SlideShare uma empresa Scribd logo
Contos na 
Educação Infantil 
ROSÂNGELA GONÇALVES
Ementa 
O que é Literatura infantil e suas funções. 
Efeitos da leitura como hábito. 
O trabalho dos professores nessa área. 
Tipologia das histórias infantis. 
A escolarização da literatura infanto-juvenil. 
As grandes obras da Literatura.
Objetivo Geral 
Pretende-se, que os professores entendam a importância de envolver as 
crianças para que desenvolvam o prazer pela leitura, apreciando as 
histórias, compreendendo seu enredo, identificando personagens, 
recontando fielmente estas histórias, enriquecendo o vocabulário e 
assumindo o desafio de tornarem-se contadoras de histórias.
Objetivos específicos 
Envolver os aprendentes na importância da contação de histórias. 
Recontar as histórias, do modo mais fiel possível; 
Aprender e apreciar as rimas e músicas pertinentes a cada história; 
Dramatizar as histórias; 
Mostrar segurança e autoconfiança ao contar uma história; 
Identificar personagens e suas características. 
Aprender a apreciar e cuidar bem dos livros; 
Escrever histórias a partir de imagens sem escrita.
Aulas e Metodologia 
Expositivas 
Discutidas 
Data Show 
Participação dos alunos
Avaliação 
Criação de histórias a partir de imagens sem textos, desenhadas ou não; 
Auto-avaliação
Os verdadeiros analfabetos são os que 
aprenderam a ler e não lêem. 
Mario Quintana
Lê-se para entender e reconhecer, para sonhar viajar 
na imaginação, por prazer ou curiosidade; lê-se para 
questionar e até para resolver 
problemas.
O indivíduo que lê participa de forma efetiva na 
construção e reconstrução da sociedade e de si 
mesmo, enquanto ser humano e sua totalidade.
Na sociedade moderna grande parte das atividades 
intelectuais e profissionais gira em torno da língua 
escrita.
Vê-se então que quem tem o hábito de ler, vem ao 
encontro do domínio da habilidade de leitura 
proficiente garantindo o exercício de cidadania, o 
acesso aos bens culturais e a inclusão social.
A leitura possui um caráter formativo e instrumental, 
isto é, ela serve para aprimorarmos o nosso 
desempenho em inúmeras atividades que realizams 
em nossa vida social, acadêmica e profissional.
Através da leitura testamos os nossos valores e 
experiências com as dos outros.
Diante da perspectiva de que a leitura é fundamental no 
desenvolvimento do ser humano, e que a escola possui um 
papel importante do habito da leitura, julgou-se relevante a 
proposta de se trabalhar O CONTO NA EDUCAÇÃO 
INFANTIL.
A ESCOLA 
A escola tem um papel fundamental na formação dos alunos. E isso 
deve ser concretizado em várias áreas de conhecimento, para 
formar cidadãos críticos e construtivos que exerçam plenamente a 
sua cidadania é um objetivo a ser alcançado pelos que estão na 
educação.
Nesse contexto, a leitura deve e precisa fazer parte do ensino-aprendizagem, 
assim como precisamos vencer o desafio de aguçar nos alunos o apego aos 
livros e o prazer pela leitura.
O QUE É LITERATURA INFANTIL? 
O gênero literatura infantil é considerada por 
alguns de origem duvidosa.
Haverá música infantil? Pintura infantil? A partir de que 
ponto uma obra literária deixa de constituir alimento para o 
espírito da criança ou do jovem e se dirige ao espírito do 
adulto? Qual o bom livro para crianças que não seja lido 
com interesse pelo homem feito? Qual o livro de viagens ou 
aventuras, destinado a adultos, que não possa ser dado à 
crianças, desde que vazado em linguagem simples e isento 
de matéria de escândalo? Observados alguns cuidados de 
linguagem e decência, a distinção preconceituosa se desfaz. 
Será a criança um ser à parte? Ou será a literatura infantil 
algo de mutilado, de reduzido, de desvitalizado- porque 
coisa primária, fabricada na persuasão de que a imitação da 
infância é a própria infância?
Costuma-se classificar Literatura Infantil o que para elas se 
escreve. Seria mais acertado, talvez, assim classificar o que 
elas leem com utilidade e prazer.
Como definir literatura infantil? 
Pound afirma que literatura é linguagem carregada de 
significado.
Definições de Literatura Infantil 
a) "Linguagem carregada de significado até o máximo grau 
possível", pois é literatura. 
b) "Dirigida ou não as crianças", por ser irrelevante a origem dos 
livros infantis. 
c) "Mas que respondam as exigências que lhes são próprias": 
todos os autores consultados são unânimes em identificar a 
necessidade de correspondência do livro infantil e o processo de 
desenvolvimento das crianças.
O exemplo dos contos de fadas 
Zilbermann explica que a literatura não pode surgir 
antes da infância, completando que na sociedade 
antiga não havia infância, entendida como "nenhum 
espaço separado do mundo adulto. Portanto a 
literatura infantil só surgiria com a ascensão da 
ideologia burguesa a partir do século XVIII.
Muitos ainda confundem contos de fadas e literatura 
infantil, mas é bem certo que o conto de fadas não está 
restrito a uma certa idade.
A escrita para crianças 
Singer( 1981), cita razões pelas quais escreve para as crianças: 
1- As crianças leem livros, não críticas literárias. Não dão menor 
importância às críticas. 
2- Não leem para encontrar a sua identidade. 
3- Não leem para se eximir de culpas, para reprimir sua sede de rebelião 
ou para se verem livres da alienação. 
4- Não sentem necessidade da Psicologia. 
5- Detestam a Sociologia.
6- Acreditam em Deus, na família, nos anjos, demônios, feiticeiras, 
gnomos, na lógica, na clareza, na pontuação e noutras baboseiras 
semelhantes e obsoletas. 
7- Adoram histórias interessantes e não comentários, roteiros ou notas 
de rodapé. 
8- Quando um livro é enfadonho, bocejam abertamente, sem vergonha 
alguma ou medo dos entendidos. 
9- Não esperam que seu autor predileto venha redimir a humanidade. 
Crianças como são, sabem que o autor não tem esse poder. Só os 
adultos alimentam essas ilusões infantis.
Defeitos da literatura infantil 
Quais seriam as obras que as crianças rejeitariam? A 
literatura não tem função precípua de educar. Se o valor 
moral deve estar sempre presente, devemos ter em conta 
que não são as leituras em geral que proporcionam 
educação moral, mas sim a ação e a vida.
O que se deve evitar nos livros infantis, portanto, é o tom 
moralizador com que se pretende caracterizar a obra, 
aquelas em que sempre "a virtude"é recompensada e o 
vício castigado. As crianças percebem que se trata de falsa 
pintura, que a vida é diferente, e se chateiam. 
Não se educa através da palavra, mas através do exemplo.
Outro defeito é a puerilidade de outro grande 
número de autores. O autor força tudo: linguagem 
carregada de diminutivos, tom adocicado, falsa 
cumplicidade, não só na construção da obra, mas 
no artificialismo das ações e dos diálogos.
E o terceiro pecado capital: o didatismo. É quando mesmo com o 
objetivo de recrear, passam-se lições. Há livros recheados de 
ensinamentos, cansativos, monótonos, disfarçados como recreativos. 
Não confundir com o livro informativo, cujo objetivo principal é 
informar.
FUNÇÕES DA LITERATURA INFANTIL 
A função primeira do livro infantil é a estético-formativa, a educação da 
sensibilidade, pois reúne a beleza da palavra e das imagens.
O essencial é a qualidade de emoção e 
sua ligação verdadeira com a criança.
Há emoções poéticas que, 
presentes ou não no livro 
infantil, são diretamente 
acessíveis a todas as 
crianças. O ideal da 
literatura é deleitar, 
entreter, instruir e educar 
as crianças, e melhor ainda 
se as quatro coisas de uma 
vez. Repetindo: educar, 
instruir e distrair, sendo 
que a mais importante é a 
terceira.
O prazer deve envolver tudo o mais. Se não 
houver arte que produza o prazer, a obra não será 
literária e, sim, didática. A leitura rápida e 
compreensiva do texto é um automatismo a ser 
desenvolvido, também pela literatura. A leitura 
reflexiva, a aquisição do vocabulário, a aquisição 
de conceitos, assim como as preferências, o gosto 
pela leitura, a escolha de valores são adquiridos 
através da literatura. Sendo, portanto, suas 
funções amplas.
Cunha ( 1974), lembra que a literatura infantil influi e 
quer influir em todos os aspectos da educação do aluno. 
Assim, nas três áreas vitais do homem (atividade, 
inteligência e afetividade) em que a educação deve 
promover mudanças de comportamento a literatura 
infantil tem meios de atuar.
O bom livro e critérios para sua escolha 
Não há tabela mágica para essa escolha. Esses critérios 
dependerão muito da experiência, da ideologia, dos 
próprios critérios pessoais, considerando os elementos 
intrínsecos e extrínsecos do livro infantil.
OBRIGADA!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aulaLúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aula
Celismara Seleguin
 
Power point, leitura é...
Power point, leitura é...Power point, leitura é...
Power point, leitura é...
Fan Santos
 
Apresentação eproinf projeto de leitura
Apresentação eproinf  projeto de leituraApresentação eproinf  projeto de leitura
Apresentação eproinf projeto de leitura
veraluciarottini
 
Projeto literatura infantil
Projeto literatura infantilProjeto literatura infantil
Projeto literatura infantil
Shirley Costa
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
Aline_Lune
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
Vanderlita Gomes B Marquetti
 
A importância da leitura na infância
A importância da leitura na infânciaA importância da leitura na infância
A importância da leitura na infância
Marcone Oliveira
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
janainasantosborba
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
SimoneHelenDrumond
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
Jaiza Nobre
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil
Luiza Carvalho
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
Ðouglas Rocha
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
marcia cristina
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
Salomé Rocha
 
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leituraProjeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Amanda Freitas
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a Leitura
Cirlei Santos
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
elienabetete
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
Joana Melazzo
 
Oficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e BrincadeirasOficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e Brincadeiras
Jaklane Abreu
 

Mais procurados (20)

Lúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aulaLúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aula
 
Power point, leitura é...
Power point, leitura é...Power point, leitura é...
Power point, leitura é...
 
Apresentação eproinf projeto de leitura
Apresentação eproinf  projeto de leituraApresentação eproinf  projeto de leitura
Apresentação eproinf projeto de leitura
 
Projeto literatura infantil
Projeto literatura infantilProjeto literatura infantil
Projeto literatura infantil
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
 
A importância da leitura na infância
A importância da leitura na infânciaA importância da leitura na infância
A importância da leitura na infância
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...O lúdico  jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprend...
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
 
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leituraProjeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a Leitura
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
 
Oficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e BrincadeirasOficina Jogos e Brincadeiras
Oficina Jogos e Brincadeiras
 

Destaque

Plano de aula contos infantis
Plano de aula contos infantisPlano de aula contos infantis
Plano de aula contos infantis
aless1974
 
Projeto Contos
Projeto ContosProjeto Contos
Projeto Contos
Ivanete Silva Ferreira
 
Plano de aula pronto
Plano de aula prontoPlano de aula pronto
Plano de aula pronto
Marina Panciarelli
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Cirlei Santos
 
Contos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentaçãoContos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentação
rafaelladiasfernandez
 
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Tatiane Gomes
 
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
Roberta Silva
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
Claudia Val
 
Slide interativo contos de fada
Slide interativo contos de fadaSlide interativo contos de fada
Slide interativo contos de fada
Vaniacalmeida
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
rafaelladiasfernandez
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
CLAUDIA
 
Plano de aula aula 05-06
Plano de aula   aula 05-06Plano de aula   aula 05-06
Plano de aula aula 05-06
Jocélio Lima
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
leao162010
 
Contos de fadas aula final
Contos de fadas   aula finalContos de fadas   aula final
Contos de fadas aula final
Junior Nunes
 
A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...
A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...
A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...
José Augusto
 
Contos de fadas: uma análise educacional
Contos de fadas: uma análise educacionalContos de fadas: uma análise educacional
Contos de fadas: uma análise educacional
Cesar Sinicio
 
Projeto identidade
Projeto identidadeProjeto identidade
Projeto identidade
Graça Sousa
 
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumondComo fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Projeto Leitura- conto de fadas
Projeto Leitura- conto de fadasProjeto Leitura- conto de fadas
Projeto Leitura- conto de fadas
Maria Pacheco Pacheco
 
Projeto contos de fadas
Projeto contos de fadasProjeto contos de fadas
Projeto contos de fadas
Natalia Pinheiro
 

Destaque (20)

Plano de aula contos infantis
Plano de aula contos infantisPlano de aula contos infantis
Plano de aula contos infantis
 
Projeto Contos
Projeto ContosProjeto Contos
Projeto Contos
 
Plano de aula pronto
Plano de aula prontoPlano de aula pronto
Plano de aula pronto
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
 
Contos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentaçãoContos de fadas apresentação
Contos de fadas apresentação
 
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
Apresentação do Projeto:"Eu imagino,reconto e aprendo com os Contos de Fadas."
 
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
Projeto: Identidade através dos Contos Infantis
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
 
Slide interativo contos de fada
Slide interativo contos de fadaSlide interativo contos de fada
Slide interativo contos de fada
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
 
Contos de fadas
Contos de fadasContos de fadas
Contos de fadas
 
Plano de aula aula 05-06
Plano de aula   aula 05-06Plano de aula   aula 05-06
Plano de aula aula 05-06
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
 
Contos de fadas aula final
Contos de fadas   aula finalContos de fadas   aula final
Contos de fadas aula final
 
A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...
A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...
A psicanálise dos Contos de Fadas e importância dos contos na infância e na e...
 
Contos de fadas: uma análise educacional
Contos de fadas: uma análise educacionalContos de fadas: uma análise educacional
Contos de fadas: uma análise educacional
 
Projeto identidade
Projeto identidadeProjeto identidade
Projeto identidade
 
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumondComo fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
 
Projeto Leitura- conto de fadas
Projeto Leitura- conto de fadasProjeto Leitura- conto de fadas
Projeto Leitura- conto de fadas
 
Projeto contos de fadas
Projeto contos de fadasProjeto contos de fadas
Projeto contos de fadas
 

Semelhante a Contos na educação infantil

leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.pptleitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
SoniaMaia18
 
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitoresA literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
marcia cristina da silva souza
 
Livros e Infância
Livros e InfânciaLivros e Infância
Livros e Infância
educadores
 
A literatura infantil na escola
A literatura infantil na escolaA literatura infantil na escola
A literatura infantil na escola
UESPI - PI
 
Slides idalice
Slides   idaliceSlides   idalice
Slides idalice
Idalice Cruz Araujo
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Ana Lúcia Hennemann
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
António Pires
 
Eva edilaine erika
Eva edilaine erikaEva edilaine erika
Eva edilaine erika
Fernando Pissuto
 
Literatura infantil e juvenil aula2
Literatura  infantil e juvenil   aula2Literatura  infantil e juvenil   aula2
Literatura infantil e juvenil aula2
Carla Karinne Oliveira
 
A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve
Dinny Rubini
 
Literatura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativaLiteratura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativa
Ana Paula Cecato
 
Flavia vanuza monica
Flavia vanuza monicaFlavia vanuza monica
Flavia vanuza monica
Fernando Pissuto
 
Trabalho de portuques
Trabalho de portuquesTrabalho de portuques
Trabalho de portuques
Dymas2011
 
Va literatura infantojuvenil aula_01_impressao
Va literatura infantojuvenil aula_01_impressaoVa literatura infantojuvenil aula_01_impressao
Va literatura infantojuvenil aula_01_impressao
Eberson Luz
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
Susanne Messias
 
Tessituras literatura infantil
Tessituras   literatura infantilTessituras   literatura infantil
Tessituras literatura infantil
Ana Paula Cecato
 
A leitura e sua relação
A leitura e sua relaçãoA leitura e sua relação
A leitura e sua relação
Lilian Miranda
 
Artigo11
Artigo11Artigo11
Artigo11
cefaprodematupa
 
Projeto de contação de histórias
Projeto de contação de históriasProjeto de contação de histórias
Projeto de contação de histórias
Amanda Freitas
 

Semelhante a Contos na educação infantil (20)

leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.pptleitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
 
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitoresA literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
 
Livros e Infância
Livros e InfânciaLivros e Infância
Livros e Infância
 
A literatura infantil na escola
A literatura infantil na escolaA literatura infantil na escola
A literatura infantil na escola
 
Slides idalice
Slides   idaliceSlides   idalice
Slides idalice
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
Atv4marcia
 
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
Escrever para crianças e jovens: o quê e porquê?
 
Eva edilaine erika
Eva edilaine erikaEva edilaine erika
Eva edilaine erika
 
Literatura infantil e juvenil aula2
Literatura  infantil e juvenil   aula2Literatura  infantil e juvenil   aula2
Literatura infantil e juvenil aula2
 
A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve
 
Literatura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativaLiteratura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativa
 
Flavia vanuza monica
Flavia vanuza monicaFlavia vanuza monica
Flavia vanuza monica
 
Trabalho de portuques
Trabalho de portuquesTrabalho de portuques
Trabalho de portuques
 
Va literatura infantojuvenil aula_01_impressao
Va literatura infantojuvenil aula_01_impressaoVa literatura infantojuvenil aula_01_impressao
Va literatura infantojuvenil aula_01_impressao
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
 
Tessituras literatura infantil
Tessituras   literatura infantilTessituras   literatura infantil
Tessituras literatura infantil
 
A leitura e sua relação
A leitura e sua relaçãoA leitura e sua relação
A leitura e sua relação
 
Artigo11
Artigo11Artigo11
Artigo11
 
Projeto de contação de histórias
Projeto de contação de históriasProjeto de contação de histórias
Projeto de contação de histórias
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 

Contos na educação infantil

  • 1. Contos na Educação Infantil ROSÂNGELA GONÇALVES
  • 2. Ementa O que é Literatura infantil e suas funções. Efeitos da leitura como hábito. O trabalho dos professores nessa área. Tipologia das histórias infantis. A escolarização da literatura infanto-juvenil. As grandes obras da Literatura.
  • 3. Objetivo Geral Pretende-se, que os professores entendam a importância de envolver as crianças para que desenvolvam o prazer pela leitura, apreciando as histórias, compreendendo seu enredo, identificando personagens, recontando fielmente estas histórias, enriquecendo o vocabulário e assumindo o desafio de tornarem-se contadoras de histórias.
  • 4. Objetivos específicos Envolver os aprendentes na importância da contação de histórias. Recontar as histórias, do modo mais fiel possível; Aprender e apreciar as rimas e músicas pertinentes a cada história; Dramatizar as histórias; Mostrar segurança e autoconfiança ao contar uma história; Identificar personagens e suas características. Aprender a apreciar e cuidar bem dos livros; Escrever histórias a partir de imagens sem escrita.
  • 5. Aulas e Metodologia Expositivas Discutidas Data Show Participação dos alunos
  • 6. Avaliação Criação de histórias a partir de imagens sem textos, desenhadas ou não; Auto-avaliação
  • 7.
  • 8.
  • 9. Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem. Mario Quintana
  • 10. Lê-se para entender e reconhecer, para sonhar viajar na imaginação, por prazer ou curiosidade; lê-se para questionar e até para resolver problemas.
  • 11. O indivíduo que lê participa de forma efetiva na construção e reconstrução da sociedade e de si mesmo, enquanto ser humano e sua totalidade.
  • 12. Na sociedade moderna grande parte das atividades intelectuais e profissionais gira em torno da língua escrita.
  • 13. Vê-se então que quem tem o hábito de ler, vem ao encontro do domínio da habilidade de leitura proficiente garantindo o exercício de cidadania, o acesso aos bens culturais e a inclusão social.
  • 14. A leitura possui um caráter formativo e instrumental, isto é, ela serve para aprimorarmos o nosso desempenho em inúmeras atividades que realizams em nossa vida social, acadêmica e profissional.
  • 15. Através da leitura testamos os nossos valores e experiências com as dos outros.
  • 16. Diante da perspectiva de que a leitura é fundamental no desenvolvimento do ser humano, e que a escola possui um papel importante do habito da leitura, julgou-se relevante a proposta de se trabalhar O CONTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL.
  • 17. A ESCOLA A escola tem um papel fundamental na formação dos alunos. E isso deve ser concretizado em várias áreas de conhecimento, para formar cidadãos críticos e construtivos que exerçam plenamente a sua cidadania é um objetivo a ser alcançado pelos que estão na educação.
  • 18.
  • 19. Nesse contexto, a leitura deve e precisa fazer parte do ensino-aprendizagem, assim como precisamos vencer o desafio de aguçar nos alunos o apego aos livros e o prazer pela leitura.
  • 20. O QUE É LITERATURA INFANTIL? O gênero literatura infantil é considerada por alguns de origem duvidosa.
  • 21. Haverá música infantil? Pintura infantil? A partir de que ponto uma obra literária deixa de constituir alimento para o espírito da criança ou do jovem e se dirige ao espírito do adulto? Qual o bom livro para crianças que não seja lido com interesse pelo homem feito? Qual o livro de viagens ou aventuras, destinado a adultos, que não possa ser dado à crianças, desde que vazado em linguagem simples e isento de matéria de escândalo? Observados alguns cuidados de linguagem e decência, a distinção preconceituosa se desfaz. Será a criança um ser à parte? Ou será a literatura infantil algo de mutilado, de reduzido, de desvitalizado- porque coisa primária, fabricada na persuasão de que a imitação da infância é a própria infância?
  • 22. Costuma-se classificar Literatura Infantil o que para elas se escreve. Seria mais acertado, talvez, assim classificar o que elas leem com utilidade e prazer.
  • 23. Como definir literatura infantil? Pound afirma que literatura é linguagem carregada de significado.
  • 24. Definições de Literatura Infantil a) "Linguagem carregada de significado até o máximo grau possível", pois é literatura. b) "Dirigida ou não as crianças", por ser irrelevante a origem dos livros infantis. c) "Mas que respondam as exigências que lhes são próprias": todos os autores consultados são unânimes em identificar a necessidade de correspondência do livro infantil e o processo de desenvolvimento das crianças.
  • 25. O exemplo dos contos de fadas Zilbermann explica que a literatura não pode surgir antes da infância, completando que na sociedade antiga não havia infância, entendida como "nenhum espaço separado do mundo adulto. Portanto a literatura infantil só surgiria com a ascensão da ideologia burguesa a partir do século XVIII.
  • 26. Muitos ainda confundem contos de fadas e literatura infantil, mas é bem certo que o conto de fadas não está restrito a uma certa idade.
  • 27. A escrita para crianças Singer( 1981), cita razões pelas quais escreve para as crianças: 1- As crianças leem livros, não críticas literárias. Não dão menor importância às críticas. 2- Não leem para encontrar a sua identidade. 3- Não leem para se eximir de culpas, para reprimir sua sede de rebelião ou para se verem livres da alienação. 4- Não sentem necessidade da Psicologia. 5- Detestam a Sociologia.
  • 28. 6- Acreditam em Deus, na família, nos anjos, demônios, feiticeiras, gnomos, na lógica, na clareza, na pontuação e noutras baboseiras semelhantes e obsoletas. 7- Adoram histórias interessantes e não comentários, roteiros ou notas de rodapé. 8- Quando um livro é enfadonho, bocejam abertamente, sem vergonha alguma ou medo dos entendidos. 9- Não esperam que seu autor predileto venha redimir a humanidade. Crianças como são, sabem que o autor não tem esse poder. Só os adultos alimentam essas ilusões infantis.
  • 29. Defeitos da literatura infantil Quais seriam as obras que as crianças rejeitariam? A literatura não tem função precípua de educar. Se o valor moral deve estar sempre presente, devemos ter em conta que não são as leituras em geral que proporcionam educação moral, mas sim a ação e a vida.
  • 30. O que se deve evitar nos livros infantis, portanto, é o tom moralizador com que se pretende caracterizar a obra, aquelas em que sempre "a virtude"é recompensada e o vício castigado. As crianças percebem que se trata de falsa pintura, que a vida é diferente, e se chateiam. Não se educa através da palavra, mas através do exemplo.
  • 31. Outro defeito é a puerilidade de outro grande número de autores. O autor força tudo: linguagem carregada de diminutivos, tom adocicado, falsa cumplicidade, não só na construção da obra, mas no artificialismo das ações e dos diálogos.
  • 32. E o terceiro pecado capital: o didatismo. É quando mesmo com o objetivo de recrear, passam-se lições. Há livros recheados de ensinamentos, cansativos, monótonos, disfarçados como recreativos. Não confundir com o livro informativo, cujo objetivo principal é informar.
  • 33. FUNÇÕES DA LITERATURA INFANTIL A função primeira do livro infantil é a estético-formativa, a educação da sensibilidade, pois reúne a beleza da palavra e das imagens.
  • 34. O essencial é a qualidade de emoção e sua ligação verdadeira com a criança.
  • 35. Há emoções poéticas que, presentes ou não no livro infantil, são diretamente acessíveis a todas as crianças. O ideal da literatura é deleitar, entreter, instruir e educar as crianças, e melhor ainda se as quatro coisas de uma vez. Repetindo: educar, instruir e distrair, sendo que a mais importante é a terceira.
  • 36. O prazer deve envolver tudo o mais. Se não houver arte que produza o prazer, a obra não será literária e, sim, didática. A leitura rápida e compreensiva do texto é um automatismo a ser desenvolvido, também pela literatura. A leitura reflexiva, a aquisição do vocabulário, a aquisição de conceitos, assim como as preferências, o gosto pela leitura, a escolha de valores são adquiridos através da literatura. Sendo, portanto, suas funções amplas.
  • 37. Cunha ( 1974), lembra que a literatura infantil influi e quer influir em todos os aspectos da educação do aluno. Assim, nas três áreas vitais do homem (atividade, inteligência e afetividade) em que a educação deve promover mudanças de comportamento a literatura infantil tem meios de atuar.
  • 38. O bom livro e critérios para sua escolha Não há tabela mágica para essa escolha. Esses critérios dependerão muito da experiência, da ideologia, dos próprios critérios pessoais, considerando os elementos intrínsecos e extrínsecos do livro infantil.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.