SlideShare uma empresa Scribd logo
Eduardo Ottonelli Pithan
Grupo Vagalumes – Novo Hamburgo
E-mail: eduardopithan64@gmail.com
Facebook: facebook.com/Eduardoo.pithan
82042277
Referências Bibliográficas
EVANGELHO SEGUNDO ESPIRITISMO, Allan
Kardec, Cap VII.
HÁ DOIS MIL ANOS, Emannuel, por Chico Xavier
CINQUENTA ANOS DEPOIS, Emannuel, por Chico
Xavier
LIVRO DOS ESPÍRITOS, Questões 24, 180, 189,
220, 365 e 780
Nos estudos anteriores
Capítulo 1 – Não vim destruir a lei
Capítulo 2 – Meu Reino não é deste mundo
Capítulo 3 – Há muitas moradas na casa de meu Pai
Capítulo 4 – É preciso nascer e nascer de novo –
reencarnação
Capítulo 5 - Justiça Das Aflições, Causas e motivos de
resignação
O Cristo Consolador
Evangelho Segundo o Espiritismo
Neste capítulo
O que é preciso entender por pobre de espírito
Todo aquele que se eleva será rebaixado
Mistérios ocultos aos sábios e presunçosos
Orgulho e a humildade
Missão do Homem inteligente na terra
Capítulo VII – O que é preciso entender
por pobre de espírito
“Bem-aventurados os pobres de espírito, porque
deles é o Reino dos céus.”
Jesus (São Mateus, 5: 3)
Por pobres de espírito, Jesus não se refere aos homens
desprovidos de inteligência, mas sim aos humildes.
POBRES DE ESPÍRITO = HUMILDES
O reino dos céus é para os humildes e não para os
orgulhosos. JESUS
Os homens cultos e inteligentes, segundo o mundo, fazem
geralmente tão elevada opinião de si mesmos e de sua própria
superioridade, que consideram as coisas divinas como indignas de
sua atenção a tal ponto que chegam até mesmo negar a
Divindade.
Se não admitem o mundo invisível e um poder extra humano, não é
porque isso esteja fora do seu alcance, mas porque o seu orgulho
se revolta à ideia de alguma coisa a que não possam sobrepor-se,
e que os faria descer do seu pedestal.
Ao dizer que o Reino dos Céus é para os simples. Jesus ensina que
ninguém será nele admitido sem a SIMPLICIDADE DE CORAÇÃO e a
HUMILDADE DE ESPÍRITO.
Capítulo VII – O que é preciso entender
por pobre de espírito
Regra da Humildade no Reino de Deus
5. E aconteceu que, entrando Jesus, num sábado, em casa de um
dos principais fariseus, a tomar a sua refeição, ainda eles o estavam
ali observando. E notando como os convidados escolhiam os
primeiros assentos à mesa, propôs-lhes esta parábola: Quando fores
convidado a alguma boda, não te assentes no primeiro lugar, porque
pode ser que esteja ali outra pessoa, mais considerada que tu,
convidada pelo dono da casa, e que, vindo este, que convidou a ti e a
ele, te diga: Dá o teu lugar a este; e tu, envergonhado, irás buscar o
último lugar. Mas, quando fores convidado, vai tomar o último lugar,
para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, senta-te
mais para cima. Servir-te-á isto então de glória, na presença dos que
estiverem juntamente sentados à mesa.
Porque todo aquele que se rebaixa será elevado, e todo aquele que
se eleva será rebaixado. (Lucas, 14:1, 7 a 11)
Capítulo VII – Todo aquele que se
eleva será rebaixado.
Capítulo VII – Todo aquele que se
eleva será rebaixado.
O Espiritismo vem confirmar a teoria pelo exemplo, ao mostrar que
os grandes no mundo dos Espíritos são os que foram pequenos na
Terra, e que frequentemente são bem pequenos os que foram
grandes e poderosos.
É que os primeiros, os pequenos, levaram consigo, ao morrer,
aquilo que unicamente constitui a verdadeira grandeza no céu, e
que nunca se perde: as virtudes; enquanto os outros, os ditos
grandes, tiveram de deixar aquilo que os fazia grandes na Terra, e
que não se pode levar: a fortuna, os títulos, a glória, a linhagem.
Dois tipos de homens
Enquanto a HUMILDADE é um ato de obediência
à vontade de Deus, o ORGULHO é um ato de
revolta
HUMILDES
• Virtudes
• Simplicidade
de coração
• Humildade
de espírito
ORGULHOSOS
• Fortuna
• Títulos
• Glórias
• Linhagem
Capítulo VII – Mistérios ocultos aos
sábios e aos presunçosos.
Então Jesus disse estas palavras: “Eu vos rendo glória
meu Pai, Senhor do céu e da terra, por ter ocultado
essas coisas aos sábios e aos presunçosos, e por tê-
las revelado aos simples e pequeninos”
(Mateus, 11:25.)
O mesmo acontece hoje com as grandes verdades reveladas pelo
Espiritismo. Certos incrédulos se admiram de que os Espíritos se esforcem
tão pouco para os convencer. É que eles se ocupam dos que buscam a luz
com boa-fé e humildade.
Conserve-se pura aos olhos de DEUS, se não quiser que seu anjo da
Guarda se retire e volte para Ele, escondendo o rosto com suas asas
brancas, pois se ele a abandonar neste mundo, com os seus remorsos,
deixando-a sem guia e sem apoio, estará perdida; restará apenas aguardar
a punição reparadora quando retornar ao Mundo Espiritual.
Todos aqueles que sofrem com as injustiças dos homens, sejam
tolerantes para com as faltas de seus irmãos, lembrando que vocês
também não estão isentos de culpa. Isto é ser Caridoso e Humilde.
Sede generosos e caridosos, sem ostentação. Quer dizer: fazei o bem com
humildade
Capítulo VII – Mistérios ocultos aos
sábios e aos presunçosos.
A HUMILDADE iguala as criaturas, mostrando que todos são
irmãos, que devem se ajudar mutuamente e as conduz ao bem.
O ORGULHO é o terrível adversário da humildade.
RICO! Enquanto você dorme em seus aposentos dourados, ao
abrigo do frio, milhares de irmãos, iguais a você, dormem na
sarjeta. O infeliz que passa fome também é seu semelhante!
(...)Quem garante que você outrora também não foi um
miserável como ele? Que não pediu esmola? Que não pedirá
um dia, a esse mesmo que hoje esta sendo desprezado por
você?
ORGULHOSO! Os títulos e os nomes nada modificam o corpo,
pois neles também irão para o túmulo e não garantirão a você a
felicidade prometida aos eleitos.
Capítulo VII – O Orgulho e a
Humildade.
TODOS aqueles que sofrem com as justiças dos
homens, sejam tolerantes para com as faltas de seus
irmãos, lembrando que vocês também não estão
isentos de culpa. Isso é ser CARIDOSO e também
HUMILDE!
Despertem para a realidade, meus irmãos, meus
amigos! Que a voz dos espíritos toque o coração de
todos. Sejam generosos e caridosos, mas sem
ostentação, ou seja, façam o bem com humildade.
Capítulo VII – O Orgulho e a
Humildade.
(...) Quando o orgulho atinge o seu limite, é indício de
queda próxima, pois Deus nunca deixa de castigar os
arrogantes. Se às vezes Ele permite que os orgulhosos
subam, é para que eles tenham tempo de refletir e
procurem se corrigir. Porém, se eles não se corrigem,
Deus os adverte, de tempos em tempos, com golpes
que são desferidos contra seu orgulho, mas em vez de
se humilharem, eles se revoltam. Assim, quando o
orgulho atinge um determinado limite, Deus intervém
e a queda é tanto mais terrível quanto mais alto
tiverem se elevado.
Capítulo VII – O Orgulho e a
Humildade. “advertência”
Capítulo VII – Missão do Homem
inteligente na terra
Se Deus, nos seus desígnios, vos fez nascer num meio onde
pudestes desenvolver a vossa inteligência, foi por querer que a
usásseis em benefício de todos. Porque é uma missão que Ele vos
dá, pondo em vossas mãos o instrumento com o qual podeis
desenvolver, ao vosso redor, as inteligências retardatárias e conduzi-
las a Deus.
BOM USO DA INTELIGÊNCIA = MISSÃO
QUANDO BEM EMPREGADA, EM FAVOR DOS OUTROS E DE NÓS
MESMOS TRAZ MUITOS MÉRITOS
QUANDO MAL EMPREGADA SERVE COMO INSTRUMENTO DE
ORGULHO, VAIDADE E PERDIÇÃO PARA SI MESMO
CONSEQUENCIAS DO USO DA INTELIGÊNCIA
O Espiritismo nos mostra outra aplicação
desse princípio nas encarnações sucessivas,
onde aqueles que mais se elevaram numa
existência, são abaixados até o último lugar
na existência seguinte, se se deixaram
dominar pelo orgulho e a ambição.
Capítulo VII – Missão do Homem
inteligente na terra
ROMANCES DE CHICO XAVIER
Há dois Mil Anos e Cinquenta anos depois
 Narra os principais fatos da vida do orgulhoso
senador romano Públio Lentulus (que teria sido uma
das encarnações do autor espiritual EMMANUEL),
entre os quais estão o encontro com Jesus, o milagre
da cura, pelo Divino Mestre, da filha que contraíra
lepra e a conversão da esposa, Lívia, ao cristianismo.
Mas Públio não se curva À Jesus, ao contrário
permanece no ORGULHO da sua raça e do seu poder
como Senador e persegue os Cristãos. Sua esposa é
levada a morte nos circos romanos, em sua
homenagem.
 Próxima encarnação ele vem como um Escravo
chamado Nestório.
Dificuldades para o ser humano
evoluir
1. Orgulho (É um ato de rebeldia, é o véu que
encobre a visão)
2. Vaidade (“...todo aquele que se elevar será
rebaixado”. Jesus)
3. Egoísmo (não praticar o bem, pensar
apenas em sí)
4. Incredulidade (Ver para Crer, agir como
Thomé)
9 Qualidades do ser humano
inteligente
1. Simplicidade de Coração (...”todo aquele que se
humilhar e se fizer pequeno como esta
criança será o maior no reino dos céus”. Jesus)
2. Humildade de espirito (“...todo aquele que
quiser ser o maior que seja seu Servidor”.
Jesus)
3. Fé ativa (“Não basta uma virtude passiva; é
preciso uma virtude ativa. Para fazer o bem, é
preciso sempre a ação da vontade. Para fazer
o mal basta apenas, não fazer nada e ficar
indiferentes às coisas que ocorrem.”
Evangelho Segundo o Espitismo, CAP XV,
número 10, Paulo , Apóstolo – Paris, 1860 )
Evolução da fé
Sem
CRENÇA
Com
CRENÇA
Fé
PASSIVA
Fé
ATIVA
E V O L U Ç Ã O
Radicalismo
DIFERENÇA ENTRE FÉ e CRENÇA
DEUS
EU
CRENÇA FÉ
DEUS
próximoJESUS
egoísmo caridadevazio
tristeza depressão
sentido
Alegria de viver
EU
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
(João 14, 6 )
Fé, como deve ser
Confiar na
palavra
que é a FÉ
Agir, por em
prática, que
são as obras
CARIDADE
Ouvir a
moral de
JESUS
9 Qualidades do ser humano
inteligente
4. Praticar a Caridade (“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor!
entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de
meu Pai, que está nos céus”. JESUS)
5. Ser Generoso (Fazer o bem com humildade)
6. Ser Misericordioso, esquecer Ofensas e Perdoar os outros
(“Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros,
perdão das ofensas.” Livro dos Espíritos questão 886)
7. Ser Paciente e tolerante (você pode usar a paciência como uma virtude
ativa, que lhe dará serenidade para providenciar a solução de problemas
evitando tensões excessivas, irritação, cólera, ódio, medo, depressão e
angústia, permitindo que você saia de situações aflitivas aprendendo e
progredindo espiritualmente. Dizem os dicionários que a paciência é: "o
estado de perseverança tranquila". Portanto, diante de situações adversas e
aflitivas é indispensável manter o equilíbrio emocional e agir ou reagir com
serenidade.)
8. Ser Perseverante (Evoluir é quando a gente se dispõe a aprender
com os erros – errar é da nossa condição atual)
9. Saber usar a inteligência para o bem comum
Livro dos Espíritos
Livro dos Espíritos
24. Espírito é sinônimo de inteligência?
“A inteligência é um atributo essencial do Espírito.
Uma e outro, porém, se confundem num princípio
comum, de sorte que, para vós, são a mesma coisa.”
O QUE CARACTERIZA O ESPÍRITO É A INTELIGÊNCIA
Livro dos Espíritos
180. Passando deste planeta para outro, conserva o
Espírito a inteligência que aqui tinha?
“Sem dúvida; a inteligência não se perde. Pode,
porém, acontecer que ele não disponha dos mesmos
meios para manifestá-la, dependendo isto da sua
superioridade e das condições do corpo que tomar.”
Livro dos Espíritos
189. Desde o início de sua formação, goza o Espírito da
plenitude de suas faculdades?
“Não, pois que para o Espírito, como para o homem, também
há infância. Em sua origem, a vida do Espírito é apenas
instintiva. Ele mal tem consciência de si mesmo e de seus atos.
A inteligência só pouco a pouco se desenvolve.”
220. Pode o Espírito, mudando de corpo, perder algumas
faculdades intelectuais, deixar de ter, por exemplo, o gosto
das artes?
“Sim, desde que conspurcou a sua inteligência ou a utilizou
mal. Depois, uma faculdade qualquer pode permanecer
adormecida durante uma existência, por querer o Espírito
exercitar outra, que nenhuma relação tem com aquela. Essa,
então, fica em estado latente, para reaparecer mais tarde.”
Livro dos Espíritos
365. Por que é que alguns homens muito inteligentes,
o que indica acharem-se encarnados neles Espíritos
superiores, são ao mesmo tempo profundamente
viciosos?
“É que não são ainda bastante puros os Espíritos
encarnados nesses homens, que, então, e por isso,
cedem à influência de outros Espíritos mais imperfeitos.
O Espírito progride em insensível marcha ascendente,
mas o progresso não se efetua simultaneamente em
todos os sentidos. Durante um período da sua
existência, ele se adianta em ciência; durante outro, em
moralidade.”
Inteligência e moral
Livro dos Espíritos
780. O progresso moral acompanha sempre o
progresso intelectual?
“Decorre deste, mas nem sempre o segue
imediatamente.”
a) - Como pode o progresso intelectual engendrar o
progresso moral?
“Fazendo compreensíveis o bem e o mal. O homem,
desde então, pode escolher. O desenvolvimento do
livre-arbítrio acompanha o da inteligência e aumenta
a responsabilidade dos atos.”
FIM.
GRATO PELA ATENÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direitagmo1973
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãogmo1973
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráLisete B.
 
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Denise Aguiar
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)Jorge Luiz dos Santos
 
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De RosaRosana De Rosa
 
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafiosO espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafiosIzabel Cristina Fonseca
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareAlmir Silva
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Clair Bianchini
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosEduardo Ottonelli Pithan
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituaisLisete B.
 
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeRicardo Azevedo
 

Mais procurados (20)

Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
Ensaio teórico das sensações e percepções dos Espíritos.
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
 
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
 
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafiosO espiritismo e a família contemporânea , desafios
O espiritismo e a família contemporânea , desafios
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado Aquele que se eleva será rebaixado
Aquele que se eleva será rebaixado
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
 
Os sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntariosOs sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntarios
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
Sede perfeitos
 
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtude
 
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
 
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A LeiCap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
 

Semelhante a Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de espírito

Humildade, a primeira virtude - 2a. edição
Humildade, a primeira virtude - 2a. ediçãoHumildade, a primeira virtude - 2a. edição
Humildade, a primeira virtude - 2a. ediçãoRicardo Azevedo
 
Missão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terraMissão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terraEduardo Ottonelli Pithan
 
Evangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixado
Evangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixadoEvangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixado
Evangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixadoPatricia Farias
 
Evangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espirito
Evangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espiritoEvangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espirito
Evangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espiritoPatricia Farias
 
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12Patricia Farias
 
Evangelho cap7 item11 - Bem aventurados os pobres de espírito
Evangelho cap7 item11 - Bem aventurados os  pobres de espíritoEvangelho cap7 item11 - Bem aventurados os  pobres de espírito
Evangelho cap7 item11 - Bem aventurados os pobres de espíritoPatricia Farias
 
Pobres de espírito
Pobres de espíritoPobres de espírito
Pobres de espíritoFatoze
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoEduardo Ottonelli Pithan
 
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidadeSeminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidadeGraça Maciel
 
Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10
Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10
Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10Patricia Farias
 
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMariana Alves
 
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMariana Alves
 
Mais além do eu olhar luiz sérgio
Mais além do eu olhar luiz sérgioMais além do eu olhar luiz sérgio
Mais além do eu olhar luiz sérgioMariana Alves
 
Mais além do meu olhar luiz sérgio
Mais além do meu olhar luiz sérgioMais além do meu olhar luiz sérgio
Mais além do meu olhar luiz sérgioMariana Alves
 
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMariana Alves
 
Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.levibanez
 

Semelhante a Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de espírito (20)

Humildade, a primeira virtude - 2a. edição
Humildade, a primeira virtude - 2a. ediçãoHumildade, a primeira virtude - 2a. edição
Humildade, a primeira virtude - 2a. edição
 
Missão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terraMissão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terra
 
Evangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixado
Evangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixadoEvangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixado
Evangelho Cap.7 item5 - Aquele que se eleva será rebaixado
 
Estudos do evangelho11
Estudos do evangelho11Estudos do evangelho11
Estudos do evangelho11
 
LE 893 ESE_cap13_item11
LE 893 ESE_cap13_item11LE 893 ESE_cap13_item11
LE 893 ESE_cap13_item11
 
esciritismo3.pdf
esciritismo3.pdfesciritismo3.pdf
esciritismo3.pdf
 
Evangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espirito
Evangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espiritoEvangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espirito
Evangelho Cap7 item1 - Bem aventurados os pobres de espirito
 
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
Livro dos espiritos Q225 Evangelho16 12
 
Evangelho cap7 item11 - Bem aventurados os pobres de espírito
Evangelho cap7 item11 - Bem aventurados os  pobres de espíritoEvangelho cap7 item11 - Bem aventurados os  pobres de espírito
Evangelho cap7 item11 - Bem aventurados os pobres de espírito
 
Pobres de espírito
Pobres de espíritoPobres de espírito
Pobres de espírito
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidadeSeminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
 
Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10
Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10
Livro dos Espiritos Q238 ESE cap17 item10
 
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
 
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
 
Mais além do eu olhar luiz sérgio
Mais além do eu olhar luiz sérgioMais além do eu olhar luiz sérgio
Mais além do eu olhar luiz sérgio
 
Mais além do meu olhar luiz sérgio
Mais além do meu olhar luiz sérgioMais além do meu olhar luiz sérgio
Mais além do meu olhar luiz sérgio
 
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgioMais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
Mais além do_meu_olhar_-_luiz_sérgio
 
Le 814 ese_cap11_item10
Le 814 ese_cap11_item10Le 814 ese_cap11_item10
Le 814 ese_cap11_item10
 
Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.Cristo é a_nossa_suficiencia.
Cristo é a_nossa_suficiencia.
 

Mais de Eduardo Ottonelli Pithan

Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaQue sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaEduardo Ottonelli Pithan
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososEduardo Ottonelli Pithan
 
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmoCapítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmoEduardo Ottonelli Pithan
 
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusEduardo Ottonelli Pithan
 
Capítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meu
Capítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meuCapítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meu
Capítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meuEduardo Ottonelli Pithan
 
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e leiCapítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e leiEduardo Ottonelli Pithan
 
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meuProgressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meuEduardo Ottonelli Pithan
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasEduardo Ottonelli Pithan
 
Fundamentos espiritas e o evangelho de jesus
Fundamentos espiritas e o evangelho de jesusFundamentos espiritas e o evangelho de jesus
Fundamentos espiritas e o evangelho de jesusEduardo Ottonelli Pithan
 

Mais de Eduardo Ottonelli Pithan (20)

Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaQue sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
 
Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
 
Amem seus inimigos
Amem seus inimigosAmem seus inimigos
Amem seus inimigos
 
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmoCapítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
Capítulo XI do evangelho Segundo o Espiritismo Amar ao próximo como a si mesmo
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
 
Capítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meu
Capítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meuCapítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meu
Capítulo 3 ESE - Há muitas moradas na casa de meu
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e leiCapítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meuProgressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
Progressão dos Mundos e dos Espíritos: Há muitas moradas na casa de meu
 
Livre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espíritaLivre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espírita
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
 
Fundamentos espiritas e o evangelho de jesus
Fundamentos espiritas e o evangelho de jesusFundamentos espiritas e o evangelho de jesus
Fundamentos espiritas e o evangelho de jesus
 
Homossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espiritaHomossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espirita
 
Caminhos, na ótica espírita
Caminhos, na ótica espíritaCaminhos, na ótica espírita
Caminhos, na ótica espírita
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
 

Último

Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2emprego2
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]ESCRIBA DE CRISTO
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.pptNuno724230
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...edsonjsmarques
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfFrancisco Baptista
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 

Último (10)

Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 

Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de espírito

  • 1. Eduardo Ottonelli Pithan Grupo Vagalumes – Novo Hamburgo E-mail: eduardopithan64@gmail.com Facebook: facebook.com/Eduardoo.pithan 82042277
  • 2. Referências Bibliográficas EVANGELHO SEGUNDO ESPIRITISMO, Allan Kardec, Cap VII. HÁ DOIS MIL ANOS, Emannuel, por Chico Xavier CINQUENTA ANOS DEPOIS, Emannuel, por Chico Xavier LIVRO DOS ESPÍRITOS, Questões 24, 180, 189, 220, 365 e 780
  • 3. Nos estudos anteriores Capítulo 1 – Não vim destruir a lei Capítulo 2 – Meu Reino não é deste mundo Capítulo 3 – Há muitas moradas na casa de meu Pai Capítulo 4 – É preciso nascer e nascer de novo – reencarnação Capítulo 5 - Justiça Das Aflições, Causas e motivos de resignação O Cristo Consolador
  • 4. Evangelho Segundo o Espiritismo
  • 5. Neste capítulo O que é preciso entender por pobre de espírito Todo aquele que se eleva será rebaixado Mistérios ocultos aos sábios e presunçosos Orgulho e a humildade Missão do Homem inteligente na terra
  • 6. Capítulo VII – O que é preciso entender por pobre de espírito “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus.” Jesus (São Mateus, 5: 3) Por pobres de espírito, Jesus não se refere aos homens desprovidos de inteligência, mas sim aos humildes. POBRES DE ESPÍRITO = HUMILDES O reino dos céus é para os humildes e não para os orgulhosos. JESUS
  • 7. Os homens cultos e inteligentes, segundo o mundo, fazem geralmente tão elevada opinião de si mesmos e de sua própria superioridade, que consideram as coisas divinas como indignas de sua atenção a tal ponto que chegam até mesmo negar a Divindade. Se não admitem o mundo invisível e um poder extra humano, não é porque isso esteja fora do seu alcance, mas porque o seu orgulho se revolta à ideia de alguma coisa a que não possam sobrepor-se, e que os faria descer do seu pedestal. Ao dizer que o Reino dos Céus é para os simples. Jesus ensina que ninguém será nele admitido sem a SIMPLICIDADE DE CORAÇÃO e a HUMILDADE DE ESPÍRITO. Capítulo VII – O que é preciso entender por pobre de espírito
  • 8. Regra da Humildade no Reino de Deus 5. E aconteceu que, entrando Jesus, num sábado, em casa de um dos principais fariseus, a tomar a sua refeição, ainda eles o estavam ali observando. E notando como os convidados escolhiam os primeiros assentos à mesa, propôs-lhes esta parábola: Quando fores convidado a alguma boda, não te assentes no primeiro lugar, porque pode ser que esteja ali outra pessoa, mais considerada que tu, convidada pelo dono da casa, e que, vindo este, que convidou a ti e a ele, te diga: Dá o teu lugar a este; e tu, envergonhado, irás buscar o último lugar. Mas, quando fores convidado, vai tomar o último lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, senta-te mais para cima. Servir-te-á isto então de glória, na presença dos que estiverem juntamente sentados à mesa. Porque todo aquele que se rebaixa será elevado, e todo aquele que se eleva será rebaixado. (Lucas, 14:1, 7 a 11) Capítulo VII – Todo aquele que se eleva será rebaixado.
  • 9. Capítulo VII – Todo aquele que se eleva será rebaixado. O Espiritismo vem confirmar a teoria pelo exemplo, ao mostrar que os grandes no mundo dos Espíritos são os que foram pequenos na Terra, e que frequentemente são bem pequenos os que foram grandes e poderosos. É que os primeiros, os pequenos, levaram consigo, ao morrer, aquilo que unicamente constitui a verdadeira grandeza no céu, e que nunca se perde: as virtudes; enquanto os outros, os ditos grandes, tiveram de deixar aquilo que os fazia grandes na Terra, e que não se pode levar: a fortuna, os títulos, a glória, a linhagem.
  • 10. Dois tipos de homens Enquanto a HUMILDADE é um ato de obediência à vontade de Deus, o ORGULHO é um ato de revolta HUMILDES • Virtudes • Simplicidade de coração • Humildade de espírito ORGULHOSOS • Fortuna • Títulos • Glórias • Linhagem
  • 11. Capítulo VII – Mistérios ocultos aos sábios e aos presunçosos. Então Jesus disse estas palavras: “Eu vos rendo glória meu Pai, Senhor do céu e da terra, por ter ocultado essas coisas aos sábios e aos presunçosos, e por tê- las revelado aos simples e pequeninos” (Mateus, 11:25.)
  • 12. O mesmo acontece hoje com as grandes verdades reveladas pelo Espiritismo. Certos incrédulos se admiram de que os Espíritos se esforcem tão pouco para os convencer. É que eles se ocupam dos que buscam a luz com boa-fé e humildade. Conserve-se pura aos olhos de DEUS, se não quiser que seu anjo da Guarda se retire e volte para Ele, escondendo o rosto com suas asas brancas, pois se ele a abandonar neste mundo, com os seus remorsos, deixando-a sem guia e sem apoio, estará perdida; restará apenas aguardar a punição reparadora quando retornar ao Mundo Espiritual. Todos aqueles que sofrem com as injustiças dos homens, sejam tolerantes para com as faltas de seus irmãos, lembrando que vocês também não estão isentos de culpa. Isto é ser Caridoso e Humilde. Sede generosos e caridosos, sem ostentação. Quer dizer: fazei o bem com humildade Capítulo VII – Mistérios ocultos aos sábios e aos presunçosos.
  • 13. A HUMILDADE iguala as criaturas, mostrando que todos são irmãos, que devem se ajudar mutuamente e as conduz ao bem. O ORGULHO é o terrível adversário da humildade. RICO! Enquanto você dorme em seus aposentos dourados, ao abrigo do frio, milhares de irmãos, iguais a você, dormem na sarjeta. O infeliz que passa fome também é seu semelhante! (...)Quem garante que você outrora também não foi um miserável como ele? Que não pediu esmola? Que não pedirá um dia, a esse mesmo que hoje esta sendo desprezado por você? ORGULHOSO! Os títulos e os nomes nada modificam o corpo, pois neles também irão para o túmulo e não garantirão a você a felicidade prometida aos eleitos. Capítulo VII – O Orgulho e a Humildade.
  • 14. TODOS aqueles que sofrem com as justiças dos homens, sejam tolerantes para com as faltas de seus irmãos, lembrando que vocês também não estão isentos de culpa. Isso é ser CARIDOSO e também HUMILDE! Despertem para a realidade, meus irmãos, meus amigos! Que a voz dos espíritos toque o coração de todos. Sejam generosos e caridosos, mas sem ostentação, ou seja, façam o bem com humildade. Capítulo VII – O Orgulho e a Humildade.
  • 15. (...) Quando o orgulho atinge o seu limite, é indício de queda próxima, pois Deus nunca deixa de castigar os arrogantes. Se às vezes Ele permite que os orgulhosos subam, é para que eles tenham tempo de refletir e procurem se corrigir. Porém, se eles não se corrigem, Deus os adverte, de tempos em tempos, com golpes que são desferidos contra seu orgulho, mas em vez de se humilharem, eles se revoltam. Assim, quando o orgulho atinge um determinado limite, Deus intervém e a queda é tanto mais terrível quanto mais alto tiverem se elevado. Capítulo VII – O Orgulho e a Humildade. “advertência”
  • 16. Capítulo VII – Missão do Homem inteligente na terra Se Deus, nos seus desígnios, vos fez nascer num meio onde pudestes desenvolver a vossa inteligência, foi por querer que a usásseis em benefício de todos. Porque é uma missão que Ele vos dá, pondo em vossas mãos o instrumento com o qual podeis desenvolver, ao vosso redor, as inteligências retardatárias e conduzi- las a Deus. BOM USO DA INTELIGÊNCIA = MISSÃO QUANDO BEM EMPREGADA, EM FAVOR DOS OUTROS E DE NÓS MESMOS TRAZ MUITOS MÉRITOS QUANDO MAL EMPREGADA SERVE COMO INSTRUMENTO DE ORGULHO, VAIDADE E PERDIÇÃO PARA SI MESMO
  • 17. CONSEQUENCIAS DO USO DA INTELIGÊNCIA O Espiritismo nos mostra outra aplicação desse princípio nas encarnações sucessivas, onde aqueles que mais se elevaram numa existência, são abaixados até o último lugar na existência seguinte, se se deixaram dominar pelo orgulho e a ambição. Capítulo VII – Missão do Homem inteligente na terra
  • 18. ROMANCES DE CHICO XAVIER Há dois Mil Anos e Cinquenta anos depois  Narra os principais fatos da vida do orgulhoso senador romano Públio Lentulus (que teria sido uma das encarnações do autor espiritual EMMANUEL), entre os quais estão o encontro com Jesus, o milagre da cura, pelo Divino Mestre, da filha que contraíra lepra e a conversão da esposa, Lívia, ao cristianismo. Mas Públio não se curva À Jesus, ao contrário permanece no ORGULHO da sua raça e do seu poder como Senador e persegue os Cristãos. Sua esposa é levada a morte nos circos romanos, em sua homenagem.  Próxima encarnação ele vem como um Escravo chamado Nestório.
  • 19. Dificuldades para o ser humano evoluir 1. Orgulho (É um ato de rebeldia, é o véu que encobre a visão) 2. Vaidade (“...todo aquele que se elevar será rebaixado”. Jesus) 3. Egoísmo (não praticar o bem, pensar apenas em sí) 4. Incredulidade (Ver para Crer, agir como Thomé)
  • 20. 9 Qualidades do ser humano inteligente 1. Simplicidade de Coração (...”todo aquele que se humilhar e se fizer pequeno como esta criança será o maior no reino dos céus”. Jesus) 2. Humildade de espirito (“...todo aquele que quiser ser o maior que seja seu Servidor”. Jesus) 3. Fé ativa (“Não basta uma virtude passiva; é preciso uma virtude ativa. Para fazer o bem, é preciso sempre a ação da vontade. Para fazer o mal basta apenas, não fazer nada e ficar indiferentes às coisas que ocorrem.” Evangelho Segundo o Espitismo, CAP XV, número 10, Paulo , Apóstolo – Paris, 1860 )
  • 22. DIFERENÇA ENTRE FÉ e CRENÇA DEUS EU CRENÇA FÉ DEUS próximoJESUS egoísmo caridadevazio tristeza depressão sentido Alegria de viver EU Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14, 6 )
  • 23. Fé, como deve ser Confiar na palavra que é a FÉ Agir, por em prática, que são as obras CARIDADE Ouvir a moral de JESUS
  • 24. 9 Qualidades do ser humano inteligente 4. Praticar a Caridade (“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus”. JESUS) 5. Ser Generoso (Fazer o bem com humildade) 6. Ser Misericordioso, esquecer Ofensas e Perdoar os outros (“Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas.” Livro dos Espíritos questão 886) 7. Ser Paciente e tolerante (você pode usar a paciência como uma virtude ativa, que lhe dará serenidade para providenciar a solução de problemas evitando tensões excessivas, irritação, cólera, ódio, medo, depressão e angústia, permitindo que você saia de situações aflitivas aprendendo e progredindo espiritualmente. Dizem os dicionários que a paciência é: "o estado de perseverança tranquila". Portanto, diante de situações adversas e aflitivas é indispensável manter o equilíbrio emocional e agir ou reagir com serenidade.) 8. Ser Perseverante (Evoluir é quando a gente se dispõe a aprender com os erros – errar é da nossa condição atual) 9. Saber usar a inteligência para o bem comum
  • 26. Livro dos Espíritos 24. Espírito é sinônimo de inteligência? “A inteligência é um atributo essencial do Espírito. Uma e outro, porém, se confundem num princípio comum, de sorte que, para vós, são a mesma coisa.” O QUE CARACTERIZA O ESPÍRITO É A INTELIGÊNCIA
  • 27. Livro dos Espíritos 180. Passando deste planeta para outro, conserva o Espírito a inteligência que aqui tinha? “Sem dúvida; a inteligência não se perde. Pode, porém, acontecer que ele não disponha dos mesmos meios para manifestá-la, dependendo isto da sua superioridade e das condições do corpo que tomar.”
  • 28. Livro dos Espíritos 189. Desde o início de sua formação, goza o Espírito da plenitude de suas faculdades? “Não, pois que para o Espírito, como para o homem, também há infância. Em sua origem, a vida do Espírito é apenas instintiva. Ele mal tem consciência de si mesmo e de seus atos. A inteligência só pouco a pouco se desenvolve.” 220. Pode o Espírito, mudando de corpo, perder algumas faculdades intelectuais, deixar de ter, por exemplo, o gosto das artes? “Sim, desde que conspurcou a sua inteligência ou a utilizou mal. Depois, uma faculdade qualquer pode permanecer adormecida durante uma existência, por querer o Espírito exercitar outra, que nenhuma relação tem com aquela. Essa, então, fica em estado latente, para reaparecer mais tarde.”
  • 29. Livro dos Espíritos 365. Por que é que alguns homens muito inteligentes, o que indica acharem-se encarnados neles Espíritos superiores, são ao mesmo tempo profundamente viciosos? “É que não são ainda bastante puros os Espíritos encarnados nesses homens, que, então, e por isso, cedem à influência de outros Espíritos mais imperfeitos. O Espírito progride em insensível marcha ascendente, mas o progresso não se efetua simultaneamente em todos os sentidos. Durante um período da sua existência, ele se adianta em ciência; durante outro, em moralidade.” Inteligência e moral
  • 30. Livro dos Espíritos 780. O progresso moral acompanha sempre o progresso intelectual? “Decorre deste, mas nem sempre o segue imediatamente.” a) - Como pode o progresso intelectual engendrar o progresso moral? “Fazendo compreensíveis o bem e o mal. O homem, desde então, pode escolher. O desenvolvimento do livre-arbítrio acompanha o da inteligência e aumenta a responsabilidade dos atos.”