SlideShare uma empresa Scribd logo
Eutanásia
Uma forma de morrer
Beatriz Cunha, 7
Inês Lapa, 12
12ºTSA
O que é a dignidade
humana?
Dignidade humana e Eutanásia
• Um vida que a medicina consegue prolongar a todos o
custo, vale a pena ser vivida?
• Para quê tanto sofrimento, por um resto de vida
miserável?
• Quem é que pode decretar a atitude interior ou estado
de alma, perante a morte de alguém? Caberá esta decisão
as leis dos países?
O que é a eutanásia?
• É todo o tipo de terapia que suponha o adiantamento da
morte.
eu thanatos Boa morte
Discussão da eutanásia
Eutanásia sempre foi um tema discutido?
Tipos de eutanásia
Eutanásia
Voluntária Não voluntária Involuntária
Tipos de eutanásia
Eutanásia
Ativa
Direta
Provocar a morte
Indireta
Aliviar o
sofrimentoPassiva
Recusa a retardar a
morte
Como se pratica a
eutanásia passiva e
ativa?
Como é praticada a eutanásia ativa
e direta?
Triagem
dos
pedidos
Avaliação
psicológica
Injeção
letal
Distanásia
• Prática que pretende retardar o mais possível a morte,
prolongando a vida
• Relacionada com a reanimação
• O procedimento contrário é a “adistanásia” ou anti-
eutanásia deixar o paciente morrer
Motivos que levam a
pratica da eutanásia
Argumentos a favor
• Evitar a dor e o sofrimento de pessoas que estejam em
fase terminal ou sem qualidade de vida;
• Morte suave;
• Nenhum dever ultrapassa o direito de cada um dispor da
sua própria vida e poder decidir o seu fim;
Argumentos contra
• Só o “Criador”, ou seja, Ele pode tirar a vida a alguém;
• A vida é sagrada;
• Tudo acontece por uma razão (aceitar o destino), Deus
esta a testar-nos;
• Homicídio voluntario;
Casos reais
• Ramón Sampedro
• Vincent Humbert
“Palavras de quem sofre em
silêncio”
Reflexões
• Não veremos, dentro em pouco, instalar-se o clima de
desconfiança entre os doentes e quem os trata?
• Os tratamentos atenciosos não serão, um dia,
substituídos pelo remédio da morte?
• Matar por misericórdia será moralmente aceite?
• Será correto ter uma opinião tão rígida como “contra”
ou “a favor”, sem analisar caso a caso?
Reflexão coletiva
Há tanta coisa no mundo que vale a pena ver, sentir, ouvir,
cheirar…
Imagina que perdias a capacidade de o fazer…
Não eras capaz de mexer o teu corpo…
A tua vida dependia de máquinas, medicamentos e cuidados
constantes por parte de outra pessoa…escolherias viver mesmo
assim?
Bibliografia
• Ética II …Entrando no Mundo, Colégio de Gaia
Webgrafia
• http://expresso.sapo.pt/sociedade/2016-09-12-Campea-belga-dos-Paraolimpicos-diz-
que-ira-recorrer-a-eutanasia-mas-nao-para-ja
• http://ndonline.com.br/joinville/noticias/estudo-indica-que-eutanasia-e-alternativa-para-
controlar-superpopulacao-de-saguis-em-florianopolis
• http://observador.pt/2016/03/06/so-ha-forma-eutanasia-crime/
• https://sites.google.com/site/eutanasiatematabu/pros-contras
• http://www.rtp.pt/play/p2233/e224685/Pros-e-Contras
• http://psicologizzano.blogspot.pt/2016/08/o-que-e-eutanasia-ortotanasia.html
• https://www.ufrgs.br/bioetica/euthist.htm
• http://www.jurisway.org.br/v2/dhall.asp?id_dh=3366
• https://www.youtube.com/watch?v=KTU4ZPy5iS4
• http://eutanasiap.blogspot.pt/2010/02/eutanasia-voluntaria-nao-voluntaria-e.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

EutanáSia
EutanáSiaEutanáSia
EutanáSia
ingrid cruz
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
Richardson Silva
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
Hugo Machado
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
dudabastos8
 
Atualidades - Eutanásia
Atualidades - EutanásiaAtualidades - Eutanásia
Atualidades - Eutanásia
Elton Zanoni
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
Matheus Felipe
 
Trabalho da eutanásia
Trabalho da eutanásiaTrabalho da eutanásia
Trabalho da eutanásia
figo
 
Eutanásia (contra)
Eutanásia (contra)Eutanásia (contra)
Eutanásia (contra)
Nathália Vasconcelos
 
Eutanásia (argumentos contra)
Eutanásia (argumentos contra)Eutanásia (argumentos contra)
Eutanásia (argumentos contra)
rtissi22
 
Ética e Eutanásia
Ética e EutanásiaÉtica e Eutanásia
Ética e Eutanásia
NATÁLIA SILVA
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
Pedro Peixoto
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
Nathan Lopes
 
Eutanasia jorge versao final
Eutanasia jorge versao finalEutanasia jorge versao final
Eutanasia jorge versao final
benficamateus
 
Seminário distanásia
Seminário distanásiaSeminário distanásia
Seminário distanásia
Dessa Reis
 
Microsoft Power Point EutanáSia
Microsoft Power Point   EutanáSiaMicrosoft Power Point   EutanáSia
Microsoft Power Point EutanáSia
Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
Diogo Medeiros
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
biuinha90
 
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a OrtotanásiaA Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
Letícia R. Maia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
MrKokamus
 
Eutanásia-a favor
Eutanásia-a favorEutanásia-a favor
Eutanásia-a favor
Matilde Rebelo
 

Mais procurados (20)

EutanáSia
EutanáSiaEutanáSia
EutanáSia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Atualidades - Eutanásia
Atualidades - EutanásiaAtualidades - Eutanásia
Atualidades - Eutanásia
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
 
Trabalho da eutanásia
Trabalho da eutanásiaTrabalho da eutanásia
Trabalho da eutanásia
 
Eutanásia (contra)
Eutanásia (contra)Eutanásia (contra)
Eutanásia (contra)
 
Eutanásia (argumentos contra)
Eutanásia (argumentos contra)Eutanásia (argumentos contra)
Eutanásia (argumentos contra)
 
Ética e Eutanásia
Ética e EutanásiaÉtica e Eutanásia
Ética e Eutanásia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Eutanasia jorge versao final
Eutanasia jorge versao finalEutanasia jorge versao final
Eutanasia jorge versao final
 
Seminário distanásia
Seminário distanásiaSeminário distanásia
Seminário distanásia
 
Microsoft Power Point EutanáSia
Microsoft Power Point   EutanáSiaMicrosoft Power Point   EutanáSia
Microsoft Power Point EutanáSia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a OrtotanásiaA Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Eutanásia-a favor
Eutanásia-a favorEutanásia-a favor
Eutanásia-a favor
 

Destaque

Apresentação de cmc
Apresentação de cmcApresentação de cmc
Apresentação de cmc
Luciano Serra Rodrigues
 
Celulas troncales en investigación
Celulas troncales en investigaciónCelulas troncales en investigación
Celulas troncales en investigación
Dr. Juan Antonio Flores Jiménez
 
Biomoleculas
BiomoleculasBiomoleculas
Biomoleculas
azucena cruz huitzil
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
BeatrizMarques25
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
Harold Cinto
 
Biomoleculas
BiomoleculasBiomoleculas
Biomoleculas
Cesar Morales
 
Parques naturais
Parques naturaisParques naturais
Parques naturais
BeatrizMarques25
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
joss2017
 
Diapositvas eutanasia
Diapositvas eutanasiaDiapositvas eutanasia
Diapositvas eutanasia
arantxa roldan arellano
 
Eutanasia
Eutanasia Eutanasia
Eutanasia
Armando Etica
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Debate sobre eutanasia
Debate sobre eutanasiaDebate sobre eutanasia
Debate sobre eutanasia
Universidad de Zaragoza
 
Publicidad
PublicidadPublicidad
Forças e dispositivos de segurança
Forças e dispositivos de segurançaForças e dispositivos de segurança
Forças e dispositivos de segurança
BeatrizMarques25
 
Biomoleculas organicas e inorganicas
Biomoleculas organicas e inorganicasBiomoleculas organicas e inorganicas
Biomoleculas organicas e inorganicas
luzj_julio
 
A Clonagem
A ClonagemA Clonagem
A Clonagem
cnaturais9
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
Maxi Pérez
 
Eutanasia
Eutanasia Eutanasia
eutanasia
eutanasiaeutanasia
eutanasia
dfrodriguez
 
La Eutanasia
La EutanasiaLa Eutanasia
La Eutanasia
regisgua
 

Destaque (20)

Apresentação de cmc
Apresentação de cmcApresentação de cmc
Apresentação de cmc
 
Celulas troncales en investigación
Celulas troncales en investigaciónCelulas troncales en investigación
Celulas troncales en investigación
 
Biomoleculas
BiomoleculasBiomoleculas
Biomoleculas
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
 
Biomoleculas
BiomoleculasBiomoleculas
Biomoleculas
 
Parques naturais
Parques naturaisParques naturais
Parques naturais
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
 
Diapositvas eutanasia
Diapositvas eutanasiaDiapositvas eutanasia
Diapositvas eutanasia
 
Eutanasia
Eutanasia Eutanasia
Eutanasia
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
 
Debate sobre eutanasia
Debate sobre eutanasiaDebate sobre eutanasia
Debate sobre eutanasia
 
Publicidad
PublicidadPublicidad
Publicidad
 
Forças e dispositivos de segurança
Forças e dispositivos de segurançaForças e dispositivos de segurança
Forças e dispositivos de segurança
 
Biomoleculas organicas e inorganicas
Biomoleculas organicas e inorganicasBiomoleculas organicas e inorganicas
Biomoleculas organicas e inorganicas
 
A Clonagem
A ClonagemA Clonagem
A Clonagem
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
 
Eutanasia
Eutanasia Eutanasia
Eutanasia
 
eutanasia
eutanasiaeutanasia
eutanasia
 
La Eutanasia
La EutanasiaLa Eutanasia
La Eutanasia
 

Semelhante a Eutanásia

Aprender a morrer
Aprender a morrerAprender a morrer
Aprender a morrer
Josete Soboleski
 
Eutanásia
Eutanásia Eutanásia
Eutanásia
Beatriz Bartolomeu
 
Eutanasia perspectivas da_doutrina_catolica
Eutanasia perspectivas da_doutrina_catolicaEutanasia perspectivas da_doutrina_catolica
Eutanasia perspectivas da_doutrina_catolica
claudiaribeiro17
 
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
António Morais
 
Eutanásia
 Eutanásia  Eutanásia
Eutanásia
bigodinha
 
Ensaio Eutanásia
Ensaio EutanásiaEnsaio Eutanásia
Ensaio Eutanásia
nanasimao
 
Cópia de trabalho de filosofia eutanásia
Cópia de trabalho de filosofia eutanásiaCópia de trabalho de filosofia eutanásia
Cópia de trabalho de filosofia eutanásia
Emanuel Maldonado
 
Grupo5 eutanasia
Grupo5 eutanasiaGrupo5 eutanasia
Grupo5 eutanasia
marleneves
 
1696
16961696
1696
Pelo Siro
 
Guia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidioGuia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidio
Denise Pacheco
 
Eutanásia psic b
Eutanásia psic bEutanásia psic b
Eutanásia psic b
IsabelPereira2010
 
Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...
Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...
Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...
Fabiano Da Ventura
 
Ética em cuidados paliativos
Ética em cuidados paliativosÉtica em cuidados paliativos
A alma é imortal
A alma é imortalA alma é imortal
A alma é imortal
Leonardo Pereira
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
342014
 
Ciclos vitais finitude humana segunda aula
Ciclos vitais finitude humana segunda aulaCiclos vitais finitude humana segunda aula
Ciclos vitais finitude humana segunda aula
Erasmo Ruiz
 
A morte e o processo de morrer
A morte e o processo de morrerA morte e o processo de morrer
A morte e o processo de morrer
Eliane Santos
 
Ensinamentos budistas
Ensinamentos budistasEnsinamentos budistas
Ensinamentos budistas
Camilla Fontoura
 
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásiaTerminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Denise Aguiar
 
Convívio congresso dor
Convívio congresso dorConvívio congresso dor
Convívio congresso dor
Erasmo Ruiz
 

Semelhante a Eutanásia (20)

Aprender a morrer
Aprender a morrerAprender a morrer
Aprender a morrer
 
Eutanásia
Eutanásia Eutanásia
Eutanásia
 
Eutanasia perspectivas da_doutrina_catolica
Eutanasia perspectivas da_doutrina_catolicaEutanasia perspectivas da_doutrina_catolica
Eutanasia perspectivas da_doutrina_catolica
 
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
 
Eutanásia
 Eutanásia  Eutanásia
Eutanásia
 
Ensaio Eutanásia
Ensaio EutanásiaEnsaio Eutanásia
Ensaio Eutanásia
 
Cópia de trabalho de filosofia eutanásia
Cópia de trabalho de filosofia eutanásiaCópia de trabalho de filosofia eutanásia
Cópia de trabalho de filosofia eutanásia
 
Grupo5 eutanasia
Grupo5 eutanasiaGrupo5 eutanasia
Grupo5 eutanasia
 
1696
16961696
1696
 
Guia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidioGuia prevencao suicidio
Guia prevencao suicidio
 
Eutanásia psic b
Eutanásia psic bEutanásia psic b
Eutanásia psic b
 
Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...
Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...
Atuação Ética e Legal do Enfermeiro no Cotidiano - Eutanásia, Distanásia e Or...
 
Ética em cuidados paliativos
Ética em cuidados paliativosÉtica em cuidados paliativos
Ética em cuidados paliativos
 
A alma é imortal
A alma é imortalA alma é imortal
A alma é imortal
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
Ciclos vitais finitude humana segunda aula
Ciclos vitais finitude humana segunda aulaCiclos vitais finitude humana segunda aula
Ciclos vitais finitude humana segunda aula
 
A morte e o processo de morrer
A morte e o processo de morrerA morte e o processo de morrer
A morte e o processo de morrer
 
Ensinamentos budistas
Ensinamentos budistasEnsinamentos budistas
Ensinamentos budistas
 
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásiaTerminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
Terminalidade, a eutanásia, a distanásia e ortotanásia
 
Convívio congresso dor
Convívio congresso dorConvívio congresso dor
Convívio congresso dor
 

Mais de BeatrizMarques25

Génese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentaresGénese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentares
BeatrizMarques25
 
Relatorio de atividade experimental - Gomas de Gelatina
Relatorio de atividade experimental - Gomas de GelatinaRelatorio de atividade experimental - Gomas de Gelatina
Relatorio de atividade experimental - Gomas de Gelatina
BeatrizMarques25
 
Relatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanol
Relatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanolRelatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanol
Relatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanol
BeatrizMarques25
 
Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)
Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)
Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)
BeatrizMarques25
 
Ficha de leitura O Diario de Anne Frank
Ficha de leitura  O Diario de Anne FrankFicha de leitura  O Diario de Anne Frank
Ficha de leitura O Diario de Anne Frank
BeatrizMarques25
 
Relatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação físicaRelatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação física
BeatrizMarques25
 
Pegada ecológica
Pegada ecológicaPegada ecológica
Pegada ecológica
BeatrizMarques25
 
Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1
BeatrizMarques25
 
Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1 Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1
BeatrizMarques25
 
A evolução da tabela periódica
A evolução da tabela periódicaA evolução da tabela periódica
A evolução da tabela periódica
BeatrizMarques25
 
Veneza destino turistico
Veneza  destino turisticoVeneza  destino turistico
Veneza destino turistico
BeatrizMarques25
 
Relevo do litoral
Relevo do litoralRelevo do litoral
Relevo do litoral
BeatrizMarques25
 
Reino unido
Reino unidoReino unido
Reino unido
BeatrizMarques25
 
Politica demografia
Politica demografiaPolitica demografia
Politica demografia
BeatrizMarques25
 
Mudança global temperatura
Mudança global   temperaturaMudança global   temperatura
Mudança global temperatura
BeatrizMarques25
 
Migraçoes clandestinas
Migraçoes clandestinasMigraçoes clandestinas
Migraçoes clandestinas
BeatrizMarques25
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
BeatrizMarques25
 
Luís vaz de camões
Luís vaz de camõesLuís vaz de camões
Luís vaz de camões
BeatrizMarques25
 
Importância das feiras 7ºano
Importância das feiras 7ºanoImportância das feiras 7ºano
Importância das feiras 7ºano
BeatrizMarques25
 

Mais de BeatrizMarques25 (20)

Génese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentaresGénese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentares
 
Relatorio de atividade experimental - Gomas de Gelatina
Relatorio de atividade experimental - Gomas de GelatinaRelatorio de atividade experimental - Gomas de Gelatina
Relatorio de atividade experimental - Gomas de Gelatina
 
Relatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanol
Relatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanolRelatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanol
Relatório de atividade experimental - Ponto de ebulição do etanol
 
Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)
Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)
Quadro de analise geral do Auto da Barca do Inferno (para completar)
 
Ficha de leitura O Diario de Anne Frank
Ficha de leitura  O Diario de Anne FrankFicha de leitura  O Diario de Anne Frank
Ficha de leitura O Diario de Anne Frank
 
Relatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação físicaRelatório de aula de educação física
Relatório de aula de educação física
 
Pegada ecológica
Pegada ecológicaPegada ecológica
Pegada ecológica
 
Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1
 
Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1 Exame Inglês nivel A2/B1
Exame Inglês nivel A2/B1
 
A evolução da tabela periódica
A evolução da tabela periódicaA evolução da tabela periódica
A evolução da tabela periódica
 
Veneza destino turistico
Veneza  destino turisticoVeneza  destino turistico
Veneza destino turistico
 
Relevo do litoral
Relevo do litoralRelevo do litoral
Relevo do litoral
 
Reino unido
Reino unidoReino unido
Reino unido
 
Politica demografia
Politica demografiaPolitica demografia
Politica demografia
 
Mudança global temperatura
Mudança global   temperaturaMudança global   temperatura
Mudança global temperatura
 
Migraçoes clandestinas
Migraçoes clandestinasMigraçoes clandestinas
Migraçoes clandestinas
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
 
Luís vaz de camões
Luís vaz de camõesLuís vaz de camões
Luís vaz de camões
 
Le printemps
Le printempsLe printemps
Le printemps
 
Importância das feiras 7ºano
Importância das feiras 7ºanoImportância das feiras 7ºano
Importância das feiras 7ºano
 

Último

atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 

Último (20)

atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 

Eutanásia

Notas do Editor

  1. Dignidade humana é o direito de cada ser humano, de ser respeitada e valorizada como um indivíduo e social, com suas características particulares e condições, pelo simples fato de ser uma pessoa.
  2. Consiste na conduta de abreviar a vida de um paciente em estado terminal ou que esteja sujeito a dores intoleráveis e sofrimentos físicos ou psíquicos. Deriva do grego (eu + thanatos), significa uma boa e bela morte, uma morte sem sofrimento, uma morte suave.
  3. Passiva: Permite-se que a morte ocorra quando seria possível evita-lo por exemplo não ligar o paciente ao ventilador , uma vez ao faze-lo estaríamos a prolongar a sua vida Ativa: dar origem à morte fazendo algo como administrar uma injeção letal;
  4. Desenvolver Aliviar agonizantes em campos de batalha- matar o companheiro em campo de batalha uma vez que se encontra ferido e a morrer e não lhe pode oferecer ajuda
  5. Caminho para evitar a dor e o sofrimento de pessoas que estejam em fase terminal ou sem qualidade de vida; Morte mais suave com menos sofrimento (morte digna); Nenhum dever ultrapassa o direito de cada um dispor da sua própria vida e poder decidir o seu fim;
  6. Holanda foi o primeiro país a legislar a eutanasia (em 1994) : - paciente em fase terminal; - sofrimento insuportável; - sem cura; - posse de todas as faculdades mentais; - exprimir o desejo de morte várias vezes e m plena consciencia.
  7. Holanda foi o primeiro país a legislar a eutanasia (em 1994) : - paciente em fase terminal; - sofrimento insuportável; - sem cura; - posse de todas as faculdades mentais; - exprimir o desejo de morte várias vezes e m plena consciencia.
  8. Sou a favor da eutanásia Ao aceitar a eutanásia tenho consciência que esta só deve ser praticada por profissionais e só em situações que não haja qualquer hipótese de vida com dignidade e sem sofrimento. Nestes casos ajudar a morrer é um ato de amor e de muita coragem