SlideShare uma empresa Scribd logo
JORNAL DO ESPIRITISMO
Sao JoSé do Rio PReto • ano Xvii • nº 95 • JaneiRo/FeveReiRo de 2012 • diStRiBUiÇÃo GRatUita

         A MAIOR CARIDADE QUE PODEMOS FAZER PELA DOUTRINA ESPÍRITA É A SUA DIVULGAÇÃO. Emmanuel




    DOENÇA                                              E CURA
                                          Bezerra de Menezes

    Filhos, toda doença tem a sua ori-                descrença, o ressentimento e toda a va-
gem nas imperfeições do espírito, que                 riada gama de sentimentos corrompidos
reflete sobre as células que lhe cons-                engendram causas profundas nas dores
tituem o corpo material os desajustes                 que a Medicina estuda e cataloga, sem,
da consciência.                                       no entanto, dar-lhes combate eficaz.
    A doença, quando se exterioriza, se                  Filhos, a harmonização do vosso
revela e pede tratamento.                             mundo íntimo vitaliza as células em
    Infelizmente, no entanto, o homem                 desgaste e suprime as consequências
tem oferecido aos seus males físicos,                 mais drásticas do carma, a se expres-
que são, em essência, males espiritu-                 sarem tantas vezes nas patologias que
ais, remédios que agem perifericamen-                 vos limitam a ação.
te, ou seja, que não atuam no âmago                      Pautai-vos por uma conduta cristã e,
da questão.                                           embora mais tarde não vos eviteis de
    Os distúrbios psicológicos do ser,                facear a morte, convivereis com a dor
fruto do seu estado de desarmonia com                 sem as agravantes do desespero.
a Lei, provocando-lhe sensações de                       A longevidade que o homem pretende
sofrimento orgânico, tornam evidentes                 no corpo material será uma conquista
as necessidades que se lhe radicam                    do espírito e não meramente da Ciência,
n'alma.                                               no campo das prevenções.
    O que é subjetivo faz-se concreto                    Elevai o vosso padrão mental e edu-
para que se lhe corrijam as distorções.               cai os vossos sentimentos, atraindo
    Embora realizasse e realize curas no              para vós as forças positivas da Criação
corpo perecível, sujeito às incessantes               como quem sabe escolher para si o ar
transformações da matéria, Jesus se                   que respira.
corporificou no mundo para empre-                        Não olvideis que, basicamente, toda
ender a cura das almas, que não se                    cura depende da movimentação da
efetivará sem o concurso dos enfermos                 vontade do próprio enfermo, sem cujo
que a desejem.                                        concurso determinante ela não ocorrerá.
    A falta de perdão, o ódio, a revolta, a                          Livro: A Coragem da Fé
2                       Jornal do Espiritismo                                               JaneiRo/FeveReiRo de 2012




          DISSERAM
Que não vencerás em teus empreendimentos;
     que o teu doente querido está no clima da morte;
         que atravessarás longa noite de provações;
             que não mais encontrarás o trabalho que mais desejas;
                que não te recuperarás de certas perdas sofridas;
                    que não realizarás os sonhos que acalentas;
                       que os entes amados distantes de ti nunca mais te voltarão ao convívio;
                           que o desgaste do corpo físico não mais te permitirá as realizações que tanto almejas;
                              que, por essa ou aquela falta, andarás sobre a Terra constantemente sobre pedras e espinhos.
                                  Tudo isso disseram...
                             Entretanto, continua agindo e servindo, orando e esperando,
                                     porque as opiniões de Deus são diferentes.
             Livro Momentos de Paz - Francisco Cândido Xavier - Emmanuel


      "É preferível a tristeza de quem                             "Eu segurei muitas coisas em minhas
    suporta a iniquidade do que a alegria                          mãos, e eu perdi tudo; mas tudo que
            de quem a comete."                                      que eu coloquei nas mãos de Deus
            ( Santo Agostinho )                                              eu ainda possuo."
                                                                          ( Martin Luther King )


    O único objetivo deste boletim informativo, é a divulgação da doutrina espírita, não visando fins lucrativos!

    ExpEdiEntE
 José Maria R. Seles // Walter Freire Roberto

         Jornalista Responsável:
      Rubens Lovison Jr. - Mtb. 22.093

         INFORMAÇõES: 3212-5215
       E-mail: walterfatima@ig.com.br
                                                                                    Máquinas para café expresso

 DESIGNER GRÁFICO: Samuel C. Serradilha                                                        Fone: (17)
                                                                                       3222-6642
       Fone: 3237-0884 - 9712-4460
     E-mail: samuelserra@terra.com.br

                 Impressão:
           Editora Cruzeiro do Sul                                                    Rua Prudente de Moraes, 2698 - Boa Vista
              Fone: 3238-2511                                                                São José do Rio Preto-SP
JaneiRo/FeveReiRo de 2012                                                                       Jornal do Espiritismo                                3



O QUE MAIS SOFREMOS NO MUNDO
Não é a dificuldade.                        É a teimosia de não reconhecer os próprios erros.       Não é a tentação.
É o desânimo em superá-la.                                                                          É a volúpia de experimentar - lhe os alvitres.
                                            Não é a ingratidão.                                     Não é a velhice do corpo.
Não é a provação.                           É a incapacidade de amar sem egoísmo.                   É a paixão pelas aparências.
É o desespero diante do sofrimento.
                                            O que mais sofremos no mundo...                         Como é fácil de perceber, na solução de qualquer
Não é a doença.                                                                                     problema, o pior problema é a carga de aflição que
É o pavor de recebê-la.                     Não é a própria pequenez.                               criamos, desenvolvemos e sustentamos contra nós.
                                            É a revolta contra a superioridade dos outros.
Não é o parente infeliz.                                                                                                        Albino Teixeira
É a mágoa de tê-lo na equipe familiar.      Não é a injúria.                                              médium: Francisco Cândido Xavier
                                            É o orgulho ferido.                                      autor: espírito Albino Teixeira, livro “Pas-
Não é o fracasso.                                                                                                       sos da Vida”, cap. XVIII




                     O QUE SIGNIFICA:
              Empirismo                                                            Positivismo
       Na filosofia, Empirismo é um                          Sistema filosófico criado por Auguste Conte se-
    movimento que acredita nas experi-                    gundo o qual a sociedade deverá atingir um dia a fase
    ências como únicas (ou principais)                    positivista,quando os técnicos e cientistas governarão,e
    formadoras das ideias, discordan-                     haverá uma só religião da humanidade ( uma religião sem
    do, portanto, da noção de ideias                      Deus) e todo o conhecimento se dará pelo método científico
    inatas.O empirismo é descrito-
    -caracterizado pelo conhecimento
    científico, a sabedoria é adquirida
    por percepções; pela origem das
    idéias por onde se percebe as coisas.                                Terapia holística
                                                            É o nome dado a qualquer terapia que siga os princípios do
                                                        holismo. Ou seja: que tente abordar o problema a ser tratado
                                                        como um todo, não através de uma visão especializada. A
                                                        abordagem holística acredita que os elementos emocional,
           Laissez-faire:                               mental, espiritual e físico de cada pessoa formam um sistema,
        É parte da expressão em língua                  e tenta tratar de toda a pessoa em seu contexto, concentrando-
     francesa que significa literalmen-                 -se tanto na causa da doença como dos sintomas.
     te "deixai fazer, deixai ir, deixai
     passar.
4               Jornal do Espiritismo                                         JaneiRo/FeveReiRo de 2012



      CHICO SEMPRE PRESENTE NA TAREFA MEDIÚNICA


          VISITAS
   Ele entra na casa humilde.                            Alegrando aqui, consolando ali, espalhando
   Uma mãe com quatro filhos retardados, todos        esperanças na maioria , a visitação estendeu-se
eles sofrendo de paralisia. "Chico, está tudo ruim,   por toda a manhã.
a vida anda difícil.                                     A alegria e o encantamento de todos à simples
   Chico Xavier aponta para um quinto filho,          passagem de Chico Xavier fazia ele emergir à
este adotivo da mulher:                               mente o simbolismo da música A Banda, de Chico
   - Olha que lindos olhos tem esse menino.           Buarque de Holanda.
Como é inteligente e é seu amigo. Vamos pensar
em coisa boa, gente. E maré baixa ou maré alta,          Texto de Fernando Worm, escrito em julho
vamos com Deus.                                        de 1976, publicado no livro "Lições de Sabe-
                                                         doria - Chico Xavier nos 23 anos da Folha
   Duas ou três casas adiante Chico Xavier e seus                                        Espírita."
caravaneiros entram numa casa de pau-a-pique,
chão de terra batida. A mulher recebe um rancho
de mantimentos, dois travesseiros e um cobertor,
mas nem isto a alegra e passa a lastimar-se das
adversidades do dia-a-dia.
   O otimismo do médium é contagiante:
   A irmã conhece a estória daquele pedaço de
barro que exala doce perfume?
   - Um dia, tendo alguém perguntado a razão
de tanta fragrância ele respondeu:
   - É que durante certo tempo fui chão num
depósito de rosas.




                               Blog Agenda Espírita
               Programação Semanal de Palestras
                  São José do Rio Preto e Região
              http://agendaespiritasjrp.blogspot.com


           Blog da Associação Espírita Allan Kardec
                         São José do Rio Preto – SP
                        http://aeaksjrp.blogspot.com
JaneiRo/FeveReiRo de 2012                                     Jornal do Espiritismo                      5



                              Mural
                           Jamais imponha seus pontos de               O lar é a escola das
                          vista. Lembre-se de que o mundo             almas, o templo onde
                            não foi feito apenas para você.             a sabedoria divina
                                       André Luiz                      nos habilita, pouco
                                                                       a pouco, ao grande
                                                                         entendimento da
         Nos dias de enfermidade                                           Humanidade.
        aguente um tanto mais as                                              Jesus
      dificuldades e você apressará
      as suas próprias melhoras de
           maneira imprevisível.                           Não alegues a
                André Luiz
                                                       suposta ingratidão dos
                                                        outros para desertar
     A paz do mundo começa sob as                        da Seara do bem.
  telhas a que nos acolhemos. Se não                        Emmanuel
   aprendemos a viver em paz, entre
    quatro paredes, como aguardar a
   harmonia das nações? Se nos não
    habituamos a amar o irmão mais                    Mediunidade sem exercício
   próximo, associado à nossa luta de                no bem é semelhante ao título
    cada dia, como respeitar o Eterno                profissional sem a função que
      Pai que nos parece distante?                          lhe corresponde.
                 Jesus                                         Emmanuel

   "não se pode fugir dos Problemas;não existe um lugar tão longe assim"
               do Filme a Canção do Sul ( Walt disney 1946)


                                                                                               Embalagens
                                                                                                   para
                                                                                               Manipulação
                                                                                               de Fórmulas


                                                                         Ligação Gratuita
                                                                        0800-771-1003
         telefone: (17)                                                        Tel/Fax: (17)

                                                                    3217-2333 // 3217-2150
     3235-7447                                                      3217-3400 // 3217-2351
6                  Jornal do Espiritismo                                                JaneiRo/FeveReiRo de 2012




 O DOENTE GRAVE                                        Irmão X

    Uma alma atormentada de Mãe,            – Esse – esclareceu a pedinte, um   parece deter, agora, um laço de amor
conduzida ao Céu, nas asas blan-        tanto confundida, qual se lhe fora      forte e sincero, mesmo para com
diciosas do sono, esbarrou ante as      impossível dissimular –, é um ho-       aqueles que, em outro tempo, lhe
resplandecentes visões do Paraíso.      mem feliz nos negócios do mundo.        foram inimigos ou perseguidores.
    Um anjo solícito recebeu-a no       Como é favorecido da sorte, parece          – E o outro?
pórtico.                                não sentir necessidade de procurar          – Os favores do mundo – comen-
    – Anjo amigo – disse ela em         o socorro da Providência Divina...      tou nobremente a palavra maternal
voz súplice –, sou mãe na Terra e           – Qual deles entende a sublime      – isolam-lhe a personalidade, a
tenho dois filhos. Rogo para ambos      significação do trabalho? – interpe-    distância dos júbilos domésticos,
as bênçãos de Deus, generosas e         lou o emissário novamente.              em rodas restritas e fantasiosas ou
augustas.                                   – O enfermo, atirado à imobilida-   nas regiões elegantes, onde rolem
    O mensageiro anotou as petições     de, guarda profunda compreensão,        fortunas iguais à dele. Assediado
e, observando-lhe o desvelo fra-        com respeito às virtudes excelsas do    pelos empenhos do mundo social,
ternal, a mulher aflita acrescentou,    espírito de serviço. Refere-se, cons-   cujas idéias se modificam à feição
ansiosamente :                          tantemente, aos bens do esforço e       do vento, nunca encontra tempo
    – Venho até aqui pedir, em parti-   edifica quantos lhe ouvem a palavra,    necessário para sondar os sentimen-
cular, por um deles que, desde muito    tocada de dolorosas experiências.       tos afetivos dos companheiros que
tempo, se encontra gravemente en-           – E o outro?                        o Céu lhe enviou à senda comum.
fermo, entre a morte e a vida. Todo         – Talvez pelo gênero de vida a          O anjo atento passou a refletir,
o meu carinho, todos os recursos        que se consagra deixou de ver as        com grande interesse, e arguiu, de
médicos têm sido ineficazes. Não        belezas da ação própria.                novo:
posso tolerar, por mais tempo, as           Dispondo de muitos servidores,          – Para qual deles rogas a bênção
lágrimas dolorosas que me afligem o     descansa nos trabalhos alheios.         de Deus, em particular?
coração. Digne-se o Todo-Poderoso,      Não conhece o radioso convite da            – Em favor do pobrezinho que
por vosso intermédio, conceder-me       manhã, porque se levanta do leito       agoniza no leito – informou a ternura
a graça de vê-la restituído à saúde.    demasiado tarde, nos hotéis de luxo,    materna.
    O emissário das Esferas Superio-    e permanece estranho às bênçãos da          O enviado da Providência fixou-
res pensou um instante e interrogou:    noite, de vez que o corpo, saciado      -a com extrema bondade e concluiu,
    – Qual de teus dois filhos se       em mesas opíparas e extravagantes,      com sabedoria :
encontra mais unido a Deus?             não lhe confere oportunidade de             – Volta à Terra e reconsidera as
    – Meu pobre filhinho doente         sentir as sugestões santificadoras      atitudes do teu carinho! O enfermo
– respondeu a recém-chegada –,          da Natureza.                            do corpo vai muito bem; já entende a
pois que medita na grandeza do Pai          – Qual deles percebe o impe-        necessidade de união com o Divino
Celeste, dia e noite. É com o Seu       rativo de confraternização com os       Pai e o que distingue, em verdade,
nome que se submete aos remédios        homens, nossos irmãos? – tornou         os homens uns dos outros, é o grau
amargos e é esperando no Senhor         o mensageiro sorrindo, bondoso.         de suas relações com a vida mais
que vê despontar cada aurora. No            – O que está preso à enfermi-       alta. Renova, pois, os votos de tuas
sofrimento que lhe desintegra as        dade angustiosa recebe os amigos        preces ardentes, porque o doente
forças, dirige-se ao Céu com tama-      de qualquer posição social, com         grave é o outro.
nho fervor que se lhe pressente, de     indisfarçável reconhecimento. Re-
maneira inequívoca, a ligação com       colhe as expressões de carinho com              Do livro Pontos e Contos.
o Pai Amoroso e Invisível.              lágrimas de alegria a lhe saltarem                Pelo Espírito Irmão X.
    – E o outro? – indagou o men-       dos olhos. Emociona-se com a                              - Psicografia de
sageiro divino.                         menor gentileza de que é objeto e              Francisco Cândido Xavier.

    visite o site www.searadomestre.com.br
JaneiRo/FeveReiRo de 2012                                                   Jornal do Espiritismo                   7




Nunca
                                                                                            deveremos abandonar a
                                                                                            batalha da educação.
                                                                                                Podemos chorar, mas
                                                                                            jamais desanimar.




desista de
                                                                                                Podemos nos ferir,
                                                                                            mas jamais deixar de lutar.
                                                                                                Devemos ver o que
                                                                                            ninguém vê. Enxergar
                                                                                            um tesouro soterrado nas
                                                                                            rústicas pedras do coração




seu filho
                                                                                            dos nossos filhos indife-
                                                                                            rentes.
                                                                                                * * *
                                                                                                Nunca desista de seu
                                                                                            filho!
                                                                                                Quanto mais rebelde,
                                                                                            mais necessita do seu
    De algum tempo, um        socorro, desejam que           pródigo.                       aconchego.
tipo está se tornando co-     alguém os ajude a sair da          O filho desistiu do pai,       É sempre bom lem-
mum nas famílias: aquele      concha na qual se coloca-      mas o pai nunca desistiu       brar que, sob essa aura
jovem de cabelos caídos       ram na tentativa de fugir      do filho.                      de rebeldia do jovem ou
sobre os olhos, calças        da realidade.                      O filho partiu, mas o      do adolescente, tem uma
largas com o fundo na             Apesar da situação         pai aguardou. O pai es-        criança frágil pedindo
altura dos joelhos, camisa    difícil, os pais conscientes   perava diariamente que         socorro.
folgada e o olhar voltado     não deixam de semear no        ele aprendesse, na escola          Se os pais desistirem
para o chão.                  solo da inteligência deles e   da vida, as lições que não     dele, quem lhe dará aten-
    Num estranho parado-      esperam que um dia suas        aprendeu com seus conse-       ção e carinho?
xo, ao tempo em que não       sementes germinem.             lhos amorosos.                     Quem irá recebê-lo
quer ser notado, chama            Durante a espera pode          Por fim, a grande vitó-    quando, um dia, açoitado
atenção pela forma de se      haver desolação, mas, se       ria. A dor rompeu a casca      pelas tempestades da vida
vestir e se comportar.        as sementes são boas, um       das sementes que o pai         ele retornar, sofrido, com
    Afinal de contas, como    dia germinarão, mesmo          plantou e lapidou silencio-    profundas cicatrizes na
entendê-lo? Como se           que os filhos tomem o ca-      samente a personalidade        alma, mas ainda menino?
aproximar desse jovem         minho das drogas, desres-      do filho.                          Sim, aquele menino
que tenta se isolar do mun-   peitem a vida e não parem          Ele voltou. Adquiriu       que um dia você segurou
do embora se movimente        em emprego algum.              profundas cicatrizes na        nos braços com tanta
em meio aos demais fa-            Talvez alguns pais         alma, mas estava mais          ternura...
miliares?                     estejam vivendo uma si-        maduro e experiente. O             Pense nisso, e nunca
    Ele quase não fala.       tuação dessas. Seus filhos     pai não condenou o filho       desista de seu filho!
Emite monossílabos,           estão vivendo profundas        injusto, mas fez-lhe uma
afirmando ou negando,         crises. Eles recusam um        grande festa.                    Redação do Momento
quando questionado sobre      tratamento e são indife-           Ninguém compreen-            Espírita, com base no
algum assunto que lhe diz     rentes às lágrimas das         deu. Mas não é necessário,        cap. 7, pt. 1, do livro
respeito.                     pessoas que os amam.           pois o amor é incompre-          Pais brilhantes - pro-
    Embora difíceis de            O que fazer, então?        ensível.                          fessores fascinantes,
entender e de amar, são       Desistir deles? Certamen-          Seguindo o exemplo            de Augusto Cury, ed.
jovens que, de alguma         te não, mas comportar-         do pai do filho pródigo,                       Sextante.
forma, estão pedindo          -se como o pai do filho        citado na parábola, jamais             Em 11.01.2010.
8                 Jornal do Espiritismo                                               JaneiRo/FeveReiRo de 2012




    Nutrição Espiritual
      “Bom é que o coração se fortifique com graça e não com manjares, que de
                 nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.”
                             – Paulo. (Hebreus, 13:9).

    Há vícios de nutrição da alma,        O alimento do coração, para         do exterior. E justamente na estrada
tanto quanto existem na alimentação    ser efetivo na vida eterna, há-de      religiosa é que semelhante esforço
do corpo.                              basear-se nas realidades simples do    exige mais amplo aprimoramento.
    Muitas pessoas trocam a água       caminho evolutivo.                         O crente, de maneira geral, está
pura pelas bebidas excitantes, qual       É imprescindível estejamos          sempre sequioso de situações que
ocorre a muita gente que prefere       fortificados com os valores ilumi-     lhe atendam aos caprichos noci-
lidar com a ilusão perniciosa, em se   nativos, sem atender aos deslum-       vos, quanto o gastrônomo anseia
tratando dos problemas espirituais.    bramentos da fantasia que procede      pelos pratos exóticos; entretanto,
                                                                              da mesma sorte que os prazeres
                                                                              da mesa em nada aproveitam nas
     não é o barulho das                                                      atividades essenciais, as sensações
                                                                              empolgantes da zona fenomênica se
 crianças que perturbam as                                                    tornam inúteis ao espírito, quando
                                                                              este não possui recursos interiores
  atividades de uma casa.                                                     suficientes para compreender as
                                                                              finalidades. Inúmeros aprendizes
                                                                              guardam a experiência religiosa,
                                                                              que lhes diz respeito, por questão
                                                                              puramente intelectual. Imperioso,
                                                                              porém, é reconhecer que o alimento
                                                                              da alma para fixar-se, em definitivo,
                                                                              reclama o coração sinceramente
                                                                              interessando nas verdades divinas.
                                                                              Quando um homem se coloca nessa
                                              o que                           posição íntima, fortifica-se real-
                                                                              mente para a sublimação, porque
                                            perturba é                        reconhece tanto material de trabalho
                                                                              digno, em torno dos próprios passos,
                                            o silêncio                        que qualquer sensação transitória,
                                                                              para ele, passa a localizar-se nos
                                               dos                            últimos degraus do caminho.
                                                                                  Emmanuel (Pão Nosso – Psi-
                                             adultos.                              cografia: Francisco Cândido
                                                                                             Xavier – Ed.: FEB.)


    Faça aqui o anúncio de sua empresa
                    O CUSTO É DE R$ 60,00 A CADA 2 MESES.
                         Talvez você não esteja fazendo um GRANDE negócio.
     Mas estará sem dúvida dando uma GRANDE contribuição para a divulgação da doutrina Espírita.
                         Isto, por si só será a maior caridade que se faz por ela.

                       (17)       3212-5215                                  Walter

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além TúmuloO Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além Túmulo
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
Izabel Cristina Fonseca
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
VisualBee.com
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
Jorge Luiz dos Santos
 
ALERTA
ALERTAALERTA
Considerando o medo
Considerando o medoConsiderando o medo
Considerando o medo
Bernadete Costa
 
Pelo amor ou pela dor!
Pelo amor ou pela dor!Pelo amor ou pela dor!
Pelo amor ou pela dor!
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
Leonardo Pereira
 
Justiça das Aflições
Justiça das AfliçõesJustiça das Aflições
Justiça das Aflições
igmateus
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Divulgador do Espiritismo
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - resignacao
( Espiritismo)   # - amag ramgis - resignacao( Espiritismo)   # - amag ramgis - resignacao
( Espiritismo) # - amag ramgis - resignacao
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Dor E Sofrimento
Dor E  SofrimentoDor E  Sofrimento
Dor E Sofrimento
elvira.sequeira
 
Palestra o carater educativo da dor
Palestra  o carater educativo da dorPalestra  o carater educativo da dor
Palestra o carater educativo da dor
Val Ruas
 
A dor como terapia
A dor como terapiaA dor como terapia
A dor como terapia
Jefferson Louis Gomes
 
Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
Leonardo Pereira
 
Autopunição e Autoperdão
Autopunição e AutoperdãoAutopunição e Autoperdão
Autopunição e Autoperdão
Claudio Duarte Sá
 
Agressividade na visão espírita
Agressividade na visão espíritaAgressividade na visão espírita
Agressividade na visão espírita
Sergio Menezes
 
Desperte e seja feliz!
Desperte e seja feliz!Desperte e seja feliz!
Desperte e seja feliz!
Leonardo Pereira
 
Conversando o Evangelho - Suicídio
Conversando o Evangelho - SuicídioConversando o Evangelho - Suicídio
Conversando o Evangelho - Suicídio
Fatoze
 
A elaboração da morte
A elaboração da morteA elaboração da morte
A elaboração da morte
Doroteia Múrcia Souza
 

Mais procurados (20)

O Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além TúmuloO Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além Túmulo
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
ALERTA
ALERTAALERTA
ALERTA
 
Considerando o medo
Considerando o medoConsiderando o medo
Considerando o medo
 
Pelo amor ou pela dor!
Pelo amor ou pela dor!Pelo amor ou pela dor!
Pelo amor ou pela dor!
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
 
Justiça das Aflições
Justiça das AfliçõesJustiça das Aflições
Justiça das Aflições
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - resignacao
( Espiritismo)   # - amag ramgis - resignacao( Espiritismo)   # - amag ramgis - resignacao
( Espiritismo) # - amag ramgis - resignacao
 
Dor E Sofrimento
Dor E  SofrimentoDor E  Sofrimento
Dor E Sofrimento
 
Palestra o carater educativo da dor
Palestra  o carater educativo da dorPalestra  o carater educativo da dor
Palestra o carater educativo da dor
 
A dor como terapia
A dor como terapiaA dor como terapia
A dor como terapia
 
Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
 
Autopunição e Autoperdão
Autopunição e AutoperdãoAutopunição e Autoperdão
Autopunição e Autoperdão
 
Agressividade na visão espírita
Agressividade na visão espíritaAgressividade na visão espírita
Agressividade na visão espírita
 
Desperte e seja feliz!
Desperte e seja feliz!Desperte e seja feliz!
Desperte e seja feliz!
 
Conversando o Evangelho - Suicídio
Conversando o Evangelho - SuicídioConversando o Evangelho - Suicídio
Conversando o Evangelho - Suicídio
 
A elaboração da morte
A elaboração da morteA elaboração da morte
A elaboração da morte
 

Semelhante a Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012

Sob dores extenuantes
 Sob dores extenuantes Sob dores extenuantes
Sob dores extenuantes
Bernadete Costa
 
Superação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de Menezes
Superação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de MenezesSuperação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de Menezes
Superação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de Menezes
Dr. Walter Cury
 
Doenças do mundo moderno!
Doenças do mundo moderno!Doenças do mundo moderno!
Doenças do mundo moderno!
Leonardo Pereira
 
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Marcelo Suster
 
Doenças da alma
Doenças da alma Doenças da alma
Doenças da alma
Victor Passos
 
Boletim o pae dezembro 2019
Boletim o pae   dezembro 2019 Boletim o pae   dezembro 2019
Boletim o pae dezembro 2019
O PAE PAE
 
Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013
Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013
Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013
Izabel Cristina Fonseca
 
Mente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entenderMente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entender
MarianaGuadalupi
 
A dor.pptx
A dor.pptxA dor.pptx
A dor.pptx
M.R.L
 
Doenças da alma
Doenças da almaDoenças da alma
Doenças da alma
Dinorah Pessoa da Costa
 
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
Marcio Augusto Guariente
 
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011   auto-obsessaoExposicao 28 junho 2011   auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
caminhodaluz41
 
200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf
200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf
200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf
Gleiciane Diamantino Felix
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
Ponte de Luz ASEC
 
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
17. comece   depressão na adolescência - 06.201317. comece   depressão na adolescência - 06.2013
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
comece
 
Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129
MRS
 
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdfguias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
AlissonDeLimaPadilha
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
RobertPeresBastos
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
DeniseTofanello
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
Ponte de Luz ASEC
 

Semelhante a Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012 (20)

Sob dores extenuantes
 Sob dores extenuantes Sob dores extenuantes
Sob dores extenuantes
 
Superação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de Menezes
Superação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de MenezesSuperação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de Menezes
Superação, saúde mental e física, espiritismo, André Luiz, Bezerra de Menezes
 
Doenças do mundo moderno!
Doenças do mundo moderno!Doenças do mundo moderno!
Doenças do mundo moderno!
 
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
Palestra Depressão: Doença Física ou Espiritual?
 
Doenças da alma
Doenças da alma Doenças da alma
Doenças da alma
 
Boletim o pae dezembro 2019
Boletim o pae   dezembro 2019 Boletim o pae   dezembro 2019
Boletim o pae dezembro 2019
 
Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013
Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013
Suicidio - GEC 23 fevereiro 2013
 
Mente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entenderMente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entender
 
A dor.pptx
A dor.pptxA dor.pptx
A dor.pptx
 
Doenças da alma
Doenças da almaDoenças da alma
Doenças da alma
 
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2Palestra depressão  uma visão espírita - palestra resumida2
Palestra depressão uma visão espírita - palestra resumida2
 
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011   auto-obsessaoExposicao 28 junho 2011   auto-obsessao
Exposicao 28 junho 2011 auto-obsessao
 
200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf
200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf
200_mensagens_espiritas_de_chico_xavier.pdf
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
 
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
17. comece   depressão na adolescência - 06.201317. comece   depressão na adolescência - 06.2013
17. comece depressão na adolescência - 06.2013
 
Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129Resenha espirita on line 129
Resenha espirita on line 129
 
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdfguias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
guias espiritual do Autodescobrimento Uma Busca Interior - Copia.pdf
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
 
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdfJoanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
Joanna_de_Angelis__Autodescobrimento__Uma_Busca_Interior.pdf
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
 

Mais de Associação Espírita Allan Kardec

9° festival da pizza
9° festival da pizza9° festival da pizza
Mensagem de Natal 2012.
Mensagem de Natal 2012.Mensagem de Natal 2012.
Mensagem de Natal 2012.
Associação Espírita Allan Kardec
 
Natal 2012
Natal 2012Natal 2012
Mensagem Reunião Pública 24/10/2012
Mensagem Reunião Pública 24/10/2012Mensagem Reunião Pública 24/10/2012
Mensagem Reunião Pública 24/10/2012
Associação Espírita Allan Kardec
 
Não Sei - Cora Coralina
Não Sei - Cora CoralinaNão Sei - Cora Coralina
Não Sei - Cora Coralina
Associação Espírita Allan Kardec
 
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
Associação Espírita Allan Kardec
 
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
Associação Espírita Allan Kardec
 
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
Associação Espírita Allan Kardec
 
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
Associação Espírita Allan Kardec
 
A cura do cego de Betsáida
A cura do cego de BetsáidaA cura do cego de Betsáida
A cura do cego de Betsáida
Associação Espírita Allan Kardec
 
A fé transporta montanhas
A fé transporta montanhasA fé transporta montanhas
A fé transporta montanhas
Associação Espírita Allan Kardec
 
As mães de todos nós
As mães de todos nósAs mães de todos nós
As mães de todos nós
Associação Espírita Allan Kardec
 
Bazar de Artesanato na AEAK
Bazar de Artesanato na AEAKBazar de Artesanato na AEAK
Bazar de Artesanato na AEAK
Associação Espírita Allan Kardec
 
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - MaioADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
Associação Espírita Allan Kardec
 
Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/AbrilJornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Associação Espírita Allan Kardec
 
8° Festival da Pizza da AEAK
8° Festival da Pizza da AEAK8° Festival da Pizza da AEAK
8° Festival da Pizza da AEAK
Associação Espírita Allan Kardec
 
Sete mulheres e o Espiritismo
Sete mulheres e o EspiritismoSete mulheres e o Espiritismo
Sete mulheres e o Espiritismo
Associação Espírita Allan Kardec
 
Tributo à Yvonne do Amaral Pereira
Tributo à Yvonne do Amaral PereiraTributo à Yvonne do Amaral Pereira
Tributo à Yvonne do Amaral Pereira
Associação Espírita Allan Kardec
 
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
Associação Espírita Allan Kardec
 

Mais de Associação Espírita Allan Kardec (20)

9° festival da pizza
9° festival da pizza9° festival da pizza
9° festival da pizza
 
Mensagem de Natal 2012.
Mensagem de Natal 2012.Mensagem de Natal 2012.
Mensagem de Natal 2012.
 
Natal 2012
Natal 2012Natal 2012
Natal 2012
 
Mensagem Reunião Pública 24/10/2012
Mensagem Reunião Pública 24/10/2012Mensagem Reunião Pública 24/10/2012
Mensagem Reunião Pública 24/10/2012
 
Não Sei - Cora Coralina
Não Sei - Cora CoralinaNão Sei - Cora Coralina
Não Sei - Cora Coralina
 
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
 
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
 
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
 
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
 
A cura do cego de Betsáida
A cura do cego de BetsáidaA cura do cego de Betsáida
A cura do cego de Betsáida
 
A fé transporta montanhas
A fé transporta montanhasA fé transporta montanhas
A fé transporta montanhas
 
As mães de todos nós
As mães de todos nósAs mães de todos nós
As mães de todos nós
 
Bazar de Artesanato na AEAK
Bazar de Artesanato na AEAKBazar de Artesanato na AEAK
Bazar de Artesanato na AEAK
 
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - MaioADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
 
Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/AbrilJornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
 
8° Festival da Pizza da AEAK
8° Festival da Pizza da AEAK8° Festival da Pizza da AEAK
8° Festival da Pizza da AEAK
 
Sete mulheres e o Espiritismo
Sete mulheres e o EspiritismoSete mulheres e o Espiritismo
Sete mulheres e o Espiritismo
 
Tributo à Yvonne do Amaral Pereira
Tributo à Yvonne do Amaral PereiraTributo à Yvonne do Amaral Pereira
Tributo à Yvonne do Amaral Pereira
 
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
 
Mensagem AEAK 15/02/2012
Mensagem AEAK 15/02/2012Mensagem AEAK 15/02/2012
Mensagem AEAK 15/02/2012
 

Último

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 

Último (12)

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 

Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012

  • 1. JORNAL DO ESPIRITISMO Sao JoSé do Rio PReto • ano Xvii • nº 95 • JaneiRo/FeveReiRo de 2012 • diStRiBUiÇÃo GRatUita A MAIOR CARIDADE QUE PODEMOS FAZER PELA DOUTRINA ESPÍRITA É A SUA DIVULGAÇÃO. Emmanuel DOENÇA E CURA Bezerra de Menezes Filhos, toda doença tem a sua ori- descrença, o ressentimento e toda a va- gem nas imperfeições do espírito, que riada gama de sentimentos corrompidos reflete sobre as células que lhe cons- engendram causas profundas nas dores tituem o corpo material os desajustes que a Medicina estuda e cataloga, sem, da consciência. no entanto, dar-lhes combate eficaz. A doença, quando se exterioriza, se Filhos, a harmonização do vosso revela e pede tratamento. mundo íntimo vitaliza as células em Infelizmente, no entanto, o homem desgaste e suprime as consequências tem oferecido aos seus males físicos, mais drásticas do carma, a se expres- que são, em essência, males espiritu- sarem tantas vezes nas patologias que ais, remédios que agem perifericamen- vos limitam a ação. te, ou seja, que não atuam no âmago Pautai-vos por uma conduta cristã e, da questão. embora mais tarde não vos eviteis de Os distúrbios psicológicos do ser, facear a morte, convivereis com a dor fruto do seu estado de desarmonia com sem as agravantes do desespero. a Lei, provocando-lhe sensações de A longevidade que o homem pretende sofrimento orgânico, tornam evidentes no corpo material será uma conquista as necessidades que se lhe radicam do espírito e não meramente da Ciência, n'alma. no campo das prevenções. O que é subjetivo faz-se concreto Elevai o vosso padrão mental e edu- para que se lhe corrijam as distorções. cai os vossos sentimentos, atraindo Embora realizasse e realize curas no para vós as forças positivas da Criação corpo perecível, sujeito às incessantes como quem sabe escolher para si o ar transformações da matéria, Jesus se que respira. corporificou no mundo para empre- Não olvideis que, basicamente, toda ender a cura das almas, que não se cura depende da movimentação da efetivará sem o concurso dos enfermos vontade do próprio enfermo, sem cujo que a desejem. concurso determinante ela não ocorrerá. A falta de perdão, o ódio, a revolta, a Livro: A Coragem da Fé
  • 2. 2 Jornal do Espiritismo JaneiRo/FeveReiRo de 2012 DISSERAM Que não vencerás em teus empreendimentos; que o teu doente querido está no clima da morte; que atravessarás longa noite de provações; que não mais encontrarás o trabalho que mais desejas; que não te recuperarás de certas perdas sofridas; que não realizarás os sonhos que acalentas; que os entes amados distantes de ti nunca mais te voltarão ao convívio; que o desgaste do corpo físico não mais te permitirá as realizações que tanto almejas; que, por essa ou aquela falta, andarás sobre a Terra constantemente sobre pedras e espinhos. Tudo isso disseram... Entretanto, continua agindo e servindo, orando e esperando, porque as opiniões de Deus são diferentes. Livro Momentos de Paz - Francisco Cândido Xavier - Emmanuel "É preferível a tristeza de quem "Eu segurei muitas coisas em minhas suporta a iniquidade do que a alegria mãos, e eu perdi tudo; mas tudo que de quem a comete." que eu coloquei nas mãos de Deus ( Santo Agostinho ) eu ainda possuo." ( Martin Luther King ) O único objetivo deste boletim informativo, é a divulgação da doutrina espírita, não visando fins lucrativos! ExpEdiEntE José Maria R. Seles // Walter Freire Roberto Jornalista Responsável: Rubens Lovison Jr. - Mtb. 22.093 INFORMAÇõES: 3212-5215 E-mail: walterfatima@ig.com.br Máquinas para café expresso DESIGNER GRÁFICO: Samuel C. Serradilha Fone: (17) 3222-6642 Fone: 3237-0884 - 9712-4460 E-mail: samuelserra@terra.com.br Impressão: Editora Cruzeiro do Sul Rua Prudente de Moraes, 2698 - Boa Vista Fone: 3238-2511 São José do Rio Preto-SP
  • 3. JaneiRo/FeveReiRo de 2012 Jornal do Espiritismo 3 O QUE MAIS SOFREMOS NO MUNDO Não é a dificuldade. É a teimosia de não reconhecer os próprios erros. Não é a tentação. É o desânimo em superá-la. É a volúpia de experimentar - lhe os alvitres. Não é a ingratidão. Não é a velhice do corpo. Não é a provação. É a incapacidade de amar sem egoísmo. É a paixão pelas aparências. É o desespero diante do sofrimento. O que mais sofremos no mundo... Como é fácil de perceber, na solução de qualquer Não é a doença. problema, o pior problema é a carga de aflição que É o pavor de recebê-la. Não é a própria pequenez. criamos, desenvolvemos e sustentamos contra nós. É a revolta contra a superioridade dos outros. Não é o parente infeliz. Albino Teixeira É a mágoa de tê-lo na equipe familiar. Não é a injúria. médium: Francisco Cândido Xavier É o orgulho ferido. autor: espírito Albino Teixeira, livro “Pas- Não é o fracasso. sos da Vida”, cap. XVIII O QUE SIGNIFICA: Empirismo Positivismo Na filosofia, Empirismo é um Sistema filosófico criado por Auguste Conte se- movimento que acredita nas experi- gundo o qual a sociedade deverá atingir um dia a fase ências como únicas (ou principais) positivista,quando os técnicos e cientistas governarão,e formadoras das ideias, discordan- haverá uma só religião da humanidade ( uma religião sem do, portanto, da noção de ideias Deus) e todo o conhecimento se dará pelo método científico inatas.O empirismo é descrito- -caracterizado pelo conhecimento científico, a sabedoria é adquirida por percepções; pela origem das idéias por onde se percebe as coisas. Terapia holística É o nome dado a qualquer terapia que siga os princípios do holismo. Ou seja: que tente abordar o problema a ser tratado como um todo, não através de uma visão especializada. A abordagem holística acredita que os elementos emocional, Laissez-faire: mental, espiritual e físico de cada pessoa formam um sistema, É parte da expressão em língua e tenta tratar de toda a pessoa em seu contexto, concentrando- francesa que significa literalmen- -se tanto na causa da doença como dos sintomas. te "deixai fazer, deixai ir, deixai passar.
  • 4. 4 Jornal do Espiritismo JaneiRo/FeveReiRo de 2012 CHICO SEMPRE PRESENTE NA TAREFA MEDIÚNICA VISITAS Ele entra na casa humilde. Alegrando aqui, consolando ali, espalhando Uma mãe com quatro filhos retardados, todos esperanças na maioria , a visitação estendeu-se eles sofrendo de paralisia. "Chico, está tudo ruim, por toda a manhã. a vida anda difícil. A alegria e o encantamento de todos à simples Chico Xavier aponta para um quinto filho, passagem de Chico Xavier fazia ele emergir à este adotivo da mulher: mente o simbolismo da música A Banda, de Chico - Olha que lindos olhos tem esse menino. Buarque de Holanda. Como é inteligente e é seu amigo. Vamos pensar em coisa boa, gente. E maré baixa ou maré alta, Texto de Fernando Worm, escrito em julho vamos com Deus. de 1976, publicado no livro "Lições de Sabe- doria - Chico Xavier nos 23 anos da Folha Duas ou três casas adiante Chico Xavier e seus Espírita." caravaneiros entram numa casa de pau-a-pique, chão de terra batida. A mulher recebe um rancho de mantimentos, dois travesseiros e um cobertor, mas nem isto a alegra e passa a lastimar-se das adversidades do dia-a-dia. O otimismo do médium é contagiante: A irmã conhece a estória daquele pedaço de barro que exala doce perfume? - Um dia, tendo alguém perguntado a razão de tanta fragrância ele respondeu: - É que durante certo tempo fui chão num depósito de rosas. Blog Agenda Espírita Programação Semanal de Palestras São José do Rio Preto e Região http://agendaespiritasjrp.blogspot.com Blog da Associação Espírita Allan Kardec São José do Rio Preto – SP http://aeaksjrp.blogspot.com
  • 5. JaneiRo/FeveReiRo de 2012 Jornal do Espiritismo 5 Mural Jamais imponha seus pontos de O lar é a escola das vista. Lembre-se de que o mundo almas, o templo onde não foi feito apenas para você. a sabedoria divina André Luiz nos habilita, pouco a pouco, ao grande entendimento da Nos dias de enfermidade Humanidade. aguente um tanto mais as Jesus dificuldades e você apressará as suas próprias melhoras de maneira imprevisível. Não alegues a André Luiz suposta ingratidão dos outros para desertar A paz do mundo começa sob as da Seara do bem. telhas a que nos acolhemos. Se não Emmanuel aprendemos a viver em paz, entre quatro paredes, como aguardar a harmonia das nações? Se nos não habituamos a amar o irmão mais Mediunidade sem exercício próximo, associado à nossa luta de no bem é semelhante ao título cada dia, como respeitar o Eterno profissional sem a função que Pai que nos parece distante? lhe corresponde. Jesus Emmanuel "não se pode fugir dos Problemas;não existe um lugar tão longe assim" do Filme a Canção do Sul ( Walt disney 1946) Embalagens para Manipulação de Fórmulas Ligação Gratuita 0800-771-1003 telefone: (17) Tel/Fax: (17) 3217-2333 // 3217-2150 3235-7447 3217-3400 // 3217-2351
  • 6. 6 Jornal do Espiritismo JaneiRo/FeveReiRo de 2012 O DOENTE GRAVE Irmão X Uma alma atormentada de Mãe, – Esse – esclareceu a pedinte, um parece deter, agora, um laço de amor conduzida ao Céu, nas asas blan- tanto confundida, qual se lhe fora forte e sincero, mesmo para com diciosas do sono, esbarrou ante as impossível dissimular –, é um ho- aqueles que, em outro tempo, lhe resplandecentes visões do Paraíso. mem feliz nos negócios do mundo. foram inimigos ou perseguidores. Um anjo solícito recebeu-a no Como é favorecido da sorte, parece – E o outro? pórtico. não sentir necessidade de procurar – Os favores do mundo – comen- – Anjo amigo – disse ela em o socorro da Providência Divina... tou nobremente a palavra maternal voz súplice –, sou mãe na Terra e – Qual deles entende a sublime – isolam-lhe a personalidade, a tenho dois filhos. Rogo para ambos significação do trabalho? – interpe- distância dos júbilos domésticos, as bênçãos de Deus, generosas e lou o emissário novamente. em rodas restritas e fantasiosas ou augustas. – O enfermo, atirado à imobilida- nas regiões elegantes, onde rolem O mensageiro anotou as petições de, guarda profunda compreensão, fortunas iguais à dele. Assediado e, observando-lhe o desvelo fra- com respeito às virtudes excelsas do pelos empenhos do mundo social, ternal, a mulher aflita acrescentou, espírito de serviço. Refere-se, cons- cujas idéias se modificam à feição ansiosamente : tantemente, aos bens do esforço e do vento, nunca encontra tempo – Venho até aqui pedir, em parti- edifica quantos lhe ouvem a palavra, necessário para sondar os sentimen- cular, por um deles que, desde muito tocada de dolorosas experiências. tos afetivos dos companheiros que tempo, se encontra gravemente en- – E o outro? o Céu lhe enviou à senda comum. fermo, entre a morte e a vida. Todo – Talvez pelo gênero de vida a O anjo atento passou a refletir, o meu carinho, todos os recursos que se consagra deixou de ver as com grande interesse, e arguiu, de médicos têm sido ineficazes. Não belezas da ação própria. novo: posso tolerar, por mais tempo, as Dispondo de muitos servidores, – Para qual deles rogas a bênção lágrimas dolorosas que me afligem o descansa nos trabalhos alheios. de Deus, em particular? coração. Digne-se o Todo-Poderoso, Não conhece o radioso convite da – Em favor do pobrezinho que por vosso intermédio, conceder-me manhã, porque se levanta do leito agoniza no leito – informou a ternura a graça de vê-la restituído à saúde. demasiado tarde, nos hotéis de luxo, materna. O emissário das Esferas Superio- e permanece estranho às bênçãos da O enviado da Providência fixou- res pensou um instante e interrogou: noite, de vez que o corpo, saciado -a com extrema bondade e concluiu, – Qual de teus dois filhos se em mesas opíparas e extravagantes, com sabedoria : encontra mais unido a Deus? não lhe confere oportunidade de – Volta à Terra e reconsidera as – Meu pobre filhinho doente sentir as sugestões santificadoras atitudes do teu carinho! O enfermo – respondeu a recém-chegada –, da Natureza. do corpo vai muito bem; já entende a pois que medita na grandeza do Pai – Qual deles percebe o impe- necessidade de união com o Divino Celeste, dia e noite. É com o Seu rativo de confraternização com os Pai e o que distingue, em verdade, nome que se submete aos remédios homens, nossos irmãos? – tornou os homens uns dos outros, é o grau amargos e é esperando no Senhor o mensageiro sorrindo, bondoso. de suas relações com a vida mais que vê despontar cada aurora. No – O que está preso à enfermi- alta. Renova, pois, os votos de tuas sofrimento que lhe desintegra as dade angustiosa recebe os amigos preces ardentes, porque o doente forças, dirige-se ao Céu com tama- de qualquer posição social, com grave é o outro. nho fervor que se lhe pressente, de indisfarçável reconhecimento. Re- maneira inequívoca, a ligação com colhe as expressões de carinho com Do livro Pontos e Contos. o Pai Amoroso e Invisível. lágrimas de alegria a lhe saltarem Pelo Espírito Irmão X. – E o outro? – indagou o men- dos olhos. Emociona-se com a - Psicografia de sageiro divino. menor gentileza de que é objeto e Francisco Cândido Xavier. visite o site www.searadomestre.com.br
  • 7. JaneiRo/FeveReiRo de 2012 Jornal do Espiritismo 7 Nunca deveremos abandonar a batalha da educação. Podemos chorar, mas jamais desanimar. desista de Podemos nos ferir, mas jamais deixar de lutar. Devemos ver o que ninguém vê. Enxergar um tesouro soterrado nas rústicas pedras do coração seu filho dos nossos filhos indife- rentes. * * * Nunca desista de seu filho! Quanto mais rebelde, mais necessita do seu De algum tempo, um socorro, desejam que pródigo. aconchego. tipo está se tornando co- alguém os ajude a sair da O filho desistiu do pai, É sempre bom lem- mum nas famílias: aquele concha na qual se coloca- mas o pai nunca desistiu brar que, sob essa aura jovem de cabelos caídos ram na tentativa de fugir do filho. de rebeldia do jovem ou sobre os olhos, calças da realidade. O filho partiu, mas o do adolescente, tem uma largas com o fundo na Apesar da situação pai aguardou. O pai es- criança frágil pedindo altura dos joelhos, camisa difícil, os pais conscientes perava diariamente que socorro. folgada e o olhar voltado não deixam de semear no ele aprendesse, na escola Se os pais desistirem para o chão. solo da inteligência deles e da vida, as lições que não dele, quem lhe dará aten- Num estranho parado- esperam que um dia suas aprendeu com seus conse- ção e carinho? xo, ao tempo em que não sementes germinem. lhos amorosos. Quem irá recebê-lo quer ser notado, chama Durante a espera pode Por fim, a grande vitó- quando, um dia, açoitado atenção pela forma de se haver desolação, mas, se ria. A dor rompeu a casca pelas tempestades da vida vestir e se comportar. as sementes são boas, um das sementes que o pai ele retornar, sofrido, com Afinal de contas, como dia germinarão, mesmo plantou e lapidou silencio- profundas cicatrizes na entendê-lo? Como se que os filhos tomem o ca- samente a personalidade alma, mas ainda menino? aproximar desse jovem minho das drogas, desres- do filho. Sim, aquele menino que tenta se isolar do mun- peitem a vida e não parem Ele voltou. Adquiriu que um dia você segurou do embora se movimente em emprego algum. profundas cicatrizes na nos braços com tanta em meio aos demais fa- Talvez alguns pais alma, mas estava mais ternura... miliares? estejam vivendo uma si- maduro e experiente. O Pense nisso, e nunca Ele quase não fala. tuação dessas. Seus filhos pai não condenou o filho desista de seu filho! Emite monossílabos, estão vivendo profundas injusto, mas fez-lhe uma afirmando ou negando, crises. Eles recusam um grande festa. Redação do Momento quando questionado sobre tratamento e são indife- Ninguém compreen- Espírita, com base no algum assunto que lhe diz rentes às lágrimas das deu. Mas não é necessário, cap. 7, pt. 1, do livro respeito. pessoas que os amam. pois o amor é incompre- Pais brilhantes - pro- Embora difíceis de O que fazer, então? ensível. fessores fascinantes, entender e de amar, são Desistir deles? Certamen- Seguindo o exemplo de Augusto Cury, ed. jovens que, de alguma te não, mas comportar- do pai do filho pródigo, Sextante. forma, estão pedindo -se como o pai do filho citado na parábola, jamais Em 11.01.2010.
  • 8. 8 Jornal do Espiritismo JaneiRo/FeveReiRo de 2012 Nutrição Espiritual “Bom é que o coração se fortifique com graça e não com manjares, que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.” – Paulo. (Hebreus, 13:9). Há vícios de nutrição da alma, O alimento do coração, para do exterior. E justamente na estrada tanto quanto existem na alimentação ser efetivo na vida eterna, há-de religiosa é que semelhante esforço do corpo. basear-se nas realidades simples do exige mais amplo aprimoramento. Muitas pessoas trocam a água caminho evolutivo. O crente, de maneira geral, está pura pelas bebidas excitantes, qual É imprescindível estejamos sempre sequioso de situações que ocorre a muita gente que prefere fortificados com os valores ilumi- lhe atendam aos caprichos noci- lidar com a ilusão perniciosa, em se nativos, sem atender aos deslum- vos, quanto o gastrônomo anseia tratando dos problemas espirituais. bramentos da fantasia que procede pelos pratos exóticos; entretanto, da mesma sorte que os prazeres da mesa em nada aproveitam nas não é o barulho das atividades essenciais, as sensações empolgantes da zona fenomênica se crianças que perturbam as tornam inúteis ao espírito, quando este não possui recursos interiores atividades de uma casa. suficientes para compreender as finalidades. Inúmeros aprendizes guardam a experiência religiosa, que lhes diz respeito, por questão puramente intelectual. Imperioso, porém, é reconhecer que o alimento da alma para fixar-se, em definitivo, reclama o coração sinceramente interessando nas verdades divinas. Quando um homem se coloca nessa o que posição íntima, fortifica-se real- mente para a sublimação, porque perturba é reconhece tanto material de trabalho digno, em torno dos próprios passos, o silêncio que qualquer sensação transitória, para ele, passa a localizar-se nos dos últimos degraus do caminho. Emmanuel (Pão Nosso – Psi- adultos. cografia: Francisco Cândido Xavier – Ed.: FEB.) Faça aqui o anúncio de sua empresa O CUSTO É DE R$ 60,00 A CADA 2 MESES. Talvez você não esteja fazendo um GRANDE negócio. Mas estará sem dúvida dando uma GRANDE contribuição para a divulgação da doutrina Espírita. Isto, por si só será a maior caridade que se faz por ela. (17) 3212-5215 Walter