SlideShare uma empresa Scribd logo
PORTO DO ITAQUI
WWW.EMAP.MA.GOV.BR
AGENDA
O CORREDOR CENTRO-NORTE DO BRASIL
• A REGIÃO, SEU POTENCIAL E INFRAESTRUTURA
PORTO DO ITAQUI
• O PORTO, SUAS CARACTERÍSTICAS E LOCALIZAÇÃO
INVESTIMENTOS
• EXPANSÃO E MODERNIZAÇÃO DO PORTO DO ITAQUI
A REGIÃO
CORREDOR CENTRO-NORTE DO BRASIL
PORTO DO ITAQUI: O PORTO
DA REGIÃO CENTRO-NORTE
MERCADO REGIONAL
POPULAÇÃO: 50 MILHÕES
REGIÃO PRODUTORA DE
PROTEÍNA
PORTO
DO
ITAQUI
LOCALIZAÇÃO
PRODUÇÃO DE GRÃOS
45% DA PRODUÇÃO DE GRÃOS
DO PAÍS
106,2M TONS
NOVA FRONTEIRA AGRÍCOLA DO
PAÍS (MATOPIBA)
7,7M HE
REBANHO
120 MILHÕES
CABEÇAS DE GADO, MAIS DE 50% DE TODO O
REBANHO NACIONAL
LOGÍSTICA FERROVIÁRIA
2.022 KM
DE ITAQUI PARA ANAPOLIS
TERMINAIS DE PORTO NACIONAL E PALMEIRANTE - TO
TERMINAIS
PARA GRÃOS
NO TOCANTINS
CAPACIDADE DE
ARMAZENAMENTO
150.000 TONS
VOLUME TOTAL
5 MILHÕES TONS
POR ANO
ÁREA TOTAL: 500.000 M²
“FAST TRACK” ADUANEIRO
SILOS COM CAPACIDADE
PARA 44.000 TONELADAS DE
GRANÉIS SÓLIDOS
PÁTIO COM CAPACIDADE
PARA ARMAZENAR 18.500
VEÍCULOS
PORTO SECO DO CENTRO NORTE - ANÁPOLIS-GO
O PORTO
PORTO DO ITAQUI
MAIOR COMPLEXO
DO BRASIL*
MAIS DE
200
MILHÕES
TONS EM 2017
*EM MOVIMENTAÇÃO DE CARGA
COMPLEXO PORTUÁRIO DO MARANHÃO
UM CANAL DE ACESSO PROFUNDO E AMPLO
COM PORTAS ABERTAS AO MUNDO
ROTAS PODEM SER REDUZIDAS ATÉ
7 DIAS*
PARA ASIA (PELO CANAL DO PANAMÁ)
PARA COSTA LESTE AMERICANA: 6 dias
PARA EUROPA: 5 dias
*comparação com os portos do sul/sudeste do país
Itaqui - Shanghai: Panamá x Estreito de Magalhães: -10 dias
Itaqui - Shanghai: Panamá x Cabo B. Esperança: -3 dias
LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA
VANTAGEM COMPETITIVA
POLIGONAL DO PORTO DO ITAQUI
RETROÁREA
RETROÁREA
2017 – 19,1 M tons
GRANÉIS LÍQUIDOS
MULTIPROPÓSITO
B-108
B-106
B-105
B-103 B-102 B-100B-101
BERÇO PROF.(m) CALADO MAX. (m)
108 15 18,5
106 19 18,5
105 18 17,5
104 13 12,5
103 15 14,5
102 12 11,5
101 12 11,5
100 15 14,5
B-104
LINHA DE BERÇOS
A EMAP
• O Porto do Itaqui é administrado pela
EMAP – Empresa Maranhense de
Administração Portuária
– Empresa pública do Governo do Estado do Maranhão;
– Convênio de delegação nº 016/2000 – Ministério do
Transportes
• EMAP autoridade portuária com dupla
certificação:
– ISO 9001:2015 – gestão
– ISO 14001:2015 – meio ambiente
• ITAQUI 4.0: inovação para
competitividade
ÁREA DE INFLUÊNCIA
TERMINAL DE GRÃOS DO MARANHÃO- TEGRAM
QUATRO ARMAZÉNS
INDEPENDENTES COM
CAPACIDADE ESTÁTICA DE 125.000
TONS, TOTALIZANDO 500.000
TONS DE CAPACIDADE TOTAL (BASE
SOJA).
CAPACIDADE ATUAL:
6 MILHÕES
EM 2020:
12 MILHÕES
VOLUME DE SOJA EXPORTADA PELO ITAQUI
Volume de soja embarcada de janeiro a agosto-
2018 superou todo o volume deste tipo de carga
movimentado no ano de 2017
Em 2018 o Porto do Itaqui bateu recorde
na movimentação anual de soja
Em maio de 2018 o Porto do Itaqui superou a
marca de 1,2 milhão de toneladas de soja
exportada em um único mês3.017.834
4.955.299
3.849.528
6.070.931
8.491.505
2014 2015 2016 2017 2018
2014 2015 2016 2017 2018
VOLUME DE GRÃOS EXPORTADA PELO ITAQUI
Volume de soja embarcada de janeiro a agosto-
2018 superou todo o volume deste tipo de carga
movimentado no ano de 2017
Em 2018 o Porto do Itaqui bateu recorde
na movimentação anual de soja
Em maio de 2018 o Porto do Itaqui superou a
marca de 1,2 milhão de toneladas de soja
exportada em um único mês3.883.817
7.352.990
4.777.023
8.221.967
9.891.502
2014 2015 2016 2017 2018
2014 2015 2016 2017 2018
O PAPEL DOS PORTOS DO ARCO NORTE DO BRASIL
Principais portos localizados no arco norte do Brasil
em milhões de tons, 2017
Soja e milho exportados pelos portos do arco norte do Brasil:
51,2 milhões de toneladas (2017)
Source: ANTAQ, 2017
INFRAESTRUTURA PARA GRANÉIS LÍQUIDOS
VOLUME MOVIMENTADO DE GRANÉIS LÍQUIDOS
8 MILHÕES TONS
*BERÇO 108 AUMENTARÁ EM 40% A CAPACIDADE ATUAL
ATUAL CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO
382.454 M³
CAPACIDADE FUTURA DE ARMAZENAMENTO
672.454 M³
Raízen
31.057 m³
Ipiranga
19.860 m³
BR Distribuidora
77.193 m³
Petrobrás
74.563 m³ Tequimar
(Ultracargo)
55.280 m³
Odfjell Terminals Granel
Química
75.708 m³
Centro de Controle de Comunicação e Monitoramento - CCCOM
• Acionamento de
emergência do Porto
do Itaqui
• Fluxo de comunicação
de emergência
• Monitoramento de toda
poligonal do Porto do
Itaqui e terminais
externos
• Mais de 170 câmeras
IP com imagem HD.
• Monitoramento 24
horas por dia.
CARGA POTENCIAL: CARGA VIVA
OPERAÇÃO INICIOU EM DEZ/2015
27.628CABEÇAS DE GADO EXPORTADAS
*11 MIL CABEÇAS DE REBANHO 100% MARANHENSE
INVESTIMENTOS
EXPANSÃO E MODERNIZAÇÃO DO PORTO DO ITAQUI
BERÇO 108
Objetivo: Contribuir para o aumento de 40% (cerca de
3,5 milhões de toneladas) da capacidade do Porto do
Itaqui de movimentação de granéis líquidos.
Recursos: Governo Federal e EMAP
Situação Atual:
• Estrutura civil do berço concluída;
• Instalação das defensas concluída;
• Construção dos banheiros e sistema elétrico concluídos
• Instalação dos dutos (investimento privado): concluído
• Obra entregue em 27 de março 2018.
NOVO PÁTIO PARA CONTEINERS - ÁREAS G e H
Área: 20.250 m²
Capacidade: 1.341 TEUS COM
420 TOMADAS
Pavimento: 10 t/m²
Valor: R$ 9.199.220,14
Recursos: EMAP
NOVOS ARRENDAMENTOS – EXPANSÃO ULTRACARGO
Valor: R$ 168 milhões
Capacidade: 48.000 m³ / mov. total de até 1,5 MM t/ ano
Recursos: privados
Avanço físico: 70%
COPI OPERADORA PORTUÁRIA – NOVOS INVESTIMENTOS
Objetivo: construção de armazém e
instalação de correia transportadora
para mecanização do terminal
arrendado da COPI
Capacidade: estática 70.000 t / mov.
2 MM t/ano
Situação Atual: EVTEA aprovado na
ANTAQ em 28/08/2018
Investimento estimado:
R$ 80 milhões
Recursos: privados
NOVOS ARRENDAMENTOS
TERMINAL DE CARGA GERAL
Licitação pública será realizada pelo Governo Federal
para construção de armazém e berço (B-99) para
movimentação de carga geral, em especial celulose.
Investimento: R$ 221 milhões
Recurso: privado
Capacidade(t): 1,5 milhão
Status: Leilão realizado em 27 de julho
2018. Suzano arrematou com valor de
outorga de R$ 100 mil.
Imagem 2: Planta conceitual do terminal de carga geral
2º FASE TEGRAM
Objetivo: interligar os armazéns já existentes ao
berço B-100 e a instalação de um novo
shiploader.
Situação Atual:
• Previsão de fechamento do contrato do
TEGRAM com as empresas fornecedoras
(shiploader e transportadores): 2018.
• Início de operação da 2º Fase – março/2020
Investimento Estimado: R$ 267 milhões
Recurso: Privado
Berço 100
CORREIA DO
TEGRAM 2ª FASE
Figura: TEGRAM 2ª Fase – projeção da esteira
OTIMIZAÇÃO DO ACESSO FERROVIÁRIO NO PORTO
Objetivo: aumentar a eficiência e
capacidade de movimentação ferroviária
de granéis líquidos, contêineres e granéis
na Poligonal do Itaqui.
Capacidade prevista: 20 milhões de t
Situação Atual:
• Desenho da pera ferroviária em fase
final de estudo.
Investimento estimado: R$ 280 milhões
EXPANSÃO DAS ÁREAS DE GRANÉIS LÍQUIDOS – Área A-02
Objetivo: aumentar a capacidade de
armazenamento de granéis líquidos em área
localizada dentro da Poligonal do Porto do
Itaqui
Área: 03 lotes, totalizando 16he
Capacidade: 141 mil m³
Valor estimado: R$ 421 milhões
Recurso: privado
Status: EVTEAs entregues ao Governo
Federal
FUTURO BERÇO 98
BERÇO 98 - CARACTERÍSTICAS
CARACTERÍSTICAS
• Conexão com o berço 99
• 860m de cais (100-99-98)
• Iluminação com lâmpadas de LED
• Comprimento(m): 270
• Largura (m): 40
• Profundidade Máx. (m): -15*
• Trilho: 3 trilhos para guindastes
*estrutura preparada para 18m
NOVO CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL - CCO
Valor: R$ 1.585.377,42
Recursos: EMAP
Entregue
ANTES
SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO (BERÇO 100 A 108)
Valor: R$ 18.398.234,24
Recursos: EMAP
Avanço físico: 98%
Serão instalados alarmes, hidrantes,
canhões de água, bombas de alta
capacidade dentre outros
equipamentos de última geração.
NOVO TERMINAL DO CUJUPE
Valor: R$ 14.479.867,71
Recursos: EMAP
Construção do Novo do Terminal de
Passageiros de FerryBoat do Cujupe
Avanço físico: 72%
Entrega: 2º semestre 2018
NOVO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO DA ÁREA PRIMÁRIA
Valor: R$ 2.730.334,34
Recursos: EMAP
Entregue
06 novas torres com iluminação de 180° e 360º
Refletores em LED 1.000w
Postes em Concreto Armado com revestimento
em Microsilica
Escadas Tipo Marinheiro com Patamares de
Descanso em Fibra de Vidro
Sistema antigo
Sistema novo
OUTROS INVESTIMENTOS – RECURSOS PRÓPRIOS
Nº PROJETO VALOR R$ STATUS
1 Recuperação Estrutural Berço 103 e 106 40.864.557,14 Em licitação
2
Pavimentação rígida – melhoria acesso a
distribuidoras
2.559.392,24 Em licitação
3 Rampa de acesso sul e Escada de Arrimo 2.473.171,92 Obra em andamento
4 Pavimentação acesso a moega do TEGRAM 1.602.034,08 Obra concluída
5 Sala segura 1.398.960,14 Obra concluída
6 Sistema de combate a Incêndio Predial 1.506.317,38 Em contratação
7 Cobertura para inspeção de cargas veículos PAN 1.003.445,75 Obra concluída
8 Projeto do Guard-Rail e Melhoria de Segurança 472.559,77 Obra em andamento
9 Subestação do Pátio H e Subestação receptora 11.577.530,12 Revisão de projeto
CAPACIDADE ATUAL E FUTURA (2021)
9,5
1,7
8,5
16,5
4,3
13
0 5 10 15 20
Grãos (M t)
Fertilizantes (M t)
Combustível (M t)
Grãos (M t) Fertilizantes (M t) Combustível (M t)
Futura 16,5 4,3 13
Atual 9,5 1,7 8,5
Conteiner (TEUS)
Atual 63.936
Futura 99.984
0
20.000
40.000
60.000
80.000
100.000
120.000
SÍNTESE
Porto do Itaqui consolida-se como a melhor opção logística do corredor
Centro-Norte do Brasil;
Gestão austera e focada em resultados: ser empresa referência em
gestão portuária no Brasil;
Investimentos com recursos públicos (PPI, recursos próprios, melhorias
no acesso rodoviário) e privados (tancagem, ferrovia, terminais) são
fundamentais para o desenvolvimento do Porto do Itaqui.
OBRIGADO!
TED LAGO
TED.LAGO@EMAP.MA.GOV.BR

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tecnologia de alimentos
Tecnologia de alimentosTecnologia de alimentos
Tecnologia de alimentos
resitcha
 
Riscos Biológicos
Riscos BiológicosRiscos Biológicos
Riscos Biológicos
Renata Araújo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
cattonia
 
Impactos causados pelas mineradoras
Impactos causados pelas mineradorasImpactos causados pelas mineradoras
Impactos causados pelas mineradoras
Lucas Jordann Alvarenga Drumond
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
Mariangela Santos
 
Apresentação Código Florestal ipef
Apresentação Código Florestal ipefApresentação Código Florestal ipef
Apresentação Código Florestal ipef
ONG Instituto Ambiente em Foco
 
Crimes ambientais
Crimes ambientaisCrimes ambientais
Crimes ambientais
crisdupret
 
Transporte hidroviario
Transporte hidroviarioTransporte hidroviario
Transporte hidroviario
valtoti
 
Realidade da Cabotagem no Brasil
Realidade da Cabotagem no Brasil Realidade da Cabotagem no Brasil
Realidade da Cabotagem no Brasil
aplop
 
Solo e agricultura
Solo e agriculturaSolo e agricultura
Solo e agricultura
Pessoal
 
Slides aula 1 introdução ao empreendedorismo
Slides aula 1   introdução ao empreendedorismoSlides aula 1   introdução ao empreendedorismo
Slides aula 1 introdução ao empreendedorismo
Girlany Rino
 
Impactos Ambientais e Saúde Humana
Impactos Ambientais e Saúde HumanaImpactos Ambientais e Saúde Humana
Impactos Ambientais e Saúde Humana
Melissa Leite
 
Transporte de Cargas Perigosas
Transporte de Cargas PerigosasTransporte de Cargas Perigosas
Transporte de Cargas Perigosas
Lucas Damasceno
 
Responsabilidade Social em Marketing
Responsabilidade Social em MarketingResponsabilidade Social em Marketing
Responsabilidade Social em Marketing
Milton Henrique do Couto Neto
 
Bioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata AtlânticaBioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata Atlântica
Anderson Silva
 
Produtos Perigosos
Produtos PerigososProdutos Perigosos
Produtos Perigosos
DefesaCivilMatoGrosso
 
Slides taxa SELIC
Slides taxa SELICSlides taxa SELIC
Slides taxa SELIC
Licianny Maria Rodrigues
 
Eia-rima
Eia-rimaEia-rima
Trabalho sob condições hiperbáricas
Trabalho sob condições hiperbáricasTrabalho sob condições hiperbáricas
Trabalho sob condições hiperbáricas
Cosmo Palasio
 
Consumo e Sustentabilidade
Consumo e SustentabilidadeConsumo e Sustentabilidade
Consumo e Sustentabilidade
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais procurados (20)

Tecnologia de alimentos
Tecnologia de alimentosTecnologia de alimentos
Tecnologia de alimentos
 
Riscos Biológicos
Riscos BiológicosRiscos Biológicos
Riscos Biológicos
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Impactos causados pelas mineradoras
Impactos causados pelas mineradorasImpactos causados pelas mineradoras
Impactos causados pelas mineradoras
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
 
Apresentação Código Florestal ipef
Apresentação Código Florestal ipefApresentação Código Florestal ipef
Apresentação Código Florestal ipef
 
Crimes ambientais
Crimes ambientaisCrimes ambientais
Crimes ambientais
 
Transporte hidroviario
Transporte hidroviarioTransporte hidroviario
Transporte hidroviario
 
Realidade da Cabotagem no Brasil
Realidade da Cabotagem no Brasil Realidade da Cabotagem no Brasil
Realidade da Cabotagem no Brasil
 
Solo e agricultura
Solo e agriculturaSolo e agricultura
Solo e agricultura
 
Slides aula 1 introdução ao empreendedorismo
Slides aula 1   introdução ao empreendedorismoSlides aula 1   introdução ao empreendedorismo
Slides aula 1 introdução ao empreendedorismo
 
Impactos Ambientais e Saúde Humana
Impactos Ambientais e Saúde HumanaImpactos Ambientais e Saúde Humana
Impactos Ambientais e Saúde Humana
 
Transporte de Cargas Perigosas
Transporte de Cargas PerigosasTransporte de Cargas Perigosas
Transporte de Cargas Perigosas
 
Responsabilidade Social em Marketing
Responsabilidade Social em MarketingResponsabilidade Social em Marketing
Responsabilidade Social em Marketing
 
Bioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata AtlânticaBioma da Mata Atlântica
Bioma da Mata Atlântica
 
Produtos Perigosos
Produtos PerigososProdutos Perigosos
Produtos Perigosos
 
Slides taxa SELIC
Slides taxa SELICSlides taxa SELIC
Slides taxa SELIC
 
Eia-rima
Eia-rimaEia-rima
Eia-rima
 
Trabalho sob condições hiperbáricas
Trabalho sob condições hiperbáricasTrabalho sob condições hiperbáricas
Trabalho sob condições hiperbáricas
 
Consumo e Sustentabilidade
Consumo e SustentabilidadeConsumo e Sustentabilidade
Consumo e Sustentabilidade
 

Semelhante a O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil

Porto 24 Horas
Porto 24 HorasPorto 24 Horas
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
aplop
 
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
Portos de Portugal
 
Apresentação Suape 2015
Apresentação Suape 2015Apresentação Suape 2015
Apresentação Suape 2015
ADDiper
 
Apresentação transmissãodecargo
Apresentação transmissãodecargoApresentação transmissãodecargo
Apresentação transmissãodecargo
Jamildo Melo
 
Mpx corp presentation port
Mpx corp presentation portMpx corp presentation port
Mpx corp presentation port
MPX_RI
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
aplop
 
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
aplop
 
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia navalRui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Jornal GGN
 
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia NavalRui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Luiz de Queiroz
 
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Mpx corp presentation port
Mpx corp presentation portMpx corp presentation port
Mpx corp presentation port
MPX_RI
 
Case Columbia
Case ColumbiaCase Columbia
Case Columbia
Pedro Hijo
 
Ceara melhor para todos
Ceara melhor para todosCeara melhor para todos
Ceara melhor para todos
Monndo.com
 
Apresentação Corporativa
Apresentação CorporativaApresentação Corporativa
Apresentação Corporativa
MPX_RI
 
P 45
P 45P 45
P 45
mhbvilela
 
004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dande004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dande
Joao Rodrigues
 
Projecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do DandeProjecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do Dande
Ani Santos
 
Novo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos FortesNovo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos Fortes
Porto de Luanda
 

Semelhante a O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil (20)

Porto 24 Horas
Porto 24 HorasPorto 24 Horas
Porto 24 Horas
 
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
Portos Brasileiros – Porto do Suape - Estratégia de Crescimento do Porto do S...
 
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
 
Apresentação Suape 2015
Apresentação Suape 2015Apresentação Suape 2015
Apresentação Suape 2015
 
Apresentação transmissãodecargo
Apresentação transmissãodecargoApresentação transmissãodecargo
Apresentação transmissãodecargo
 
Mpx corp presentation port
Mpx corp presentation portMpx corp presentation port
Mpx corp presentation port
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
 
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
 
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia navalRui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
Rui Carlos Botter, ex presidente do instituto panamericano de engenharia naval
 
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia NavalRui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
Rui Carlos Botter, ex-presidente do Instituto Panamericano de Engenharia Naval
 
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
 
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
 
Mpx corp presentation port
Mpx corp presentation portMpx corp presentation port
Mpx corp presentation port
 
Case Columbia
Case ColumbiaCase Columbia
Case Columbia
 
Ceara melhor para todos
Ceara melhor para todosCeara melhor para todos
Ceara melhor para todos
 
Apresentação Corporativa
Apresentação CorporativaApresentação Corporativa
Apresentação Corporativa
 
P 45
P 45P 45
P 45
 
004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dande004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dande
 
Projecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do DandeProjecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do Dande
 
Novo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos FortesNovo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos Fortes
 

Mais de aplop

Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
aplop
 
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
aplop
 
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
aplop
 
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
aplop
 
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
aplop
 
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
aplop
 
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logísticaA estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
aplop
 
Janela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portuguesesJanela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portugueses
aplop
 
Direito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOPDireito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOP
aplop
 
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de MoçambiqueOs Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
aplop
 
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e EstratégiaO Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
aplop
 
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo VerdeNovo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
aplop
 
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófonoPortugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
aplop
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
aplop
 
A JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única LogísticaA JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única Logística
aplop
 
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLPExportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
aplop
 
O Sistema Portuário em Marrocos
O Sistema Portuário em MarrocosO Sistema Portuário em Marrocos
O Sistema Portuário em Marrocos
aplop
 
O desenvolvimento do Porto de Tibar
O desenvolvimento do Porto de TibarO desenvolvimento do Porto de Tibar
O desenvolvimento do Porto de Tibar
aplop
 
Indicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua Portuguesa
Indicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua PortuguesaIndicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua Portuguesa
Indicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua Portuguesa
aplop
 
O Direito Portuário nos Países de Língua Portuguesa
O Direito Portuário nos Países de Língua PortuguesaO Direito Portuário nos Países de Língua Portuguesa
O Direito Portuário nos Países de Língua Portuguesa
aplop
 

Mais de aplop (20)

Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
Direito Portuário e Marítimo – Trabalho Portuário [Guilherme Dray]
 
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
Direito das Concessões e Licenças Portuárias – O Caso dos TUP [Murillo Barbosa]
 
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
O Direito das Concessões e Licenças Portuárias em Angola [Neusa Nascimento]
 
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
Concessões de Licenças Portuárias [Amadeu Rocha]
 
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
Portos Brasileiros – Impactos e riscos da mudança do clima nos portos público...
 
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
Portos Timorenses - O desenvolvimento do Projecto de PPP do Porto da Baía de ...
 
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logísticaA estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
A estratégia do Porto de Maputo e a integração global logística
 
Janela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portuguesesJanela Única Logística dos portos portugueses
Janela Única Logística dos portos portugueses
 
Direito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOPDireito portuário nos países membros da APLOP
Direito portuário nos países membros da APLOP
 
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de MoçambiqueOs Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
Os Novos Desafios para os Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique
 
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e EstratégiaO Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
O Sector Portuário em Marrocos – Governança e Estratégia
 
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo VerdeNovo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
Novo Terminal de Cruzeiros do Mindelo – Cabo Verde
 
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófonoPortugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
Portugal: Novos desafios na formação marítima e portuária no espaço lusófono
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
 
A JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única LogísticaA JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única Logística
 
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLPExportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
Exportações do Brasil e oportunidades para os portos da CPLP
 
O Sistema Portuário em Marrocos
O Sistema Portuário em MarrocosO Sistema Portuário em Marrocos
O Sistema Portuário em Marrocos
 
O desenvolvimento do Porto de Tibar
O desenvolvimento do Porto de TibarO desenvolvimento do Porto de Tibar
O desenvolvimento do Porto de Tibar
 
Indicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua Portuguesa
Indicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua PortuguesaIndicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua Portuguesa
Indicadores e Tendências da Economia do Mar nos Países de Língua Portuguesa
 
O Direito Portuário nos Países de Língua Portuguesa
O Direito Portuário nos Países de Língua PortuguesaO Direito Portuário nos Países de Língua Portuguesa
O Direito Portuário nos Países de Língua Portuguesa
 

O Porto de Itaqui – O porto da região centro-norte do Brasil

  • 2. AGENDA O CORREDOR CENTRO-NORTE DO BRASIL • A REGIÃO, SEU POTENCIAL E INFRAESTRUTURA PORTO DO ITAQUI • O PORTO, SUAS CARACTERÍSTICAS E LOCALIZAÇÃO INVESTIMENTOS • EXPANSÃO E MODERNIZAÇÃO DO PORTO DO ITAQUI
  • 4. PORTO DO ITAQUI: O PORTO DA REGIÃO CENTRO-NORTE MERCADO REGIONAL POPULAÇÃO: 50 MILHÕES REGIÃO PRODUTORA DE PROTEÍNA PORTO DO ITAQUI LOCALIZAÇÃO
  • 5. PRODUÇÃO DE GRÃOS 45% DA PRODUÇÃO DE GRÃOS DO PAÍS 106,2M TONS NOVA FRONTEIRA AGRÍCOLA DO PAÍS (MATOPIBA) 7,7M HE
  • 6. REBANHO 120 MILHÕES CABEÇAS DE GADO, MAIS DE 50% DE TODO O REBANHO NACIONAL
  • 7. LOGÍSTICA FERROVIÁRIA 2.022 KM DE ITAQUI PARA ANAPOLIS
  • 8. TERMINAIS DE PORTO NACIONAL E PALMEIRANTE - TO TERMINAIS PARA GRÃOS NO TOCANTINS CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO 150.000 TONS VOLUME TOTAL 5 MILHÕES TONS POR ANO
  • 9. ÁREA TOTAL: 500.000 M² “FAST TRACK” ADUANEIRO SILOS COM CAPACIDADE PARA 44.000 TONELADAS DE GRANÉIS SÓLIDOS PÁTIO COM CAPACIDADE PARA ARMAZENAR 18.500 VEÍCULOS PORTO SECO DO CENTRO NORTE - ANÁPOLIS-GO
  • 11. MAIOR COMPLEXO DO BRASIL* MAIS DE 200 MILHÕES TONS EM 2017 *EM MOVIMENTAÇÃO DE CARGA COMPLEXO PORTUÁRIO DO MARANHÃO
  • 12. UM CANAL DE ACESSO PROFUNDO E AMPLO COM PORTAS ABERTAS AO MUNDO ROTAS PODEM SER REDUZIDAS ATÉ 7 DIAS* PARA ASIA (PELO CANAL DO PANAMÁ) PARA COSTA LESTE AMERICANA: 6 dias PARA EUROPA: 5 dias *comparação com os portos do sul/sudeste do país Itaqui - Shanghai: Panamá x Estreito de Magalhães: -10 dias Itaqui - Shanghai: Panamá x Cabo B. Esperança: -3 dias LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA
  • 14. POLIGONAL DO PORTO DO ITAQUI RETROÁREA RETROÁREA
  • 15. 2017 – 19,1 M tons GRANÉIS LÍQUIDOS MULTIPROPÓSITO B-108 B-106 B-105 B-103 B-102 B-100B-101 BERÇO PROF.(m) CALADO MAX. (m) 108 15 18,5 106 19 18,5 105 18 17,5 104 13 12,5 103 15 14,5 102 12 11,5 101 12 11,5 100 15 14,5 B-104 LINHA DE BERÇOS
  • 16. A EMAP • O Porto do Itaqui é administrado pela EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária – Empresa pública do Governo do Estado do Maranhão; – Convênio de delegação nº 016/2000 – Ministério do Transportes • EMAP autoridade portuária com dupla certificação: – ISO 9001:2015 – gestão – ISO 14001:2015 – meio ambiente • ITAQUI 4.0: inovação para competitividade
  • 18. TERMINAL DE GRÃOS DO MARANHÃO- TEGRAM QUATRO ARMAZÉNS INDEPENDENTES COM CAPACIDADE ESTÁTICA DE 125.000 TONS, TOTALIZANDO 500.000 TONS DE CAPACIDADE TOTAL (BASE SOJA). CAPACIDADE ATUAL: 6 MILHÕES EM 2020: 12 MILHÕES
  • 19. VOLUME DE SOJA EXPORTADA PELO ITAQUI Volume de soja embarcada de janeiro a agosto- 2018 superou todo o volume deste tipo de carga movimentado no ano de 2017 Em 2018 o Porto do Itaqui bateu recorde na movimentação anual de soja Em maio de 2018 o Porto do Itaqui superou a marca de 1,2 milhão de toneladas de soja exportada em um único mês3.017.834 4.955.299 3.849.528 6.070.931 8.491.505 2014 2015 2016 2017 2018 2014 2015 2016 2017 2018
  • 20. VOLUME DE GRÃOS EXPORTADA PELO ITAQUI Volume de soja embarcada de janeiro a agosto- 2018 superou todo o volume deste tipo de carga movimentado no ano de 2017 Em 2018 o Porto do Itaqui bateu recorde na movimentação anual de soja Em maio de 2018 o Porto do Itaqui superou a marca de 1,2 milhão de toneladas de soja exportada em um único mês3.883.817 7.352.990 4.777.023 8.221.967 9.891.502 2014 2015 2016 2017 2018 2014 2015 2016 2017 2018
  • 21. O PAPEL DOS PORTOS DO ARCO NORTE DO BRASIL Principais portos localizados no arco norte do Brasil em milhões de tons, 2017 Soja e milho exportados pelos portos do arco norte do Brasil: 51,2 milhões de toneladas (2017) Source: ANTAQ, 2017
  • 22. INFRAESTRUTURA PARA GRANÉIS LÍQUIDOS VOLUME MOVIMENTADO DE GRANÉIS LÍQUIDOS 8 MILHÕES TONS *BERÇO 108 AUMENTARÁ EM 40% A CAPACIDADE ATUAL ATUAL CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO 382.454 M³ CAPACIDADE FUTURA DE ARMAZENAMENTO 672.454 M³ Raízen 31.057 m³ Ipiranga 19.860 m³ BR Distribuidora 77.193 m³ Petrobrás 74.563 m³ Tequimar (Ultracargo) 55.280 m³ Odfjell Terminals Granel Química 75.708 m³
  • 23. Centro de Controle de Comunicação e Monitoramento - CCCOM • Acionamento de emergência do Porto do Itaqui • Fluxo de comunicação de emergência • Monitoramento de toda poligonal do Porto do Itaqui e terminais externos • Mais de 170 câmeras IP com imagem HD. • Monitoramento 24 horas por dia.
  • 24. CARGA POTENCIAL: CARGA VIVA OPERAÇÃO INICIOU EM DEZ/2015 27.628CABEÇAS DE GADO EXPORTADAS *11 MIL CABEÇAS DE REBANHO 100% MARANHENSE
  • 26. BERÇO 108 Objetivo: Contribuir para o aumento de 40% (cerca de 3,5 milhões de toneladas) da capacidade do Porto do Itaqui de movimentação de granéis líquidos. Recursos: Governo Federal e EMAP Situação Atual: • Estrutura civil do berço concluída; • Instalação das defensas concluída; • Construção dos banheiros e sistema elétrico concluídos • Instalação dos dutos (investimento privado): concluído • Obra entregue em 27 de março 2018.
  • 27. NOVO PÁTIO PARA CONTEINERS - ÁREAS G e H Área: 20.250 m² Capacidade: 1.341 TEUS COM 420 TOMADAS Pavimento: 10 t/m² Valor: R$ 9.199.220,14 Recursos: EMAP
  • 28. NOVOS ARRENDAMENTOS – EXPANSÃO ULTRACARGO Valor: R$ 168 milhões Capacidade: 48.000 m³ / mov. total de até 1,5 MM t/ ano Recursos: privados Avanço físico: 70%
  • 29. COPI OPERADORA PORTUÁRIA – NOVOS INVESTIMENTOS Objetivo: construção de armazém e instalação de correia transportadora para mecanização do terminal arrendado da COPI Capacidade: estática 70.000 t / mov. 2 MM t/ano Situação Atual: EVTEA aprovado na ANTAQ em 28/08/2018 Investimento estimado: R$ 80 milhões Recursos: privados
  • 30. NOVOS ARRENDAMENTOS TERMINAL DE CARGA GERAL Licitação pública será realizada pelo Governo Federal para construção de armazém e berço (B-99) para movimentação de carga geral, em especial celulose. Investimento: R$ 221 milhões Recurso: privado Capacidade(t): 1,5 milhão Status: Leilão realizado em 27 de julho 2018. Suzano arrematou com valor de outorga de R$ 100 mil. Imagem 2: Planta conceitual do terminal de carga geral
  • 31. 2º FASE TEGRAM Objetivo: interligar os armazéns já existentes ao berço B-100 e a instalação de um novo shiploader. Situação Atual: • Previsão de fechamento do contrato do TEGRAM com as empresas fornecedoras (shiploader e transportadores): 2018. • Início de operação da 2º Fase – março/2020 Investimento Estimado: R$ 267 milhões Recurso: Privado Berço 100 CORREIA DO TEGRAM 2ª FASE Figura: TEGRAM 2ª Fase – projeção da esteira
  • 32. OTIMIZAÇÃO DO ACESSO FERROVIÁRIO NO PORTO Objetivo: aumentar a eficiência e capacidade de movimentação ferroviária de granéis líquidos, contêineres e granéis na Poligonal do Itaqui. Capacidade prevista: 20 milhões de t Situação Atual: • Desenho da pera ferroviária em fase final de estudo. Investimento estimado: R$ 280 milhões
  • 33. EXPANSÃO DAS ÁREAS DE GRANÉIS LÍQUIDOS – Área A-02 Objetivo: aumentar a capacidade de armazenamento de granéis líquidos em área localizada dentro da Poligonal do Porto do Itaqui Área: 03 lotes, totalizando 16he Capacidade: 141 mil m³ Valor estimado: R$ 421 milhões Recurso: privado Status: EVTEAs entregues ao Governo Federal
  • 35. BERÇO 98 - CARACTERÍSTICAS CARACTERÍSTICAS • Conexão com o berço 99 • 860m de cais (100-99-98) • Iluminação com lâmpadas de LED • Comprimento(m): 270 • Largura (m): 40 • Profundidade Máx. (m): -15* • Trilho: 3 trilhos para guindastes *estrutura preparada para 18m
  • 36. NOVO CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL - CCO Valor: R$ 1.585.377,42 Recursos: EMAP Entregue ANTES
  • 37. SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO (BERÇO 100 A 108) Valor: R$ 18.398.234,24 Recursos: EMAP Avanço físico: 98% Serão instalados alarmes, hidrantes, canhões de água, bombas de alta capacidade dentre outros equipamentos de última geração.
  • 38. NOVO TERMINAL DO CUJUPE Valor: R$ 14.479.867,71 Recursos: EMAP Construção do Novo do Terminal de Passageiros de FerryBoat do Cujupe Avanço físico: 72% Entrega: 2º semestre 2018
  • 39. NOVO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO DA ÁREA PRIMÁRIA Valor: R$ 2.730.334,34 Recursos: EMAP Entregue 06 novas torres com iluminação de 180° e 360º Refletores em LED 1.000w Postes em Concreto Armado com revestimento em Microsilica Escadas Tipo Marinheiro com Patamares de Descanso em Fibra de Vidro Sistema antigo Sistema novo
  • 40. OUTROS INVESTIMENTOS – RECURSOS PRÓPRIOS Nº PROJETO VALOR R$ STATUS 1 Recuperação Estrutural Berço 103 e 106 40.864.557,14 Em licitação 2 Pavimentação rígida – melhoria acesso a distribuidoras 2.559.392,24 Em licitação 3 Rampa de acesso sul e Escada de Arrimo 2.473.171,92 Obra em andamento 4 Pavimentação acesso a moega do TEGRAM 1.602.034,08 Obra concluída 5 Sala segura 1.398.960,14 Obra concluída 6 Sistema de combate a Incêndio Predial 1.506.317,38 Em contratação 7 Cobertura para inspeção de cargas veículos PAN 1.003.445,75 Obra concluída 8 Projeto do Guard-Rail e Melhoria de Segurança 472.559,77 Obra em andamento 9 Subestação do Pátio H e Subestação receptora 11.577.530,12 Revisão de projeto
  • 41. CAPACIDADE ATUAL E FUTURA (2021) 9,5 1,7 8,5 16,5 4,3 13 0 5 10 15 20 Grãos (M t) Fertilizantes (M t) Combustível (M t) Grãos (M t) Fertilizantes (M t) Combustível (M t) Futura 16,5 4,3 13 Atual 9,5 1,7 8,5 Conteiner (TEUS) Atual 63.936 Futura 99.984 0 20.000 40.000 60.000 80.000 100.000 120.000
  • 42. SÍNTESE Porto do Itaqui consolida-se como a melhor opção logística do corredor Centro-Norte do Brasil; Gestão austera e focada em resultados: ser empresa referência em gestão portuária no Brasil; Investimentos com recursos públicos (PPI, recursos próprios, melhorias no acesso rodoviário) e privados (tancagem, ferrovia, terminais) são fundamentais para o desenvolvimento do Porto do Itaqui. OBRIGADO! TED LAGO TED.LAGO@EMAP.MA.GOV.BR