SlideShare uma empresa Scribd logo
AUMENTANDO A
QUALIDADE DE VIDA
DO HIPERTENSO E
DIABÉTICO
PROMOÇÃO DA
SAÚDE
Cartilha sobre
Hipertensão e
Diabetes
Introdução
Essa cartilha foi elaborada com o objetivo de
aumentar o nível de informação e conscientizar a
população para a necessidade da prevenção, riscos e
tratamento da Hipertensão e Diabetes, visando diminuir
também a porcentagem de futuros hipertensos e, ou
Diabéticos.
Vem reforçar as informações não só para o doente,
mas para toda a família. Pois a prevenção e o cuidado são
os meios essenciais para uma vida longa e saudável.
Melhorando a qualidade de vida, diminuímos os
agravos, internamentos e sequelas da doença. Evitamos
também doenças oportunistas.
O alto índice de hipertensos na área, aumento do
quadro de AVCS e internamentos por complicações do
Diabetes foi fundamental para a iniciativa da elaboração
desta cartilha.
Os estudos foram baseados na necessidade de
reforço das informações e no aumento dos casos, e todas
as informações repassadas nesta cartilha foram adquiridas
de órgãos e entidades de saúde que estão em constantes
pesquisas que buscam a diminuição de casos e melhoria
do quadro de saúde de pacientes hipertensos e diabéticos.
Pacs Campo Grande
Distrito Sanitário II
Ìndice
PÁGINA
O que é Hipertensão Arterial ou Pressão Alta? 01
Sintomas da Hipertensão Arterial 02
Consequências que a Pressão Alta pode trazer 03
Quem tem maior risco de se tornar Hipertenso? 04
Hipertensão do jaleco branco (bata branca) 05
Como tratar a Hipertensão? 06
Gravidez e Hipertensão 07/08
O que é Diabetes Mellitus? 09
Existe mais de um tipo de Diabetes? 10
Sintomas do Diabetes Mellitos 11
Quem tem maior risco de ter Diabetes 12
Como tratar o Diabetes e viver bem 12
10 mandamentos para o controle da Pressão alta e Diabetes 13
O que é Hipertensão Arterial ou Pressão Alta?
A Hipertensão Arterial conhecida como Pressão
Alta é uma das doenças que acomete mais de
50% da população brasileira.
A hipertensão é diagnosticada quando medida várias
vezes em consultório médico e apresenta 140 por 90 ou
maior.
Isso acontece porque os vasos por onde o sangue
circula se contraem e faz com que a pressão do sangue se
eleve. Quando o coração bombeia o sangue e os vasos
estão estreitados à pressão dos vasos aumenta e a
pressão arterial se eleva.
È uma doença que não escolhe classe social, raça ou
idade, e raramente tem cura. Mas pode-se conviver com
ela e ter uma vida normal se mudarmos o nosso estilo de
vida e hábitos alimentares.
De acordo com as pesquisas, em 2012 o maior índice
de hipertensos (25,4%), foi registrado nas mulheres, e o
índice geral de hipertensos tem aumentado
progressivamente nas últimas décadas. Mais de 50% das
pessoas com 55 anos ou mais são hipertensas.
Sintomas da Hipertensão Arterial
Um dos grandes problemas da hipertensão arterial
é o fato desta ser assintomática, (não apresentar sintomas)
até fases avançadas. Não existe um sintoma típico que
possa servir de alarme para estimular a procura por um
médico.
Na maioria dos indivíduos a hipertensão arterial não
causa sintomas, apesar da coincidência do surgimento de
determinados sintomas que muitos, consideram associados
à doença, como por exemplo, dores de cabeça,
sangramento pelo nariz, tontura, vermelhidão facial e
cansaço.
Quando um indivíduo apresenta uma hipertensão arterial
grave ou prolongada e não tratada, apresenta dores de
cabeça, vômito, ou falta de ar, agitação e visão borrada
decorrência de lesões que afetam o cérebro, os olhos, o
coração e os rins.
Consequências que a pressão alta pode trazer
A hipertensão está associada a diversas doenças graves
como:
- Insuficiência cardíaca
- Infarto do miocárdio
- Arritmias cardíacas
- Morte súbita
- Aneurismas
- Perda da visão (retinopatia hipertensiva)
- Insuficiência renal crônica
- AVC isquêmico e hemorrágico
- Demência por micro infartos cerebral.
- Arteriosclerose.
-Diabetesmellitus
A hipertensão arterial raramente tem cura e o objetivo
do tratamento é evitar que órgãos como coração, olhos,
cérebro e rins, chamados de órgãos alvo, sofram lesões
que causem as doenças descritas acima.
Como já mencionei, a hipertensão arterial é
assintomática, porém, existem exames que podem detectá-
las precocemente.
Quem tem maior risco de se tornar hipertenso?
Pessoas com excesso de peso e que não tem uma
alimentação saudável, ingerem muito sal, consomem
bebidas alcoólicas, são diabéticos, tem familiares que são
hipertensos, fumantes, negros e, ou descendentes de
negros, pessoas que não praticam exercícios físicos, quem
vive sob stress, mulheres que tomam anticoncepcionais
orais.
O risco de se tornar hipertenso também aumenta a
partir dos 50 anos de idade, mesmo se a pressão Arterial
sempre foi normal.
Hipertensão do jaleco branco
(Bata Branca)
Dá-se o nome de hipertensão arterial do jaleco branco
quando encontramos pacientes que só apresentam
pressão alta durante as consultas médicas.
São pessoas que ficam ansiosas na presença do médico
e a pressão sobe pontualmente. Em casa, fora das
consultas, apresentam a pressão arterial normal. Às vezes
é difícil diferenciá-las dos hipertensos verdadeiros. Em
geral é preciso realizar exames específicos para
diagnosticar corretamente.
A hipertensão do jaleco branco não é hipertensão
propriamente dita, mas acomete pessoas que apresentam
maior tendência de desenvolvê-la, sendo um fator de risco
para hipertensão real. Estes pacientes têm indicação para
mudanças nos hábitos de vida visando impedir a
progressão para a doença estabelecida.
Gravidez e Hipertensão
A causa da hipertensão durante a gravidez ainda não
é conhecida, mas os fatores de risco, segundo as
pesquisas são:
 Grávidas jovens;
 1ª gravidez;
 Histórico de hipertensão na família;
 Gestação em mulheres com mais de 35 anos.
Outras causas associadas a Hipertensão Gestacional
são a alimentação desequilibrada, o excesso de sal e o
sedentarismo.
Um fator muito importante é fazer o Pré-Natal e aferir a
pressão arterial da gestante em todas as consultas.
A Hipertensão na gravidez ou DHEG (Doença
Hipertensiva Específica da Gestação) pode se transformar
em um caso de Pré-Eclampsia, que é o aumento da
pressão arterial, acompanhado da eliminação de proteína
pela urina. E se não tratada adequadamente passa a ser
um quadro de Eclampsia, que apresenta sintomas mais
graves como pressão muito elevada, inchaços e
convulsões, colocando a vida da mãe e do bebê em risco.
Se a gestante apresentar dores de cabeça, dores
abdominais, inchaço, visão turva e, ou pressão arterial
elevada, indica que o quadro da gestante é sério e
necessita de cuidados médicos urgentes.
A dieta rica em acido fólico é importante, pois ajuda na
dilatação dos vasos sanguíneos. Se a pressão continuar a
subir é essencial o uso de medicação anti-hipertensiva
receitada pelo médico.
Se a mulher já é hipertensa é preciso ficar de olho na
alimentação e aumento de peso e continuar sendo
acompanhada pelo cardiologista.
O que é Diabetes Mellitus?
È o nível elevado de glicose no sangue,
conhecido popularmente como açúcar alto no
sangue.
É o nome dado ao grupo de doenças que
cursam com uma dificuldade do organismo em
controlar a glicose do sangue, porque o pâncreas produz
pouca insulina ou não a usa corretamente.
Ao invés da glicose (açúcar) entrar nas células para
ser convertida em energia, se acumula na corrente
sanguínea, aumentando o nível de açúcar, levando a uma
variedade de distúrbios que afetam o corpo.
Também pode ocorrer de forma assintomática, como a
Hipertensão. Alguns portadores da Diabetes desconhecem
ser diabéticos, e sem diagnóstico logicamente não recebem
nenhum tratamento.
O Diabetes é um dos mais graves problemas de saúde
pública, pois contribui com 40% das doenças
cardiovasculares que são a principal causa de mortalidade
no mundo.
Em pesquisas feitas no ano de 2012 as mulheres
apresentam maior índice de Diabetes, e o número de
internamentos chega a mais de 150.000, e a faixa etária
dos 60 aos 69 anos tem maior prevalência, apesar de
haver um aumento de casos nas crianças, e adolescentes
menores de 18 anos. E a obesidade infantil está entre uma
das principais causas do aumento desse quadro.
Existe mais de um tipo de Diabetes?
Na verdade existem três tipos de Diabetes com
diferentes causas:
O Diabetes tipo1
É predominante na infância e na adolescência, e seu
pico de incidência é dos 10 aos 14 anos. É marcada por
uma falta total ou quase total de insulina. É quando o corpo
destrói as células produtoras de insulina no pâncreas.
Muitas pessoas com esse tipo de Diabetes precisam
da injeção de insulina para controlar seus níveis de glicose
no sangue.
O Diabetes tipo 2
È a forma mais comum do Diabetes e ocorre
principalmente em pessoas de 50 anos ou mais. É
caracterizado pela redução de insulina, ou capacidade do
corpo de utilizar a insulina adequadamente.
Apesar de ainda pouco comum na infância já está
ocupando um número considerável de casos.
O Diabetes Gestacional
É a presença elevada de glicose no sangue durante a
gravidez. Chama-se Hiperglicemia a esse aumento de
glicose. O bebê aumenta de tamanho e é obrigado a
produzir insulina por causa do aumento de glicose durante
a gestação.
Sintomas do Diabetes Mellitus
Quem tem maior risco de ter Diabetes
Pessoas com excesso de peso ou obesidade, com
histórico familiar de Diabetes, que tem pressão alta,
colesterol elevado, idade maior que 45 anos, mulheres com
filhos nascidos com mais de 4,00kg.
A má alimentação, o sedentarismo e alimentos
gordurosos também auxiliam no aparecimento da Diabetes.
Como tratar o Diabetes e viver bem
Há varias formas de tratar o Diabetes:
Dieta, exercícios e tratamento com hipoglicemiantes
orais e ou insulina são os principais.
Ter uma alimentação equilibrada, sem açúcares e
gorduras, diminui os riscos de doenças cardiovasculares.
Evitar o álcool e o fumo também é importante.
Evite o jejum ou se alimentar mal.
Mantenha sempre o peso saudável, diminua o
nervosismo.
Seguir as recomendações médicas, tomar as
medicações e medir sempre a glicemia, se
possível todos os dias, também é essencial.
Ainda não existe uma cura definitiva para a doença,
mas o diabético pode ter uma vida longa e saudável se
seguir com atenção e cuidado o tratamento.
10 MANDAMENTOS PARA O
CONTROLE DA PRESSÃO ALTA E DA
DIABETES
1-MEÇA A PRESSÃO E O NÍVEL DA GLICOSE
PELO MENOS UMA VEZ POR ANO;
2-PRATIQUE ATIVIDADES FÍSICAS;
3-EVITE A OBESIDADE;
4-ADOTE A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL;
POUCO SAL, AÇÚCAR, SEM FRITURAS E
MAIS FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES;
5-SE POSSÍVEL NÃO BEBA;
6-ABANDONE O CIGARRO;
7-NUNCA PARE O TRATAMENTO. É PARA A
VIDA TODA;
8-SIGA AS ORIENTAÇÕES DO SEU MÉDICO E
PROFISSIONAL DE SAÚDE;
9-EVITE STRESS E TENHA TEMPO PARA O
LAZER EM FAMÍLIA;
10-AME E SEJA AMADO.
“A doença não pode ser negligenciada e deve estar no
topo das preocupações com a saúde pela população. Se
descoberta precocemente, a doença pode ser
monitorada, evitando danos maiores à saúde e
possibilitando qualidade de vida aos pacientes”,
Marly Uellendahl
Cardiologista e escritora de artigos do site
Medicando.com - Site sobre saúde e revista.
Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idososHipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idosos
Tassia Lemos
 
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
Professor Robson
 
Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
Hipertensão Arterial e Diabetes MellitusHipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)
 
Hipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigosHipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigos
Felipe De Castro
 
Aula Hiperdia 06.05.2009 I
Aula Hiperdia   06.05.2009 IAula Hiperdia   06.05.2009 I
Aula Hiperdia 06.05.2009 I
Sandra Flôr
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
ivanaferraz
 
Aula hipertensão
Aula hipertensãoAula hipertensão
Aula hipertensão
Tereza Paula
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
Nome Sobrenome
 
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
Maycon Silva
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
Mel Medina
 
Diabetes no Idoso
Diabetes no IdosoDiabetes no Idoso
Diabetes no Idoso
Amanda Thomé
 
SLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptx
SLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptxSLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptx
SLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptx
DiegoSousa419733
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Professor Robson
 
Aula de diabetes
Aula de diabetesAula de diabetes
Aula de diabetes
Ellen Santos
 
Folheto hipertensão
Folheto hipertensãoFolheto hipertensão
Folheto hipertensão
profflorbela
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
alimentacao
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
Laboratório Sérgio Franco
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
alimentacao
 
Palestra has e dm
Palestra has e dmPalestra has e dm
Palestra has e dm
clinicansl
 
DIABETES
DIABETESDIABETES

Mais procurados (20)

Hipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idososHipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idosos
 
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
 
Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
Hipertensão Arterial e Diabetes MellitusHipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus
 
Hipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigosHipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigos
 
Aula Hiperdia 06.05.2009 I
Aula Hiperdia   06.05.2009 IAula Hiperdia   06.05.2009 I
Aula Hiperdia 06.05.2009 I
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
 
Aula hipertensão
Aula hipertensãoAula hipertensão
Aula hipertensão
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
 
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Diabetes no Idoso
Diabetes no IdosoDiabetes no Idoso
Diabetes no Idoso
 
SLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptx
SLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptxSLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptx
SLIDES - DIABETES CAPACITAÇÃO.pptx
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
 
Aula de diabetes
Aula de diabetesAula de diabetes
Aula de diabetes
 
Folheto hipertensão
Folheto hipertensãoFolheto hipertensão
Folheto hipertensão
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
Palestra has e dm
Palestra has e dmPalestra has e dm
Palestra has e dm
 
DIABETES
DIABETESDIABETES
DIABETES
 

Semelhante a Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes

Pressão controlada
Pressão controladaPressão controlada
Pressão controlada
CLESIOANDRADE
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
Lilian Souza
 
Hipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.pptHipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.ppt
leidianerodrigues35
 
Cuidados Básicos de Saúde e Medicinas Alternativas
Cuidados Básicos de Saúde e Medicinas AlternativasCuidados Básicos de Saúde e Medicinas Alternativas
Cuidados Básicos de Saúde e Medicinas Alternativas
Filipe Moreira
 
Jean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensãoJean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensão
Jean Moreira
 
intro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptxintro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptx
GustavoWallace10
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
Tony
 
E-book EuSaúde - Diabetes
E-book EuSaúde - DiabetesE-book EuSaúde - Diabetes
E-book EuSaúde - Diabetes
EuSaúde
 
HipertensãO
HipertensãOHipertensãO
HipertensãO
Marco Enomoto
 
Hipercolesterolemia
HipercolesterolemiaHipercolesterolemia
Hipercolesterolemia
Laboratório Sérgio Franco
 
AFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptx
AFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptxAFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptx
AFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptx
Kalinevaloesvidal
 
DoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãO
DoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãODoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãO
DoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãO
Daniel Sousa
 
PALESTRA.pptx
PALESTRA.pptxPALESTRA.pptx
PALESTRA.pptx
NayanneSousa8
 
A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...
A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...
A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...
Pill Reminder
 
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Van Der Häägen Brazil
 
TRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptx
TRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptxTRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptx
TRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptx
Jarley Oliveira
 
HAS e DM- Saúde do idoso.pdf
HAS e DM- Saúde do idoso.pdfHAS e DM- Saúde do idoso.pdf
HAS e DM- Saúde do idoso.pdf
Amanda Fernandes Carvalho
 
Obesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radicalObesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radical
Van Der Häägen Brazil
 
Tema de vida joni
Tema de vida   joniTema de vida   joni
Tema de vida joni
LeandroMarques2009
 
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdfAula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Giza Carla Nitz
 

Semelhante a Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes (20)

Pressão controlada
Pressão controladaPressão controlada
Pressão controlada
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
Hipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.pptHipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.ppt
 
Cuidados Básicos de Saúde e Medicinas Alternativas
Cuidados Básicos de Saúde e Medicinas AlternativasCuidados Básicos de Saúde e Medicinas Alternativas
Cuidados Básicos de Saúde e Medicinas Alternativas
 
Jean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensãoJean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensão
 
intro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptxintro Diabetes e Obesidade.pptx
intro Diabetes e Obesidade.pptx
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
 
E-book EuSaúde - Diabetes
E-book EuSaúde - DiabetesE-book EuSaúde - Diabetes
E-book EuSaúde - Diabetes
 
HipertensãO
HipertensãOHipertensãO
HipertensãO
 
Hipercolesterolemia
HipercolesterolemiaHipercolesterolemia
Hipercolesterolemia
 
AFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptx
AFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptxAFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptx
AFERIÇÃO DE GLICOSE E PRESSÃO ARTERIAL.pptx
 
DoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãO
DoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãODoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãO
DoençAsrelacionadascomamáAlimentaçãO
 
PALESTRA.pptx
PALESTRA.pptxPALESTRA.pptx
PALESTRA.pptx
 
A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...
A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...
A dieta para hipertensos princípios e práticas fundamentais para o controlo...
 
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
Consequências Metabólicas da Obesidade; Comprometimentos Sérios que Podem Afe...
 
TRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptx
TRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptxTRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptx
TRABALHO DE hytalo hipertenso e diabetes.pptx
 
HAS e DM- Saúde do idoso.pdf
HAS e DM- Saúde do idoso.pdfHAS e DM- Saúde do idoso.pdf
HAS e DM- Saúde do idoso.pdf
 
Obesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radicalObesidade abdominal exige solução radical
Obesidade abdominal exige solução radical
 
Tema de vida joni
Tema de vida   joniTema de vida   joni
Tema de vida joni
 
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdfAula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
 

Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes

  • 1. AUMENTANDO A QUALIDADE DE VIDA DO HIPERTENSO E DIABÉTICO PROMOÇÃO DA SAÚDE Cartilha sobre Hipertensão e Diabetes
  • 2. Introdução Essa cartilha foi elaborada com o objetivo de aumentar o nível de informação e conscientizar a população para a necessidade da prevenção, riscos e tratamento da Hipertensão e Diabetes, visando diminuir também a porcentagem de futuros hipertensos e, ou Diabéticos. Vem reforçar as informações não só para o doente, mas para toda a família. Pois a prevenção e o cuidado são os meios essenciais para uma vida longa e saudável. Melhorando a qualidade de vida, diminuímos os agravos, internamentos e sequelas da doença. Evitamos também doenças oportunistas. O alto índice de hipertensos na área, aumento do quadro de AVCS e internamentos por complicações do Diabetes foi fundamental para a iniciativa da elaboração desta cartilha. Os estudos foram baseados na necessidade de reforço das informações e no aumento dos casos, e todas as informações repassadas nesta cartilha foram adquiridas de órgãos e entidades de saúde que estão em constantes pesquisas que buscam a diminuição de casos e melhoria do quadro de saúde de pacientes hipertensos e diabéticos. Pacs Campo Grande Distrito Sanitário II
  • 3. Ìndice PÁGINA O que é Hipertensão Arterial ou Pressão Alta? 01 Sintomas da Hipertensão Arterial 02 Consequências que a Pressão Alta pode trazer 03 Quem tem maior risco de se tornar Hipertenso? 04 Hipertensão do jaleco branco (bata branca) 05 Como tratar a Hipertensão? 06 Gravidez e Hipertensão 07/08 O que é Diabetes Mellitus? 09 Existe mais de um tipo de Diabetes? 10 Sintomas do Diabetes Mellitos 11 Quem tem maior risco de ter Diabetes 12 Como tratar o Diabetes e viver bem 12 10 mandamentos para o controle da Pressão alta e Diabetes 13
  • 4. O que é Hipertensão Arterial ou Pressão Alta? A Hipertensão Arterial conhecida como Pressão Alta é uma das doenças que acomete mais de 50% da população brasileira. A hipertensão é diagnosticada quando medida várias vezes em consultório médico e apresenta 140 por 90 ou maior. Isso acontece porque os vasos por onde o sangue circula se contraem e faz com que a pressão do sangue se eleve. Quando o coração bombeia o sangue e os vasos estão estreitados à pressão dos vasos aumenta e a pressão arterial se eleva. È uma doença que não escolhe classe social, raça ou idade, e raramente tem cura. Mas pode-se conviver com ela e ter uma vida normal se mudarmos o nosso estilo de vida e hábitos alimentares. De acordo com as pesquisas, em 2012 o maior índice de hipertensos (25,4%), foi registrado nas mulheres, e o índice geral de hipertensos tem aumentado progressivamente nas últimas décadas. Mais de 50% das pessoas com 55 anos ou mais são hipertensas.
  • 5. Sintomas da Hipertensão Arterial Um dos grandes problemas da hipertensão arterial é o fato desta ser assintomática, (não apresentar sintomas) até fases avançadas. Não existe um sintoma típico que possa servir de alarme para estimular a procura por um médico. Na maioria dos indivíduos a hipertensão arterial não causa sintomas, apesar da coincidência do surgimento de determinados sintomas que muitos, consideram associados à doença, como por exemplo, dores de cabeça, sangramento pelo nariz, tontura, vermelhidão facial e cansaço. Quando um indivíduo apresenta uma hipertensão arterial grave ou prolongada e não tratada, apresenta dores de cabeça, vômito, ou falta de ar, agitação e visão borrada decorrência de lesões que afetam o cérebro, os olhos, o coração e os rins.
  • 6. Consequências que a pressão alta pode trazer A hipertensão está associada a diversas doenças graves como: - Insuficiência cardíaca - Infarto do miocárdio - Arritmias cardíacas - Morte súbita - Aneurismas - Perda da visão (retinopatia hipertensiva) - Insuficiência renal crônica - AVC isquêmico e hemorrágico - Demência por micro infartos cerebral. - Arteriosclerose. -Diabetesmellitus A hipertensão arterial raramente tem cura e o objetivo do tratamento é evitar que órgãos como coração, olhos, cérebro e rins, chamados de órgãos alvo, sofram lesões que causem as doenças descritas acima. Como já mencionei, a hipertensão arterial é assintomática, porém, existem exames que podem detectá- las precocemente.
  • 7. Quem tem maior risco de se tornar hipertenso? Pessoas com excesso de peso e que não tem uma alimentação saudável, ingerem muito sal, consomem bebidas alcoólicas, são diabéticos, tem familiares que são hipertensos, fumantes, negros e, ou descendentes de negros, pessoas que não praticam exercícios físicos, quem vive sob stress, mulheres que tomam anticoncepcionais orais. O risco de se tornar hipertenso também aumenta a partir dos 50 anos de idade, mesmo se a pressão Arterial sempre foi normal.
  • 8. Hipertensão do jaleco branco (Bata Branca) Dá-se o nome de hipertensão arterial do jaleco branco quando encontramos pacientes que só apresentam pressão alta durante as consultas médicas. São pessoas que ficam ansiosas na presença do médico e a pressão sobe pontualmente. Em casa, fora das consultas, apresentam a pressão arterial normal. Às vezes é difícil diferenciá-las dos hipertensos verdadeiros. Em geral é preciso realizar exames específicos para diagnosticar corretamente. A hipertensão do jaleco branco não é hipertensão propriamente dita, mas acomete pessoas que apresentam maior tendência de desenvolvê-la, sendo um fator de risco para hipertensão real. Estes pacientes têm indicação para mudanças nos hábitos de vida visando impedir a progressão para a doença estabelecida.
  • 9.
  • 10. Gravidez e Hipertensão A causa da hipertensão durante a gravidez ainda não é conhecida, mas os fatores de risco, segundo as pesquisas são:  Grávidas jovens;  1ª gravidez;  Histórico de hipertensão na família;  Gestação em mulheres com mais de 35 anos. Outras causas associadas a Hipertensão Gestacional são a alimentação desequilibrada, o excesso de sal e o sedentarismo. Um fator muito importante é fazer o Pré-Natal e aferir a pressão arterial da gestante em todas as consultas. A Hipertensão na gravidez ou DHEG (Doença Hipertensiva Específica da Gestação) pode se transformar em um caso de Pré-Eclampsia, que é o aumento da pressão arterial, acompanhado da eliminação de proteína pela urina. E se não tratada adequadamente passa a ser um quadro de Eclampsia, que apresenta sintomas mais graves como pressão muito elevada, inchaços e convulsões, colocando a vida da mãe e do bebê em risco. Se a gestante apresentar dores de cabeça, dores abdominais, inchaço, visão turva e, ou pressão arterial elevada, indica que o quadro da gestante é sério e necessita de cuidados médicos urgentes. A dieta rica em acido fólico é importante, pois ajuda na dilatação dos vasos sanguíneos. Se a pressão continuar a
  • 11. subir é essencial o uso de medicação anti-hipertensiva receitada pelo médico. Se a mulher já é hipertensa é preciso ficar de olho na alimentação e aumento de peso e continuar sendo acompanhada pelo cardiologista.
  • 12. O que é Diabetes Mellitus? È o nível elevado de glicose no sangue, conhecido popularmente como açúcar alto no sangue. É o nome dado ao grupo de doenças que cursam com uma dificuldade do organismo em controlar a glicose do sangue, porque o pâncreas produz pouca insulina ou não a usa corretamente. Ao invés da glicose (açúcar) entrar nas células para ser convertida em energia, se acumula na corrente sanguínea, aumentando o nível de açúcar, levando a uma variedade de distúrbios que afetam o corpo. Também pode ocorrer de forma assintomática, como a Hipertensão. Alguns portadores da Diabetes desconhecem ser diabéticos, e sem diagnóstico logicamente não recebem nenhum tratamento. O Diabetes é um dos mais graves problemas de saúde pública, pois contribui com 40% das doenças cardiovasculares que são a principal causa de mortalidade no mundo. Em pesquisas feitas no ano de 2012 as mulheres apresentam maior índice de Diabetes, e o número de internamentos chega a mais de 150.000, e a faixa etária dos 60 aos 69 anos tem maior prevalência, apesar de haver um aumento de casos nas crianças, e adolescentes menores de 18 anos. E a obesidade infantil está entre uma das principais causas do aumento desse quadro.
  • 13. Existe mais de um tipo de Diabetes? Na verdade existem três tipos de Diabetes com diferentes causas: O Diabetes tipo1 É predominante na infância e na adolescência, e seu pico de incidência é dos 10 aos 14 anos. É marcada por uma falta total ou quase total de insulina. É quando o corpo destrói as células produtoras de insulina no pâncreas. Muitas pessoas com esse tipo de Diabetes precisam da injeção de insulina para controlar seus níveis de glicose no sangue. O Diabetes tipo 2 È a forma mais comum do Diabetes e ocorre principalmente em pessoas de 50 anos ou mais. É caracterizado pela redução de insulina, ou capacidade do corpo de utilizar a insulina adequadamente. Apesar de ainda pouco comum na infância já está ocupando um número considerável de casos. O Diabetes Gestacional É a presença elevada de glicose no sangue durante a gravidez. Chama-se Hiperglicemia a esse aumento de glicose. O bebê aumenta de tamanho e é obrigado a produzir insulina por causa do aumento de glicose durante a gestação.
  • 15. Quem tem maior risco de ter Diabetes Pessoas com excesso de peso ou obesidade, com histórico familiar de Diabetes, que tem pressão alta, colesterol elevado, idade maior que 45 anos, mulheres com filhos nascidos com mais de 4,00kg. A má alimentação, o sedentarismo e alimentos gordurosos também auxiliam no aparecimento da Diabetes. Como tratar o Diabetes e viver bem Há varias formas de tratar o Diabetes: Dieta, exercícios e tratamento com hipoglicemiantes orais e ou insulina são os principais. Ter uma alimentação equilibrada, sem açúcares e gorduras, diminui os riscos de doenças cardiovasculares. Evitar o álcool e o fumo também é importante. Evite o jejum ou se alimentar mal. Mantenha sempre o peso saudável, diminua o nervosismo. Seguir as recomendações médicas, tomar as medicações e medir sempre a glicemia, se possível todos os dias, também é essencial. Ainda não existe uma cura definitiva para a doença, mas o diabético pode ter uma vida longa e saudável se seguir com atenção e cuidado o tratamento.
  • 16. 10 MANDAMENTOS PARA O CONTROLE DA PRESSÃO ALTA E DA DIABETES 1-MEÇA A PRESSÃO E O NÍVEL DA GLICOSE PELO MENOS UMA VEZ POR ANO; 2-PRATIQUE ATIVIDADES FÍSICAS; 3-EVITE A OBESIDADE; 4-ADOTE A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL; POUCO SAL, AÇÚCAR, SEM FRITURAS E MAIS FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES; 5-SE POSSÍVEL NÃO BEBA; 6-ABANDONE O CIGARRO; 7-NUNCA PARE O TRATAMENTO. É PARA A VIDA TODA; 8-SIGA AS ORIENTAÇÕES DO SEU MÉDICO E PROFISSIONAL DE SAÚDE; 9-EVITE STRESS E TENHA TEMPO PARA O LAZER EM FAMÍLIA; 10-AME E SEJA AMADO.
  • 17. “A doença não pode ser negligenciada e deve estar no topo das preocupações com a saúde pela população. Se descoberta precocemente, a doença pode ser monitorada, evitando danos maiores à saúde e possibilitando qualidade de vida aos pacientes”, Marly Uellendahl Cardiologista e escritora de artigos do site Medicando.com - Site sobre saúde e revista.