SlideShare uma empresa Scribd logo
O que é uma relexão crítica? Como se faz uma reflexão crítica?
Caixa de Ferramentas
Esta ficha pode ser usada em todos os módulos
(Modelo A)
Uma reflexão crítica é um texto em que se faz a análise de um documento, experiência ou situação,
com o objetivo de retirar daí um conjunto de ensinamentos que possam enriquecer os conhecimentos
do autor da reflexão e dos seus leitores.
Não se trata de procurar os pontos negativos do que se pretende analisar, mas encontrar aí ideias
(problemas, conceitos teses, argumentos, factos) que possam ser explorados de forma autónoma e
coerente.
O autor da reflexão deve dar a sua opinião sobre os elementos sujeitos a análise, com vista a mostrar
qual o seu ponto de vista sobre esses elementos, procurando questionar-se sobre os temas mais
importantes para conseguir explicitar o seu pensamento sobre o objecto da sua reflexão crítica.
Assim, a reflexão crítica pode ter a seguinte estrutura:
1. Introdução: breve apresentação daquilo que é objeto da reflexão crítica (filme, livro,
acontecimento, etc.). Deve ficar explícito o tema central (e/ou problema central) do
objeto de reflexão. E deve ser feita uma descrição breve do mesmo.
2. Análise dos conceitos que estão presentes no objeto da reflexão. Esses conceitos
devem ser definidos, se possível com recurso a dicionários.
3. Problematização: devem levantar-se questões sobre os conceitos e a forma como eles
são apresentados.
4. Argumentação: deve responder-se às questões tendo em conta os dados recolhidos
pela análise do objeto da reflexão (o filme), bem como a opinião do autor da reflexão,
fundamentada com argumentos coerentes.
5. Conclusão: síntese final do pensamento desenvolvido nos pontos 3 e 4.
____________________	
  
(Modelo B)
Como Elaborar uma Reflexão – caminho alternativo (centrado na aplicação dos conhecimentos adquiridos na vida
pessoal e profissional):
Ao elaborar uma reflexão, terá que começar por falar de uma forma resumida sobre o tema geral da reflexão (presente no
objeto da análise).
De seguida deverá dizer o que aprendeu com a análise do objeto de reflexão.
O passo seguinte será de explicar como esses novos conhecimentos e aprendizagens o influenciaram e permitem modificar a
sua vida, dando exemplos do quotidiano. (Qual a sua utilidade?).
Deve seguir uma sequência lógica, apresentando as ideias de forma clara e articulando-as criando argumentos
coerentes. Pode optar-se por fazer questões cuja resposta ajudará a sistematizar a argumentação:
• Como é que este facto / acontecimento/ documento poderá alterar (ou alterou) a minha vida?
• O que aprendi com esta experiência?
• O que deixarei de fazer (ou deixei) de fazer por ter tido esta experiência?
• Que importância poderá ter este facto / aprendizagem na minha formação a nível pessoal e profissional?
• Que relação poderá ter esta experiência / descoberta com o que amanhã poderei ser enquanto profissional /
pessoa?
	
  

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
Helena Coutinho
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Raquel Antunes
 
Conectores discurso
Conectores discursoConectores discurso
Conectores discurso
sofiax
 
Conectores
ConectoresConectores
Conectores
lauraneves
 
Texto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaTexto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação Crítica
Vanda Sousa
 
Pronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbalPronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbal
gracacruz
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
gifamiliar
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Cláudia Cardoso
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Gijasilvelitz 2
 
ReflexãO Individual Ana Santos
ReflexãO Individual   Ana SantosReflexãO Individual   Ana Santos
ReflexãO Individual Ana Santos
AnaSAnaO
 
Redação- texto expositivo
Redação- texto expositivoRedação- texto expositivo
Redação- texto expositivo
Jaicinha
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Susana Sobrenome
 
Conetores
ConetoresConetores
Conetores
Sandrina Azoia
 
A Crónica - Ficha de trabalho
A Crónica - Ficha de trabalhoA Crónica - Ficha de trabalho
Sílabas Métricas
Sílabas MétricasSílabas Métricas
Sílabas Métricas
713773
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
713773
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
Lurdes Augusto
 
Canto viii 96_99
Canto viii 96_99Canto viii 96_99
Canto viii 96_99
Maria Teresa Soveral
 
Realismo x Romantismo
Realismo x RomantismoRealismo x Romantismo
Realismo x Romantismo
Amanda Rodrigues
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
Rui Matos
 

Mais procurados (20)

Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
 
Conectores discurso
Conectores discursoConectores discurso
Conectores discurso
 
Conectores
ConectoresConectores
Conectores
 
Texto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação CríticaTexto de Apreciação Crítica
Texto de Apreciação Crítica
 
Pronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbalPronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbal
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
ReflexãO Individual Ana Santos
ReflexãO Individual   Ana SantosReflexãO Individual   Ana Santos
ReflexãO Individual Ana Santos
 
Redação- texto expositivo
Redação- texto expositivoRedação- texto expositivo
Redação- texto expositivo
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Conetores
ConetoresConetores
Conetores
 
A Crónica - Ficha de trabalho
A Crónica - Ficha de trabalhoA Crónica - Ficha de trabalho
A Crónica - Ficha de trabalho
 
Sílabas Métricas
Sílabas MétricasSílabas Métricas
Sílabas Métricas
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Canto viii 96_99
Canto viii 96_99Canto viii 96_99
Canto viii 96_99
 
Realismo x Romantismo
Realismo x RomantismoRealismo x Romantismo
Realismo x Romantismo
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
 

Semelhante a como se faz uma reflexão crítica.pdf

Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisaRoteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
joseney nonato de souuza
 
Como elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografiaComo elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografia
Hotoniones da Silva
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisa  Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
Professor de Química
 
PTCC - Metodologia
PTCC -  MetodologiaPTCC -  Metodologia
PTCC - Metodologia
alemartins10
 
Metodologia do Trabalho cientifico
Metodologia do Trabalho cientificoMetodologia do Trabalho cientifico
Metodologia do Trabalho cientifico
renatacopi
 
Roteiro para elaborar monografias
Roteiro para elaborar monografiasRoteiro para elaborar monografias
Roteiro para elaborar monografias
64wilsonvalle
 
Como Publicar Um Artigo Numa Revista Cientifica
Como Publicar Um Artigo Numa Revista CientificaComo Publicar Um Artigo Numa Revista Cientifica
Como Publicar Um Artigo Numa Revista Cientifica
Carlos Lopes
 
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaPrograma institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Cidinha Santos
 
Relatório de pesquisa
Relatório de pesquisaRelatório de pesquisa
Relatório de pesquisa
Élica Dias
 
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa RossinholiMetodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
ETEC Monsenhor Antonio Magliano
 
Breve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografiaBreve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografia
Wilson Valle
 
aula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxaula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptx
Zoraide6
 
A construção do projeto de pesquisa, metodologias
A construção do projeto de pesquisa, metodologiasA construção do projeto de pesquisa, metodologias
A construção do projeto de pesquisa, metodologias
Leticia Xavier
 
A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?
A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?
A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?
Rosane Domingues
 
Como fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatórioComo fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatório
Lucila Pesce
 
PROJETO DE P
PROJETO DE PPROJETO DE P
PROJETO DE P
Cristiano Gomes Lopes
 
Comunicacao científica
Comunicacao científicaComunicacao científica
Comunicacao científica
Renato Vicente
 
Manual de projetos científicos
Manual de projetos científicosManual de projetos científicos
Manual de projetos científicos
Leonilto Manoel da Cruz
 
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxdSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
FSCCarvalho
 
Expec 2012
Expec 2012Expec 2012

Semelhante a como se faz uma reflexão crítica.pdf (20)

Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisaRoteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
Roteiro elaboracao-projeto-de-pesquisa
 
Como elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografiaComo elaborar um projeto de monografia
Como elaborar um projeto de monografia
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisa  Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
 
PTCC - Metodologia
PTCC -  MetodologiaPTCC -  Metodologia
PTCC - Metodologia
 
Metodologia do Trabalho cientifico
Metodologia do Trabalho cientificoMetodologia do Trabalho cientifico
Metodologia do Trabalho cientifico
 
Roteiro para elaborar monografias
Roteiro para elaborar monografiasRoteiro para elaborar monografias
Roteiro para elaborar monografias
 
Como Publicar Um Artigo Numa Revista Cientifica
Como Publicar Um Artigo Numa Revista CientificaComo Publicar Um Artigo Numa Revista Cientifica
Como Publicar Um Artigo Numa Revista Cientifica
 
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaPrograma institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
 
Relatório de pesquisa
Relatório de pesquisaRelatório de pesquisa
Relatório de pesquisa
 
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa RossinholiMetodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
Metodologia de Pesquisa- Aula 1 - Marisa Rossinholi
 
Breve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografiaBreve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografia
 
aula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxaula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptx
 
A construção do projeto de pesquisa, metodologias
A construção do projeto de pesquisa, metodologiasA construção do projeto de pesquisa, metodologias
A construção do projeto de pesquisa, metodologias
 
A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?
A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?
A construção do projeto de pesquisa- COMO FAZER?
 
Como fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatórioComo fazer projeto de pesquisa e relatório
Como fazer projeto de pesquisa e relatório
 
PROJETO DE P
PROJETO DE PPROJETO DE P
PROJETO DE P
 
Comunicacao científica
Comunicacao científicaComunicacao científica
Comunicacao científica
 
Manual de projetos científicos
Manual de projetos científicosManual de projetos científicos
Manual de projetos científicos
 
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxdSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
 
Expec 2012
Expec 2012Expec 2012
Expec 2012
 

Mais de Beacarol

2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf
2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf
2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf
Beacarol
 
2164299.pdf_file- reclamações.pdf
2164299.pdf_file- reclamações.pdf2164299.pdf_file- reclamações.pdf
2164299.pdf_file- reclamações.pdf
Beacarol
 
UE_funcionamento.pdf
UE_funcionamento.pdfUE_funcionamento.pdf
UE_funcionamento.pdf
Beacarol
 
referencial_dimensao_europeia.pdf
referencial_dimensao_europeia.pdfreferencial_dimensao_europeia.pdf
referencial_dimensao_europeia.pdf
Beacarol
 
paises_da_ue.pdf
paises_da_ue.pdfpaises_da_ue.pdf
paises_da_ue.pdf
Beacarol
 
ficamos todos a ganhar.pdf
ficamos todos a ganhar.pdfficamos todos a ganhar.pdf
ficamos todos a ganhar.pdf
Beacarol
 
Europa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdf
Europa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdfEuropa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdf
Europa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdf
Beacarol
 
Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...
Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...
Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...
Beacarol
 
mapas_conceptuais.pdf
mapas_conceptuais.pdfmapas_conceptuais.pdf
mapas_conceptuais.pdf
Beacarol
 
O que é um problema.pdf
O que é um problema.pdfO que é um problema.pdf
O que é um problema.pdf
Beacarol
 
E-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdf
E-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdfE-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdf
E-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdf
Beacarol
 
CadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdf
CadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdfCadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdf
CadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdf
Beacarol
 
AF_CIG_FactSheet.pdf
AF_CIG_FactSheet.pdfAF_CIG_FactSheet.pdf
AF_CIG_FactSheet.pdf
Beacarol
 
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
Beacarol
 
25mais1.pdf
25mais1.pdf25mais1.pdf
25mais1.pdf
Beacarol
 
Manual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.doc
Manual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.docManual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.doc
Manual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.doc
Beacarol
 
Quiz_sobre_discriminacao.ppt
Quiz_sobre_discriminacao.pptQuiz_sobre_discriminacao.ppt
Quiz_sobre_discriminacao.ppt
Beacarol
 
4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf
4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf
4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf
Beacarol
 
publ_bullying_nao_.pdf
publ_bullying_nao_.pdfpubl_bullying_nao_.pdf
publ_bullying_nao_.pdf
Beacarol
 
05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf
05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf
05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf
Beacarol
 

Mais de Beacarol (20)

2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf
2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf
2253075.pdf - 7844- gestão de equipas.pdf
 
2164299.pdf_file- reclamações.pdf
2164299.pdf_file- reclamações.pdf2164299.pdf_file- reclamações.pdf
2164299.pdf_file- reclamações.pdf
 
UE_funcionamento.pdf
UE_funcionamento.pdfUE_funcionamento.pdf
UE_funcionamento.pdf
 
referencial_dimensao_europeia.pdf
referencial_dimensao_europeia.pdfreferencial_dimensao_europeia.pdf
referencial_dimensao_europeia.pdf
 
paises_da_ue.pdf
paises_da_ue.pdfpaises_da_ue.pdf
paises_da_ue.pdf
 
ficamos todos a ganhar.pdf
ficamos todos a ganhar.pdfficamos todos a ganhar.pdf
ficamos todos a ganhar.pdf
 
Europa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdf
Europa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdfEuropa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdf
Europa_revista_do_conhecimento_para_jovens.pdf
 
Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...
Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...
Manual TV ufcd 0388 - Prospeção comercial, preparação e planeamento da venda ...
 
mapas_conceptuais.pdf
mapas_conceptuais.pdfmapas_conceptuais.pdf
mapas_conceptuais.pdf
 
O que é um problema.pdf
O que é um problema.pdfO que é um problema.pdf
O que é um problema.pdf
 
E-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdf
E-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdfE-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdf
E-BOOK_SUSTENTABILIDADE.pdf
 
CadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdf
CadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdfCadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdf
CadernoPresseSecundario_conhecimentoValorizacaoCorpo.pdf
 
AF_CIG_FactSheet.pdf
AF_CIG_FactSheet.pdfAF_CIG_FactSheet.pdf
AF_CIG_FactSheet.pdf
 
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
4_3ciclo_contra_a_corrupcao.pdf
 
25mais1.pdf
25mais1.pdf25mais1.pdf
25mais1.pdf
 
Manual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.doc
Manual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.docManual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.doc
Manual_TMK_ufcd_0429- Serviços – princípios básicos.doc
 
Quiz_sobre_discriminacao.ppt
Quiz_sobre_discriminacao.pptQuiz_sobre_discriminacao.ppt
Quiz_sobre_discriminacao.ppt
 
4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf
4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf
4_-_Atividade_A_relacao_entre_os_problemas_globais_11-18.pdf
 
publ_bullying_nao_.pdf
publ_bullying_nao_.pdfpubl_bullying_nao_.pdf
publ_bullying_nao_.pdf
 
05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf
05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf
05032018120243artigo_o_processo_de_vendas.pdf
 

Último

Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 

como se faz uma reflexão crítica.pdf

  • 1. O que é uma relexão crítica? Como se faz uma reflexão crítica? Caixa de Ferramentas Esta ficha pode ser usada em todos os módulos (Modelo A) Uma reflexão crítica é um texto em que se faz a análise de um documento, experiência ou situação, com o objetivo de retirar daí um conjunto de ensinamentos que possam enriquecer os conhecimentos do autor da reflexão e dos seus leitores. Não se trata de procurar os pontos negativos do que se pretende analisar, mas encontrar aí ideias (problemas, conceitos teses, argumentos, factos) que possam ser explorados de forma autónoma e coerente. O autor da reflexão deve dar a sua opinião sobre os elementos sujeitos a análise, com vista a mostrar qual o seu ponto de vista sobre esses elementos, procurando questionar-se sobre os temas mais importantes para conseguir explicitar o seu pensamento sobre o objecto da sua reflexão crítica. Assim, a reflexão crítica pode ter a seguinte estrutura: 1. Introdução: breve apresentação daquilo que é objeto da reflexão crítica (filme, livro, acontecimento, etc.). Deve ficar explícito o tema central (e/ou problema central) do objeto de reflexão. E deve ser feita uma descrição breve do mesmo. 2. Análise dos conceitos que estão presentes no objeto da reflexão. Esses conceitos devem ser definidos, se possível com recurso a dicionários. 3. Problematização: devem levantar-se questões sobre os conceitos e a forma como eles são apresentados. 4. Argumentação: deve responder-se às questões tendo em conta os dados recolhidos pela análise do objeto da reflexão (o filme), bem como a opinião do autor da reflexão, fundamentada com argumentos coerentes. 5. Conclusão: síntese final do pensamento desenvolvido nos pontos 3 e 4. ____________________   (Modelo B) Como Elaborar uma Reflexão – caminho alternativo (centrado na aplicação dos conhecimentos adquiridos na vida pessoal e profissional): Ao elaborar uma reflexão, terá que começar por falar de uma forma resumida sobre o tema geral da reflexão (presente no objeto da análise). De seguida deverá dizer o que aprendeu com a análise do objeto de reflexão. O passo seguinte será de explicar como esses novos conhecimentos e aprendizagens o influenciaram e permitem modificar a sua vida, dando exemplos do quotidiano. (Qual a sua utilidade?). Deve seguir uma sequência lógica, apresentando as ideias de forma clara e articulando-as criando argumentos coerentes. Pode optar-se por fazer questões cuja resposta ajudará a sistematizar a argumentação: • Como é que este facto / acontecimento/ documento poderá alterar (ou alterou) a minha vida? • O que aprendi com esta experiência? • O que deixarei de fazer (ou deixei) de fazer por ter tido esta experiência? • Que importância poderá ter este facto / aprendizagem na minha formação a nível pessoal e profissional? • Que relação poderá ter esta experiência / descoberta com o que amanhã poderei ser enquanto profissional / pessoa?