SlideShare uma empresa Scribd logo
Oo
radical
prefixo
As palavras podem serformadas por diferentes elementos:radical, que apresenta osignificado
principal, e por afixos.
Os afixos sãoelementos que se agregam ao radical a fim de formarpalavras novas. Classificam-se
em:
prefixos– quando vêm antes do radical sufixos – quando vêm depois doradical
Ex.: infeliz Ex.: lealdade
Ficha n.º 1–Depreender osignificado de palavras apartir da sua análise ea partir
das múltiplas relações que podem estabelecer entre si.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Sublinha o radical nas palavras. Liga as palavras que apresentam o mesmo radical.
folhagem •
pedregulho •
sapataria •
ajardinar •
• pedrada •
• sapateiro •
• jardinagem •
• folhado •
• sapateado
• folhear
• pedreiro
• jardineiro
Forma novas palavras acrescentando os prefixos indicados. Observa o exemplo.
re ler arrumar leal possível
fazer feliz justiça útil
Escreve palavras com os sufixos dados. Observa o exemplo.
riso papel triste
Legenda as imagens com o nome das profissões representadas. Escreve o nome
de outras profissões que apresentem o mesmo sufixo. Observa o exemplo.
onho ada ada aria onho eza
risonho
pasteleiro
re
in
im
Oo
As palavras que apresentam o mesmo radical pertencem à mesma família de palavras.
Ex.: mar, marinheiro, maremoto; maresia, maré...
Ficha n.º2–Conhecer afamília depalavras como modo de organização do léxico.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Risca o intruso em cada uma das famílias de palavras.
pesca chuva casa mexer
pescador chuvisco casaco mexido
pescaria chuveiro casario madeixa
peixaria chupeta caseiro mexelhão
pescado chuvoso casota remexido
Escreve palavras da família de flor nas pétalas da flor.
Escreve a palavra que deu origem a cada uma das famílias de palavras.
terremoto girassol
terreno aterrar solstício solário
terraço terreiro ensolarado solar
Oo
Ficha n.º 3 – Deduzir significados de palavras e/ou expressões
que não correspondam ao sentido literal.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Algumas expressões nalíngua portuguesaapresentam um significado quenão corresponde
ao sentido literal das palavras que as compõem.
Indica se as palavras destacadas nas frases são utilizadas em sentido literal ou em
sentido figurado. Observa o exemplo.
a) A tia comprou um berço para a bebé. Sentido literal
b) A mãe sacudiu o tapete.
c) O professor sorri muito.
d) Eles tiraram-me o tapete.
e) Guimarães é o berço da nação.
Liga cada expressão ao respetivo significado.
Ele deitou água na fervura. •
Ela anda com acabeça nas nuvens. •
Ele sacudiu a água do capote. •
Ela deita contas àvida. •
Ele passou anoite aabanar ocapacete. •
• Ele recusou responsabilidades.
• Ele acalmou a situação.
• Ela anda distraída.
• Ele dançou a noite toda.
• Ela reflete.
Ex.: A almofada é fofinha.
fofinha = que cede à pressão, mole.
Ex.: A tartaruga é fofinha.
fofinha = adorável.
Sentido literal é aquele que pode ser
compreendidosem ajuda do contexto, ouseja,
é o sentido comum que costumamos dar à
palavra.
Sentido figurado é aquele em que uma
palavra adquire um sentido simbólico, só
compreensível pela frase onde surge ou pela
situação de comunicação.
Oo
De acordo com a tua intenção comunicativa, podes utilizar diferentes tipos de frase.
Ficha n.º 4 – Distinguir tipos de frase e o valor afirmativo ou negativo dos enunciados.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Frase Intenção Exemplo
Declarativa
Para apresentares uma informação, dares
uma resposta ou fazeres uma declaração.
A Rita fez um piquenique com
a família.
Interrogativa Para fazeres perguntas. Qual é o teu sumo preferido?
Exclamativa Para exprimires as tuas emoções. Que jardim tão bonito!
Imperativa
Para dares uma ordem, fazeres um pedido
ou apresentares um conselho.
Põe o lixo no cesto!
Observa a imagem.
1.1 Preenche a tabela com as frases dos balões de fala.
Tipos de frase Frases
Declarativa
Interrogativa
Exclamativa
Imperativa
1.2 Copia a frase do exercício 1.1 que apresenta um valor negativo.
comer!
Como voa
tão alto!
Vamos jogar
à bola?
Agora não
é uma boa
ideia.
As frases que utilizas podem apresentar diferentes valores.
Quando afirmas uma ideia,usas frases Para negaresuma ideia,utilizas frases
de valor afirmativo. de valor negativo.
Ex.: Adoro jogarà bola! Ex.: Não faças fogueiras na floresta.
Oo
As frases permitem indicar diferentes graus (quantidade, tamanho ou intensidade) da ideia que
pretendes transmitir.O grau pode serindicado através do significado das palavras, da sua flexão
ou da estrutura da própria frase.
Ex.:
A Sandra trouxe berlindespara a escola. A Sandra trouxe muitos berlindespara a escola.
A Sandra trouxe imensos berlindes para a escola.
Está é a casa onde a Franciscavive. Esta é a casa enorme onde a Franciscavive.
Este é o casarão onde a Franciscavive.
O João comeu a sopade legumes. O João comeu sofregamente a sopa delegumes.
O João devorou a sopa de legumes.
Ficha n.º 5 – Manipular diferentes processos para expressar noções de grau numa
frase, tendo em conta os seus valores.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Observa as imagens A, B e C. Escreve duas frases para cada imagem que indiquem
diferentes graus (quantidade, tamanho ou intensidade) da ideia que cada situação
te transmite. Observa o exemplo.
Num parque da SerraNevada,na Califórnia, podemos ver
uma sequoia. A sequoia é uma árvore gigante.
Num parque da SerraNevada,na Califórnia, podemos ver
uma sequoia. A sequoia é uma árvore colossal.
Oo
Alguns verbos não têmas terminações próprias da sua conjugação ou o radical sofre
alterações na sua conjugação.
Ex.:
Na grande maioria dos verbos (verbos regulares), o radical não sofre alterações na sua
conjugação. Ao radical acrescentam-seas terminaçõespróprias de cada modo, tempo e pessoa.
Ex.:
Ficha n.º 6 – Conjugar verbos regulares e irregulares no presente,
no pretérito perfeito e no futuro do modo indicativo.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Número
e pessoa
Verbo comprar
Presente do indicativo Pretérito perfeito do indicativo Futuro do indicativo
singular
1.a
eu compro eu comprei eu comprarei
2.a
tu compras tu compraste tu comprarás
3.a
ele compra ele comprou ele comprará
plural
1.a
nós compramos nós comprámos nós compraremos
2.a
vós comprais vós comprastes vós comprareis
3.a
eles compram eles compraram eles comprarão
Número
e pessoa
Verbo dizer
Presente do indicativo Pretérito perfeito do indicativo Futuro do indicativo
singular
1.a
eu digo eu disse eu direi
2.a
tu dizes tu disseste tu dirás
3.a
ele diz ele disse ele dirá
plural
1.a
nós dizemos nós dissemos nós diremos
2.a
vós dizeis vós dissestes vós direis
3.a
eles dizem eles disseram eles dirão
Completa as frases com a forma verbal do verbo indicado no presente do indicativo.
a) Eu e o meu pai (beber) limonadas frescas.
b) O Tiago ea irmã (abrir) a porta ao primo.
c) Eu (partir) o meu bolo de aniversário.
d) Tu e a tua mãe (cantar) muito bem.
e) A Carolina (falar) com a mãe ao telemóvel.
f) Tu (vender) fruta de muita qualidade.
Completa o crucigrama com as formas verbais indicadas no pretérito perfeito
do indicativo.
4
1
1 – verbo assistir (3.ª pessoa;plural)
2 – verbo gostar (2.ª pessoa;plural)
3 –verbo comer (3.ª pessoa;singular)
4 – verbo descer (1.ª pessoa; plural)
5 –verbo saltar (1.ª pessoa;singular)
6 – verbo ferir (2.ª pessoa; singular)
Oo
Preenche a tabela com as formas verbais do quadro.
esquecerá parecerão imaginará crescereis sofrerei discutirás
viajareis estudarei viajarás repetirão partirei crescerás
decidiremos imaginarão esqueceremos decidireis enviaremos partirá
Número Pessoa
Futuro do indicativo
1.ª conjugação 2.ª conjugação 3.ª conjugação
singular
1.a
2.a
3.a
plural
1.a
2.a
3.a
Lê as frases. Sublinha os verbos.
a) Nós seremos sempre muito cuidadosos com a Natureza.
b) A Rita é muito amiga da avó.
c) Tu tiveste muita sorte no último campeonato de futebol.
d) Vós tereis muito sucesso no campeonato de dança.
e) Tu estás na escola?
f) Eu fui colega do Diogo nas aulas de Música.
g) A Inês esteve na biblioteca com o pai.
h) Eu tenho um primo pianista.
i) O Renato e a Ana estarão cedo na estação.
4.1 Coloca na linha do tempo as formas verbais das frases anteriores. Observa o exemplo.
Completa as frases com formas verbais do verbo dizer.
Na escola, a Marta (pretérito perfeito) comotinha sidofeitaa experiência.
No entanto, eu (presente) que não foi bem assim, mas só o professor
(futuro) quem está correto.
Presente
do indicativo
Oo
Ficha n.º 7 – Utilizar apropriadam ente os tempos verbais para exprimir
anterioridade, posterioridade e simultaneidade.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Os tempos verbais permitem-tesituar as ações que enuncias relativamente ao momentoem que
as enuncias. Podes transmitir a noção de anterioridade, posterioridade e simultaneidade.
Ex.:
A B C
Antes Ao mesmo tempo Depois
A – O Afonso bebeu um copo de água. – anterioridade
B – O Afonso bebe um copo de água. – simultaneidade
C – O Afonso beberá um copo de água. – posterioridade
Lê as frases. Situa as frases na linha temporal relativamente ao momento em que foram
ditas. Observa o exemplo.
A Esta manhã, a Inês requisitou um livro na biblioteca.
B A Catarina telefona à prima.
C Logo à tarde, o Renato terá aulas de natação.
D Para a semana, os alunos irão visitar o Oceanário.
E No fim de semana passado, o Rui e o pai foram ao cinema.
Completa as frases com os tempos verbais apropriados. Observa o exemplo.
No próximo sábado,a Lara terá (ter) um espetáculo deballet.
Neste momento, o Filipe (dar) comida ao seu gato.
Ontem à tarde, eu (ir) visitar os meus avós.
Agora, a Susana (escrever) uma mensagem à sua amiga.
No domingo passado, a Ana e a mãe (jogar) à bola no jardim.
Amanhã, o Gabriel (fazer) uma surpresa à mãe.
Oo
Ficha n.º 8 – Reconhecer a frase a partir dos seus grupos constituintes (grupo nominal
e grupo verbal)edasfunções sintáticas centrais (sujeito epredicado).
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Uma frase pode ser dividida em dois grupos principais: grupo nominal e grupo verbal.
Ex.: A mãe leu um conto à filha.
GN GV
O gruponominaldesempenhaafunçãodesujeito. O grupoverbaldesempenhaafunçãodepredicado.
Chama-sesujeitoàpessoa,aoobjetoouserque Chama-se predicado à ação praticada pelo sujeito
realizaaaçãoousobreoqualsefala. ou àquilo que sediz acercadosujeito.
Quem?–sujeito(Amãe) O que sediz?– predicado(leuocontoàfilha)
O verbo do predicado concorda sempre com o sujeito.
Ex.: O cão vive no pátio da casa da Filomena.
O cão e o gato vivemno pátio da casada Filomena.
O gato vive no pátio da casa daFilomena.
Identifica o grupo nominal e o grupo verbal de cada frase. Preenche a tabela.
Observa o exemplo.
Grupo nominal Grupo verbal
Aprofessoraentrega o livro ao Paulo. A professora entrega o livro ao Paulo
Tu gostas de passear na praia?
O meu primo é mais novo do que eu.
O peixe nada.
A Inês e a amiga assistem ao jogo.
O céu está lindo!
Usa os grupos para formar frases. Observa o exemplo.
O Rui e o pai prepararam uma surpresa à mãe.
O Rui e o pai Tu O Bruno e eu
cantamos no coro da escola. prepararam uma surpresa à mãe.
irá para a piscina. Ele jogas na equipa da escola.
Oo
Observa a imagem.
3.1 Completa as frases, escrevendo o sujeito.
salta bem à corda.
consegue rodar o arco com facilidade.
preferem brincar com bolas.
Observa as imagens. Completa as frases, escrevendo o predicado.
A Catarina
O Rodrigo e o seu cão
Lê as frases. Sublinha de azul o sujeito e de vermelho o predicado.
a) A Margarida e a irmã ajudam o pai a arrumar a sala.
b) O canteiro do jardim está florido.
c) Naquela manhã, nós acordámos cedo.
d) A chuva cai com muita intensidade.
Quem?
O quê?
O quê?
Oo
Maria Helena Marques e Maria Regina Rocha,A Gramática – Português 1.ºCiclo,Porto Editora,2019
Os conectoresdiscursivossãopalavras ou expressões que te ajudam a estabelecerrelaçõesentre
as ideias de um texto.
Ex.:
Ficha n.º 9 – Recorrer de modo intencional e adequado a conectores diversificados,
em textos orais e escritos.
Nome Data - -
Novas
aprendizagens
Sentido dos conectores Conectores
Tempo
quando, no momentoem que, enquanto, entretanto, antes de,
depois, depois de, até que, em seguida, então, finalmente, em
primeiro lugar, em segundo lugar, por último
Causa porque, como, por causa de
Consequência por isso, portanto, assim, deste modo, daí que
Finalidade mas, para que
Exemplificação por exemplo, principalmente
Adição e, também, além disso
Observa a sequência de imagens.
1.1 Completa o texto com os conectores do quadro.
Um jogo entre amigos
Certo dia, o Paulo, o Ricardo e os amigos foram até ao rinque para jogarem hóquei
em patins.
lá chegaram, foram até ao balneário.
o Paulo distribuía os patins, o amigo ia distribuindo as caneleiras.
se equiparem, os amigos entraram no rinque.
, o Paulo verificou a rede de cada baliza.
, o Ricardo deu quatro coletes amarelos aos jogadores dasua
equipa e deu cinco coletes verdes aos jogadores da equipa do Paulo.
, o jogo podia começar.
depois de entretanto quando finalmente em seguida enquanto
Oo
Completa as frases usando conectores com os sentidos indicados.
a) A Maria queria ir à piscina, (oposição) não podia fazê-lo,
(causa) estava constipada.
b) (finalidade)conseguir ir ao JogosOlímpicos, o André treinatodos os dias.
c) A mãe da Carla quer que ela chegue sempre a tempo à escola,
(consequência), acorda-acedo, (adição)ameninapreparaamochila
na véspera.
Completa as frases em função dos conectores apresentados.
o Francisco ajuda
a mãe a pôr a mesa.
A Susana ficou
muito feliz
embora
.
Nestas férias,
o Afonso quer ir a Paris,
mas
por isso,
porque
quando
.
Como
,
Para
,
Enquanto
,
por causa
.
Ficha n.º 1 3.
1.
folhagem •
pedregulho •
sapataria •
ajardinar •
pedrada •
• sapateiro •
• jardinagem •
• folhado •
sapateado
• folhear
• pedreiro
• jardineiro
2. desarrumar; desleal; impossível; refazer ou desfazer; infeliz;
injustiça; inútil
3. risada; papelada/papelaria; tristonho/tristeza
4. Por exemplo: cozinheiro: padeiro, pedreiro, jardineiro;pintor:
cantor, jogador,professor, educador;florista:jornalista,
malabarista, dentista.
Ficha n.º 2
1. Riscar peixaria; chupeta; casaco; madeixa.
2. Por exemplo: floreira, florir, florescer, florzinha, beija-flor, aflorar.
3. terra; sol.
Ficha n.º 3
1.
b) sentido literal; c) sentido literal;
d) sentido figurado; e) sentido figurado.
4.
a) seremos; b) é; c) tiveste; d) tereis; e) estás;
f) fui; g) esteve; h) tenho; i) estarão.
4.1. Pretérito perfeito do indicativo:tiveste, fui, esteve; Presente do
indicativo: é, estás, tenho; Futuro do indicativo: tereis, estarão.
5. disse; digo; dirá.
Ficha n.º 7
1. E/A/B/C/D
2. dá; fui; escreve; jogaram; fará.
Ficha n.º 8
1.
2.
Ele deitou água na fervura.•
Ela anda com a cabeça
nas nuvens.•
Elesacudiu aágua
do capote. •
Ela deita contas à vida. •
Elepassouanoitea
abanar ocapacete. •
• Ele recusou
responsabilidades.
• Ele acalmou a situação.
• Ela anda distraída.
• Ele dançou a noite toda.
• Ela reflete.
2. Tu jogas na equipa da escola.
O Bruno e eu cantamos no coro da escola.
Ele irá para a piscina.
Ficha n.º 4
1.
1.1.
3.
3.1. A Joana salta bem à corda.
A Isabelconsegue rodar o arcocomfacilidade.
OJoão e o Vicente preferembrincarcombolas.
4. A Catarina dá colo ao gato.
O Rodrigo e o seu cão brincam.
1.2. Agora não é uma boa ideia.
Ficha n.º 6
1.
5.
a) A Margarida e a irmã ajudam o pai a arrumar asala.
b) O canteiro do jardim está florido.
c) Naquela manhã, nós acordámos cedo.
d) A chuva caicom muita intensidade.
Ficha n.º 9
1.
1.1. Quando; Enquanto; Depois de; Em seguida; Entretanto;Finalmente.
2.
3. por exemplo:
porque ainda não conhece a cidade.
por isso, vai poupar dinheiro.
mas terá de se portar bem.
Enquanto o pai não chega,
Para ser mais rápido,
Como é um bom menino,
quando ganhou o concurso.
embora tenha ficado cansada.
por causa do resultado do teste.
Oo
Número Pessoa
Futuro do indicativo
1.ª conjugação 2.ª conjugação 3.ª conjugação
Singular
1.ª estudarei sof rerei partirei
2.ª v iajarás crescerás discutirás
3.ª imaginará esquecerá partirá
Plural
1.ª env iaremos esqueceremos decidiremos
2.ª v iajareis crescereis decidireis
3.ª imaginarão parecerão repetirão
Grupo nominal Grupo v erbal
A prof essoraentregao livroao Paulo. A prof essora entrega o liv ro ao Paulo.
Tu gostas de passear na praia? Tu gostas de passear na
praia?
O meu primo é mais novo do que eu. O meu primo é mais nov o do que eu.
O peixe nada. O peixe nada.
A Inês e a amiga assistem ao jogo. A Inês e a amiga assistem ao jogo.
O céu está lindo! O céu está lindo!
Tipos de f rase Frases
Declarativa Agora não é uma boa ideia.
Interrogativa Vamos jogar à bola?
Exclamativa Como v oa tão alto!
Imperativa Venham comer!
a) bebemos;
d) cantam;
b) abrem;
e) fala;
c) parto;
f) vendes.
2.
M
S

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Determinantes e pronomes (5.º ano)
Determinantes e pronomes (5.º ano)Determinantes e pronomes (5.º ano)
Determinantes e pronomes (5.º ano)
suzanamar
 
Ficha de trabalho sistema digestivo
Ficha de trabalho sistema digestivoFicha de trabalho sistema digestivo
Ficha de trabalho sistema digestivo
Cristina Jesus
 
Ficha 3ª e 4ª dinastia
Ficha 3ª e 4ª dinastiaFicha 3ª e 4ª dinastia
Ficha 3ª e 4ª dinastia
Sandra Madeira
 
Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)
Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)
Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)
Andreia Margarido
 
Ficha de exercícios grau dos adjetivos
Ficha de exercícios   grau dos adjetivosFicha de exercícios   grau dos adjetivos
Ficha de exercícios grau dos adjetivos
Maria Cavaleiro
 
Ae estudo do meio - alfa
Ae   estudo do meio - alfaAe   estudo do meio - alfa
Ae estudo do meio - alfa
Sílvia Rocha
 
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoFicha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ana Tapadinhas
 
Tipos e Formas de Frase: Ficha de Trabalho
Tipos e Formas de Frase: Ficha de TrabalhoTipos e Formas de Frase: Ficha de Trabalho
Tipos e Formas de Frase: Ficha de Trabalho
A. Simoes
 
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivoFicha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Agrupamento de Escolas de Mortágua
 
Ficha janeiro em
Ficha janeiro emFicha janeiro em
Ficha janeiro em
Study With Us
 
Ficha de revisão
Ficha de revisãoFicha de revisão
Ficha de revisão
Sónia Fernandes
 
Teste 1º período 2014-2015- 3º ano
Teste 1º período  2014-2015- 3º anoTeste 1º período  2014-2015- 3º ano
Teste 1º período 2014-2015- 3º ano
Graça Alexandre
 
Verbos
VerbosVerbos
Ficha de revisão - a classe do nome
Ficha de revisão - a classe do nomeFicha de revisão - a classe do nome
Ficha de revisão - a classe do nome
suzanamar
 
Teste notícia
Teste notíciaTeste notícia
Teste notícia
Teresa Figueiredo
 
Gramática lp 4º ano
Gramática   lp 4º anoGramática   lp 4º ano
Gramática lp 4º ano
Rute Almeida
 
Fichas matemática 2º ano - Completo.pdf
Fichas matemática 2º ano - Completo.pdfFichas matemática 2º ano - Completo.pdf
Fichas matemática 2º ano - Completo.pdf
MarisaPimentel3
 
Fichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º Ano
Fichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º AnoFichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º Ano
Fichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º Ano
Marta Viegas
 
Avaliação formativa de novembro – lp 4º ano
Avaliação formativa de novembro – lp 4º anoAvaliação formativa de novembro – lp 4º ano
Avaliação formativa de novembro – lp 4º ano
Rute Almeida
 
Ficha adjetivo
Ficha adjetivoFicha adjetivo
Ficha adjetivo
Flor Lima
 

Mais procurados (20)

Determinantes e pronomes (5.º ano)
Determinantes e pronomes (5.º ano)Determinantes e pronomes (5.º ano)
Determinantes e pronomes (5.º ano)
 
Ficha de trabalho sistema digestivo
Ficha de trabalho sistema digestivoFicha de trabalho sistema digestivo
Ficha de trabalho sistema digestivo
 
Ficha 3ª e 4ª dinastia
Ficha 3ª e 4ª dinastiaFicha 3ª e 4ª dinastia
Ficha 3ª e 4ª dinastia
 
Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)
Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)
Ficha de trabalho nº 9 (países europeus)
 
Ficha de exercícios grau dos adjetivos
Ficha de exercícios   grau dos adjetivosFicha de exercícios   grau dos adjetivos
Ficha de exercícios grau dos adjetivos
 
Ae estudo do meio - alfa
Ae   estudo do meio - alfaAe   estudo do meio - alfa
Ae estudo do meio - alfa
 
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoFicha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
 
Tipos e Formas de Frase: Ficha de Trabalho
Tipos e Formas de Frase: Ficha de TrabalhoTipos e Formas de Frase: Ficha de Trabalho
Tipos e Formas de Frase: Ficha de Trabalho
 
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivoFicha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
 
Ficha janeiro em
Ficha janeiro emFicha janeiro em
Ficha janeiro em
 
Ficha de revisão
Ficha de revisãoFicha de revisão
Ficha de revisão
 
Teste 1º período 2014-2015- 3º ano
Teste 1º período  2014-2015- 3º anoTeste 1º período  2014-2015- 3º ano
Teste 1º período 2014-2015- 3º ano
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Ficha de revisão - a classe do nome
Ficha de revisão - a classe do nomeFicha de revisão - a classe do nome
Ficha de revisão - a classe do nome
 
Teste notícia
Teste notíciaTeste notícia
Teste notícia
 
Gramática lp 4º ano
Gramática   lp 4º anoGramática   lp 4º ano
Gramática lp 4º ano
 
Fichas matemática 2º ano - Completo.pdf
Fichas matemática 2º ano - Completo.pdfFichas matemática 2º ano - Completo.pdf
Fichas matemática 2º ano - Completo.pdf
 
Fichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º Ano
Fichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º AnoFichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º Ano
Fichas de Avaliação Estudo do Meio_3.º Ano
 
Avaliação formativa de novembro – lp 4º ano
Avaliação formativa de novembro – lp 4º anoAvaliação formativa de novembro – lp 4º ano
Avaliação formativa de novembro – lp 4º ano
 
Ficha adjetivo
Ficha adjetivoFicha adjetivo
Ficha adjetivo
 

Semelhante a Fichas trabalho conteudos_ae_port

Revisões Português Gramática 3º ano.pptx
Revisões Português Gramática 3º ano.pptxRevisões Português Gramática 3º ano.pptx
Revisões Português Gramática 3º ano.pptx
AissataCeita
 
alfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdfalfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdf
MariaCarmen49
 
alfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdfalfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdf
MariaCarmen49
 
Verbos[1]
Verbos[1]Verbos[1]
Verbos[1]
isabel preto
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Andriane Cursino
 
Adjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbialAdjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbial
M. Cristina Torres Felippin
 
ficheiro_gramatica_A.docx
ficheiro_gramatica_A.docxficheiro_gramatica_A.docx
ficheiro_gramatica_A.docx
Maria600510
 
O verbo
O verboO verbo
O verbo
JooLuisLatour
 
Blog
BlogBlog
Instrumental english
Instrumental englishInstrumental english
Instrumental english
Isabel Sousa
 
Portugues vol4
Portugues vol4Portugues vol4
Portugues vol4
Blaunier Matheus
 
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol  - Preteritowww.CentroApoio.com - Espanhol  - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
Vídeo Aulas Apoio
 
Gramática 2.º ano
Gramática 2.º anoGramática 2.º ano
Gramática 2.º ano
Miguel de Carvalho
 
aspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptxaspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptx
ElmaNogueira5
 
Lingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbosLingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbos
Study With Us
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
Marcos Emídio
 
Pronominalização
PronominalizaçãoPronominalização
Pronominalização
orlandoroberto
 
Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Luiza Collet
 
A classe dos verbos 1 gt
A classe dos verbos 1 gtA classe dos verbos 1 gt
A classe dos verbos 1 gt
Cristina Fontes
 
Rta aula 6 - 2010
Rta   aula 6 - 2010Rta   aula 6 - 2010
Rta aula 6 - 2010
LeYa
 

Semelhante a Fichas trabalho conteudos_ae_port (20)

Revisões Português Gramática 3º ano.pptx
Revisões Português Gramática 3º ano.pptxRevisões Português Gramática 3º ano.pptx
Revisões Português Gramática 3º ano.pptx
 
alfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdfalfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdf
 
alfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdfalfa34_fichas_reforco.pdf
alfa34_fichas_reforco.pdf
 
Verbos[1]
Verbos[1]Verbos[1]
Verbos[1]
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Adjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbialAdjunto adnominal e adverbial
Adjunto adnominal e adverbial
 
ficheiro_gramatica_A.docx
ficheiro_gramatica_A.docxficheiro_gramatica_A.docx
ficheiro_gramatica_A.docx
 
O verbo
O verboO verbo
O verbo
 
Blog
BlogBlog
Blog
 
Instrumental english
Instrumental englishInstrumental english
Instrumental english
 
Portugues vol4
Portugues vol4Portugues vol4
Portugues vol4
 
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol  - Preteritowww.CentroApoio.com - Espanhol  - Preterito
www.CentroApoio.com - Espanhol - Preterito
 
Gramática 2.º ano
Gramática 2.º anoGramática 2.º ano
Gramática 2.º ano
 
aspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptxaspectualização do verbo.pptx
aspectualização do verbo.pptx
 
Lingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbosLingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbos
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
 
Pronominalização
PronominalizaçãoPronominalização
Pronominalização
 
Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
 
A classe dos verbos 1 gt
A classe dos verbos 1 gtA classe dos verbos 1 gt
A classe dos verbos 1 gt
 
Rta aula 6 - 2010
Rta   aula 6 - 2010Rta   aula 6 - 2010
Rta aula 6 - 2010
 

Último

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 

Fichas trabalho conteudos_ae_port

  • 1. Oo radical prefixo As palavras podem serformadas por diferentes elementos:radical, que apresenta osignificado principal, e por afixos. Os afixos sãoelementos que se agregam ao radical a fim de formarpalavras novas. Classificam-se em: prefixos– quando vêm antes do radical sufixos – quando vêm depois doradical Ex.: infeliz Ex.: lealdade Ficha n.º 1–Depreender osignificado de palavras apartir da sua análise ea partir das múltiplas relações que podem estabelecer entre si. Nome Data - - Novas aprendizagens Sublinha o radical nas palavras. Liga as palavras que apresentam o mesmo radical. folhagem • pedregulho • sapataria • ajardinar • • pedrada • • sapateiro • • jardinagem • • folhado • • sapateado • folhear • pedreiro • jardineiro Forma novas palavras acrescentando os prefixos indicados. Observa o exemplo. re ler arrumar leal possível fazer feliz justiça útil Escreve palavras com os sufixos dados. Observa o exemplo. riso papel triste Legenda as imagens com o nome das profissões representadas. Escreve o nome de outras profissões que apresentem o mesmo sufixo. Observa o exemplo. onho ada ada aria onho eza risonho pasteleiro re in im
  • 2. Oo As palavras que apresentam o mesmo radical pertencem à mesma família de palavras. Ex.: mar, marinheiro, maremoto; maresia, maré... Ficha n.º2–Conhecer afamília depalavras como modo de organização do léxico. Nome Data - - Novas aprendizagens Risca o intruso em cada uma das famílias de palavras. pesca chuva casa mexer pescador chuvisco casaco mexido pescaria chuveiro casario madeixa peixaria chupeta caseiro mexelhão pescado chuvoso casota remexido Escreve palavras da família de flor nas pétalas da flor. Escreve a palavra que deu origem a cada uma das famílias de palavras. terremoto girassol terreno aterrar solstício solário terraço terreiro ensolarado solar
  • 3. Oo Ficha n.º 3 – Deduzir significados de palavras e/ou expressões que não correspondam ao sentido literal. Nome Data - - Novas aprendizagens Algumas expressões nalíngua portuguesaapresentam um significado quenão corresponde ao sentido literal das palavras que as compõem. Indica se as palavras destacadas nas frases são utilizadas em sentido literal ou em sentido figurado. Observa o exemplo. a) A tia comprou um berço para a bebé. Sentido literal b) A mãe sacudiu o tapete. c) O professor sorri muito. d) Eles tiraram-me o tapete. e) Guimarães é o berço da nação. Liga cada expressão ao respetivo significado. Ele deitou água na fervura. • Ela anda com acabeça nas nuvens. • Ele sacudiu a água do capote. • Ela deita contas àvida. • Ele passou anoite aabanar ocapacete. • • Ele recusou responsabilidades. • Ele acalmou a situação. • Ela anda distraída. • Ele dançou a noite toda. • Ela reflete. Ex.: A almofada é fofinha. fofinha = que cede à pressão, mole. Ex.: A tartaruga é fofinha. fofinha = adorável. Sentido literal é aquele que pode ser compreendidosem ajuda do contexto, ouseja, é o sentido comum que costumamos dar à palavra. Sentido figurado é aquele em que uma palavra adquire um sentido simbólico, só compreensível pela frase onde surge ou pela situação de comunicação.
  • 4. Oo De acordo com a tua intenção comunicativa, podes utilizar diferentes tipos de frase. Ficha n.º 4 – Distinguir tipos de frase e o valor afirmativo ou negativo dos enunciados. Nome Data - - Novas aprendizagens Frase Intenção Exemplo Declarativa Para apresentares uma informação, dares uma resposta ou fazeres uma declaração. A Rita fez um piquenique com a família. Interrogativa Para fazeres perguntas. Qual é o teu sumo preferido? Exclamativa Para exprimires as tuas emoções. Que jardim tão bonito! Imperativa Para dares uma ordem, fazeres um pedido ou apresentares um conselho. Põe o lixo no cesto! Observa a imagem. 1.1 Preenche a tabela com as frases dos balões de fala. Tipos de frase Frases Declarativa Interrogativa Exclamativa Imperativa 1.2 Copia a frase do exercício 1.1 que apresenta um valor negativo. comer! Como voa tão alto! Vamos jogar à bola? Agora não é uma boa ideia. As frases que utilizas podem apresentar diferentes valores. Quando afirmas uma ideia,usas frases Para negaresuma ideia,utilizas frases de valor afirmativo. de valor negativo. Ex.: Adoro jogarà bola! Ex.: Não faças fogueiras na floresta.
  • 5. Oo As frases permitem indicar diferentes graus (quantidade, tamanho ou intensidade) da ideia que pretendes transmitir.O grau pode serindicado através do significado das palavras, da sua flexão ou da estrutura da própria frase. Ex.: A Sandra trouxe berlindespara a escola. A Sandra trouxe muitos berlindespara a escola. A Sandra trouxe imensos berlindes para a escola. Está é a casa onde a Franciscavive. Esta é a casa enorme onde a Franciscavive. Este é o casarão onde a Franciscavive. O João comeu a sopade legumes. O João comeu sofregamente a sopa delegumes. O João devorou a sopa de legumes. Ficha n.º 5 – Manipular diferentes processos para expressar noções de grau numa frase, tendo em conta os seus valores. Nome Data - - Novas aprendizagens Observa as imagens A, B e C. Escreve duas frases para cada imagem que indiquem diferentes graus (quantidade, tamanho ou intensidade) da ideia que cada situação te transmite. Observa o exemplo. Num parque da SerraNevada,na Califórnia, podemos ver uma sequoia. A sequoia é uma árvore gigante. Num parque da SerraNevada,na Califórnia, podemos ver uma sequoia. A sequoia é uma árvore colossal.
  • 6. Oo Alguns verbos não têmas terminações próprias da sua conjugação ou o radical sofre alterações na sua conjugação. Ex.: Na grande maioria dos verbos (verbos regulares), o radical não sofre alterações na sua conjugação. Ao radical acrescentam-seas terminaçõespróprias de cada modo, tempo e pessoa. Ex.: Ficha n.º 6 – Conjugar verbos regulares e irregulares no presente, no pretérito perfeito e no futuro do modo indicativo. Nome Data - - Novas aprendizagens Número e pessoa Verbo comprar Presente do indicativo Pretérito perfeito do indicativo Futuro do indicativo singular 1.a eu compro eu comprei eu comprarei 2.a tu compras tu compraste tu comprarás 3.a ele compra ele comprou ele comprará plural 1.a nós compramos nós comprámos nós compraremos 2.a vós comprais vós comprastes vós comprareis 3.a eles compram eles compraram eles comprarão Número e pessoa Verbo dizer Presente do indicativo Pretérito perfeito do indicativo Futuro do indicativo singular 1.a eu digo eu disse eu direi 2.a tu dizes tu disseste tu dirás 3.a ele diz ele disse ele dirá plural 1.a nós dizemos nós dissemos nós diremos 2.a vós dizeis vós dissestes vós direis 3.a eles dizem eles disseram eles dirão Completa as frases com a forma verbal do verbo indicado no presente do indicativo. a) Eu e o meu pai (beber) limonadas frescas. b) O Tiago ea irmã (abrir) a porta ao primo. c) Eu (partir) o meu bolo de aniversário. d) Tu e a tua mãe (cantar) muito bem. e) A Carolina (falar) com a mãe ao telemóvel. f) Tu (vender) fruta de muita qualidade. Completa o crucigrama com as formas verbais indicadas no pretérito perfeito do indicativo. 4 1 1 – verbo assistir (3.ª pessoa;plural) 2 – verbo gostar (2.ª pessoa;plural) 3 –verbo comer (3.ª pessoa;singular) 4 – verbo descer (1.ª pessoa; plural) 5 –verbo saltar (1.ª pessoa;singular) 6 – verbo ferir (2.ª pessoa; singular)
  • 7. Oo Preenche a tabela com as formas verbais do quadro. esquecerá parecerão imaginará crescereis sofrerei discutirás viajareis estudarei viajarás repetirão partirei crescerás decidiremos imaginarão esqueceremos decidireis enviaremos partirá Número Pessoa Futuro do indicativo 1.ª conjugação 2.ª conjugação 3.ª conjugação singular 1.a 2.a 3.a plural 1.a 2.a 3.a Lê as frases. Sublinha os verbos. a) Nós seremos sempre muito cuidadosos com a Natureza. b) A Rita é muito amiga da avó. c) Tu tiveste muita sorte no último campeonato de futebol. d) Vós tereis muito sucesso no campeonato de dança. e) Tu estás na escola? f) Eu fui colega do Diogo nas aulas de Música. g) A Inês esteve na biblioteca com o pai. h) Eu tenho um primo pianista. i) O Renato e a Ana estarão cedo na estação. 4.1 Coloca na linha do tempo as formas verbais das frases anteriores. Observa o exemplo. Completa as frases com formas verbais do verbo dizer. Na escola, a Marta (pretérito perfeito) comotinha sidofeitaa experiência. No entanto, eu (presente) que não foi bem assim, mas só o professor (futuro) quem está correto. Presente do indicativo
  • 8. Oo Ficha n.º 7 – Utilizar apropriadam ente os tempos verbais para exprimir anterioridade, posterioridade e simultaneidade. Nome Data - - Novas aprendizagens Os tempos verbais permitem-tesituar as ações que enuncias relativamente ao momentoem que as enuncias. Podes transmitir a noção de anterioridade, posterioridade e simultaneidade. Ex.: A B C Antes Ao mesmo tempo Depois A – O Afonso bebeu um copo de água. – anterioridade B – O Afonso bebe um copo de água. – simultaneidade C – O Afonso beberá um copo de água. – posterioridade Lê as frases. Situa as frases na linha temporal relativamente ao momento em que foram ditas. Observa o exemplo. A Esta manhã, a Inês requisitou um livro na biblioteca. B A Catarina telefona à prima. C Logo à tarde, o Renato terá aulas de natação. D Para a semana, os alunos irão visitar o Oceanário. E No fim de semana passado, o Rui e o pai foram ao cinema. Completa as frases com os tempos verbais apropriados. Observa o exemplo. No próximo sábado,a Lara terá (ter) um espetáculo deballet. Neste momento, o Filipe (dar) comida ao seu gato. Ontem à tarde, eu (ir) visitar os meus avós. Agora, a Susana (escrever) uma mensagem à sua amiga. No domingo passado, a Ana e a mãe (jogar) à bola no jardim. Amanhã, o Gabriel (fazer) uma surpresa à mãe.
  • 9. Oo Ficha n.º 8 – Reconhecer a frase a partir dos seus grupos constituintes (grupo nominal e grupo verbal)edasfunções sintáticas centrais (sujeito epredicado). Nome Data - - Novas aprendizagens Uma frase pode ser dividida em dois grupos principais: grupo nominal e grupo verbal. Ex.: A mãe leu um conto à filha. GN GV O gruponominaldesempenhaafunçãodesujeito. O grupoverbaldesempenhaafunçãodepredicado. Chama-sesujeitoàpessoa,aoobjetoouserque Chama-se predicado à ação praticada pelo sujeito realizaaaçãoousobreoqualsefala. ou àquilo que sediz acercadosujeito. Quem?–sujeito(Amãe) O que sediz?– predicado(leuocontoàfilha) O verbo do predicado concorda sempre com o sujeito. Ex.: O cão vive no pátio da casa da Filomena. O cão e o gato vivemno pátio da casada Filomena. O gato vive no pátio da casa daFilomena. Identifica o grupo nominal e o grupo verbal de cada frase. Preenche a tabela. Observa o exemplo. Grupo nominal Grupo verbal Aprofessoraentrega o livro ao Paulo. A professora entrega o livro ao Paulo Tu gostas de passear na praia? O meu primo é mais novo do que eu. O peixe nada. A Inês e a amiga assistem ao jogo. O céu está lindo! Usa os grupos para formar frases. Observa o exemplo. O Rui e o pai prepararam uma surpresa à mãe. O Rui e o pai Tu O Bruno e eu cantamos no coro da escola. prepararam uma surpresa à mãe. irá para a piscina. Ele jogas na equipa da escola.
  • 10. Oo Observa a imagem. 3.1 Completa as frases, escrevendo o sujeito. salta bem à corda. consegue rodar o arco com facilidade. preferem brincar com bolas. Observa as imagens. Completa as frases, escrevendo o predicado. A Catarina O Rodrigo e o seu cão Lê as frases. Sublinha de azul o sujeito e de vermelho o predicado. a) A Margarida e a irmã ajudam o pai a arrumar a sala. b) O canteiro do jardim está florido. c) Naquela manhã, nós acordámos cedo. d) A chuva cai com muita intensidade. Quem? O quê? O quê?
  • 11. Oo Maria Helena Marques e Maria Regina Rocha,A Gramática – Português 1.ºCiclo,Porto Editora,2019 Os conectoresdiscursivossãopalavras ou expressões que te ajudam a estabelecerrelaçõesentre as ideias de um texto. Ex.: Ficha n.º 9 – Recorrer de modo intencional e adequado a conectores diversificados, em textos orais e escritos. Nome Data - - Novas aprendizagens Sentido dos conectores Conectores Tempo quando, no momentoem que, enquanto, entretanto, antes de, depois, depois de, até que, em seguida, então, finalmente, em primeiro lugar, em segundo lugar, por último Causa porque, como, por causa de Consequência por isso, portanto, assim, deste modo, daí que Finalidade mas, para que Exemplificação por exemplo, principalmente Adição e, também, além disso Observa a sequência de imagens. 1.1 Completa o texto com os conectores do quadro. Um jogo entre amigos Certo dia, o Paulo, o Ricardo e os amigos foram até ao rinque para jogarem hóquei em patins. lá chegaram, foram até ao balneário. o Paulo distribuía os patins, o amigo ia distribuindo as caneleiras. se equiparem, os amigos entraram no rinque. , o Paulo verificou a rede de cada baliza. , o Ricardo deu quatro coletes amarelos aos jogadores dasua equipa e deu cinco coletes verdes aos jogadores da equipa do Paulo. , o jogo podia começar. depois de entretanto quando finalmente em seguida enquanto
  • 12. Oo Completa as frases usando conectores com os sentidos indicados. a) A Maria queria ir à piscina, (oposição) não podia fazê-lo, (causa) estava constipada. b) (finalidade)conseguir ir ao JogosOlímpicos, o André treinatodos os dias. c) A mãe da Carla quer que ela chegue sempre a tempo à escola, (consequência), acorda-acedo, (adição)ameninapreparaamochila na véspera. Completa as frases em função dos conectores apresentados. o Francisco ajuda a mãe a pôr a mesa. A Susana ficou muito feliz embora . Nestas férias, o Afonso quer ir a Paris, mas por isso, porque quando . Como , Para , Enquanto , por causa .
  • 13. Ficha n.º 1 3. 1. folhagem • pedregulho • sapataria • ajardinar • pedrada • • sapateiro • • jardinagem • • folhado • sapateado • folhear • pedreiro • jardineiro 2. desarrumar; desleal; impossível; refazer ou desfazer; infeliz; injustiça; inútil 3. risada; papelada/papelaria; tristonho/tristeza 4. Por exemplo: cozinheiro: padeiro, pedreiro, jardineiro;pintor: cantor, jogador,professor, educador;florista:jornalista, malabarista, dentista. Ficha n.º 2 1. Riscar peixaria; chupeta; casaco; madeixa. 2. Por exemplo: floreira, florir, florescer, florzinha, beija-flor, aflorar. 3. terra; sol. Ficha n.º 3 1. b) sentido literal; c) sentido literal; d) sentido figurado; e) sentido figurado. 4. a) seremos; b) é; c) tiveste; d) tereis; e) estás; f) fui; g) esteve; h) tenho; i) estarão. 4.1. Pretérito perfeito do indicativo:tiveste, fui, esteve; Presente do indicativo: é, estás, tenho; Futuro do indicativo: tereis, estarão. 5. disse; digo; dirá. Ficha n.º 7 1. E/A/B/C/D 2. dá; fui; escreve; jogaram; fará. Ficha n.º 8 1. 2. Ele deitou água na fervura.• Ela anda com a cabeça nas nuvens.• Elesacudiu aágua do capote. • Ela deita contas à vida. • Elepassouanoitea abanar ocapacete. • • Ele recusou responsabilidades. • Ele acalmou a situação. • Ela anda distraída. • Ele dançou a noite toda. • Ela reflete. 2. Tu jogas na equipa da escola. O Bruno e eu cantamos no coro da escola. Ele irá para a piscina. Ficha n.º 4 1. 1.1. 3. 3.1. A Joana salta bem à corda. A Isabelconsegue rodar o arcocomfacilidade. OJoão e o Vicente preferembrincarcombolas. 4. A Catarina dá colo ao gato. O Rodrigo e o seu cão brincam. 1.2. Agora não é uma boa ideia. Ficha n.º 6 1. 5. a) A Margarida e a irmã ajudam o pai a arrumar asala. b) O canteiro do jardim está florido. c) Naquela manhã, nós acordámos cedo. d) A chuva caicom muita intensidade. Ficha n.º 9 1. 1.1. Quando; Enquanto; Depois de; Em seguida; Entretanto;Finalmente. 2. 3. por exemplo: porque ainda não conhece a cidade. por isso, vai poupar dinheiro. mas terá de se portar bem. Enquanto o pai não chega, Para ser mais rápido, Como é um bom menino, quando ganhou o concurso. embora tenha ficado cansada. por causa do resultado do teste. Oo Número Pessoa Futuro do indicativo 1.ª conjugação 2.ª conjugação 3.ª conjugação Singular 1.ª estudarei sof rerei partirei 2.ª v iajarás crescerás discutirás 3.ª imaginará esquecerá partirá Plural 1.ª env iaremos esqueceremos decidiremos 2.ª v iajareis crescereis decidireis 3.ª imaginarão parecerão repetirão Grupo nominal Grupo v erbal A prof essoraentregao livroao Paulo. A prof essora entrega o liv ro ao Paulo. Tu gostas de passear na praia? Tu gostas de passear na praia? O meu primo é mais novo do que eu. O meu primo é mais nov o do que eu. O peixe nada. O peixe nada. A Inês e a amiga assistem ao jogo. A Inês e a amiga assistem ao jogo. O céu está lindo! O céu está lindo! Tipos de f rase Frases Declarativa Agora não é uma boa ideia. Interrogativa Vamos jogar à bola? Exclamativa Como v oa tão alto! Imperativa Venham comer! a) bebemos; d) cantam; b) abrem; e) fala; c) parto; f) vendes. 2. M S