SlideShare uma empresa Scribd logo
“Ah, como é importante para a
formação de qualquer criança ouvir
muitas histórias... Escutá-las é o
início da aprendizagem para ser um
leitor, e ser leitor é um caminho
absolutamente infinito de descoberta e
de compreensão de mundo...”
(Abramovich, 1995, p. 16)
LITERATURA INFANTO-JUVENIL:
sábia, divertida, criativa,encantadora!
OS MÚLTIPLOS CAMINHOS A
LITERATURA INFANTO-JUVENIL
O que é?
Quando surgiu?
Para que serve?
Conceito, natureza e função da literatura infanto-juvenil
“Chegamos, finalmente, aos livros de literatura infantil, na verdade, a real
preocupação aqui. Não vou nem tenho a pretensão de definir a literatura,
assunto complicado, cheio de opiniões e teorias, por vezes, antagônicas.
Mesmo assim, é possível fazer certas afirmações. A literatura, por
exemplo e em termos, é uma arte (em oposição à ciência) feita de
palavras; utiliza sempre e sempre o recurso da ficção (senão seria
História, reportagem, biografia etc.); tem motivação estética (ou seja, em
princípio não tem utilidade fora buscar o belo, o poético, o lúdico e o
prazer do leitor); não é, portanto, utilitária (é “inútil” no sentido de que,
objetivamente falando, não serve para nada, nem pretende ensinar nada);
recorre ao discurso poético (quer dizer, preocupa-se com a linguagem em
si, com sua estrutura, seu tom, seu ritmo, sua sonoridade); vincula-se à
voz pessoal, à subjetividade, ao ponto de vista inesperado e particular
sobre a vida e o mundo (note-se que no livro didático a visão pessoal é
substituída pela perspectiva impessoal, enraizada em valores pré-
determinados e consensuais); pode e costuma ser ambígua (ao suscitar
diferentes interpretações); pode brincar com as palavras e até inventá-las
(ou seja, não precisa seguir rigidamente os parâmetros oficiais da
Língua);
Conceito, natureza e função da literatura infanto-juvenil
tem a ver, por exemplo, com conceitos como a aventura, o
romance, o suspense, a tragédia (na literatura infantil: Seis vezes
Lucas de Lygia Bojunga ou Dias difíceis de Fanny Abramovich), a
comédia etc. A literatura costuma tratar de assuntos, subjetivos
por princípio, sobre os quais não tem cabimento dar aula: a
paixão, a morte, a busca do auto-conhecimento, a amizade, a
alegria, os afetos, as perdas, o desconhecido, o imensurável (o
gosto, o prazer, o amor, a beleza etc.), a busca da felicidade, a
astúcia, o ardil, os sonhos, a dupla existência da verdade, a
relatividade das coisas, a injustiça, o interesse pessoal versus o
coletivo, o livre arbítrio, a passagem inexorável do tempo, o
paradoxal, o conflito entre o velho e o novo etc. Na verdade, ela
pode falar de qualquer tema, todos os abordados pelos
paradidáticos por exemplo, desde que o mesmo seja visto pelo
ângulo da ficção, da subjetividade e da poesia.”
(AZEVEDO, Ricardo. Livros para crianças e literatura infantil: convergências e
dissonâncias. In.: http://www.ricardoazevedo.com.br/Artigo01.htm)
Quando surgiu?
 Na antiguidade;
 A origem está na
tradição oral;
 Surgiu da necessidade
que o ser humano tem
de compartilhar suas
experiências;
 O surgimento está
diretamente relacionado
às fábulas;
 Historicamente, o
início da literatura
infantil se dá em fins do
século XVII, quando
Charles Perrrault publica
a obra “Contos da
Mamãe Gansa”.
Apresentação literatura infanto juvenil turma
Apresentação literatura infanto juvenil turma

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atps -literatura_infantil
Atps  -literatura_infantilAtps  -literatura_infantil
Atps -literatura_infantil
mkbariotto
 
Viagem encantada através da leitura
Viagem encantada através da leituraViagem encantada através da leitura
Viagem encantada através da leitura
Regina Muniz
 
A literatura Infantil na Revista do Globo
A literatura Infantil na Revista do GloboA literatura Infantil na Revista do Globo
A literatura Infantil na Revista do Globo
+ Aloisio Magalhães
 
Literatura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativaLiteratura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativa
Ana Paula Cecato
 
A importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantilA importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantil
Keilita Igor Fabrine
 
Literatura infantil Adriano
Literatura infantil AdrianoLiteratura infantil Adriano
Literatura infantil Adriano
Adriano De Campos
 
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitoresA literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
marcia cristina da silva souza
 
Literatura infantil e juvenil aula2
Literatura  infantil e juvenil   aula2Literatura  infantil e juvenil   aula2
Literatura infantil e juvenil aula2
Carla Karinne Oliveira
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
Susanne Messias
 
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leituraProjeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Amanda Freitas
 
Percurso lit infanto
Percurso lit infantoPercurso lit infanto
Percurso lit infanto
Eneida da Rosa
 
[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca
[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca
[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca
Ariane Mafra
 
A importância da literatura
A importância da literaturaA importância da literatura
A importância da literatura
Thais Bueno
 
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLALiteratura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Magno Oliveira
 
Quem conta um conto aumenta um ponto
Quem conta um conto aumenta um pontoQuem conta um conto aumenta um ponto
Quem conta um conto aumenta um ponto
raimundapequeno
 
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
Universidade Federal de Roraima
 
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Letícia Cristina
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
Joana Melazzo
 
Tessituras literatura infantil
Tessituras   literatura infantilTessituras   literatura infantil
Tessituras literatura infantil
Ana Paula Cecato
 
Tessituras 2011
Tessituras 2011Tessituras 2011
Tessituras 2011
Ana Paula Cecato
 

Mais procurados (20)

Atps -literatura_infantil
Atps  -literatura_infantilAtps  -literatura_infantil
Atps -literatura_infantil
 
Viagem encantada através da leitura
Viagem encantada através da leituraViagem encantada através da leitura
Viagem encantada através da leitura
 
A literatura Infantil na Revista do Globo
A literatura Infantil na Revista do GloboA literatura Infantil na Revista do Globo
A literatura Infantil na Revista do Globo
 
Literatura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativaLiteratura infantil.narrativa
Literatura infantil.narrativa
 
A importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantilA importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantil
 
Literatura infantil Adriano
Literatura infantil AdrianoLiteratura infantil Adriano
Literatura infantil Adriano
 
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitoresA literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
 
Literatura infantil e juvenil aula2
Literatura  infantil e juvenil   aula2Literatura  infantil e juvenil   aula2
Literatura infantil e juvenil aula2
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
 
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leituraProjeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
 
Percurso lit infanto
Percurso lit infantoPercurso lit infanto
Percurso lit infanto
 
[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca
[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca
[Livrosparatodos.net].maria.jose.palo.literatura.infantil.voz.de.crianca
 
A importância da literatura
A importância da literaturaA importância da literatura
A importância da literatura
 
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLALiteratura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
 
Quem conta um conto aumenta um ponto
Quem conta um conto aumenta um pontoQuem conta um conto aumenta um ponto
Quem conta um conto aumenta um ponto
 
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
 
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
 
Tessituras literatura infantil
Tessituras   literatura infantilTessituras   literatura infantil
Tessituras literatura infantil
 
Tessituras 2011
Tessituras 2011Tessituras 2011
Tessituras 2011
 

Destaque

Alfa.letramento
Alfa.letramentoAlfa.letramento
Alfa.letramento
Norma Almeida
 
Alfabetizacao e letramento
Alfabetizacao e letramentoAlfabetizacao e letramento
Alfabetizacao e letramento
Sueli Amorim Santana
 
Expressões Regulares: Teoria e Prática
Expressões Regulares: Teoria e PráticaExpressões Regulares: Teoria e Prática
Expressões Regulares: Teoria e Prática
Luiz Augusto Macêdo Morais
 
Alfabetização e letramento na prática
Alfabetização e letramento na práticaAlfabetização e letramento na prática
Alfabetização e letramento na prática
Josilene Freitas
 
Jogo de alfabetização
Jogo de alfabetizaçãoJogo de alfabetização
Jogo de alfabetização
Prefeitura municipal Ibaté
 
Concepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacaoConcepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacao
angelafreire
 
CONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO
CONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃOCONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO
CONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO
Julhinha Camara
 
Concepções de Alfabetização - PNAIC
Concepções de Alfabetização - PNAICConcepções de Alfabetização - PNAIC
Concepções de Alfabetização - PNAIC
Vera Marlize Schröer
 
Profª Graça:Alfabetização e Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014
Profª Graça:Alfabetização  e  Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014Profª Graça:Alfabetização  e  Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014
Profª Graça:Alfabetização e Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014
Graça Sousa
 
Apresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramentoApresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramento
Vivi Veloso
 
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramentoConcepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
zetesousa
 
Métodos de alfabetização
Métodos de alfabetizaçãoMétodos de alfabetização
Métodos de alfabetização
Dayane Hofmann
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
Elizabet Tramontin Silveira Camargo
 
Caderno de-jogos
Caderno de-jogosCaderno de-jogos
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
PamelaAschoff
 
AlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E LetramentoAlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E Letramento
henriqueocarvalho
 

Destaque (16)

Alfa.letramento
Alfa.letramentoAlfa.letramento
Alfa.letramento
 
Alfabetizacao e letramento
Alfabetizacao e letramentoAlfabetizacao e letramento
Alfabetizacao e letramento
 
Expressões Regulares: Teoria e Prática
Expressões Regulares: Teoria e PráticaExpressões Regulares: Teoria e Prática
Expressões Regulares: Teoria e Prática
 
Alfabetização e letramento na prática
Alfabetização e letramento na práticaAlfabetização e letramento na prática
Alfabetização e letramento na prática
 
Jogo de alfabetização
Jogo de alfabetizaçãoJogo de alfabetização
Jogo de alfabetização
 
Concepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacaoConcepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacao
 
CONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO
CONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃOCONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO
CONCEPÇÕES DE ALFABETIZAÇÃO: O QUE ENSINAR NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO
 
Concepções de Alfabetização - PNAIC
Concepções de Alfabetização - PNAICConcepções de Alfabetização - PNAIC
Concepções de Alfabetização - PNAIC
 
Profª Graça:Alfabetização e Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014
Profª Graça:Alfabetização  e  Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014Profª Graça:Alfabetização  e  Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014
Profª Graça:Alfabetização e Linguagem -3º Encontro-Pnaic 2014
 
Apresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramentoApresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramento
 
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramentoConcepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
 
Métodos de alfabetização
Métodos de alfabetizaçãoMétodos de alfabetização
Métodos de alfabetização
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Caderno de-jogos
Caderno de-jogosCaderno de-jogos
Caderno de-jogos
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
 
AlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E LetramentoAlfabetizaçãO E Letramento
AlfabetizaçãO E Letramento
 

Semelhante a Apresentação literatura infanto juvenil turma

85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)
Gisele Parra
 
A magia de contar histórias
A magia de contar históriasA magia de contar histórias
A magia de contar histórias
Pedro da Silva
 
A magia de contar histórias
A magia de contar históriasA magia de contar histórias
A magia de contar histórias
Rossita Figueira
 
Atps lite (2)
Atps lite (2)Atps lite (2)
Atps lite (2)
Hosana Souza
 
Lit Infant 2a Aula
Lit Infant  2a AulaLit Infant  2a Aula
Lit Infant 2a Aula
guestdef931
 
Cyro na feira do livro de itapé
Cyro na feira do livro de itapéCyro na feira do livro de itapé
Cyro na feira do livro de itapé
Roberto Rabat Chame
 
Era uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitor
Era uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitorEra uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitor
Era uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitor
Marilia Pires
 
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Rizia Freire
 
livro infantil
livro infantillivro infantil
livro infantil
Adila Trubat
 
Da crítica e da seleção de livros para crianças e jovens
Da crítica e da seleção de livros para crianças e jovensDa crítica e da seleção de livros para crianças e jovens
Da crítica e da seleção de livros para crianças e jovens
leandronegreiros2004
 
Ilca vieira-de-oliveira unimontes
Ilca vieira-de-oliveira unimontesIlca vieira-de-oliveira unimontes
Ilca vieira-de-oliveira unimontes
Rafaella Portilho
 
Livros sobre consciência negra
Livros sobre consciência negraLivros sobre consciência negra
Livros sobre consciência negra
GRUPO ESCOTEIRO JOÃO OSCALINO
 
SobreCultura_CH325_Entrevista
SobreCultura_CH325_EntrevistaSobreCultura_CH325_Entrevista
SobreCultura_CH325_Entrevista
Alicia Ivanissevich
 
GêNeros LiteráRios
GêNeros LiteráRiosGêNeros LiteráRios
GêNeros LiteráRios
hsjval
 
Sylvia orthof slide
Sylvia orthof slideSylvia orthof slide
Sylvia orthof slide
Lídia Rosenhein
 
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolarLeitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Ana Paula Cecato
 
Apresentação power point aula universidade das quebradas
Apresentação power point aula universidade das quebradasApresentação power point aula universidade das quebradas
Apresentação power point aula universidade das quebradas
Universidade das Quebradas
 
A natureza da literatura infantil
A natureza da literatura infantilA natureza da literatura infantil
A natureza da literatura infantil
Rosemary Batista
 
Literatura,desejo e fantasia
Literatura,desejo e fantasiaLiteratura,desejo e fantasia
Literatura,desejo e fantasia
Espaco_Pedagogia
 
Literatura infantil uma
Literatura infantil umaLiteratura infantil uma
Literatura infantil uma
WILFRIDO VIVEROS
 

Semelhante a Apresentação literatura infanto juvenil turma (20)

85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)85 16-05169-2 (1)
85 16-05169-2 (1)
 
A magia de contar histórias
A magia de contar históriasA magia de contar histórias
A magia de contar histórias
 
A magia de contar histórias
A magia de contar históriasA magia de contar histórias
A magia de contar histórias
 
Atps lite (2)
Atps lite (2)Atps lite (2)
Atps lite (2)
 
Lit Infant 2a Aula
Lit Infant  2a AulaLit Infant  2a Aula
Lit Infant 2a Aula
 
Cyro na feira do livro de itapé
Cyro na feira do livro de itapéCyro na feira do livro de itapé
Cyro na feira do livro de itapé
 
Era uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitor
Era uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitorEra uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitor
Era uma vez: a contribuição dos contos de fadas para a formação do leitor
 
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
Minicurso ENAPE UEG "Literatura infantil e a arte de contar histórias"
 
livro infantil
livro infantillivro infantil
livro infantil
 
Da crítica e da seleção de livros para crianças e jovens
Da crítica e da seleção de livros para crianças e jovensDa crítica e da seleção de livros para crianças e jovens
Da crítica e da seleção de livros para crianças e jovens
 
Ilca vieira-de-oliveira unimontes
Ilca vieira-de-oliveira unimontesIlca vieira-de-oliveira unimontes
Ilca vieira-de-oliveira unimontes
 
Livros sobre consciência negra
Livros sobre consciência negraLivros sobre consciência negra
Livros sobre consciência negra
 
SobreCultura_CH325_Entrevista
SobreCultura_CH325_EntrevistaSobreCultura_CH325_Entrevista
SobreCultura_CH325_Entrevista
 
GêNeros LiteráRios
GêNeros LiteráRiosGêNeros LiteráRios
GêNeros LiteráRios
 
Sylvia orthof slide
Sylvia orthof slideSylvia orthof slide
Sylvia orthof slide
 
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolarLeitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
Leitura e conhecimento no espaço da biblioteca escolar
 
Apresentação power point aula universidade das quebradas
Apresentação power point aula universidade das quebradasApresentação power point aula universidade das quebradas
Apresentação power point aula universidade das quebradas
 
A natureza da literatura infantil
A natureza da literatura infantilA natureza da literatura infantil
A natureza da literatura infantil
 
Literatura,desejo e fantasia
Literatura,desejo e fantasiaLiteratura,desejo e fantasia
Literatura,desejo e fantasia
 
Literatura infantil uma
Literatura infantil umaLiteratura infantil uma
Literatura infantil uma
 

Último

CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 

Apresentação literatura infanto juvenil turma

  • 1. “Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão de mundo...” (Abramovich, 1995, p. 16) LITERATURA INFANTO-JUVENIL: sábia, divertida, criativa,encantadora!
  • 2. OS MÚLTIPLOS CAMINHOS A LITERATURA INFANTO-JUVENIL O que é? Quando surgiu? Para que serve?
  • 3. Conceito, natureza e função da literatura infanto-juvenil “Chegamos, finalmente, aos livros de literatura infantil, na verdade, a real preocupação aqui. Não vou nem tenho a pretensão de definir a literatura, assunto complicado, cheio de opiniões e teorias, por vezes, antagônicas. Mesmo assim, é possível fazer certas afirmações. A literatura, por exemplo e em termos, é uma arte (em oposição à ciência) feita de palavras; utiliza sempre e sempre o recurso da ficção (senão seria História, reportagem, biografia etc.); tem motivação estética (ou seja, em princípio não tem utilidade fora buscar o belo, o poético, o lúdico e o prazer do leitor); não é, portanto, utilitária (é “inútil” no sentido de que, objetivamente falando, não serve para nada, nem pretende ensinar nada); recorre ao discurso poético (quer dizer, preocupa-se com a linguagem em si, com sua estrutura, seu tom, seu ritmo, sua sonoridade); vincula-se à voz pessoal, à subjetividade, ao ponto de vista inesperado e particular sobre a vida e o mundo (note-se que no livro didático a visão pessoal é substituída pela perspectiva impessoal, enraizada em valores pré- determinados e consensuais); pode e costuma ser ambígua (ao suscitar diferentes interpretações); pode brincar com as palavras e até inventá-las (ou seja, não precisa seguir rigidamente os parâmetros oficiais da Língua);
  • 4. Conceito, natureza e função da literatura infanto-juvenil tem a ver, por exemplo, com conceitos como a aventura, o romance, o suspense, a tragédia (na literatura infantil: Seis vezes Lucas de Lygia Bojunga ou Dias difíceis de Fanny Abramovich), a comédia etc. A literatura costuma tratar de assuntos, subjetivos por princípio, sobre os quais não tem cabimento dar aula: a paixão, a morte, a busca do auto-conhecimento, a amizade, a alegria, os afetos, as perdas, o desconhecido, o imensurável (o gosto, o prazer, o amor, a beleza etc.), a busca da felicidade, a astúcia, o ardil, os sonhos, a dupla existência da verdade, a relatividade das coisas, a injustiça, o interesse pessoal versus o coletivo, o livre arbítrio, a passagem inexorável do tempo, o paradoxal, o conflito entre o velho e o novo etc. Na verdade, ela pode falar de qualquer tema, todos os abordados pelos paradidáticos por exemplo, desde que o mesmo seja visto pelo ângulo da ficção, da subjetividade e da poesia.” (AZEVEDO, Ricardo. Livros para crianças e literatura infantil: convergências e dissonâncias. In.: http://www.ricardoazevedo.com.br/Artigo01.htm)
  • 5. Quando surgiu?  Na antiguidade;  A origem está na tradição oral;  Surgiu da necessidade que o ser humano tem de compartilhar suas experiências;  O surgimento está diretamente relacionado às fábulas;  Historicamente, o início da literatura infantil se dá em fins do século XVII, quando Charles Perrrault publica a obra “Contos da Mamãe Gansa”.