SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Hipertensão arterial sistêmica
INTRODUÇÃO ,[object Object]
 A pressão alta está relacionada com a quantidade de sangue que o coração bombeia e a resistência das artérias ao fluxo sanguíneo.,[object Object],[object Object]
 Este processo gera uma sobrecarga ao coração, comprometendo sua função a longo prazo.
 É possível ter a pressão arterial elevada durante anos sem apresentar nenhum sintoma.
 A hipertensão arterial não controlada aumenta o risco de problemas de saúde graves, incluindo ataque cardíaco e derrame.,[object Object]
CAUSAS ,[object Object],Defeitos congênitos do coração Uso de anticoncepcionais orais Medicações utilizadas para gripe Anormalidades nos rins Uso de cocaína  Uso de anfetaminas
SINTOMAS ,[object Object]
 Estes sintomas são mais frequentes durante as crises hipertensivas, causadas por aumentos bruscos dos valores de pressão arterial. Palpitações e dor no peito, além de falta de ar e inchaço nos membros inferiores, sugerem comprometimento cardíaco e maior gravidade da doença.,[object Object],[object Object]
 A pressão arterial é considerada normal quando a pressão máxima do coração (sistólica) não ultrapassar 120 milímetros por mercúrio (mmHg) e a mínima das artérias (diastólica) não ultrapassar 80 mmHg.
 O teste ergométrico também verifica o comportamento da pressão antes, durante e após o esforço físico, porém a monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA), que efetua medidas de seus valores por 24 horas ao longo das atividades cotidianas e durante o sono,  é um dos recursos mais usados para confirmar o diagnóstico de HAS. Em determinados casos pode ser útil uma avaliação psicológica, bem como do nível de estresse do paciente.
TRATAMENTO ,[object Object]
 Somente o especialista poderá orientar o paciente em relação aos procedimentos adequados e ao uso de remédios.,[object Object]
 Medicações anti-hipertensivas são indicadas sempre que necessário. O tratamento deve ser monitorizado regularmente pelo médico, que determina o medicamento mais indicado de acordo com a gravidade e os fatores de risco de cada paciente. 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Professor Robson
 
Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)
Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)
Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)Danilo Alves
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterialivanaferraz
 
Hipertensão arterial e diabetes mellitus
Hipertensão arterial e diabetes mellitusHipertensão arterial e diabetes mellitus
Hipertensão arterial e diabetes mellitusLUNATH
 
Hipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigosHipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigosFelipe De Castro
 
HAS - Hipertensão Arterial Sistêmica
HAS - Hipertensão Arterial SistêmicaHAS - Hipertensão Arterial Sistêmica
HAS - Hipertensão Arterial SistêmicaMarcelo Nascimento
 
Hipertensao arterial
Hipertensao arterialHipertensao arterial
Hipertensao arterialEllen Santos
 
Hipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão altaHipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão altakarol_ribeiro
 
Hipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MSHipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MSArquivo-FClinico
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonProfessor Robson
 
Crise hipertensiva
Crise hipertensivaCrise hipertensiva
Crise hipertensivaresenfe2013
 
Hiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
Hiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas FontesHiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
Hiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas FontesLucas Fontes
 
Hipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor RobsonHipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor RobsonProfessor Robson
 
Hipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idososHipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idososTassia Lemos
 

Mais procurados (20)

Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
 
Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)
Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)
Seminário integrado - Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
 
Hipertensão arterial e diabetes mellitus
Hipertensão arterial e diabetes mellitusHipertensão arterial e diabetes mellitus
Hipertensão arterial e diabetes mellitus
 
Hipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigosHipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigos
 
Apresentação hipertensão
Apresentação hipertensãoApresentação hipertensão
Apresentação hipertensão
 
HAS - Hipertensão Arterial Sistêmica
HAS - Hipertensão Arterial SistêmicaHAS - Hipertensão Arterial Sistêmica
HAS - Hipertensão Arterial Sistêmica
 
Hipertensao arterial
Hipertensao arterialHipertensao arterial
Hipertensao arterial
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
 
Hipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão altaHipertensão arterial ou pressão alta
Hipertensão arterial ou pressão alta
 
Hipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MSHipertensão arterial - MS
Hipertensão arterial - MS
 
Aula hipertensão
Aula hipertensãoAula hipertensão
Aula hipertensão
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
 
Crise hipertensiva
Crise hipertensivaCrise hipertensiva
Crise hipertensiva
 
Diabetes mellitus
Diabetes mellitusDiabetes mellitus
Diabetes mellitus
 
Apresentação diabetes mellitus
Apresentação diabetes mellitusApresentação diabetes mellitus
Apresentação diabetes mellitus
 
Hiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
Hiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas FontesHiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
Hiperdia No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
 
Hipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor RobsonHipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor Robson
 
Hipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idososHipertensão arterial em idosos
Hipertensão arterial em idosos
 
Distúrbios Cardíacos
 Distúrbios Cardíacos Distúrbios Cardíacos
Distúrbios Cardíacos
 

Semelhante a Hipertensão arterial sistêmica

Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaDenise Selegato
 
Hipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completoHipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completoTookmed
 
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdfAula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdfGiza Carla Nitz
 
1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptx
1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptx1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptx
1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptxFbioMFernandes
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensãoTony
 
Epidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterialEpidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterialElizabeth Medeiros
 
Introducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdf
Introducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdfIntroducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdf
Introducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdfJoana Darc Calado
 
Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...
Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...
Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...Lana Delly Nascimento
 
1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppttercio7
 
Hipertensao_para_Leigos.pdf
Hipertensao_para_Leigos.pdfHipertensao_para_Leigos.pdf
Hipertensao_para_Leigos.pdfjuniorcef
 
Jean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensãoJean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensãoJean Moreira
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesssuser0b1656
 
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?Clínica Lares
 
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdfGustavoWallaceAlvesd
 

Semelhante a Hipertensão arterial sistêmica (20)

Apresentação hipertensão
Apresentação hipertensãoApresentação hipertensão
Apresentação hipertensão
 
Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial Sistêmica
 
Hipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completoHipertensão Arterial manual completo
Hipertensão Arterial manual completo
 
Hipertensão arterial
Hipertensão arterialHipertensão arterial
Hipertensão arterial
 
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdfAula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptx
1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptx1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptx
1° série -Hipertensao_para_Leigos.pptx
 
Hipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.pptHipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.ppt
 
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão1º ano doenças cardiacas e hipertensão
1º ano doenças cardiacas e hipertensão
 
HipertensãO
HipertensãOHipertensãO
HipertensãO
 
Epidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterialEpidemiologia da-hipertensao-arterial
Epidemiologia da-hipertensao-arterial
 
Introducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdf
Introducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdfIntroducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdf
Introducao-as-doencas-do-sistema-cardiovascular gamma.pdf
 
Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...
Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...
Hipertensão-caso clínico,conceito, estrutura anatômica afetada,etiologia,acha...
 
1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt
 
Hipertensao_para_Leigos.pdf
Hipertensao_para_Leigos.pdfHipertensao_para_Leigos.pdf
Hipertensao_para_Leigos.pdf
 
Jean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensãoJean o que é hipertensão
Jean o que é hipertensão
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
 
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?
 
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
02 Afecções Do Sistema Cardiocirculatorio.pdf
 
aulas
 aulas aulas
aulas
 

Mais de Laboratório Sérgio Franco

Mais de Laboratório Sérgio Franco (20)

Mudamos!
Mudamos!Mudamos!
Mudamos!
 
Cancer de próstata
Cancer de próstataCancer de próstata
Cancer de próstata
 
Apresentação trombose venosa profunda
Apresentação trombose venosa profundaApresentação trombose venosa profunda
Apresentação trombose venosa profunda
 
Apresentação toxoplasmose
Apresentação toxoplasmoseApresentação toxoplasmose
Apresentação toxoplasmose
 
Apresentação tétano
Apresentação tétanoApresentação tétano
Apresentação tétano
 
Apresentação síndrome nefrótica
Apresentação síndrome nefróticaApresentação síndrome nefrótica
Apresentação síndrome nefrótica
 
Apresentação síndrome metabólica
Apresentação síndrome metabólicaApresentação síndrome metabólica
Apresentação síndrome metabólica
 
Apresentação rubéola
Apresentação rubéolaApresentação rubéola
Apresentação rubéola
 
Apresentação rinite alérgica
Apresentação rinite alérgicaApresentação rinite alérgica
Apresentação rinite alérgica
 
Apresentação retocolite
Apresentação retocoliteApresentação retocolite
Apresentação retocolite
 
Apresentação pneumonia
Apresentação pneumoniaApresentação pneumonia
Apresentação pneumonia
 
Apresentação mononucleose
Apresentação mononucleoseApresentação mononucleose
Apresentação mononucleose
 
Apresentação miocardite
Apresentação miocarditeApresentação miocardite
Apresentação miocardite
 
Apresentação micose
Apresentação micoseApresentação micose
Apresentação micose
 
Apresentação miastenia
Apresentação miasteniaApresentação miastenia
Apresentação miastenia
 
Apresentação meningite
Apresentação meningiteApresentação meningite
Apresentação meningite
 
Apresentação lupus
Apresentação lupusApresentação lupus
Apresentação lupus
 
Apresentação leucemia
Apresentação leucemiaApresentação leucemia
Apresentação leucemia
 
Apresentação insuficiência renal crônica
Apresentação insuficiência renal crônicaApresentação insuficiência renal crônica
Apresentação insuficiência renal crônica
 
Apresentação infarto
Apresentação infartoApresentação infarto
Apresentação infarto
 

Último

relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfivana Sobrenome
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................paulo222341
 
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxAULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxmikashopassos123
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfvejic16888
 

Último (9)

relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxAULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 

Hipertensão arterial sistêmica

  • 2.
  • 3.
  • 4. Este processo gera uma sobrecarga ao coração, comprometendo sua função a longo prazo.
  • 5. É possível ter a pressão arterial elevada durante anos sem apresentar nenhum sintoma.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10. A pressão arterial é considerada normal quando a pressão máxima do coração (sistólica) não ultrapassar 120 milímetros por mercúrio (mmHg) e a mínima das artérias (diastólica) não ultrapassar 80 mmHg.
  • 11. O teste ergométrico também verifica o comportamento da pressão antes, durante e após o esforço físico, porém a monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA), que efetua medidas de seus valores por 24 horas ao longo das atividades cotidianas e durante o sono, é um dos recursos mais usados para confirmar o diagnóstico de HAS. Em determinados casos pode ser útil uma avaliação psicológica, bem como do nível de estresse do paciente.
  • 12.
  • 13.
  • 14. Medicações anti-hipertensivas são indicadas sempre que necessário. O tratamento deve ser monitorizado regularmente pelo médico, que determina o medicamento mais indicado de acordo com a gravidade e os fatores de risco de cada paciente. 
  • 15.
  • 16. Prática regular de atividade física
  • 17.
  • 18. A obesidade é um dos maiores fatores de risco para o desenvolvimento da HAS.
  • 19. Mulheres que utilizam anticoncepcional oral ou terapia de reposição hormonal devem ficar atentas quanto ao risco de elevação da pressão arterial. 
  • 20. Consulte sempre o seu médico. Fontes:  www.fen.ufg.br/revista/revista6.../03_Original.html www.pmf.sc.gov.br/saude/.../hipertensao_arterial_sistemica.ppt www.manuaisdecardiologia.med.br/.../has_Page1061.htm     Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ) Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)