciência utiliza experimentos para descrever e explicar o mundo que vivemos.
  • 3. Vemos fenômenos naturais todos os dias, são eles os que ocorrem na natureza.
  • 4. A importância da Ciência  A ciência tem um papel importante no nosso cotidiano, ela nos ajuda a nos entendermos. Sabendo como o nosso corpo funciona, nós podemos tomar um melhor cuidado dele. Ela nos ajuda a entendermos o meio ambiente, e isso nos ajuda melhorar a qualidade dele, e conserva-lo para futuras gerações. A ciência deixa a nossa vida mais confortável, nós inventamos várias máquinas para nos ajudar a trabalhar mais rápido e eficientemente.
  • 5. Uso e benefícios da Ciência na nossa vida  Em Casa  Instalações como a energia elétrica e água de torneira torna a nossa vida mais confortável.  Aparelhos como máquina de lavar, micro-ondas, forno elétrico e aspirador de pó nos ajudam a fazer as tarefas de casa mais rápido.  Comunicação  A comunicação é mais fácil e rápida com o uso da televisão, telefone, computador  Comunicação global agora é possível através do uso de satélites de comunicação e internet.
  • 6.  Transporte  O transporte público moderno como trens urbanos e ônibus ajudam a reduzir o congestionamento nas cidades.  O melhor design de ruas e rodovias aumentam a segurança dos motoristas.  Construções  Prédios e construções agora são construídos com materiais mais fortes, como o aço, concreto, e vidro reforçado.  Maquinários como tratores, guindastes, são muito usados em construções.  Agricultura  Máquinas são usadas para fazer o trabalho pesado como aração e colheita.  Melhora de plantas, novas técnicas agrícolas, fertilizantes e inseticidas contribuem para o crescimento de produção agrícola no mundo.  Medicina  Novas doenças podem ser curadas com a criação de novas drogas, vacinas, antibióticos, e a invenção de melhores cirurgias e equipamentos.  Doenças agora são diagnosticadas e detectadas com antecedência através de vários testes e o uso de utensílios como Raio-X e ultrassom.
  • 7.  Carreras na Ciência  A ciência oferece várias oportunidades de carreira de acordo com o interesse de cada um.  Médico: Treinado para o uso de práticas da ciência medicinal.  Veterinário: Médico para animais.  Farmacêutico: Pessoa que fabrica drogas medicinais e aconselha o seu uso.  Engenheiro: Uma pessoa qualificada que projeta, desenvolve ou mantém motores, edifícios, pontes ou estradas.  Arquiteto: Projeta edifícios e aconselha na sua construção.  Químico: estudo de produtos químicos.
  • 8. A Ciência se divide em várias áreas de estudo  Biologia: Estudo da vida.  Física: Estudo da matéria, força, energia e movimento.  Química: Estudo de compostos e propriedades químicas das substâncias.  Astronomia: Estudo de planetas e estrelas.  Geologia: Estudo das pedras, minerais e a estrutura do universo.  Meteorologia: Estudo do clima.  Bioquímica: Estudo de processos químicos em organismos vivos.
  • 9. Nicolau Copérnico  Nicolau Copérnico (1473-1543) A partir de suas observações do céu a olho nu, pois a luneta ainda não havia sido inventada, o polonês Nicolau Copérnico fez uma descoberta que causou a primeira grande revolução em nossa concepção do universo. Estudioso de astronomia, matemática e medicina, ele escreveu "Sobre as Revoluções das Esferas Celestes", na qual afirmou que a Terra gira em torno de seu próprio eixo uma vez por dia e em torno do Sol uma vez por ano. Numa época em que os dogmas da então poderosa Igreja Católica afirmavam que a Terra ficava parada no espaço e era o centro do universo, a descoberta de Copérnico era fantástica e ousada. Sua concepção de heliocentrismo, ainda que imperfeita, pois previa órbitas circulares dos planetas em torno do Sol, quando na verdade elas são elípticas, iniciou um fabuloso processo de descobertas astronômicas e físicas nas décadas a seguir.
  • 10. Galileu Galilei  Galileu Galilei (1564-1642) O italiano Galileu Galilei foi um dos primeiros a perceber como a matemática aplicada aos fenômenos naturais nos propicia um poder extraordinário para compreender o que acontece no cosmo. Algumas décadas depois de Copérnico ter concebido o sistema heliocêntrico, Galilei o confirmou após dedicar sua vida à pesquisa, à observação dos planetas, aos cálculos e ao aperfeiçoamento do telescópio. Além da concepção heliocêntrica, Galilei cometeria outra heresia ao contestar os pensamentos inquestionáveis de Aristóteles sobre o movimento. Mas foi sua afirmação de que a Terra, assim como os outros planetas conhecidos, giravam em torno do Sol que o levou ao tribunal da Santa Inquisição. Para escapar da morte na fogueira, Galilei assinou uma declaração na qual se considerava um pecador por tal afirmação. No entanto, após tê-la assinado, ele teria murmurado: "Mas ela gira".
  • 11. Johannes Kepler  Johannes Kepler (1571-1628) Contemporâneo de Galileu Galilei, foi responsável por descobrir que a volta que os planetas dão em torno do Sol é elíptica e não circular como acreditavam Copérnico e Galilei. Na dedicação a matemática euclidiana afirmando que geometria e Deus. talento matemático do alemão Kepler o levou a trabalhar ao lado do nobre dinamarquês e matemático imperial Tycho Brahe. O dinamarquês possuía observações astronômicas muito mais precisas do que qualquer um naquela época e elas foram fundamentais para as conclusões de Kepler. observado por Brahe, levou Kepler a descobrir que as órbitas dos planetas em torno do Sol eram elípticas. E ele foi além. O alemão desenvolveu as três leis fundamentais dos movimentos planetários e com isso fundou a astronomia moderna.
  • 12. Isaac Newton  Isaac Newton (1642-1727) O legado de Copérnico, Galilei e Kepler foi fundamental para que o inglês Isaac Newton desenvolvesse suas ideias sobre gravitação universal, uma audaciosa suposição que mudou o destino da ciência. Ainda jovem, Newton desenvolveu o cálculo, uma das mais importantes áreas da matemática moderna, além de ter elaborado o conceito de força e a teoria mecânica. O cálculo possibilitou a Newton ter as técnicas necessárias para suas descobertas a respeito da gravidade. A primeira de suas três famosas leis diz que um corpo permanece em repouso ou em movimento uniforme ao longo de uma linha reta, a menos que sofra ação de uma força externa (lei da inércia). A segunda afirma que o efeito de uma força contínua sobre um corpo inicialmente em repouso ou em movimento uniforme é fazê-lo acelerar. E a terceira diz que se um corpo exerce uma força sobre o outro, o segundo exercerá ao mesmo tempo força oposta e da mesma intensidade sobre o primeiro. Newton, ao combinar teoria mecânica e matemática, explicou como o mundo funciona e como é possível calcular o que acontece nele.
  • 13. Antoine Laurent Lavoisier  Antoine Laurent Lavoisier (1743-1794) Apesar de cursar direito na faculdade, eram as aulas de ciência que interessavam ao nobre francês Antoine Lavoisier. Foi esse interesse que o levou a escrever "Tratado Elementar da Química", obra que marcou a fundação da química moderna. Sua contribuição mais famosa e importante é a lei da conservação da matéria, na qual afirma que na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. O cientista foi responsável também por elaborar a nomenclatura das substâncias químicas e pela descoberta de que a água é uma substância composta, formada por hidrogênio e oxigênio, uma afirmação que contrariava um dos princípios aristotélicos até então em vigor, que pressupunha que a água era uma substância impossível de se decompor. Ligado à nobreza e ao governo monárquico, Lavoisier foi morto na guilhotina durante a Revolução Francesa.
  • 14. Charles Darwin  Charles Darwin (1809-1882) Antes dele, a ciência já havia mostrado que a Terra não era o centro do universo. Com as descobertas de Charles Darwin um novo e definitivo golpe foi desferido nos dogmas religiosos e nos mitos de criação divina do cosmo e do ser humano. Se dependesse de seu pai, Darwin teria concluído os cursos de medicina ou teologia, mas o interesse do inglês por botânica o fez embarcar na expedição que o navio HSM Beagle fez para a América do Sul, numa missão de pesquisa científica. Foi durante essa viagem que ele fez as observações que o levariam a desenvolver a revolucionaria teoria da evolução das espécies. Suas conclusões mostravam que a humanidade era somente um passo a mais num processo evolutivo de sobrevivência e de seleção natural. Até hoje a ideia de que o homem descende do macaco é a mais ousada já desenvolvida pela ciência. A revolução que colocava o ser humano no seu devido lugar no universo, iniciada por Copérnico, estava concluída com a publicação de “Sobre a origem das espécies por meio da seleção natural”, de Charles Darwin.
  • 15. Louis Pasteur  Louis Pasteur (1822-1895) Sua descoberta da ação dos microorganismos teve impactante consequência tanto na química como na medicina. O francês Louis Pasteur ao investigar os processos de fermentação do vinho e da cerveja descobriu que eles ocorriam devido a ação de microorganismos que se encontram no ar. Isso o fez compreender que os microorganismos eram responsáveis também por moléstias contagiosas. As descobertas de Pasteur o levaram a criar métodos para evitar a ação desses nocivos agentes externos tanto nos alimentos, com a criação do processo de pasteurização, como nos seres humanos, com o desenvolvimento de medidas profiláticas na medicina e a criação das vacinas, como a anti-rábica. A contribuição de Pasteur possibilitou estabelecer uma nova e melhor perspectiva de vida para a humanidade.
  • 16. Sigmund Freud  Sigmund Freud (1856-1939) No final do século 19, o homem já conhecia bastante sobre o funcionamento do universo e do corpo humano. Mas não sabia muito sobre a principal ferramenta que utilizava nessas descobertas: a mente. Graças às investigações científicas experimentais de um médico neurologista austríaco isso mudou radicalmente. Sigmund Freud desenvolveu um conjunto de teorias e práticas clínicas para compreender os problemas mentais que nos afligem. O resultado foi a criação da psicanálise, ao mesmo tempo campo de estudo e tratamento que mostram que são fatores psicológicos e não orgânicos os causadores de muitos males que acometem a mente humana. O desenvolvimento da psicanálise por Freud possibilitou o tratamento de uma série de desordens mentais, como histerias, neuroses e depressões. Suas descobertas e pensamentos influenciaram boa parte da produção intelectual, das ciências humanas às artes, desde o início do século 20.
  • 17. Albert Einstein  Albert Einstein (1879-1955) Quando Albert Einstein nasceu fazia quase dois séculos que Isaac Newton havia provado que tempo e espaço eram absolutos e não tinham nenhuma relação com coisas exteriores. Desde então acreditava-se que o tempo fluía de modo equitativo e o espaço permanecia sempre semelhante e inamovível. Essas certezas cairiam por terra com as ideias de Einstein. O cientista alemão supôs que não há nada que se possa chamar de movimento absoluto. Segundo Einstein, toda velocidade é relativa ao referencial específico que a define. Assim, se há movimento relativo, o tempo e o espaço se tornam relativos e o tempo é tão intrinsecamente ligado ao espaço que se torna uma quarta dimensão dele. Com sua Teoria da Relatividade, Einstein provocou uma revolução na nossa visão sobre o universo. Suas ideias anunciaram o fim da física clássica e o início da era da física quântica e da energia nuclear.
  • 18. Niels Bohr  Niels Bohr (1885-1962) Ele solucionou um dos maiores enigmas da ciência: o da estrutura atômica. E fez isso ao usar um então inovador campo do conhecimento científico: a física quântica. O dinamarquês Niels Bohr, ganhador do Nobel de Física de 1922, começou suas revolucionárias descobertas ainda jovem. Quando estudava na Universidade de Copenhague, Bohr compreendeu em um de seus experimentos que as regras da física clássica não se aplicavam aos níveis subatômicos. Segundo ele, para entender o que acontecia dentro de um átomo, era necessário desenvolver uma nova física. Ao aplicar a teoria quântica do alemão Max Planck, Bohr mostrou que ela era essencial para explicar os fenômenos subatômicos. Suas descobertas levaram ao desenvolvimento da mecânica quântica e à precisa explicação do que acontecia numa fissão nuclear.
  • 19.
  • 21. Desde os primórdios o ser humano procura respostas para fenômenos que o mesmo desconhece. Por muitas vezes ocorreu o “equívoco” de atribuirmos a seres divinos a responsabilidade por fenômenos que insidiam em nosso ambiente, onde suas causas eram desconhecidas por todos.
  • 22. No entanto havia uma corrente filosófica que procurava através do método por assim dizer “lógico” explicar esses fenômenos, esses filósofos que compartilhavam dessa ideologia estudavam a filosofia natural, nome pela qual ficou conhecida essa corrente, hoje mais conhecida como ciência. Com o passar dos anos os métodos utilizados por essas pessoas para explicar os fenômenos foram se aprimorando, bem como suas conclusões foram sustentando cada vez mais seus pilares.
  • 23. Durante a idade média houve uma perseguição por parte da igreja católica a esses indivíduos que apreciavam o racional e não o divino, tal episodio ficou conhecido como, A Santa Inquisição. Milhares de pessoas foram mortas por ousarem questionar as doutrinas impostas pela igreja.
  • 24. Mas ao passo que havia a perseguição havia as pessoas determinadas a seguirem com suas pesquisas e descobertas, utilizando muito da experimentação para comprovar suas teorias, deve-se grande destaque a nomes como Galileu Galilei que manteve sua ideia diante de tal imposição.
  • 25. Deve-se citar também Sir Isaac Newton, que teve grande contribuição para ciência com suas descobertas no campo da matemática e da física, Newton viveu após o período de Galileu, entre os anos de (1642-1724).
  • 26. Atualmente a ciência caminha a passos largos, com um desenvolvimento exponencial nas mais diversas áreas do conhecimento, levando a humanidade a um nível de crescimento jamais antes sonhado, hoje as pesquisas mais avançadas concentram-se na nanotecnologia e na física quântica, conhecimentos jamais sonhados a décadas passadas.