SlideShare uma empresa Scribd logo
Cultura Digital percepções a partir da Internet
tecnologia redes digital online ciberespaço virtual games google .com web Interatividde
a partir de uma noção sobre os fundamentos e propriedades da internet, sua evolução, mostrar características que se sedimentaram e como o caráter midiático da web se relaciona com as questões técnicas e subjetivas.
Digitalização Dos meios de produção (“criamos conteúdo através de”): word, powerpoint, excel, photoshop,  web ) Dos suportes (“lugares onde guardamos o conteúdo produzido”): pendrives, DVDs, HDs, CDs, discos virtuais, disquetes... Dos processos: (“executamos tarefas com o auxílio de”): cartões eletrônicos, home-banking, celular, microondas, etc.
Comunicação Mediada por Computadores (CMC) Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs)
A evolução da computação está  ligada ao cálculo e armazenamento.
O computador realiza operações. Essa faceta de máquina de processar, calcular, buscar resultados é fundamental para pensarmos a Internet.
Internet ARPANET – 1969 (origem militar-acadêmica) – conexão de campi. Anos 70 – Vale do Silício 1983 – divisão Milnet e ARPANET Convívio das idéias de rede, compartilhamento/colaboração e segurança.
Enquanto isso...
Interface Sistema que faz a mediação de um usuário solicitante com um sistema pré-programado que busca atendar as demandas do primeiro. Duas áreas gostam de lidar muito com a interface: Design + estudos de HCI (Human-computer Interface) Quando temos o Windows e cia, falamos de interfaces gráficas digitais.
World Wide Web Criada em 1991 por Tim-Berners Lee Lee propôs a criação de um espaço hipertextual global e aberto, no qual qualquer informação pudesse ser acessada através de um único  Universal Document Identifier  (Identificador Universal de Documentos).   Nem tudo que é Internet, é web. A web fez pela Internet o que o Windows fez pelo computador, tornou a interface “amigável”.
Os softwares chamados navegadores, permitem que se acesse os documentos HTML que universalizam a forma de “recepção” do conteúdo que se desejasse fazer circular pela Internet.  Textos, imagens, sons, vídeos começam a aparecer nas interfaces gráficas digitais da web. O usuário ao requisitar uma página, faz um “pedido” ao servidor que a disponibilize.
Mas a “máquina” continua operando nos “bastidores.”
Web Diversos grupos de mídia passam a produzir suas “versões online” quando a Web torna-se,  o lado mídia da Internet. Diferentes processos midiáticos ocorrem na web. Remidiation (Bolter & Grusin, 1999)
“ Ontem eu entrei na internet e vi...”
O sujeito deixa marcas. O lado máquina nos mede, mensura, percebe nossos passos e comportamentos. O lado mídia nos oferece ambientes para nos inserirmos em processos gregários, desenvolvermos estratégias identitárias, CONSTRUÍRMOS RELACIONAMENTO.
Isso nos faz olhar com mais anteção para entender que: WIKI não é apenas uma enciclopédia Blogs não são só diários abertos YouTube não é TV na Internet Conceitos ligados a isso: emergência (sistema organizado e desorganizado simultaneamente), Folksonomia
Internet é: Máquina + Mídia + Ambiente de relacionamento
A “mídia” se dá conta disso:
 
Mais idéias importantes: Entre perder-se e manter a coerência dentro da Internet. (pigmentar o “conteúdo”? ARGs e Jogos) Links são uma moeda (os continentes) Web 2.0-> a “máquina” aprende e cresce quanto mais ela é usada. “ Cloud Computing”> meus dados estarão em todo lugar, mobilidade.
Pequenas telas,  interfaces mais  intuitivas?
BRASIL? 40 Milhões de pessoas com acesso a Internet Forte participação da Classe C. Vínculo forte com redes sociais. Um dos maiores volumes de uso (em horas) de Internet no mundo. O IPhone ainda não é vendido legalmente e responde por 50% do acesso móvel à Internet no país.
Provocações à Pesquisa: Tal como a TV, a Internet opera em fluxo, metodologicamente é preciso “matar o seu fluxo” (Kilpp) para observá-la? Existiria uma competência comunicacional ou midiática transparecendo entre nós (alunos, professores, sujeitos em geral) ao nos elaborarmos na Internet.  Que tipo de aprendizagem é essa? Formar o professor significa convidá-lo/capacitá-lo para realizar experimentações. As melhores idéias para a Internet surgiram de princípios de organização do todo “incoerente”. Será que a idéia do professor que faz a mediação não fica ainda mais explícita nessa perspectiva? Não é por ser “digital”, “online” ou “virtual” que vamos conquistar a atenção de todos. O fetiche parece rapidamente virar commodity diante, principalmente, dos novos alunos. Síndrome do What´s Next?
A cultura digital, no que diz respeito aos meios de comunicação e seus protagonistas, traz imensa necessidade de reposicionamento.  A publicidade “decorativa” pode perder espaço para uma persuasão mais “conteudística”, de interações menos reativas e mais ricas.
http://www.flickr.com/photos/stacitipsword/1448671281/ “ Vigiar e punir”, conseguimos descobrir como a Internet e os computadores prejudicam. E aí?
obrigado [email_address] [email_address] http://www.slideshare.net/gusfischer/ Imagens/dados sobre evolução informática – internet: Fragoso, S. D.,  Mídias digitais - revisão histórico-conceitual.   Documento Hipertextual produzido como material de apoio para a disciplina  Mídias Digitais, do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da UNISINOS. Original disponibilizado pela autora, 2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cidadania.digital
Cidadania.digitalCidadania.digital
Cidadania.digital
pedrojpfrancisco
 
A evolução da tecnologia
A evolução da tecnologiaA evolução da tecnologia
A evolução da tecnologia
Maria Freitas
 
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalhoImpacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Leandra Tognin
 
Meio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpointMeio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpoint
Margarida Santos
 
Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho
Jeane Santos
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Introdução a cultura digital
Introdução a cultura digitalIntrodução a cultura digital
Introdução a cultura digital
Aline Corso
 
Slide projeto de vida
Slide projeto de vidaSlide projeto de vida
Slide projeto de vida
Isabel Aguiar
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
Jonathan Nascyn
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
taisy goncalves
 
Slide consumo-e-consumismo
Slide consumo-e-consumismoSlide consumo-e-consumismo
Slide consumo-e-consumismo
Cristina Meireles
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
Edson Salgado Ávella
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
Marcos Azevedo
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
Silmara Vedoveli
 
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaTecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Daniel Caixeta
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
Andreza Oliveira
 
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
Prof. Noe Assunção
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Beatriz Schnaider Tontini
 
1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
Daniel Alves Bronstrup
 
Introdução às Mídias Digitais
Introdução às Mídias DigitaisIntrodução às Mídias Digitais
Introdução às Mídias Digitais
Tiago Lopes
 

Mais procurados (20)

Cidadania.digital
Cidadania.digitalCidadania.digital
Cidadania.digital
 
A evolução da tecnologia
A evolução da tecnologiaA evolução da tecnologia
A evolução da tecnologia
 
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalhoImpacto da tecnologia no mundo do trabalho
Impacto da tecnologia no mundo do trabalho
 
Meio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpointMeio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpoint
 
Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho Sociologia - O que é o trabalho
Sociologia - O que é o trabalho
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Introdução a cultura digital
Introdução a cultura digitalIntrodução a cultura digital
Introdução a cultura digital
 
Slide projeto de vida
Slide projeto de vidaSlide projeto de vida
Slide projeto de vida
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Slide consumo-e-consumismo
Slide consumo-e-consumismoSlide consumo-e-consumismo
Slide consumo-e-consumismo
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
 
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas TendênciaTecnologia na Educação e Novas Tendência
Tecnologia na Educação e Novas Tendência
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselân...
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
 
Introdução às Mídias Digitais
Introdução às Mídias DigitaisIntrodução às Mídias Digitais
Introdução às Mídias Digitais
 

Destaque

aula remidiação
aula remidiaçãoaula remidiação
aula remidiação
Gustavo Fischer
 
abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital
abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digitalabertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital
abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital
André Pase
 
O futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vf
O futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vfO futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vf
O futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vf
José Carlos Mota
 
Iscad ti 2010_2011_1 - web 20
Iscad ti 2010_2011_1 - web 20Iscad ti 2010_2011_1 - web 20
Iscad ti 2010_2011_1 - web 20
Luis Vidigal
 
Youtube
YoutubeYoutube
New Ideas - Social Media
New Ideas - Social MediaNew Ideas - Social Media
New Ideas - Social Media
Rae MP
 
Youtube e cultura participativa
Youtube e cultura participativaYoutube e cultura participativa
Youtube e cultura participativa
Midias Digitais Cinema UNA 2013
 
Virais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu Mídia
Virais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu MídiaVirais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu Mídia
Virais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu Mídia
Renato Melo
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
Rodrigo Cunha
 
Existe vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo Paolucci
Existe vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo PaolucciExiste vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo Paolucci
Existe vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo Paolucci
Rodrigo Paolucci
 
Aula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergênciaAula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergência
lilianedb
 

Destaque (11)

aula remidiação
aula remidiaçãoaula remidiação
aula remidiação
 
abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital
abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digitalabertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital
abertura do módulo de vídeo - Pós Jornalismo Digital
 
O futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vf
O futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vfO futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vf
O futuro é colaborativo 24 fev jcm_aveiro service jam_vf
 
Iscad ti 2010_2011_1 - web 20
Iscad ti 2010_2011_1 - web 20Iscad ti 2010_2011_1 - web 20
Iscad ti 2010_2011_1 - web 20
 
Youtube
YoutubeYoutube
Youtube
 
New Ideas - Social Media
New Ideas - Social MediaNew Ideas - Social Media
New Ideas - Social Media
 
Youtube e cultura participativa
Youtube e cultura participativaYoutube e cultura participativa
Youtube e cultura participativa
 
Virais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu Mídia
Virais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu MídiaVirais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu Mídia
Virais na rede - Virais na web - Workshop do evento Eu Mídia
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
 
Existe vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo Paolucci
Existe vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo PaolucciExiste vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo Paolucci
Existe vida além do Youtube? YouPixCon 2015 - Rodrigo Paolucci
 
Aula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergênciaAula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergência
 

Semelhante a Cultura Digital

PA 4 - Aula 1 - NT e Inov
PA 4 - Aula 1 - NT e InovPA 4 - Aula 1 - NT e Inov
PA 4 - Aula 1 - NT e Inov
Gustavo Fischer
 
Inov Aula1 2009
Inov Aula1 2009Inov Aula1 2009
Inov Aula1 2009
Gustavo Fischer
 
Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7
Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7
Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7
Gustavo Fischer
 
Seminário de informática(2)
Seminário de informática(2)Seminário de informática(2)
Seminário de informática(2)
lizzmarcella
 
Ai ad aula 1
Ai ad aula 1Ai ad aula 1
Ai ad aula 1
aiadufmg
 
Web 2.0 e Web Móvel 2.0
Web 2.0 e Web Móvel 2.0Web 2.0 e Web Móvel 2.0
Aula45
Aula45Aula45
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
Andrea Alves
 
Aula 2 - Pa4 Design
Aula 2 - Pa4 DesignAula 2 - Pa4 Design
Aula 2 - Pa4 Design
Gustavo Fischer
 
Aula1 2012-1
Aula1   2012-1Aula1   2012-1
Aula1 2012-1
Marco Pinheiro
 
Web 2 0 Nas Organizacoes
Web 2 0 Nas OrganizacoesWeb 2 0 Nas Organizacoes
Web 2 0 Nas Organizacoes
crquevedos
 
Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2
Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2
Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2
Gustavo Fischer
 
Aula1 2012-2
Aula1   2012-2Aula1   2012-2
Aula1 2012-2
Marco Pinheiro
 
Evolucao computadores web_e_elearning
Evolucao computadores web_e_elearningEvolucao computadores web_e_elearning
Evolucao computadores web_e_elearning
Neuza Pedro
 
Web Móvel 2.0
Web Móvel 2.0Web Móvel 2.0
Navegação pesquisa na internet e segurança na rede
Navegação pesquisa na internet e segurança na redeNavegação pesquisa na internet e segurança na rede
Navegação pesquisa na internet e segurança na rede
myrianlaste
 
O Design de Interfaces na Web 2.0
O Design de Interfaces na Web 2.0O Design de Interfaces na Web 2.0
O Design de Interfaces na Web 2.0
Lauro Teixeira
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
Elvis Fusco
 
2008 05 20 Belo Horizonte 2003 Compat
2008 05 20 Belo Horizonte   2003 Compat2008 05 20 Belo Horizonte   2003 Compat
2008 05 20 Belo Horizonte 2003 Compat
srlm
 
Navegar é Preciso .
Navegar é Preciso .Navegar é Preciso .
Navegar é Preciso .
alciny
 

Semelhante a Cultura Digital (20)

PA 4 - Aula 1 - NT e Inov
PA 4 - Aula 1 - NT e InovPA 4 - Aula 1 - NT e Inov
PA 4 - Aula 1 - NT e Inov
 
Inov Aula1 2009
Inov Aula1 2009Inov Aula1 2009
Inov Aula1 2009
 
Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7
Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7
Aula Gestão para Inovação e Liderança Unisinos - 2011 - PA7
 
Seminário de informática(2)
Seminário de informática(2)Seminário de informática(2)
Seminário de informática(2)
 
Ai ad aula 1
Ai ad aula 1Ai ad aula 1
Ai ad aula 1
 
Web 2.0 e Web Móvel 2.0
Web 2.0 e Web Móvel 2.0Web 2.0 e Web Móvel 2.0
Web 2.0 e Web Móvel 2.0
 
Aula45
Aula45Aula45
Aula45
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Aula 2 - Pa4 Design
Aula 2 - Pa4 DesignAula 2 - Pa4 Design
Aula 2 - Pa4 Design
 
Aula1 2012-1
Aula1   2012-1Aula1   2012-1
Aula1 2012-1
 
Web 2 0 Nas Organizacoes
Web 2 0 Nas OrganizacoesWeb 2 0 Nas Organizacoes
Web 2 0 Nas Organizacoes
 
Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2
Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2
Novas Tecnologias E InovaçãO – Aula 2
 
Aula1 2012-2
Aula1   2012-2Aula1   2012-2
Aula1 2012-2
 
Evolucao computadores web_e_elearning
Evolucao computadores web_e_elearningEvolucao computadores web_e_elearning
Evolucao computadores web_e_elearning
 
Web Móvel 2.0
Web Móvel 2.0Web Móvel 2.0
Web Móvel 2.0
 
Navegação pesquisa na internet e segurança na rede
Navegação pesquisa na internet e segurança na redeNavegação pesquisa na internet e segurança na rede
Navegação pesquisa na internet e segurança na rede
 
O Design de Interfaces na Web 2.0
O Design de Interfaces na Web 2.0O Design de Interfaces na Web 2.0
O Design de Interfaces na Web 2.0
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
 
2008 05 20 Belo Horizonte 2003 Compat
2008 05 20 Belo Horizonte   2003 Compat2008 05 20 Belo Horizonte   2003 Compat
2008 05 20 Belo Horizonte 2003 Compat
 
Navegar é Preciso .
Navegar é Preciso .Navegar é Preciso .
Navegar é Preciso .
 

Mais de Gustavo Fischer

TV News Archive como construto e lugar de memória na web
TV News Archive como construto e lugar de memória na webTV News Archive como construto e lugar de memória na web
TV News Archive como construto e lugar de memória na web
Gustavo Fischer
 
Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...
Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...
Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...
Gustavo Fischer
 
Apresentacao PPGCC
Apresentacao PPGCCApresentacao PPGCC
Apresentacao PPGCC
Gustavo Fischer
 
Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)
Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)
Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)
Gustavo Fischer
 
Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces
Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfacesProblemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces
Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces
Gustavo Fischer
 
Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008
Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008
Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008
Gustavo Fischer
 
20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.
20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.
20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.
Gustavo Fischer
 
Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...
Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...
Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...
Gustavo Fischer
 
The restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da web
The restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da webThe restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da web
The restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da web
Gustavo Fischer
 
Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...
Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...
Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...
Gustavo Fischer
 
Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...
Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...
Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...
Gustavo Fischer
 
Cts apresentacao
Cts apresentacaoCts apresentacao
Cts apresentacao
Gustavo Fischer
 
Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)
Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)
Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)
Gustavo Fischer
 
Aula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo Braga
Aula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo BragaAula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo Braga
Aula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo Braga
Gustavo Fischer
 
Fischer - Semana da Imagem 2011
Fischer - Semana da Imagem 2011Fischer - Semana da Imagem 2011
Fischer - Semana da Imagem 2011
Gustavo Fischer
 
Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2
Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2
Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2
Gustavo Fischer
 
Presentation @SAP: sofware and media, weaving timelines
Presentation @SAP: sofware and media, weaving timelinesPresentation @SAP: sofware and media, weaving timelines
Presentation @SAP: sofware and media, weaving timelines
Gustavo Fischer
 
Apresentacao tese
Apresentacao teseApresentacao tese
Apresentacao tese
Gustavo Fischer
 
Aula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-boca
Aula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-bocaAula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-boca
Aula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-boca
Gustavo Fischer
 
Aula 9 / PA4 (2010/2) - Design Unisinos
Aula 9 / PA4 (2010/2) - Design UnisinosAula 9 / PA4 (2010/2) - Design Unisinos
Aula 9 / PA4 (2010/2) - Design Unisinos
Gustavo Fischer
 

Mais de Gustavo Fischer (20)

TV News Archive como construto e lugar de memória na web
TV News Archive como construto e lugar de memória na webTV News Archive como construto e lugar de memória na web
TV News Archive como construto e lugar de memória na web
 
Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...
Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...
Vida, morte e pós-morte do Geocities: memória em degeneração/regeneração e no...
 
Apresentacao PPGCC
Apresentacao PPGCCApresentacao PPGCC
Apresentacao PPGCC
 
Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)
Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)
Audiovisualidades Soterradas: escavando o internet archive (ALCAR 2015)
 
Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces
Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfacesProblemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces
Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces
 
Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008
Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008
Apresentacao tese de doutorado - Prof. Gustavo Daudt Fischer - dezembro de 2008
 
20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.
20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.
20 anos de internet: construtos de memória nas interfaces web.
 
Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...
Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...
Procedimientos de excavacion - Arqueologia de los medios - aplicaciones en la...
 
The restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da web
The restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da webThe restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da web
The restart page”: Observações sobre construtos de memória no terreno da web
 
Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...
Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...
Excavando Interfaces: elementos de arqueologia de los medios como contribucio...
 
Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...
Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...
Cartografia dos novos meios e Analítica Cultural - aula sobre textos de Lev M...
 
Cts apresentacao
Cts apresentacaoCts apresentacao
Cts apresentacao
 
Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)
Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)
Audiovisual e Pensamento: textos de Bellour e Flusser (PPT de apoio)
 
Aula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo Braga
Aula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo BragaAula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo Braga
Aula Audiovisualidades nas Mídias - textos de Henri Bergson e Eduardo Braga
 
Fischer - Semana da Imagem 2011
Fischer - Semana da Imagem 2011Fischer - Semana da Imagem 2011
Fischer - Semana da Imagem 2011
 
Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2
Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2
Hipermídias_Design Gráfico_UNISINOS_aula2
 
Presentation @SAP: sofware and media, weaving timelines
Presentation @SAP: sofware and media, weaving timelinesPresentation @SAP: sofware and media, weaving timelines
Presentation @SAP: sofware and media, weaving timelines
 
Apresentacao tese
Apresentacao teseApresentacao tese
Apresentacao tese
 
Aula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-boca
Aula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-bocaAula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-boca
Aula Design Novas Tecnologias e Inovação - Buzz, viral, boca-a-boca
 
Aula 9 / PA4 (2010/2) - Design Unisinos
Aula 9 / PA4 (2010/2) - Design UnisinosAula 9 / PA4 (2010/2) - Design Unisinos
Aula 9 / PA4 (2010/2) - Design Unisinos
 

Último

Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ismael Ash
 
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negóciosExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Ismael Ash
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
ronaldos10
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
Faga1939
 

Último (6)

Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoudFerramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de   DevOps/CLoud
Ferramentas que irão te ajudar a entrar no mundo de DevOps/CLoud
 
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negóciosExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
ExpoGestão 2024 - Inteligência Artificial – A revolução no mundo dos negócios
 
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWSSubindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
Subindo uma aplicação WordPress em docker na AWS
 
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docxse38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
se38_layout_erro_xxxxxxxxxxxxxxxxxx.docx
 
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebuliçãoExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
ExpoGestão 2024 - Desvendando um mundo em ebulição
 
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL + COMPUTAÇÃO QUÂNTICA = MAIOR REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA D...
 

Cultura Digital

  • 1. Cultura Digital percepções a partir da Internet
  • 2. tecnologia redes digital online ciberespaço virtual games google .com web Interatividde
  • 3. a partir de uma noção sobre os fundamentos e propriedades da internet, sua evolução, mostrar características que se sedimentaram e como o caráter midiático da web se relaciona com as questões técnicas e subjetivas.
  • 4. Digitalização Dos meios de produção (“criamos conteúdo através de”): word, powerpoint, excel, photoshop, web ) Dos suportes (“lugares onde guardamos o conteúdo produzido”): pendrives, DVDs, HDs, CDs, discos virtuais, disquetes... Dos processos: (“executamos tarefas com o auxílio de”): cartões eletrônicos, home-banking, celular, microondas, etc.
  • 5. Comunicação Mediada por Computadores (CMC) Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs)
  • 6. A evolução da computação está ligada ao cálculo e armazenamento.
  • 7. O computador realiza operações. Essa faceta de máquina de processar, calcular, buscar resultados é fundamental para pensarmos a Internet.
  • 8. Internet ARPANET – 1969 (origem militar-acadêmica) – conexão de campi. Anos 70 – Vale do Silício 1983 – divisão Milnet e ARPANET Convívio das idéias de rede, compartilhamento/colaboração e segurança.
  • 10. Interface Sistema que faz a mediação de um usuário solicitante com um sistema pré-programado que busca atendar as demandas do primeiro. Duas áreas gostam de lidar muito com a interface: Design + estudos de HCI (Human-computer Interface) Quando temos o Windows e cia, falamos de interfaces gráficas digitais.
  • 11. World Wide Web Criada em 1991 por Tim-Berners Lee Lee propôs a criação de um espaço hipertextual global e aberto, no qual qualquer informação pudesse ser acessada através de um único Universal Document Identifier (Identificador Universal de Documentos). Nem tudo que é Internet, é web. A web fez pela Internet o que o Windows fez pelo computador, tornou a interface “amigável”.
  • 12. Os softwares chamados navegadores, permitem que se acesse os documentos HTML que universalizam a forma de “recepção” do conteúdo que se desejasse fazer circular pela Internet. Textos, imagens, sons, vídeos começam a aparecer nas interfaces gráficas digitais da web. O usuário ao requisitar uma página, faz um “pedido” ao servidor que a disponibilize.
  • 13. Mas a “máquina” continua operando nos “bastidores.”
  • 14. Web Diversos grupos de mídia passam a produzir suas “versões online” quando a Web torna-se, o lado mídia da Internet. Diferentes processos midiáticos ocorrem na web. Remidiation (Bolter & Grusin, 1999)
  • 15. “ Ontem eu entrei na internet e vi...”
  • 16. O sujeito deixa marcas. O lado máquina nos mede, mensura, percebe nossos passos e comportamentos. O lado mídia nos oferece ambientes para nos inserirmos em processos gregários, desenvolvermos estratégias identitárias, CONSTRUÍRMOS RELACIONAMENTO.
  • 17. Isso nos faz olhar com mais anteção para entender que: WIKI não é apenas uma enciclopédia Blogs não são só diários abertos YouTube não é TV na Internet Conceitos ligados a isso: emergência (sistema organizado e desorganizado simultaneamente), Folksonomia
  • 18. Internet é: Máquina + Mídia + Ambiente de relacionamento
  • 19. A “mídia” se dá conta disso:
  • 20.  
  • 21. Mais idéias importantes: Entre perder-se e manter a coerência dentro da Internet. (pigmentar o “conteúdo”? ARGs e Jogos) Links são uma moeda (os continentes) Web 2.0-> a “máquina” aprende e cresce quanto mais ela é usada. “ Cloud Computing”> meus dados estarão em todo lugar, mobilidade.
  • 22. Pequenas telas, interfaces mais intuitivas?
  • 23. BRASIL? 40 Milhões de pessoas com acesso a Internet Forte participação da Classe C. Vínculo forte com redes sociais. Um dos maiores volumes de uso (em horas) de Internet no mundo. O IPhone ainda não é vendido legalmente e responde por 50% do acesso móvel à Internet no país.
  • 24. Provocações à Pesquisa: Tal como a TV, a Internet opera em fluxo, metodologicamente é preciso “matar o seu fluxo” (Kilpp) para observá-la? Existiria uma competência comunicacional ou midiática transparecendo entre nós (alunos, professores, sujeitos em geral) ao nos elaborarmos na Internet. Que tipo de aprendizagem é essa? Formar o professor significa convidá-lo/capacitá-lo para realizar experimentações. As melhores idéias para a Internet surgiram de princípios de organização do todo “incoerente”. Será que a idéia do professor que faz a mediação não fica ainda mais explícita nessa perspectiva? Não é por ser “digital”, “online” ou “virtual” que vamos conquistar a atenção de todos. O fetiche parece rapidamente virar commodity diante, principalmente, dos novos alunos. Síndrome do What´s Next?
  • 25. A cultura digital, no que diz respeito aos meios de comunicação e seus protagonistas, traz imensa necessidade de reposicionamento. A publicidade “decorativa” pode perder espaço para uma persuasão mais “conteudística”, de interações menos reativas e mais ricas.
  • 26. http://www.flickr.com/photos/stacitipsword/1448671281/ “ Vigiar e punir”, conseguimos descobrir como a Internet e os computadores prejudicam. E aí?
  • 27. obrigado [email_address] [email_address] http://www.slideshare.net/gusfischer/ Imagens/dados sobre evolução informática – internet: Fragoso, S. D., Mídias digitais - revisão histórico-conceitual. Documento Hipertextual produzido como material de apoio para a disciplina Mídias Digitais, do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da UNISINOS. Original disponibilizado pela autora, 2000.