SlideShare uma empresa Scribd logo
2 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO

                                                    Pensamento                                                           Kátia Ricardi
DIÁRIO DA REGIÃO
                                                APRENDE A RECONHECER
                                                                                                                                                      13 Guilherme Baffi

                                                Todos temos um Espírito
                                                protetor ou anjo da guarda.
                                                Tu não és diferente.
                                                Deus outorgou aos mais adiantados
                                                a tarefa de conduzir aos que se erguem
 Editor-chefe                                   das quedas morais e aos que seguem
 Fabrício Carareto
 fabricio.carareto@diarioweb.com.br             no bom caminho.
 Editora-executiva
                                                Aprende a reconhecer os que velam
 Rita Magalhães                                 por ti. Para isso, é preciso que tenhas
 rita.magalhaes@diarioweb.com.br
                                                o pensamento quieto e o esforço
 Coordenação
 Ligia Ottoboni                                 pelas virtudes do espírito.
 ligia.ottoboni@diarioweb.com.br                Muitas vezes, eles, estão contigo sem que,
 Editor de Bem-Estar e TV                       em tua vida de agitação, perceba-os.
 Igor Galante
 igor.galante@diarioweb.com.br                  Faze um minuto de silêncio, eleva
                                                                                                                         Psicóloga escreve que, para o amor
                                                a Deus uma prece, silencia o coração.
 Editora de Turismo                                                                                                      durar, é preciso que ele seja renovado
 Cecília Demian
 cecilia.demian@diarioweb.com.br
                                                Forças invisíveis assistem-te.                                           a cada dia, e que a liberdade pessoal
                                                                Trecho do livro “Gotas de Sabedoria” (InterVidas)        dos parceiros seja preservada
 Editor de Arte
 César A. Belisário
 cesar.belisario@diarioweb.com.br

                                                    Editorial                                                            Televisão
                                                                                                                                                      16
 Pesquisa de fotos
 Mara Lúcia de Sousa

 Diagramação
 Cristiane Magalhães
                                                                                                                                                     TV Globo/Divulgação




                                                Destinados a amar
 Tratamento de Imagens
 Humberto Pereira e
 Luciana Nardelli

 Matérias
 Agência Estado
 Agência O Globo
 TV Press                                          A reportagem de capa desta edição levanta a ideia de
                                                que todos estamos destinados ao amor. Algo que fica bem
                                                claro nas palavras do conferencista Wagner Borges, autor
                                                da série de livros “Viagem Espiritual”: “Ninguém escapa do
                                                amor. Mesmo naqueles espíritos empedernidos no ódio e na
                                                teimosia, ele opera sutilmente na casa secreta do coração.
                                                Docemente, o amor faz sua morada silenciosa no ser. O
                                                amor é inevitável. Ele não vem. Já está.” O amor é uma
                                                força poderosa, capaz de mudar tudo em nossa vida.
                                                Sempre para melhor. Basta que você saiba cultivá-lo por                  Atriz fala sobre a volta ao trabalho após
                                                meio de “sentimentos parceiros” como afeto, dedicação,                   a gestação. Ela é a protagonista de
                                                cumplicidade, e, principalmente, que não tenha medo do                   “Flor do Caribe”, nova novela das seis
                                                amor. Diz a psicóloga Mara Madureira: “As pessoas têm
                                                medo de amar porque acham que vão perder e sofrer, em                    Turismo
                                                vez de ter medo de viver nessa precariedade afetiva.”
                                                                                                                                                      24      Divulgação



                                                COMPORTAMENTO                         AUTOCONHECIMENTO
                                                Coach Margareth Signorelli            Trabalhe sua espiritualidade,
                                                ensina que os três segredos para      utilize seus talentos, aceite o
                                                a felicidade são agradecer a vida,    outro e preste mais atenção em
                                                ser a fonte do que você precisa       você para se libertar-se do peso
                                                saber que não está só no mundo        que é o ressentimento
                                                Páginas 6 e 7                         Páginas 10 e 11
                                                FAMÍLIA                               AMBIENTE
                                                Especialistas em saúde infantil       Aprenda a se livrar de tudo que
                                                dão dicas do que os pais devem        esteja bloqueando a circulação
                                                fazer para garantir um sono           de boas energias no ambiente
                                                tranquilo para seu bebê, e            doméstico por meio do equilíbrio
                                                consequentemente, para eles           e harmonia do Feng Shui            Dicas para curtir Buenos Aires:
                                                Páginas 8 e 9                         Página 12                          hotéis, parques e restaurantes
DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 3

 Espiritualidade




O QUE HÁ POR TRÁS DO
  MEDO E DA CULPA?             Da aspiração ao progresso espiritual e da prática do serviço altruísta
                                    vêm a energia que indiretamente dissolve qualquer temor
José Trigueirinho Netto                         lece e se firma, quando a pessoa che-            dúvida. Outras pessoas têm a                      perspectiva presente, pode ficar atônita
                                                ga à vibração interior e profunda da             premonição de que vão desencarnar de              diante dessa antecipação. Vê possibilida-
    O medo é, entre outras coisas, o resulta-   alma, o medo tende a desaparecer.                um desses modos, e por isso ficam                 des grandes demais para si, e teme.
do da atividade mental mal-orientada.                                                            apreensivas. Em ambos os casos conse-
Quando a mente é direcionada para a meta            Medo da morte                                gue-se transcender o medo concentran-                  Sentimentos negativos
superior da existência, ele se abranda ou                                                        do a atenção em idéias altruístas e nos
nem surge. Poderíamos dizer que a igno-             É agravado pela ignorância sobre os          meios de colocá-las em prática.                       Medos e sentimentos negativos
rância acerca do que realmente somos em         processos da desencarnação e da restitui-            É no reino humano e no reino animal           alheios podem ser incorporados à nossa au-
essência é que faz surgir o medo, pois nos-     ção dos corpos ao reservatório geral das         que existe o medo da morte. Nos demais            ra sensitiva e tomados como nossos. A
sos sentidos sofrem a pressão da exis-          partículas que compõem toda a substância         reinos da natureza os seres não o conhe-          mente individual tem capacidade para cap-
tência de miríades de seres no univer-          do planeta. É o terror tanto do desligamen-      cem e deixam com naturalidade os corpos,          tar elementos do nível mental coletivo ter-
so e, como ainda não nos percebemos             to do mundo físico quanto da entrada no          para que as partículas que os compunham           restre e transferi-los para si mesma ou para
unidos a eles e parte de uma totalida-          desconhecido. Baseia-se na dúvida com            formem novos, levando consigo os frutos           o próprio cérebro. Também podemos ma-
de, os temos como estranhos e atemori-          respeito à imortalidade do ser, na dificulda-    das experiências feitas.                          nifestar apreensões pelo que está ocorren-
zantes. Influenciados por essa perspec-         de de deixar para trás coisas e pessoas queri-                                                     do não especificamente conosco, mas de
tiva sensorial, vemo-nos como indiví-           das, na lembrança subconsciente de mor-             Medo do futuro                                 modo generalizado. Por exemplo, muitos
duos isolados e não como células de             tes dolorosas ou difíceis tidas em encarna-                                                        hoje estão sentindo a iminente ruína da
uma única Vida. Mas à medida que por            ções pregressas.                                     Pode surgir devido à capacidade               economia no mundo e costumam interpre-
amor nos doamos a alguma causa ou                   A causa principal do medo da morte re-       que a mente tem de visualizar, qualida-           tar isso como algo que seu destino pessoal
serviço altruísta, vamos tomando cons-          side no apego à forma e no pouco contato         de que mais tarde pode dar lugar à vi-            lhe reserva. Neles se redobra, então, o me-
ciência dessa totalidade e o medo vai-          com a alma e com núcleos mais profundos          são intuitiva. Mas, enquanto ainda não            do de sofrer privações, perspectiva que po-
se dissolvendo.                                 da consciência. O temor básico é o de não        expressa esse potencial, a mente proje-           de ser infundada, pois a lei do carma sem-
    Há também um medo atávico que cos-          continuar subsistindo após esse rompi-           ta no presente antecipações e lembran-            pre determina as provas pelas quais cada
tuma emergir do subconsciente de todos          mento da ligação com o mundo externo,            ças, provocando sofrimento.                       um de nós precisa passar, e alguns têm ex-
os membros desta humanidade, origi-             experiência tão necessária.                          Pode ocorrer também de a alma, que vi-        periências opostas às da coletividade a que
nado da memória de experiências vi-                 As mortes por acidente ou por câncer         ve no eterno presente, transmitir à cons-         pertencem. I
vidas em épocas pré-históricas, em              parecem ser as mais temidas. Há quem,            ciência externa lampejos do que lhe é claro
que o ambiente sobre a Terra era                tendo em outras vidas desencarnado as-           a respeito do porvir. Como vê passado, pre-       Extraído do boletim “Sinais de Figueira”, de
                                                                                                                                                   Trigueirinho (www.trigueirinho.org.br). Palestras
por demais inóspito. Esse medo é                sim, ainda o tema; projeta velhas impres-        sente e futuro em um só quadro, tem a ca-
                                                                                                                                                   podem ser ouvidas, gratuitamente, no site:
ainda atuante devido à falta de comu-           sões sobre a vida atual, atraindo então con-     pacidade de propiciar esses vislumbres, pri-      www.iridin.org.br, ou no grupo de estudos que se
nicação livre entre a consciência ex-           dições semelhantes. É que estas, embora          mícias de uma fase ainda não realizada no         reúne às quintas-feiras, às 20 horas, na rua Luiz
terna e o nível supramental do ser.             não previstas para o presente, passam a ser      desenvolvimento da personalidade. A pes-          Nunes da Fonseca, 34, Vila Ercília. Mais
Quando essa comunicação se estabe-              vitalizadas pela própria força do medo e da      soa, condicionada à sua própria e limitada        informações: dgalviolli@gmail.com




                                                                                                                    Quem é
                                                                                                                          José Trigueirinho Netto é
                                                                                                                    filósofo espiritualista, autor de
                                                                                                                    77 livros, com cerca de 2,5
                                                                                                                    milhões de exemplares
                                                                                                                    publicados até o momento, e
                                                                                                                    mais de 1,7 mil palestras
                                                                                                                    gravadas ao vivo
4 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO

 Relacionamento




A FORÇA DO AMOR                    Gisele Bortoleto                     de ser muita coisa, possivelmen-     sia, ele opera sutilmente na ca-   aprendizado, ressalta.
Todos estamos                                                           te paixão, menos amor.               sa secreta do coração. Docemen-        Sim, todos estamos destina-
                                       Sabe aquela emoção que faz           Muita gente confunde: poe-       te, com grande habilidade, o       dos ao amor. E não há como al-
destinados ao                      o coração palpitar, aperta o pei-    tas e pensadores falam dela atra-    amor faz sua morada silenciosa     guém mensurar a magnitude
                                   to e nos deixa ansiosos, man-        vés dos séculos e insistem em cha-   no ser. O amor é inevitável. Ele   do seu poder de transformação
amor. E quando                     tém nossa cabeça nas nuvens e        mar de amor essa sensação em-        não vem. Já está”, diz o pesqui-   no ser. “Só se sabe que, quando
                                   faz nosso sangue ferver? Aque-       briagadora. O amor de verdade,       sador Wagner Borges, conferen-     o amor é percebido, tudo mu-
ele “bate”, tem a                  le sentimento que faz com que        no entanto, é menos atormentado      cista e autor dos livros “Via-     da. E nada mais será como an-
                                   fiquemos rindo à toa? Que nos        e impulsivo. Em compensação, é       gem Espiritual 1, 2 e 3”. Silen-   tes. E isso não tem tempo ou lu-
capacidade de                      faz pensar na pessoa 24 horas        mais forte e profundo, e o que é     ciosamente, nos bastidores         gar”, diz. Esse é o destino de to-
                                   por dia, e que nos deixa até ator-   melhor: muda tudo.                   conscienciais, o amor opera pa-    dos os homens, de todos os lu-
promover em nós                    mentados, imaginando onde                “Ninguém escapa do amor.         cientemente, pois sabe que as      gares. Mesmo que eles ainda
                                   ela possa estar quando não esta-     Mesmo naqueles espíritos em-         coisas mudam, e sempre há          não saibam disso e se permitam
uma transformação                  mos por perto? Pois é. Isso po-      pedernidos no ódio e na teimo-       chances de eterno recomeço e       pensar e agir egoisticamente, o

de dentro para fora
DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 5




amor estará neles, defende Bor-    tro nos admire”, diz a psicólo-
ges. “Quem descobre isso, mes-
mo que de forma parcial e ain-
da sem ter despertado plena-
                                   ga Kátia Ricardi de Abreu.
                                       As transformações não atin-
                                   gem apenas o ser amado, mas
                                                                          ‘Parceria’ entre sentimentos
mente, é tomado de grande as-      as pessoas que estão à volta. “O
sombro. Sente que um pouco         amor tem o poder de curar                  O amor é o sentimento             “O homem e a mulher que             ele funciona como um escudo
desse amor é mais do que tudo      doenças, extinguir comporta-           mais sublime e verdadeiro, e     se encontram verdadeiramen-              protetor, enquanto estivermos
já experimentado antes.”           mentos inadequados, inserir            um grande parceiro da afetivi-   te numa relação amorosa estão            amando. É muito bom amar,
    Especialistas em comporta-     novos padrões de pensamen-             dade. “Não há como investir      inteiros em suas partes, ou se-          pois amando, queremos a to-
mento costumam dizer que há        tos, mudar o rumo da vida das          numa relação afetiva se o        ja, cada qual com sua constitui-         dos fazer felizes, principal-
dois caminhos para uma pes-        pessoas”, ressalta Kátia. E mes-       amor não estiver alicerçado      ção psíquica saudáveis na en-            mente a nós mesmos e a
                                   mo que nada de tão significati-        no carinho, na dedicação, no     trega de uma vida em comum,              quem estivermos amando, e
soa mudar: por meio do autoco-
                                   vo aconteça, notamos que o bri-        respeito, na cumplicidade,       nutrindo-se de amor um pelo              criamos uma aura de felicida-
nhecimento, promovido pela         lho nos olhos e o sorriso da pes-
psicoterapia, ou encontrando                                              empatia e sintonia afetiva”,     outro”, diz Luciana.                     de à nossa volta”, diz o escri-
                                   soa mudaram. Algo sutil, como                                                Esse movimento é expres-            tor Marcial Salaverry.
um grande amor. “O amor            o seu jeito de andar, seu tom de       explica a psicóloga Luciana
tem o poder de transformar                                                Nazar Ramoneda.                  so pelas suas experiências de                Segundo ele, enquanto
                                   voz, alguma coisa vai dizer que                                         vida, conhecimento e afinida-            amamos, entregamos ao nos-
as pessoas, porque, quando         o amor está no ar, pois os efei-           A troca de afeto, a escuta
amamos, queremos mostrar o                                                                                 de. Os amantes estão inteiros e,         so amor o corpo, o coração, a
                                   tos químicos e psicológicos do         e o investimento amoroso na
                                                                                                           juntos, harmonizam o encontro            alma. É um doce sentimento,
melhor de nós para o outro,        amor deixam marcas revelado-           relação impulsionam ho-          da ternura, do carinho e da amo-         que não fala em sofrimento.
queremos impressionar, en-         ras, transformadoras e evoluti-        mens e mulheres a se desejar,    rosidade. Juntos, impulsionam o          Só fala em carinho e, quando
cantar, despertar o interesse      vas. Se não for assim, então,          a se conhecer, harmonizando      afeto, mobilizando sentimentos,          em nossa alma o amor é realida-
e fazer de tudo para que o ou-     não se trata de amor.                  pensamentos, afinidades, re-     sensações, emoções. “O amor é a          de, estaremos encontrando o ca-
                                                                          ciprocidades e desejos. “É o     plenitude, é a calmaria ao cora-         minho da felicidade. “Pelo
                                                                          buscar-se um ao outro, no dia    ção, é o caminho da felicidade de        amor, sempre estaremos em
                                                                          a dia, construindo uma vida      uma entrega amorosa saudável e           busca incessante, e encontran-
                                                                          amorosa plena, compartilhan-     feliz”, reforça.                         do-o, o mais importante é sa-
                                                                          do sonhos, ideais, projetos de        “O amor é um sentimento             ber mantê-lo. Assim, conse-
                                                                          vida em parceria e assim edi-    que merece sempre profunda               guiremos sempre ter um lin-
                                                                          ficando a realidade”, diz.       reflexão. Podemos dizer que              do dia”, diz.             (GB)




Não tenha medo
    É importante se entregar ao    ta a consciência e adoece as rela-   tir. Nenhum ato é forte o bas-     cepção do passado, reproduze-              salta Mara, mas é possível reedi-
amor e não ter medo dele. “O       ções de uma pessoa com outra e       tante para atravessar o tem-       se as mesmas emoções e se re-              tar a maneira de pensar, sobre
amor sempre muda tudo para         consigo mesma não são as do-         po e continuar machucando          força as convicções sobre o mo-            pessoas, a vida, os fatos e, prin-
melhor, o problema é que as        res de experiências passadas,        no presente. A única coisa         do de pensá-las e considerá-               cipalmente, sobre si mesmo.
pessoas têm medo de amar por-      mas o apego aos sentimentos          capaz de alimentar ressenti-       las”, diz a psicóloga cognitivo-           “Nós definimos a realidade,
que acham que vão perder e so-     do passado. As mágoas de hoje        mentos, mágoas e manter            comportamental Mara Lúcia                  conceituamos as coisas e da-
frer em vez de ter medo de vi-     não são mais impulsionadas pe-       atualizado o sofrimento pas-       Madureira.                                 mos sentido à existência de
ver nessa precariedade afeti-      los fatos que as originaram,         sado é a capacidade humana             Para superar os medos, res-            acordo com nossa capacidade
va”, diz a psicóloga cognitivo-    mas pela preservação de senti-       de continuar pensando              sentimentos, mágoas e toda                 mental e a partir de convicções
comportamental Mara Lúcia          mentos antigos, pela capacida-       igual, de conservar intacta        emoção negativa de experiên-               e interesses pessoais. O modo
Madureira. A boa notícia é que     de de manter intactos pensa-         uma ideia por muito tempo,         cias passadas, a solução é mu-             como encaramos os fatos, pen-
dá para superar esse medo e des-   mentos que deveriam ser revisa-      sobre um determinado fato.         dar o modo de pensar. Não é                samos sobre eles afeta nossos
frutar do mais poderoso e trans-   dos e atualizados. “Seja lá o que    Toda vez que se recria na men-     possível voltar no tempo e im-             sentimentos e determina nossa
formador dos sentimentos.          for que no passado tenha causa-      te uma experiência e a conside-    pedir acontecimentos ruins ou              condição de bem ou mal-es-
    No presente, o que atormen-    do dor, agora já deixou de exis-     ra exatamente sob a mesma per-     mudar o que já aconteceu, res-             tar”, ensina. I               (GB)
6 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO

    Comportamento




LIÇÕES DE
FELICIDADE
Ser a “fonte” do que você precisa,
agradecer a vida como ela é e saber que
não está sozinho são os segredos para
uma existência plena, ensina coach




Elen Valereto                                    O exemplo comum de al-           atenção quando eles aparece-         lorizados por Margareth para        tância do desenvolvimento das
elen.valereto@diarioweb.com.br
                                             guém que deixa passar desper-        rem. E isso é a todo instante:       aproveitar a felicidade que a vi-   emoções positivas, sensação de
                                             cebido o que seria um dia feliz      ao apreciar um belo nascer do        da oferece são: ter consciência     bem-estar e felicidade, há ain-
    “A felicidade não está no                é esquecer-se completamente          sol, sentir a brisa tocar o rosto    de que cada ser humano é a pró-     da mais benefícios.
fim da jornada, e sim em cada                dos momentos bons ao lado            ou deliciar-se com o sorriso de      pria fonte para ser feliz; mos-         Quem tem consciência da
curva do caminho que percorre-               de pessoas queridas ou de si-        um bebê.                             trar gratidão por ter uma vida,     sua verdadeira felicidade e
mos para encontrá-la”, diz um                tuações agradáveis devido a              É com essa mesma linha de        família e amigos; e acreditar       mantém vivas suas emoções po-
verso de autoria desconhecida.
                                             um aborrecimento banal. Ao           pensamento que a coach de re-        que não está sozinho nas cami-      sitivas consegue se fortalecer
Essa talvez seja a mais pura ver-
                                             ser questionado como foi o           lacionamento Margareth Signo-        nhadas de cada dia, tendo           em relação aos aspectos intelec-
dade a respeito da essência do
que seja felicidade.                         dia que passou, nada que pro-        relli ensina “segredos” para a fe-   apoio por meio de pessoas que-      tual, físico e social. São esses
    Não há dias, semanas, me-                porcionou alegrias e bem-es-         licidade. Na verdade, ela abre       ridas ou pela fé, independente      atributos que chegam gratuita-
ses ou anos de paz absoluta. A               tar será lembrado, apenas o          portas muitas vezes fechadas         da religião ou crença.              mente e ficam à disposição pa-
vida é cheia de movimento, por               que causou desconforto, am-          pelas pessoas que não conse-             Tendo isso fixado na men-       ra ser usados no aparecimento
isso a felicidade não é uma                  pliando uma situação pon-            guem enxergar o que lhes faz         te, qualquer obstáculo pode ser     de problemas, dificuldades ou
constante. Mas os problemas e                tual ruim para o dia todo.           bem. “Precisamos aprender a          superado. Por que? A justifica-     qualquer ameaça que possa es-
as dificuldades que aparecem                     A felicidade é um bem mui-       olhar e sentir no coração para       tiva é simples como buscar a fe-    tremecer a felicidade.
durante o cotidiano não devem                to precioso, mas extremamente        perceber que a felicidade está       licidade: diminui-se o grau e a         Revista Bem-Estar – Por
significar infelicidade, afinal,             simples de ser vivido. Não é         na sensação de prazer e plenitu-     importância da dificuldade. E       que a felicidade pode ser en-
eles não estão em estado de per-             preciso dar uma pausa em uma         de que cada uma das pequenas         a vida fica melhor.                 contrada em “segredos” tão
manência na vida de ninguém.                 vida corrida para conseguir re-      coisas pode nos proporcionar.”           Na Psicologia Positiva, por     simples da vida?
Simplesmente passam.                         conhecer os sinais, mas prestar          Os três “segredos” mais va-      exemplo, que promove a impor-           Margareth Signorelli – Sim-
DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 7




         Forças
         pessoais para
         uma vida feliz
               Gratidão e honestidade
               Humor e alegria
               Perdão e autocontrole
               Bondade e generosidade
               Espiritualidade e esperança
                                                        Aprendizado
                                                             Seja a fonte do que você precisa.       mudanças e atitudes
               Justiça e pensamento crítico
                                                        Observe um recém-nascido. Terá                    Você não está sozinho. Tenha
               Entusiasmo e energia                     consciência de que o ser humano é            certeza disso. Esse conhecimento
                                                        perfeito e completo                          oferecerá tranquilidade, perspectiva
               Otimismo e cidadania
                                                                                                     e muita paz interior
                                                             Agradeça a sua vida exatamente
         Fonte: Instituto de Psicologia                 como ela é. Acredite que não há nada de      Fonte: Margareth Signorelli,
         Positiva & Comportamento
                                                        errado em sua vida. Assim terá forças para   coach de relacionamento




ples assim como estas frases:             rem que somos essa fonte que        do que precisa. Normalmente          nho que experimentar nesta si-                chega a nos paralisar. O único
“Felicidade é uma experiência             procuramos. “Nada pode che-         as pessoas vibram a falta e          tuação?”, você terá como res-                 modo de evitá-lo é saber que
incondicional que não está liga-          gar para nós senão por nosso in-    não a abundância. Se você fi-        posta a paciência, perseveran-                não estamos sós e nunca estare-
da às circunstâncias” e “Felici-          termédio”, esta é a lei da física   car reclamando pelo que não          ça, o aprendizado de luta e hu-               mos. É a busca do espiritual, in-
dade vem da simples aprecia-              quântica. Se estiver lhe faltan-    tem, estará na vibração da fal-      mildade. E aí é o caso de agrade-             depende da linha que mais lhe
ção de se estar vivo e não da res-        do amizade, procure um antigo       ta e atrairá mais disso. Se vi-      cer a oportunidade de poder                   agradar, mas todas levam a um
posta de termos o que quere-              amigo ou procure fazer um no-       brar a abundância do que             fazê-lo e aceitar. Parece difícil,            ser maior que nos acompanha o
mos”. As pessoas costumam di-             vo. Se estiver lhe faltando di-     quer, receberá mais.                 mas, se pensarmos assim, cons-                tempo todo. Esse é o grande se-
zer “Eu serei feliz quando                nheiro, faça uma doação den-            Bem-Estar - As pessoas           cientemente, os momentos de                   gredo para enfrentar as situa-
for...” ou “Eu serei feliz quan-          tro de suas possibilidades, mas     são realmente gratas pela vi-        dificuldade passarão a ser mo-                ções difíceis. É saber que existe
                                                                                                                                                                 um motivo para que isso acon-
do tiver...”. A felicidade não po-        faça. Se estiver lhe faltando       da que possuem?                      mentos de grande crescimento
                                                                                                                                                                 teça e que você está e sempre es-
de ser baseada no quando, mas             compreensão, seja compreensi-           Margareth – A grande maio-       pessoal.                                      tará acompanhado de alguém
no agora. No simples ato de se            vo com alguém que normal-           ria delas não, porque, como fa-          Bem-Estar – Como o medo                   que dividirá com você as solu-
estar vivo, e não na esperança            mente é difícil de ser com-         lei anteriormente, elas costu-       de fracassar pode influenciar                 ções dos seus problemas. Eu di-
de que algo diferente venha               preensivo. Vá além dos seus li-     mam falar: “Serei feliz quando       no crescimento pessoal? Co-                   go dividindo porque é muito fá-
trazê-la.                                 mites naquilo que você mais al-     tiver ou for...”. Não nos ensina-    mo evitá-lo?                                  cil dizer “Este ser maior é meu
    Bem-Estar – O que falta pa-           meja e precisa.                     ram a agradecer por tudo que             Margareth – O medo é um                   pai”. Ele, na verdade, é um
ra as pessoas serem a própria                 Bem-Estar – O que torna di-     temos até mesmo nas dificulda-       grande vilão para o nosso cres-               grande companheiro, que espe-
fonte que elas precisam para              fícil o reconhecimento desses       des. Se em casa situação de difi-    cimento pessoal. Eu digo que                  ra que você faça a sua parte pa-
viver bem?                                valores?                            culdade você fizer a seguinte        ele é um breque de mão, que                   ra poder fazer a dele, mas nun-
    Margareth – Falta entende-                Margareth – Viver na falta      pergunta: “O que é que eu te-        nos impede de nos locomover e                 ca lhe abandonará. I
8 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO

 Família




Sono do bebê
Disciplina, rotina e um ambiente tranquilo ajudam as
crianças - e consequentemente os pais - a dormir melhor
                                                                        sxc.hu/Divulgação
                                                                                            Elen Valereto
                                                                                            elen.valereto@diarioweb.com.br



                                                                                                O sonho de toda mãe e todo
                                                                                            pai é que seus bebês durmam
                                                                                            bem – e, consequentemente,
                                                                                            eles também. Embora muitos
                                                                                            acreditem que isso seja uma ta-
                                                                                            refa difícil ou até impossível, a
                                                                                            rotina da casa pode ser incorpo-
                                                                                            rada ao novo morador sem
                                                                                            grandes traumas.
                                                                                                A alegria da chegada do be-
                                                                                            bê esbarra com a tensão dos
                                                                                            pais de que ele troque o dia pe-
                                                                                            la noite, mas é comum que o
                                                                                            sono do recém-nascido seja
                                                                                            mantido quase todo o período
                                                                                            do dia.
                                                                                                Segundo o pediatra Jorge
                                                                                            Haddad, de Rio Preto, até os
                                                                                            três meses de idade os peque-
                                                                                            nos têm sono pesado e é co-
                                                                                            mum dormirem entre 18 a 20
                                                                                            horas diariamente. Com o pas-
                                                                                            sar do tempo, as horas vão dimi-
                                                                                            nuindo, porque a criança come-
                                                                                            ça a andar, correr e brincar, sen-
                                                                                            do de três meses a um ano e oi-
                                                                                            to meses de 14 a 16 horas, e até
                                                                                            três anos de 12 a 14 horas. Sone-
                                                                                            cas durante o dia também pas-
                                                                                            sam a ser frequentes.
                                                                                                Mas, para conquistar as sa-
                                                                                            gradas horas de sono sem ser
                                                                                            interrompidas ou sem dificul-
                                                                                            dade para voltar a dormir
                                                                                            quando despertar, a palavra
                                                                                            central é disciplina. Os espe-
                                                                                            cialistas destacam a importân-
                                                                                            cia dos pais ajudarem seus be-
                                                                                            bês a ter uma rotina diária,
                                                                                            principalmente antecedente
                                                                                            ao momento do sono.
                                                                                                Para o sono ser tranquilo,
                                                                                            os pais precisam primeiramen-
                                                                                            te preparar um ambiente tran-
                                                                                            quilo para as crianças descansa-
                                                                                            rem. Entre as dicas, Haddad re-
DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 9

                                                                                                                                                           Alimentação
  Cólica
                                                                                                                                                           na hora certa
        Segundo o Grupo de
  Estudos do Sono, da
  Sociedade Brasileira de                                                                                                                                      Os primeiros meses de vida
  Pediatria, assim que chega                                                                                                                               de um bebê são bem definidos
  ao mundo, o bebê pode                                                                                                                                    com os horários de sono, de
  demorar até a quarta                                                                                                                                     interação e das mamadas. Após
  semana de vida para                                                                                                                                      os seis meses de vida, o pedia-
  adequar seu ritmo biológico
                                                                                                                                                           tra David Elias Nisenbaum in-
  a um dia inteiro. A presença
  da cólica, mais comum                                                                                                                                    forma que não é necessário
  nesse período, pode deixar                                                                                                                               dar o alimento durante a ma-
  o bebê mais irritado,                                                                                                                                    drugada, a não ser que a crian-
  principalmente no                                                                                                                                        ça seja recém-nascida ou te-
  final da tarde                                                                                                                                           nha mamado muito cedo an-
                                                                                                                                                           tes de dormir.
                                                                                                                                                               “Até os três a quatro me-
                                                                                                                                                           ses, o bebê até precisa mamar
                                                                                                                                                           bastante, porque está crescen-
                                                                                                                                                           do muito rápido, mas depois
                                                                                                                                                           dos seis meses não precisa fi-
                                                                                                                                                           car mamando tanto. O proble-
                                                                                                                                                           ma é que quando os pais dão
                                                                                                                                                           duas a três mamadeiras de
  Evite erros                                                               Dicas                                                                          madrugada a criança não irá
                                                                                                                                                           querer se alimentar durante
       Não estimule ou brinque com a criança após às 19 horas                   Ofereça uma ambiente tranquilo, com pouco ruído, em                        o dia”.
                                                                            temperatura adequada e pouca iluminação                                            A pediatra Heloisa Ione-
       Não dê o leite antes de dormir para evitar a cárie e
  a saciedade                                                                   Bebês até 3 e 4 meses devem evitar o uso de travesseiros,                  moto concorda. Ela informa
                                                                            almofadas e bichos de pelúcia                                                  que, até o terceiro mês, os be-
      A rotina do sono não pode ter interferências, como local do                                                                                          bês acordam a cada quatro ho-
  sono e o modo de induzir o sono                                                Lugar de bebê é no berço, não deixe dormir na cama dos                    ras para mamar e precisam es-
                                                                            pais ou irmãos menores                                                         tar saciados para dormir, mas
      A criança deve adormecer no berço, nunca ser colocada lá
  depois que já dormiu, pois pode assustá-la quando acordar                      Coloque-o para dormir de barriga para cima                                a partir do sexto mês, não
                                                                                                                                                           acordam mais de madrugada
       Ao acordar durante a noite, o bebê não deve ser pego no                   Estabeleça uma rotina para a hora de dormir: dê um banho                  para mama, até porque é o pe-
  colo. O correto é colocar as mãos sobre ele para acalmá-lo                relaxante, coloque o pijama e escove os dentes da criança                      ríodo em que outros alimen-
                                                                                                                                                           tos começam a ser incorpora-
  Fonte: Jorge Haddad, pediatra                                             Fonte: Heloisa Ionemoto, pediatra
                                                                                                                                                           dos ao cardápio, como papi-
                                                                                                                                                           nhas, sopas e frutas.
                                                                                                                                                               “Mesmo que o bebê acor-
comenda um ambiente calmo e         com o bebê dormindo.                      A pediatra Heloisa Ionemo-        diatra rio-pretense.                       de à noite, não necessaria-
com luzes na penumbra no iní-            “Durante a noite, os estímu-     to, também do hospital infantil                                                  mente quer dizer que ele está
cio da noite, além de evitar dei-   los não devem acontecer, ape-         Sabará, acrescenta que, se o cos-        Metabolismo                             com fome. Uma dica é os pais
xar o bebê adormecer sempre         nas uma massagem, se necessá-         tume de adormecer a criança                                                      esperarem um pouco, pois o
em locais diferentes, oferecen-     rio, com menos luz. Já à tarde,       no colo acontecer durante o               O que muitos pais não sa-              bebê acabará adormecendo
do a ele uma rotina e local co-     é preciso que o bebê compreen-        dia, acontecerá da mesma for-         bem é que a conquista de um so-            novamente, sem a mamadei-
nhecidos para ele descansar.        da que existe atividade na casa,      ma à noite. “(Dormir no colo)         no gostoso para os bebês tem al-           ra, que nessa idade passa a
    Portanto, não existem be-       com claridade. Isso o ajudará a       será um ‘ritual’ para o bebê e es-    gumas funcionalidades especifi-            ser um hábito mais saudá-
bês bonzinhos, porque dor-          fazer associações e, com o tem-       se comportamento sempre se            cas para o organismo deles.                vel”, destaca Heloisa.
mem a noite toda, mas sim pais      po, ele mesmo fará esse horá-         repetirá.”                            Uma delas, mais perceptível, é                 Outra questão discutível é
que se esforçam para dar um rit-    rio”, diz o pediatra paulistano.                                            evitar a irritação durante o dia,          dar o alimento muito tarde.
mo saudável de sono para seus            Os pais também precisam             Televisão                          comum em bebês que têm so-                 Isso acabará favorecendo o
filhos. O pediatra David Elias      saber que seus bebês, principal-                                            nos agitados ou não dormem o               aumento de estímulos à crian-
Nisenbaum, pediatra do hospi-       mente a partir de um ano, preci-          Outra orientação que está         suficiente.                                ça, que demorará mais para
tal infantil Sabará, de São Pau-    sam dormir no berço do pró-           em debate por pediatras é que o           O sono também proporcio-               dormir. “A criança tem de
lo, destaca que, como não há        prio quarto, nunca na cama de         hábito comum de deixar os be-         na a liberação do hormônio do              descarregar a bateria aos pou-
fórmula mágica, cabe aos pais       seus genitores. Criar o hábito        bês assistir à TV pode atrapa-        crescimento, o GH, que é pro-              cos, mas o que acontece é que
tentar adequar seus filhos ao       de deixar o bebê dormir no co-        lhar o sono dos pequenos. “No         duzido pela glândula hipófise.             os pais chegam tarde e que-
ambiente.                           lo também é iniciar um cami-          recente congresso que estive          Ele é sintetizado com mais                 rem brincar com o filho. É
    Uma das recomendações de        nho difícil de cortar futuramen-      nos Estados Unidos, aconselha-        frequência durante a noite, em             preciso estabelecer horários
Nisenbaum é evitar conversar        te, afinal, a criança precisa ador-   se evitar que as crianças assis-      especial quando o sono está                para ambos, desde a hora da
ou brincar com a criança duran-     mecer no berço, sozinha. “Ela         tam televisão até os dois anos,       mais profundo, período que há              brincadeira, da alimentação
te a amamentação noturna, en-       (criança) até pode chorar, mas        pois mesmo os desenhos que            estímulos pelo sistema nervo-              e do banho para dormir. O
quanto que, durante o sono do       logo para. Se acostumar dormir        para nós são inocentes, para          so. Se o sono não é saudável, po-          que vale é a qualidade, não a
dia, é importante manter os ba-     com os pais, depois não tira          eles, na madrugada, podem             derá interferir diretamente no             quantidade de tempo”, desta-
rulhos normais da casa, mesmo       mais”, orienta Nisenbaum.             acarretar pesadelos”, diz o pe-       desenvolvimento do bebê.                   ca Nisenbaum. I            (EV)
10 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO

 Autoconhecimento




Tire o peso das
suas costas
Liberte-se de                                                             Gisele Bortoleto
                                                                          gisele.bortoleto@diarioweb.com.br

ressentimentos.
                                                                               “Ao alimentarmos senti-
Eles são puro                                                              mentos como raiva, rancor,
                                                                           mágoa, ressentimento, acu-
“lixo emocional”                                                           mulamos em nosso subcons-
                                                                           ciente o que podemos cha-
e impedem você                                                             mar de lixo emocional”, diz
                                                                           a psicóloga Giseli Lelis Vile-
de progredir                                                               la. E esse lixo emocional nos
                                                                           impede de progredir, de al-
                                                                        cançar novos horizontes. Isso
                                                                        acontece porque o foco é o sen-
                                                                        timento negativo, e muitas ve-
                                                                        zes o tal “olho por olho, dente
                                                                        por dente” faz com que as pes-
                                                                        soas escolham focar nas atitu-
                                                                        des contra o outro e não em coi-
                                                                        sas que podem fazer bem a si
                                                                        mesma. O psicanalista Carl
                                                                        Jung dizia que a mente, quan-
                                                                        do não consegue solucionar
                                                                        um problema, volta sempre a
                                                                        ele, como um disco quebrado.
                                                                            Livrar-se do lixo emocional
                                                                        não significa não dar importân-
                                                                        cia ao que o outro fez e que nos
                                                                        fez mal, mas sim liberar-se de
                                                                        ressentimentos ligados a fatos
                                                                        passados. “Fazer isso, não faz
                                                                        de você alguém inferior e sim
                                                                        alguém que consegue se liberar
                                                                        de sentimentos negativos”,
                                                                        complementa Giseli. Isso bene-
                                                                        ficia a nós mesmos, fazendo
                                                                        com que não precisemos adoe-
                                                                        cer ou sentir-se mal com rela-
                                                                        ção a algo que já não há como
                                                                        mudar. Esses ressentimentos,
                                                                        essas mágoas nos impedem de
                                                                        enxergar novas possibilidades
                                                                        e alternativas para nossa vida
                                                                        vida. Além disso, o acúmulo de
                                                                        ressentimentos e mágoas pode
DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 11




   Limpeza interna
   PRESTE ATENÇÃO EM VOCÊ                   TENHA OBJETIVOS                            Pessoas que não utilizam essa energia         se pode interferir
                                                                                       criativa bloqueiam seu fluxo energético
        Perceba os seus sentimentos e            Trace objetivos de médio e longo      e adoecem física e emocionalmente
   pensamentos. Temos durante o dia
                                                                                                                                     TRABALHE SUA
                                            prazos e busque sempre alcançá-los.
   pensamentos bons (positivos) e           Faça um planejamento e sempre                                                            ESPIRITUALIDADE
                                                                                       ACEITE A VIDA
   ruins (negativos). Os pensamentos        colocando prazos                                                                              Tenha momentos com seu lado
   têm uma enorme força nas ações do                                                        Pare de reclamar. Volte sua mente
   indivíduo. Os negativos fazem você                                                                                                espiritual, momentos com Deus e
                                            UTILIZE SEUS TALENTOS                      para o que a vida oferece de bom.
   se tornar uma pessoa negativa, e                                                    Aceitar não significa se acomodar             com a natureza. Todos esses
   tudo que atrai e reage terá essa              Descubra quais são seus dons e        com os problemas e dificuldades da            momentos iram purificar sua mente,
   frequência negativa. Você pode           talentos (todos nós temos) e comece a      vida. Busque sempre melhorar, e               corpo e espírito
   mudar sua vida mudando a                 praticar. A saúde física e emocional       busque força para mudar o que pode
   qualidade de seus pensamentos            depende muito desses talentos.             mudar, e aceitação para o que não             Fonte: Silvana Parreira, psicóloga




                                                                                                                                                         Aceite
                                                                                                                                                         o outro
                                                                                                                                                             Enquanto acreditarmos
                                                                                                                                                         que os outros têm de agir co-
ocasionar problemas emocio-        da em várias situações, para de-    das, ironizando o andar dos ou-     e ações, então nem tudo que foi               mo nós, pensar como nós, ser
nais e físicos.                    pois nos arrependermos. A           tros. Esses críticos se mostram     gerado é culpa do outro, temos                como nós gostaríamos que
    “Nosso bem-estar depende       mente é uma ferramenta pode-        hábeis em tudo que não fazem.       nossa parcela. “Precisamos pen-               fossem, vamos sempre nos
do fechamento de ciclos em         rosa. Ela pode se tornar uma        Guardam mágoas de pessoas e         sar: ‘O outro me trata como dei-              sentir agredidos, ressentidos,
nossa vida para dar início a       grande aliada ou uma grande         obstáculos que encontraram          xo ser tratado ou até mesmo co-               diz a psicóloga Gisele Lelis
outro. Refletir sobre o que        inimiga. Muitos transtornos         em seu caminho. Deixam de an-       mo me trato’. Então necessário                Vilela. Ninguém é ou será
aconteceu, sobre o que nos         mentais derivam de uma forma        dar para protestar que é injusto    refletir: ‘É assim que eu quero               igual a você, portanto, não se
magoou é importante, mas           errada de se pensar e concei-       desviar.                            ser tratado, é isso que quero                 ressinta porque o outro toma
também é necessário que vire-      tuar o mundo. São os pensa-            “É chegada a hora de aban-       sentir?’. E em cada reflexão fa-              atitudes que você não concor-
mos a página, o que nem sem-       mentos que geram emoções. Já        donar as armas de uma guer-         zer sua faxina emocional. Libe-               da. Aceite o outro como ele é,
                                                                                                           rar da sua mente e do seu cora-               eaceite principalmenteo mo-
pre é fácil”, diz Giseli. No en-   as emoções são as responsáveis      ra que já não existe mais. De-      ção sentimentos de raiva, ódio,               do como você é. Perdoe-se e
tanto, essa faxina emocional       pelo nosso comportamento. A         vemos aprender a olhar para         mago. O acúmulo dessas coisas
pode nos trazer muitos bene-       forma como nos comportamos          frente, reavaliar nossas cren-                                                    também aos outros. “Os bu-
                                                                                                           faz o indivíduo adoecer e ver as              distas nos ensinam que nin-
fícios. Por meio dela, pode-       cria uma resposta do ambiente       ças sobre a vida e nosso lugar      boas situações e acontecimen-
mos nos livrar do que não de-      que nos leva a um novo pensa-       nela, andar por estradas no-                                                      guém decepciona ninguém,
                                                                                                           tos da vida”, completa.                       nós é que despejamos expec-
sejamos mais, traçar novos         mento, e assim por diante. Essa     vas, recriar projetos com ân-           “Na faxina emocional dos
planos e reavaliar nossos sen-     tríade pode funcionar de forma      gulos e cores diferentes e dei-                                                   tativas demais sobre os ou-
                                                                                                           sonhos, trabalhe suas frustra-
timentos e atitudes, poden-        positiva ou negativa, dependen-     xar o passado no lugar onde                                                       tros”, afirma a psicóloga.
                                                                                                           ções, analise o porquê que não
do, assim, decidir sobre o         do do repertório (conceitos) do     ele deve ficar: no passado”,                                                          Avida é resultado de nos-
                                                                                                           conseguir realizar sonhos sim-
que gostaríamos de manter          indivíduo.                          recomenda o psicólogo.              ples e os mais complexos. Pen-                sas escolhas, nós somos total-
                                                                                                           se se você sempre pensou no                   menteresponsáveispelasnos-
em nossa vida.                         É importante compreender
                                                                                                                                                         sas decisões. “Resta saber o
    “No presente, o que ator-      esse processo porque, muitas           Tudo em seu lugar                que o outro iria falar e tenha
                                                                                                                                                         que você tem decidido para
menta a consciência e adoece       vezes, nossos pensamentos e                                             sempre em mente que você é
                                                                                                           a principal pessoa que tem de                 sua vida.”
as relações de uma pessoa com      emoções podem nos impedir               “A faxina emocional é colo-                                                       Superação é treino. “Po-
outras e consigo mesma não         de seguir em frente, ressalta Ca-   car o famoso ‘pingo nos is’, isso   falar algo, e seus erros e tom-
                                                                                                           bos irão sempre servir para                   demos treinar o pensamento
são as dores de experiências       prio. E nossa mente bloqueia o      é, colocar cada situação, senti-                                                  para superar os traumas do
passadas, mas o apego aos senti-   futuro: tudo o que sobra é o pas-   mento e emoção em seu devido        crescimento. Assimm as frus-
                                                                                                           trações terão um significado                  passado, procurando novas
mentos do passado”, explica a      sado. Assim, muitas pessoas se      lugar, tendo com isso uma opi-                                                    interpretações para velhas
psicóloga cognitivo-comporta-      prendem a relacionamentos           nião formada e sabendo que to-      diferente, por ter tentado e
                                                                                                           não por não ter tentado”, res-                histórias”, diz a psicóloga
mental Mara Lúcia Madureira.       que já acabaram, negócios que       da situação e mudança terão                                                       Mara Lúcia Madureira. Não
                                                                                                           salta Silvana.
    “Todos nós, sem exceção,       fracassaram e cargos que ocupa-     efeitos e consequências, e te-          Segundo ela, é importante                 podemos modificar os fatos,
precisamos aprender, cedo ou       ram como se lutassem por suas       mos de ser responsáveis por         na faxina emocional colocar vo-               mas podemos modificar o
tarde, a tomar decisões”, expli-   próprias vidas. Outras gastam       elas”, diz a psicóloga Silvana      cê em primeiro lugar, como                    modo de pensar e o grau de
ca o psicólogo cognitivo-com-      suas forças com amargor e res-      Parreira, consultora de RH e        prioridade dos seus dias e da                 importância que atribuímos
portamental Alexandre Caprio.      sentimento. Esgotam-se detes-       coach. É preciso refletir, não só   sua vida. Conheça seus senti-                 a eles. “Não tranque os fan-
Nós não aprendemos a adminis-      tando e desejando o mal alheio      olhando o outro como gerador        mentos, emoções e vontades e                  tasmas nos porões da mente,
trar nossos pensamentos e emo-     e não guardam forças para se-       de toda energia que precisa ser     não tenha medo de buscá-los.                  eles voltam a atormentar”,
ções. Por conta disso, nos com-    guir seu próprio caminho. Ter-      excluída, porque somos respon-      Tenha em mente que você é o                   recomenda. I             (GB)
portamos de maneira indeseja-      minam à beira da estrada, para-     sáveis pelos nossos atos, passos    piloto da sua vida.
12 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO

    Ambiente




ELIMINE OS EXCESSOS
Equilíbrio e harmonia são as palavras-chave para
as boas energias circularem dentro da sua casa
                                                                                                                                                    Faxina
                                                                                                                            www.sxc.hu/Divulgação   bem-vinda
Jéssica Reis
jessica.reis@diarioweb.com.br
                                                                                                                                                        Confira as dicas da “personal or-
                                                                                                                                                    ganizer” Eliete Teixeira para orga-
    Já estamos em março, é hora de ava-                                                                                                             nizar sua casa.
liar se as tais promessas de começo de                                                                                                                  Revista Bem-Estar - Como a
ano estão sendo colocadas em prática.                                                                                                               pessoa deve começar uma organi-
Aquela dieta que sempre fica para a pró-                                                                                                            zação em casa?
xima segunda-feira, o início da ativida-                                                                                                                Eliete Teixeira - Deve começar
de física e até a faxina geral em casa pa-                                                                                                          por descartar coisas que não são
ra jogar fora tudo que não é mais útil e                                                                                                            mais úteis, estão quebradas, rasga-
está ocupando espaço.                                                                                                                               das, manchadas, velhas. Este des-
    Mas não é tão simples se desfazer de                                                                                                            carte envolve doação, conserto ou
certos objetos, por mais que eles este-                                                                                                             lixo. Depois de tudo no lugar, uma
jam em casa sem qualquer utilidade. O                                                                                                               boa faxina é bem-vinda.
Feng Shui, técnica milenar chinesa de                                                                                                                   Bem-Estar - O que fazer com
harmonização de ambientes, pode aju-                                                                                                                objetos quebrados?
dar a dar o primeiro passo, por isso a re-                                                                                                              Eliete - Se a pessoa ainda tem in-
comendação dos especialistas é praticar                                                                                                             teresse neste objeto e também exis-
o desapego.                                                                                                                                         tem condições de arrumar, mande
    O consultor espiritual e de Feng                                                                                                                para conserto. Se não houver mais
Shui Franco Guizzetti explica que uma                                                                                                               jeito de conserto, coloque no lixo
casa limpa é sinônimo de ambiente sa-                                                                                                               (reciclagem).
dio e harmonioso. “Coloque todos na                                                                                                                     Bem-Estar - Com que
sua casa para fazer uma faxina geral.                                                                                                               frequência essa organização de-
Limpe bem tudo. E aproveite para co-                                                                                                                ve ser feita?
meçar a fazer uma limpeza de objetos e                                                                                                                  Eliete - Pelo menos a cada
utensílios que não servem mais. Ata-                                                                                                                três meses.
que o quarto da bagunça e armários dos                                                                                                                  Bem-Estar - Aparelhos eletro-
entulhos. Limpe tudo”, recomenda.                                                                                                                   domésticos que não são usados
                                                                                                                                                    também podem ser descarta-
    Ele lembra que, quanto menos objetos
                                                                                                                                                    dos? E as roupas?
nos ambientes, melhor. Guizzetti reco-
                                                                                                                                                        Eliete - Descarte com certeza.
menda ficar longe dos excessos, e nada de                                                                                                           Se você não os usa por um tempo
móveis ou objetos que agridam ou deixem                                                                                                             considerável (1 ano) é porque ele
os espaços apertados para circular. “Equilí-                A frequência dessas faxinas vai de-    prosperidade chegar.”
                                                                                                                                                    nunca fez diferença. O mesmo cri-
brio e harmonia são as palavras-chave pa-               pender do que tem para limpar. O con-          É por isso que o desapego é impor-
                                                                                                                                                    tério deve ser aplicado às roupas.
ra as boas energias de uma residência.                  sultor de Feng Shui diz que depende,       tante para deixar as boas energias fluí-         Se já se passaram dois verões e
Tem de eliminar os excessos. Podemos                    por exemplo, do excesso de coisas e ob-    rem. “Segundo o Feng Shui, devemos               “aquela blusinha” ainda não foi
distribuir melhor o que temos na casa,                  jetos acumulados. Pode ser feita a cada    tratar as coisas (objetos) com desapego,         tirada nem a etiqueta, é porque
doar ou vender em último caso.”                         três meses, mas tem de ser de verdade.     pois eles são baseados no ‘Tao’, onde na-        realmente ela não agradou, então
    Todos os ambientes da casa são im-                      O problema é que as pessoas insis-     da nos pertence nesse mundo. Nossa               doe para quem precisa.
portantes. Segundo Guizzetti, todos os                  tem em acumular objetos, ou porque         evolução depende de quanto valor da-                 Bem-Estar - Qual ambiente da
lugares que as pessoas ficam por muito                  eles trazem alguma lembrança, ou por-      mos aos valores espirituais e não mate-          casa merece mais atenção?
tempo devem ser muito bem cuidados                      que foram um presente de alguém espe-      riais, portanto, quanto mais apego,                  Eliete - Onde tiver local vago, é
e ter sua energia equilibrada.                          cial. O especialista afirma que diversos   mais dificuldade temos em evoluir espi-          deixado “coisas” em qualquer can-
    Cada espaço é importante e tem uma                  motivos levam as pessoas a guardar coi-    ritualmente”, explica Anelise Spina, ar-         to, mas o quarto é o grande vilão de
função energética fundamental. “Se preci-               sas, como falta de tempo para passar pa-   quiteta e consultora de Feng Shui.               acumulação.
so descansar oito horas por dia para ter                ra frente esses objetos, apego exagera-        “Você faz a energia circular na sua              Bem-Estar - Esse tipo de fa-
um bom dia de trabalho ou estudo e boa                  do, achar que um dia poderá usar, e daí    casa e vida quando começa a se desfazer          xina ajuda de fato a harmoni-
saúde, preciso dormir bem. Logo, o quar-                por diante. Mas Guizzetti dá um reca-      de objetos e móveis parados. Na hora             zar o ambiente?
to deve ter boas energias. Uma boa alimen-              do sobre as consequências desse acúmu-     que você se desfaz de algo que não tem               Eliete - Harmoniza, troca ener-
tação é essencial para ter vitalidade e boa             lo desnecessário: “Energia parada, ener-   mais utilidade, está se livrando de ener-        gia, e o cheirinho de limpeza pelo
saúde. Logo, cozinha e sala de jantar são               gia estagnada. Viver no passado em al-     gias paradas e abrindo possibilidade pa-         ar deixa o ambiente confortável e
fundamentais para se ter boas energias”,                guns casos. Bloquear as novidades e        ra o novo chegar na casa e vida”, com-           prazeroso. I                      (JR)
exemplifica.                                            oportunidades. Criar barreiras para a      plementa Guizzetti.
DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 13

Kátia Ricardi de Abreu
                            Psicóloga
          Guilherme Baffi




                              PARA O AMOR                                                   Relacionamentos são renováveis a cada dia.

                              DURAR
                                  Depois daquela atração que
                                                                                            Aos casais, cabe cultivar a compreensão,
                                                                                            aceitação e o direito à liberdade




                                                                                                                                                                              www.sxc.hu/Divulgação
                              virou amor, veio o casamento.
                              Quem imagina que colocou es-
                              tabilidade na relação junto
                              com aquela argolinha no dedo
                              esquerdo, está mais que por fo-
                              ra. E, como diz a minha amiga,
                              está “redondamente engana-
                              do” (e ela faz girar o dedo indi-
                              cador direito ao pronunciar es-
                              tas palavras) quem pensa que o
                              amor é tudo para perpetuar
                              uma relação conjugal. Amar
                              não basta! Para manter o rela-
                              cionamento, é preciso mais.
                                  Para o amor durar, ambos
                              precisam investir diariamente,
                              dedicarem-se fortalecendo este
                              amor com alguns ingredientes.
                                  Respeito e liberdade são es-
                              senciais. As diferenças preci-
                              sam ser respeitadas. Isso envol-
                              ve objetivos pessoais, profissio-
                              nais, gostos. Quando a pessoa
                              precisa de aprovação e consen-
                              timento para fazer tudo, só por-
                              que ama, este amor passou a li-
                              mitar e deixar de acrescentar       sencantamento, quando se des-      aos seus sentimentos e desejos             sultório um casal com dificul-
                              oportunidades de crescimen-         cobrem os pontos fracos ou não     é a mais pura manifestação de              dades no relacionamento, é
                              to, muitas vezes causando da-       tão bons do parceiro, pode ser     companheirismo.                            muito comum ser estimulada a
                              nos graves na personalidade         apenas suficiente para colocá-         Responsabilidades dividi-              dizer “quem está certo, quem
                              daquele que não pode mais se        lo na condição de quase perfei-    das e estabelecidas com cumpli-            está errado” nos pontos confli-
                              permitir ser quem é em nome         to e não mais que isso. Ou seja,   cidade também são ingredien-               tuosos. Este não é o objetivo do
                              do amor.                            eliminar o relacionamento por-     tes para o amor durar. Isso diz            trabalho terapêutico e sim o res-
                                  A liberdade pessoal e do ca-    que alguns pontos nele saíram      respeito aos deveres do lar, edu-          gate da comunicação saudável
                              sal precisa ser preservada.         do script do mais recente suces-   cação e cuidados com os filhos,            e de todos os pontos que trans-
                              Quando deixa de existir, o rela-    so musical do Roberto Carlos é,    administração da entrada e saí-            formaram a união inicialmente
                              cionamento se transforma em         no mínimo, uma imaturidade.        da do dinheiro.                            prazerosa em aversiva, limita-
                              uma prisão, e quando existe             E o ciúme? Na medida cer-          A prática de um planejamen-            dora e infeliz.
                              em excesso, pode provocar o         ta, ajuda a aquecer o relaciona-   to comum, como comprar um                      A mediação dos conflitos
                              afastamento.                        mento, dando sinais de que “eu     imóvel, carro, fazer uma via-              pode levar à retomada de uma
                                  A comunicação é a chave do      me importo com você”. Porém,       gem, ter ou não ter filhos e quan-         convivência saudável e harmo-
                              entendimento. Embora muitos         seus excessos, beirando a pato-    do isso vai acontecer torna as             niosa, dando espaço para o
                              não gostem de “discutir a rela-     logia, não ajudam em absoluta-     conquistas mais prazerosas.                amor rolar gostoso, sem jogos
                              ção”, o entendimento envolve con-   mente nada, causando desgaste          A vida sexual é de funda-              de poder.
                              versa para chegar a um acordo.      com as acusações e desconfian-     mental importância no relacio-                 Relacionamentos são reno-
                                  A admiração, que aparece        ças infundadas.                    namento e todas as suas nuan-              váveis a cada dia. Quando exis-
                              intensamente no período da              Apoiar as decisões do ou-      ces fazem muita diferença no               te neles clareza, compreensão e
                              conquista, não pode se esmae-       tro, mesmo quando não esta-        cultivo do amor.                           aceitação, o amor tem grandes
                              cer no decorrer do tempo. O de-     mos de acordo, em respeito             Quando recebo em meu con-              chances de durar! I
TV -   14 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO

   Em Nome do Pai




           DA ESCOLA
         PARA O HOSPITAL                                                            Raphael Dias/TV Globo/Divulgação



  No ar em “Malhação”, Danielle Winits
        já se prepara para integrar
    núcleo hospitalar de nova novela
            de Walcyr Carrasco
Agência Estado                             longo do trabalho”, completa.

    Danielle Winits já é nome                  Maturidade
certo no elenco da próxima no-
vela das nove, que substituirá                 Danielle também não pou-
“Salve Jorge” Com o título pro-            pa elogios ao se referir à nova
visório de “Em Nome do Pai”,               geração de atores que faz “Ma-
a trama assinada por Walcyr                lhação”, incluindo Daniel
Carrasco terá um núcleo hospi-             Blanco, que interpreta seu fi-
talar que contará com a partici-           lho Gil. “Além de talentosos,
pação da atriz. “Além da nove-             todos são muito disciplina-
la, provavelmente filmarei a               dos. É aquela coisa: não basta
sequência do longa ‘Até que a              querer ser ator. A vocação e a
Sorte nos Separe’ ainda neste              disponibilidade são fatores
ano. Terei muito trabalho, com             primordiais”, opina.
certeza”, diz Winits.                          Com o final da novelinha
    Enquanto as gravações dos              batendo à porta, a atriz sonha
dois projetos não têm início, a            com uma despedida em grande
carioca de 39 anos comemora o              estilo. “Gosto de ser surpreen-
sucesso de sua personagem                  dida com as personagens e seus
Marcela, a professora de educa-            destinos, mas torço para que a
ção física de “Malhação”. Ape-             Marcela tenha um final feliz”,
sar das especulações de que a              confessa.
atriz não teria gostado da sua
escalação para o folhetim ado-                 ”Sex Appeal”
lescente, Danielle se diz realiza-
da com o trabalho. “O ator pre-               É em 2013 que Danielle Wi-
cisa buscar um diferencial para            nits também comemora 20
cada personagem e esse é um                anos de carreira. Sua estreia foi
eterno desafio”, acredita. “A              na minissérie “Sex Appeal”,
Marcela é uma mulher moder-                que também revelou Camila Pi-
na, guerreira e com muita ale-             tanga, Carolina Dieckmann e
gria de viver, apesar dos percal-          Luana Piovani, todas atrizes
ços da vida. É aquela pessoa do            de destaque hoje na Globo.
bem que todos gostariam de ter             “O que mais me marcou nes-
não apenas como amiga, mas                 se trabalho foi que ganhei o
como parte da família. Assim,              papel que queria: o da vilã
procurei focar em seu alto as-             Eva. Revi há pouco tempo
tral. Fui construindo essa per-            no canal Viva e foi muito ba-
sonagem com naturalidade, ao               cana”, completa. I
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303
Bem estar o amor muda tudo-20130303

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bem estar 120812
Bem estar 120812Bem estar 120812
Bem estar 120812
Fernanda Caprio
 
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho
Jornal do Espiritismo Edição Maio/JunhoJornal do Espiritismo Edição Maio/Junho
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho
AEAK São José do Rio Preto
 
Grupo de Estudo - Paz - Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013
Grupo de Estudo - Paz -  Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013Grupo de Estudo - Paz -  Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013
Grupo de Estudo - Paz - Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013
Emeje
 
Iurdnews
IurdnewsIurdnews
Iurdnews
iurdpt
 
Bem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de contaBem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de conta
Fernanda Caprio
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Felicidade
socialceia
 
Encontro de Evangelizadores
Encontro de EvangelizadoresEncontro de Evangelizadores
Encontro de Evangelizadores
Cemei - Centro Educar Meimei
 
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
Associação Espírita Allan Kardec
 
13 essência da luz
13   essência da luz13   essência da luz
13 essência da luz
Nelson Soares
 
Toques do preto velho
Toques do preto velhoToques do preto velho
Toques do preto velho
Toques do preto velhoToques do preto velho
Toques do preto velho
Newton Luiz Machado
 
Toques do preto_velho+++++gleidemar
Toques do preto_velho+++++gleidemarToques do preto_velho+++++gleidemar
Toques do preto_velho+++++gleidemarveralimaa
 
Semeando 02
Semeando 02Semeando 02
Semeando 02
Feiceditora
 
Fogo
FogoFogo
Oficina de dinâmicas afonso dutra
Oficina de dinâmicas   afonso dutraOficina de dinâmicas   afonso dutra
Oficina de dinâmicas afonso dutra
dijfergs
 
23 05
23  0523  05
23 05
pibvg
 
Comece - Setembro 2010
Comece - Setembro 2010Comece - Setembro 2010
Comece - Setembro 2010
comece
 
734 Mensagens de luz
734 Mensagens de luz734 Mensagens de luz
734 Mensagens de luz
Izabel Cristina Fonseca
 
Jornal Reflexão 3º edição
Jornal Reflexão 3º ediçãoJornal Reflexão 3º edição
Jornal Reflexão 3º edição
jornalreflexaocaps
 
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 -  CompletoCurso de Atendimento Fraterno 2014 -  Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
Edna Costa
 

Mais procurados (20)

Bem estar 120812
Bem estar 120812Bem estar 120812
Bem estar 120812
 
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho
Jornal do Espiritismo Edição Maio/JunhoJornal do Espiritismo Edição Maio/Junho
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho
 
Grupo de Estudo - Paz - Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013
Grupo de Estudo - Paz -  Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013Grupo de Estudo - Paz -  Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013
Grupo de Estudo - Paz - Érico, Simone e Adriano - EMEJE Triângulo 2013
 
Iurdnews
IurdnewsIurdnews
Iurdnews
 
Bem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de contaBem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de conta
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Felicidade
 
Encontro de Evangelizadores
Encontro de EvangelizadoresEncontro de Evangelizadores
Encontro de Evangelizadores
 
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
 
13 essência da luz
13   essência da luz13   essência da luz
13 essência da luz
 
Toques do preto velho
Toques do preto velhoToques do preto velho
Toques do preto velho
 
Toques do preto velho
Toques do preto velhoToques do preto velho
Toques do preto velho
 
Toques do preto_velho+++++gleidemar
Toques do preto_velho+++++gleidemarToques do preto_velho+++++gleidemar
Toques do preto_velho+++++gleidemar
 
Semeando 02
Semeando 02Semeando 02
Semeando 02
 
Fogo
FogoFogo
Fogo
 
Oficina de dinâmicas afonso dutra
Oficina de dinâmicas   afonso dutraOficina de dinâmicas   afonso dutra
Oficina de dinâmicas afonso dutra
 
23 05
23  0523  05
23 05
 
Comece - Setembro 2010
Comece - Setembro 2010Comece - Setembro 2010
Comece - Setembro 2010
 
734 Mensagens de luz
734 Mensagens de luz734 Mensagens de luz
734 Mensagens de luz
 
Jornal Reflexão 3º edição
Jornal Reflexão 3º ediçãoJornal Reflexão 3º edição
Jornal Reflexão 3º edição
 
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 -  CompletoCurso de Atendimento Fraterno 2014 -  Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
 

Destaque

Revista dominios quando o corpo todo dói
Revista dominios   quando o corpo todo dóiRevista dominios   quando o corpo todo dói
Revista dominios quando o corpo todo dói
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20141228
Revista bem estar-20141228Revista bem estar-20141228
Revista bem estar-20141228
Fernanda Caprio
 
JORNAL O QUÊ - participação Alexandre Caprio
JORNAL O QUÊ - participação Alexandre CaprioJORNAL O QUÊ - participação Alexandre Caprio
JORNAL O QUÊ - participação Alexandre Caprio
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-261014
Revista bem estar-261014Revista bem estar-261014
Revista bem estar-261014
Fernanda Caprio
 
Bem estar fe na vida-20130127
Bem estar fe na vida-20130127Bem estar fe na vida-20130127
Bem estar fe na vida-20130127
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-27-07-14
Revista bem estar-27-07-14Revista bem estar-27-07-14
Revista bem estar-27-07-14
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-07-09-14
Revista bem estar-07-09-14Revista bem estar-07-09-14
Revista bem estar-07-09-14
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20130519
Revista bem estar-20130519Revista bem estar-20130519
Revista bem estar-20130519
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20-07-14
Revista bem estar-20-07-14Revista bem estar-20-07-14
Revista bem estar-20-07-14
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20140706
Revista bem estar-20140706Revista bem estar-20140706
Revista bem estar-20140706
Fernanda Caprio
 
Bem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de contaBem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de conta
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20140112 sentimento humano
Revista bem estar-20140112 sentimento humanoRevista bem estar-20140112 sentimento humano
Revista bem estar-20140112 sentimento humano
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20140105 o verdadeiro sucesso
Revista bem estar-20140105 o verdadeiro sucessoRevista bem estar-20140105 o verdadeiro sucesso
Revista bem estar-20140105 o verdadeiro sucesso
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-acreditar 20130623
Revista bem estar-acreditar 20130623Revista bem estar-acreditar 20130623
Revista bem estar-acreditar 20130623
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20140615
Revista bem estar-20140615Revista bem estar-20140615
Revista bem estar-20140615
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20150201
Revista bem estar-20150201Revista bem estar-20150201
Revista bem estar-20150201
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20150426
Revista bem estar-20150426Revista bem estar-20150426
Revista bem estar-20150426
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-14-09-14
Revista bem estar-14-09-14Revista bem estar-14-09-14
Revista bem estar-14-09-14
Fernanda Caprio
 
Revista bem estar-20140316
Revista bem estar-20140316Revista bem estar-20140316
Revista bem estar-20140316
Fernanda Caprio
 

Destaque (20)

Revista dominios quando o corpo todo dói
Revista dominios   quando o corpo todo dóiRevista dominios   quando o corpo todo dói
Revista dominios quando o corpo todo dói
 
Revista bem estar-20141228
Revista bem estar-20141228Revista bem estar-20141228
Revista bem estar-20141228
 
JORNAL O QUÊ - participação Alexandre Caprio
JORNAL O QUÊ - participação Alexandre CaprioJORNAL O QUÊ - participação Alexandre Caprio
JORNAL O QUÊ - participação Alexandre Caprio
 
Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208Revista bem estar-20150208
Revista bem estar-20150208
 
Revista bem estar-261014
Revista bem estar-261014Revista bem estar-261014
Revista bem estar-261014
 
Bem estar fe na vida-20130127
Bem estar fe na vida-20130127Bem estar fe na vida-20130127
Bem estar fe na vida-20130127
 
Revista bem estar-27-07-14
Revista bem estar-27-07-14Revista bem estar-27-07-14
Revista bem estar-27-07-14
 
Revista bem estar-07-09-14
Revista bem estar-07-09-14Revista bem estar-07-09-14
Revista bem estar-07-09-14
 
Revista bem estar-20130519
Revista bem estar-20130519Revista bem estar-20130519
Revista bem estar-20130519
 
Revista bem estar-20-07-14
Revista bem estar-20-07-14Revista bem estar-20-07-14
Revista bem estar-20-07-14
 
Revista bem estar-20140706
Revista bem estar-20140706Revista bem estar-20140706
Revista bem estar-20140706
 
Bem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de contaBem estar=a vida do faz de conta
Bem estar=a vida do faz de conta
 
Revista bem estar-20140112 sentimento humano
Revista bem estar-20140112 sentimento humanoRevista bem estar-20140112 sentimento humano
Revista bem estar-20140112 sentimento humano
 
Revista bem estar-20140105 o verdadeiro sucesso
Revista bem estar-20140105 o verdadeiro sucessoRevista bem estar-20140105 o verdadeiro sucesso
Revista bem estar-20140105 o verdadeiro sucesso
 
Revista bem estar-acreditar 20130623
Revista bem estar-acreditar 20130623Revista bem estar-acreditar 20130623
Revista bem estar-acreditar 20130623
 
Revista bem estar-20140615
Revista bem estar-20140615Revista bem estar-20140615
Revista bem estar-20140615
 
Revista bem estar-20150201
Revista bem estar-20150201Revista bem estar-20150201
Revista bem estar-20150201
 
Revista bem estar-20150426
Revista bem estar-20150426Revista bem estar-20150426
Revista bem estar-20150426
 
Revista bem estar-14-09-14
Revista bem estar-14-09-14Revista bem estar-14-09-14
Revista bem estar-14-09-14
 
Revista bem estar-20140316
Revista bem estar-20140316Revista bem estar-20140316
Revista bem estar-20140316
 

Semelhante a Bem estar o amor muda tudo-20130303

Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012
Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012
Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012
Fernanda Caprio
 
Bem estar 18-03-12 a cura pelo riso
Bem estar 18-03-12 a cura pelo risoBem estar 18-03-12 a cura pelo riso
Bem estar 18-03-12 a cura pelo riso
Fernanda Caprio
 
Bem estar 26-08-12
Bem estar  26-08-12Bem estar  26-08-12
Bem estar 26-08-12
Fernanda Caprio
 
Bem estar 13-05-2012
Bem estar  13-05-2012Bem estar  13-05-2012
Bem estar 13-05-2012
Fernanda Caprio
 
Bem estar 11-03-12
Bem estar 11-03-12Bem estar 11-03-12
Bem estar 11-03-12
Fernanda Caprio
 
Tarot das bruxas ok
Tarot das bruxas okTarot das bruxas ok
Tarot das bruxas ok
Yaoloorisa Osunseyi Lili
 
A raiz e a flor
A raiz e a florA raiz e a flor
A raiz e a flor
JNR
 
Bem estar autoconfiança 04-11-12
Bem estar autoconfiança  04-11-12Bem estar autoconfiança  04-11-12
Bem estar autoconfiança 04-11-12
Fernanda Caprio
 
Bem estar 190812
Bem estar  190812Bem estar  190812
Bem estar 190812
Fernanda Caprio
 
Bem estar 05-08-12
Bem estar  05-08-12Bem estar  05-08-12
Bem estar 05-08-12
Fernanda Caprio
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdf
AnaBressane
 
5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal
5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal
5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal
aluana_santos
 
Influências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas ConsequênciasInfluências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas Consequências
Fernando Oliveira
 
TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010
TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010
TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010
guestb63122
 
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso OnlinePoder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
Espaço da Mente
 
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdfAprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
AuriceliaRosa
 
Bem estar seja sincero 01-04-12
Bem estar seja sincero 01-04-12Bem estar seja sincero 01-04-12
Bem estar seja sincero 01-04-12
Fernanda Caprio
 
Informativo Edição 1
Informativo Edição 1Informativo Edição 1
Informativo Edição 1
iasdcoruripe
 
Informativo Edição 1
Informativo Edição 1Informativo Edição 1
Informativo Edição 1
iasdcoruripe
 
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
orismagus
 

Semelhante a Bem estar o amor muda tudo-20130303 (20)

Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012
Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012
Bem estar deixe o amor entrar - 09-23-2012
 
Bem estar 18-03-12 a cura pelo riso
Bem estar 18-03-12 a cura pelo risoBem estar 18-03-12 a cura pelo riso
Bem estar 18-03-12 a cura pelo riso
 
Bem estar 26-08-12
Bem estar  26-08-12Bem estar  26-08-12
Bem estar 26-08-12
 
Bem estar 13-05-2012
Bem estar  13-05-2012Bem estar  13-05-2012
Bem estar 13-05-2012
 
Bem estar 11-03-12
Bem estar 11-03-12Bem estar 11-03-12
Bem estar 11-03-12
 
Tarot das bruxas ok
Tarot das bruxas okTarot das bruxas ok
Tarot das bruxas ok
 
A raiz e a flor
A raiz e a florA raiz e a flor
A raiz e a flor
 
Bem estar autoconfiança 04-11-12
Bem estar autoconfiança  04-11-12Bem estar autoconfiança  04-11-12
Bem estar autoconfiança 04-11-12
 
Bem estar 190812
Bem estar  190812Bem estar  190812
Bem estar 190812
 
Bem estar 05-08-12
Bem estar  05-08-12Bem estar  05-08-12
Bem estar 05-08-12
 
apostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdfapostila_meditacao.pdf
apostila_meditacao.pdf
 
5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal
5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal
5 Maneiras de ter Mais Saúde Emocional - Caminhos para Desenvolvimento Pessoal
 
Influências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas ConsequênciasInfluências Espirituais e Suas Consequências
Influências Espirituais e Suas Consequências
 
TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010
TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010
TranscriçãO SemináRio Robert Happe Fevereiro 2010
 
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso OnlinePoder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
Poder das Crenças com Miriam Izabel - Ebook Curso Online
 
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdfAprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
 
Bem estar seja sincero 01-04-12
Bem estar seja sincero 01-04-12Bem estar seja sincero 01-04-12
Bem estar seja sincero 01-04-12
 
Informativo Edição 1
Informativo Edição 1Informativo Edição 1
Informativo Edição 1
 
Informativo Edição 1
Informativo Edição 1Informativo Edição 1
Informativo Edição 1
 
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
 

Mais de Fernanda Caprio

Artigo "Contagem de votos"
Artigo "Contagem de votos"Artigo "Contagem de votos"
Artigo "Contagem de votos"
Fernanda Caprio
 
Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...
Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...
Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Fernanda Caprio
 
Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...
Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...
Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016
Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016
Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016
Fernanda Caprio
 
Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...
Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...
Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016
Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016
Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016
Fernanda Caprio
 
Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...
Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...
Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...
Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...
Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...
Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...
Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015
Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015
Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015
Fernanda Caprio
 
Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...
Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...
Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...
Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...
Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...
Fernanda Caprio
 
Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...
Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...
Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...
Fernanda Caprio
 
Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...
Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...
Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...
Fernanda Caprio
 
Palestra Participação da Mulher na Política 2017
Palestra Participação da Mulher na Política 2017Palestra Participação da Mulher na Política 2017
Palestra Participação da Mulher na Política 2017
Fernanda Caprio
 

Mais de Fernanda Caprio (20)

Artigo "Contagem de votos"
Artigo "Contagem de votos"Artigo "Contagem de votos"
Artigo "Contagem de votos"
 
Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...
Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...
Artigo "O que é ser pré-candidato" (Fernanda Caprio), Revista Conceito Jurídi...
 
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
 
Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...
Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...
Artigo "A interferência do direito eleitoral no resultado das eleições" (Fern...
 
Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016
Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016
Artigo "Captação de recursos" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agosto/2016
 
Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...
Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...
Artigo "Regras para contratação de militância remunerada" (Fernanda Caprio) R...
 
Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016
Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016
Artigo "Convenções partidárias" (Fernanda Caprio) Revista Republicana junho/2016
 
Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "É hora de planejar sua campanha" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
 
Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...
Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...
Artigo "Prestação de Contas Anual Partidária" (Fernanda Caprio) Revista Repub...
 
Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...
Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...
Artigo "Desincompatibilização" (Fernanda Caprio) Revista Republicana fevereir...
 
Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
Artigo "Limite de gastos para campanhas" (Fernanda Caprio) Revista Republican...
 
Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...
Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...
Artigo "Internet na campanha eleitoral" (Fernanda Caprio) Revista Republicana...
 
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana novembro...
 
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...
Artigo "Reforma Política 2015" (Fernanda Caprio) Revista Republicana outubro/...
 
Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015
Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015
Artigo "Cota para mulheres" (Fernanda Caprio) Revista Republicana setembro/2015
 
Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...
Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...
Artigo "Qual o papel da política?" (Fernanda Caprio) Revista Republicana agos...
 
Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...
Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...
Artigo "Dupla filiação partidária" (Fernanda Caprio) Revista Republicana maio...
 
Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...
Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...
Artigo "Mandato pertence ao partido e não ao eleito" (Fernanda Caprio) Revist...
 
Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...
Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...
Artigo Quem rouba uma caneta, rouba um país (Fernanda Caprio) Revista Republi...
 
Palestra Participação da Mulher na Política 2017
Palestra Participação da Mulher na Política 2017Palestra Participação da Mulher na Política 2017
Palestra Participação da Mulher na Política 2017
 

Bem estar o amor muda tudo-20130303

  • 1.
  • 2. 2 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO Pensamento Kátia Ricardi DIÁRIO DA REGIÃO APRENDE A RECONHECER 13 Guilherme Baffi Todos temos um Espírito protetor ou anjo da guarda. Tu não és diferente. Deus outorgou aos mais adiantados a tarefa de conduzir aos que se erguem Editor-chefe das quedas morais e aos que seguem Fabrício Carareto fabricio.carareto@diarioweb.com.br no bom caminho. Editora-executiva Aprende a reconhecer os que velam Rita Magalhães por ti. Para isso, é preciso que tenhas rita.magalhaes@diarioweb.com.br o pensamento quieto e o esforço Coordenação Ligia Ottoboni pelas virtudes do espírito. ligia.ottoboni@diarioweb.com.br Muitas vezes, eles, estão contigo sem que, Editor de Bem-Estar e TV em tua vida de agitação, perceba-os. Igor Galante igor.galante@diarioweb.com.br Faze um minuto de silêncio, eleva Psicóloga escreve que, para o amor a Deus uma prece, silencia o coração. Editora de Turismo durar, é preciso que ele seja renovado Cecília Demian cecilia.demian@diarioweb.com.br Forças invisíveis assistem-te. a cada dia, e que a liberdade pessoal Trecho do livro “Gotas de Sabedoria” (InterVidas) dos parceiros seja preservada Editor de Arte César A. Belisário cesar.belisario@diarioweb.com.br Editorial Televisão 16 Pesquisa de fotos Mara Lúcia de Sousa Diagramação Cristiane Magalhães TV Globo/Divulgação Destinados a amar Tratamento de Imagens Humberto Pereira e Luciana Nardelli Matérias Agência Estado Agência O Globo TV Press A reportagem de capa desta edição levanta a ideia de que todos estamos destinados ao amor. Algo que fica bem claro nas palavras do conferencista Wagner Borges, autor da série de livros “Viagem Espiritual”: “Ninguém escapa do amor. Mesmo naqueles espíritos empedernidos no ódio e na teimosia, ele opera sutilmente na casa secreta do coração. Docemente, o amor faz sua morada silenciosa no ser. O amor é inevitável. Ele não vem. Já está.” O amor é uma força poderosa, capaz de mudar tudo em nossa vida. Sempre para melhor. Basta que você saiba cultivá-lo por Atriz fala sobre a volta ao trabalho após meio de “sentimentos parceiros” como afeto, dedicação, a gestação. Ela é a protagonista de cumplicidade, e, principalmente, que não tenha medo do “Flor do Caribe”, nova novela das seis amor. Diz a psicóloga Mara Madureira: “As pessoas têm medo de amar porque acham que vão perder e sofrer, em Turismo vez de ter medo de viver nessa precariedade afetiva.” 24 Divulgação COMPORTAMENTO AUTOCONHECIMENTO Coach Margareth Signorelli Trabalhe sua espiritualidade, ensina que os três segredos para utilize seus talentos, aceite o a felicidade são agradecer a vida, outro e preste mais atenção em ser a fonte do que você precisa você para se libertar-se do peso saber que não está só no mundo que é o ressentimento Páginas 6 e 7 Páginas 10 e 11 FAMÍLIA AMBIENTE Especialistas em saúde infantil Aprenda a se livrar de tudo que dão dicas do que os pais devem esteja bloqueando a circulação fazer para garantir um sono de boas energias no ambiente tranquilo para seu bebê, e doméstico por meio do equilíbrio consequentemente, para eles e harmonia do Feng Shui Dicas para curtir Buenos Aires: Páginas 8 e 9 Página 12 hotéis, parques e restaurantes
  • 3. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 3 Espiritualidade O QUE HÁ POR TRÁS DO MEDO E DA CULPA? Da aspiração ao progresso espiritual e da prática do serviço altruísta vêm a energia que indiretamente dissolve qualquer temor José Trigueirinho Netto lece e se firma, quando a pessoa che- dúvida. Outras pessoas têm a perspectiva presente, pode ficar atônita ga à vibração interior e profunda da premonição de que vão desencarnar de diante dessa antecipação. Vê possibilida- O medo é, entre outras coisas, o resulta- alma, o medo tende a desaparecer. um desses modos, e por isso ficam des grandes demais para si, e teme. do da atividade mental mal-orientada. apreensivas. Em ambos os casos conse- Quando a mente é direcionada para a meta Medo da morte gue-se transcender o medo concentran- Sentimentos negativos superior da existência, ele se abranda ou do a atenção em idéias altruístas e nos nem surge. Poderíamos dizer que a igno- É agravado pela ignorância sobre os meios de colocá-las em prática. Medos e sentimentos negativos rância acerca do que realmente somos em processos da desencarnação e da restitui- É no reino humano e no reino animal alheios podem ser incorporados à nossa au- essência é que faz surgir o medo, pois nos- ção dos corpos ao reservatório geral das que existe o medo da morte. Nos demais ra sensitiva e tomados como nossos. A sos sentidos sofrem a pressão da exis- partículas que compõem toda a substância reinos da natureza os seres não o conhe- mente individual tem capacidade para cap- tência de miríades de seres no univer- do planeta. É o terror tanto do desligamen- cem e deixam com naturalidade os corpos, tar elementos do nível mental coletivo ter- so e, como ainda não nos percebemos to do mundo físico quanto da entrada no para que as partículas que os compunham restre e transferi-los para si mesma ou para unidos a eles e parte de uma totalida- desconhecido. Baseia-se na dúvida com formem novos, levando consigo os frutos o próprio cérebro. Também podemos ma- de, os temos como estranhos e atemori- respeito à imortalidade do ser, na dificulda- das experiências feitas. nifestar apreensões pelo que está ocorren- zantes. Influenciados por essa perspec- de de deixar para trás coisas e pessoas queri- do não especificamente conosco, mas de tiva sensorial, vemo-nos como indiví- das, na lembrança subconsciente de mor- Medo do futuro modo generalizado. Por exemplo, muitos duos isolados e não como células de tes dolorosas ou difíceis tidas em encarna- hoje estão sentindo a iminente ruína da uma única Vida. Mas à medida que por ções pregressas. Pode surgir devido à capacidade economia no mundo e costumam interpre- amor nos doamos a alguma causa ou A causa principal do medo da morte re- que a mente tem de visualizar, qualida- tar isso como algo que seu destino pessoal serviço altruísta, vamos tomando cons- side no apego à forma e no pouco contato de que mais tarde pode dar lugar à vi- lhe reserva. Neles se redobra, então, o me- ciência dessa totalidade e o medo vai- com a alma e com núcleos mais profundos são intuitiva. Mas, enquanto ainda não do de sofrer privações, perspectiva que po- se dissolvendo. da consciência. O temor básico é o de não expressa esse potencial, a mente proje- de ser infundada, pois a lei do carma sem- Há também um medo atávico que cos- continuar subsistindo após esse rompi- ta no presente antecipações e lembran- pre determina as provas pelas quais cada tuma emergir do subconsciente de todos mento da ligação com o mundo externo, ças, provocando sofrimento. um de nós precisa passar, e alguns têm ex- os membros desta humanidade, origi- experiência tão necessária. Pode ocorrer também de a alma, que vi- periências opostas às da coletividade a que nado da memória de experiências vi- As mortes por acidente ou por câncer ve no eterno presente, transmitir à cons- pertencem. I vidas em épocas pré-históricas, em parecem ser as mais temidas. Há quem, ciência externa lampejos do que lhe é claro que o ambiente sobre a Terra era tendo em outras vidas desencarnado as- a respeito do porvir. Como vê passado, pre- Extraído do boletim “Sinais de Figueira”, de Trigueirinho (www.trigueirinho.org.br). Palestras por demais inóspito. Esse medo é sim, ainda o tema; projeta velhas impres- sente e futuro em um só quadro, tem a ca- podem ser ouvidas, gratuitamente, no site: ainda atuante devido à falta de comu- sões sobre a vida atual, atraindo então con- pacidade de propiciar esses vislumbres, pri- www.iridin.org.br, ou no grupo de estudos que se nicação livre entre a consciência ex- dições semelhantes. É que estas, embora mícias de uma fase ainda não realizada no reúne às quintas-feiras, às 20 horas, na rua Luiz terna e o nível supramental do ser. não previstas para o presente, passam a ser desenvolvimento da personalidade. A pes- Nunes da Fonseca, 34, Vila Ercília. Mais Quando essa comunicação se estabe- vitalizadas pela própria força do medo e da soa, condicionada à sua própria e limitada informações: dgalviolli@gmail.com Quem é José Trigueirinho Netto é filósofo espiritualista, autor de 77 livros, com cerca de 2,5 milhões de exemplares publicados até o momento, e mais de 1,7 mil palestras gravadas ao vivo
  • 4. 4 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO Relacionamento A FORÇA DO AMOR Gisele Bortoleto de ser muita coisa, possivelmen- sia, ele opera sutilmente na ca- aprendizado, ressalta. Todos estamos te paixão, menos amor. sa secreta do coração. Docemen- Sim, todos estamos destina- Sabe aquela emoção que faz Muita gente confunde: poe- te, com grande habilidade, o dos ao amor. E não há como al- destinados ao o coração palpitar, aperta o pei- tas e pensadores falam dela atra- amor faz sua morada silenciosa guém mensurar a magnitude to e nos deixa ansiosos, man- vés dos séculos e insistem em cha- no ser. O amor é inevitável. Ele do seu poder de transformação amor. E quando tém nossa cabeça nas nuvens e mar de amor essa sensação em- não vem. Já está”, diz o pesqui- no ser. “Só se sabe que, quando faz nosso sangue ferver? Aque- briagadora. O amor de verdade, sador Wagner Borges, conferen- o amor é percebido, tudo mu- ele “bate”, tem a le sentimento que faz com que no entanto, é menos atormentado cista e autor dos livros “Via- da. E nada mais será como an- fiquemos rindo à toa? Que nos e impulsivo. Em compensação, é gem Espiritual 1, 2 e 3”. Silen- tes. E isso não tem tempo ou lu- capacidade de faz pensar na pessoa 24 horas mais forte e profundo, e o que é ciosamente, nos bastidores gar”, diz. Esse é o destino de to- por dia, e que nos deixa até ator- melhor: muda tudo. conscienciais, o amor opera pa- dos os homens, de todos os lu- promover em nós mentados, imaginando onde “Ninguém escapa do amor. cientemente, pois sabe que as gares. Mesmo que eles ainda ela possa estar quando não esta- Mesmo naqueles espíritos em- coisas mudam, e sempre há não saibam disso e se permitam uma transformação mos por perto? Pois é. Isso po- pedernidos no ódio e na teimo- chances de eterno recomeço e pensar e agir egoisticamente, o de dentro para fora
  • 5. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 5 amor estará neles, defende Bor- tro nos admire”, diz a psicólo- ges. “Quem descobre isso, mes- mo que de forma parcial e ain- da sem ter despertado plena- ga Kátia Ricardi de Abreu. As transformações não atin- gem apenas o ser amado, mas ‘Parceria’ entre sentimentos mente, é tomado de grande as- as pessoas que estão à volta. “O sombro. Sente que um pouco amor tem o poder de curar O amor é o sentimento “O homem e a mulher que ele funciona como um escudo desse amor é mais do que tudo doenças, extinguir comporta- mais sublime e verdadeiro, e se encontram verdadeiramen- protetor, enquanto estivermos já experimentado antes.” mentos inadequados, inserir um grande parceiro da afetivi- te numa relação amorosa estão amando. É muito bom amar, Especialistas em comporta- novos padrões de pensamen- dade. “Não há como investir inteiros em suas partes, ou se- pois amando, queremos a to- mento costumam dizer que há tos, mudar o rumo da vida das numa relação afetiva se o ja, cada qual com sua constitui- dos fazer felizes, principal- dois caminhos para uma pes- pessoas”, ressalta Kátia. E mes- amor não estiver alicerçado ção psíquica saudáveis na en- mente a nós mesmos e a mo que nada de tão significati- no carinho, na dedicação, no trega de uma vida em comum, quem estivermos amando, e soa mudar: por meio do autoco- vo aconteça, notamos que o bri- respeito, na cumplicidade, nutrindo-se de amor um pelo criamos uma aura de felicida- nhecimento, promovido pela lho nos olhos e o sorriso da pes- psicoterapia, ou encontrando empatia e sintonia afetiva”, outro”, diz Luciana. de à nossa volta”, diz o escri- soa mudaram. Algo sutil, como Esse movimento é expres- tor Marcial Salaverry. um grande amor. “O amor o seu jeito de andar, seu tom de explica a psicóloga Luciana tem o poder de transformar Nazar Ramoneda. so pelas suas experiências de Segundo ele, enquanto voz, alguma coisa vai dizer que vida, conhecimento e afinida- amamos, entregamos ao nos- as pessoas, porque, quando o amor está no ar, pois os efei- A troca de afeto, a escuta amamos, queremos mostrar o de. Os amantes estão inteiros e, so amor o corpo, o coração, a tos químicos e psicológicos do e o investimento amoroso na juntos, harmonizam o encontro alma. É um doce sentimento, melhor de nós para o outro, amor deixam marcas revelado- relação impulsionam ho- da ternura, do carinho e da amo- que não fala em sofrimento. queremos impressionar, en- ras, transformadoras e evoluti- mens e mulheres a se desejar, rosidade. Juntos, impulsionam o Só fala em carinho e, quando cantar, despertar o interesse vas. Se não for assim, então, a se conhecer, harmonizando afeto, mobilizando sentimentos, em nossa alma o amor é realida- e fazer de tudo para que o ou- não se trata de amor. pensamentos, afinidades, re- sensações, emoções. “O amor é a de, estaremos encontrando o ca- ciprocidades e desejos. “É o plenitude, é a calmaria ao cora- minho da felicidade. “Pelo buscar-se um ao outro, no dia ção, é o caminho da felicidade de amor, sempre estaremos em a dia, construindo uma vida uma entrega amorosa saudável e busca incessante, e encontran- amorosa plena, compartilhan- feliz”, reforça. do-o, o mais importante é sa- do sonhos, ideais, projetos de “O amor é um sentimento ber mantê-lo. Assim, conse- vida em parceria e assim edi- que merece sempre profunda guiremos sempre ter um lin- ficando a realidade”, diz. reflexão. Podemos dizer que do dia”, diz. (GB) Não tenha medo É importante se entregar ao ta a consciência e adoece as rela- tir. Nenhum ato é forte o bas- cepção do passado, reproduze- salta Mara, mas é possível reedi- amor e não ter medo dele. “O ções de uma pessoa com outra e tante para atravessar o tem- se as mesmas emoções e se re- tar a maneira de pensar, sobre amor sempre muda tudo para consigo mesma não são as do- po e continuar machucando força as convicções sobre o mo- pessoas, a vida, os fatos e, prin- melhor, o problema é que as res de experiências passadas, no presente. A única coisa do de pensá-las e considerá- cipalmente, sobre si mesmo. pessoas têm medo de amar por- mas o apego aos sentimentos capaz de alimentar ressenti- las”, diz a psicóloga cognitivo- “Nós definimos a realidade, que acham que vão perder e so- do passado. As mágoas de hoje mentos, mágoas e manter comportamental Mara Lúcia conceituamos as coisas e da- frer em vez de ter medo de vi- não são mais impulsionadas pe- atualizado o sofrimento pas- Madureira. mos sentido à existência de ver nessa precariedade afeti- los fatos que as originaram, sado é a capacidade humana Para superar os medos, res- acordo com nossa capacidade va”, diz a psicóloga cognitivo- mas pela preservação de senti- de continuar pensando sentimentos, mágoas e toda mental e a partir de convicções comportamental Mara Lúcia mentos antigos, pela capacida- igual, de conservar intacta emoção negativa de experiên- e interesses pessoais. O modo Madureira. A boa notícia é que de de manter intactos pensa- uma ideia por muito tempo, cias passadas, a solução é mu- como encaramos os fatos, pen- dá para superar esse medo e des- mentos que deveriam ser revisa- sobre um determinado fato. dar o modo de pensar. Não é samos sobre eles afeta nossos frutar do mais poderoso e trans- dos e atualizados. “Seja lá o que Toda vez que se recria na men- possível voltar no tempo e im- sentimentos e determina nossa formador dos sentimentos. for que no passado tenha causa- te uma experiência e a conside- pedir acontecimentos ruins ou condição de bem ou mal-es- No presente, o que atormen- do dor, agora já deixou de exis- ra exatamente sob a mesma per- mudar o que já aconteceu, res- tar”, ensina. I (GB)
  • 6. 6 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO Comportamento LIÇÕES DE FELICIDADE Ser a “fonte” do que você precisa, agradecer a vida como ela é e saber que não está sozinho são os segredos para uma existência plena, ensina coach Elen Valereto O exemplo comum de al- atenção quando eles aparece- lorizados por Margareth para tância do desenvolvimento das elen.valereto@diarioweb.com.br guém que deixa passar desper- rem. E isso é a todo instante: aproveitar a felicidade que a vi- emoções positivas, sensação de cebido o que seria um dia feliz ao apreciar um belo nascer do da oferece são: ter consciência bem-estar e felicidade, há ain- “A felicidade não está no é esquecer-se completamente sol, sentir a brisa tocar o rosto de que cada ser humano é a pró- da mais benefícios. fim da jornada, e sim em cada dos momentos bons ao lado ou deliciar-se com o sorriso de pria fonte para ser feliz; mos- Quem tem consciência da curva do caminho que percorre- de pessoas queridas ou de si- um bebê. trar gratidão por ter uma vida, sua verdadeira felicidade e mos para encontrá-la”, diz um tuações agradáveis devido a É com essa mesma linha de família e amigos; e acreditar mantém vivas suas emoções po- verso de autoria desconhecida. um aborrecimento banal. Ao pensamento que a coach de re- que não está sozinho nas cami- sitivas consegue se fortalecer Essa talvez seja a mais pura ver- ser questionado como foi o lacionamento Margareth Signo- nhadas de cada dia, tendo em relação aos aspectos intelec- dade a respeito da essência do que seja felicidade. dia que passou, nada que pro- relli ensina “segredos” para a fe- apoio por meio de pessoas que- tual, físico e social. São esses Não há dias, semanas, me- porcionou alegrias e bem-es- licidade. Na verdade, ela abre ridas ou pela fé, independente atributos que chegam gratuita- ses ou anos de paz absoluta. A tar será lembrado, apenas o portas muitas vezes fechadas da religião ou crença. mente e ficam à disposição pa- vida é cheia de movimento, por que causou desconforto, am- pelas pessoas que não conse- Tendo isso fixado na men- ra ser usados no aparecimento isso a felicidade não é uma pliando uma situação pon- guem enxergar o que lhes faz te, qualquer obstáculo pode ser de problemas, dificuldades ou constante. Mas os problemas e tual ruim para o dia todo. bem. “Precisamos aprender a superado. Por que? A justifica- qualquer ameaça que possa es- as dificuldades que aparecem A felicidade é um bem mui- olhar e sentir no coração para tiva é simples como buscar a fe- tremecer a felicidade. durante o cotidiano não devem to precioso, mas extremamente perceber que a felicidade está licidade: diminui-se o grau e a Revista Bem-Estar – Por significar infelicidade, afinal, simples de ser vivido. Não é na sensação de prazer e plenitu- importância da dificuldade. E que a felicidade pode ser en- eles não estão em estado de per- preciso dar uma pausa em uma de que cada uma das pequenas a vida fica melhor. contrada em “segredos” tão manência na vida de ninguém. vida corrida para conseguir re- coisas pode nos proporcionar.” Na Psicologia Positiva, por simples da vida? Simplesmente passam. conhecer os sinais, mas prestar Os três “segredos” mais va- exemplo, que promove a impor- Margareth Signorelli – Sim-
  • 7. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 7 Forças pessoais para uma vida feliz Gratidão e honestidade Humor e alegria Perdão e autocontrole Bondade e generosidade Espiritualidade e esperança Aprendizado Seja a fonte do que você precisa. mudanças e atitudes Justiça e pensamento crítico Observe um recém-nascido. Terá Você não está sozinho. Tenha Entusiasmo e energia consciência de que o ser humano é certeza disso. Esse conhecimento perfeito e completo oferecerá tranquilidade, perspectiva Otimismo e cidadania e muita paz interior Agradeça a sua vida exatamente Fonte: Instituto de Psicologia como ela é. Acredite que não há nada de Fonte: Margareth Signorelli, Positiva & Comportamento errado em sua vida. Assim terá forças para coach de relacionamento ples assim como estas frases: rem que somos essa fonte que do que precisa. Normalmente nho que experimentar nesta si- chega a nos paralisar. O único “Felicidade é uma experiência procuramos. “Nada pode che- as pessoas vibram a falta e tuação?”, você terá como res- modo de evitá-lo é saber que incondicional que não está liga- gar para nós senão por nosso in- não a abundância. Se você fi- posta a paciência, perseveran- não estamos sós e nunca estare- da às circunstâncias” e “Felici- termédio”, esta é a lei da física car reclamando pelo que não ça, o aprendizado de luta e hu- mos. É a busca do espiritual, in- dade vem da simples aprecia- quântica. Se estiver lhe faltan- tem, estará na vibração da fal- mildade. E aí é o caso de agrade- depende da linha que mais lhe ção de se estar vivo e não da res- do amizade, procure um antigo ta e atrairá mais disso. Se vi- cer a oportunidade de poder agradar, mas todas levam a um posta de termos o que quere- amigo ou procure fazer um no- brar a abundância do que fazê-lo e aceitar. Parece difícil, ser maior que nos acompanha o mos”. As pessoas costumam di- vo. Se estiver lhe faltando di- quer, receberá mais. mas, se pensarmos assim, cons- tempo todo. Esse é o grande se- zer “Eu serei feliz quando nheiro, faça uma doação den- Bem-Estar - As pessoas cientemente, os momentos de gredo para enfrentar as situa- for...” ou “Eu serei feliz quan- tro de suas possibilidades, mas são realmente gratas pela vi- dificuldade passarão a ser mo- ções difíceis. É saber que existe um motivo para que isso acon- do tiver...”. A felicidade não po- faça. Se estiver lhe faltando da que possuem? mentos de grande crescimento teça e que você está e sempre es- de ser baseada no quando, mas compreensão, seja compreensi- Margareth – A grande maio- pessoal. tará acompanhado de alguém no agora. No simples ato de se vo com alguém que normal- ria delas não, porque, como fa- Bem-Estar – Como o medo que dividirá com você as solu- estar vivo, e não na esperança mente é difícil de ser com- lei anteriormente, elas costu- de fracassar pode influenciar ções dos seus problemas. Eu di- de que algo diferente venha preensivo. Vá além dos seus li- mam falar: “Serei feliz quando no crescimento pessoal? Co- go dividindo porque é muito fá- trazê-la. mites naquilo que você mais al- tiver ou for...”. Não nos ensina- mo evitá-lo? cil dizer “Este ser maior é meu Bem-Estar – O que falta pa- meja e precisa. ram a agradecer por tudo que Margareth – O medo é um pai”. Ele, na verdade, é um ra as pessoas serem a própria Bem-Estar – O que torna di- temos até mesmo nas dificulda- grande vilão para o nosso cres- grande companheiro, que espe- fonte que elas precisam para fícil o reconhecimento desses des. Se em casa situação de difi- cimento pessoal. Eu digo que ra que você faça a sua parte pa- viver bem? valores? culdade você fizer a seguinte ele é um breque de mão, que ra poder fazer a dele, mas nun- Margareth – Falta entende- Margareth – Viver na falta pergunta: “O que é que eu te- nos impede de nos locomover e ca lhe abandonará. I
  • 8. 8 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO Família Sono do bebê Disciplina, rotina e um ambiente tranquilo ajudam as crianças - e consequentemente os pais - a dormir melhor sxc.hu/Divulgação Elen Valereto elen.valereto@diarioweb.com.br O sonho de toda mãe e todo pai é que seus bebês durmam bem – e, consequentemente, eles também. Embora muitos acreditem que isso seja uma ta- refa difícil ou até impossível, a rotina da casa pode ser incorpo- rada ao novo morador sem grandes traumas. A alegria da chegada do be- bê esbarra com a tensão dos pais de que ele troque o dia pe- la noite, mas é comum que o sono do recém-nascido seja mantido quase todo o período do dia. Segundo o pediatra Jorge Haddad, de Rio Preto, até os três meses de idade os peque- nos têm sono pesado e é co- mum dormirem entre 18 a 20 horas diariamente. Com o pas- sar do tempo, as horas vão dimi- nuindo, porque a criança come- ça a andar, correr e brincar, sen- do de três meses a um ano e oi- to meses de 14 a 16 horas, e até três anos de 12 a 14 horas. Sone- cas durante o dia também pas- sam a ser frequentes. Mas, para conquistar as sa- gradas horas de sono sem ser interrompidas ou sem dificul- dade para voltar a dormir quando despertar, a palavra central é disciplina. Os espe- cialistas destacam a importân- cia dos pais ajudarem seus be- bês a ter uma rotina diária, principalmente antecedente ao momento do sono. Para o sono ser tranquilo, os pais precisam primeiramen- te preparar um ambiente tran- quilo para as crianças descansa- rem. Entre as dicas, Haddad re-
  • 9. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 9 Alimentação Cólica na hora certa Segundo o Grupo de Estudos do Sono, da Sociedade Brasileira de Os primeiros meses de vida Pediatria, assim que chega de um bebê são bem definidos ao mundo, o bebê pode com os horários de sono, de demorar até a quarta interação e das mamadas. Após semana de vida para os seis meses de vida, o pedia- adequar seu ritmo biológico tra David Elias Nisenbaum in- a um dia inteiro. A presença da cólica, mais comum forma que não é necessário nesse período, pode deixar dar o alimento durante a ma- o bebê mais irritado, drugada, a não ser que a crian- principalmente no ça seja recém-nascida ou te- final da tarde nha mamado muito cedo an- tes de dormir. “Até os três a quatro me- ses, o bebê até precisa mamar bastante, porque está crescen- do muito rápido, mas depois dos seis meses não precisa fi- car mamando tanto. O proble- ma é que quando os pais dão duas a três mamadeiras de Evite erros Dicas madrugada a criança não irá querer se alimentar durante Não estimule ou brinque com a criança após às 19 horas Ofereça uma ambiente tranquilo, com pouco ruído, em o dia”. temperatura adequada e pouca iluminação A pediatra Heloisa Ione- Não dê o leite antes de dormir para evitar a cárie e a saciedade Bebês até 3 e 4 meses devem evitar o uso de travesseiros, moto concorda. Ela informa almofadas e bichos de pelúcia que, até o terceiro mês, os be- A rotina do sono não pode ter interferências, como local do bês acordam a cada quatro ho- sono e o modo de induzir o sono Lugar de bebê é no berço, não deixe dormir na cama dos ras para mamar e precisam es- pais ou irmãos menores tar saciados para dormir, mas A criança deve adormecer no berço, nunca ser colocada lá depois que já dormiu, pois pode assustá-la quando acordar Coloque-o para dormir de barriga para cima a partir do sexto mês, não acordam mais de madrugada Ao acordar durante a noite, o bebê não deve ser pego no Estabeleça uma rotina para a hora de dormir: dê um banho para mama, até porque é o pe- colo. O correto é colocar as mãos sobre ele para acalmá-lo relaxante, coloque o pijama e escove os dentes da criança ríodo em que outros alimen- tos começam a ser incorpora- Fonte: Jorge Haddad, pediatra Fonte: Heloisa Ionemoto, pediatra dos ao cardápio, como papi- nhas, sopas e frutas. “Mesmo que o bebê acor- comenda um ambiente calmo e com o bebê dormindo. A pediatra Heloisa Ionemo- diatra rio-pretense. de à noite, não necessaria- com luzes na penumbra no iní- “Durante a noite, os estímu- to, também do hospital infantil mente quer dizer que ele está cio da noite, além de evitar dei- los não devem acontecer, ape- Sabará, acrescenta que, se o cos- Metabolismo com fome. Uma dica é os pais xar o bebê adormecer sempre nas uma massagem, se necessá- tume de adormecer a criança esperarem um pouco, pois o em locais diferentes, oferecen- rio, com menos luz. Já à tarde, no colo acontecer durante o O que muitos pais não sa- bebê acabará adormecendo do a ele uma rotina e local co- é preciso que o bebê compreen- dia, acontecerá da mesma for- bem é que a conquista de um so- novamente, sem a mamadei- nhecidos para ele descansar. da que existe atividade na casa, ma à noite. “(Dormir no colo) no gostoso para os bebês tem al- ra, que nessa idade passa a Portanto, não existem be- com claridade. Isso o ajudará a será um ‘ritual’ para o bebê e es- gumas funcionalidades especifi- ser um hábito mais saudá- bês bonzinhos, porque dor- fazer associações e, com o tem- se comportamento sempre se cas para o organismo deles. vel”, destaca Heloisa. mem a noite toda, mas sim pais po, ele mesmo fará esse horá- repetirá.” Uma delas, mais perceptível, é Outra questão discutível é que se esforçam para dar um rit- rio”, diz o pediatra paulistano. evitar a irritação durante o dia, dar o alimento muito tarde. mo saudável de sono para seus Os pais também precisam Televisão comum em bebês que têm so- Isso acabará favorecendo o filhos. O pediatra David Elias saber que seus bebês, principal- nos agitados ou não dormem o aumento de estímulos à crian- Nisenbaum, pediatra do hospi- mente a partir de um ano, preci- Outra orientação que está suficiente. ça, que demorará mais para tal infantil Sabará, de São Pau- sam dormir no berço do pró- em debate por pediatras é que o O sono também proporcio- dormir. “A criança tem de lo, destaca que, como não há prio quarto, nunca na cama de hábito comum de deixar os be- na a liberação do hormônio do descarregar a bateria aos pou- fórmula mágica, cabe aos pais seus genitores. Criar o hábito bês assistir à TV pode atrapa- crescimento, o GH, que é pro- cos, mas o que acontece é que tentar adequar seus filhos ao de deixar o bebê dormir no co- lhar o sono dos pequenos. “No duzido pela glândula hipófise. os pais chegam tarde e que- ambiente. lo também é iniciar um cami- recente congresso que estive Ele é sintetizado com mais rem brincar com o filho. É Uma das recomendações de nho difícil de cortar futuramen- nos Estados Unidos, aconselha- frequência durante a noite, em preciso estabelecer horários Nisenbaum é evitar conversar te, afinal, a criança precisa ador- se evitar que as crianças assis- especial quando o sono está para ambos, desde a hora da ou brincar com a criança duran- mecer no berço, sozinha. “Ela tam televisão até os dois anos, mais profundo, período que há brincadeira, da alimentação te a amamentação noturna, en- (criança) até pode chorar, mas pois mesmo os desenhos que estímulos pelo sistema nervo- e do banho para dormir. O quanto que, durante o sono do logo para. Se acostumar dormir para nós são inocentes, para so. Se o sono não é saudável, po- que vale é a qualidade, não a dia, é importante manter os ba- com os pais, depois não tira eles, na madrugada, podem derá interferir diretamente no quantidade de tempo”, desta- rulhos normais da casa, mesmo mais”, orienta Nisenbaum. acarretar pesadelos”, diz o pe- desenvolvimento do bebê. ca Nisenbaum. I (EV)
  • 10. 10 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO Autoconhecimento Tire o peso das suas costas Liberte-se de Gisele Bortoleto gisele.bortoleto@diarioweb.com.br ressentimentos. “Ao alimentarmos senti- Eles são puro mentos como raiva, rancor, mágoa, ressentimento, acu- “lixo emocional” mulamos em nosso subcons- ciente o que podemos cha- e impedem você mar de lixo emocional”, diz a psicóloga Giseli Lelis Vile- de progredir la. E esse lixo emocional nos impede de progredir, de al- cançar novos horizontes. Isso acontece porque o foco é o sen- timento negativo, e muitas ve- zes o tal “olho por olho, dente por dente” faz com que as pes- soas escolham focar nas atitu- des contra o outro e não em coi- sas que podem fazer bem a si mesma. O psicanalista Carl Jung dizia que a mente, quan- do não consegue solucionar um problema, volta sempre a ele, como um disco quebrado. Livrar-se do lixo emocional não significa não dar importân- cia ao que o outro fez e que nos fez mal, mas sim liberar-se de ressentimentos ligados a fatos passados. “Fazer isso, não faz de você alguém inferior e sim alguém que consegue se liberar de sentimentos negativos”, complementa Giseli. Isso bene- ficia a nós mesmos, fazendo com que não precisemos adoe- cer ou sentir-se mal com rela- ção a algo que já não há como mudar. Esses ressentimentos, essas mágoas nos impedem de enxergar novas possibilidades e alternativas para nossa vida vida. Além disso, o acúmulo de ressentimentos e mágoas pode
  • 11. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 11 Limpeza interna PRESTE ATENÇÃO EM VOCÊ TENHA OBJETIVOS Pessoas que não utilizam essa energia se pode interferir criativa bloqueiam seu fluxo energético Perceba os seus sentimentos e Trace objetivos de médio e longo e adoecem física e emocionalmente pensamentos. Temos durante o dia TRABALHE SUA prazos e busque sempre alcançá-los. pensamentos bons (positivos) e Faça um planejamento e sempre ESPIRITUALIDADE ACEITE A VIDA ruins (negativos). Os pensamentos colocando prazos Tenha momentos com seu lado têm uma enorme força nas ações do Pare de reclamar. Volte sua mente indivíduo. Os negativos fazem você espiritual, momentos com Deus e UTILIZE SEUS TALENTOS para o que a vida oferece de bom. se tornar uma pessoa negativa, e Aceitar não significa se acomodar com a natureza. Todos esses tudo que atrai e reage terá essa Descubra quais são seus dons e com os problemas e dificuldades da momentos iram purificar sua mente, frequência negativa. Você pode talentos (todos nós temos) e comece a vida. Busque sempre melhorar, e corpo e espírito mudar sua vida mudando a praticar. A saúde física e emocional busque força para mudar o que pode qualidade de seus pensamentos depende muito desses talentos. mudar, e aceitação para o que não Fonte: Silvana Parreira, psicóloga Aceite o outro Enquanto acreditarmos que os outros têm de agir co- ocasionar problemas emocio- da em várias situações, para de- das, ironizando o andar dos ou- e ações, então nem tudo que foi mo nós, pensar como nós, ser nais e físicos. pois nos arrependermos. A tros. Esses críticos se mostram gerado é culpa do outro, temos como nós gostaríamos que “Nosso bem-estar depende mente é uma ferramenta pode- hábeis em tudo que não fazem. nossa parcela. “Precisamos pen- fossem, vamos sempre nos do fechamento de ciclos em rosa. Ela pode se tornar uma Guardam mágoas de pessoas e sar: ‘O outro me trata como dei- sentir agredidos, ressentidos, nossa vida para dar início a grande aliada ou uma grande obstáculos que encontraram xo ser tratado ou até mesmo co- diz a psicóloga Gisele Lelis outro. Refletir sobre o que inimiga. Muitos transtornos em seu caminho. Deixam de an- mo me trato’. Então necessário Vilela. Ninguém é ou será aconteceu, sobre o que nos mentais derivam de uma forma dar para protestar que é injusto refletir: ‘É assim que eu quero igual a você, portanto, não se magoou é importante, mas errada de se pensar e concei- desviar. ser tratado, é isso que quero ressinta porque o outro toma também é necessário que vire- tuar o mundo. São os pensa- “É chegada a hora de aban- sentir?’. E em cada reflexão fa- atitudes que você não concor- mos a página, o que nem sem- mentos que geram emoções. Já donar as armas de uma guer- zer sua faxina emocional. Libe- da. Aceite o outro como ele é, rar da sua mente e do seu cora- eaceite principalmenteo mo- pre é fácil”, diz Giseli. No en- as emoções são as responsáveis ra que já não existe mais. De- ção sentimentos de raiva, ódio, do como você é. Perdoe-se e tanto, essa faxina emocional pelo nosso comportamento. A vemos aprender a olhar para mago. O acúmulo dessas coisas pode nos trazer muitos bene- forma como nos comportamos frente, reavaliar nossas cren- também aos outros. “Os bu- faz o indivíduo adoecer e ver as distas nos ensinam que nin- fícios. Por meio dela, pode- cria uma resposta do ambiente ças sobre a vida e nosso lugar boas situações e acontecimen- mos nos livrar do que não de- que nos leva a um novo pensa- nela, andar por estradas no- guém decepciona ninguém, tos da vida”, completa. nós é que despejamos expec- sejamos mais, traçar novos mento, e assim por diante. Essa vas, recriar projetos com ân- “Na faxina emocional dos planos e reavaliar nossos sen- tríade pode funcionar de forma gulos e cores diferentes e dei- tativas demais sobre os ou- sonhos, trabalhe suas frustra- timentos e atitudes, poden- positiva ou negativa, dependen- xar o passado no lugar onde tros”, afirma a psicóloga. ções, analise o porquê que não do, assim, decidir sobre o do do repertório (conceitos) do ele deve ficar: no passado”, Avida é resultado de nos- conseguir realizar sonhos sim- que gostaríamos de manter indivíduo. recomenda o psicólogo. ples e os mais complexos. Pen- sas escolhas, nós somos total- se se você sempre pensou no menteresponsáveispelasnos- em nossa vida. É importante compreender sas decisões. “Resta saber o “No presente, o que ator- esse processo porque, muitas Tudo em seu lugar que o outro iria falar e tenha que você tem decidido para menta a consciência e adoece vezes, nossos pensamentos e sempre em mente que você é a principal pessoa que tem de sua vida.” as relações de uma pessoa com emoções podem nos impedir “A faxina emocional é colo- Superação é treino. “Po- outras e consigo mesma não de seguir em frente, ressalta Ca- car o famoso ‘pingo nos is’, isso falar algo, e seus erros e tom- bos irão sempre servir para demos treinar o pensamento são as dores de experiências prio. E nossa mente bloqueia o é, colocar cada situação, senti- para superar os traumas do passadas, mas o apego aos senti- futuro: tudo o que sobra é o pas- mento e emoção em seu devido crescimento. Assimm as frus- trações terão um significado passado, procurando novas mentos do passado”, explica a sado. Assim, muitas pessoas se lugar, tendo com isso uma opi- interpretações para velhas psicóloga cognitivo-comporta- prendem a relacionamentos nião formada e sabendo que to- diferente, por ter tentado e não por não ter tentado”, res- histórias”, diz a psicóloga mental Mara Lúcia Madureira. que já acabaram, negócios que da situação e mudança terão Mara Lúcia Madureira. Não salta Silvana. “Todos nós, sem exceção, fracassaram e cargos que ocupa- efeitos e consequências, e te- Segundo ela, é importante podemos modificar os fatos, precisamos aprender, cedo ou ram como se lutassem por suas mos de ser responsáveis por na faxina emocional colocar vo- mas podemos modificar o tarde, a tomar decisões”, expli- próprias vidas. Outras gastam elas”, diz a psicóloga Silvana cê em primeiro lugar, como modo de pensar e o grau de ca o psicólogo cognitivo-com- suas forças com amargor e res- Parreira, consultora de RH e prioridade dos seus dias e da importância que atribuímos portamental Alexandre Caprio. sentimento. Esgotam-se detes- coach. É preciso refletir, não só sua vida. Conheça seus senti- a eles. “Não tranque os fan- Nós não aprendemos a adminis- tando e desejando o mal alheio olhando o outro como gerador mentos, emoções e vontades e tasmas nos porões da mente, trar nossos pensamentos e emo- e não guardam forças para se- de toda energia que precisa ser não tenha medo de buscá-los. eles voltam a atormentar”, ções. Por conta disso, nos com- guir seu próprio caminho. Ter- excluída, porque somos respon- Tenha em mente que você é o recomenda. I (GB) portamos de maneira indeseja- minam à beira da estrada, para- sáveis pelos nossos atos, passos piloto da sua vida.
  • 12. 12 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO Ambiente ELIMINE OS EXCESSOS Equilíbrio e harmonia são as palavras-chave para as boas energias circularem dentro da sua casa Faxina www.sxc.hu/Divulgação bem-vinda Jéssica Reis jessica.reis@diarioweb.com.br Confira as dicas da “personal or- ganizer” Eliete Teixeira para orga- Já estamos em março, é hora de ava- nizar sua casa. liar se as tais promessas de começo de Revista Bem-Estar - Como a ano estão sendo colocadas em prática. pessoa deve começar uma organi- Aquela dieta que sempre fica para a pró- zação em casa? xima segunda-feira, o início da ativida- Eliete Teixeira - Deve começar de física e até a faxina geral em casa pa- por descartar coisas que não são ra jogar fora tudo que não é mais útil e mais úteis, estão quebradas, rasga- está ocupando espaço. das, manchadas, velhas. Este des- Mas não é tão simples se desfazer de carte envolve doação, conserto ou certos objetos, por mais que eles este- lixo. Depois de tudo no lugar, uma jam em casa sem qualquer utilidade. O boa faxina é bem-vinda. Feng Shui, técnica milenar chinesa de Bem-Estar - O que fazer com harmonização de ambientes, pode aju- objetos quebrados? dar a dar o primeiro passo, por isso a re- Eliete - Se a pessoa ainda tem in- comendação dos especialistas é praticar teresse neste objeto e também exis- o desapego. tem condições de arrumar, mande O consultor espiritual e de Feng para conserto. Se não houver mais Shui Franco Guizzetti explica que uma jeito de conserto, coloque no lixo casa limpa é sinônimo de ambiente sa- (reciclagem). dio e harmonioso. “Coloque todos na Bem-Estar - Com que sua casa para fazer uma faxina geral. frequência essa organização de- Limpe bem tudo. E aproveite para co- ve ser feita? meçar a fazer uma limpeza de objetos e Eliete - Pelo menos a cada utensílios que não servem mais. Ata- três meses. que o quarto da bagunça e armários dos Bem-Estar - Aparelhos eletro- entulhos. Limpe tudo”, recomenda. domésticos que não são usados também podem ser descarta- Ele lembra que, quanto menos objetos dos? E as roupas? nos ambientes, melhor. Guizzetti reco- Eliete - Descarte com certeza. menda ficar longe dos excessos, e nada de Se você não os usa por um tempo móveis ou objetos que agridam ou deixem considerável (1 ano) é porque ele os espaços apertados para circular. “Equilí- A frequência dessas faxinas vai de- prosperidade chegar.” nunca fez diferença. O mesmo cri- brio e harmonia são as palavras-chave pa- pender do que tem para limpar. O con- É por isso que o desapego é impor- tério deve ser aplicado às roupas. ra as boas energias de uma residência. sultor de Feng Shui diz que depende, tante para deixar as boas energias fluí- Se já se passaram dois verões e Tem de eliminar os excessos. Podemos por exemplo, do excesso de coisas e ob- rem. “Segundo o Feng Shui, devemos “aquela blusinha” ainda não foi distribuir melhor o que temos na casa, jetos acumulados. Pode ser feita a cada tratar as coisas (objetos) com desapego, tirada nem a etiqueta, é porque doar ou vender em último caso.” três meses, mas tem de ser de verdade. pois eles são baseados no ‘Tao’, onde na- realmente ela não agradou, então Todos os ambientes da casa são im- O problema é que as pessoas insis- da nos pertence nesse mundo. Nossa doe para quem precisa. portantes. Segundo Guizzetti, todos os tem em acumular objetos, ou porque evolução depende de quanto valor da- Bem-Estar - Qual ambiente da lugares que as pessoas ficam por muito eles trazem alguma lembrança, ou por- mos aos valores espirituais e não mate- casa merece mais atenção? tempo devem ser muito bem cuidados que foram um presente de alguém espe- riais, portanto, quanto mais apego, Eliete - Onde tiver local vago, é e ter sua energia equilibrada. cial. O especialista afirma que diversos mais dificuldade temos em evoluir espi- deixado “coisas” em qualquer can- Cada espaço é importante e tem uma motivos levam as pessoas a guardar coi- ritualmente”, explica Anelise Spina, ar- to, mas o quarto é o grande vilão de função energética fundamental. “Se preci- sas, como falta de tempo para passar pa- quiteta e consultora de Feng Shui. acumulação. so descansar oito horas por dia para ter ra frente esses objetos, apego exagera- “Você faz a energia circular na sua Bem-Estar - Esse tipo de fa- um bom dia de trabalho ou estudo e boa do, achar que um dia poderá usar, e daí casa e vida quando começa a se desfazer xina ajuda de fato a harmoni- saúde, preciso dormir bem. Logo, o quar- por diante. Mas Guizzetti dá um reca- de objetos e móveis parados. Na hora zar o ambiente? to deve ter boas energias. Uma boa alimen- do sobre as consequências desse acúmu- que você se desfaz de algo que não tem Eliete - Harmoniza, troca ener- tação é essencial para ter vitalidade e boa lo desnecessário: “Energia parada, ener- mais utilidade, está se livrando de ener- gia, e o cheirinho de limpeza pelo saúde. Logo, cozinha e sala de jantar são gia estagnada. Viver no passado em al- gias paradas e abrindo possibilidade pa- ar deixa o ambiente confortável e fundamentais para se ter boas energias”, guns casos. Bloquear as novidades e ra o novo chegar na casa e vida”, com- prazeroso. I (JR) exemplifica. oportunidades. Criar barreiras para a plementa Guizzetti.
  • 13. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 / 13 Kátia Ricardi de Abreu Psicóloga Guilherme Baffi PARA O AMOR Relacionamentos são renováveis a cada dia. DURAR Depois daquela atração que Aos casais, cabe cultivar a compreensão, aceitação e o direito à liberdade www.sxc.hu/Divulgação virou amor, veio o casamento. Quem imagina que colocou es- tabilidade na relação junto com aquela argolinha no dedo esquerdo, está mais que por fo- ra. E, como diz a minha amiga, está “redondamente engana- do” (e ela faz girar o dedo indi- cador direito ao pronunciar es- tas palavras) quem pensa que o amor é tudo para perpetuar uma relação conjugal. Amar não basta! Para manter o rela- cionamento, é preciso mais. Para o amor durar, ambos precisam investir diariamente, dedicarem-se fortalecendo este amor com alguns ingredientes. Respeito e liberdade são es- senciais. As diferenças preci- sam ser respeitadas. Isso envol- ve objetivos pessoais, profissio- nais, gostos. Quando a pessoa precisa de aprovação e consen- timento para fazer tudo, só por- que ama, este amor passou a li- mitar e deixar de acrescentar sencantamento, quando se des- aos seus sentimentos e desejos sultório um casal com dificul- oportunidades de crescimen- cobrem os pontos fracos ou não é a mais pura manifestação de dades no relacionamento, é to, muitas vezes causando da- tão bons do parceiro, pode ser companheirismo. muito comum ser estimulada a nos graves na personalidade apenas suficiente para colocá- Responsabilidades dividi- dizer “quem está certo, quem daquele que não pode mais se lo na condição de quase perfei- das e estabelecidas com cumpli- está errado” nos pontos confli- permitir ser quem é em nome to e não mais que isso. Ou seja, cidade também são ingredien- tuosos. Este não é o objetivo do do amor. eliminar o relacionamento por- tes para o amor durar. Isso diz trabalho terapêutico e sim o res- A liberdade pessoal e do ca- que alguns pontos nele saíram respeito aos deveres do lar, edu- gate da comunicação saudável sal precisa ser preservada. do script do mais recente suces- cação e cuidados com os filhos, e de todos os pontos que trans- Quando deixa de existir, o rela- so musical do Roberto Carlos é, administração da entrada e saí- formaram a união inicialmente cionamento se transforma em no mínimo, uma imaturidade. da do dinheiro. prazerosa em aversiva, limita- uma prisão, e quando existe E o ciúme? Na medida cer- A prática de um planejamen- dora e infeliz. em excesso, pode provocar o ta, ajuda a aquecer o relaciona- to comum, como comprar um A mediação dos conflitos afastamento. mento, dando sinais de que “eu imóvel, carro, fazer uma via- pode levar à retomada de uma A comunicação é a chave do me importo com você”. Porém, gem, ter ou não ter filhos e quan- convivência saudável e harmo- entendimento. Embora muitos seus excessos, beirando a pato- do isso vai acontecer torna as niosa, dando espaço para o não gostem de “discutir a rela- logia, não ajudam em absoluta- conquistas mais prazerosas. amor rolar gostoso, sem jogos ção”, o entendimento envolve con- mente nada, causando desgaste A vida sexual é de funda- de poder. versa para chegar a um acordo. com as acusações e desconfian- mental importância no relacio- Relacionamentos são reno- A admiração, que aparece ças infundadas. namento e todas as suas nuan- váveis a cada dia. Quando exis- intensamente no período da Apoiar as decisões do ou- ces fazem muita diferença no te neles clareza, compreensão e conquista, não pode se esmae- tro, mesmo quando não esta- cultivo do amor. aceitação, o amor tem grandes cer no decorrer do tempo. O de- mos de acordo, em respeito Quando recebo em meu con- chances de durar! I
  • 14. TV - 14 / São José do Rio Preto, 3 de março de 2013 DIÁRIO DA REGIÃO Em Nome do Pai DA ESCOLA PARA O HOSPITAL Raphael Dias/TV Globo/Divulgação No ar em “Malhação”, Danielle Winits já se prepara para integrar núcleo hospitalar de nova novela de Walcyr Carrasco Agência Estado longo do trabalho”, completa. Danielle Winits já é nome Maturidade certo no elenco da próxima no- vela das nove, que substituirá Danielle também não pou- “Salve Jorge” Com o título pro- pa elogios ao se referir à nova visório de “Em Nome do Pai”, geração de atores que faz “Ma- a trama assinada por Walcyr lhação”, incluindo Daniel Carrasco terá um núcleo hospi- Blanco, que interpreta seu fi- talar que contará com a partici- lho Gil. “Além de talentosos, pação da atriz. “Além da nove- todos são muito disciplina- la, provavelmente filmarei a dos. É aquela coisa: não basta sequência do longa ‘Até que a querer ser ator. A vocação e a Sorte nos Separe’ ainda neste disponibilidade são fatores ano. Terei muito trabalho, com primordiais”, opina. certeza”, diz Winits. Com o final da novelinha Enquanto as gravações dos batendo à porta, a atriz sonha dois projetos não têm início, a com uma despedida em grande carioca de 39 anos comemora o estilo. “Gosto de ser surpreen- sucesso de sua personagem dida com as personagens e seus Marcela, a professora de educa- destinos, mas torço para que a ção física de “Malhação”. Ape- Marcela tenha um final feliz”, sar das especulações de que a confessa. atriz não teria gostado da sua escalação para o folhetim ado- ”Sex Appeal” lescente, Danielle se diz realiza- da com o trabalho. “O ator pre- É em 2013 que Danielle Wi- cisa buscar um diferencial para nits também comemora 20 cada personagem e esse é um anos de carreira. Sua estreia foi eterno desafio”, acredita. “A na minissérie “Sex Appeal”, Marcela é uma mulher moder- que também revelou Camila Pi- na, guerreira e com muita ale- tanga, Carolina Dieckmann e gria de viver, apesar dos percal- Luana Piovani, todas atrizes ços da vida. É aquela pessoa do de destaque hoje na Globo. bem que todos gostariam de ter “O que mais me marcou nes- não apenas como amiga, mas se trabalho foi que ganhei o como parte da família. Assim, papel que queria: o da vilã procurei focar em seu alto as- Eva. Revi há pouco tempo tral. Fui construindo essa per- no canal Viva e foi muito ba- sonagem com naturalidade, ao cana”, completa. I