SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTRATÉGIA PARA O
AUMENTO DA
COMPETITIVIDADE
PORTUÁRIA
19 de dezembro 2016
- Horizonte 2016-2026 -
1.
Objetivos
estratégicos e
metas
2.
Plano de Ação
2026
3.
Visão Futura
CRIAR 12.000 NOVOS POSTOS DE TRABALHO ATÉ 2030
OBJETIVOS ESTRATÉGICOS
Adequar infraestruturas e equipamentos ao aumento da dimensão dos navios e da procura
e às ligações ao hinterland
Melhoria das condições de operacionalidade das unidades portuárias
Criar nos portos plataformas de aceleração tecnológica e de novas competências
A
C
B
OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E METAS
Adequar infraestruturas e equipamentos ao aumento da dimensão dos navios e da procura e às
ligações ao hinterlandA
A.1. Impulsionar a afirmação dos portos nacionais no sistema logístico
global
A.2. Captar mais investimento nacional e internacional, maximizando o
investimento privado e comunitário
A.3. Aumentar a movimentação de contentores nos portos comerciais do
continente
A.4. Promover/Incentivar a Intermodalidade Marítima, Fluvial e Terrestre
No Plano Portuário 83% Privado, 11%
Público, 6% Comunitário
Aumentar em 200% a movimentação
de contentores nos portos comerciais
do continente
METAS
Diminuir em 20% o tráfego rodoviário
de ligação aos portos e aumentar o
tráfego fluvial de mercadorias
OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E METAS
Melhoria das condições de operacionalidade das unidades portuáriasB
B.1. Tornar as empresas do setor referências internacionais de know how e de eficiência,
através do recurso a novas tecnologias de informação e telecomunicações e da
introdução de simplificação de procedimentos
B.2. Garantir padrões de elevada eficiência, nas vertentes operacional, laboral,
ambiental, energia e segurança
OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E METAS
Criar nos portos plataformas de aceleração tecnológica e de novas competênciasC
C.1. Incentivar a inovação e modernização do setor (formação,
I&D e tecnologia)
C.2. Criar plataformas de aceleração tecnológica nos portos para
novos negócios nas indústrias avançadas do mar
C.3. Transformar o sistema portuário português numa «área de
serviço» para abastecimento de navios a GNL e num hub re-
exportador de GNL
C.4. Aumentar o volume de negócios e o grau de especialização da
indústria naval
Aumentar 50% o volume de negócios
atividades conexas/transversais
Criar condições para abastecimento
de navios a GNL nos Portos do
Continente até 2026
METAS
Aumentar o 50% volume de
negócios da indústria naval
1.
Objetivos
estratégicos e
metas
2.
Plano de Ação
2026
3.
Visão Futura
Ações previstas
2016 - 2026
Porto Descrição
Viana do Castelo
Aprofundamento do Canal de Navegação
Melhoria do Acesso Rodoviário
Leixões
Novo Terminal de Contentores
(Fundos -14 m ZH)
Reconversão do Terminal de Contentores Sul (TCS)
Aumentar Eficiência do Terminal de Granéis Sólidos e
Alimentares
Plataforma Multimodal Logística (Polos 1 e 2)
Via Navegável do Douro Via Navegável do Douro 2020
Aveiro
Construção de Terminal Intermodal na Zona de
Atividades Logísticas e Industriais (ZALI)
Infraestruturação da Zona de Atividades Logísticas e
Industriais (ZALI)
Implementação da Operacionalidade do Terminal de
Granéis Líquidos
Porto Descrição
Figueira da Foz
Melhoria das acessibilidades marítimas e das infraestruturas
Melhoria da segurança e operacionalidade na entrada do
Porto
Lisboa
Novo Terminal de Contentores do Barreiro
Navegabilidade do Estuário do Tejo até Castanheira do
Ribatejo
Construção do Novo Terminal de Cruzeiros (Fase 2)
Aumento da Eficiência do Terminal de Alcântara
Setúbal Melhoria das Acessibilidades Marítimas
Sines
Expansão do Terminal XXI (3ª Fase)
Novo Terminal de Contentores - Terminal Vasco da Gama
Portimão
Melhoria das Acessibilidades Marítimas e Infraestruturas
Marítimas
Transversais
Implementação da Janela Única Portuária III/Janela Única
Logística
Implementação da Fatura Única Portuária
Modernização do VTS
Implementação do Conceito Legal de Porto Seco
Ações previstas
2016 - 2026
Viana do
Castelo
Leixões
Aveiro
Figueira
da Foz
Lisboa
Setúbal
Sines
Portimão
10
Investimento: 429,5 M€
Crescimento: 8,2 MTON (+44%)
Investimento: 24 M€
Crescimento: 1,2 MTON (+26%)
Investimento: 746 M€
Crescimento: 5,6 MTON (+49%)
Investimento: 670 M€*
Crescimento: 56,9 MTON (+130%)
Investimento: 24,5 M€
Crescimento: 30 M€ / ano
(+67%) Indústria Naval
Investimento: 77,6 M€
Crescimento: +15 % PAX
Investimento: 36,1 M€
Crescimento: 933 mTON (+47%)
Investimento: 25,2 M€
Crescimento: 4,5 MTON (+60%)
Investimento: 17,5 M€
Crescimento: 165 mPAX
Horizonte 2016 – 2026
Crescimento da
Carga Total:
78MTON (+88%)
Investimento: 2,1
/ 2,5**MM€
* Ao que acresce cerca de 470 M€ da 2ª fase do novo terminal de
contentores Vasco da Gama.
** Inclui 2ª fase do novo termina Vasco da Gama em Sines.
1.
Objetivos
estratégicos e
metas
2.
Plano de Ação
2026
3.
Visão Futura
Viana do
Castelo
Leixões
Aveiro
Figueira
da Foz
Lisboa
Setúbal
Sines
Portimão
Faro
Via navegável do Douro
Truck-2-ship
Abastecimento de GNL
no final da via para
refuel dos navios Douro
Azul
GNL: INFRAESTRUTURAS MARÍTIMO-PORTUÁRIAS
Potenciais localizações e capacidades
Offshore bunkering: Ship-2-ship
Abastecimento ship-to-ship para
cruzeiros oceânicos
GNL Onshore Bunkering
Abastecimento de Cruzeiros
Oceânicos e Douro Azul
Central de Receção e Expedição de GNL
GNL Onshore Bunkering
Offshore Bunkering
Hub de GNL
Área de serviço
Área de serviço
Área de
serviço
GNL Onshore Bunkering
Abastecimento de Navios em
viagens transatlânticas
Área de serviço
Green Shipping Inter-llhas
Uso do GNL nas viagens inter-ilhas
Green Shipping Continente-Açores
Uso do GNL nas viagens Continente-Açores
Green Shipping
Continente-Madeira
Uso do GNL nas viagens
Continente-Madeira
Contributo para a
descarbonização da
eletricidade na
Madeira e Açores
O uso do GNL como
fonte energética-base
da mobilidade
marítima entre
Continente e Ilhas cria
a viabilidade
económica para
substituição do fuel
pelo gás natural na
produção de
eletricidade nos
mercados da Madeira
e dos Açores
Offshore bunkering: Ship-2-ship
Abastecimento ship-to-ship para
cruzeiros oceânicos
Área de serviço
Viana do
Castelo
Leixões
Aveiro
Figueira
da Foz
Lisboa
Setúbal
Sines
Portimão Faro
Cluster energias renováveis offshore
Cluster navios especializados
Cluster energias renováveis offshore
Cluster Portos Digitais
Cluster Green Shipping (GNL)
Cluster Engenharia e Robótica Offshore
Via navegável do Douro
Cluster
Green Shipping (GNL)
Cluster Engenharia e Robótica Offshore
Cluster Portos Digitais
Cluster Green Shipping (GNL)
Cluster Náutica Recreio (Mega-Iates)
Cluster Green Port
Cluster Portos Digitais
Cluster Green Shipping (GNL)
Cluster
Reparação Naval
Náutica de Recreio
Cluster energias renováveis offshore
Desenvolvimento de tecnologias de aproveitamento das
energias renováveis marinhas
Cluster navios especializados
Produção de navios especializados (ex: bunkering GNL,
suportes às operações de manutenção de renováveis e
petróleo offshore, investigação oceânica, etc.)
Cluster Green Shipping
Capacidade onshore e/ou offshore de abastecimento GNL;
Investigação para o aumento da eficiência energética dos
navios e portos
Cluster Engenharia e Robótica Offshore
Serviços de I&D e comerciais de engenharia de estruturas
offshore, navios autónomos e de robótica submarina
Cluster Portos Digitais
Capacidade instalada de digitalização e integração das
funções de transportes e logística; Incubação de start-ups
especializadas na digitalização dos serviços portuários e na
criação de ferramentas de otimização da gestão portuária
(ex: big data aplicado à gestão preditiva dos fluxos de
movimentação portuária)
Cluster Green Port
Desenvolvimento de soluções industriais que aumentem a
sustentabilidade ambiental do shipping (ex: Inovação da
Ecoslops em Sines)
Cluster Reparação Naval Náutica de Recreio
Desenvolvimento de capacidades inovadoras no negócio e
na reparação naval da náutica de recreio
PLATAFORMAS DE ACELERAÇÃO TECNOLÓGICA DOS PORTOS
Rede portuária de novos negócios e competências nas indústrias avançadas do mar
14
PORTOS
PORTUGUESES
PLATAFORMA
LOGÍSTICA
GLOBAL
dos grandes
operadores mundiais
ÁREA DE
SERVIÇO GNL
NO ATLÂNTICO
Liderar a inovação no
green shipping
HUB
ACELERADOR
DE NEGÓCIOS
+TECNOLOGIA
Eficiente, Inteligente e
Sustentável
ESTRATÉGIA PARA O
AUMENTO DA
COMPETITIVIDADE
PORTUÁRIA
19 de dezembro 2016
- Horizonte 2016-2026 -

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transportes fluviais
Transportes fluviaisTransportes fluviais
Transportes fluviais
Mayjö .
 
Unitarizacion de la caraga naturaleza
Unitarizacion de la caraga naturalezaUnitarizacion de la caraga naturaleza
Unitarizacion de la caraga naturaleza
Edna Catalina Suárez Santos
 
Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08
Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08
Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08
ABRACOMEX
 
Comércio Exterior
Comércio ExteriorComércio Exterior
Comércio Exterior
Gilberto Freitas
 
Pp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugalPp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugal
mariasilva3851
 
Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3 Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3
Biblioteia
 
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
francisogam
 
A Atividade Piscatória
A Atividade PiscatóriaA Atividade Piscatória
A Atividade Piscatória
Catarina Castro
 
Trabalho De Geografia Transportes
Trabalho De Geografia   TransportesTrabalho De Geografia   Transportes
Trabalho De Geografia Transportes
Fernando Pedro Moreira
 
Projecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de MaputoProjecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de Maputo
aplop
 
Tipos de pesca
Tipos de pescaTipos de pesca
Tipos de pesca
oscardcr
 
Barragem do alqueva
Barragem do alquevaBarragem do alqueva
Barragem do alqueva
Hugo M S Sousa
 
Transportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimoTransportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimo
geografianaserpapinto
 
Pesca em portugal
Pesca em portugalPesca em portugal
Pesca em portugal
Nezinha123
 
02 aula cadeia de fornecimento
02 aula cadeia de fornecimento02 aula cadeia de fornecimento
02 aula cadeia de fornecimento
Homero Alves de Lima
 
As potencialidades do litoral(5774)
As potencialidades do litoral(5774)As potencialidades do litoral(5774)
As potencialidades do litoral(5774)
martinha1700
 
10 datos curiosos sobre el transporte marítimo
10 datos curiosos sobre el transporte marítimo10 datos curiosos sobre el transporte marítimo
10 datos curiosos sobre el transporte marítimo
iContainers
 
PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOA
PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOAPLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOA
PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOA
Cláudio Carneiro
 
Navigation Rules (Basic)
Navigation Rules (Basic)Navigation Rules (Basic)
Navigation Rules (Basic)
NASBLA
 
Maritime law certificate and documents
Maritime law  certificate and documentsMaritime law  certificate and documents
Maritime law certificate and documents
Oladokun Sulaiman Olanrewaju
 

Mais procurados (20)

Transportes fluviais
Transportes fluviaisTransportes fluviais
Transportes fluviais
 
Unitarizacion de la caraga naturaleza
Unitarizacion de la caraga naturalezaUnitarizacion de la caraga naturaleza
Unitarizacion de la caraga naturaleza
 
Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08
Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08
Planejamento da logística para empresas de comércio exterior - 21 08
 
Comércio Exterior
Comércio ExteriorComércio Exterior
Comércio Exterior
 
Pp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugalPp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugal
 
Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3 Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3
 
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
 
A Atividade Piscatória
A Atividade PiscatóriaA Atividade Piscatória
A Atividade Piscatória
 
Trabalho De Geografia Transportes
Trabalho De Geografia   TransportesTrabalho De Geografia   Transportes
Trabalho De Geografia Transportes
 
Projecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de MaputoProjecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de Maputo
 
Tipos de pesca
Tipos de pescaTipos de pesca
Tipos de pesca
 
Barragem do alqueva
Barragem do alquevaBarragem do alqueva
Barragem do alqueva
 
Transportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimoTransportes Aquáticos - marítimo
Transportes Aquáticos - marítimo
 
Pesca em portugal
Pesca em portugalPesca em portugal
Pesca em portugal
 
02 aula cadeia de fornecimento
02 aula cadeia de fornecimento02 aula cadeia de fornecimento
02 aula cadeia de fornecimento
 
As potencialidades do litoral(5774)
As potencialidades do litoral(5774)As potencialidades do litoral(5774)
As potencialidades do litoral(5774)
 
10 datos curiosos sobre el transporte marítimo
10 datos curiosos sobre el transporte marítimo10 datos curiosos sobre el transporte marítimo
10 datos curiosos sobre el transporte marítimo
 
PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOA
PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOAPLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOA
PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE LISBOA
 
Navigation Rules (Basic)
Navigation Rules (Basic)Navigation Rules (Basic)
Navigation Rules (Basic)
 
Maritime law certificate and documents
Maritime law  certificate and documentsMaritime law  certificate and documents
Maritime law certificate and documents
 

Destaque

Projecto de expansão do Porto de Nacala
Projecto de expansão do Porto de NacalaProjecto de expansão do Porto de Nacala
Projecto de expansão do Porto de Nacala
aplop
 
Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...
Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...
Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...
aplop
 
Projecto de expansão do Porto da Beira
Projecto de expansão do Porto da BeiraProjecto de expansão do Porto da Beira
Projecto de expansão do Porto da Beira
aplop
 
III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)
III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)
III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)
Portos de Portugal
 
Mozambique's rail industry
Mozambique's rail industryMozambique's rail industry
Mozambique's rail industry
Tristan Wiggill
 
III Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de Setúbal
III Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de SetúbalIII Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de Setúbal
III Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de Setúbal
Portos de Portugal
 
Cúpula dos Portos da CPLP reunida em S. Vicente
Cúpula dos Portos da CPLP reunida em S. VicenteCúpula dos Portos da CPLP reunida em S. Vicente
Cúpula dos Portos da CPLP reunida em S. Vicente
Portos de Portugal
 
Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012
Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012
Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012
Portos de Portugal
 
Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...
Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...
Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...
Portos de Portugal
 
Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009
Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009
Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009
Portos de Portugal
 
III Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, Angola
III Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, AngolaIII Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, Angola
III Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, Angola
Portos de Portugal
 
Mozambique Coal 2016_Geology
Mozambique Coal 2016_GeologyMozambique Coal 2016_Geology
Mozambique Coal 2016_Geology
Andy Lloyd
 
III Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de Lisboa
III Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de LisboaIII Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de Lisboa
III Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de Lisboa
Portos de Portugal
 
III Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – BrasilIII Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – Brasil
Portos de Portugal
 
Economia Portuguesa Competitividade e Crescimento
Economia Portuguesa  Competitividade e CrescimentoEconomia Portuguesa  Competitividade e Crescimento
Economia Portuguesa Competitividade e Crescimento
Cláudio Carneiro
 

Destaque (15)

Projecto de expansão do Porto de Nacala
Projecto de expansão do Porto de NacalaProjecto de expansão do Porto de Nacala
Projecto de expansão do Porto de Nacala
 
Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...
Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...
Projectos de desenvolvimento e expansão dos Portos e Caminhos de Ferro de Moç...
 
Projecto de expansão do Porto da Beira
Projecto de expansão do Porto da BeiraProjecto de expansão do Porto da Beira
Projecto de expansão do Porto da Beira
 
III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)
III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)
III Encontro de Portos da CPLP – Rosário Mualeia – CFM (Moçambique)
 
Mozambique's rail industry
Mozambique's rail industryMozambique's rail industry
Mozambique's rail industry
 
III Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de Setúbal
III Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de SetúbalIII Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de Setúbal
III Encontro de Portos da CPLP – Carlos Gouveia Lopes – Porto de Setúbal
 
Cúpula dos Portos da CPLP reunida em S. Vicente
Cúpula dos Portos da CPLP reunida em S. VicenteCúpula dos Portos da CPLP reunida em S. Vicente
Cúpula dos Portos da CPLP reunida em S. Vicente
 
Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012
Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012
Porto de Lisboa – 6-7 Dezembro 2012
 
Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...
Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...
Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo discutido na Figueira da Foz (Margari...
 
Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009
Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009
Legislação Marítimo-Portuária 2008-2009
 
III Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, Angola
III Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, AngolaIII Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, Angola
III Encontro de Portos da CPLP – Adalberto Francisco - Multiterminais, Angola
 
Mozambique Coal 2016_Geology
Mozambique Coal 2016_GeologyMozambique Coal 2016_Geology
Mozambique Coal 2016_Geology
 
III Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de Lisboa
III Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de LisboaIII Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de Lisboa
III Encontro de Portos da CPLP – Luís Barroso – Porto de Lisboa
 
III Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – BrasilIII Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Adalmir José de Sousa – Brasil
 
Economia Portuguesa Competitividade e Crescimento
Economia Portuguesa  Competitividade e CrescimentoEconomia Portuguesa  Competitividade e Crescimento
Economia Portuguesa Competitividade e Crescimento
 

Semelhante a ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026

INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
aplop
 
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia navalRui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Jornal GGN
 
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia NavalRui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Luiz de Queiroz
 
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Feliciana Monteiro
 
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 80 – Dezembro 2020
Revista APS N.º 80 – Dezembro 2020Revista APS N.º 80 – Dezembro 2020
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia PortuguesaApresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Rui Santos Camelo
 
Porto 24 Horas
Porto 24 HorasPorto 24 Horas
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017Revista APS N.º 71 – Maio 2017
+Atlantico Sumário PT
+Atlantico Sumário PT+Atlantico Sumário PT
+Atlantico Sumário PT
Rui Santos
 
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos  de Setúbal e SesimbraNewsletter dos Portos  de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
Cláudio Carneiro
 
LOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA EMPRESA VALE NO ES
LOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA  EMPRESA VALE  NO ESLOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA  EMPRESA VALE  NO ES
LOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA EMPRESA VALE NO ES
Elionaldo Cruz
 
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Leixões
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de LeixõesI Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Leixões
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Leixões
aplop
 
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de LuandaI Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
aplop
 
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do BrasilO Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
aplop
 
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
FaustinoGonalves
 
Revista60 online
Revista60 onlineRevista60 online
Revista60 online
Cláudio Carneiro
 
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013Revista APS N.º 60 – Agosto 2013

Semelhante a ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026 (20)

INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
 
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia navalRui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
 
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia NavalRui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
 
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
 
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
 
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
 
Revista APS N.º 80 – Dezembro 2020
Revista APS N.º 80 – Dezembro 2020Revista APS N.º 80 – Dezembro 2020
Revista APS N.º 80 – Dezembro 2020
 
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia PortuguesaApresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
 
Porto 24 Horas
Porto 24 HorasPorto 24 Horas
Porto 24 Horas
 
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017Revista APS N.º 71 – Maio 2017
Revista APS N.º 71 – Maio 2017
 
+Atlantico Sumário PT
+Atlantico Sumário PT+Atlantico Sumário PT
+Atlantico Sumário PT
 
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos  de Setúbal e SesimbraNewsletter dos Portos  de Setúbal e Sesimbra
Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra
 
LOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA EMPRESA VALE NO ES
LOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA  EMPRESA VALE  NO ESLOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA  EMPRESA VALE  NO ES
LOGÍSTICA PORTUÁRIA NA ÁREA DA EMPRESA VALE NO ES
 
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Leixões
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de LeixõesI Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Leixões
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Leixões
 
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de LuandaI Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
I Encontro de Portos da CPLP - Apresentação do Porto de Luanda
 
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do BrasilO Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil
 
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
 
Revista60 online
Revista60 onlineRevista60 online
Revista60 online
 
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020Comunidade Portuária projeta Sines  até 2020
Comunidade Portuária projeta Sines até 2020
 
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
Revista APS N.º 60 – Agosto 2013
 

Mais de Portos de Portugal

III Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-BrasilIII Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-Brasil
Portos de Portugal
 
III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...
III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...
III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...
Portos de Portugal
 
III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...
III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...
III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...
Portos de Portugal
 
III Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de Leixões
III Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de LeixõesIII Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de Leixões
III Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de Leixões
Portos de Portugal
 
III Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo Verde
III Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo VerdeIII Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo Verde
III Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo Verde
Portos de Portugal
 
III Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de Sines
III Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de SinesIII Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de Sines
III Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de Sines
Portos de Portugal
 
Reunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLP
Reunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLPReunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLP
Reunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLP
Portos de Portugal
 

Mais de Portos de Portugal (7)

III Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-BrasilIII Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-Brasil
III Encontro de Portos da CPLP – Renato Rochini – Multiterminais-Brasil
 
III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...
III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...
III Encontro de Portos da CPLP – Serigne Mbaye Thiam – Dakar (Senegal) (versã...
 
III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...
III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...
III Encontro de Portos da CPLP – Vieira dos Santos – Comunidade Portuária do ...
 
III Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de Leixões
III Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de LeixõesIII Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de Leixões
III Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de Leixões
 
III Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo Verde
III Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo VerdeIII Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo Verde
III Encontro de Portos da CPLP – Franklim Spencer – ENAPOR, Cabo Verde
 
III Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de Sines
III Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de SinesIII Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de Sines
III Encontro de Portos da CPLP – Lídia Sequeira – Porto de Sines
 
Reunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLP
Reunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLPReunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLP
Reunião preparatória do III Encontro de Portos da CPLP
 

Último

Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
E-Commerce Brasil
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
EMERSON BRITO
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Leonardo Espírito Santo
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
E-Commerce Brasil
 

Último (13)

Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
 

ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026

  • 1. ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA 19 de dezembro 2016 - Horizonte 2016-2026 -
  • 2. 1. Objetivos estratégicos e metas 2. Plano de Ação 2026 3. Visão Futura
  • 3. CRIAR 12.000 NOVOS POSTOS DE TRABALHO ATÉ 2030 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS Adequar infraestruturas e equipamentos ao aumento da dimensão dos navios e da procura e às ligações ao hinterland Melhoria das condições de operacionalidade das unidades portuárias Criar nos portos plataformas de aceleração tecnológica e de novas competências A C B
  • 4. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E METAS Adequar infraestruturas e equipamentos ao aumento da dimensão dos navios e da procura e às ligações ao hinterlandA A.1. Impulsionar a afirmação dos portos nacionais no sistema logístico global A.2. Captar mais investimento nacional e internacional, maximizando o investimento privado e comunitário A.3. Aumentar a movimentação de contentores nos portos comerciais do continente A.4. Promover/Incentivar a Intermodalidade Marítima, Fluvial e Terrestre No Plano Portuário 83% Privado, 11% Público, 6% Comunitário Aumentar em 200% a movimentação de contentores nos portos comerciais do continente METAS Diminuir em 20% o tráfego rodoviário de ligação aos portos e aumentar o tráfego fluvial de mercadorias
  • 5. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E METAS Melhoria das condições de operacionalidade das unidades portuáriasB B.1. Tornar as empresas do setor referências internacionais de know how e de eficiência, através do recurso a novas tecnologias de informação e telecomunicações e da introdução de simplificação de procedimentos B.2. Garantir padrões de elevada eficiência, nas vertentes operacional, laboral, ambiental, energia e segurança
  • 6. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E METAS Criar nos portos plataformas de aceleração tecnológica e de novas competênciasC C.1. Incentivar a inovação e modernização do setor (formação, I&D e tecnologia) C.2. Criar plataformas de aceleração tecnológica nos portos para novos negócios nas indústrias avançadas do mar C.3. Transformar o sistema portuário português numa «área de serviço» para abastecimento de navios a GNL e num hub re- exportador de GNL C.4. Aumentar o volume de negócios e o grau de especialização da indústria naval Aumentar 50% o volume de negócios atividades conexas/transversais Criar condições para abastecimento de navios a GNL nos Portos do Continente até 2026 METAS Aumentar o 50% volume de negócios da indústria naval
  • 7. 1. Objetivos estratégicos e metas 2. Plano de Ação 2026 3. Visão Futura
  • 8. Ações previstas 2016 - 2026 Porto Descrição Viana do Castelo Aprofundamento do Canal de Navegação Melhoria do Acesso Rodoviário Leixões Novo Terminal de Contentores (Fundos -14 m ZH) Reconversão do Terminal de Contentores Sul (TCS) Aumentar Eficiência do Terminal de Granéis Sólidos e Alimentares Plataforma Multimodal Logística (Polos 1 e 2) Via Navegável do Douro Via Navegável do Douro 2020 Aveiro Construção de Terminal Intermodal na Zona de Atividades Logísticas e Industriais (ZALI) Infraestruturação da Zona de Atividades Logísticas e Industriais (ZALI) Implementação da Operacionalidade do Terminal de Granéis Líquidos
  • 9. Porto Descrição Figueira da Foz Melhoria das acessibilidades marítimas e das infraestruturas Melhoria da segurança e operacionalidade na entrada do Porto Lisboa Novo Terminal de Contentores do Barreiro Navegabilidade do Estuário do Tejo até Castanheira do Ribatejo Construção do Novo Terminal de Cruzeiros (Fase 2) Aumento da Eficiência do Terminal de Alcântara Setúbal Melhoria das Acessibilidades Marítimas Sines Expansão do Terminal XXI (3ª Fase) Novo Terminal de Contentores - Terminal Vasco da Gama Portimão Melhoria das Acessibilidades Marítimas e Infraestruturas Marítimas Transversais Implementação da Janela Única Portuária III/Janela Única Logística Implementação da Fatura Única Portuária Modernização do VTS Implementação do Conceito Legal de Porto Seco Ações previstas 2016 - 2026
  • 10. Viana do Castelo Leixões Aveiro Figueira da Foz Lisboa Setúbal Sines Portimão 10 Investimento: 429,5 M€ Crescimento: 8,2 MTON (+44%) Investimento: 24 M€ Crescimento: 1,2 MTON (+26%) Investimento: 746 M€ Crescimento: 5,6 MTON (+49%) Investimento: 670 M€* Crescimento: 56,9 MTON (+130%) Investimento: 24,5 M€ Crescimento: 30 M€ / ano (+67%) Indústria Naval Investimento: 77,6 M€ Crescimento: +15 % PAX Investimento: 36,1 M€ Crescimento: 933 mTON (+47%) Investimento: 25,2 M€ Crescimento: 4,5 MTON (+60%) Investimento: 17,5 M€ Crescimento: 165 mPAX Horizonte 2016 – 2026 Crescimento da Carga Total: 78MTON (+88%) Investimento: 2,1 / 2,5**MM€ * Ao que acresce cerca de 470 M€ da 2ª fase do novo terminal de contentores Vasco da Gama. ** Inclui 2ª fase do novo termina Vasco da Gama em Sines.
  • 11. 1. Objetivos estratégicos e metas 2. Plano de Ação 2026 3. Visão Futura
  • 12. Viana do Castelo Leixões Aveiro Figueira da Foz Lisboa Setúbal Sines Portimão Faro Via navegável do Douro Truck-2-ship Abastecimento de GNL no final da via para refuel dos navios Douro Azul GNL: INFRAESTRUTURAS MARÍTIMO-PORTUÁRIAS Potenciais localizações e capacidades Offshore bunkering: Ship-2-ship Abastecimento ship-to-ship para cruzeiros oceânicos GNL Onshore Bunkering Abastecimento de Cruzeiros Oceânicos e Douro Azul Central de Receção e Expedição de GNL GNL Onshore Bunkering Offshore Bunkering Hub de GNL Área de serviço Área de serviço Área de serviço GNL Onshore Bunkering Abastecimento de Navios em viagens transatlânticas Área de serviço Green Shipping Inter-llhas Uso do GNL nas viagens inter-ilhas Green Shipping Continente-Açores Uso do GNL nas viagens Continente-Açores Green Shipping Continente-Madeira Uso do GNL nas viagens Continente-Madeira Contributo para a descarbonização da eletricidade na Madeira e Açores O uso do GNL como fonte energética-base da mobilidade marítima entre Continente e Ilhas cria a viabilidade económica para substituição do fuel pelo gás natural na produção de eletricidade nos mercados da Madeira e dos Açores Offshore bunkering: Ship-2-ship Abastecimento ship-to-ship para cruzeiros oceânicos Área de serviço
  • 13. Viana do Castelo Leixões Aveiro Figueira da Foz Lisboa Setúbal Sines Portimão Faro Cluster energias renováveis offshore Cluster navios especializados Cluster energias renováveis offshore Cluster Portos Digitais Cluster Green Shipping (GNL) Cluster Engenharia e Robótica Offshore Via navegável do Douro Cluster Green Shipping (GNL) Cluster Engenharia e Robótica Offshore Cluster Portos Digitais Cluster Green Shipping (GNL) Cluster Náutica Recreio (Mega-Iates) Cluster Green Port Cluster Portos Digitais Cluster Green Shipping (GNL) Cluster Reparação Naval Náutica de Recreio Cluster energias renováveis offshore Desenvolvimento de tecnologias de aproveitamento das energias renováveis marinhas Cluster navios especializados Produção de navios especializados (ex: bunkering GNL, suportes às operações de manutenção de renováveis e petróleo offshore, investigação oceânica, etc.) Cluster Green Shipping Capacidade onshore e/ou offshore de abastecimento GNL; Investigação para o aumento da eficiência energética dos navios e portos Cluster Engenharia e Robótica Offshore Serviços de I&D e comerciais de engenharia de estruturas offshore, navios autónomos e de robótica submarina Cluster Portos Digitais Capacidade instalada de digitalização e integração das funções de transportes e logística; Incubação de start-ups especializadas na digitalização dos serviços portuários e na criação de ferramentas de otimização da gestão portuária (ex: big data aplicado à gestão preditiva dos fluxos de movimentação portuária) Cluster Green Port Desenvolvimento de soluções industriais que aumentem a sustentabilidade ambiental do shipping (ex: Inovação da Ecoslops em Sines) Cluster Reparação Naval Náutica de Recreio Desenvolvimento de capacidades inovadoras no negócio e na reparação naval da náutica de recreio PLATAFORMAS DE ACELERAÇÃO TECNOLÓGICA DOS PORTOS Rede portuária de novos negócios e competências nas indústrias avançadas do mar
  • 14. 14 PORTOS PORTUGUESES PLATAFORMA LOGÍSTICA GLOBAL dos grandes operadores mundiais ÁREA DE SERVIÇO GNL NO ATLÂNTICO Liderar a inovação no green shipping HUB ACELERADOR DE NEGÓCIOS +TECNOLOGIA Eficiente, Inteligente e Sustentável
  • 15. ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA 19 de dezembro 2016 - Horizonte 2016-2026 -