SlideShare uma empresa Scribd logo
Sedi Hirano
Sedi Hirano
 Graduado em Ciências Sociais pela
Universidade de São Paulo (1964).
 Mestrado em Sociologia pela
Universidade de São Paulo (1972).
 Doutorado em Sociologia pela
Universidade de São Paulo (1987).
 Diretor da Faculdade de Filosofia,
Letras e Ciências Humanas (2002-
2005) e Pró-reitor de Cultura e
Extensão (2005-2007) da
Universidade de São Paulo.
 Professor emérito da Universidade de
São Paulo (2010).
 Foi professor titular visitante do
Departamento de Estudos Brasileiros
da Universidade de Tenri, Japão
(1995-1997).
- Livro: Castas, Estamentos e
Classes Sociais.
- Autor(es): Sedi Hirano.
- Editora: Editora Unicamp
- Ano: 2002
- N.º Páginas: 215
 Este livro é um instrumento de iniciação ao estudo sociológico da
estratificação social. O objetivo de "Castas, estamentos e classes sociais:
introdução ao pensamento sociológico de Marx e Weber" é sistematizar o
que Karl Marx e Max Weber apontaram como relevante à discussão dos
conceitos e noções de casta, estamento e classe social. A obra traça um
confronto entre as metodologias desses dois pensadores, diversas em
termos epistemológicos e axiológicos.

Parte I
Manuscritos e Ideologia Alemã.

Questão da Produção social
Manuscritos dos Elementos Fundamentais
Para a Crítica da Economia Política

Debate
Theodor
Adorno
Sedi Hirano
Manuscritos dos Elementos Fundamentais
Para a Crítica da Economia Política

 Uma organização social.
 Uma determinada divisão do trabalho.
 Uma determinada relação social de produção e,
portanto, de cooperação.
 Gormas de propriedade e apropriação do trabalho e dos
instrumentos de produção.
 Uma determinada vinculação do trabalhador à terra ou
em relação a propriedade.
Manuscritos dos Elementos Fundamentais
Para a Crítica da Economia Política
 Em suma, a produção social pressupõe:

 As determinações comuns ou gerais são os elementos que,
pela abstração, o pensamento ordena e articula com o todo.
E todas as formações sociais são históricas e transitórias, o
mesmo ocorrendo com as categorias que as explicam, e
estas não se ordenam em segmentos estáticos e dinâmicos.
Manuscritos dos Elementos Fundamentais
Para a Crítica da Economia Política

 ‘’A diferença do estamento se manifesta na oposição
entre burguesia e proletariado’’.
 “Em suma Estamentos e classes sociais não são
termos que possuem o mesmo valor simbólico,
sendo o contrário. A classe social é um produto da
sociedade burguesa moderna ‘ a diferença do
individuo pessoal com relação ao individuo de
classe, o caráter fortuito das condições de vida para o
individuo somente se manifestam com o surgimento
da classe que é produto da burguesia’’.
Ideologia Alemã

 Articulação entre o capitalismo moderno e a sociedade de
classes.
 “Em suma, as classes sociais são categorias históricas e
transitórias e são determinadas pela transição do feudalismo ao
capitalismo moderno. O referencial básico é a produção social
historicamente determinada. Em sua fase de constituição a
oposição central é entre burguesia e nobreza (ou estamento),
simbolizando um momento de generalidade e refletindo o
interesse comum de toda a sociedade emergente. A burguesia
apresenta suas ideias como a única racional e dotada de
vigência absoluta e a classe revolucionária aparece de antemão,
já pelo simples fato de contrapor a uma classe, não como classe,
senão como representante de toda uma sociedade, frente a
única classe, a classe dominante”.
Ideologia Alemã

Parte II
Manifesto do Partido Comunista, Miséria da
Filosofia e O Capital.

Manifesto do Partido
Comunista
As classes sociais:
“ A história de toda sociedade até o presente tem sido a
história de luta de classe”.
•Generalização ao nível máximo de abstração.
“ Homem livre e escravo, patrícios e plebeus, barão e servo, mestre de corporação
e companheiro, numa palavra opressores e oprimidos, em oposição constante,
têm vivido numa guerra ininterrupta, ora aberta, ora dissimulada; uma guerra
que terminou sempre, seja por uma transformação revolucionária de toda a
sociedade, seja pela destruiçãoo das duas classes em luta”.
•Outro nível de abstração, particularizando grupos
sociais específicos a determinadas épocas históricas.
Confirma a premissa universal.

 ‘O Objetivo básico destas formulações era o de
demonstrar que os grupos de opressores e oprimidos
são as forças motrizes da história, ou seja: é pela luta
de classes que se faz a história das sociedades”.
A preocupação central de Marx:
 Ressaltar que a luta de classes e grupos sociais de
opressores e oprimidos são as palavras chaves destas
proposições”.
Manifesto do Partido
Comunista

 Formação do capitalismo moderno, da burguesia, e
do proletariado.
 “ À medida que a burguesia se desenvolve, vai
desenvolvendo em seu seio, um novo proletariado,
um proletariado moderno: desenvolveu-se uma luta
entre a classe proletária e a classe burguesa”.
A Miséria da Filosofia

“ Nessa luta – verdadeira guerra civil – vão se unindo e
desenvolvendo todos os elementos para a batalha futura.
Ao chegar a esse ponto, a coalisão toma caráter político.”
A transformação da população do país em
trabalhadores.
Transforma-se em classe, mas não uma classe para si.
A Miséria da Filosofia

 “Análises ainda em elevado nível de
abstração[...]não se referindo a nenhuma formação
social concreta” .
A Miséria da Filosofia
 Ênfase de Marx nas determinações universais, como:
a) Grupos de oposição.
b) Interesse comum como uma unidade-força de uma classe.
c) Inseridas num dado momento de desenvolvimento das
forças produtivas.

A Miséria da Filosofia
Progressiva particularização em direção ao concreto, mas
guardando ainda um certo grau de generalidade:
a) Separação entre a classe para si e a classe em si.
b) Desembocando aquela em uma luta política.
c) Até se converter em luta de classe.
d) Como produto domínio do capital que resulta no
surgimento de uma condição comum, etc.

*Sucessão de múltiplas determinações*
 Há um processo de conhecimento que fixa tanto a
unidade quanto a diversidade, como uma totalidade
que sintetiza estas múltiplas determinações.
A Miséria da Filosofia
“real sintético”
De objeto de
conhecimento
transforma-se em
conhecimento
Concreto-
aparente ou
concreto-
abstrato

 Marx – novas dimensões quanto a formação da
burguesia
 “ Na história da burguesia devemos diferenciar duas
fases:”
1) A burguesia constitui-se como classe sob regime do
feudalismo e da monarquia absoluta. Prolongada e
necessitou de mais esforços.
2) A burguesia já constituída como classe derruba o
feudalismo e a monarquia, para transformar a velha
sociedade em uma sociedade burguesa.
A Miséria da Filosofia

 Concepção de Marx de que a classe é uma
determinação de uma dada formação social, num dado
momento histórico e num dado tipo de produção
social.
 “A condição de emancipação da classe operária é a
abolição de todas as classes, do mesmo modo que a
condição da emancipação do terceiro estado, da ordem
burguesa, foi a abolição de todos os estados(estamento) e
de todas as ordens”.
A Miséria da Filosofia

Articulações:
a) “Feudalismo e estamento como uma articulação necessária e
suficiente enquanto caracterização de uma dada estrutura social em
termos de dominação-subordinação entre os grupos fundamentais
potenciais ou efetivos de oposição”.
b) “Burguesia e proletariado, como secreções do modo de produção
feudal constituem, inicialmente, como classes potenciais de
oposição”.
c) “A burguesia, ao se constituir como classe sob o regime do
feudalismo e da monarquia absoluta, se desenvolve e se consolida
negando o feudalismo como classe para si e se determina como
classe dominante pela luta política, isto é: pela tomada do poder”.
A Miséria da Filosofia

Parte III
18 do Brumário, Capital e Luta de Classes.

Marx - estudos de caráter
"histórico“

 Enumerações: França e Alemanha.
Enumerações complexas
 As classes tendem a se polarizar.
Tese de fundo
Para ser classe
 Deve haver "consciência de
classe“
(Citação de o 18 Brumário)

Interesses
Burguesia
Manutenção Proletariado
Revolução

Parte IV
Síntese e conclusão.

 Consciência de Classe
Síntese e conclusão
Desalienação
do estado de
natureza
Alienação na
sociedade

A divisão do trabalho
Síntese e conclusão
Luta de
classes
Poder
político

Síntese e conclusão
Proletariado
Classe
revolucionária

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Regime totalitarista de esquerda Stalinismo
Regime totalitarista de esquerda StalinismoRegime totalitarista de esquerda Stalinismo
Regime totalitarista de esquerda Stalinismo
Adriana Gomes Messias
 
Atividades comte, marx, weber, durkheim
Atividades comte, marx, weber, durkheimAtividades comte, marx, weber, durkheim
Atividades comte, marx, weber, durkheim
Atividades Diversas Cláudia
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
Daniel Filosofo
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
8.da monarquia à república
8.da monarquia à república8.da monarquia à república
8.da monarquia à república
valdeck1
 
Sociologia no Brasil
Sociologia no BrasilSociologia no Brasil
Sociologia no Brasil
Bruno Barbosa
 
Avaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofiaAvaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofia
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-SocráticosAtividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-Socráticos
Doug Caesar
 
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EMIECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
profrodrigoribeiro
 
Sociologia sociologia contemporanea
Sociologia   sociologia contemporaneaSociologia   sociologia contemporanea
Sociologia sociologia contemporanea
Daniele Rubim
 
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - DemocraciaIECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
profrodrigoribeiro
 
Sociologia - Religião
Sociologia - ReligiãoSociologia - Religião
Sociologia - Religião
Paulo Alexandre
 
O cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologiaO cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologia
Funvic - Fundação de Ensino de Mococa
 
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
BrunoCosta364836
 
Idologia sociologia - 1ºano
Idologia   sociologia - 1ºanoIdologia   sociologia - 1ºano
Idologia sociologia - 1ºano
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
Gilmar Rodrigues
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Socialismo
Brayan Pimenta
 
Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura
Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofaturaRevolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura
Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura
Gerson Francisco de Moraes
 
Aula classes sociais
Aula classes sociaisAula classes sociais
Aula classes sociais
roberto mosca junior
 

Mais procurados (20)

Regime totalitarista de esquerda Stalinismo
Regime totalitarista de esquerda StalinismoRegime totalitarista de esquerda Stalinismo
Regime totalitarista de esquerda Stalinismo
 
Atividades comte, marx, weber, durkheim
Atividades comte, marx, weber, durkheimAtividades comte, marx, weber, durkheim
Atividades comte, marx, weber, durkheim
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
8.da monarquia à república
8.da monarquia à república8.da monarquia à república
8.da monarquia à república
 
Sociologia no Brasil
Sociologia no BrasilSociologia no Brasil
Sociologia no Brasil
 
Avaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofiaAvaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofia
 
Atividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-SocráticosAtividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-Socráticos
 
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EMIECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
 
Sociologia sociologia contemporanea
Sociologia   sociologia contemporaneaSociologia   sociologia contemporanea
Sociologia sociologia contemporanea
 
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - DemocraciaIECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
 
Sociologia - Religião
Sociologia - ReligiãoSociologia - Religião
Sociologia - Religião
 
O cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologiaO cenário histórico do surgimento da sociologia
O cenário histórico do surgimento da sociologia
 
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf[nitro] Mapa Mental -  Direito e Humanidades - História.pdf
[nitro] Mapa Mental - Direito e Humanidades - História.pdf
 
Idologia sociologia - 1ºano
Idologia   sociologia - 1ºanoIdologia   sociologia - 1ºano
Idologia sociologia - 1ºano
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Socialismo
 
Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura
Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofaturaRevolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura
Revolução indústrial artesanato, manufatura e maquinofatura
 
Aula classes sociais
Aula classes sociaisAula classes sociais
Aula classes sociais
 

Destaque

Castas
CastasCastas
A questão da estratificação social (1)
A questão da estratificação social (1)A questão da estratificação social (1)
A questão da estratificação social (1)
Janaína Almeida
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
Bianca Wild
 
Sistema de Castas
Sistema de CastasSistema de Castas
Sistema de Castas
chilianouk
 
A Estratificação Social
A Estratificação SocialA Estratificação Social
A Estratificação Social
Gilmar Rodrigues
 
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades SociaisDefini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
guestebc368
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do Tomazi
pascoalnaib
 
As contradicións da sociedade estamental
As contradicións da sociedade estamentalAs contradicións da sociedade estamental
As contradicións da sociedade estamental
Pedrosc25
 
Max Weber
Max Weber Max Weber
Max Weber
Taina99
 
Classes sociais
Classes sociaisClasses sociais
Classes sociais
Luciano Carvalho
 
Sociedade da índia
Sociedade da índiaSociedade da índia
Sociedade da índia
mateus-silveira
 
Arte, Movimento E Som
Arte, Movimento E SomArte, Movimento E Som
Arte, Movimento E Som
Pizzaria Athenas
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
DeaaSouza
 
El surrealismo
El surrealismoEl surrealismo
El surrealismo
Ana Morales
 
DefiniçõEs De Desigualdades Sociais
DefiniçõEs De Desigualdades SociaisDefiniçõEs De Desigualdades Sociais
DefiniçõEs De Desigualdades Sociais
djtito
 
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades SociaisDefini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
guestebc368
 
O teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antigaO teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antiga
Victor Natan
 
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdadesIECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
profrodrigoribeiro
 
Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...
Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...
Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...
Paula Meyer Piagentini
 
Estudo das constelações
Estudo das constelaçõesEstudo das constelações
Estudo das constelações
Alexandre Rosas
 

Destaque (20)

Castas
CastasCastas
Castas
 
A questão da estratificação social (1)
A questão da estratificação social (1)A questão da estratificação social (1)
A questão da estratificação social (1)
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
Sistema de Castas
Sistema de CastasSistema de Castas
Sistema de Castas
 
A Estratificação Social
A Estratificação SocialA Estratificação Social
A Estratificação Social
 
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades SociaisDefini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 07 do Tomazi
 
As contradicións da sociedade estamental
As contradicións da sociedade estamentalAs contradicións da sociedade estamental
As contradicións da sociedade estamental
 
Max Weber
Max Weber Max Weber
Max Weber
 
Classes sociais
Classes sociaisClasses sociais
Classes sociais
 
Sociedade da índia
Sociedade da índiaSociedade da índia
Sociedade da índia
 
Arte, Movimento E Som
Arte, Movimento E SomArte, Movimento E Som
Arte, Movimento E Som
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
 
El surrealismo
El surrealismoEl surrealismo
El surrealismo
 
DefiniçõEs De Desigualdades Sociais
DefiniçõEs De Desigualdades SociaisDefiniçõEs De Desigualdades Sociais
DefiniçõEs De Desigualdades Sociais
 
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades SociaisDefini+º+áEs De Desigualdades Sociais
Defini+º+áEs De Desigualdades Sociais
 
O teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antigaO teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antiga
 
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdadesIECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
 
Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...
Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...
Atividade de Revisão (Present Continuous; Simple Present; Comparative / Super...
 
Estudo das constelações
Estudo das constelaçõesEstudo das constelações
Estudo das constelações
 

Semelhante a Castas, Estamentos e Classes sociais

Projeto societario contra hegemonico educacao do campo
Projeto societario contra hegemonico educacao do  campo Projeto societario contra hegemonico educacao do  campo
Projeto societario contra hegemonico educacao do campo
pibidsociais
 
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptxPERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
ssuser47aa16
 
Os sujeitos historicos ee joao aldeia
Os sujeitos historicos ee joao aldeiaOs sujeitos historicos ee joao aldeia
Os sujeitos historicos ee joao aldeia
Elisio Estanque
 
2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx
Felipe Hiago
 
Palestra Multiculturalismo Madalena
Palestra Multiculturalismo   MadalenaPalestra Multiculturalismo   Madalena
Palestra Multiculturalismo Madalena
Wladimir Crippa
 
Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...
Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...
Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...
Jessica Amaral
 
T9 o efeito classe média 2003
T9 o efeito classe média 2003T9 o efeito classe média 2003
T9 o efeito classe média 2003
Elisio Estanque
 
Thinking about civilizations
Thinking about civilizationsThinking about civilizations
Thinking about civilizations
Rafael Pinto
 
As bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismoAs bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismo
Victor Said
 
Cultura e ação apresentação
Cultura e ação   apresentaçãoCultura e ação   apresentação
Cultura e ação apresentação
Ana
 
8262 33982-1-pb[1]
8262 33982-1-pb[1]8262 33982-1-pb[1]
8262 33982-1-pb[1]
Mônia Coelho
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
Victor Said
 
A Estratificação social
A Estratificação socialA Estratificação social
A Estratificação social
Jeniffer Mattos de Sousa
 
CLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.ppt
CLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.pptCLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.ppt
CLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.ppt
ssuser30948b
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
Amélia Gonçalves
 
Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.
Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.
Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.
IFPE - Campus Garanhuns
 
Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.
Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.
Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.
OLAVO_DE_CARVALHO
 
Atrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 originalAtrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 original
Gil Salles
 
O manifesto do partido politico
O manifesto do partido politicoO manifesto do partido politico
O manifesto do partido politico
Direito2012sl08
 
Karl marx
Karl marxKarl marx

Semelhante a Castas, Estamentos e Classes sociais (20)

Projeto societario contra hegemonico educacao do campo
Projeto societario contra hegemonico educacao do  campo Projeto societario contra hegemonico educacao do  campo
Projeto societario contra hegemonico educacao do campo
 
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptxPERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
PERSPECTIVAS-SOCIOLÓGICAS-CONTEMPORÂNEAS.pptx
 
Os sujeitos historicos ee joao aldeia
Os sujeitos historicos ee joao aldeiaOs sujeitos historicos ee joao aldeia
Os sujeitos historicos ee joao aldeia
 
2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx2014 aula cinco karl marx
2014 aula cinco karl marx
 
Palestra Multiculturalismo Madalena
Palestra Multiculturalismo   MadalenaPalestra Multiculturalismo   Madalena
Palestra Multiculturalismo Madalena
 
Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...
Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...
Sociologia - MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “A ideologia em geral e particula...
 
T9 o efeito classe média 2003
T9 o efeito classe média 2003T9 o efeito classe média 2003
T9 o efeito classe média 2003
 
Thinking about civilizations
Thinking about civilizationsThinking about civilizations
Thinking about civilizations
 
As bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismoAs bases ideológicas do socialismo
As bases ideológicas do socialismo
 
Cultura e ação apresentação
Cultura e ação   apresentaçãoCultura e ação   apresentação
Cultura e ação apresentação
 
8262 33982-1-pb[1]
8262 33982-1-pb[1]8262 33982-1-pb[1]
8262 33982-1-pb[1]
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
 
A Estratificação social
A Estratificação socialA Estratificação social
A Estratificação social
 
CLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.ppt
CLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.pptCLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.ppt
CLASSE SOCIAL, CONSCIÊNCIA DE CLASSE E LUTAS.ppt
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.
Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.
Bosi, alfredo. formações ideológicas na cultura brasileira.
 
Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.
Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.
Olavo de Carvalho, Mídia Sem Máscara, Parte 4.
 
Atrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 originalAtrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 original
 
O manifesto do partido politico
O manifesto do partido politicoO manifesto do partido politico
O manifesto do partido politico
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 

Mais de Zeca B.

Estado e Desenvolvimento no Brasil Contemporâneo
Estado e Desenvolvimento no Brasil ContemporâneoEstado e Desenvolvimento no Brasil Contemporâneo
Estado e Desenvolvimento no Brasil Contemporâneo
Zeca B.
 
Agroenergia
AgroenergiaAgroenergia
Agroenergia
Zeca B.
 
Agronegócio.
Agronegócio.Agronegócio.
Agronegócio.
Zeca B.
 
Apresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográficaApresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográfica
Zeca B.
 
Revolução Verde
Revolução VerdeRevolução Verde
Revolução Verde
Zeca B.
 
C. Geertz - Etnográfia
C. Geertz - EtnográfiaC. Geertz - Etnográfia
C. Geertz - Etnográfia
Zeca B.
 
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder SimbólicoPierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Zeca B.
 
A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.
A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.
A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.
Zeca B.
 
Caminhos Cruzados
Caminhos CruzadosCaminhos Cruzados
Caminhos Cruzados
Zeca B.
 
Ilhas de História, sahlins
Ilhas de História, sahlinsIlhas de História, sahlins
Ilhas de História, sahlins
Zeca B.
 
Raca e Mobilidade social
Raca e Mobilidade socialRaca e Mobilidade social
Raca e Mobilidade social
Zeca B.
 
Umbanda e loucura
Umbanda e loucuraUmbanda e loucura
Umbanda e loucura
Zeca B.
 
FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.
FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.
FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.
Zeca B.
 

Mais de Zeca B. (13)

Estado e Desenvolvimento no Brasil Contemporâneo
Estado e Desenvolvimento no Brasil ContemporâneoEstado e Desenvolvimento no Brasil Contemporâneo
Estado e Desenvolvimento no Brasil Contemporâneo
 
Agroenergia
AgroenergiaAgroenergia
Agroenergia
 
Agronegócio.
Agronegócio.Agronegócio.
Agronegócio.
 
Apresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográficaApresentação sobre a transição demográfica
Apresentação sobre a transição demográfica
 
Revolução Verde
Revolução VerdeRevolução Verde
Revolução Verde
 
C. Geertz - Etnográfia
C. Geertz - EtnográfiaC. Geertz - Etnográfia
C. Geertz - Etnográfia
 
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder SimbólicoPierre Bourdieu - O Poder Simbólico
Pierre Bourdieu - O Poder Simbólico
 
A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.
A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.
A história da cultura brasileira segundo as línguas nativas.
 
Caminhos Cruzados
Caminhos CruzadosCaminhos Cruzados
Caminhos Cruzados
 
Ilhas de História, sahlins
Ilhas de História, sahlinsIlhas de História, sahlins
Ilhas de História, sahlins
 
Raca e Mobilidade social
Raca e Mobilidade socialRaca e Mobilidade social
Raca e Mobilidade social
 
Umbanda e loucura
Umbanda e loucuraUmbanda e loucura
Umbanda e loucura
 
FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.
FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.
FHC - O Modelo Político Brasileiro e Outros Ensaios.
 

Último

3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 

Castas, Estamentos e Classes sociais

  • 2. Sedi Hirano  Graduado em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1964).  Mestrado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1972).  Doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1987).  Diretor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (2002- 2005) e Pró-reitor de Cultura e Extensão (2005-2007) da Universidade de São Paulo.  Professor emérito da Universidade de São Paulo (2010).  Foi professor titular visitante do Departamento de Estudos Brasileiros da Universidade de Tenri, Japão (1995-1997).
  • 3. - Livro: Castas, Estamentos e Classes Sociais. - Autor(es): Sedi Hirano. - Editora: Editora Unicamp - Ano: 2002 - N.º Páginas: 215  Este livro é um instrumento de iniciação ao estudo sociológico da estratificação social. O objetivo de "Castas, estamentos e classes sociais: introdução ao pensamento sociológico de Marx e Weber" é sistematizar o que Karl Marx e Max Weber apontaram como relevante à discussão dos conceitos e noções de casta, estamento e classe social. A obra traça um confronto entre as metodologias desses dois pensadores, diversas em termos epistemológicos e axiológicos.
  • 4.  Parte I Manuscritos e Ideologia Alemã.
  • 5.  Questão da Produção social Manuscritos dos Elementos Fundamentais Para a Crítica da Economia Política
  • 6.  Debate Theodor Adorno Sedi Hirano Manuscritos dos Elementos Fundamentais Para a Crítica da Economia Política
  • 7.   Uma organização social.  Uma determinada divisão do trabalho.  Uma determinada relação social de produção e, portanto, de cooperação.  Gormas de propriedade e apropriação do trabalho e dos instrumentos de produção.  Uma determinada vinculação do trabalhador à terra ou em relação a propriedade. Manuscritos dos Elementos Fundamentais Para a Crítica da Economia Política  Em suma, a produção social pressupõe:
  • 8.   As determinações comuns ou gerais são os elementos que, pela abstração, o pensamento ordena e articula com o todo. E todas as formações sociais são históricas e transitórias, o mesmo ocorrendo com as categorias que as explicam, e estas não se ordenam em segmentos estáticos e dinâmicos. Manuscritos dos Elementos Fundamentais Para a Crítica da Economia Política
  • 9.   ‘’A diferença do estamento se manifesta na oposição entre burguesia e proletariado’’.  “Em suma Estamentos e classes sociais não são termos que possuem o mesmo valor simbólico, sendo o contrário. A classe social é um produto da sociedade burguesa moderna ‘ a diferença do individuo pessoal com relação ao individuo de classe, o caráter fortuito das condições de vida para o individuo somente se manifestam com o surgimento da classe que é produto da burguesia’’. Ideologia Alemã
  • 10.   Articulação entre o capitalismo moderno e a sociedade de classes.  “Em suma, as classes sociais são categorias históricas e transitórias e são determinadas pela transição do feudalismo ao capitalismo moderno. O referencial básico é a produção social historicamente determinada. Em sua fase de constituição a oposição central é entre burguesia e nobreza (ou estamento), simbolizando um momento de generalidade e refletindo o interesse comum de toda a sociedade emergente. A burguesia apresenta suas ideias como a única racional e dotada de vigência absoluta e a classe revolucionária aparece de antemão, já pelo simples fato de contrapor a uma classe, não como classe, senão como representante de toda uma sociedade, frente a única classe, a classe dominante”. Ideologia Alemã
  • 11.  Parte II Manifesto do Partido Comunista, Miséria da Filosofia e O Capital.
  • 12.  Manifesto do Partido Comunista As classes sociais: “ A história de toda sociedade até o presente tem sido a história de luta de classe”. •Generalização ao nível máximo de abstração. “ Homem livre e escravo, patrícios e plebeus, barão e servo, mestre de corporação e companheiro, numa palavra opressores e oprimidos, em oposição constante, têm vivido numa guerra ininterrupta, ora aberta, ora dissimulada; uma guerra que terminou sempre, seja por uma transformação revolucionária de toda a sociedade, seja pela destruiçãoo das duas classes em luta”. •Outro nível de abstração, particularizando grupos sociais específicos a determinadas épocas históricas. Confirma a premissa universal.
  • 13.   ‘O Objetivo básico destas formulações era o de demonstrar que os grupos de opressores e oprimidos são as forças motrizes da história, ou seja: é pela luta de classes que se faz a história das sociedades”. A preocupação central de Marx:  Ressaltar que a luta de classes e grupos sociais de opressores e oprimidos são as palavras chaves destas proposições”. Manifesto do Partido Comunista
  • 14.   Formação do capitalismo moderno, da burguesia, e do proletariado.  “ À medida que a burguesia se desenvolve, vai desenvolvendo em seu seio, um novo proletariado, um proletariado moderno: desenvolveu-se uma luta entre a classe proletária e a classe burguesa”. A Miséria da Filosofia
  • 15.  “ Nessa luta – verdadeira guerra civil – vão se unindo e desenvolvendo todos os elementos para a batalha futura. Ao chegar a esse ponto, a coalisão toma caráter político.” A transformação da população do país em trabalhadores. Transforma-se em classe, mas não uma classe para si. A Miséria da Filosofia
  • 16.   “Análises ainda em elevado nível de abstração[...]não se referindo a nenhuma formação social concreta” . A Miséria da Filosofia  Ênfase de Marx nas determinações universais, como: a) Grupos de oposição. b) Interesse comum como uma unidade-força de uma classe. c) Inseridas num dado momento de desenvolvimento das forças produtivas.
  • 17.  A Miséria da Filosofia Progressiva particularização em direção ao concreto, mas guardando ainda um certo grau de generalidade: a) Separação entre a classe para si e a classe em si. b) Desembocando aquela em uma luta política. c) Até se converter em luta de classe. d) Como produto domínio do capital que resulta no surgimento de uma condição comum, etc.
  • 18.  *Sucessão de múltiplas determinações*  Há um processo de conhecimento que fixa tanto a unidade quanto a diversidade, como uma totalidade que sintetiza estas múltiplas determinações. A Miséria da Filosofia “real sintético” De objeto de conhecimento transforma-se em conhecimento Concreto- aparente ou concreto- abstrato
  • 19.   Marx – novas dimensões quanto a formação da burguesia  “ Na história da burguesia devemos diferenciar duas fases:” 1) A burguesia constitui-se como classe sob regime do feudalismo e da monarquia absoluta. Prolongada e necessitou de mais esforços. 2) A burguesia já constituída como classe derruba o feudalismo e a monarquia, para transformar a velha sociedade em uma sociedade burguesa. A Miséria da Filosofia
  • 20.   Concepção de Marx de que a classe é uma determinação de uma dada formação social, num dado momento histórico e num dado tipo de produção social.  “A condição de emancipação da classe operária é a abolição de todas as classes, do mesmo modo que a condição da emancipação do terceiro estado, da ordem burguesa, foi a abolição de todos os estados(estamento) e de todas as ordens”. A Miséria da Filosofia
  • 21.  Articulações: a) “Feudalismo e estamento como uma articulação necessária e suficiente enquanto caracterização de uma dada estrutura social em termos de dominação-subordinação entre os grupos fundamentais potenciais ou efetivos de oposição”. b) “Burguesia e proletariado, como secreções do modo de produção feudal constituem, inicialmente, como classes potenciais de oposição”. c) “A burguesia, ao se constituir como classe sob o regime do feudalismo e da monarquia absoluta, se desenvolve e se consolida negando o feudalismo como classe para si e se determina como classe dominante pela luta política, isto é: pela tomada do poder”. A Miséria da Filosofia
  • 22.  Parte III 18 do Brumário, Capital e Luta de Classes.
  • 23.  Marx - estudos de caráter "histórico“
  • 24.   Enumerações: França e Alemanha. Enumerações complexas
  • 25.  As classes tendem a se polarizar. Tese de fundo Para ser classe  Deve haver "consciência de classe“ (Citação de o 18 Brumário)
  • 27.  Parte IV Síntese e conclusão.
  • 28.   Consciência de Classe Síntese e conclusão Desalienação do estado de natureza Alienação na sociedade
  • 29.  A divisão do trabalho Síntese e conclusão Luta de classes Poder político